Amor atipico (volume 2): meu coracao e o teu lar. - história pausada. por Priscila_Cruz


[Comentários - 168]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

 

Capítulo 3

Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

 

Raquel abriu os olhos e estranhou o fato de Leila ainda estar na cama, pois a morena costumava levantar-se cedo para preparar o café da manhã da família.

O corpo de Leila estava colado ao de Raquel e o rosto da morena estava escondido no pescoço da loira.

- Leila. – Raquel a acariciou. – Está acordada?

Leila assentiu.

- Está tudo bem? – a loira perguntou.

A morena endireitou-se e intensificou a força do abraço.

- Queria aproveitar um pouco mais de sua companhia. – respondeu.

- Meu amor. – Raquel alisou os cabelos de Leila. – Já lhe disse que ficarei em casa se você assim quiser.

Antes que Leila pudesse dizer alguma coisa, Melody começou a bater na porta e a forçar a fechadura.

Leila levantou-se e pegou o roupão.

- Vou tomar um banho e preparar o café. – falou.

- Eu ajudo você. – Raquel a imitou.

- Não é preciso. – A morena deu um pequeno sorriso. – As crianças também devem aproveitar sua companhia. Apronte-se e cuide de nossos filhos. – Abriu a porta e deixou Melody entrar. – O desjejum estará pronto quando vocês descerem.

- Está certo. – Raquel pegou a menina no colo e a levou para o banheiro que ficava no corredor. – Hora de escovar os dentes.

Melody gemeu e tentou fugir, mas Raquel a manteve junto de si.

- Está tudo bem meu amor. – falou para a menina. – Não precisa ter medo.

Sentou a menina em cima da pia e pegou a escova e o creme dental dentro do armário.

- Escovar os dentes é gostoso e não machuca. – Raquel tentou levar a escova para dentro da boca, mas Melody segurou-lhe o braço. – Bobinha. – A loira riu. – Não vou me machucar.

Melody largou o barco de Raquel e tapou os olhos com as mãos.

Raquel levou a escova à boca e começou a friccioná-la contra os dentes. O barulho fez Melody se encolher.

- Terminei! – a loira anunciou após enxaguar a boca. – Agora é sua vez.

- Não quero. – Melody falou baixinho.

- Prefere ficar com bafo de múmia? – Raquel perguntou.

Melody riu.

- Bafo de múmia! – repetiu.

- Prometo que não vai doer. – Raquel segurou as mãos da menina e as puxou para baixo. – Veja. – Exibiu os dentes para Melody. – Não estão feridos.

A menina torceu os lábios.

- Se me deixar escovar seus dentes. – A loira insistiu. – Arrumaremos o desjejum na mesa do jardim e poderemos deixar migalhas de pão para os passarinhos.

Melody sorriu e abriu a boca.

Raquel escovou os dentes da menina com cuidado.

- Pronto! – a loira a beijou. – Está com um gostoso hálito de menta.

- Hálito de menta. – Melody repetiu.

- Venha. - Raquel a pegou no colo e a levou para o quarto. – Precisamos tomar banho e trocar de roupa. Depois, cumpriremos a tarefa mais árdua do dia.

- Acordar Logan! – Melody falou.

- Isso mesmo. - Raquel encheu o rosto de Melody de beijos e completou. – Menina inteligente.

***

 

Leila se banhou depressa e arrumou-se para trabalhar. Sentiu uma pontada no peito ao passar em frente ao banheiro do corredor e ver Raquel escovando os dentes da filha caçula.

- Minha esposa ainda não foi viajar e eu já estou com saudades. – Pensou. – Raquel enche nossa casa de vida.

Chegou à cozinha, abriu os armários e começou a reunir os ingredientes necessários para fazer uma das receitas de desjejum favoritas de Raquel.

- Espero que ela goste da surpresa. – Pensou. Um sorriso carinhoso lhe iluminava o rosto.

 

***

 

- Planeta Terra chamado Logan! – a loira chamou pelo filho.

Raquel e Melody entraram no quarto de Logan e encontraram o menino estirado na cama. O cobertor do garoto estava caído no chão e o travesseiro lhe cobria a cabeça.

– Está na hora de acordar! – Raquel insistiu.

O menino resmungou algo inteligível.

- Quer tentar acordar seu irmão? – a loira perguntou para a filha.

Melody riu e subiu para a cama de Logan.

- Está na hora de acordar! – a menina imitou o tom de voz que Raquel havia usado e começou a pular na cama do irmão. – Está na hora de acordar!

Logan tirou o travesseiro de cima da cabeça e estendeu a mão em direção a Raquel.

- Por favor. – Implorou. – Tire o furacão Melody de cima de mim.

- Farei isso, mas com uma condição. – Raquel cruzou os braços e sorriu. – Terá de prometer que vai se levantar da cama, escovar os dentes, tomar banho e se vestir para a escola.

 - Trato feito. – O menino bateu continência para Raquel.

- Venha. – A loira estendeu os braços e pegou Melody no colo. – Fez um ótimo trabalho.

Logan levantou-se coçando os olhos.

– Não consigo entender como Melody é capaz acordar tão cedo e com tanta energia.

Raquel deu um pequeno sorriso.

- Não é o único a se inquietar com tal mistério. – Beijou Melody no rosto.

O menino deixou o quarto arrastando os pés.

 - Deixarei seu uniforme em cima da cama. – A loira falou para o filho. – Arrume-se e desça. Esperaremos por você no jardim.

Logan limitou-se a emitir um muxoxo.

Raquel desceu pela escada, carregando Melody nos braços.

- Torradas com mel e canela! – a loira se empolgou ao chegar à cozinha e ver uma porção de torradas disposta em uma travessa. – Acompanhadas com suco de laranja. – Colocou a filha no chão, abraçou Leila e perguntou. – O que fiz para merecer tantos mimos?

- Responderei mais tarde. – A morena sussurrou para loira e indicou Melody com um aceno. A menina estava sentada no chão, brincando com uma panela. – Quando nossos filhos estiverem dormindo.

Raquel riu e beijou Leila com carinho.

- Importa-se se tomarmos o desjejum no jardim? – perguntou. – Tive que fazer uma pequena barganha para conseguir escovar os dentes de Melody.

- Não tem problema. – Leila pegou um prato contendo uma porção de pãezinhos com geleia e a jarra de suco e foi para o jardim.

Raquel a acompanhou, carregando a travessa com torradas e alguns guardanapos.

Melody passou pelas duas e pôs-se a correr pelo jardim.

– Vamos mencionar sua viagem para as crianças? – Leila perguntou.

- Melhor esperarmos até Solange e eu termos assinado o contrato e acertado os detalhes com a firma. – A loira respondeu.

Leila assentiu e colocou o que trazia em cima da mesa.

- Vou buscar os copos. – Murmurou.

Raquel ajeitou a travessa na mesa e sentou-se.

- Está bem. – Segurou a mão de Leila e a beijou. – Obrigada por tudo.

- Não precisa agradecer. – A morena curvou-se e beijou a loira na testa.

Raquel esperou Leila entrar na casa para chamar pela caçula.

- Melody! - pegou uma torrada e a quebrou em quatro partes. - Aqui está. – Entregou-as para a filha.

- Obrigada. – Melody deu um pequeno sorriso e correu para longe de Raquel. – Café da manhã dos passarinhos. – Esmagou os pedaços de torrada com a mão e espalhou as migalhas pelo chão. – Bom apetite. - Se escondeu embaixo de um banco de madeira e passou a observar.

Leila voltou para o jardim, trazendo quatro copos consigo. Sentou-se ao lado de Raquel e perguntou.

- Conseguiu fazê-la comer?

- Ainda não. – Raquel serviu-se de suco e pegou uma das torradas. – Melhor deixá-la alimentar os passarinhos primeiro.

Leila olhou para Melody.

- Passarinhos. – A menina sorria satisfeita ao ver as pequenas aves servindo-se das migalhas que espelhara.

- Melody deveria ser prioridade. – Leila insistiu.

Raquel riu.

- Melody precisa de bons exemplos. – falou acariciando o rosto da morena. – Se quisermos que nossa filha coma, devemos usar todas as ferramentas que pudermos encontrar para convencê-la. Inclusive a ajuda de nossos amiguinhos com penas. – Alcançou um pedaço de torrada e o levou aos lábios da morena. – Você também deveria dar exemplo para Melody.

Leila permaneceu com a boca fechada.

- Será que a nossa festinha não foi capaz de abrir seu apetite? – Raquel perguntou fazendo beicinho.

A morena sorriu e aceitou o oferecimento da loira.

– Acariciar e beijar seu corpo sempre abre meu apetite. – falou enquanto mastigava.

- Bom saber. – Raquel sorriu com malícia.

Passados alguns minutos Logan apareceu, trazendo um pote de gel e um pente.

- Pode dar um jeito no meu topete? – perguntou para Leila.

- Bom dia para você também. – Leila sorriu e começou a ajeitar o cabelo do filho.

- Bom dia. – Logan sorriu.

Raquel aproveitou-se para abraçar e cheirar o filho.

– O que acha? – a loira perguntou para Leila. – Logan está tão cheiroso quanto deveria?

- Vamos ver. - a morena sorriu e cheirou o pescoço do filho. - Está maravilhoso. – Deu um beijo no rosto do garoto e acrescentou. – Como sempre.

O sorriso de Logan aumentou. O menino desvencilhou-se das mães e sentou-se para tomar café.

- Não vai agradecer sua mãe por cuidar de seu cabelo? – a loira perguntou, fingindo indignação.

- Obrigado. – O menino falou com a boca cheia.

- Ele herdou seus bons modos. – Raquel provocou Leila. – Logan é um especialista em falar de boca cheia, assim como você.

- Pode ser. – a morena devolveu a provocação. – E de você ele herdou o estômago. Afinal, o apetite de ambos é o mesmo.

- Mais torrada. – Melody postou-se ao lado de Raquel, um grande sorriso lhe iluminava o rosto.

- Talvez mais tarde. – A loira segurou a menina e a puxou para o colo. – Agora é a sua vez de comer. – Tentou dar um pedaço de torrada para Melody, mas a garota recusou.

- Que tal um pedaço de pão com geleia de goiaba? – Leila cortou um dos pãezinhos em duas metades e levou uma aos lábios da filha. – É sua favorita.

Melody aceitou o oferecimento de Leila.

- Boa menina. – Raquel beijou a filha. – Se comer dois pãezinhos inteiros e beber um copo de suco, deixaremos que dê mais torrada para os passarinhos.

Melody apertou a mão de Raquel.

- Acho que temos um acordo. – A loira falou para a morena.

Leila riu e continuou a alimentar a filha caçula.

- Vocês estão diferentes. – Logan franziu o cenho, olhando de uma para a outra.

- Como assim? – Raquel perguntou.

- Estão calmas demais. – O menino se serviu com mais um pãozinho. – Vocês costumam acordar apressadas, como se estivessem fugindo do apocalipse zumbi. – Deu de ombros e finalizou. – Mas hoje não. Parece que estamos em uma manhã de sábado.

Leila e Raquel sorriram uma para a outra.

- Nossa noite foi muito boa. – A loira piscou para a morena.

- Deviam ter mais noites assim. – Logan falou de boca cheia.

- Sou obrigada a concordar com ele. – Leila sorriu.

Raquel alcançou o guardanapo e limpou os lábios de Melody.

– Aqui está, mas seja rápida. – Entregou mais alguns pedaços de torrada para a menina. – Estamos de partida.

- Arrumou suas coisas? – Leila levantou-se e perguntou para Logan.

- Sim. – O menino enfiou mais um pãozinho na boca. – Só falta pegar meu lanche.

A morena riu e meneou a cabeça.

- Deixei sua lancheira em cima de um dos balcões da cozinha. – falou. – Guarde-a na mochila.

- Está bem. – Logan correu para dentro.

Leila e Raquel levaram a louça para dentro.

- Vá buscar suas coisas. – A morena falou para a loira. – Darei um jeito na cozinha e pegarei a mochila de Melody.

- Está certo. – Raquel beijou os lábios de Leila e correu para o Home Office. Guardou o computador na maleta e reuniu alguns papéis em uma pasta. Antes de sair, olhou em volta, dando especial atenção às fotografias da família que mantinha em uma das paredes.

Algumas haviam sido tiradas por Roberto, pai de Leila e fotógrafo profissional. Outras eram mais espontâneas e capturavam momentos de diversão da família. Raquel as adorava, pois contavam a história dos Medeiros Montanari.

- Seria bom poder levá-los comigo e não apenas na memória. – Pensou.

- Está pronta? – a voz de Leila despertou Raquel de seu devaneio. – As crianças já estão acomodadas no carro.

- Estou sim. – A loira sorriu e caminhou em direção à porta. – Estive pensando. – Arriscou. – O que acha de irmos juntos para o Espírito Santo? Podemos tornar minha viagem a trabalho em uma viagem de família.

Leila torceu os lábios.

- Seus ganhos ficarão comprometidos se fizermos isso e você me disse que iríamos usar o dinheiro para ajudar Melody. – respondeu. – Além disso, também preciso trabalhar e as crianças têm escola.

Raquel deu um sorriso triste e baixou os olhos.

- Você tem razão.

A morena segurou o rosto da loira e a beijou com carinho.

- Nós iríamos se pudéssemos. – falou. – Sabe disso.

Raquel corou.

- Me sinto segura quando estou ao seu lado. – falou. – Como se o seu amor fosse uma blindagem, capaz de impedir o mal de me tocar.

- Estou me sentindo o Homem de Ferro. – Leila sorriu.

A loira mordeu os lábios e puxou a morena para um abraço.

- Você é muito mais forte do que qualquer herói das lendas e dos gibis. – falou. – E é por isso que eu a amo tanto.

- Tem muitas maneiras de estarmos com você em sua viagem. – Leila acariciou as costas de Raquel. – E nós já dominamos uma delas.

- De que está falando? – a loira afastou-se para olhar a morena nos olhos.

Antes que Leila pudesse responder, Logan surgiu no corredor.

- Detesto interromper, mas Melody está ficando impaciente. – falou. – E ela não para de puxar meu cabelo.

- Estamos indo. – Leila soltou-se de Raquel e acompanhou o filho de volta ao carro. – Não devia descontar sua raiva no cabelo de seu irmão. – Ralhou com Melody e assumiu a direção. – É muito feio fazer isso.

Melody escondeu o rosto atrás das mãos.

Raquel sentou-se no banco do carona.

- O que acham de almoçarmos juntos hoje? – propôs. – Faz tempo que não fazemos isso em uma quarta-feira.

As crianças comemoram.

Leila sorriu e olhou para Raquel.

- É uma ótima ideia. – Engatou a marcha e colocou o carro em movimento.

Notas finais:

 

 



Comentários


Nome: Ana lucia (Assinado) · Data: 01/05/2021 01:44 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

dedinhos cruzados ok?



Resposta do autor:

OK :)



Nome: Baiana (Assinado) · Data: 25/08/2020 21:40 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Essa rotina familiar terá alguma turbulência com os próximos acontecimentos? Gente,a Melody é uma fofa,e lembra muito a Leila,até na hora de fazer bico e manhas kkk

Tô achando que essa viagem da Raquel promete.

Ah,senti falta da Karen e de dona Vera, aliás,senti falta da família toda.



Resposta do autor:

Não posso adiantar nada não

XD

Sorry!



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 21/08/2020 19:22 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Foi sua linda. Gratidão por postar suas estórias maravilhosas. Que lindo ver essa família linda q elas construíram. Bjs



Resposta do autor:

E eu agradeço por vocês lerem!

Uma história e um escritor não é nada sem o público que lê.



Nome: HelOliveira (Assinado) · Data: 20/08/2020 17:06 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Que família linda e apaixonante, é incrível poder ver a evolução da Leila, tá mais segura e uma mãe incrível

Parabéns sempre



Resposta do autor:

Como disse a Raquel no primeiro volume: "A maternidade muda as pessoas.". ;)



Nome: Aja Rocha (Assinado) · Data: 20/08/2020 00:58 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Uau, Leila mamãe tá tão madura hahaha.

Tenho carinho por essa história.

🧡



Resposta do autor:

Pois é... o tempo passa... a pessoa amadurece. Com Leilinha não poderia ser diferente. 

*-*

E como disse Raquel no primeiro volume: "a maternidade muda as pessoas.".



Nome: Lins_Tabosa (Assinado) · Data: 19/08/2020 16:50 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.
Dedos super cruzados aqui!

Abrs, o/

Resposta do autor:

Na próxima oportunidade, vou pedir para vocês cruzarem os dedos para que eu ganhe um milhão de reais.

Vai que cola!



Nome: SPINDOLA (Assinado) · Data: 19/08/2020 13:51 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Bom dia, Priscila.

Primeiro muito obrigada por nos presentear com capítulo antecipado.

Segundo já disse que amo de paixão avassaladora está história, amo demais acompanhar este casal maravilhoso e agora com crianças sensacionais ficou extraordinário.

Capítulo perfeito e dedos cruzados para nova história.

Bjs e ótima semana pra ti.

 



Resposta do autor:

Vocês são muito fofas *-*

Em breve, capítulo novo!



Nome: jaiflores (Assinado) · Data: 19/08/2020 00:23 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Que presente lindo. Obrigada! Esperando a história toda.



Resposta do autor:

Ela tá vindo!

Nos passos de uma tartaruga, mas está vindo!

XD



Nome: preguicella (Assinado) · Data: 18/08/2020 23:44 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.
Dedos cruzados!

Adorando a interação da família.

Bjãooo

Resposta do autor:

Vcs são boas em cruzar dedos!

XD

Deviam cruzar os dedos para que eu fique milionária e viva da minha escrita!

Bjs.



Nome: Jebsk (Assinado) · Data: 18/08/2020 23:38 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.

Como adoro essas duas e fiquei tão feliz com esse segundo volume. 

Leila está tão independente. Raquel é  uma sortuda . As crianças são ótimas, apenas tenho uma dúvida em relação a Melody, ou não entendi o problema que a menina possui.

Saudades da Karem ... nossa o Enso, já está a um adulto. Nossa como quero saber sobre eles.

São tantas perguntas e querida autora, estou aqui com os dedinhos cruzados esperando o novo projeto.

😎

 



Resposta do autor:

Serei malvadinha e não responderei nada XD

Se eu ficar adiantando o que vai acontecer, vocês não virão ler a história!

 

E, só pra constar, o projeto novo está no ar.



Nome: Lins_Tabosa (Assinado) · Data: 18/08/2020 21:40 · Para: Saudade é vontade daquilo que já se sabe que gosta.
Dedos super cruzados aqui!

Abrs, o/

Resposta do autor:

E não é que funcionou!

Vcs são boas nisso!

Abs.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.


Ou comente usando seu Facebook: