Entre idas e vindas por amandanasnuvens


[Comentários - 5]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

P.o.v Giovana  

  Acordei com a sensação de que alguma coisa iria acontecer hoje, eu não sabia explicar bem o que, mas alguma coisa iria acontecer hoje, me arrumei e fui para o hospital e aquela sensação não passava, fui até o escritório do chefe e fui falar com ele:

- Bom dia Doutor kaue.

- Bom dia Giovana, como foi a viagem? 

- Foi bem proveitosa. 

  Suspirei lembrando dos momentos maravilhosos que tive com a Dalila, eu acabei me distraindo com meus pensamentos que nem reparei que ele estava falando comigo, quando chamou minha atenção e falou: 

- Essa viagem deve ter sido muito boa mesmo pra você ficar tão distraída assim.

- Você não faz ideia meu amigo como foi a viagem.

- Tem rabo de saia no meio não é mesmo?

- Você me conhece, sempre tem. 

  Caímos na gargalhada e ele quis saber todos os detalhes e eu falei:- Nós encontramos três vezes, uma vez no avião, outra na balada e outra no hotel.

- Algo me diz que não foi só uma ficada não é minha amiga? 

- Como sabe? 

- Eu nunca te vi suspirar assim por ninguém, e só de olhar nos seus olhos eu vejo o quanto gosta dela.

- Você me conhece muito bem, eu nem sei se a verei novamente um dia.

- Mas vocês não se falam? 

- Só pelo telefone, mas não sei se nos veremos pessoalmente, falando nisso deixa eu mandar uma mensagem para a Dalila. 

  Peguei meu celular e respirei fundo antes de mandar mensagem para ela, eu ainda estava com aquela sensação de que algo iria acontecer, deixei isso de lado e mandei mensagem para ela:

- Bom dia meu amor, dormiu bem?  

  Ela respondeu logo em seguida:

- Bom dia, dormi sim e você? Como está sendo o seu dia? 

- Já estou trabalhando e você?

- Estou me arrumando, as 11 horas da manhã terei uma reunião em um hospital para ver os produtos que eles vão querer.

- Boa sorte na reunião e tenha um ótimo trabalho.

- Você também meu amor, depois da reunião te ligo pra dizer como foi.

- Está bem, até mais tarde. 

Voltei a olhar para o meu chefe e ele falou:

- Você realmente gosta dela não é mesmo? 

- Gosto muito, mas por que está dizendo isso? 

- Porque eu nunca te vi assim, nesses 10 anos de amizade eu nunca te vi assim por nenhuma garota, nunca te vi sorrindo como boba só por estar falando com ela, ou esse brilho no olhar por estar apaixonada por alguém.

- Você está certo, estou perdidamente apaixonada por essa garota e se tudo der certo pedirei ela em namoro no nosso próximo encontro.

- Bom o papo está bom, mas eu esqueci de te avisar que teremos uma reunião com os fornecedores da empresa as 11 horas, a empresa se chama Saúde e bem estar e como eu precisarei dar uma saída é você que vai conduzir a reunião.

- Tenho carta branca para dispensar caso eu não goste? 

- Tem sim, agora vou indo que estou atrasado.

- Está bem, te manterei informado.

- Está bem, até mais tarde. 

  Ele foi embora e fiquei sozinha no escritório dele, fui para o refeitório do hospital para beliscar algo antes da reunião, pois eu não teria tempo de voltar pra casa antes da reunião, por ser mais de 10:30, comi as pressas um café com leite com um pão na chapa e voltei a tempo da reunião, a secretaria avisou que a moça da empresa já estava esperando na recepção, pedi para ela esperar um minuto e mandar ela entrar, fui ao banheiro do escritório, escovei os dentes e vi como estava minha aparência, vi que estava tudo certo e liguei para a secretaria pedindo pra deixar a moça entrar, eu estava olhando para baixo e não percebi quando a moça adentrou no escritório, só percebi quando ela falou:

- Bom dia me chamo Dalila e sou da empresa Saúde e bem estar. 

  Eu fiquei uns 5 minutinhos de cabeça baixa, sem acreditar como o destino muitas vezes nos ajuda, levantei a cabeça e sorri para a Dalila e falei: 

- Quem diria que a sua reunião seria comigo? 

- Verdade né, mas o bom é que poderei te ver antes do esperado. 

  Ela sorriu para mim e eu percebi que ela estava mordendo o canto da boca, aquilo estava me deixando maluca, quantas vezes sonhei em beijar aquela boca e ela estava ali na minha frente, me levantei e fui ate a porta, a tranquei e olhei para a Dalila com aquela cara sapeca que ela já conhecia e ela perguntou:

- O que vai aprontar Giovana? 

- Você vai ver Dalila. 

  Eu cheguei perto dela e a cada passo que eu dava em direção a ela, mais meu corpo reagia e ficava excitado, cheguei no ouvido dela e disse:

- Você será minha aqui e agora, sempre quis transar com alguém no escritório do meu chefe e só poderia ser com você, jamais traria outra garota aqui. 

  Olhei nos olhos da Dalila e vi o desejo que ela estava sentindo, era o mesmo desejo que eu estava sentindo, desci a boca dela e a beijei, foi um beijo com gosto de saudade, tesão, misturado com carinho e ternura, fomos nós beijando e eu fui guiando ela até o sofá, me deitei sobre ela e continuamos a nos beijar, o clima estava esquentando demais, quando eu ia tirar a camisa social que ela estava usando, que por sinal deixa ela bem sexy, deram uma batida na porta e eu ouvi a voz do Kaue lá fora falando:

- Está tudo bem aí dentro? 

- Está sim.  Eu pedi para a Dalila fazer silêncio enquanto eu falava com o meu chefe, com o coração aos pulos falei:

- Estou me trocando aqui daqui a pouco te digo como foi a reunião de hoje cedo.

- É bom mesmo Giovana. 

  O kaue foi se afastando e eu respirei aliviada por não ter sido pega, arrumei minha roupa e a Dalila fez o mesmo e ela falou:

- Ainda teremos muito tempo para nos saciarmos.

- Com toda certeza, melhor fazermos a reunião antes que ele volte e nos pegue no flagra não é mesmo?

- Verdade. 

  Passamos duas horas na reunião e eu decidi pegar alguns produtos, até porque a empresa dela é muito boa, me despedi dela e antes dela partir cheguei perto do ouvido dela e falei:

- Te espero hoje na minha casa e continuaremos de onde paramos.  A beijei daquele jeito, já mostrando minhas segundas intenções mais tarde, a vi saindo do escritório e estava pensando que o nosso encontro não podia ter sido melhor, eu estava tão distraída que não percebi que o kaue estava me observando, ele tossiu pra chamar minha atenção, olhei para ele e disse:

- O que houve? 

- Eu que pergunto dona Giovana.

- Está bravo comigo?

- Não, mas quem estava com você no escritório? 

- Então.

- Deixa de enrolar Giovana.

- Era a garota que eu conheci em Amsterdam.

- Sério? 

- Fiquei tão surpresa quanto você.

- Quem diria que vocês se veriam mais cedo do que imaginavam.

- Verdade né, sei que cheguei ontem de viagem, mas será que posso ir pra casa? Marquei de me encontrar com ela as 8 horas da noite.

- Está bem, vá lá se divirta e juízo viu. 

  Ele saiu rindo e eu fui para casa andando, pois eu morava perto do hospital, passei na frente da floricultura e não pensei duas vezes, parei lá e falei com a atendente:

- Boa tarde com quem eu falo? 

- Me chamo Joana como poço ajuda lá?

- Eu gostaria de comprar algumas rosas.

- Boa escolha, espere 1 minuto que já te entrego.

- Obrigada Joana. 

  Enquanto eu esperava mandei o endereço pra Dalila e uns 10 minutos depois ela me entregou o que eu pedi, paguei ela e fui para casa, antes de entrar em casa passei no mercado e comprei um vinho Merlot, morangos e fui para casa as pressas eu precisava preparar algo para comermos, mas já estava em cima da hora então pedi um ifood, 5 minutos antes da Dalila chegar a comida chegou, arrumei a mesa para duas pessoas, terminei de arrumar e fui para meu quarto, arrumei minha cama e coloquei as rosas em cima dela, entrei no banheiro e tomei um banho rápido antes que ela chegasse, me troquei e fiquei esperando ela, eu estava ansiosa pois hoje pediria a Dalila em namoro, esperei mais 5 minutos e bateram na minha porta.

P.o.v Dalila 

  Acordei e já passava das 9 da manhã, me arrumei e fui falar com minha mãe para tomarmos café da manhã, comemos e conversamos por um tempo antes deu sair de casa, ela me desejou boa sorte e eu sai pra trabalhar, cheguei 5 minutos antes da reunião começar, fiquei esperando até a secretaria anunciar pra eu entrar no escritório do doutor kaue, mas quando entrei no escritório não o vi, mas sim uma garota e ela se parecia muito com a Giovana, porém eu não tinha certeza por ela estar de cabeça baixa, desejei bom dia a ela e falei que eu era da empresa Saúde e bem estar, ela ficou de cabeça baixa e falou:

- Quem diria que a sua reunião seria comigo? 

- Verdade né, mas o bom é que poderei te ver antes do esperado.

  Eu sorri para ela e mordi o canto da boca, percebi que aquilo a estava  deixando maluca, sonhei muitas vezes em beija lá, ela se levantou e foi ate a porta, trancou a porta e me olhou com aquela cara sapeca que eu já conhecia e eu perguntei:

- O que vai aprontar Giovana? 

- Você vai ver Dalila. 

  Ela chegou perto de mim e a cada passo que ela dava em minha direção , mais meu corpo reagia e ficava excitado, ela chegou no meu ouvido e disse: 

- Você será minha aqui é agora, sempre quis transar com alguém no escritório do meu chefe e só poderia ser com você, jamais traria outra garota aqui. 

  Olhei nos olhos da Giovana e vi o desejo que ela estava sentindo, era o mesmo desejo que eu estava sentindo, ela desceu em minha boca e me beijou, foi um beijo com gosto de saudade, tesão, misturado com carinho e ternura, fomos nós beijando e ela foi me guiando até o sofá, ela se deitou sobre mim e continuamos a nos beijar, o clima estava esquentando demais, quando ela ia tirar a minha camisa social que eu estava usando, que por sinal me deixa bem sexy, deram uma batida na porta e eu ouvi a voz de um cara lá fora falando:

- Está tudo bem aí dentro? 

- Está sim. 

  A Giovana pediu para fazer silêncio enquanto ela falava com o chefe dela:

- Estou me trocando aqui daqui a pouco te digo como foi a reunião de hoje cedo.

- É bom mesmo Giovana. 

  O chefe dela foi se afastando e eu respirei aliviada por não ter sido pega, arrumei minha roupa e a Giovana fez o mesmo e eu falei:

- Ainda teremos muito tempo para nos saciarmos.

- Com toda certeza, melhor fazermos a reunião antes que ele volte e nos pegue no flagra não é mesmo?

- Verdade. 

  Passamos duas horas na reunião e ela decidiu pegar alguns produtos, até porque na empresa sou boa no que eu faço, ela se despediu de mim e antes deu partir ela chegou perto do meu ouvido e falou:

- Te espero hoje na minha casa e continuaremos de onde paramos. 

  Ela me beijou daquele jeito, já mostrando as segundas intenções dela mais tarde, sai do escritório atordoada, eu não imaginava que encontraria a Giovana assim, liguei para uma amiga e no segundo toque ela atendeu 

- Boa tarde Ananda.

- Boa tarde Dalila, que milagre me ligar a essa hora, o que houve? Te conheço sempre que me liga é porque quer conversar.

- Me conhece muito bem ne amiga, quer almoçar comigo? Daí conversamos melhor.

- Está bem, nos vemos daqui a pouco. 

  Parei na frente do restaurante sukiya e peguei uma mesa, uns 10 minutos depois minha amiga chegou, me abraçou e foi logo perguntou:

- O que quer conversar? 

- Então lembra que viajei?

- Lembro sim e o que houve?

- Conheci uma garota maravilhosa.

- Já não era sem tempo né, depois da Herica você nunca mais se abriu para o amor, mas me conta desde o começo: 

Eu estava indo para Amsterdam, quando vi uma garota linda na fila, ela entrou no avião e não a vi mais, quando entrei e fui procurar minha poltrona e a vi sentada ali na minha frente, fiquei sem graça por ter sido pega no flagra olhando para ela, levantou para ir ao banheiro e eu estava na fila, quando ela abriu a porta e me puxou para dentro, que beijo essa mulher tem, mas tivemos que parar porque o avião ia descer, na segunda vez a encontrei na balada e ficamos na balada e depois fui para o hotel dela e nos amamos noite a dentro, mas tive que ir embora, nos falamos todos os dia por mensagem e ligação, hoje tive uma reunião e advinha quem era a cliente?

- Quem?

- A Giovana.

- Sério? E o que aconteceu?

- Eu na hora não tinha percebido que era ela, mas depois que percebi, meu corpo reagiu a ela ainda mais depois que ela me beijou só paramos porque o chefe dela bateu na porta, ela me convidou para ir até a casa dela, acha que eu devo ir?

- Que pergunta besta, claro que deve ir, está estampado na sua cara que você quer vê lá, use aquele vestido vermelho decotado que a Giovana não vai resistir.

- Está bem, farei isso. 

  Terminamos de comer e me despedi dela e fui para casa, pois eu precisava me arrumar para ver a Giovana, escolhi o vestido que minha amiga sugeriu, coloquei um salto pequeno e coloquei uma maquiagem leve, era 7:30 quando a Giovana me mandou o endereço dela, chamei o Uber e já estava ansiosa por ser a primeira vez que iria na casa da Giovana e como ela morava sozinha fiquei mais ansiosa ainda, em cinco minutos cheguei na frente da casa dela, respirei fundo e bati na porta dela.

P.o.v Giovana 

  Quando abri a porta fiquei maravilhada com a Dalila, ela estava tão linda, fiquei cinco minutos babando no visual dela até reparar que deixei ela plantada na frente da minha porta, pedi para ela entrar e se sentir em casa, pedi a bolsa dela e coloquei no sofá e levei ela até a mesa para jantarmos, coloquei uma música de fundo, peguei o prato dela e coloquei um pouco de comida para ela e para mim, abri o vinho e coloquei nos nossos copos, eu estava nervosa pois eu nunca pedi ninguém em namoro, quando ela olhou para mim com aquele sorriso meigo me deu forças para falar, olhei nos olhos dela e disse:

- Eu venho pensando numa forma de dizer o que sinto e não a forma melhor do que dizendo o que  sinto falando o que eu escrevi para você, então escute com atenção: 

Querida Lila 

  Desde a primeira vez que eu te vi meu coração disparou e eu não entendia esse sentimento até porque até então eu nunca tinha me apaixonado por alguém, daí como entender meus sentimentos? Eu só sabia que eu queria estar ao seu lado independente dos obstáculos que a vida colocasse em nosso destino, quando te beijei no avião me vi nas nuvens e não é porque estávamos dentro de um avião e sim porque senti coisas que eu nunca senti por ninguém, quando te vi indo embora do avião minha vontade era de levar pro quarto do hotel e nunca mais sair de lá, acho que o destino ajudou um pouquinho, pois te vi na balada e você estava tão linda naquela roupa, te levei pro banheiro e ficamos novamente, naquela hora eu tive certeza que eu queria estar ao seu lado para sempre, te levei para o quarto do meu hotel e nos amamos noite adentro, mas como nem tudo são flores, eu acordei e não te vi deitada ao meu lado, eu percebi o quão eu tinha sentimentos fortes por você e aqui estou eu me abrindo sobre os meus sentimentos, mas chega de enrolar né, eu falei tudo isso porque eu estou reunindo coragem para te pedir em namoro, Dalila você aceita ser minha namorada? 

  Eu esperei por uns cinco minutos angustiada a resposta dela, eu já estava começando a achar que ela não iria aceitar o pedido do namoro, quando ela me falou:

- Hoje você está me fazendo a mulher mais feliz do mundo, é claro que aceito namorar contigo. 

  Selamos o nosso amor com um beijo terno, eu fui levando ela pela casa até chegar em meu quarto, estava totalmente nervosa, pois essa será a primeira vez que mostrarei meu quarto para alguém que amo, entrei no quarto e deixei ela olhar ao redor, ela ficou encantada com as pétalas de rosa que coloquei na cama, a deitei na cama e me deitei por cima dela, ficamos nos beijando por horas, eu não estava com pressa alguma, queria que a Dalila se sentisse bem a vontade em minha casa, fomos tirando nossas roupas e vê lá totalmente nua e saber que ela é só minha me senti em êxtase, o meu maior objetivo era saciar a mulher que eu amo, fui explorando o corpo da Dalila e descobrindo onde ela sentia prazer, quando percebia que estava indo no caminho certo eu fazia uma anotação mental para não me esquecer, desci ao pescoço dela, deixando beijos por onde eu passava, fui até os seios dela e chupei um enquanto brincava com o outro, mordisquei de leve o seio dela e ela gemeu pra mim, nessa hora meu corpo reagiu na hora e eu não via a hora de sentir o gosto dela novamente, continuei a descer deixando um rastro de beijos por onde eu passava, cheguei onde eu mais ansiava ao sexo dela, a vi suspirar com minha demora, estava gostando daquilo, demorei só mais um pouquinho só pra ver ela implorar para eu dar prazer a ela, isso não demorou muito, ela implorou pra eu não ser má com ela e eu a chupei ora devagar ora rápido, quando ela estava para gozar usei os dedos também e a fiz gozar e só o fato de faze lá gozar já me deixava feliz, ela me surpreendeu quando subiu por cima de mim e acabamos invertendo as posições, ela deu mordidinhas em meu pescoço e aquilo estava me excitando, até aquele momento eu não sabia que gostava disso, ela foi descendo em meus seios, o chupou sem cerimônia e brincou com o outro, aquilo estava me deixando maluca e ela sabia disso, ela até tentou me provocar mas a vontade dela estava maior, ela desceu em meu sexo e colocou dois dedos e como eu estava molhada eles deslizavam facilmente, quando eu estava para gozar ela me chupou até que gozei na boca dela, transamos noite a dentro com a sensação de plenitude sabendo que essa mulher que está em minha cama era a mulher mais perfeita do mundo e eu tive a sorte de te lá comigo.    

Notas finais:

Quero gradecer a todas as meninas que me ajudaram com a historia, adorei me aventurar no mundo da Dalila e da Giovana.

 

beijos da Pimentinha 



Comentários


Nome: kasvattaja Forty-Nine (Assinado) · Data: 23/11/2020 11:41 · Para: Capítulo 4

Olá! Tudo bem?

 

Minha — perdoe-me pela possessividade — querida AmandaNasNuvens, você tinha razão. Seu conto ''Entre Idas E Vindas'' é perfeito, tão perfeito que merecia uma continuidade — ou, talvez, uma segunda temporada — mostrando o dia a dia de nossas meninas e o crescimento do amor delas, entre elas.

Quem sabe, não é mesmo? Encantada pelas duas e por esse seu texto.

É isso!

 

Post Scriptum:

 

''Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.''

 

Clarice Lispector



Resposta do autor:

Boa tarde :)

Estou otima e você?

Fico feliz que você tenha gostado dessa historia.

Quem sabe eu não pense em escrever uma segunda temporada :)

Assim que eu terminar a segunda temporada do Minha vida é você irei fazer a segunda do entre idas e vindas.

Beijos da Pimentinha 

 



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.


Ou comente usando seu Facebook: