Tell me you love me por Kivia-ass


[Comentários - 122]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

POV MARI

 

Eu estava completamente nervosa, eu quase não dormi durante a noite, Petra até tentou me acalmar, mas eu estava uma pilha de nervos. Hoje seria a audiência de  guarda do Zé, e eu só queria que esse pesadelo acabasse logo. Só faltava isso para minha vida entrar nos trilhos de vez, eu e Petra não nos desentendemos novamente, ela estava se esforçando para conciliar o restaurante e a família, e eu estava sempre ao lado dela apoiando o seu sonho. 

-Meu amor, por favor, tenta se acalmar. - Estávamos na sala de espera do tribunal e Petra se ajoelhou em minha frente. - Eu sei que você está ansiosa, mas eu tenho fé que vamos ter nosso pequeno de volta. 

-Obrigada por estar aqui. - Ela sorriu e segurou minhas mãos.

-Eu não vou sair do seu lado, nunca mais. - Petra me deu um beijo na testa e Julia se aproximou com uma expressão fechada. 

-Aconteceu algo amiga? - Questionou preocupada. 

-Não, mas sua mãe trocou de advogado. -Julia fez uma cara de derrota. - Ela contratou o Alberto Moura, um carniceiro que joga sujo. 

-Hey, nós vamos conseguir. - Petra disse tentando elevar nossa confiança. -Meu pai já está chegando, ele tem provas que o pai de Mari tá metido com coisa errada. 

Concordei com a cabeça e ficamos ali aguardando o meu sogro chegar. Eu estava nervosa, mas algo dentro de mim me dizia que eu teria o Zé de volta, eu estava com tanta saudade, minha mãe não permitia que eu o visitasse e isso me deixava profundamente triste, como minha mãe se tornou uma pessoa tão amarga? 

-Bom dia meninas. -Meu sogro chegou apressado e abraçou Petra. - Oi filha.

-Oi pai, que bom que chegou. - Meu sogro tinha uma pasta nas mãos e entregou à Julia. 

-Essa pasta vai ser sua cartada final Julia, ai estão relatórios e fotos que comprovam que os pais de Mari estão falidos, e isso é o que vai ajudar para a decisão da audiência.

-Falidos? Os meus pais estão falidos? - Perguntei incrédula, pois meus pais sempre tiveram um poder aquisitivo bom. 

-Sim Mari, eu quero pedir desculpas por ter me intrometido, mas foi a chance que eu vi para recuperarmos o José. - Petra me abraçou pela cintura e beijou meu ombro. 

-Nós vamos lutar por ele, e não me importo quais armas teremos que usar. - Respondi tentando parecer forte.

Ficamos ali, esperando a hora da audiência, eu estava nervosa e Petra tentava me manter calma, e só dela estar ao meu lado eu conseguia me controlar. Fomos chamadas para entrar e depois de muito tempo eu encarei meus pais que me olhavam com raiva, principalmente depois que notaram Petra e eu de mãos dadas. 

-Bom dia, daremos início a audiência de tutela de José Pedro. - A escrivã se pronunciou e a juíza entrou na sala. 

A audiência começou e apenas os advogados falavam, o advogado da minha mãe alegava que o Zé já estava adaptado à rotina da minha mãe, e não teria motivos para tirá-lo de lá. 

-Me desculpe vossa excelência. - Julia se pronunciou e colocou a pasta em cima da mesa. - Aqui tenho provas de que o lar da senhora Jaciara não é estabilizado, tendo em vista que o marido seja viciado em jogos e os bens da família estejam como garantia de dívidas. 

Minha mãe ficou mais pálida que o papel, e meu pai se remexeu na cadeira. A juíza pediu para que os advogados se aproximassem e ela começou a ler os papéis. 

-Como você pode jogar tão baixo, Mariana. - Minha mãe sussurrou entre os dentes. - Aposto que foi ideia dessa mulherzinha que você chama de esposa. 

-Só estou jogando o mesmo jogo que você, mãe. - Respondi e Petra apertou minha mão pedindo calma. 

-Silêncio, por favor. - A Juíza nos repreendeu e continuou conversando com Julia e o advogado dos meus pais. 

Meu coração faltava sair pela boca, só queria ouvir a juíza dizer que meu filho voltaria pra mim, que minha família estaria completa agora. 

-Devido aos novos fatos, e o pedido de investigação que a Doutora Julia Barroso abriu contra o Sr. Antonio, a guarda da criança passa para Mariana Maia.

Não consegui segurar  as lágrimas e Petra me agarrou e chorou junto comigo, daqui para frente o Zé seria nosso filho e todo amor e carinho do mundo eu sei que Petra e eu daria à ele. 

-Vossa excelência, trouxe aqui também o pedido de adoção. - Julia entregou outra pasta. - Petra e Mariana desejam adotar o Zé, para que ele tenha os direitos dele garantidos.

O advogado dos meus pais tentava argumentar algo, mas a juíza o pediu para se calar e assinou o papel da adoção. O Zé era oficialmente meu Filho e de Petra.  

-Encerrada a audiência. - A juíza deu o fim da sessão e saímos de lá comemorando. 

-Eu não acredito que você fez isso Mariana.- Minha mãe segurou meu braço com força assim que passamos para o hall de entrada. - Você denunciou o seu próprio pai. 

-Primeiramente me largue. - Puxei meu braço e Petra se posicionou ao meu lado. - Eu só usei as mesmas armas que você, eu jamais deixaria de lutar pelo meu filho. 

-Não seja idiota, ele não é seu filho. - Minha mãe disse raivosa. -  Não pense que isso vai ficar assim!

-Você está ameaçando minha mulher? - Petra entrou na frente. - Escute aqui sua jabiraca, se você chegar perto da minha mulher, ou dos meus filhos eu te parto ao meio. 

-Você pensa que é quem? - Minha mãe não abaixou pra Petra e eu achei que as duas se atacariam naquele momento. 

-Sou alguém que vai fazer da sua vida um inferno se você não sair de perto da minha família.- Petra cresceu ainda mais para cima da minha mãe e Julia e meu sogro precisaram segurá-la. - Esse é o último aviso. 

-Amor, vamos embora. - A puxei pela mão fazendo ela se afastar. - Não vale a pena. 

Saímos do fórum pelo lado oposto dos meus pais, eu estava com medo, mas ao mesmo tempo imensamente feliz pelo resultado da audiência, agora eu poderia me livrar do Brunos e ter o meu bebê de volta. 

 

 

Notas finais:

Estams no fim!



Comentários


Nome: Mille (Assinado) · Data: 10/11/2021 09:00 · Para: Meus Filhos

Coisa boa, Zé voltando da onde não ter saído 

Mãe da Mari ficou revoltada, essa cobra também queria dar o bote mais dessa vez não.

Bjus e até o próximo capítulo 



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 09/11/2021 20:44 · Para: Meus Filhos

Que pais,hem Mari? Triste mas a justiça foi feita e o pequeno que ficou sem a mãe terá agora, duas mães e  uma maninha.



Nome: Marta Andrade dos Santos (Assinado) · Data: 09/11/2021 20:19 · Para: Meus Filhos

O Zé voltou !



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.


Ou comente usando seu Facebook: