Leis do destino - segunda temporada por contosdamel


[Comentários - 50]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Os planos de Natalia de minar a imagem do candidato ao governo do estado de Mato Grosso do Sul, Acrisio Toledo, parecia alcançar seus primeiros objetivos. Carla conseguiu contatos importantes na imprensa, e depois de pequenas notas em blogs especializados, obteve a atenção do público que precisava para atingir meios de comunicação mais populares.


 


            A resposta de Acrisio foi imediata, ou pelo menos da sua equipe de marketing, que se precipitou em preparar a defesa do candidato, mas, a oposição tratou de continuar a campanha que secretamente Natalia e Carla começaram.


 


            A partir desse fato, as redes sociais, a TV e a imprensa escrita bombardearam o candidato divulgando os crimes dos quais ele era suspeito, a repercussão não poderia ter sido melhor para os planos da jovem promotora, que foi informada acerca dos mandatos de busca e apreensão autorizados pela justiça de maneira inédita contra Acrisio Toledo.


            Paralelamente a essa questão a qual Natalia tinha motivação pessoal para se dedicar, a promotora emendara uma maratona de audiências nas quais seu brilhantismo já era alvo de comentários nos corredores dos tribunais.


 


            Natalia experimentava além dos bons frutos do seu trabalho, a certeza de sentir seu coração se abrir outra vez para uma nova paixão. Seu relacionamento com Eduarda gradualmente se concretizava como algo perene, leve, natural, propiciando a Natalia uma nova expectativa quanto aos seus sentimentos revendo sua capacidade de se apaixonar mais uma vez.


 


            Eduarda em muitos aspectos lembrava Diana. Talvez, esse fosse o único fator que se revelava barreira à entrega de Natalia naquela relação. No entanto, a jovem promotora se deixava levar pelo charme e encanto da empresária, que não cansava de surpreendê-la com demonstrações de afeto inesperadas.


 


            Obviamente o novo relacionamento de Natalia em nada agradou Silvana, que repetidas vezes implicou com Eduarda promovendo mal estar entre a turma de amigos que passou a frequentar assiduamente a Lances.


 


             Em uma das noites na qual Eduarda marcara para encontrar-se com Natalia em sua boate, a promotora foi mais uma vez surpreendida pela loira, que justamente naquele dia resolvera estrear como DJ, dedicando no SMS enviado à Natalia sua atuação:


 


-- “Porque há dois meses você inspira o melhor de mim, essa música é para você”.


 


            Jai Ho (You Are My Destiny) – Aleluia (Você é meu destino)

 


Jai Ho! Jai Ho!


 


I got (I got) shivers (shivers),


When you touch that way,


I'll make you hot,


Get what you got,


I'll make you wanna say (Jai Ho, Jai Ho)


 


Aleluia Aleluia!


 


Fico (fico) arrepiada (arrepiada)


quando você me toca assim,


Vou te esquentar,


e ver o que você sabe


Vou te fazer dizer (Aleluia, Aleluia)


 


I got (I got) fever (fever),


Running like a fire,


For you I will go all the way,


I wanna take you higher (Jai Ho)


Estou (estou) fervendo (fervendo)


Fervendo como fogo


Por você vou até o final


Vou te levar às alturas (Aleluia!)


 


I keep it steady, uh, steady,


That's how I do it. (Jai Ho)


This beat is heavy, so heavy,


You gonna feel it. (Jai Ho)


 


Vou manter desse jeito


É assim que se faz ( Aleluia )


A batida é muito, muito forte


Você vai sentir (Aleluia)


 


You are the reason that I breathe, (Jai Ho)


You are the reason that I still believe, (Jai Ho)


You are my destiny,


Jai Oh! Oh-oh-oh-oh! (Jai Ho)


 


Você é o motivo pelo qual eu respiro (Aleluia)


Você é o motivo pelo qual eu ainda acredito (Aleluia)


Você é Meu Destino


Ale Oh! ohohohoho (Aleluia)


 


No there is nothing that can stop us, (Jai Ho)


Nothing can ever come between us, (Jai Ho)


So come and dance with me,


Jai Ho! (oohh)


Não, nada pode nos parar (Aleluia)


Nada vai nos atrapalhar (Aleluia)


Então venha e dance comigo


Aleluia ( oohh)


 


Catch me, catch me, catch me, c'mon, catch me,


I want you now,


I know you can save me, you can save me,


I need you now.


 


Me pegue, me pegue, me pegue, venha e me pegue


Quero você agora


Sei que você pode me salvar, você pode me salvar


Preciso de você agora


 


I am yours forever, yes, forever,


I will follow,


Anywhere in anyway,


Never gonna let go.


 


Jai Ho! Jai Ho!


 


 


Sou sua para todo o sempre


Vou com você pra qualquer lugar,


de qualquer maneira


Nunca vou te deixar


Aleluia!Aleluia!


 


Escape (escape) away (away),


I'll take you to a place,


This fantasy of you and me,


I'll never lose my chance. (Jai Ho)


 


Yeaahhhh (Jai Ho)


 


Vamos (vamos) fugir (fugir)


Vou te levar para um lugar


É uma fantasia de nós dois


Nunca perderei esta chance (Aleluia)


 


Yeahhh (Aleluia)


 


I can (I can) feel you (feel you),


Rushing through my veins,


There's an ocean in my heart,


I will never be the same. (Jai Ho)


 


Posso (posso) te sentir (te sentir)


correndo pelas minhas veias


Meu coração é um oceano


Nunca mais serei a mesma (Aleluia)


 


 


Just keep it burnin', yeah baby,


Just keep it comin', (Jai Ho)


You're gonna find out baby,


I'm one in a million. (Jai Ho)


Deixe tudo esquentar, é, baby


Deixe rolar (Aleluia)


Você vai descobrir, baby


que sou uma em um milhão. (Aleluia)


(The Pussycat dolls and AR Rahman)


 


 


            Natalia ficou perplexa na mesa cativa da área VIP reservada para elas. Viu-se dividida pelo encantamento que Eduarda lhe despertava por esses gestos e a semelhança com Diana que insistia em se configurar como um fantasma que cercava seu presente lhe fazendo reconhecer que aquele sentimento pela ex-namorada ainda pulsava em seu interior.


 


 


 


            Como que transportada para um universo paralelo, Natalia viu o rosto de Diana na face de Eduarda comandando aquela pick-up, assim como ela se lembrava da loirinha na primeira vez que a viu na festa do trote na Álibi.


 


-- Natalia? Natalia?


 


            Fernando tentava chamar a atenção da amiga completamente ausente naquele momento.


 


-- Natalia? Você está me ouvindo?


 


            O rapaz chacoalhou Natalia conseguindo sua atenção.


 


-- Oi, desculpa Nando. O que você disse?


 


-- Nada... E aí? Nossa nova DJ foi aprovada?


 


-- Claro que sim. Ela é boa não é?


 


-- Mesmo que não fosse não é? Além de ser sua namorada, é a chefe, a dona do lugar!


 


            Nando brincou, mas Natalia não viu graça na piada.


 


-- Ela não está usando isso para tocar, deixa de ser injusto. Ela deixou esse espaço nesse horário justamente para DJs amadores.


 


-- Eu sei, nossa eu só estava brincando Nat, calma...


 


            Natalia abriu um largo sorriso ao notar Eduarda se aproximando.


 


-- Acho que te devo uma dança não é?


 


            Natalia disse envolvendo o pescoço de Eduarda.


 


-- Isso e outras coisas mais se você gostou da música...


 


-- Adorei a música Duda...


 


            Natalia beijou o rosto de Eduarda demoradamente.


 


-- Pelo menos a dança eu posso ter agora?


 


            Natalia acenou em acordo e Eduarda conduziu-a pela mão até a pista de dança. Em clima de puro romance as duas dançaram, trocando carícias discretas e sorrisos, entretanto, a lembrança viva que Natalia trazia consigo da ex-namorada pareceu se personificar em cada olhar e sorriso que Eduarda lhe dava, perturbando-a.


 


-- Nat está tudo bem?


 


-- Estou com sede.


 


            Natalia disfarçou, mas as imagens com o rosto de Diana em sua cabeça não paravam de se multiplicar, trazendo à tona o que ela lutava para esquecer.


 


-- Duda, você se incomoda se formos embora?


 


-- Claro que não minha querida, mas, você está sentindo alguma coisa?


 


-- Estou cansada, é só.


 


-- Vamos então lá pra casa, vou cuidar de você.


 


            Com Eduarda, Natalia experimentava a agradável sensação de ser cuidada, há anos não se permitia isso, desde que enfrentou a traumática situação com Sandro, se obrigou a não depender de mais ninguém para se proteger e tal atitude lhe dava um frágil sentimento de onipotência interior, mas, exteriormente manteve sua imagem de autossuficiente. Naquela noite, o carinho da empresária foi crucial para a paz de Natalia que adormeceu nos braços da loira, entretanto, seu inconsciente a traiu.


            A promotora viu sua ex-namorada diante dela, linda como ela se lembrava, anunciando:


 


-- “Estou voltando para você meu amor”.


 


            Natalia estupefata com a visão observou Diana se afastar e gritou:


 


-- Diana, Diana... Diana!


 


            Foi nesse exato momento que ela despertou daquele sonho. Atordoada demorou alguns segundos para se dar conta de onde estava, encontrando Eduarda ao seu lado, lhe encarando séria.


 


-- Acho que tive um pesadelo.


 


            Eduarda se levantou da cama muda. O silêncio da empresária incomodou Natalia.


 


-- Duda?


 


-- Quem é Diana?


 


            Natalia empalideceu. Os olhos de Eduarda pela primeira vez não transpareciam o encanto que esta manifestava quando lhe olhava.


 


-- Porque você está me perguntando isso?


 


-- Eu te fiz uma pergunta Natalia. Você pode me responder ao invés de me fazer outra pergunta?


 


-- Mas... Duda, eu não entendo essa pergunta...


 


-- Não faça isso Natalia, não tente me enrolar. Você chamou esse nome na primeira vez que ficamos. Já chamou esse nome outras vezes dormindo, eu aguentei calada por que não achava que tivesse o direito de te cobrar nada, mas puxa vida! Estamos namorando, e você chamou de novo esse nome enquanto estava abraçada comigo! Quero saber agora! Quem é Diana?


 


**************


 


            Os planos de Diana de se afastar dos amigos, especialmente de Daniela e Rosana, teve a justificativa perfeita. Durante o resto verão, a loira se ocupou com o seu trabalho, esquecendo-se de vida social, mergulhou em seu projeto mais ambicioso, terminando as fotografias na metade do tempo programado.


 


            No entanto, o acaso lhe sugou para a realidade mais uma vez. Os seus anseios confusos desde que sua relação com Rosana tomou outra conotação estavam devidamente contidos até o momento em que ouviu a voz de Rosana, quando passava em frente ao Light Rock. Não resistiu, entrou no clube que não estava aberto ao público. Rosana ensaiava com sua banda, e ao ver Diana, parada no fundo do salão, sua voz sumiu.


 


-- Rosana? Parou por quê?


 


            O guitarrista indagou surpreso com a parada repentina da cantora.


 


-- Quero repassar esse trecho... Mas, vamos fazer uma pausa.


 


            A cantora desceu do palco e se apressou para alcançar Diana que se retirou dali quando percebeu que não estava incógnita.


 


-- Diana! Espera.


 


            Na saída do clube Rosana alcançou Diana.


 


-- Você ia embora sem falar comigo?


 


-- Só estava de passagem por aqui. Não queria atrapalhar seu ensaio.


 


-- Não está fugindo de mim?


 


-- Rosana...


 


-- Já faz tanto tempo que não nos falamos... Todos estão reclamando sua ausência...


 


-- Todos? Está falando da Daniela?


 


-- Dela e dos seus outros amigos.


 


-- Parece que você mudou de opinião sobre levar á frente sua relação com ela não é?


 


-- Impressão minha ou você está me censurando?


 


-- Não mesmo, quem sou eu para censurar alguém?


 


-- Só para sua informação, não mudei de opinião. Eu e a Dani somos apenas amigas, ela está até saindo com outra pessoa.


 


            Diana não mudou a expressão, fingindo indiferença.


 


-- Bom, eu preciso ir, tenho muito trabalho.


 


-- Diana espera!


 


-- Estou apressada Rosana. Volte para seu ensaio, não que você precise, por que está incrível, parabéns...


 


            Diana continuou seus passos rápidos ignorando o chamado de Rosana. A fotógrafa voltou perturbada com aquele encontro para seu apartamento. As folhas secas espalhadas pelas calçadas, anunciando o início do outono na cidade, não empolgavam o instinto e talento da loirinha que adorava registrar esses momentos nessa época do ano.


 


            A noite caiu, e todo esforço de Diana para desviar os pensamentos de Rosana começou a render boas horas de trabalho. Mal percebeu a madrugada chegar entretida no seu estúdio, até ouvir a campainha tocar.


 


            Deduziu que fosse algum dos seus amigos, para uma visita àquela hora só podia se tratar do Marco bêbado ou a Liza com dor de cotovelo. Quando abriu a porta seu coração saltou à boca, com Rosana parada, deslumbrante em um microvestido.


 


-- Aqui você não tem como fugir de mim.


 


            Rosana não deu tempo para Diana sequer formular uma argumentação. A cantora tomou a boca da loirinha em um beijo faminto, no que foi correspondida com a mesma volúpia.


 


 

Nome: Lea (Assinado) · Data: 30/12/2021 17:24 · Para: 2.6 fervet opus

Querida Mel, você pretende espalhar o mel dentre esses dois mais novos casais e depois deixar as formigas adentrar esse mel???

Ps: tu gosta de fazer suas leitoras sofrerem, né??

Parabéns por essa segunda parte da estória,estou gostando muito, não concordo,mas sua escrita vale muito minha atenção!!



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.


Ou comente usando seu Facebook: