Então, chegou setembro, mas não a primavera, e olha Kasvattaja aqui, de novo, para mais agradecimentos, porém, dessa vez, um pouquinho ''sad''.

  • Degustações - Original
  • 1
  • Sim
  • 405
  • 103
  • 02/09/2021

Então, também escrevo poesia ou poema — like it or not —, ou escrevia, não lembro mais...

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 120
  • 96
  • 29/08/2021

Não é história, tampouco conto!

  • Degustações - Original
  • 1
  • Sim
  • 275
  • 347
  • 20/08/2021

Jasmine e Olga conhecem-se desde o Ensino Médio, mas devido ao esporte e nada mais. Jogavam pelo time da escola. Terminado o Ensino Médio, cada uma seguiu seu caminho. Tempos depois, encontram-se na Universidade. Tornam-se amigas, confidentes, amantes e namoradas, mas nem tudo são flores. Estão vivendo um momento delicado e resolveram fazer uma viagem para colocar os pingos nos is.

Vamos acompanhá-las?

  • Contos - Original
  • 5
  • Sim
  • 7355
  • 2074
  • 14/08/2021

  • 19/09/2021
  • Olá! Tudo bem?


     


    Gosto dos seus textos, apesar de você sempre ''aprontar'' algumas reviravoltas, separando nossas protagonistas para mais lá na frente uni-las de novo. Sei lá, você possui argumentos tão interessantes e encadeamentos tão perfeitos, que eu pergunto-me se são necessários esses "plot twist"ou não seria "plot twist"? — nas suas histórias.


    Da maneira como você escreve, acredito que você, com certeza, conseguiria construir diálogos de entendimentos entre as nossas heroínas quando as coisas começassem a acontecer — ou acontecessem — para resolverem suas pendências.


    Enfim, como sempre, boa historia essa que você nos brinda. Parabéns.


    É isso!


     


    Post Scriptum:


     


    ''O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco. ''


     


    Júlio Dantas,


    Escritor.

  • 16/09/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Como escreveu William Shakespeare ''All's Well That Ends Well!'', então, tenho que concordar com o final.

    Parabéns por entregar mais uma boa história, mas para mim — veja bem, o que seria do verde se todos gostassem do vermelho? Ou seria o contrário? Enfim... — a sua grande história é ''Estrelas Verdes''.

    Não sei qual foi sua inspiração, ou que momento você estava vivendo para escrever com tanta delicadeza e profundidade o caminhar de Ana Luiza e Isabelle, pois a história toda é maravilhosa.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nunca mais vou pensar em você, nunca mais

    Tanto faz um a mais entre tantos finais

    Eu não vou semear fantasias e melancolia

    Nunca mais, nunca mais... ''

     

    Compositores: João Donato/Marisa De Azevedo Monte/Arnaldo Antunes. Letra De Nunca Mais © Monte Songs Ed. Mus. Ltda., Rosa Celeste.

     

    Marisa Monte,

    Cantora.

    Resposta do autor:

    Obrigada!!! Fico feliz que tenha gostado!!!

    E "Estrelas Verdes" é mesmo um amor de história! Ela ficou na minha cabeça por anos até eu finalmente escrever e eu amo ela demais!! Não me surpreende que seja sua preferida rs

Por Alex Mills

  • 14/09/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Parabéns por mais uma história terminada e, Amara, que belo nome com muitos significados, todos bons.

    Boa sorte pelo lançamento do seu livro. Congratulações e que você consiga lançar mais e mais e muito mais. Você é boa.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Sempre gostei desse lance de ser um lobo solitário, de trilhar meu caminho sozinho, principalmente quando nem eu sei para onde quero ir. ''

    Frederico Stewers ‘Fred’ Elboni,

    Escritor.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja, que bom te ver por aqui :D

    Estou bem, espero que você também :)

    Amara realmente tem vários significados, achei que encaixou bem ali no fim mesmo eu não tendo planejado ahhaha

    Obrigada, muito em breve você ouvirá sobre Born e espero que acabe lendo também ;) tenho mais histórias na manga, só falta colher ahahah brincadeira.

    Te falar que essa frase caíu perfeita para mim agora, justo após eu ter alguns debates com uma amiga sobre ser um "lobo solitário" :D

    Até breve Kasvattaja!

  • 07/09/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Pois é, traição. Demorou, até!

    Não quero nadar contra a maré, mas Mel mostrou quem de verdade ela é, e ela é nada mais nada menos do que ''vazia'', vazia de tudo aquilo que precisamos para poder respeitar alguém e ser respeitado; vazia, principalmente, de respeito próprio.

    Quem sabe agora a história tome o rumo que tem de tomar que é cada uma cuidar de sua vida, deixando cada uma viver em paz, ou com os seus próprios demônios.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te. ''

     

    Friedrich Wilhelm Nietzsche,

    Filósofo.

    Resposta do autor:

    Pois é... dava para pressentir que a Mel estava tendenciosa a se render e realmente aconteceu...

    E ela decepcionou todo mundo. Mas vamos ver se depois dessa recaída ela ainda consegue reconquistar a confiança das leitoras e da Ash!

Por priskelly

  • 03/09/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    A questão do perdão — seja em que nível for — é se a pessoa merece ou não ser perdoada, e, aí, haja psicologia, principalmente para quem quer dar o perdão.

    Capítulo intenso.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não levante a espada sobre a cabeça de quem te pediu perdão. ''

     

    Joaquim Maria Machado De Assis,

    Escritor.

Por kasvattaja Forty-Nine

  • 29/08/2021
  • Olá, Larissa, tudo bem?


    Fiz uma caquinha e acabei excluindo seu comentário. Perdoe-me. Devo ainda estar bêbada, mas segue a resposta ao seu comentário...


     


    Pois é, escrevi há — como está no título — muito, muito ''long time ago''. Tentei reescrevê-lo, e todas as tentativas foram parar na lixeira. Conclui que ele deveria ser postado da maneira como foi escrito pela minha mente etílica e bagunçada. Talvez, agora, ele parece sem sentido, mas tinha muito no momento de sua criação.


    É isso.

Por Aline Rodrigues

  • 16/08/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha, Autora, depois de quase — pois é, quase — tudo acertado, aparece um emprego no Rio De Janeiro? Sério? Poxa, estava quase acreditando que tudo iria entrar nos eixos, mas de repente entra, não é? Torcendo por elas.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Devemos estar comprometidos a aprender e a praticar o desapego das visões e a ser abertos para as percepções e as experiências dos outros para que possamos nos beneficiar da sabedoria coletiva. ''

     

    Thich Nhat Hanh,

    Mestres do Zen-Budismo.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja, tudo na mais perfeita ordem...ou quase...kkkk

    Com o tempo tudo se encaixa

Por Kivia-ass

  • 14/08/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Com você, espero que sim, mas com as meninas da história, o que foi isso? Não dá mais, não é? Cá entre nós, está demorando para a Autora colocar um amor verdadeiro na vida da Bia. Marcela não serve mais, nem mesmo para ela.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A liberdade é realmente um jogo maior que o poder. O poder diz respeito ao que você pode controlar. A liberdade diz respeito ao que você pode desatar. ''

     

    Harriet Rubin,

    Escritora

    Resposta do autor:

    Oie, eu estou bem e vc? 

    Marcela está cega, não enxerga um palmo na frente do nariz, e Bia só se ferra com isso! 

  • 09/08/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não consigo enxergar um ''bom'' final para elas, nem para ninguém nessa história. Esse — ou esses, sei lá — relacionamento é mais que abusivo. Está tudo errado, na minha humilde opinião: o que começa errado, termina pior ainda.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete. ''

     

    Aristóteles,

    Filósofo Grego.

    Resposta do autor:

    Realmente começar no erro complica tudo!

    Mas quem disse que a história da Mel e da Bess já terminou? rs

Por Aline Rodrigues

  • 09/08/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Nossa... Depois de tantos encontros — e desencontros —, que momento foi esse? Como na canção do Nenhum De Nós...

    ''Eu amei e acho que algumas vezes

     

    Ela também me amou

     

    Só que o prazer é tão curto

     

    Eu amei e acho que algumas vezes

     

    Ela também me amou

     

    Só que esquecimento é tão longo''

    Esperar agora que as coisas voltem ''ao normal'', se é que isso é possível agora. É uma pena...

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você. Não apaixone-se apenas por um corpo ou por um rosto; ou pela ideia de estar apaixonado.''

     

    Tatiane 'Tati' Bernardi Teixeira Pinto,

    Contista e Romancista Brasileira.

    Resposta do autor:

    Preparei o próximo capítulo ouvindo Nenhum de nós , adoro essa música,  me inspirou muito.

    Tentarei postar hoje a noite . 

Por Alex Mills

  • 25/07/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não acompanhei toda a história devido ao tema trabalhado nela. Não acredito que é possível deixar quem você ama e compartilha todos os desejos e muitas coisa mais, relacionar-se com outra pessoa — ou outras —, sei lá, para mim não dá.

    Mas não posso deixar de parabenizar você pelo termino da história, enquanto outros escritores abandonaram as deles e outras tantas foram iniciadas e deixadas pelo caminho.

    É isso.

     

    Post Scriptum:

     

    ''O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. ''

     

    Arnaldo Jabor,

    Crítico, Jornalista e Escritor.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja!

    Que bom te ver por aqui :)

    Acredito que não seja bem o "deixar" sua parceira sentir essas coisas, até porque as três compartilhavam o mesmo sentimento e desejo ali, mas cada uma de uma forma. :) espero que tu consiga voltar a história do início e acompanhar sem compromisso ;)

    Imagino (e até presenciei) autores que nunca terminaram suas obras. E pensando nisso eu só começo a postar minhas histórias se estão prontas ou perto do fim, para nenhum leitor ficar na mão. :)

    Obrigada por vir comentar! Espero te ver mais vezes ;)

Por flawer

  • 24/07/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Então, acabamos, não é? Que pena — em partes, certo, afinal a senhora já estava deixando-nos todas loucas, eu pelo menos estava —, mas, você, foi maravilhosa a maior parte do tempo até o fim. Parabéns.

    Queremos outras, porém, eu gostaria que fossem inéditas. Não vejo em ''Os Opostos Se Atraem'' e ''Vampers'' como expandir mais aquilo tudo que já foi dito, passado e vivido, explicado e mostrado. Não acho legal ''mexer em time que está ganhando'', porém só posso dar minha opinião e — caso você estenda as versões, para mim bem acabadas —, lê-las, tentando não decepcionar-me, como já ocorreu em outras continuações, e isso ''bateu na trave'' em ''Duas Vidas 2''. Perdoe-me a sinceridade.

    É isso.

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quando a gente quer olhar tudo, acaba descobrindo o que há de feio no mundo. ''

     

    Erico Lopes Verissimo,

    Escritor Brasileiro.

    Resposta do autor:

    Olá bela Nine!

    Kkkkkkkk, confesso que enlouquecer os demais é algo que me encanta! Kkkkk

    Obrigada pelo carinho, apoio e sinceridade é artigo de luxo e muito apreciado por mim.

    Espero não ter decepcionado muito. Kkkkkkkk, na trave dá esperança de que não perdi muito o jogo.

    As inéditas virão, eu espero conseguir acabar uma que tou brincando no momento e então postarei.

    Obrigada por tua divertida e reflexiva companhia... Espero encontrar-te mais vezes por aqui linda pantera.

    E falando em olhar...

    "O sábio pode descobrir o mundo sem transpor a sua porta. Vê sem olhar, realiza sem agir."

    Lao-tsé

    Até breve, linda tigresa; beijinhos.

Por lorenamezza

  • 23/07/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    ''Florença'', para mim, ainda é sua melhor história, mas esta superou ''For Love''. Parabéns, esperemos mais outras, você ''manda'' muito bem, ou melhor, ''mandou'' muito bem.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Só poderia haver um encontro de seus mistérios se um se entregasse ao outro: a entrega de dois mundos incognoscíveis feita com a confiança com que se entregariam duas compreensões. ''

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector,

    Escritora e Jornalista Brasileira.

    Resposta do autor:

    FLORENÇA É MEU XODÓ MESMO. ACHO QUE DAS MINHAS 3 HISTÓRIAS ELA É SÓ ROMANCE. ESSE ESTILO MEIO POLICIAL É COMO UM DESAFIO. GOSTO TB. OBRIGADA PELAS PALAVRAS, PELO INCENTIVO. A INTENÇÃO É SEMPRE CRESCER.

    E CLARICE PERFEITA. ACABEI DE VIVER UMA SITUAÇÃO DESSA. ME ENTREGUEI, MAS NÃO HOUVE ENTREGA DA OUTRA PARTE. INFELIZMENTE A VIDA É ASSIM. MAS PELO MENOS TEMOS A FICÇÃO PARA ACALENTAR UM POUCO NOSSO CORAÇÃO. BJ COM CARINHO.

Por Anonimo 403998

  • 15/07/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Saudades — e muita — de ter Alex e Erika — e também do Arthur, ok? — nas minhas leituras. Que bom que voltou. Fico feliz com o seu retorno e torcendo muito para que agora tudo de certo até o final.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quando você voltar outra vez veja se você me traz uma maçã bem verde, a mais verde que você encontrar, uma maçã que leve tanto tempo para apodrecer que quando você voltar outra vez ela ainda nem tenha amadurecido direito. ''

     

    Caio Fernando Abreu,

    Jornalista, Dramaturgo e Escritor.

Por Alex Mills

  • 05/07/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Adoro casaizinhos! Feliz com o desenrolar de sua história e, bem, se você escreveu maravilhosamente tudo isso e diz que não sabe bem com fazer, imagine se soubesse. Parabéns

    É isso!

     

    Post Scriptum

     

    Adorei a música, mas vou deixar outro link fofo — ''Red '', Grace Gaustad — e uma tradução mais ou menos.

    Segue o link:

    https://www.youtube.com/watch?v=q_MpuVEV1og

     

    Me disseram

    Que eu não deveria dizer

    Qualquer coisa, a menos que eu fosse questionado sobre isso secretamente

    Que eu deveria manter

    Qualquer coisa que estou sentindo por dentro

    Enterrado muito fundo

     

    Segure você é quem eu amo

    E eu não quero desistir

    Então deixe o mundo pensar coisas ruins

    E me chame de nomes ruins

     

    Me ensina como fugir

    Eu preciso de um lugar mais honesto

    Em algum lugar onde eu possa estar do jeito que Deus me fez

    Porque ela não comete erros

    Mostre-me onde colocar minhas mãos

     

    Estou te dando tudo que sou

    Me ame até eu entender

    O arco-íris e suas cores

    Porque eu posso ser vermelho

    Eu posso ser vermelho

     

    E quando chegou a hora

    Para contar para minha mãe e meu pai

    O que estava em minha mente

    Eles foram super legais

    Me disse que eu era amado

    Não importa o meu tipo

     

    Segure você é quem eu amo

    E eu não quero desistir

    Então deixe o mundo pensar coisas ruins

    E me chame de nomes ruins

     

    Me ensina como fugir

    Eu preciso de um lugar mais honesto

    Em algum lugar onde eu possa estar do jeito que Deus me fez

    Porque ela não comete erros

    Mostre-me onde colocar minhas mãos

     

    Estou te dando tudo que sou

    Me ame até eu entender

    O arco-íris e suas cores

    Porque eu posso ser vermelho

    Eu posso ser vermelho

     

    Me ensina como fugir

    Eu preciso de um lugar mais honesto

    Em algum lugar onde eu possa estar do jeito que Deus me fez

    Porque ela não comete erros

    Mostre-me onde colocar minhas mãos

     

    Estou te dando tudo que sou

    Me ame até eu entender

    O arco-íris e suas cores

    Porque eu posso ser vermelho

    Eu posso ser vermelho

     

    Written by Grace Gaustad

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja! Já estou até decorando seu nome agora :D estou ótima, e você?

    Sempre bom te ver por aqui :D

    Fico feliz que tenha gostado, meus dedos estão enferrujados de escrever casais mais suaves assim hehe quem sabe em breve não brote uma história com um casal mais assim, de boa?

    Olha só, não conhecia essa dona Grace, mas adorei a música, combina com o capítulo também, obrigada pela referência!

    Até mais ver :D

Por La Rue

  • 05/07/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não sou aficionada por games — joguei um pouco de ''Ace Combat'', mais por curiosidade e insistência de uma amiga —, então não sei muito do que dizer sobre ''Life Is Stranger'', mas sua história é perfeita e, para mim, original. Parabéns pela finalização.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação. ''

     

    Charles Spencer Chaplin,

     Ator, Comediante e Diretor.

Por Alex Mills

  • 30/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha sua mente não é somente fértil, é fertilíssima — e ainda tem A Feiticeira E A Loba. Uau.

    Não sou muito fã de histórias que envolvem fantasia, perdoe-me a franqueza — você pode não acreditar, mas nunca li Tolkien, nem ao menos folheei —, porém nos poucos capítulos que li de sua história, não tem como não reconhecer o seu talento. Parabéns ela finalização de mais uma história sua.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Arte e vida se misturam. Fantasia e realidade se acrescentam. ''

     

    Affonso Romano De Santana,

    Escritor e Poeta.

    Resposta do autor:

    Kasvattaja! Que bom te ver por aqui :D

    Passa coisas malucas pela minha cabeça não é? Eu sei ahahaha

    Magina, nem todo mundo gosta da mesma coisa, é natural ;) o que importa é ser sincera consigo mesma :D Como leitora eu sou péssima, minhas referências são de jogos ou imagens hahahah mas Tolkien foi um incrível escritor, realmente, assim como vários que temos por aqui. Mas obrigada por me colocar no mesmo parágrafo que ele :D quem sabe não atinjo coisas grandes assim também?

    Obrigada pela visita e os elogios :)

    Obrigada pela referência :D

  • 28/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Pensando bem, eliminar alguém que se chama ''David Henrique de Melo Júnior''sério? Uau! — não deve ser difícil, o difícil é imaginar essas duas lá na frente, confiando-se.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A confiança é ato de fé, e esta dispensa raciocínio. ''

     

    Carlos Drummond de Andrade,

    Poeta, Contista e Cronista.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja :D que bom te ver por aqui ;)

    É um alvo fácil esse tal de David Henrique de Melo Júnior, não é? Será que é o nome dele que vai aparecer na lista da Alice? hehe

    Gostei da referência, mas sou suspeita para falar, porque sempre gosto ahahaha

    Obrigada por comentar ;) até o próximo!

Por flawer

  • 21/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    E não é que a Delegada sabe usar as mãos para ''outras coisas'' além de segurar no cabo — sem malícia, por favor... Olhinhos revirando aqui... — de uma arma e no distintivo? Ai, ai... Suspiros e mais suspiros... Então, será que teremos mais emoções? — carinha preocupada aqui... — A senhora sempre aprontando, não é Dona Flawer?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nada é mais difícil e, portanto, tão precioso, do que ser capaz de decidir. ''

     

    Napoleão Bonaparte,

    Estadista e Líder Militar Francês.

    Resposta do autor:

    Oi Nine!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, foi com malícia SIMMMMM, sua retada. (rindo muito aqui com sua tirada) kkkkk Tou vendo esses suspiros ai... rsss

    Eu nunca apronto... (carinha sem vergonha aqui) kkkkkk

    E ainda falando em decisão:

    "É nos momentos de decisão que o seu destino é traçado." (Anthony Robbins)

    Beijinhos linda felina

Por Kivia-ass

  • 20/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha, tudo bem que os pais são o que são e — pelo andar da carruagem — não vão mudar até o final da história, mas a Mari não é criança, adolescente ou seja lá o que for, então, é ela quem tem que tomar as rédeas da situação e partir para o tudo ou nada, ou para o racha.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Freud sugere responsabilizar nossos pais por todas as falhas da nossa vida, e Marx sugere responsabilizar a classe social privilegiada. Mas o único responsável é o próprio indivíduo. É o que há de proveitoso na ideia hindu do carma. A sua vida é fruto do seu próprio fazer. Você não tem ninguém a quem se responsabilizar, exceto a você mesmo. ''

     

    Joseph John Campbell,

    Mitologista e Escritor.

Por Alex Mills

  • 20/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Como assim, ''não era meu plano ter continuação''? Está ótimo, o seu enredo. Faça as duas felizes.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Aqueles que têm um grande autocontrole ou que estão totalmente absortos no trabalho falam pouco. Palavra e ação juntas não andam bem. Repare na natureza: trabalha continuamente, mas em silêncio. ''

     

    Mohandas Karamchand 'Mahatma ' Gandhi,

    Advogado.

    Resposta do autor:

    Olá!

    Que bom que gostou :D

    É que meu planejamento foi parar no primeiro conto e em cada semana desenvolver uma coisa ahahahah mas como péssima planejadora que sou, não deu certo e agora tenho história para as 4 semanas hehe

    Gostei da citação :D

Por brinamiranda

  • 16/06/2021
  • Olá! Tudo bem?


     


    Arrepio-me ainda com histórias de vampiros. Quando jovem — nem vem, sem spoilers, ok? — não tive mais coragem de assistir a nenhum outro filme de vampiros depois de assistir a um com Christopher Lee como vampiro-mor.


    Assustador.


    Porém, vou dar uma chance para sua vampira.


    É isso.


     


    Post Scriptum:


     


    ''Sempre precisei


    De um pouco de atenção


    Acho que não sei quem sou


    Só sei do que não gosto... ''


     


    O Teatro Dos Vampiros,


     


    [Marcelo Augusto Bonfá/Renato Manfredini Junior/Eduardo Dutra 'Dado' Villa Lobos]

    Resposta do autor:

    .

    Ah, o Drácula do Christopher Lee é realmente assstador, mas, a minha está mais para uma vampira cheia de dúvidas e contradições em relação a sua natureza, só 300 anos, ainda novinha para os padrões vampirescos...rsrsrs mesmo assim, obrigada por acompanhar minha Maire.

  • 16/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Sou fã, incondicional, de histórias policiais — meus preferidos, Raymond Chandler e o seu fantástico Marlowe e Arthur Conan Doyle, que nós fez acreditar na existência de Sherlock Holmes, então, adorando até aqui.

    É isso.

     

    Post Scriptum:

     

    ''Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar. ''

     

    William Shakespeare,

    Poeta e Dramaturgo Inglês.

    Resposta do autor:

    Olá, dona 49! Estou bem, espero que vc tb!

    Eu tb gosto bastante desse gênero! Oq eu mais assisto na tevê é documentário de serial killer rsrs

    Mas vou te contar que essa história sempre esteve sendo escrita aqui dentro de mim, já há alguns bons anos, quando eu ainda nem me interessava (pelo tema e em escrever contos!).

    A primeira vez que pensei nessa história, e no assassino (que escolhe as vítimas de um jeito peculiar, vc vai ver!), foi no começo dos anos 2000! Então estou muito feliz de trazê-la à vida, e fico contente que esteja gostando!

    Semana que vem tem mais!

    Beijos!

Por priskelly

  • 08/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Uau! Sem palavras! Começou à mil.

    Gosto de você, Autora, escrevendo com essa temática.

    Beautiful!

    É isso!

     

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quanto mais você racionaliza, menos você cria. ''

     

    Raymond Chandler,

    Romancista e Roteirista Norte-Americano.

    Resposta do autor:

    Oiêeee.. Tudo ótimo. E como vc?

    Muito obg pelo carinho. Fico feliz que tenha gostado do primeiro capítulo e espero que continue gostando dos outros tbm. 

    Realmente essa temática era algo que eu já tinha intenção de escrever a muito tempo, porém sempre fui adiando, mas antes tarde que nunca. Não é mesmo? 

    Bjuuuus <3 

  • 06/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Vamos ver se esse churrasco será com ''Picanha'' ou ''Bananinha''e vamos torcer para não ''baterem na carne'', aí desanda, não é? —, que ninguém engasgue com pedaço algum e que não tenha cerveja quente.

    Torcendo pelas nossas meninas.

    Quanto aos parágrafos longos, abordado nos comments anteriores, continue com eles, pois eles fazem termos uma interação maior com o seu texto. Beautiful.

    E quanto à questão de misturar-se — não importa de que formahéteros com homos na mesma história, por que não?

    Continue, Autora, parabéns.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas, por incrível que pareça, a quase totalidade não sente esta sede. ''

     

    Carlos Drummond de Andrade,

    Poeta, Contista e Cronista Brasileiro.

    Resposta do autor:

    Olá, dona 49! Tudo bem e vc?

    É, não sei não, mas acho que nesse churrasco de gente diferenciada a cerveja vai estar choca rsrs

    Mas a gente torce para que nossas meninas fiquem bem, msm assim!

    Confesso que fiquei pensativa com relação aos parágrafos longos, ao tamanho da história... mas agora que chegamos na metade do livro, não tenho mais muito o que fazer, a não ser continuar escrevendo e terminar rsrs

    Este sempre foi um livro grande, agora com a edição vai se transformar num livro enorme rsrs

    Um beijo e ótima semana!

  • 04/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gosto da sua escrita — mas isso eu já falei, quer dizer, escrevi —, no entanto as coisas que lá no começo de essa sua história parecia que logo, logo nós iriamos ver algo mais concreto e objetivo nos relacionamentos, ainda não aconteceu.

    Como suas histórias não costumam serem muito longas, começo a ficar um pouquinho temerosa — ou seria impaciente? — com os personagens e seus destinos.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nada é tão fatigante como a indecisão e nada é tão fútil. ''

     

    Bertrand Arthur William Russell,

    Matemático, Filósofo, Ensaísta E Historiador.

    Resposta do autor:

    Oi, querida dona 49! Eu estou bem, e espero que vc tb!

    Este é um livro grande, ele tem 50 capítulos. A história em si, é objetiva, acredito que vc já até tenha sacado o que é que amarra tudo. A questão é só que até o o capítulo final há acontecimentos que temperam o enredo (espero que com bom tempero, não com temerosidade ou impaciência rsrs).

    Quero te tranquilizar pq há um fim, os personagens serão encaminhados, e com amor.

    Amor Incondicional é um livro à parte dos meus escritos, talvez devido ao tamanho, à narrativa mais lenta, à morosidade nos eventos. É uma história que aborda muito mais a complexidade dos personagens (temos até uma psiquiatra!) do que os cenários em que eles transitam, ou os eventos a que estão sujeitos, por exemplo.

    Sempre foi meu livro preferido msm assim!

    De coração, desde o incício a minha torcida é para que vcs gostem!

    Se eu falhar, saiba que tentei!

    Um beijo! 

Por Luciane Ribeiro

  • 02/06/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha, depois de tudo o que elas passaram, esse grito ''- EU QUERO ME SEPARAR!Não aguento mais isso!!!!'', sinceramente, não entendi. Ficou meio estranho. E no último capítulo?

    Mas, tudo bem. A história foi boa e grata por tê-la terminado. Parabéns!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Eu prefiro viver com a incerteza de poder ter dado certo, que com a certeza de ter acabado em dor. ''

     

    Caio Fernando Abreu,

     Jornalista, Dramaturgo e Escritor Brasileiro.

    Resposta do autor:

    Foi apenas um daqueles momentos que dizemos algo impensado na hora da raiva. :) .Obrigada por ter lido . Grande abraço

Por Alex Mills

  • 25/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Autora, parabéns pela finalização da história.

    Foi instigante — mesmo sem ser fã de BDSM ou curiosa — seguir Liz e Emilly até o final, e juntas, o que é mais importante, depois de todos os percalços que elas enfrentaram.

    Parabéns, mais uma vez, você escreve bem.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O homem que não sabe dominar os seus instintos, é sempre escravo daqueles que se propõem satisfazê-los. ''

     

    Gustave Le Bon,

    Polímata francês.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja!

    Muito obrigada pelos elogios! Fico feliz que tenha se aventurado nesse romance e dado uma chance de conhecer algo novo :) que bom que gostou!

Por Nadine Helgenberger

  • 24/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gostando muito do desenrolar da história que promete, sem dúvidas, muitas emoções. Beautiful!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Em nossas vidas, a mudança é inevitável. A perda é inevitável. A felicidade reside na nossa adaptabilidade em sobreviver a tudo de ruim. ''

     

    Sidarta 'Buda' Gautama

  • 24/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não sou muito fã de histórias que envolvem um pouco de fantasia — porém, Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay —, mas seu conto é cativante, pelo menos até agora. O único senão é que na sua escrita — ou publicação — está aparecendo este caractere [ ? ], no entanto não atrapalha tanto a leitura do seu texto.

    É Isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro. ''

     

    Albert Einstein,

     Físico Teórico Alemão.

    Resposta do autor:

    Olá! 

     Vou tentar resolver esse problema. Normalmente posto os capítulos pelo celular, vou tentar direto pelo pc, as vezes ajeita isso. 

     Muito obrigada pelo seu comentário!

Por flawer

  • 23/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Flawer this was badass!

    Você, Autora, foi mais-que-perfeita, fantasticalcarinha surpreendida com a boca aberta aqui.

    Entrando em uma bad sabendo que logo a história irá terminar — carinha de choro aqui.

    E vou deixar outras músicas aqui — não que eu não gostei das suas, mas estas também servem para o capítulo e apreciação: ''Courage To Change [Coragem Para Mudar]'', da Sai e para apreciar, 'Salma'', de Hanine, uma belíssima violinista e dançarina libanesa, e põe belíssima nisso.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O gênio, esse poder que deslumbra os olhos humanos, não é outra coisa senão a perseverança bem disfarçada. ''

     

    Johann Wolfgang Von Goethe,

     Polímata, Autor e Estadista Alemão.

     

     

    Mundo, eu quero te deixar melhor

    Eu quero que minha vida importe

    Tenho medo de não ter nenhum propósito aqui

    Eu vejo as notícias na TV

    Abandono a mim mesma diariamente

    Tenho medo de deixar você ver meu verdadeiro eu

     

    Chuva que cai, chuva que cai

    Derramando sobre mim

    E a chuva que cai, chuva que cai

    Semeando as sementes de amor e esperança, amor e esperança

    Não temos que ficar presos em problemas

     

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar, hoje? (Ooh)

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar, hoje? (Ooh)

     

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

     

    Mundo, você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

    Eu quero te deixar melhor

    Eu quero que minha vida importe

    Tenho medo de não ter nenhum propósito aqui

    Chuva que cai, chuva que cai

    Derramando sobre mim

    E a chuva que cai, chuva que cai

    Semeando as sementes de amor e esperança, amor e esperança

    Você não tem que ficar preso em problemas

     

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar, hoje? (Ooh)

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar, hoje? (Ooh)

     

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

     

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar, hoje? (Ooh)

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar?

    Tenho coragem para mudar, hoje? (Ooh)

     

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

    Você não está sozinho em tudo isso

    Você não está sozinho, eu prometo

    Permanecendo juntos podemos fazer qualquer coisa

     

    [1] Courage To Change [Coragem Para Mudar] - Sia. Music – Songs from and Inspired by the Motion Picture - 2021. Compositores: Sia Kate Isobelle Furler/Gregory Allen Kurstin/Alecia Beth 'Pink' Moore. Letra de Courage to Change © Emi April Music Inc., Kurstin Music, Pink Inside Publishing, Pineapple Lasagne.

    https://www.youtube.com/watch?v=XnSTfwI9cPo

      

    ''Salma'', Hanine

    https://www.youtube.com/watch?v=wTjjDOfTrT0

     

    Resposta do autor:

    Olá Nine! Tudo joinha gatona?! Espero que sim...

    Aiiiiiiiii (carinha sorridente aqui) Assim vc me quebraaaaaaaaa. kkkkkkkkkk

    É... reta final, sentirei falta de tudo, principalmente destes papos com vcs! Toma, pega esse lenço, tenho ainda meia caixa... (enxugando olhinhs lacrimejantes aqui também) rss

    Grata pelas músicas, comecei pela Hanine... DEUSESSSSSSSSSS! kkkkkkk

    Oh deliciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Linda, sexy todinha; toca que é um espetáculo e arregaça na dança... É o paraiso na terra. kkkkkkkkkkkkkkkk

    Kk... confesso e não NEGO: babei aqui! kkkkkkkkkkkk Obrigada por apresentar, minha playlist agradece! Tirando chapéu pra vc aqui. kkkkkk

    Sia é maravilha PURA SEMPRE! Valeu gatona.

    Deixo Saputo e Boyce Avenue Acoustic (amo) pra vc de minha playlist:

    https://www.youtube.com/watch?v=us4-4FrKa-c

    https://www.youtube.com/watch?v=Ji1EI-itIs4

    Beijinhos linda moça

Por brinamiranda

  • 22/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Uau! Perfeito, o capítulo todo, e o encaminhamento do trisal, elegante.

    No entanto, a Autora resolve um ''contratempo'' com um trio e já traz mais outro? Eita, mais quebra-cabeças?

    Agora, ficaria como música final ''Poor Side Of Town'', do Johnny Rivers em uma versão ''quase'' acústica muito legal. Segue o link:

    https://www.youtube.com/watch?v=qg_-oaM5-eI

     

    ''Do-doo-doo-wah shoo-be-doo-be

    Do-doo-doo-wah shoo-be-doo-be

     

    Como você pode dizer o quanto sente minha falta

    Se da última vez em que eu te vi, você nem ao menos me beijou

    Aquele cara rico que você vinha se encontrando

    Deve ter te arrasado

    Então bem vinda de volta, querida

    Ao lado pobre da cidade

     

    Para ele você não passava de um passatempo

    Nada além que uma diversão noturna

    Para mim você você era a melhor coisa que esse cara jamais encontrou

    E garota, é difícil encontrar coisas bonitas

    No lado pobre da cidade

     

    Não posso te culpar por ter tentado

    Estou tentando também

    Eu fui deixado de lado, querida

    E simplesmente não posso continuar sem você

     

    Então me diga, você vai ficar agora?

    Ficará comigo, garota, por todo o caminho agora?

    Com você ao meu lado

    Eles não podem nos derrubar

    Juntos nós podemos seguir em frente, querida

    No lado pobre da cidade

     

    (Então me diga o quanto você me ama)

    (Chegue perto e diga que precisa de mim agora)

    Oh, com você ao meu lado

    Este mundo não pode nos derrubar

    Juntos nós podemos seguir em frente, querida

    No lado pobre da cidade

     

    Do-doo-doo-wah shoo-be-doo-be

    Do-doo-doo-wah shoo-be-doo-be

    Do-doo-doo-wah shoo-be-doo-be''

     

     

    [1] Poor Side Of Town [O Lado Pobre Da Cidade] - Johnny Rivers. Changes - 1966. Compositores: Lester Louis 'Lou' Adler/John Henry 'Johnny Rivers' Ramistella. Letra De Poor Side Of Town © BMG Rights Management, Sony/ATV Music Publishing LLC.

    Resposta do autor:

    Boa tarde, fico feliz que tenha gostado do capítulo e do desenrolar do trisal, não vai haver outro trisal não, pode ser que a Júlia fique dividida entre as duas, talvez, não sei ao certo rsrsrse. As histórias são surpresas para mim também. Gostei da música indicada, ficará registrada para outra cena. 

Por brinamiranda

  • 18/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Serei eu ''Advogada do Diabo''?

    Pois é, a história está tomando outros rumos e, aí, já não consigo visualizar para onde ela vai, ou se vai para onde eu imaginava. Poliamor? Poliandria? Poliginia? — muito ''poli'', não é verdade? —; relacionamento aberto, relacionamento fechado? Sei lá, mesmo sendo uma historia, imaginar você dividindo sua parceira — toques, línguas, bocas, sexos, beijos, carinhos, sonhos, desejos, cumplicidades, parcerias — com outra pessoa, é complicadíssimo. O que fazer com os ciúmes, preferências? Será que eles nunca existirão? Enfim, vamos lá.

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quando se ama, a fidelidade nada custa. ''

     

    Henry Marie Joseph Frédéric Expedite Millon De Montherlant,

    Escritor, Ensaísta e Romancista Francês.

    Resposta do autor:

    .

    Oie, vou te dizer uma coisa, o processo de escrita é uma coisa muito louca, parece que os personagens e suas histórias tem vida própria, eu Sabrina, JAMAISSSSS teria um relacionamento de trisal, muito menos aberto...pra mim não dá, não saberia me dividir, mas, quando sentei para escrever ficou assim, de qualquer forma, acho que a mudança interna da Júlia é evidente, quanto ao trisal,vamos ver o que elas contam depois,pra mim também é novidade...rsrsrs.

Por Kivia-ass

  • 17/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Pois é. Falta de diálogo, comunicação. Como já dizia Marshall McLuhan, ''o meio é a mensagem'', e na atualidade, alguém ficar sem comunicar-se, seja por qual meio for, é insano. Aí, cobra-se, mas não se quer ouvir. É uma pena que nossas meninas, no século XXI, ajam dessa maneira. Torcendo para que elas entendam-se.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Os fracos usam a força, os fortes usam o diálogo. Os fracos dominam os outros, os fortes promovem a liberdade. ''

    Augusto Jorge Cury,

     Psiquiatra, Professor e Escritor Brasileiro.

    Resposta do autor:

    Tudo isso pela falata de diálogo. 

  • 13/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    ''...estar juntas não envolvia necessariamente sexo – e só queriam mesmo deitar de conchinha, ouvindo a chuva bater na janela..'' Lindo! Adoro, à noitinha, aquele chuvisco batendo na janela, a mente solta, divagando... Com ou sem conchinha.

    Falar que você escreve com sensibilidade é redundante, para mim. Bela história.

    Espero um final cheio de purpurina.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quando o inverno chegar

    Eu quero estar junto a ti

    Pode o outono voltar

    Que eu quero estar junto a ti

    Por que (é primavera)

    Te amo (é primavera)

    Te amo (é primavera), meu amor

    Trago esta rosa (para te dar)

    Trago esta rosa (para te dar)

    Trago esta rosa (para te dar)

    Meu amor (hoje o céu está tão lindo)

    Vai chuva

    Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)

    Hoje o céu está tão lindo (vai chuva, é primavera)

    Hoje o céu está tão lindo (vai chuva, é primavera)

    Hoje o céu está tão lindo (vai chuva, é primavera)

    Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)''

     

    Primavera - Tim Maia. Tim Maia - 1970. Compositores: Silvio Rochael/Genival Cassiano Dos Santos. Letra de Primavera © Warner Chappell Music, Inc.

    Resposta do autor:

    Querida dona 49! Adoro seus comentários, sempre mto gentis!

    Te prometo muita purpurina! E um amor de verdade!

    Beijos!

Por ThaisBispo

  • 09/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Você, Autora, escreve muito bem. Ideias claras, ''conexões'' perfeitas, mas por que não terminar logo a história ao invés de dividi-la? Que pena!

    Desejo-lhe sorte nos seus projetos e parabéns pela finalização — em parte — da história.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Todos vivemos com a ilusão de que os outros, por fora, nos vejam como nós imaginamos ser por dentro. E não é assim. ''

    Luigi Pirandello,

    Dramaturgo, Poeta e Romancista Italiano.

    Resposta do autor:

    Obrigada pelo carinho!

    Eu gosto da parte das divisões assim não fica tão puxado, e isso também me estimula mais a escrever! Espero terminá-la em breve!

Por Jessica Cantanhede

  • 07/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Uau! Precisava de tudo isso, e logo no casamento? Isso é que é gostar de emoção. No fim, o babaca mor da história teve o fim que merecia — não sou fã da violência em hipótese alguma, no entanto, para alguns escrotos, e escrotas, ela pode vir, sim, muito obrigada —, só que poderia ter vindo antes e deixando o final só ''purpurina''. Parabéns pela finalização de usa história.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar. ''

     

    Nelson Rolihlahla Mandela,

    Advogado, Líder Rebelde e Presidente da África Do Sul.

    Resposta do autor: Obrigada, linda... que bom que gostou ??????????

Por Solitudine

  • 06/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Então, conforme solicitado...

    Li ''Sob O Encanto De Maya'' já há algum tempo — na verdade há muito tempo —, então não tenho tudo muito claro depois de tanto tempo. Quando descobri ''Sob O Encanto De Maya'', navegando pelo Lettera, a história já estava finalizada e, a princípio, assustei-me com as mais de 800 mil palavras e as sete temporadas, assim, comecei ler outras histórias, mas sempre algo me atrai para o seu texto por que, afinal, escrever mais de 800 mil palavras não é para qualquer pessoa. Resolvi ler e não me arrependi.

    Algumas coisas ainda ressoam em minha mente — leio muito, mas muito mesmo, livros físicos e digitais —, porém tenho medo de misturar personagens ao tentar lembrar-me de todas as suas personagens, mas o que ficou é que você acertou no ''encaminhar'' de todas — de todas mesmo, sem exceção —, mas a que mais me marcou foi o final da intragável — no começo e até durante um certo tempo — Camille com a maravilhosa Fátima: Fátima nunca precisou de ninguém, mas Camille precisa de alguém, e esse alguém nunca foi Sayed, sempre foi Fátima desde o princípio — e Fátima é ''a mulher perfeita'', não é mesmo?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Perdi alguma coisa que me era essencial, e que já não me é mais. Não me é necessária, assim como se eu tivesse perdido uma terceira perna que até então me impossibilitava de andar, mas que fazia de mim um tripé estável. Essa terceira perna eu perdi. E voltei a ser uma pessoa que nunca fui. Voltei a ter o que nunca tive: apenas as duas pernas. Sei que somente com as duas pernas é que posso caminhar. ''

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector,

     Escritora e Jornalista Brasileira.

    Resposta do autor:

    Bom dia,

    Este veio repetido. Mas aproveito para lhe dizer que o final de Maya, com seus reencontros, foi algo que amei escrever (lamentando muito não ser possível tornar a trilha sonora como algo automático e simultâneo à leitura). Uma amiga minha disse que queria ver Maya na Netflix. Sonhou bem alto; eu me contentaria com as músicas fluindo no site.

    Beijos,

    Sol

Por Solitudine

  • 06/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Então, conforme solicitado...

    Li ''Sob O Encanto De Maya'' já há algum tempo — na verdade há muito tempo —, então não tenho tudo muito claro depois de tanto tempo. Quando descobri ''Sob O Encanto De Maya'', navegando pelo Lettera, a história já estava finalizada e, a princípio, assustei-me com as mais de 800 mil palavras e as sete temporadas, assim, comecei ler outras histórias, mas sempre algo me atrai para o seu texto por que, afinal, escrever mais de 800 mil palavras não é para qualquer pessoa. Resolvi ler e não me arrependi.

    Algumas coisas ainda ressoam em minha mente — leio muito, mas muito mesmo, livros físicos e digitais —, porém tenho medo de misturar personagens ao tentar lembrar-me de todas as suas personagens, mas o que ficou é que você acertou no ''encaminhar'' de todas — de todas mesmo, sem exceção —, mas a que mais me marcou foi o final da intragável — no começo e até durante um certo tempo — Camille com a maravilhosa Fátima: Fátima nunca precisou de ninguém, mas Camille precisa de alguém, e esse alguém nunca foi Sayed, sempre foi Fátima desde o princípio — e Fátima é ''a mulher perfeita'', não é mesmo?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Perdi alguma coisa que me era essencial, e que já não me é mais. Não me é necessária, assim como se eu tivesse perdido uma terceira perna que até então me impossibilitava de andar, mas que fazia de mim um tripé estável. Essa terceira perna eu perdi. E voltei a ser uma pessoa que nunca fui. Voltei a ter o que nunca tive: apenas as duas pernas. Sei que somente com as duas pernas é que posso caminhar. ''

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector,

     Escritora e Jornalista Brasileira.

    Resposta do autor:

    Bom dia!

    Obrigada por ter vindo aqui. Agradeço mesmo!

    Maya e Tao ficaram longas porque as histórias (e as personagens) pediam por isso. É o acompanhar de várias vidas que merecem, como toda vida, encontrar seus respectivos rumos.

    A Camille era sim uma pessoa dificílima. E ela foi criada com base em uma pessoa que se viu deficiente física e ficou amarga demais. Cada personagem de Maya alimentava uma ilusão central a qual foi se desfazendo ao longo do tempo. Camille era presa à perfeição das formas, dentro de seus conceitos, até onde ela podia ver com seus olhos. Quem melhor que uma "cega" para ensinar-lhe sobre os verdadeiros olhos de ver?

    Mas essa construção foi gradual e interativa com as leitoras. Por isso era um seriado. No começo, lá no abcLés, a maioria me pedia por Ed e Camille. Depois, a tendência foi invertendo.

    E obrigada por mais Clarice!

    Beijos,

    Sol

Por Solitudine

  • 05/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Querida Autora, parabéns pela finalização de sua obra.

    É muito frustrante quando começamos acompanhar uma história, gostamos dela e, de repente, quem escreve some por meses — ou até mesmo anos, não é verdade? — sem nem ao menos aquele ''fiquei sem inspiração'' ou ''volto logo''.

    Gostei do final dessa história. Tudo aconteceu como tinha que acontecer, mas — perdoe minha sinceridade — gostei mais de ''Sob O Encanto De Maya'', perfeita, para mim, em todos os sentidos.

    Você escreve muito bem; esperando mais histórias sua.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento. ''

     

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector,

     Escritora e Jornalista Brasileira.

    Resposta do autor:

    Boa noite,

    Este veio repetido. Bom sinal: você queria dar um retorno para mim. Obrigada!

    Beijos,

    Sol

Por Solitudine

  • 05/05/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Querida Autora, parabéns pela finalização de sua obra.

    É muito frustrante quando começamos acompanhar uma história, gostamos dela e, de repente, quem escreve some por meses — ou até mesmo anos, não é verdade? — sem nem ao menos aquele ''fiquei sem inspiração'' ou ''volto logo''.

    Gostei do final dessa história. Tudo aconteceu como tinha que acontecer, mas — perdoe minha sinceridade — gostei mais de ''Sob O Encanto De Maya'', perfeita, para mim, em todos os sentidos.

    Você escreve muito bem; esperando mais histórias sua.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento. ''

     

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector,

     Escritora e Jornalista Brasileira.

    Resposta do autor:

    Boa noite!

    Tudo bem? 

    Seus comentários também são ótimos. Creio que um conto seu seja muito bem elaborado. Gosto muito de citações e Clarice, bem... Gosto muito e demais! Não à toa ela deu nome a uma personagem belíssima neste conto.

    Fico feliz que tenha gostado deste final que dei. E que tenha esperado a conclusão ao longo deste tempo. Porém eu não sumi sem deixar satisfações. Vim aqui postar sinais de fumaça, que foram sendo reeditados e agora perdeu este nome, e também dava satisfações no LivrodasFuça.  Entendo a frustração mas me atreveria dizer que ela é maior em quem escreve e se vê encurralada. Mas, finalmente, eis que foi conclusa em 2021 uma história que nasceu em 2012/2013, narrou de 1975 a 2051/2052 e tem um "por trás das cenas" meio inacreditável. 

    Peço desculpas a quem aguardou e  agradeço. Isso é inestimável. 

    Não tenho mais contos além de Maya, Tao e CONVIDE-0 (leu este?). Um dia se Deus quiser, terei mais.

    Não se desculpe por gostar mais de Maya! Mas vou abusar: deixe um comentário lá, por favor? Confesso que o número 171, que está lá há tempos, me incomoda (bem como o 51 de CONVIDE-0). Tenho birras hermenêuticas com certos números. rs 

    Beijos,

    Sol

Por Rayddmel

  • 23/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Nossa! Que bom que as nossas meninas terminaram juntas ''para o que der e vier''. O momento é assustador e torna-se mais ainda com malucos pilotando a nossa ''nave mãe''. Fazer o que, cada um tem o piloto e comissários de bordo que merecem.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Três coisas devem ser feitas por um juiz: ouvir atentamente, considerar sobriamente e decidir imparcialmente. ''

     

    Sócrates,

    Filósofo ateniense do período clássico da Grécia Antiga.

Por brinamiranda

  • 21/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Vaidade vem do latim vanitate que designa o que é vão, o que é fútil, o que é vazio. Arrasou de novo.

    Adoro suas histórias longas, mas os seus contos são sempre a cereja do bolo.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O egoísmo, o orgulho, a vaidade, a ambição, a cupidez, o ódio, a inveja, o ciúme, a maledicência são para a alma ervas venenosas das quais é preciso a cada dia arrancar algumas hastes e que têm como contraveneno: a caridade e a humildade.''

     

    Hippolyte Léon Denizard 'Allan Kardec' Rivail,

    Educador, Autor e Tradutor Francês.

    Resposta do autor:

    .

    Bom dia,

    Tudo bem sim, e você?.

    Fico feliz que tenha gostado do conto, vou anotar essas palavrinhas de Kardec e escrever um conto para cada um...rsrsrs quem sabe?,seria uma boa ideia.

    Obrigada por comentar.

Por Izabell Marccaro

  • 20/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Leio de tudo, e muito. Uma de minhas leituras inesquecíveis é ''Os Sertões'', de Euclides Da Cunha. E quanto a representatividade, foi também inesquecível quando li ''Carol'', de Patrícia Highsmith.

    Quanto aos citados — Machado e Guimarães — sensacionais os dois.

    E com relação ao seu livro, eu gostei, independentemente de você não ter publicado aqui a sua totalidade. Parabéns, Autora. Espero que você produza mais e mais livros com esse.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    HUMILDADE

     

    Tanto que fazer!

    Livros que não se leem, cartas que não se escrevem,

    Línguas que não se aprendem,

    Amor que não se dá,

    Tudo quanto se esquece.

     

    Amigos entre adeuses,

    Crianças chorando na tempestade,

    Cidadãos assinando papéis, papéis, papéis...

    Até o fim do mundo assinando papéis.

     

    E os pássaros detrás de grades de chuva.

    E os mortos em redoma de cânfora.

     

    (E uma canção tão bela!)

     

    Tanto que fazer!

    E fizemos apenas isto.

    E nunca soubemos quem éramos,

    Nem pra quê.

     

    Cecília Benevides de Carvalho Meireles,

    Jornalista, Pintora, Poeta, Escritora e Professora Brasileira.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja!

    Eu também lí Carol! Excelênte!

    Comprei o livro físico, li, reli, depois o enviei de presente para uma ex namorada que adora ler também, rsrsrs...

    Eu fico muito feliz que tenha gostado do meu romance, tá! Estou escrevendo o meu segundo livro agora, um pouco polêmico, mas com um fundo psicológico que acho que vai ficar legal.

    Agora, quanto ao poema... Você me fez pensar... 

    Tanto que fazer!

    E fizemos apenas isto.

    E nunca soubemos quem éramos,

    Nem pra quê...

    Essa é a nossa grande questão... Qual é o nosso propósito aqui, nesse mundo?

    ...

    Um abração amore!

    Até mais ver! S2

     

Por flawer

  • 18/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Putz grila — essa é velha, hem? —, não é que a nossa Autora favorita lembrou-se de suas vassalas — pode vassalas ou súditas soa melhor? — e resolveu dar um pouco de atenção para nós — aqui carinha com um sorriso meio sério com uma sobrancelha levantada.

    Sobre os capítulos, não é que eu ache que são muitos — você pode escrever quantos quiser, lerei todos com prazer —, mas não quero mais dramas, só camas, lembra? — carinha safada aqui!

    Sobre o perdão, então, complicado. Perdoar não é fácil, mesmo por que as pessoas — ou a grande maioria, tipo 99,99 % — perdoam da boca para fora, e lá dentro, bem lá dentro, bem no fundo, a mágoa fica, e fica, e vai ficando até virar ''coisa ruim''.

    Enfim, belo capítulo do começo ao fim. Você é wonderful, Flowers!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Perdoa agora, hoje e amanhã, incondicionalmente. Recorda que todas as criaturas trazem consigo as imperfeições e fraquezas que lhe são peculiares, tanto quanto, ainda desajustados, trazemos também as nossas. ''

     

    Francisco Cândido Xavier,

    Médium, Filantropo e um dos mais importantes expoentes do Espiritismo.

    Resposta do autor:

    Oi bela Nine!

    (perdoa-me a demora na resposta! Mas... cheguei. kkkk

    Putz grila... kkkkkkkkkkkkkkk, é velha, porém eu gosto! Use-a sempre que desejar... Prometo não reclamar, viu? kkkkkkkkkk

    Acho melhor: Amigas, amadas leitoras... Gosto muito mais que súditas e\ou vassalas. kkkkkkkkkkk

    Wouuuu eu lembro... só que camas sem dramas é tão dificillllllllllllllllll. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Olha que reclamona genteeeeee!!! Eu lhes dou atenção SEMPRE. kkkkk

    Nine, vc está certa (como quase sempre! - piscando-lhe aqui) realmente a quantidade de perdão verdadeiro e não "garganteiro" (de boca pra fora) é mínimo... Afffffffff.

    Assim colocarei um pensamento pertinente aqui...

    "O perdão e a arma dos fortes, porque os fracos não têm capacidade de perdoar." (Eglairton magno)

    ...E encerrarei com uma oração pessoal:

    Ajuda-me a ter essa arma!

    A ser forte em perdoar, Senhor!

    Amém!!!!   (Marisa)

    Beijinhos linda moça

Por priskelly

  • 17/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não! Não! Não!

    Não era o final que eu esperava e queria.

    Discordo que a Nina ainda tinha tanta importância assim para Bella — talvez eu tenha falhado em algum momento na leitura e entendimento entre elas, será? —, pois se tivesse teria de qualquer forma feito tudo para reatar com ''meu primeiro amor, o mais puro e verdadeiro que pude experimentar e que jamais outra pessoa poderia me oferecer'', palavras suas.

    Acredito que o final mais coerente seria cada uma seguindo seu caminho, separadamente, mas, enfim, boa história, não aquela com a marca registrada de ''priskelly'', mas boa mesmo assim.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Amor, então

    também, acaba?

    Não, que eu saiba.

    O que eu sei

    é que se transforma

    numa matéria-prima

    que a vida se encarrega

    de transformar em raiva.

    Ou em rima.”

     

    Paulo Leminski Filho,

    Escritor, Poeta, Crítico Literário, Tradutor e Professor Brasileiro.

    Resposta do autor:

    Olá, tudo ótimo e com vc?

    Bom eu poderia dizer que vc falhou sim em diversos momentos da leitura (principalmente nos últimos capítulos), pq as vezes um gesto ou olhar diz muito mais que qualquer palavra. Contudo, prefiro dizer apenas que talvez vc não tenha enxergado alguns pontos pq o seu foco estava em quem de fato ganhou seu coração de leitora (Oq para me não é um problema real).

    Agradeço pelo o comentário e por acompanhar o que trago aqui para vcs. 

    Quanto a "marca registrada" ... Bom, quando criei essa história foi exatamente para fugir do clichê, do costume, fugir daquilo que temos mania de ler já desejando que o final seja exatamente igual a todos os outros. Escrevi linhas cruzadas para ela ser diferente,ou melhor, ser igual a realidade. Escrevi para que pudéssemos entender que o vilão nem sempre é aquele que parecer ser vilão. Que a mocinha nem sempre do que demonstra ser. Escrevi para que pudéssemos lembrar que pessoas boas também morrem. Escrevi para que nós pudéssemos entender que para ser feliz não precisamos necessariamente ter alguém ao nosso lado para possessivamente chamar eternamente de "minha". Escrevi para que entendessemos que casamentos e namoros não são eternos, mas isso significa que seremos infelizes? Bom, escrevi linhas cruzadas para ser diferente e hoje seu comentário me trouxe a sensação de dever cumprido pq me mostrou que a marca registrada do costumeiro clichê tão óbvio de fato foi superado. Obg por isso!

    imagina só que graça teria se já nascemos sabendo de tudo, podendo escolher quem amar e como chegar ao final das nossas vidas. O que aprenderiamos afinal de contas?

    Bjuuus ?

Por brinamiranda

  • 16/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não sou fã de histórias que me fazem olhar sempre por cima do ombro achando que algo me espia, ou assustar-me com qualquer sombra ou som perdido pelos cantos da casa — terror, horror, suspense? No creo en brujas, pero que las hay, las hay —, então, geralmente evito essas histórias, mas a sua, até aqui, muito interessante.

    E o que falar de Dália e Elisa? Nada, somente amá-las. Ah, não esqueçamo-nos de que Dália é uma flor de origem mexicana... Ai, ai...

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Flores são flores

    Vivas num jardim

    Pessoas são boas

    Já nascem assim

    Flores são flores

    Colhidas sem dó

    Por alguém que ama

    E não quer ficar só

     

    Agenor de Miranda Araújo Neto,

    Cazuza, Cantor, Compositor, Poeta e Letrista Brasileiro.

    Resposta do autor:

    .

    Ah, o processo de escrita é uma coisa muito surreal, pensei que esse livro seguiria com tons melancolicos, mas, os textos parece que tem vida própria e mudam de rumo a nossa revelia, muito estranho.

    Sim, as meninas são delicadas, estou gostando do andamento das duas, estou tentando enche-las de suavidade e beleza, degustando cada pedacinho da descoberta desse amor.

    Adorei a poesia de Cazuza.

Por Raquel Santiago

  • 15/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Quem ama é feliz? E quem não ama, é infeliz? Precisamos, realmente, de alguém ao nosso lado para sentirmo-nos completas? Pois é, relacionamentos são complicados, nem tudo são flores, tampouco somente espinhos.

    Gosto da interação das duas. Elisa e Sophie são lindas juntas e é assim que elas têm de continuar. Mesmo sendo literatura, amando o caminhar das duas. Perfeitas.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Seja qual for o relacionamento que você atraiu para dentro de sua vida, numa determinada época, ele foi aquilo de que você precisava naquele momento. ''

     

    Deepak Chopra,

    Escritor e Professor de Ayurveda, Espiritualidade e Medicina corpo–mente.

    Resposta do autor:

    Gostei muito dessa citação. Quando vi que foi escrita por um professor ayurveda, gostei mais ainda. Que bom que está gostando do desenrolar da história. 
    Obrigada pelo comentário. 
    Boa leitura 

Por Mariana Rosa

  • 14/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    A história está perfeita, perfeita até demais, e isso deixa-me com a ''pulga atrás da orelha''.

    Quero distância de dramas depois de ler ''Amigas Para Sempre'', de Kristin Hannah — a quem interessar possa, esqueçam a continuação ''Por Toda A Eternidade''; não vale à pena, minha modesta opinião, é claro —, então, querida Autora, mantenha essa história doce e agradável com vem fazendo até agora.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor. ''

     

    Joseph Addison,

    Poeta e Ensaísta inglês.

    Resposta do autor:

    Olá, tudo bem sim e com você? 

    Ahhh, bem... coisas ainda irão vir a acontecer, entretanto, pretendo manter a doçura de Greta e o jeito único que Eleonor tem e vem conquistando algumas leitoras. 

Por Solitudine

  • 10/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não sei bem por onde começar, mas vou de ''puta que pariu, Ela voltou!''.

    Quando uma amiga recomendou-me a leitura de ''Sob O Encanto De Maya'' e fui fazê-lo, pirei: um ''calhamaço'' de mais de 800 mil palavras. Nem pensar, até mesmo por que tinha já passado por experiências de leituras ''verborrágicas'' e praticamente deixei todas elas pelo caminho. Então, não li.

    Depois de algum tempo essa mesma amiga perguntou-me ''o que você achou do conto de Solitudine?'' e, é claro, fiz cara de paisagem: ''De quem?''. Mina amiga ''caiu matando''. Falou tanto que decidi ler ''Sob O Encanto De Maya'' e, querida Autora, já reli história mais de uma vez e, sinceramente, é um dos melhores contos que já li aqui no Lettera ou em qualquer outro site onde lemos contos e histórias escritas por pessoas maravilhosas como você.

    Tudo em ''Sob O Encanto De Maya'' é perfeito — cada personagem, cada passagem, cada trama —, desde o início quando você nos apresenta ''de cara'' as lindas Juliana e Seyyed até o final quando Jaqueline escreve "Todas as coisas surgem e vão embora". Maravilhoso!

    Ma-ra-vi-lho-so! Ah, e as mais de 800 mil palavras? Nem notei!

    Então, parti louca para ler ''Em Busca Do Tao''. E comecei e, pensei ''meu Deus, como ela consegue escrever isso tudo e de uma maneira tão intensa?'', mas de repente você ''Fugiu? Desapareceu? Escafedeu-se?'' e, pensava eu ''Oh Solitudine volte, onde quer que você se encontre, volte para o seio de suas amadas leitoras'', e você voltou: ''Estou a dois passos do paraíso''.

     

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Escrever é que é o verdadeiro prazer; ser lido é um prazer superficial. ''

     

    Adeline Virginia Woolf,

    Escritora, Ensaísta E Editora Britânica.

    Resposta do autor:

    Boa tarde, tudo bem? 

    A caipira voltou para consertar uma rata (antecipei o nascimento da filha de Hana) e nisso me deparo com este comentário maravilhoso e divertido, com direito a uma revisão de Sob o Encanto de Maya, Blitz e Viginia Wolf. Adorei! 

    Agradeço também pela gentileza e simpatia. E pela insistência da sua amiga que a trouxe até meu universo caipiresco. Leve meus agradecimentos até ela, por favor. 

    Vou abusar e te perguntar o que achou deste capítulo depois de tanto tempo.

    Beijos,

    Sol

Por Mariana Rosa

  • 07/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Querida, Mariana, suas histórias sempre são ótimas; seus textos, um ''osciloscópio'' de emoções.

    Parabéns, adorando até aqui.

    Só não faça-nos sofrer muito. Eu, sempre deixo isso claro, adoro histórias ''amorzinhos''.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Se Deus criou as pessoas para amar, e as coisas para cuidar. Por que amamos as coisas e usamos as pessoas?''

     

    Robert Nesta 'Bob' Marley,

    Cantor, Guitarrista e Compositor jamaicano, o mais conhecido músico de Reggae de todos os tempos, famoso por popularizar o gênero.

    Resposta do autor:

    Olá, tudo bem sim, e com você? Como está tudo?

    Que bom que está gostando da história, estou postando e escrevendo ela com muito carinho e amor, de verdade mesmo. 

    hahahaha, prometo que você não vai sofrer muito.

    Um beijo, até o próximo capítulo.

Por brinamiranda

  • 07/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Minha querida Autora, sua história está interessante, vibrante que, provavelmente, levara-nos por caminhos emocionantes.

    Escrever não é uma coisa aleatória — até pode ser, mas acaba não dando muito certo — e demanda várias regrinhas, e a pesquisa é uma delas — eu pelo menos faço isso —, assim as histórias ficam mais completas, belas até.

    Parabéns. Estou gostando, até aqui.

    Espero apreciar essa história até o final.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Eu acredito em tudo até que seja refutado. Eu acredito em fadas, em mitos, em dragões. Tudo isso existe, mesmo que só em nossas mentes. Quem poderia dizer que sonhos e pesadelos não são tão verdadeiros quanto a vida real?''

     

    John Winston Ono Lennon,

    Cantor, Compositor e ativista da paz britânico que co-fundou Os Beatles.

    Resposta do autor:

    .

    Bom dia kasvattaja Forty-Nine

    Comigo tudo ótimo, espero que com você também...fico feliz que tenha gostado da história e das minhas novas meninas, a trama surgiu entre uma aula e outra, a partir das minhas próprias inquietações com essa pandemia.

    Sim, para toda história é preciso uma pesquisa prévia, básica, principalmente se for algo que não se tenha um grande conhecimento, isso ajuda no desenvolvimento da história, não é verdade?.

    Fico feliz que esteja gostando e espero que me acompanhe até o final.

  • 04/04/2021
  • Olá, tudo bem?

     

    Sou contra violência, em qualquer nível ou por qualquer motivo, mas — ainda bem que sempre tem um 'mas' — o coisa ruim do Alberto apanhou pouco. Marcelo devia ter dado mais 'porrada'.

    Enfim, torcendo para que os tormentos terminem por aqui e as 'mocinhas' e 'mocinhos' da história tenham um final a contendo.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A perseverança é mais eficaz do que a violência, e muitas coisas que, quando reunidas, são invencíveis, cedem a quem as enfrenta um pouco de cada vez. ''

    Plutarco,

    Historiador, Biógrafo, Ensaísta e Filósofo Médio Platônico Grego.

    Resposta do autor:

    muitas vezes os filhos crescem vendo a mae sendo maltratada na primeira oportunidade, ele parte para cima do agressor. 

    existe milhoes de Albertos por ai, ainda impune.

  • 01/04/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Seu texto é bom, limpo, fácil de entender, dialogar com ele; cheio de reflexões.

    Todos têm diferentes maneiras de enfrentar problemas, situações, dúvidas, perdas; todos têm diferentes maneiras de levantar quando caímos e o importante é sempre conseguirmos levantarmos, com ou sem ajuda; silenciosamente ou com muito barulho.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O que mais importa não é por quanto tempo você viveu e sim o quão bem fez isso.''

    Sêneca,

    Filósofo estoico e um dos mais célebres advogados, escritores e intelectuais do Império Romano.

  • 28/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não sou muito fã de ''fanfic'', pois prefiro mais a leitura de ''histórias originais'', apesar de quem escreve uma ''fanfic'' não deixa de escrever uma ''história original'', creio eu, afinal quem escreve, escreve com suas palavras, com ideia e enredos próprios, mesmo usando personagens que pertencem à outra escritora ou escritor ou séries ou filmes, enfim, não importa, e para mim que escreve uma ''fanfic'' ou uma ''história original'', tem de ser respeitado, admirado e reconhecido.

    Agora, sobre números de comentários, acho relativo, mesmo considerando-se que quanto mais comentários, mais incentivo o autor tem para escrever. Nem sempre a opinião de muitos é tão relevante assim. Há bons textos aqui com poucos comentários e textos razoáveis com muitos — minha opinião, veja bem, e que não deve valer nada, certo?

    Então, não deixe de fazer o que está fazendo. Quem sabe, lá na frente, você pode ter uma surpresa, e boa.

    Veja o exemplo da canção ''Hallelujah'' de Leonard Cohen. Quando ele a fez, a própria gravadora não queria que ele lançasse a música, isso lá nos idos de 1984. E ele lançou, e cantou. Hoje, depois de regravada por mais de ''trocentas pessoas'', é considerada uma das mais belas canções de todos os tempos.

    Continue, então, e não pare por nada. Você é grande.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A sintaxe é uma questão de uso, não de princípios. Escrever bem é escrever claro, não necessariamente certo. Por exemplo: dizer "escrever claro" não é certo mas é claro, certo?''

     

    Luís Fernando Veríssimo,

     Escritor, Humorista, Cartunista, Tradutor, Roteirista De Televisão, Autor De Teatro e Romancista Brasileiro.

    Resposta do autor:

    Olá, tudo ótimo! Espero que com você também. 

    Espero que esteja gostando apesar de ser uma fanfic e não uma original. Eu partilho do seu pensamento e acredito que escrever em forma de fanfic é apenas uma forma de escrever uma original, mas com personagens que nos são queridos. E esse amor que cultivei por essa fanfic é que me fez pela primeira vez em escrever uma original. 

    Apesar de me sentir motivada com os comentários, eu prefiro ter menos comentários do que outras histórias, mas sabendo que são sinceros, que não é algo só por escrever, mas que o leitor se sentiu instigado para tal. 

    Agradeço demais por suas palavras, foram motivadoras e me enchem de energia para continuar a fazer o que eu amo. 

    Mais uma vez obrigada e espero lhe ver novamente, tenha um ótimo final de semana. 

Por Alex Mills

  • 26/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Confesso que — apesar da curiosidade — provavelmente não lerei sua história. Não consigo ver-me em um relacionamento que envolva mais de uma pessoa — trisais, tetrasais, pentasais; relacionamento aberto ou fechado; muito sexo, sem sexo — e ter que lidar com ciúmes, desejos, preferências. Na minha cabeça é impossível — veja bem, para mim — não desejar uma mais que a outra, não preferir mais essa do que aquela. Não tem como, sei lá, enfim ''Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi''.

    Parabéns pela coragem e dedicação para trabalhar com esse tema. Sei que não é fácil escrever sobre ele.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.''

     

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector

    Resposta do autor:

    Olá!

    Agradeço por se dispor a vir aqui e deixar sua opinião, são todas bem-vindas e eu levo em considereção de alguma forma. :)

    Confesso que antes de sequer considerar começar essa história eu também nunca me vi num relacionamento com mais de uma pessoa, nunca acreditei que existisse e até hoje não conheci casais assim. Mas quando comecei a escrever, por curiosidade, sem nunca sequer pensar em ter uma relação assim ou em simplesmente postar em algum lugar (por medo do julgamento), as coisas fluíram tão fácil que foi como estar no papel da Lana. Eu não sabia o que esperar do tema, da história, das personagens ou de mim. Mas foi uma experiência tão esclarecedora escrever sobre esse tema que em momento algum senti dificuldade, deixou minha mente mais aberta para pensar sobre o assunto e não sei, manter o espírito mais disponível para aceitar temas diferentes.

    Enfim! Só quis que soubesse da minha experiência sobre o assunto também :D Espero que nos encontremos de novo por aqui, ou em qualquer outra história, quem sabe? Tenho mais algumas na manga que espero poder postar por aqui em breve.

    Obrigada outra vez, e tenha um bom fim de semana ;)

Por brinamiranda

  • 24/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Contente por você ter terminado sua história.

    É chato, muito chato, extremante chato você começar a ler, empolgar-se com o que está sendo escrito e, de repente, quem escreve sumir, desaparecer, escafeder-se. Parabéns por você ter caminhado até o fim com sua história.

    Quanto ao final desse livro — pelo que li nos comentários — não sei se iria gostar. Acredito que faria parte das ''viúvas choronas'': adoro finais ''sessão da tarde'', ''água com açúcar''...

    ''Sogni insieme

    Oggi come allora

    Come il primo giorno

    È noi due per sempre''

    Fazer o que: essa sou eu, eu sou essa.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Felicidade é como uma borboleta: quanto mais você tenta apanhá-la, mais ela se afasta de você. Mas se você dirigir sua atenção para outras coisas, ela virá e pousará suavemente no seu ombro.''

     

    Henry David Thoreau,

    Autor Estadunidense, Poeta, Naturalista, Pesquisador, Historiador, Filósofo E Transcendentalista.

    Resposta do autor:

    Olá,

    Olha eu concordo plenamente com você, imagina você começa uma história, se empolga e o autor não volta...tem gente que leva meses de um capítulo para o outro, eu deixo pra lá, por que não tenho paciência...rsrsrs.

    O final foi feliz, mas, tem uma personagem totalmente psicopata, ela no final preferiu ficar no umbral, se sentia bem por lá, então o final foi feliz a sua maneira...escolhas, não é?.

    Segue ai que em breve tem história novinha.

Por flawer

  • 21/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Essa duas, Vilma e Taty, o que é isso, Autora? Quando tudo parece arrefecer — arrefecer é bom, não é? Eita!!! — você, querida Autora, vem e deixa o cronômetro da bomba para desativar em 3 segundos.

    Espero que você não leve mais 78 capítulos para resolver a vida dessas duas, aff! — olhinhos revirando aqui.

    Quanto à massagem entre Angie e Fê — e não sé ela, evidentemente —, sem comentários. Perfeito!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Hoje, sem poesia. Vamos de ''Angie'', The Rolling Stones, em um vídeo quase perfeito com a estonteante Angelina Jolie. Segue o link...

    https://www.youtube.com/watch?v=8Whxpv1XL0w

     

     

    ''Angie, Angie, quando todas aquelas nuvens vão desaparecer?

    Angie, Angie, aonde isso vai nos levar a partir daqui?

    Sem amor em nossas almas e sem dinheiro em nossos casacos

    Você não pode dizer que estamos satisfeitos

    Mas Angie, Angie, você não pode dizer que nunca tentamos.

     

    Angie, você é linda, mas não é a hora de dizermos adeus?

    Angie, eu ainda te amo, lembra-se de todas aquelas noites que choramos?

    Todos os sonhos que seguramos tão firmemente pareceram se evaporar na fumaça

    Deixe-me sussurrar em seu ouvido

    Angie, Angie, aonde isso vai nos levar a partir daqui?

    Oh, Angie, não chore, todos os seus beijos continuam doce.

    Eu odeio essa tristeza em seu olhar

    Mas Angie, Angie, não é a hora de dizermos adeus?

     

    Sem amor em nossas almas e sem dinheiro em nossos casacos

    Você não pode dizer que estamos satisfeitos

    Mas Angie, eu ainda te amo, baby, em toda parte que olho, vejo seu olhar

    Não existe mulher igual a você

    Venha baby, enxugue seus olhos.

    Mas Angie, Angie, não é bom estar vivo?

    Angie, Angie, eles não podem dizer que nunca tentamos''

     

    [1] Angie - The Rolling Stones. Goats Head Soup - 1973. Compositores: Michael Philip 'Mick' Jagger/Keith Richards. Letra De Angie © BMG Rights Management US, LLC, Sony/ATV Music Publishing LLC.

    Resposta do autor:

    Olá Nine lindona, por aqui tudo bem... E acabou de melhorar com sua chegada! rsss

    kkkkkkkkkkkkk hummm amei o arrefecer. kkkkkkkkkk Sou dessa minha doce Nine. Amo explosões... e a tensão que ela gera em todos que ficam sem saber se explodirá tudo pelos ares ou no ultimo segundo alguém a desarmará. kkkkkkkkkkkkk

    Abusada!Vai demorar isso tudo não. kkkkkkkkkkk (olhinhos revirados aqui) Depois eu que sou exagerada, humpffff!

    Aquela massagem... aiai! Perfeita... (mordendo o lábio inferior aqui enquanto me abano)  kkkkkkkk

    Nineeeeeeee, ZORRRA! (zorra com três R) golpe baixo essa música e ainda com Jolie (deusaaaa do olimpo na terra) no clipe...  CALOR retado aqui. kkkkkkkkkkkkkk Malvadaaaaaaaaaaa.

    P.S.: conta da água do meu lar deste mês é você que pagará! Gastei muito no longo banho frio pra "arrefecer" os ânimos carnais aqui! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk A CONTA É TUA, MALVADA.

    Beijinhos minha malvada favorita. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Por brinamiranda

  • 20/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não tem como quando você escreve esses ''virotes'' certeiros que você ''atira'' magistralmente com sua ''bésta'' literária, mas — apesar de começar ''monstruosamente'' seu texto com Camões — seu texto ficou mais gostoso de ler ao som de ''No Ordinary Love'', da Sade. Era a música que tocava na minha playlist enquanto navegava pelo Lettera. Voltei à música novamente e reli seu texto.

    Perfeito.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Segue o link da canção, ao vivo...

    https://www.youtube.com/watch?v=au8rHGvytn8

     

    ''Eu te dei todo o amor que eu tinha

    Te dei mais do que poderia dar

    Eu te dei amor

    Eu te dei tudo o que tenho por dentro

    E você levou meu amor

    Você levou o meu amor!

     

    Eu não te contei

    Em que acredito?

    Alguém disse que

    Um amor como esse não vai durar?

    Eu não te dei

    Tudo o que tinha pra dar, querido?

     

    Eu te dei todo o amor que eu tinha

    Te dei mais do que poderia dar

    Eu te dei amor

    Eu te dei tudo o que tenho por dentro

    E você levou meu amor

    Você levou o meu amor!

     

    Eu continuo chorando

    Eu continuo tentando ter você

    Não há nada como você e eu, querido

     

    Esse não é um amor comum

    Amor incomum

    Esse não é um amor comum

    Amor incomum

     

    Quando você veio em minha direção

    Você iluminou a cada dia

    Com seu doce sorriso

     

    Eu não te contei

    Em que acredito?

    Alguém disse que

    Um amor como esse não vai durar?

    Eu não te dei

    Tudo o que tinha pra dar, querido?

     

    Esse não é um amor comum

    Amor incomum

    Esse não é um amor comum

    Amor incomum

     

    Eu continuo chorando

    Eu continuo tentando ter você

    Não há nada como você e eu, querido

     

    Esse não é um amor comum

    Amor incomum

    Esse não é um amor comum

    Amor incomum

     

    Continuo tentando ter você

    Continuo chorando por você

    Continuo voando por você

    Continuo voando, estou caindo

    Eu estou caindo!

     

    Continuo tentando ter você

    Continuo chorando por você

    Continuo voando por você

    Continuo voando por você, estou caindo

    Eu estou caindo!''

     

    No Ordinary Love [Amor Incomum] By Sade Adu. Love Deluxe - 1992. Helen Folasade Adu/Stuart Colin Matthewman. Letra De No Ordinary Love © Angel Music Ltd.

    Resposta do autor:

    Bom dia,

    Fico feliz que tenha gostado do texto e das minhas meninas anônimas, afinal podem ser qualquer uma, não é verdade?.

    Adoro a Sade, eu tenho várias músicas citadas em meus livros, pensando em criar uma playlist no Spotify, quem sabe?.

Por Van Rodrigues

  • 16/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha você de volta, que bom.

    Apesar dessa história ter sido lida há muito tempo atrás e relida novamente pelo seu blog, fico contente por você ainda estar borboleteando por aqui, mesmo sem trazer novidades — quero dizer como novidades histórias novas, pois seu blog Leitoras Coloridas [https://leitorascoloridas.blogspot.com/] já acompanho.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quem perde seus bens perde muito; quem perde um amigo perde mais; mas quem perde a coragem perde tudo.''

     

    Miguel de Cervantes Saavedra,

    romancista, dramaturgo e poeta castelhano.

Por ROBERSIM

  • 15/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Felicidade

    Substantivo feminino

    1. Qualidade ou estado de feliz; estado de uma consciência plenamente satisfeita; satisfação, contentamento, bem-estar.

    2. Boa fortuna; sorte.

     

    Perfeito título para o capítulo e para encerrar sua história e, assim, ''entre mortos e feridos todos se salvaram'' — ou quase todos.

    Parabéns pela sua história, você escreve bem e tem bons argumentos.

    Esperamos mais postagens.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''É preciso sinceridade. Existe essa coisa incrível chamada nobreza de caráter e fofurinha de alma. A vontade de aceitar a vida, perdoar as traições, ser amiga de todo mundo, alegrar pessoas. Gostar de gente. Pior: gostar das pessoas como elas são.''

     

    Tati Bernardi

    Resposta do autor:

    Olá,  boa noite!

    Agradeço as palavras, essa história com certeza vai ficar por muito tempo em meu coração.  Sempre acreditei que todos merecemos uma segunda chance, não importa o ato e sim a capacidade da pessoa em arreoense-se. Eco imensamente feliz que o ato de minha personagem principal não ter influenciado no julgamento de muitas.

    Obrigada e até a próxima.

Por Izabell Marccaro

  • 14/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Capítulo delicinha, perfeito demais. Dá até medo.

    Espero estar errada, mas parece que estamos dentro do ''olho do furacão'' onde — ledo engano — tudo está imerso em calmarias, quase sem nuvens negras e com uma suave brisa, porém sabemos que quando ele passa, o que vem atrás é arrasador.

    Espero estar enganada, totalmente.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Amor é um marco eterno, dominante,

    Que encara a tempestade com bravura;

    É astro que norteia a vela errante,

    Cujo valor se ignora, lá na altura.

    Amor não teme o tempo, muito embora

    Seu alfange não poupe a mocidade;

    Amor não se transforma de hora em hora,

    Antes se afirma para a eternidade.''

     

    William Shakespeare,

    poeta, dramaturgo e ator inglês.

    Resposta do autor:

    Olá Kasvattaja!!!

    Hahaha...

    Quando a coisa está perfeita demais é porque está perto de piorar??? Será??? Hahaha...

    O universo é regido pela alternância entre o caos e a ordem... Entre o yin e o yang... Talvez você tenha razão, vamos ver...

    William Shakespeare, o embaixador do amor... Ninguém melhor do que ele para falar desse sentimento tão nobre...

    O amor é tudo... É para ele que tudo converge, não resta dúvidas! Quando o encontramos, não precisamos de mais nada, porque ele nos alimenta e nos sacia, em todos os sentidos...

    Obrigada pelo olhar...

    Um abraço querida!

Por Kivia-ass

  • 13/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Para mim, agora está.

    No começo, confesso, cheguei a achar que você, queridíssima Autora, iria enrolar-nos — que maldade minha, perdoe-me por ter pensado isso — até fazer-nos acreditar que depois de uma traição tudo voltaria a ser lindo e maravilho para Natália e Sofia, mas não, você foi grande e realmente mostrou, palavra por palavra, o crescimento das nossas duas meninas, colocando mais duas nas vidas delas e, assim, fazer as quatro chegarem, todas, em seus finais felizes.

    Você foi dez, maravilhosamente dez.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre virgulas, aspas, reticências… eu vou gostando… eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos…''

     

    Caio Fernando Loureiro De Abreu,

    jornalista, dramaturgo e escritor brasileiro.

    Resposta do autor:

    AAAAI OBRIGADA! Esse desafio foi concluido e todas ficaram felizes, inclusive vocês! Agradeço por me acompanharem. 

    Em breve postarei uma nova historia pra nós!

  • 10/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    A delicadeza da cena diz tudo: interação, ligação; cumplicidade, companheirismo.

    Às vezes, a verborragia faz mal, tanto para a leitora quanto para a Autora, então tudo o que você queria dizer neste capítulo, está dito — ou escrito, certo?

    Continue e parabéns pela história. Elas, assim, juntinhas é maravilhoso.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.''

     

    Clarice Lispector

     

    Chaya Pinkhasovna 'Clarice' Lispector,

    escritora e jornalista brasileira nascida na Ucrânia.

    Resposta do autor:

    Sei que estou demorando a postar, mas, por favor, não desista de mim.

Por brinamiranda

  • 09/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Então, passando pela sua história li o título ''Hoje o tempo voa, amor...'' e resolvi ler o capítulo — mesmo não sendo muito fã do que está sendo trabalhado na história, por isso não a estou acompanhando, perdoe-me a sinceridade — afina eu amo a sua escrital, mas a estrofe continua:

    ''...Escorre pelas mãos

    Mesmo sem se sentir

    Não há tempo que volte, amor

    Vamos viver tudo que há pra viver

    Vamos nos permitir''

    Bom, acho que o Lulu, nessa parte, quis dizer da importância de darmos valor nas pequenas ou nas grandes coisas por qual passamos e, infelizmente, não damos o devido valor a elas e perdermos a oportunidade de aprender, ou apreender. Assim, Helena e Artur, Rafaella e Virna; Helena e Roberta?... Rafaella e Cindy?... Estão deixando o tempo passar?

    Então...

    ''Não há tempo que volte, amor

    Vamos viver tudo que há pra viver

    Vamos nos permitir''

    É isso?

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo.''

     

    Mário De Miranda Quintana,

    poeta, tradutor e jornalista brasileiro.

    Resposta do autor:

    Olá kasvattaja Forty-Nine, eu lembro que não se identificou com a história, nem precisa se desculpar, eu mesmo te aconselhei a largar, mas, realmente o nome do capítulo ficou convidativo e que bom que gostou, e tinha exatamente essa ideia, de mostrar que alguns personagens apenas rascunhavam a vida...

    mas, se me permite uma ideia, não se sinta obrigada, leia a parte da Vanessa, todo mundo se derrete por ela, inclusive eu....leia a história dela, espero que ela lhe conquiste.

    abraços e obrigada mesmo por comentar, adoro seus comments...

Por MarianaK

  • 09/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Pois é, as meninas estão trilhando um caminho que não é legal, não é mesmo?

    Não importa o tempo em que você está com alguém... Fidelidade é foda, e a falta dela é mais foda ainda. Para mim, as duas, até aqui, estão errando, principalmente a Liz...

    ''Mas não é de mim sair ficando com as pessoas enquanto ainda tinha uma namorada. Ainda…''

    ''Iria ao cinema com a Fernanda e mais tarde voltaria a conversa com a Marcela. E seja o que Deus quiser.''

    É sério?

    Enfim, não curto, mas esperemos para ver onde a Autora quer nos levar.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Já usei esta frase aqui, mas vou repeti-la...

     

    ''Nenhum homem merece uma confiança ilimitada - na melhor das hipóteses, a sua traição espera uma tentação suficiente.''

     

    Henry Louis Mencken,

    foi um jornalista, ateu e crítico social norte-americano.

Por flawer

  • 08/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Que capítulo gostosinho, charmosinho, fofinho, deliciosinho, cheio de foguinho — nossa, quanto ''inho''; carinha de doida aqui, ''zoínho'' virado — para fazer-nos esquecer das presepadas que a senhorita sempre apronta.

    Vamos esforçarmo-nos agora para que daqui para frente somente quartos e camas como cenário, o que você acha?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Teu corpo claro e perfeito,

     

    – Teu corpo de maravilha,

    Quero possuí-lo no leito

    Estreito da redondilha…

     

    Teu corpo é tudo o que cheira…

    Rosa… flor de laranjeira…

     

    Teu corpo, branco e macio,

    É como um véu de noivado…

     

    Teu corpo é pomo doirado…

     

    Rosal queimado do estio,

    Desfalecido em perfume…

     

    Teu corpo é a brasa do lume…

     

    Teu corpo é chama e flameja

    Como à tarde os horizontes…

     

    É puro como nas fontes

    A água clara que serpeja,

    Quem em antigas se derrama…

     

    Volúpia da água e da chama…

     

    A todo o momento o vejo…

    Teu corpo… a única ilha

    No oceano do meu desejo…

     

    Teu corpo é tudo o que brilha,

    Teu corpo é tudo o que cheira…

    Rosa, flor de laranjeira…

     

    Manuel Carneiro De Sousa Bandeira Filho,

    poeta, crítico literário e de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro.

    Resposta do autor:

    Oi bela Nine!(perdoe-me a demora da resposta, mas cheguei, viu? kkkk)

    Óia... Gostosinho não foi mesmo?! kkkkkkk Cheio de fuegoooooo.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, que presepadas?¹ (carinha sem vergonha aqui)rsss

    Deixa eu olhar se tens mesmo cara de doidinha... (avaliando vc com mãozinhas no queixo aqui.) Não, não tem carinha de doida, e és bonita até de zoinho revirado tigresa!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, rindo muita da sutileza e charme com que você exerce seu lado mandão. kkkkkkkkkk

    "Pedindo" (mandando né, charmosa? kkkkkkkkkkk) assim, como posso te negar cenários tão mais interessantes que as reles presepadas habituais?! kkkkkkkkkkkk

    Juro juradinho que me ESFORÇAREI: quartos, camas, fuego e gemidos de prazer daqui pra frente. (anotado, pq manda quem pode e obedece quem tem juizo)  kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    P.S.: Caliente o Manuel Carneiro... fuego em cada linha desta obra! kkkkkkkkkkk Gostei. (piscando pra ti) kkkkkkkkkkkkk

    (carinha sapeca e te cutucando aqui com a frase de Kempis) Pq Sou dessas.

    "Obedecer é muito mais seguro do que mandar." (Thomas Kempis)

    Beijinhos tigresa charmosa ao mandar. kkkkkkkkkkk

Por adoravelpsi

  • 07/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Depois de seu conto, para mim sim! Belo conto, Autora.

    Rápido e rasteiro; direto e certeiro. Às vezes, a verborragia atrapalha mais que esclarece, ou enternece. Na verdade, a verborragia mais afasta que aproxima. Parabéns pelo conto.

    Tendo mais assim, pode postar!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O melhor efeito das pessoas agradáveis é sentido depois que deixamos a sua presença.''

     

    Ralph Waldo Emerson,

    escritor, filósofo e poeta estadunidense.

Por Nadine Helgenberger

  • 06/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Suspiros! Suspiros! Suspiros! Enlevados, mas rasteiros e por vários motivos — ou nenhum, quem sabe?

    Realmente está na hora das duas começarem a dar um rumo para a história delas. Gosto de como tudo está sendo construído até agora, mas começo preocupar-me com os próximos passos a serem dados que as levaria para uma história cheia de clichês e mais do mesmo, o que seria uma pena.

    Quanto a Brigite, sem comentários, ou melhor, um só: para irlandeses e escoceses, seria a deusa do fogo, então o objetivo dela e tocar fogo no parquinho. Só pode!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Falando em escoceses, vamos hoje de Belle & Sebastian — uma ''puta'' banda para lá de excelente — para também embalar esse capítulo. Segue o link:

    https://www.youtube.com/watch?v=uhjPC1tyKGM

     

    Casaco Marrom

    Evinha

    Eu vou voltar aos velhos tempos de mim

    Vestir de novo o meu casaco marrom

    Tomar a mão da alegria e sair

    Bye bye Cecy, nous allons

    Copacabana está dizendo que sim

    Botou a brisa à minha disposição

    A bomba H quer explodir no jardim

    Matar a flor em botão

    Eu digo que não

    Olhando a menina

    De meia estação

    Alô coração

    Eu vou voltar aos velhos tempos de mim

    Vestir de novo o meu casaco marrom

    Tomar a mão da alegria e sair

    Bye bye Cecy, nous allons

    Copacabana está dizendo que sim

    Botou a brisa à minha disposição

    A bomba H quer explodir no jardim

    Matar a flor em botão

    Eu digo que não

    Olhando a menina

    De meia estação

    Alô coração

    Alô coração

    Alô coração

    Eu vou voltar aos velhos tempos de mim

    Vestir de novo o meu casaco marrom

     

    Compositores: Danilo Candido Tostes Caymmi/Renato Correa/Guttemberg Nery Guarabyra Filho [Não tinha como sair música feia: filho do Dorival, integrante dos Golden Boys e parte do Sá, Rodrix & Guarabyra]

    Letra de Casaco Marrom © Euterpe Ed. Ltda.

    Resposta do autor:

    Um anjo me contou que essa história tem tudo menos cliche rsrsrs

    Feliz ou infelizmente os personagens têm a sua propria forma de ver a vida, de estar nela, expectativas, medos, inseguranças e etc

    Eu já teria agido se estivesse a sério, porque tem gente que finge bem rsrsrs, mas eu sou eu e elas são elas. Veremos até onde isso vai dar.

    Obrigada pela sugestão musical, maravilhosa como sempre.

    Muito obrigada.

    Bjs

  • 04/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Que bom que a sua obra será publicada. Parabéns. Você escreve bem e suas palavras são sempre bem colocadas. Torço para que você tenha uma bela carreira.

    Quanto à história, torço para que as nossas meninas consigam chegar a um final — juntas ou não — com poucas cicatrizes — físicas e emocionais — e sem muitos dramas. A realidade está cheia deles.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

     

    ''Fracassar depois de longa perseverança é muito mais sublime que nunca ter feito um esforço suficientemente bom para ser chamado de fracasso.''

     

    George Eliot [Pseudônimo de Mary Ann Evans] foi uma romancista autodidata britânica.

Por Rafa

  • 03/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Fico feliz com seu retorno e mais contente ainda agora que tudo está encaminhando-se para ficar melhor ainda, assim todas esperemos. E quanto aos filhos, parabéns pela coragem de tê-los, afinal nesses dias atuais é preciso ter muita coragem e sensibilidade para um gesto tão cheio de significados.

    Quanto a sua história confesso que tinha até esquecido-me dela. Já fazia algum tempo que você não atualizava e acabei — mesmo acompanhando ''quase tudo'' no site — deixando passar, assim tive que fazer um ''remember''ou seria ''recall''? — da história e, veja só, ainda acredito em um final feliz para as duas.

    Parabéns pela história.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Quando nasci um anjo esbelto,

    desses que tocam trombeta, anunciou:

    vai carregar bandeira.

    Cargo muito pesado pra mulher,

    esta espécie ainda envergonhada.

    Aceito os subterfúgios que me cabem,

    sem precisar mentir.

    Não sou tão feia que não possa casar,

    acho o Rio de Janeiro uma beleza e

    ora sim, ora não, creio em parto sem dor.

    Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.

    Inauguro linhagens, fundo reinos

    — dor não é amargura.

    Minha tristeza não tem pedigree,

    já a minha vontade de alegria,

    sua raiz vai ao meu mil avô.

    Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.

    Mulher é desdobrável. Eu sou.''

     

    Adélia Luzia Prado De Freitas, poetisa, professora, filósofa, romancista e contista brasileira

    Resposta do autor:

    Boa noite, tudo bem? Foi mesmo um tempão sem voltar a publicar, mas realmente, muitas coisas acumuladas em um ano só. Quando pensamos que teriamos um 2021 de soluções, ele veio recheado de caos, borda de incertezas e boa dose de sadismo.

    Orações para nos iluminar e guiar pela bruma densa, típica do rio Aqueronte, e se duvidarmos, as águas inundaram o Brasil e restará apenas Caronte para transita-lo, já que muitos dos seus "possíveis" passageiros estarão na mais profunda miséria, sem condições de pagar as três moedas de pedágio.

    Obrigada,

    Por dias melhores! Beijos e boa leitura.

  • 02/03/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha, estou ficando meio perdida aqui.

    Com tantas coisas acontecendo e — nas entrelinhas — tudo ficando meio nublado, já não sei para onde olhar para tentar enxergar algo sólido ou palpável para as nossas heroínas.

    Se você preparou o final delas juntas eu, por enquanto, não consigo enxergar em que momento isso acontecerá, e se acontecerá, veja bem. E agora mais essa: Liz querendo volta ao passado? Não, não vale a pena, não depois de tudo o que ela passou com a Lia.

    Enfim, sei lá, estou ficando meio jururu com tudo isso. Não gostaria que a história tivesse uma segunda temporada. Algumas histórias — pensamento meu — tem tudo para ser finalizadas em uma parte única, como a sua. Poxa, tudo estava resolvido entre elas, ou será que eu não soube identificar ''rachaduras'' na história delas? Bom, aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Se você não pode mudar seu destino, mude sua atitude!''

     

    Amy Tan

    Resposta do autor:

    Olá ????

    Sim, de fato as meninas estão passando por momentos difíceis. Mas assim é a vida. Nem sempre ela é justa.  

    Com relação a Liz voltar ao passado, eu acho que qualquer um iria ficar da mesma forma. Eu iria querer saber se tivesse sido intencional o acidente ou não. Sei que ela meio que superou isso com a Lia do lado dela, mas existem certas coisas que nunca superamos completamente.

    Quanto ao livro ter continuação, isso não está mesmo nos meus planos. Inclusive já estamos muito perto do final????... vamos ver o que vai acontecer até lá.

    Sei que tudo aconteceu meio devagar, mas daqui para frente os capítulos ficarão mais agitados.

    Amei o seu comentário e nos vemos no próximo capítulo ????

Por Kivia-ass

  • 28/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha nós aqui outra vez. Pois é, Rafaela ''dando pano para manga''. Essa história de ''eu sei que devia ter cortado ela do inicio, mas eu me enrolei e não soube fazer isso'', é sério isso, Produção? Depois de tudo que ela já passou — e também fez, por que não? — é impossível não ser um pouco mais esperta ou ''safo'', não é não minha filha?

    Fala sério. Ajuda a gente, Rafaela, antes que a ''Bridge Over Troubled Water'' desabe, afinal estamos no capítulo 62.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não tem nada de iluminado no ato de se encolher, pois os outros se sentirão inseguros ao seu redor. Nascemos para manifestar a glória do Espírito que está dentro de nós. E a medida que deixamos nossa luz brilhar, damos permissão para os outros fazerem o mesmo. À medida que libertamos nosso medo, nossa presença libera outros.''

     

    Nelson Mandela

  • 25/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Ambiguidade, substantivo feminino — só podia ser, não é? —: característica ou condição do que é ambíguo. ''Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar.'' Essa nós sabemos de quem, certo?

    Que bom que você voltou, Autora. Sentimos falta do seu bom texto. As nossas meninas têm muito que revelar e vamos torcer para que essas revelações não as separem, ou que pelo menos as ajudem a entenderem-se.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Como podemos nós pretender que os outros guardem os nossos segredos se nós próprios os não conseguirmos guardar?''

     

    François La Rochefoucauld

    Resposta do autor:

    Olá, dona 49! Voltei! Vc tb! Que bom!

    As revelações as unirão! Vai ficar tudo bem, mas como na vida real, às vezes merdas acontecem. E só a maturidade nos permite ver que são as portas que se fecham justamente as que nos levam para novos caminhos!

    Continuo escrevendo!

    Volto logo!

    Beijos!

  • 25/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Evidentemente não é o final: a Autora deixou um ''Cliffhanger'', ou não?

    Na verdade a história sempre caminhou ''em aberto''ou eu deixei alguma coisa pelo caminho, não sei — e, provavelmente, existe uma segunda parte com mais coisas para acontecer.

    Fica difícil de saber — ou acreditar — que esse final — Erika e ''Cate'' — é um ''felizes para sempre''. Esperemos.

    É isso!

     

    Post scriptum:

     

    ''Não negue, apareça. Seja forte. Porque é preciso coragem para se arriscar num futuro incerto. Não posso esperar. Tenho tudo pronto dentro de mim e uma alma que só sabe viver presentes. Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem sentido, sem passados.''

     

    Caio Fernando Abreu

Por Angellinamorales

  • 22/02/2021
  • Olá! Tudo bem?


     


    Belo conto, belas palavras. Parabéns.


    Bem que poderia ter mais umas mil palavras, mas foi perfeito do tamanho que ficou. Você foi precisa e direta.


    Mais como esse? Pode postar! Adoraremos ler.


    É isso!


     


    Post Scriptum:


     


    ''Penso em você principalmente como a minha possibilidade de paz — a única que pintou até agora, “nesta minha vida de retinas fatigadas”. E te espero. E te curto todos os dias. E te gosto. Muito.''


     


    Caio Fernando Abreu

Por Nadine Helgenberger

  • 22/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Bom, você escreveu ''a inspiração andou a léguas do meu radar''. Sério? Se você conseguiu escrever um capítulo maravilhoso como esse sem inspiração, imagina quando ela voltar.

    Como sempre você, Autora, foi perfeita na condução das nossas meninas. Volto a pedir, não faça maldades com elas, ok? Não merecemos.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Falando em canções, Hooverphonic e ''overviews'', segue uma canção dos incríveis Everything But The Girl — da doce Tracey Thorn — que casa com o capítulo —— acho eu — e segue quase na mesma toada do The Ambientalist. Segue o link:

    https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=ARkGvp4NJ9U.

     

    ''Eu ainda não consigo superar isto

    Estou disposta a perder bastante tempo comigo mesma

    Eu não quero causar nenhum dano sério

    Quero ter certeza que posso gerir

    Por que eu não estou realmente em sua cabeça,

    Não estou realmente em sua cabeça.

     

    E eu vejo amor e desafeição

    E as nuvens que se formam não passarão.

    Essa é a minha caminhada para minha redenção

    E minha vida é só uma imagem de uma montanha-russa em todo caso

     

    Eu ainda não consigo superar isto

    Estou disposta a perder bastante tempo em meu quarto.

    E eu não sairei enquanto não estiver pronta,

    Não correrei enquanto meu coração estiver instável,

    E eu não estou realmente em sua cabeça.

    Não estou realmente em sua cabeça.

     

    Quando o seu céu começa a nevar,

    Alguma coisas devem desaparecer.

    Oh, essa é minha estrada para minha redenção.

     

    E minha vida é só uma imagem

    De uma montanha-russa em todo caso

    Os nomes podem ter mudado

    Mas as caras continuam as mesmas.

    Os nomes podem ter mudado

    Mas as pessoas não são as mesmas.

     

    E não estou, não estou, não estou

    Realmente em sua cabeça.

    E minha vida é só uma imagem

    De uma montanha-russa em todo caso

    E minha vida é só uma imagem

    De uma montanha-russa em todo caso''

     

    ''Rollercoaster''. Lyrics & Music: Benjamin Brian Thomas 'Ben' Watt.

    Resposta do autor:

    Olá,

    Sem inspiração ha bastante tempo, mas seguindo meus objetivos. Aliás, ontem fiquei feliz ao perceber, que tinha como meta postar 2 caps no mes de fevereiro e postei 3.

    Maldades? Não...apenas algum action do jeito que eu gosto rsrsrs. O planeamento era concluir a história no capitulo 30, mas acho que vou alterar rsrsrs

    Ah, tens o dom de me lembrar de musicas que amo e nao escuto há seculos. Ja me deliciei com Everything but the girl. Obrigada.

    Bj

Por Bastiat

  • 21/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha, achei que não conseguiríamos chegar a um final feliz com tantos pedacinhos que foram ficando pelo caminho, pedacinhos que elas mesmas faziam questão de produzirem sempre quebrando qualquer possibilidade de reconstrução do relacionamento delas, mas conseguimos, certo?

    Parabéns pela história — apesar de ''Astrum'' ser ainda a minha preferida — e não demore em voltar a brindar-nos com suas boas histórias.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

    Por que ''Meus Pedaços'' chacoalha... Segue o link:

    https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=RlNhD0oS5pk

     

    ''Nós viemos da terra

    Do gelo e da neve

    Do Sol da meia-noite

    Onde as fontes quentes explodem

     

    O martelo dos deuses

    Vai guiar nossos barcos para novas terras

    Para combater a horda, cantando e chorando

    Valhalla, eu estou indo

     

    Avante nós vamos

    Com remos surrando

    Nosso único objetivo

    Será a costa oeste

     

    Nós viemos da terra

    Do gelo e da neve

    Do Sol da meia-noite

    Onde as fontes quentes explodem

     

    Como são macios e tão verdes seus campos

    Podem murmurar contos de matança

    De como nós acalmamos as ondas da guerra

    Nós somos seus comandantes

     

    Avante nós vamos

    Com remos surrando

    Nosso único objetivo

    Será a costa oeste

     

    Então é melhor você parar

    E reconstruir suas ruínas

    Por paz e confiança pode-se ganhar o dia

    Apesar de todas suas perdas''

     

    Immigrant Song

    James Patrick 'Jimmy' Page/Robert Anthony Plant

    Led Zeppelin, do album ''Led Zeppelin III''

    Resposta do autor:

    Olá! Tudo certo. Espero que esteja bem também!

    Pois é, quando se quer, consegue. Helena e Isa precisaram percorrer um caminho espinhoso, mas no fim deu tudo certo. Tendo amor e vontade, se tem tudo.

    Obrigada por acompanhar o que escrevo, fico feliz por isso.

    Música linda, encaixa muito bem, agradeço por isso.

    Abs!

Por thaigomes

  • 17/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gostaria de dizer que sua história, Autora, é bela. No entanto, com um assunto tão íntimo — sim, muito íntimo... Expor-se, ficticiamente ou não, deixa-nos sem chão, ar, perspectivas — fica difícil achar beleza nele, mas da maneira que você conduziu a história e brindou-nos com o ressurgimento de nossa heroína — pois é, quem passa por isso e sobrevive, é uma heroína — e isso é muito importante, mesmo na ficção.

    Já chega as mazelas da realidade.

    Parabéns pela sua história e a maneira como você conduziu-a até o final.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

    Por que é Cássia, por que é Cazuza, por que é Bebel... E o vídeo, ao vivo, é uma delícia [segue o link: https://www.youtube.com/watch?v=2pNv7M1bYOY]

     

    Preciso dizer que te amo

     

    Quando a gente conversa, contando casos, besteiras

    Tanta coisa em comum, deixando escapar segredos

    E eu nem sei que hora dizer, me dá um medo

    Que medo

    É que eu preciso dizer que eu te amo

    Te ganhar ou perder sem engano

    É, eu preciso dizer que eu te amo, tanto

     

    E até o tempo passa arrastado

    Só pra eu ficar do teu lado

    Você me chora dores de outro amor

    Se abre e acaba comigo

     

    E nessa novela eu não quero ser teu amigo

    É, que eu preciso dizer que eu te amo

    Te ganhar ou perder sem engano, é

    Eu preciso dizer que eu te amo, tanto

    Eu já não sei se eu tô misturando

     

    Ah, eu perco o sono

    Lembrando em cada riso teu qualquer bandeira

    Fechando e abrindo a geladeira a noite inteira

    É que eu preciso dizer que eu te amo

    Te ganhar ou perder sem engano

    É, eu preciso dizer que eu te amo, tanto

     

    Quando a gente conversa, contando casos, besteiras

    Tanta coisa em comum, deixando escapar segredos

    Eu não sei em que hora dizer, tenho medo

    É, que eu preciso dizer que te amo

    Te ganhar ou perder sem engano

    Eu preciso dizer que eu te amo, tanto

     

    E até o tempo passa arrastado

    Só pra eu ficar do teu lado

    Você chora dores de outro amor

    Se abre e acaba comigo

    E nessa novela, baby eu não quero

    Ser teu amigo, não, não

     

    É, é que eu preciso dizer que te amo

    Te ganhar ou perder sem engano

    É, eu preciso dizer que eu te amo, tanto

    Eu já não sei se eu tô misturando

    Ah! Eu perco o sono

    Lembrando em cada riso teu

     

    Compositores: André 'Dé' Palmeira Cunha/Agenor De Miranda Araújo 'Cazuza' Neto/Isabel 'Bebel' Gilberto De Oliveira

    Resposta do autor:

    Muito grata pelo comentário, querida leitora!

    Não foi fácil escrever, espero que ajude tantas mulheres que passam por isso.

    Um grande abraço!

Por flawer

  • 14/02/2021
  • Olha eu aqui de novo! Segue o link — carinha de olhos virando aqui!

    https://www.youtube.com/watch?v=MYIh5FiEdDs&has_verified=1

    Resposta do autor:

    ZORRRAAAAAAAAAAAAAA... (e com três R) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Babei aqui com o vídeo... kkkkkkkkkk

    Me picando aqui pra colocar esse link ESPECIAL no final do cap.  kkkkkkkkkkkkkkkk

    Obrigada linda srta. (tirando o chapéu pra vc aqui e aplaudindo sua bela sugestão

    P.s.: Sua culpa, se meu leque de seda chinês (mentira) kkkkkkkkkkkkkk se rasgar, pq estou me abanando muitoooooooooooooo aqui com o video. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Beijinhos tigresa linda

Por flawer

  • 14/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Nunca vi tanta ''sapa'' com problemas. Haja espaço nesse ''brejo'' para resolver todas essas confusões, querida Autora. Quando pensamos que um casalzinho está pronto para os futuros ''girinos'', a Autora passa a rasteira, ou deixa-nos com a pulga atrás da orelha.

    Quanto ao seu link, ''perfeito'' — Hã-hã!, carinha sorridente aqui —, mas deixou um outro, uma cover do Ed com cenas de kisses, kisses e more kisses.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Da Perfeição Da Vida

     

    ''Por que prender a vida em conceitos e normas?

    O Belo e o Feio... o Bom e o Mau... Dor e Prazer...

    Tudo, afinal, são formas

    E não degraus do Ser!''

     

    Mário De Miranda Quintana

    Resposta do autor:

    Olá linda Nine!

    Aiai... Pois é, imãs de problemas essas sapinhas... Mas, tou resolvendo aos poucos todo caos pra chegar macio e suave o "the end". rssss

    Meninaaaaaaaaaaaaaaaaaa, (abanando-me com intensidade aqui) seu link me ganhouuuuuuuuu. kkkkkkkkkkkkkkkkk Rearou que eu me piquei logo pra substituir meu (zé remela pelo teu TDB =TUDO DE BOM?) kkkkkkkkkkk

    Foi isso... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Mãozinha sob o queixo aqui saborendo sem moderação (Da Perfeição da Vida)...

    Psiu? Permita-me tomá-lo emprestado (você hoje me deu de bandeja excelente video musical pra música escolhida e essa perola do Quintana) pra colocar em Vampers II - O poder do Silêncio).

    Licença pantera, vou usar seu espaço pra um recado às que apertam minha mente sugerindo VAMPERS II:

    P.S.: Meninas, uma personagem de Vampers anda me fuxicando certas coisas que estão acontecendo com as meninas de Andrah... Tou tentada a contar pra vocês. DEVO?! (carinha pensativa aqui) kkkkkkkkkkkk

    Mas, não tem previsão de postagem, por enquanto só ouvindo e sem nenhum tempo pra escrever, logo avisando. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Nine linda tigresa, beijinhos pra vc!

Por Bastiat

  • 14/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Olha só que lindas. Precisava tanto? Para que um caminho tão cheio de curvas? Enfim, contente por elas estarem entendendo-se. Todas merecemos um final feliz.

    Um detalhe: quando lia esse capítulo estava ouvindo Neil Young, e tocava precisamente ''Heart Of Gold'':

    ''Eu quero viver, eu quero doar

    Eu tenho sido um minerador em busca de um coração de ouro

    São estas expressões que eu não abro mão

    Que me mantêm procurando por um coração de ouro

    E estou envelhecendo

    Elas me mantêm procurando por um coração de ouro

    E estou envelhecendo''

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Só existe um caminho para a felicidade, que é parar de se preocupar com coisas que estão além de nosso poder ou vontade.''

     

    Epiteto, Filósofo Grego

    Resposta do autor:

    Olá! Tudo bem. Espero que esteja bem também.

    Cheio de curvas para ter certeza de que não errarão mais ;).

    Linda música, eu a adoro! Bela lembrança.

    Abs!

Por Kivia-ass

  • 13/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Pois é! Essa história de perdão é complicada. É confortável para quem agrediu — não importa se verbal ou física — chegar e tentar — veja bem, tentar — explicar-se o porquê da agressão. Agora é fácil, mas lá atrás quando agrediu não pensou em nenhum momento no tamanho do estrago que estava fazendo.

    Enfim, se é para a história caminhar para um final calmo e tranquilo para as meninas, principalmente Rafaela, que ela perdoe. Porém, é difícil de engolir essa história de perdão depois de tantos danos — físicos ou não.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não há pedido de desculpa que nos faça esquecer o passado. Sempre fica aquela pontinha de insegurança ou aquele pé atrás, porque infelizmente confiança é algo que não pode ser remendado.''

     

    Augusto Cury

    Resposta do autor:

    Então, eu particularmente não perdoaria. Partilho de um pensamento onde não sei se acredito em desculpas, maaas quero deixar aqui algo leve, algo que não aprofunde muito nessas questões. 

Por Nadine Helgenberger

  • 13/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

    Como sempre, Autora, suas palavras - junto a sua sensibilidade, com ou sem dom - só sublimam suas histórias. Gosto muito dessa, dá-me prazer ler como as duas interagem e faz com que participemos, intimamente, dos momentos delas. Então, não coloque muitas pedras no caminho de nossas meninas. Elas não precisam contornar muitos obstáculos para alcançarem a felicidade delas - ou o mais próximo que elas consigam chegar desse objetivo.

    Agora, falando em canções, quando li esse capítulo tocava ''Stay'', Cat Power, na minha playlist:

    ?Não tenho muita certeza de como se sentir sobre isso

    Algo na maneira como você se move

    Me faz sentir que não posso viver sem você

    Isso me leva até o fim

    Eu quero que você fique

    Quero que você fique?

    Perfeita!

    É isso.

    Post Scriptum:

     

    ''O que quer que seja que estejamos esperando - paz de espírito, alegria, graça, consciência interior ou simples abundância - isso certamente virá para nós, mas somente quando estivermos prontos para receber com um coração aberto e agradecido.''

     

    Sarah Ban Breathnach

    Resposta do autor:

    Olá, tudo bem :)

    Pedras kkkk, a minha irmã começou a me acompanhar nessa história ( culpa minha, nao tinha coragem de dizer que escrevia rsrsrs) e ela me disse ao final do capítulo 22, ai que lindooooo, mas vem drama aí, confessa. Eu? Muda, nem pestanejei kkkkkkkkkk

    Vem muita coisa por aí...muita.

    I LOVE CAT POWER AAAAAHHHH. Por tua "culpa" já estou ouvindo essa mulher ha horas. Obrigada por me lembrar que amo a Cat.

    Obrigada. Bj

  • 12/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     Provavelmente você, Autora, tenha razão.

    Acompanhamos várias histórias ao mesmo tempo e, então, o ''tico'' e o ''teco''após as leituras das histórias — devem ter trocados heroínas e vilões, protagonistas e antagonistas e eu, é claro, embarquei nessa minha análise furada. Que mancada, não é mesmo?

    Prometo ler sua história — a partir de agora — em separado para não pular capítulos nem confundir passagens.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O sucesso encoberta uma multidão de tolices.''

     George Bernard Shaw

Por Luasonhadora

  • 12/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Parabéns pela conclusão de sua história. Não poderia haver outra, e se houvesse seria muito clichê.

    Sinceramente, gosto de finais felizes já que a realidade, geralmente, é uma ''bosta'', mas, nesse caso, foi acertada a sua decisão como Autora.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.''

     

    Aristóteles

    Resposta do autor:

    Olá, muito obrigada por ter acompanhado até aqui. Eu sei que o final foi meio decepcionante, mas como disse, era era a intenção desde sempre rs. Tenho 12 histórias escritas e essa foi a primeira com um desfecho assim, como autora me sinto realizada rs. Quem sabe nas próximas histórias eu não seja mais boazinha haha. Um beijo carinhoso 

  • 12/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Então quer dizer que a Débora está errada?

    Quer dizer que a relação da Érika com uma pessoa casada — aqui no caso, um homem — é correta?

    Quer dizer que a Érika é inocente em ao entrar em um relacionamento com uma pessoa já compromissada, não importando os motivos?

    Olha, tenso isso tudo e — sinceramente — não vejo por que insistir nessa relação Cate/Érika que começou errada e continua. Essa relação deveria ter terminando lá atrás quando surgiu a Raga, mas como a Autora é quem decide que caminho todos trilharam na história, torcer para que no final não fique aquela sensação de que tudo poderia ter sido diferente ou até mesmo o vazio.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Em nossas vidas, a mudança é inevitável. A perda é inevitável. A felicidade reside na nossa adaptabilidade em sobreviver a tudo de ruim.''

     

    Buda

    Resposta do autor:

    Olá, grata pelo comentário! 

    Mas creio que tenha pulado alguns capítulos, ou mesmo não compreendido bem o enredo.

    A partir do quarto capítulo já deixei claro: Érika não sabia que Rodolfo era casado, ele é o grande vilão desta história, que mentiu e manipulou a própria família e todos ao redor.

    Quando, por volta do capítulo 18, se não me engano, Catarina conta a verdade, Érika decide imediatamente terminar com Rodolfo. Ele a persegue, ameaça, chantageia, mas ela não o aceita de volta.

    Enfim, creio que faltou um pouco de atenção a esses pormenores da história.

    Um abraço e apareça mais vezes!

Por caribu

  • 11/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     Olha só quem voltou.

    Não tinha ainda visto esse conto e — como sempre — você não decepcionou. Ou melhor, você raramente decepciona — como assim, raramente Kasvattaja? Ai, ai! — e esse conto veio a ''calhar'' nesse início de um novo ano — por enquanto — nada calmo e muito menos novo.

    Parabéns, você é mais.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Estou tirando férias, dando um tempo disso, chega de amar, chega de me doar, chega de me doer... Pelo menos por enquanto.''

     

    Caio Fernando Abreu

    Resposta do autor:

    Querida Dona 49!

    Voltou tb!

    Feliz 2021!

    Que bom que só raramente decepciono rsrs Não almejo ser infalível! Ainda!

    Beijos!

Por thaigomes

  • 03/02/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Quando li o título ''Por Enquanto'', pensei na canção, mas não com a Legião e sim com a Cássia Eller que dá outra cara para a canção, mais visceral. Então resolvi ler o texto. Isso ontem à noite e, Autora, cadê o sono? Perdi!

    Seu texto leva-nos a pensar que, quase sempre, todo relacionamento tem suas nuances que vai da luz à escuridão — e de volta — sem você perceber.

    Intenso, muito intenso.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nada é mais desprezível que o respeito baseado no medo.''

     

    Albert Camus

    Resposta do autor:

    Boa noite! Acertou, é a da Cássia, sim. 

    Acabei de finalizar a história, espero que goste. 

    Com afeto,

    Thai.

Por ThaisBispo

  • 31/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Comecei a acompanhar sua história. Ela é densa, muito.

    Na verdade ainda estou um pouco temerosa de que ajam mais nuvens do que sol nela, mas mesmo assim vou em frente. Suas meninas despertam curiosidades e merecem carinho. Não as faça sofrer muito, ok?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

     

    ''A maldade bebe a maior parte do veneno que produz.''

     

    Lúcio Aneu Séneca

    Resposta do autor:

    Fico feliz que esteja gostando! Agora sobre as nuvens, é, acho que você vai ter que aguardar um pouco pra ver onde essa história vai dar haha

Por flawer

  • 26/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Ora, ora, ora... E não é que a minha Autora-Deusa mais favorita resolveu lembrar das suas leitoras-súditas? — carinha de olhos revirando aqui da Autora-Deusa ou de sorriso safado, o que é mais provável.

    Estava a ponto de mandar sinais de fumaça, mas não foi preciso, não é mesmo? Feliz por você estar lembrando-se de nós. Não demora mais não, ok? — carinha de gata de botas aqui.

    Capítulo imenso? Você não sabe o que é isso: já li capítulos com mais de 20 mil palavras. Aff!

    Bom, quanto as suas presepadas, você não desisti, não é mesmo? Precisamos de tudo isso? Já está mais que na hora de a senhora Autora acertar todas as peças desse belo tabuleiro de xadrez — ou seria tabuleiro da baiana?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Fanatismo

     

    Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida

    Meus olhos andam cegos de te ver!

    Não és sequer a razão do meu viver,

    Pois que tu és já toda a minha vida!

     

    Não vejo nada assim enlouquecida...

    Passo no mundo, meu Amor, a ler

    No misterioso livro do teu ser

    A mesma história tantas vezes lida!

     

    "Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."

    Quando me dizem isto, toda a graça

    Duma boca divina fala em mim!

     

    E, olhos postos em ti, digo de rastros:

    "Ah! Podem voar mundos, morrer astros,

    Que tu és como Deus: Princípio e Fim!..."

     

    Florbela D'Alma Da Conceição Espanca

    Resposta do autor:

    Oi Nine!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Ora, ora, olha ela... Como assim sorriso safado Brasil? kkkkkkkk Deusa? Não... Súdita sempre aqui! Deusas são vcs minhas carinhosas leitoras. E como esquecê-las? Impossível isso. rss

    Mas tá abusada hoje, gente! (Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii) Sinais de fumaça? kkkkkkkkkkkk Eu nem demorei pra voltar sua gaiata. kkkkk

    Como está a srta? Espero que muito bem!

    Mas rapaz!!!! (botando bico aqui) cap grande siiiiiiiiiiiimmmmmmmm. kkkkkkkkkkk E nem pense que me provocar assim vai-me fazer escrever um cap. maior só de pinimba. (abrindo o notebook aqui e mandando brasa, enquanto resmungo baixinho: " pois me aguarde, farei um maior! Ela vai ver..." kkkkkkkkkkkkkkk)

     Não, não desisto. kkkkkkkkkk Precisar, não precisam... Mas, SOU DESSAS! rs

    kkkkkkkkkkkk, vou arrumar esse tabuleiro baiano, já já! kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Obrigada pelo apoio e carinho sua linda!

    "Toda a poesia - e a canção é uma poesia ajudada - reflete o que a alma não tem. Por isso a canção dos povos tristes é alegre e a canção dos povos alegres é triste."

    (Fernando Pessoa)

    Beijinhos linda miau

  • 26/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Adoro café. Adoro, não: amo! E um cappuccino, então? Oh My God!

    O seu conto é delicioso como o aroma do café, assim, de manhãzinha, olhos sonolentos, mente vazia de uma noite bem dormida. Ah, amei o seu café, quer dizer, conto.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida...''

     

    Aguinaldo Silva

    Resposta do autor:

    Olá! 

    Olha, vou confessar, o cappuccino eu passo, mas o bom e velho café eu não resisto nunca! 

    Eu fiquei muito feliz que você gostou, deixo aqui o covite para outros cafés que estão por vir, ou melhor, outros contos. E não esqueça de pegar um café (ou cappuccino) para acompanhar, rs. 

    Abraços!

Por Van Rodrigues

  • 23/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Parabéns pela finalização de sua história e mais uma vez você, Autora, foi perfeita.

    Porém, triste aqui por esse afastamento que — mesmo não querendo — faz-se necessário para a nossa própria avaliação e não é somente daquilo que expusemos em palavras, mas também o sentido de tudo que foi dito, afinal sempre tem um pouco de nós em nossas personagens, em nossas histórias, em nossos contos e até mesmo poesias.

    Sinto por não poder mais ler suas histórias, mas torço para que você encontre o equilíbrio necessário para voltar a nos mostrar novas personagens. Mia uma vez, parabéns e felicidades.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Tudo é uma questão de humor e de atitude: mude. Deixe de colocar sua felicidade na mão dos outros.''

     

    Martha Medeiros

Por Vandinha

  • 22/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Sentimento ruim aqui; nuvens cinzas, quase negras... Tempestade!

    Sei não, mas as coisas não estão ficando muito claras, apesar de Inês, uma luz no fim do túnel — bem clichê, não é não?

    Espero estar completamente errada, mas vem ''tombo'' por aí, será?

    É isso!

      

    Post Scriptum:

     

    ''As três coisas mais difíceis do mundo são: guardar um segredo, perdoar uma ofensa e aproveitar o tempo.''

     

    Benjamin Franklin

    Resposta do autor:

    Olá kasvattaja Forty-Nine

    Será?

    Obrigada. Beijos.

Por bgc

  • 20/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Permita-me usar suas palavras: ''Juntos eles descobriram que a amizade pode se transformar em amor e esse amor construído com base de amizade e confiança, é um dos amores mais fortes e verdadeiro que existe.'' Pois é, a união faz a força!

    Parabéns! Bela história e palavras.

    Vejamos no que vai dar ''My Cop, My Blonde''.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''All's Well That Ends Well [Tudo Está Bem Quando Termina Bem].''

     

    William Shakespeare

    Resposta do autor:

    Obrigada por ter acompanhado e fico feliz que tenha gostado.

    Nos vemos em ''My Cop, My Blonde''.

    Bjus.

Por Van Rodrigues

  • 19/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não surpreendeu-me a reação dela. É assim que pessoas sensatas, inteligentes e desprovidas de todos os preconceitos possíveis e imagináveis agem.

    Ainda vivemos em um mundo muito preconceituoso, mas já podemos visualizar — e sentir — mudanças pequenas e diárias que fazem-nos esperançosas viver um futuro menos sombrio na nação e no mundo.

    É isso.

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nada é permanente, exceto a mudança.''

     

    Heráclito De Éfeso

    Resposta do autor:

    Olá,

    Dona Lúcia só deseja a felicidade da filha. Ela percebeu que Norma e Laura estão bem juntas.

    Muito obrigada pelo seu comentário.

    Beijinhos^^

    Van

Por Vandinha

  • 13/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Comecei acompanhar ''A Última Rosa'' e resolvi ler as outras histórias que você tinha postado anteriormente, e devorei todas elas.

    O assunto ''Espiritismo'' não deixa-me muito à vontade — ou não deixava-me —, mas nos seus escritos comecei a enxergar o assunto — Filosofia? Religião? — de uma maneira mais sensata e resolvi até mesmo pesquisar mais sobre o tema.

    Quanto ''A Última Rosa'' sem dúvida nenhuma o melhor é sempre seguir em frente, sem esquecer os ensinamentos que o passado deixou.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito.''

     

    Martin Luther King

    Resposta do autor:

    Que lindo comentário  kasvattaja Forty-Nine

    Obrigada por compartilhar comigo. Você me emocionou.

    Apenas procure estar em paz com as pessoas, por que estando em paz com elas, estará também em paz consigo mesma e com o próprio Deus!

    Seja feliz, sempre. Beijos.

Por brinamiranda

  • 09/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Estou lendo e não lendo... Tentando acompanhar desde o começo e não querendo...

    Mesmo adorando sua escrita, esse seu conto, Autora, é bem diferente dos que eu gosto de ler e acompanhar. E ainda não consegui gostar, realmente, de alguma personagem.

    Então, sei lá... Perdoe-me, mas vou tentar chegar até o final.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nunca desista de seu sonho. Se ele acabou numa padaria, procure em outra.''

     

    Apparício Fernando de Brinkerhoff 'Barão De Itararé' Torelly

    Resposta do autor:

    Oie querida bom diaaaaaaaaaa...

    Então, esse conto é bem diferente, era para ser apenas um conto e acabei aumentando a pedido de duas leitoras...quer um conselho não como autora, mas, como leitora, se não se identificou mude de história, sem contrangimento, eu amo alguns escritores, mas, nem tudo o que escrevem, mesmo sendo um texto meu, dá uma olhadinha nas outras coisas que tenho, quem sabe vc gosta mais. Tenho muita coisa aqui, e digo isso de coração aberto, messsmo...

    bjs 

Por brinamiranda

  • 08/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Minha querida Autora, nós é que agradecemos por podermos encantar-nos com suas palavras, sempre bem colocadas e articuladas. E essa sua interação conosco? Ah, ''você é linda, mais que demais''.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Amo Cecília Meireles, mas vou de Florbela Espanca, uma grande feminista mesmo sem o saber, ou sabendo. Quem sabe?

     

    Amar!

     

    Eu quero amar, amar perdidamente!

    Amar só por amar: aqui… além …

    Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente…

    Amar! Amar! E não amar ninguém!

     

    Recordar? Esquecer? Indiferente!…

    Prender ou desprender? É mal? É bem?

    Quem disser que se pode amar alguém

    Durante a vida inteira é porque mente!

     

    Há uma primavera em cada vida:

    É preciso cantá-la assim florida,

    Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

     

    E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada

    Que seja a minha noite uma alvorada,

    Que me saiba perder… pra me encontrar…

    Resposta do autor:

    Eu sempre tenho que copiar e colar teu nick kasvattaja Forty-Nine rsrsrs aliás o que te inspirou esse nome tão complexo?. Vou te arrumar um apelido simplificado rsrsrs

    Obrigada pelo linda musicada e pela poesia, amo Florbela Espanca, ela é de um talento e de uma delicadeza sem igual.

    Boa sexta pra você :)

Por Van Rodrigues

  • 05/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Que bom que você viu meu comentário sobre ''Minha Doce Ilara''. Tenho um grande carinho por esta história, particularmente pelo modo como você mostra o crescimento da personagem.

    Já ''Recomeço'' — que venho acompanhando desde a primeira postagem, mas até agora não tinha manifestando-me — é uma história com alguns personagens muito cafajestes — perdoe-me, mas faz lembrar-me que elas existem na realidade, e magoam muitas pessoas — e duros de 'engolir' e ainda acreditar que possam — ou poderiam — mudar de posturas e/ou ações.

    No entanto, é o que você está demonstrando com eles, até agora. Bom, quem sou eu para julgar, mesmo sendo uma história de ficção? Sendo assim, resta-me parabeniza-la por você tratar assuntos complicados com tanta maestria e mostrar — para quem acredita ou não — que as pessoas podem mudar, sim senhora!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro.''

     

    John Fitzgerald Kennedy

    Resposta do autor:

    Olá, 

    Achei graça do seu comentário, já que você gosta de histórias mais tranquilas. kkkkkkk

    Como não ando postando histórias novas, eu aproveitei para responder comentários, pois eu estava atrapalhada e não consegui me dedicar aos comentários.

    Sobre Recomeço, confesso que foi uma história complicada para escrever. Já finalizei e foi uma tarefa difícil fazer isso, pois eu acho que não lido muito bem com personagens cafajetes. Não sei como não vejo falando mal de mim por aí. kkkkkkkkkk

    Muito obrigada pelo seu comentário.^^

    Beijinhos

    Van

Por Kivia-ass

  • 04/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    ''Tudo na vida tem jeito, menos a morte''. Tenho até medo de usar a frase sem poder identificar o autor — ou autora —, mas vamos lá. Nada impede — veja bem, assim penso eu — que as duas viagem juntas e sejam felizes pelos séculos e séculos, amém.

    No entanto, como nossa querida Autora gosta de um drama, preparada estou para tudo, acho.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''É difícil imaginar uma maneira mais perigosa de tomar decisões do que deixá-las nas mãos de pessoas que não pagam o preço por estarem erradas.''

     

    Thomas Sowell

    Resposta do autor:

    Ah eu nem sou tão fã de drama assim! ahahahah.

    Mas tudo se ajeita no fim!

  • 04/01/2021
  •  

    Olá! Tudo bem?

     

    Iria esperar um próximo post seu para manifestar-me, porém não contive-me. Por quê? Porque, minha querida Autora, você é uma das poucas Autoras que responde a um comentário. Se é verdadeiro que quem escreve incentiva-se a escrever mais e mais devido aos comentários que acompanham a sua escrita, quem comenta também gosta de saber que a Autora preocupa-se com o que foi comentado.

    É importante para os dois lados, é uma via de mão dupla, penso eu.

    Deixei de comentar — aqui e em outros sites que acompanho — autoras que nem sequer preocuparam-se em comentar ''unzinho'' sequer do que escrevi, ou outras leitoras escreveram. É chato. A interação é muito positiva para ambos os lados, desde que o que foi escrito não for preconceituoso ou amoral ou sarcástico ou homofóbico, enfim, desde que não ofenda quem escreveu ou os seus.

    Quanto a Elis Regina, amo-a desde sempre cantando Milton Nascimento, Lô Borges; cantando Belchior, Tom Jobim; cantando Edu Lobo, Dorival Caymmi, Baden Powell ou Vinícius De Moraes.

    A ''Pimentinha'' foi, é e sempre será a maior cantora do Brasil, desde sempre.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Todas são fantásticas, mas essa é muito especial para mim, ''Casa No Campo''...

     

    Eu quero uma casa no campo

    Onde eu possa compor muitos rocks rurais

    E tenha somente a certeza

    Dos amigos do peito e nada mais

     

    Eu quero uma casa no campo

    Onde eu possa ficar no tamanho da paz

    E tenha somente a certeza

    Dos limites do corpo e nada mais

     

    Eu quero carneiros e cabras

    Pastando solenes no meu jardim

    Eu quero o silêncio das línguas cansadas

    Eu quero a esperança de óculos

    E meu filho de cuca legal

    Eu plantar e colher com a mão

    A pimenta e o sal

     

    Eu quero uma casa no campo

    Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapê

    Onde eu possa plantar meus amigos

    Meus discos e livros e nada mais

    Onde eu possa plantar meus amigos

    Meus discos e livros e nada mais

    Onde eu possa plantar meus amigos

    Meus discos e livros e nada mais

     

    Compositores: Luís Otávio De Melo 'Tavito' Carvalho/José Rodrigues 'Zé Rodrix' Trindade. Letra De Casa No Campo © Warner/Chappell Edições Musicais Ltda.

    Resposta do autor:

    Oi kasvattaja Forty-Nine fiquei realmente impressionada com o que me falou, pensei que fosse uma prática comum que as autoras respondessem. Comigo é assim, sempre que sou notificada volto e comento o que foi escrito, e achei que todas fizessem isso, afinal se a pessoa leu e gentilmente se pronunciou sobre o que escrevi eu gosto de responder, é uma interação bem legal e importante para os dois lados, pode ser que uma coisa ou outra passa despercebida, mas, sempre eu dou retorno, mesmo quando encontro depois...enfim, o ser humano é um bicho estranho e esquisito...

    Concordo contigo, vou até escrever um novo capítulo de o Clarim ao som de Elis...

    abraço e lamento esses seus aborrecimentos, uma pena...

  • 03/01/2021
  • Olá! Tudo bem?

     

    Que bela surpresa novamente iniciarmos um ano com boa leitura e ainda com Elis Regina cantando ''Para Lennon E McCartney'' do Lô Borges. Simplesmente maravilhoso o seu texto.

    Dizer que você é ótima está ficando redundante, enfim não a muito do que dizer dos seus textos senão somente coisas boas.

    Agora, falando de uma coisa não tão boa, será que essa tal de Nina não andou aprontando para cima de nossa heroína? Sei não...

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

    Essa também Elis cantou...

     

    ?Coisas que a gente se esquece de dizer

    Frases que o vento vem às vezes me lembrar

    Coisas que ficaram muito tempo por dizer

    Na canção do vento não se cansam de voar

     

    Você pega o trem azul, o Sol na cabeça

    O Sol pega o trem azul, você na cabeça

    Um sol na cabeça

     

    Coisas que a gente se esquece de dizer

    Frases que o vento vem as vezes me lembrar

    Coisas que ficaram muito tempo por dizer

    Na canção do vento não se cansam de voar

     

    Você pega o trem azul, o Sol na cabeça

    O Sol pega o trem azul, você na cabeça

    Um sol na cabeça?

     

    Salomão 'Lô' Borges Filho/Ronaldo Bastos Ribeiro

    Resposta do autor:

    Boa noite, você não imagina como suas palavras me fizeram bem, ganhei a noite, eu amo seus feedback, dá uma coisa boa, sabe?, eu escrevo sempre com muito amor pela Literatura e pelas palavras, e sou apaixonada pela Elis, desde pequena...

    Adoro essa música também e novamente obrigada.

    Boa noite bj

Por Luasonhadora

  • 29/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Pois é, tudo errado. As duas são muito irresponsáveis.

    É uma pena que, apesar de ser ficção este texto, isso aconteça frequentemente nessa nossa tosca realidade. Volto a dizer: a traição, principalmente sendo ela física, não merece perdão em hipótese nenhuma. As duas merecem um destino bem ruim por serem tão hipócritas.

    Vamos ver como a Aurora, mesmo na ficção, vai conseguir acertar toda essa coisa, se é que tem conserto. Eu não vejo.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''É tão absurdo dizer que um homem não pode amar a mesma mulher toda a vida, quanto dizer que um violinista precisa de diversos violinos para tocar a mesma música.''

    Honoré De Balzac

Por Bastiat

  • 29/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Sei que já chegamos a 26 capítulos e até aqui ainda — eu pelo menos — estou perdida, apesar de sua boa escrita.

    É claro que você, Autora, já tem seu final rascunhado e até mesmo finalizado, acho eu, mas eu tenho para mim que, depois de tanta farsa e ignorância entre elas, o melhor e cada uma seguir seu caminho. Afinal, tenho certeza que você, Autora, tem ''munição'' e criatividade para fazer as duas felizes, mas separadas, sozinhas ou com outras parceiras.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''As pessoas deviam ser leais umas com as outras, mesmo que não fossem casadas. Em certa medida, a confiança devia ser mais profunda, porque não era santificada pela lei.''

    Charles Bukowski

    Resposta do autor:

    Olá! Tudo bem, espero que com você tambem!

    Estou sempre aberta a esclarecer qualquer coisa, fique à vontade :).

    Sim, já tenho um final. Aliás, primeiro veio o conflito desses capítulos, logo em seguida o final. Entendo o seu ponto de vista, acho que uma boa parte também pensa assim. Só não posso dar muito dica porque pode perder a graça.

    Obrigada!

    Abs!

  • 26/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Perfeito! Sem dúvida nenhuma, perfeito!

    Mais uma vez você acertou em todos os sentidos, em todas as direções, com ações, reações e consequências. Sabemos que é um conto, mas muito do que você escreveu nesse e nos outros também, mostra-nos com ainda estamos longe de uma sociedade igualitária, fraterna, uma sociedade onde deixaríamos de nos dividir em cor, credo, gênero.

    Que você tenha muitas mais palavras ai, guardadinhas bem lá no fundo da sua mente e da sua alma, e que esteja disposta a nos brindar mais e mais com boas histórias.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Então é Natal

    E o que você fez?

    Um outro ano se foi

    E um novo apenas começou

     

    E então é Natal

    Espero que você se divirta

    O próximo e querido

    O velho e o jovem

     

    Um alegre Natal

    E um Feliz Ano Novo

    Vamos esperar que seja um bom ano

    Sem sofrimento

     

    E então é Natal (e a guerra terminou...)

    Para o fraco e para o forte (se você quiser)

    Para o rico e para o pobre

    O mundo é tão errado

     

    E, então, Feliz Natal

    Para o negro e para o branco

    Para o amarelo e para o vermelho

    Vamos parar com todas as lutas

    Um alegre Natal

    E um Feliz Ano Novo

    Vamos esperar que seja um bom ano

    Sem nenhum temor

     

    E então é Natal

    E o que nós fizemos?

    Um outro ano se foi

    E um novo apenas começou...

     

    E então Feliz Natal

    Esperamos que você se divirta

    O próximo e querido

    E velho e o jovem

    Um alegre Natal

    E um Feliz Ano Novo

    Vamos esperar que seja um bom ano

    Sem nenhum temor

     

    A guerra acabou

    Se você quiser

    A guerra acabou

    Agora

     

    ''Happy Xmas [War Is Over]'' - John Winston Ono Lennon/Yoko Ono Lennon. John Lennon & Yoko Ono/Plastic Ono Band with the Harlem Community Choir

  • 25/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Impressionante a leveza com que você escreve, pelo menos nesses contos curtos que você está postando. São deliciosos.

    Seria interessante se você fizesse uma história maior com elas — sempre sendo fofos assim podem ter 100 ou mais capítulos que iria adorar —, cheio de ''amorzinhos'' e ''fofuras'' e com muito, mais muito açúcar mesmo para ficarmos ''hiperglicêmicas de boiolices''.

    Feliz Natal e um próspero Ano Novo para você!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    O NATAL

     

    Ouvi dizer que o Natal perdeu seu significado...

    Que deu lugar ao consumismo,

    Árvores de Natal

    e Papai Noel

     

    Mas eu prefiro lembrar que neste Natal,

    Por conta dos empregos temporários,

    Muitas pessoas puderam resgatar um pouco de sua dignidade.

     

    E que por conta do dinheirinho extra que receberão

    Muitos pais e mães de família poderão

    Oferecer uma mesa mais farta aos seus filhos

     

    Prefiro lembrar que

    por conta das Campanhas de Solidariedade feitas nesta época

    algumas crianças ganharão, sim, algum brinquedo.

     

    E que você...

    Você poderá dar Aquele Abraço nas pessoas que você gosta

    Mas que “por falta de motivo” pra abraçar

    Ficou contido até agora...

     

    E, talvez, neste momento você perceba que,

    Bem ou mal,

    No Natal, o Amor está em toda parte!

     

    Mas, se ainda assim, você não quiser celebrar nesta data

    Não tem problema:

    Quero te convidar a viver com o Espírito do Natal

    Todos os teus dias!

     

    Augusto Branco

    Resposta do autor:

    Olá, tudo ótimo, e com você?.

    Então, Samy e Fleur é exatamente a leveza que preciso para relaxar dos crimes e phyco que povoam a minha cabeça, elas são realmente, fofas, intensas e muito amorzinho, vou tentar transforma-la em um conto maior, não prometo com mais de 100 capítulos, não consigo tantos, fica tipo encher linguiça, ne não?, mas, olha tenho uma listinha...

    1- terminar o Clarim, q era um conto e duas leitoras queridas queriam ver como seria a continuação.

    2 - Comecei uma história em parceria com a Rosa e estamos desensolvendo, vamos ver quando sai do forno, foi um pedido de uma leitora para nós.

    3 - outras pediram a história detalhada em um spin off de Nadine e Samantha, já pensou?.

    Feliz Natal e um excelente ano novo...hoje comecei a traçar um conto das duas, mas, tive que pode na fila pq o Clarim está atrasado...rsrs

    Obrigada pelo texto final, adorei, muuitooo bom, valeu mesmo,

    bjssss

Por Van Rodrigues

  • 22/12/2020
  • Olá! Tudobem?

     

    Que pena ter acabado tão cedo assim quando outros textos seus foram tão extensos, ou são. Não que eu esteja reclamando. Terminou do jeito certo, na hora exata, sem mais nem menos.

    Sentiremos falta — pelo menos eu sentirei — por que, como já escrevi, é muito difícil, quase impossível, achar textos como o seu cheio onde as personagens que são só delicadezas e quase perfeitos. A maioria dos textos estão — e você não foge à regra também, às vezes — cheios de tiros, tapas, chutes e pontapés, fora explosões, estupros e traições e reviravoltas quilométricas.

    Enfim, gostei muito dessa história, mesmo curta.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Eu gosto de delicadeza. Seja nos gestos, nas palavras, nas ações, no jeito de olhar, no dia-a-dia e até no que não é dito com palavras, mas fica no ar...''

     

    Manuel Bandeira

    Resposta do autor:

    Olá,

    Você realmente gostou desta minha história.

    Esta história era para ser um conto curto e empolguei. rsrs Achei que Lívia e Helen mereciam uma história maior.

    Nem sempre escrevo histórias mais calmas, mas essas são as que me dão menos trabalho. rsrs

    Muito obrigada pelo seu comentário e por ter acompanhado. 

    Beijinhos^^

    Van^^

Por flawer

  • 21/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    ??”?????! ??”?????! ??”?????! — vou dificultar por que você está sendo muito, mas muito, muitíssimo má, perversa até — o que fazer com você?

    Agora teremos que ficar uma, duas ou até mais semanas agoniadas, esperado a senhorita voltar e, o que é pior, com mais presepadas. Não dou conta, não!

    Mas, enfim, vamos lá: quero que agora tudo pegue fogo, incendeie-se. Quero ver essas 'sapatinhas' todas pulando para salvar suas 'bundinhas' — carinha com chifres aqui.

    Pronto! Não era o que a senhorita queria? Não tivemos o ''Grande incêndio de Roma''? Teremos agora o ''Grande incêndio das Sapas''. Fogo nelas — em todos os sentidos. Ufa!!!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não te quero senão porque te quero,

    e de querer-te a não querer-te chego,

    e de esperar-te quando não te espero,

    passa o meu coração do frio ao fogo.

     

    Quero-te só porque a ti te quero.

    Odeio-te sem fim e odiando te rogo,

    e a medida do meu amor viajante,

    é não te ver e amar-te como um cego.

     

    Talvez consumirá a luz de Janeiro,

    seu raio cruel meu coração inteiro,

    roubando-me a chave do sossego,

     

    Nesta história só eu me morro,

    e morrerei de amor porque te quero,

    porque te quero amor, a sangue e fogo.''

     

    Pablo Neruda

    Resposta do autor:

    Olá gatinha!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, oh miau dificulta não. kkkkkkkkkkkkk O que fazer? R= Me ama! kkkkkk

    Não demorei tanto, voltei logo! kkkkkkkkkkkkk Uiáaaaaaaaa, coo assim Brasil? Presepadas (e no plural) vê se pode? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sou dessas mesmo... Amo presepadas. kkkkkkkkk

    Olha ela... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Querendo que o brejo pegue fogo e sapinhas sejam fritas. kkkkkkkkk Malvada a linda Nine! kkkkkkk

    GOSTEI!! Fogo nelasssssssssssssssssssssssss. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    A CANÇÃO DESESPERADA


    (...)


    Sobre meu coração chovem frias corolas.


    Oh porão de escombros, feroz caverna de náufragos!


    Em ti se acumularam as guerras e os vôos.


    De ti alcançaram as asas dos pássaros do canto.


    Tudo engoliste, como a distância.


    Era a negra, negra solidão das ilhas,


    e ali, mulher de amor, me acolheram os teus braços.


    Era a sede e a fome, e tu foste à fruta.


    Era a dor e as ruínas, e tu foste o milagre.


    Ah mulher, não sei como me pudeste conter


    na terra de tua alma, e na cruz de teus braços!


    Pablo Neruda

    Beijinhos  linda miau.

Por brinamiranda

  • 17/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Maravilhada aqui!

    Impossível não sentir a sensibilidade que você coloca nas suas histórias fazendo-nos vivenciar palavra por palavra. Tudo muito lindo e deliciosamente gostoso de se ler, apreciar. Não tem como não gostar.

    Precisamos de mais contos como esse, na verdade seria muito bom se ele tivesse 20 mil palavras e não somente 2 mil.

    Esperando por mais iguais a esse.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Ser sensível é uma coisa e sensato é outra. Uma tem a ver com a alma, a outra com a razão.''

     

    Denis Diderot

    Resposta do autor:

    Oi, adoro seus comentários, obrigada mesmo, fico feliz que tenha gostado tanto, esse conto foi fruto de um momento entre a delicadeza, a sensibilidade e um brinde aos bons encontros que a vida proporciona. Pode deixar que voltarei mais vezes com contos assim...

    Obrigada pela frase bonita...

  • 16/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Que pena! Muito chato tudo isso, então não está nada bem!

    Já tinha colocado minha opinião já aqui sobre a história, não entendendo o porquê de levar-se a história tão bem resolvida no primeiro livro para este desconfortável conto.

    Volto a repetir, é uma pena. As personagens tão bem trabalhadas anteriormente poderiam ter um outro tipo de atribulações não envolvendo caminhos tão tortuosos e desnecessários assim.

    Bom, admiro seu trabalho, mas fico por aqui, mesmo que lá na frente a sua história volte a entre nos eixos.

    Fui!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Mesmo as pessoas que dizem que tudo está predeterminado e que não podemos fazer nada para mudá-lo, olham para os dois lados antes de atravessar a rua.''

     

    Stephen Hawking

    Resposta do autor:

    Olá. Estou melhorando, graças a Deus.

    Se comentário e o de outras meninas me obrigou a escrever uma nota e eu gostaria que você lá dar uma olhada.

    ;)

Por Van Rodrigues

  • 15/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Eu fico sempre melhor após ler cada capítulo desse seu conto MA-RA-VI-LHO-SO — não que os outros não sejam bons, são ótimos também, mas esse, OMG! —, não só eu fico bem, minha semana fica melhor.

    Parabéns! The best of the best! Amos essas meninas!

    Ah, adorei mais seu blog agora, ficou mais clean!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Uma solidão de artista e um ar sensato de cientista… tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.''

     

    Caio Fernando Abreu

    Resposta do autor:

    Olá,

    Eu estou bem e você?

    Acho que uma das minhas leitoras mais empolgadas com esta história é você. rsrs

    Fico feliz por estar gostando da minha história. É engraçado você dizer que ela deixa a sua semana melhor. rsrs

    Resolvi deixar o blog mais claro, fiquei cansada do preto. rsrs

    Muito obrigada pelo seu comentário.

    Beijinhos^^

    Van^^

Por bgc

  • 14/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não para as nossas meninas, não é?

    Capítulo pequeno, sem dúvida, mas intenso, catastrófico até. Bom, fazer o que, vamos esperar pelo próximo capítulo torcendo para que os dois tiros forem no asqueroso Jadson — que está mais para Jason Voorhees — e que as meninas tenham desmaiado de susto.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Você quer ser feliz por um instante? Vingue-se. Você quer ser feliz para sempre? Perdoe.''

     

    Tertuliano

  • 12/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Perdoem-me, mas não acredito no poliamor — se é que isso o que queria a Luiza ou se é covardia dela mesmo e ainda temos a traição por cima disso tudo... Tudo errado, querida Autora, tudo errado —, então o desenrolar está bom, principalmente para Pietra que merece alguém melhor, muito melhor que a Luiza.

    Quem sabe a Autora não mostra-nos uma bela surpresa fazendo aparecer na vida de Pietra alguém que mereça o amor dela.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''É mais fácil enganar as pessoas, do que convencê-las de que foram enganadas.''

     

    Mark Twain

  • 08/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gosto dessa história e, independentemente dos erros gramaticais, ela está sendo muito bem construída — não gosto de comparar, mas ''As Consequências De Te Amar'' ainda, para mim, é imbatível: tudo nela foi perfeita —, mesmo nossas meninas ainda estarem tateando 'no escuro', por pouco tempo, acredito eu.

    E quanto 'essazinha' da Aline, não vejo a hora do 'pau comer' para o lado dela, sem cerimônia. Ela é mais que chata, é chatíssima.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não se preocupe com pessoas chatas. São como a erva daninha, que o sol abrasa e que o gado pisa!''

     

    Samuel Ranner

    Resposta do autor:

    Muito obrigada por todo o carinho e fico muito feliz que esteja gostando da história.

    Ninguém merece uma Aline insistente igual essa.. ave Maria kkkk 

    Ps: vou levar para a vida! Muito interessante.

    ^_^

Por Kivia-ass

  • 04/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gostei, gostei muito. Você, Autora, está fazendo-me esquecer a primeira impressão que tive dessa história e espero que você continue assim, por que está muito amorzinho agora.

    Gostando, muito mesmo. Parabéns!

    Quanto a música, gostei também, mas ficaria com ''Be There'', deles igualmente.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Porque eu não posso ficar sem você

    Eu estarei lá quando você precisar mais de mim

    Eu estarei lá se você estiver sozinho

    Juntos, podemos envelhecer

    Eu não posso te deixar

    Eu não posso te deixar

    Não''

    https://www.youtube.com/watch?v=8INOzcCGBzY

     

    ''Be There'', Seafret [Harry Draper/Jack Sedman/Roy Neville Francis Stride]

    Resposta do autor:

    Oi leitora, tudo bem ? 

    Então, fico imensamente feliz em conseguir desfazer essa impressão. Essa história pra mim é um desafio e agradeço por me permitir me expressar através dela. 

    Be there eu deixou pra um outro momento ??

Por MahLemes

  • 03/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Meio perdida aqui estou. Às vezes, não entendo muito bem essa historia de ''arcos'' nas tramas que nossas Autoras gostam de lançar-se e a nós também. Afinal, foram 27 capítulos para chegarmos até aqui para uma das protagonistas perceber que só estava fazendo ''caca''. Enfim, esperamos os próximos passos para entendermos melhor toda a trama.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A pior ofensa que você pode fazer a uma pessoa insegura é gostar dela.''

     

    Tati Bernardi

  • 02/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Que bom que regressou. Seja bem-vinda de volta. Vamos ver o que você tem de novo para contar. E por falarem em contar, o seu retorno significa que ''Conjuração'' será terminada?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Outrora eu era daqui, e hoje regresso estrangeiro,

    Forasteiro do que vejo e ouço, velho de mim.

    Já vi tudo, ainda o que nunca vi, nem o que nunca verei.

    Eu reinei no que nunca fui.''

     

    Fernando Pessoa

Por Luasonhadora

  • 01/12/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Vou pegar pesado, mas a deixa está no texto da Autora: ''Você é uma vagabunda - falei enquanto sentia lágrimas escorrendo pela meus olhos.'' Perdoe-me desde já, sem saber que rumo tomará a história, mas ''vagabundas'' é o que elas são no momento. Que pena que elas não tenham conseguido segurar as ''pepekas'', não é mesmo?

    Sei lá, você escreve bem, poderia ter outro começo a sua história. Traição é foda.

    É isso!

     

     

    Post Scriptum:

     

     

    Já usei essa frase por aqui, vou repeti-la...

     

    Se alguém trai você uma vez, a culpa é dele. Se trai duas vezes, a culpa é sua.

     

    Eleanor Roosevelt

    Resposta do autor:

    Oi, entendo perfeitamente sua opinião sobre a história. Mas como já mencionei em outros comentários, ou vcs irão amar as personagens ou irão odiá-las. A história não tem nada de clichê( dei um pequeno spoiler kkkk)

  • 30/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Quer dizer, não, não é? Mas, vamos lá.

    Primeiro vem você, depois, muito depois, muito tempo depois, eles ou os outros, nós. Não é o que todo muito diz? Para amar os outros, primeiro amemo-nos, então, linda, você em primeiro lugar.

    E não, não apague sua linda, maravilhosa, deliciosa história. Você não merece que esqueçamos o que você com tanto empenho, dedicação e carinho colocou no seu texto até agora. Então, não apague-a.

    Problemas. Quem não os tem? Independentemente do tamanho deles, você vai superá-los, como eu já superei os meus, como todas nós já superamos os nossos.

    Sei que palavras são palavras, nada mais que palavras, no entanto, Don't Give Up!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Ô, linda!

    O que é que você faz pra ser assim tão linda?

    Quando se olhar no espelho, diz assim

    'To linda!

    Não sei o que dizer pra te ganhar ainda

    Mas o começo pode ser assim

    Avisa geral que já era

    Não 'to mais sozinho na pista

    Avisa pra elas que eu já fui

    Pra zoeira, dei hasta la vista

    Só quero uma casa no mato

    E uma boa razão pra sonhar

    Um cachorro, um gato, comida no prato

    E uma cama pra gente quebrar

    'Tava perdido aqui, 'cê veio me salvar

    Eu sou um eterno aprendiz, você me dá uma aula

    É uma canção da Adele, me acalma

    Eles querem coisa de pele

    A gente tem coisa de alma

    Ô, linda!

    O que é que você faz pra ser assim tão linda?

    Quando se olhar no espelho, diz assim

    'To linda!

    Não sei o que dizer pra te ganhar ainda

    Mas o começo pode ser assim

    Ô, linda!

    O que é que você faz pra ser assim tão linda?

    Quando se olhar no espelho, diz assim

    'To linda!

    Não sei o que dizer pra te ganhar ainda

    Mas o começo pode ser assim

    E mesmo se eu cantasse todas as canções do mundo

    Eu não saberia falar sobre algo tão profundo

    Eu sei que, no fundo, só quero algo puro

    Se o assunto é você, não seguro

    Me sinto seguro

    Já posso pensar no futuro

    Então vem, você é minha baby honey

    Até já desencanei das vezes que me enganei

    Ei, eu, que vim da bagunça, até já cansei

    Não sou Jorge e Mateus, mas eu também sosseguei

    Vivendo nesse mundo louco

    Só quero me entregar um pouco

    E permitir sentir

    E eu

    Ouvi um Djavan pra me inspirar, pra te escrever

    Ouvi Chico Buarque pra aprender sobre você (é real)

    Ouvi Roberto Carlos pra saber como fazer (salve, rei!)

    E ouvi meu coração pra ter coragem de dizer

    Ô, linda

    O que é que você faz pra ser assim tão linda?

    Quando se olhar no espelho, diz assim

    'To linda!

    Não sei o que dizer pra te ganhar ainda

    Mas o começo pode ser assim

    Ô, linda (linda)

    O que é que você faz pra ser assim tão linda? (Tão linda)

    Quando se olhar no espelho, diz assim

    'To linda!

    Não sei o que dizer pra te ganhar ainda

    Mas o começo pode ser assim

    O que é que você faz?

    (O que que você faz, hein?)

    O que que você faz?

    (Linda demais, você é linda demais, você é linda demais)

    Ô, linda!

     

    Compositores: Danilo Valbusa / Israel Feliciano / Jose Tiago Sabino Pereira / Pedro Luiz Garcia Caropreso / Vinicius Nallon De Mendonca

    Letra de Linda © Universal Music Publishing Group, Warner Chappell Music, Inc

    https://www.youtube.com/watch?v=Q5NAb_WFBLs

    Resposta do autor:

    Boa noite, moça! Digamos que aos poucos vou melhorando, mas sei que a luta ainda é bem grande.

    Confesso que por muito tempo fiquei indecisa se apagaria a história porque algumas vezes senti que estava perdendo o rumo e as ideias indo embora, mas, como disse, isso seria bastante injusto com vocês e comigo que amo escrever. E, antes de me arriscar na escrita, fui uma leitora muito frustrada por ver histórias que amava sem finalização no antigo ABCles, no Fator X, no Livre Arbítrio e até mesmo aqui no lettera.

    Sim, tenho muita esperança de que Deus não coloca nos nossos ombros um fardo que não dei para carregar, então esse pensamento conforta o meu coração e minha alma.

    Por falar nisso, amo essa música do Projota com a AnaVitória. Já está na minha lista de preferidas.

    Obrigada mesmo carinho.

    Beijo grande!

Por Kivia-ass

  • 28/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Depois da traição a redenção? Será que agora as coisas, realmente, começaram a ficar em seus lugares? Como comentei aqui, quem trai uma primeira vez, trai uma segunda e assim por diante, mas, se o que aconteceu lá atrás foi para mostrar quem gosta realmente de quem, e respeita também, então podemos até considerar — na literatura e somente nela, e olhe lá — a 'facada' nas costas. Ainda com um pé atrás dessa história toda, porém menos chateada pelo desenvolvimento de tudo, até agora. Torcendo por elas! Parabéns pelo seu trabalho, Autora.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Amor de verdade é aquele que aprecia e colabora com o seu crescimento pessoal, intelectual e profissional. Qualquer outra coisa diferente disso é doença e você precisa se curar.''

     

    Edgard Abbehusen

  • 26/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gostei do seu texto, apesar de em alguns momentos não conseguir enxergar com clareza os rumos das nossas meninas que, às vezes, parecia-me muito incerto, onde nenhuma das duas mostravam vontade em resolvê-los, mesmo que pequenos.

    No entanto, gostei do final que, mesmo em aberto, trilharão juntas.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Case com alguém com quem você goste de conversar. Ao envelhecerem, suas aptidões de conversação serão tão importantes quanto qualquer outra coisa.''

     

    Dalai Lama

    Resposta do autor:

    Olá! Tudo bem! Apesar de incerto o final é feliz para todas. Fico muito feliz por ter gostado

Por Van Rodrigues

  • 25/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Come sempre, Autora, você é perfeita. Adorando esse seu conto ''sessão da tarde'' — mais ou menos, é claro; seus 'hots' são ótimos —, pois Lívia e Helen são maravilhosas. Amo romance assim sem tiros, traições e pontapés. Mas estou sentindo falta de Marília e Olívia — outro delicioso ''sessão da tarde''. Elas vão demorar em voltar?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O que a maioria de nós leva para o relacionamento não é a plenitude, mas a carência. A carência implica uma ausência dentro de si... A carência é uma força poderosa, capaz de criar ilusões poderosas. Ninguém pode realmente entrar dentro de você e substituir a peça que está faltando.''

     

    Deepak Chopra

    Resposta do autor:

    Olá,

    Fico feliz por estar gostado.

    Eu não pretendo agitar muito esta história (acho que foi um pedido seu também). rsrs

    Acho que as duas meninas já sofreram demais nesta vida.

    Sobre Marília e Olívia pretendo não postar. Percebi que a história mexe comigo. rsrs Resolvi deixar somente para mim.

    Muito obrigada pelo seu comentário.

    Beijinhos^^

    Van^^

  • 25/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Estava acompanhando seu conto, no entanto, lá em setembro você evanesceu. Fiquei meio perdida, pois seu conto estava sendo muito bem desenvolvido. Fiquei matutando: mais um que vai ficar pelo caminho? Mas eu estava enganada, não é?

    Agora, lendo o final dele, estou encantada — e sinto pelos problemas que você passou, principalmente quando o que se vai faz parte de nossas raízes, sustentações — e grata por você ter a coragem de mostra-se um pouco para nós, por que, penso eu, as nossas personagens sempre tem um pouquinho de nós, certo?

    Parabéns! Você é grande! Esperando pelo próximo conto!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A morte não é o fim. A separação é temporária. Deixe-a seguir adiante e permita-se viver em paz. A morte é só uma mudança de estado. Depois dela, passamos a viver em outra dimensão.''

    Zíbia Gasparetto

    Resposta do autor:

    Olá! Realmente pensei que iria abandonar a história, sua impressão foi correta. Confesso que em alguns momentos até pensei em apagar tudo, mas senti que não podia fazer isso rs precisava dar um final digno a essas personagens que me ajudaram a externalizar muitos sentimentos.  Fico surpresa que tenha gostado do final, eu sinto que poderia ter sido melhor, mas precisava encerrar esse ciclo que iniciei ao começar essa narrativa pq era algo que estava me incomodando, estar inacabado, sabe? Fico feliz por ter acompanhado a história! Li alguns livros da Zíbia, agradeço pela mensagem! É o que acredito também! Grande abraço!

Por flawer

  • 23/11/2020
  • Ola! Tudo bem?

     

    Mas, Flawer, querida e insinuante Autora e Escritora, para que tudo isso — carinha 'sem entender nada aqui'? Você não nos ama, com certeza, só pode ser isso. É muita 'presepada' minha flor — ou Fleur ou Blume ou Fiore ou Blomst, que eu gostei mais.

    Sabe, deveríamos aprender com os erros ou com 'passagens' boas ou ruins em nossas vidas, como nossas 'mainhas' e outras personagens de suas história tiveram no passado, não tão distante assim.

    Vejo que isso não está acontecendo, nem na sua ficção e tampouco na nossa realidade. É uma pena — carinha 'triste e desolada' aqui.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    Não sei se já usei, mas vai servir para o momento...

    ''Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar.''

     

    Clarice Lispector

    Resposta do autor:

    Olá Nine gatona!

    kkkkkkkkkkkkkkk, Calúnia... Difamação!! kkkkkkk Eu amo vocês. kkkkk  Vou consertar essas presepadas... Em breve.

    Pois é, né? (bicuda tb aqui) Amanda e Lú nada aprenderam! Menina, o pior que a ficção aqui é replicada sem dó dia-a-dia em nossa realidade mesmo; bem sinalizada essa verdade!

    Sabe, talvez Mandy e Lú tenham que viver com o peso deste erro que cometeram com sua filha, mesmo que em seus pensamentos imaginem que estão fazendo o certo.

    "Um dia sei que vou sentar junto de Deus, e vou poder dizer a ele, mesmo que ele já saiba, que meus erros foram tentando acertar."   (Vilmar Becker)

        

        

    Beijinhos linda pantera 

Por amandanasnuvens

  • 23/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Minha — perdoe-me pela possessividade — querida AmandaNasNuvens, você tinha razão. Seu conto ''Entre Idas E Vindas'' é perfeito, tão perfeito que merecia uma continuidade — ou, talvez, uma segunda temporada — mostrando o dia a dia de nossas meninas e o crescimento do amor delas, entre elas.

    Quem sabe, não é mesmo? Encantada pelas duas e por esse seu texto.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.''

     

    Clarice Lispector

    Resposta do autor:

    Boa tarde :)

    Estou otima e você?

    Fico feliz que você tenha gostado dessa historia.

    Quem sabe eu não pense em escrever uma segunda temporada :)

    Assim que eu terminar a segunda temporada do Minha vida é você irei fazer a segunda do entre idas e vindas.

    Beijos da Pimentinha 

  • 20/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    É cedo ainda — afinal suas histórias ultrapassam os 40 capítulos, então ''tem muita água para passar debaixo dessa ponte'' — para sabermos os rumos, os caminhos e percalços das nossas meninas, mas acho a Pietra uma 'mala', assim, deixemos nossa doce Sofia seguir o caminho dela.

    É isso!

     

     

    Post Scriptum:

     

    ''Chego a chorar, manso de tristeza. Depois levanto e de novo recomeço.''

     

    Clarice Lispector

    Resposta do autor:

    Oiê ^^

    Comigo está tudo ótimo.  E vc?

    Realmente ainda temos alguns caminhos para andarmos juntas, e espero que esteja gostando de está lado a lado comigo. 

    Tenho certeza que todas nossas adoráveis personagens ainda vão ter muito o que aprender pelo caminho que certamente vão trilhar juntas, encontrando a força e alegria necessária para chegar ao pódio. 

    Bjuuuus <3

Por Kivia-ass

  • 20/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Ora! Ora! Ora! Cara e querida Autora, será que realmente as coisas agora fiquem como tem de ficar? Rafaela e Natália? Agora sim sua história está quase perfeita, só não precisava de tantas voltas e reviravoltas, não é mesmo? Parabéns!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Recria tua vida, sempre, sempre.

    Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.''

     

    Cora Coralina

Por flawer

  • 17/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    ''Vivendo e aprendendo a jogar

    Vivendo e aprendendo a jogar

    Nem sempre ganhando

    Nem sempre perdendo

    Mas, aprendendo a jogar''

     

    Letra de Guilherme Arantes na voz da deliciosa, maravilhosa, estrondosa — perdoe-me, não tenho outros adjetivos, então 'olhinhos cheios de estrelinhas aqui'ELIS REGINAdeu para notar que eu gosto dela?

    Mas, sei lá, querida Flawer... Penso eu que quanto menos interferência na vida de outras pessoas, melhor para todo mundo. Afinal, pode estar pensando-se que estamos ajudando e, no entanto, estamos somente estragando aquilo que já estava destinado, certo?

    No fim das contas nós acreditamos no destino, não acreditamos Flawer?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Que os anjos construam hospitais para as almas sofredoras. Enquanto não o fazem, construirei para elas um palácio de sonhos.''

     

    Honoré De Balzac

    Resposta do autor:

    Nem sempre ganhando

    Nem sempre perdendo

    Mas, aprendendo a jogar''


    Oi Nine bonita, tudo bem sim...

    Sempre aprendendo um pouquinho mais a jogar o jogo da vida que nem sempre é divertido e feliz, mas... Aprendemos a jogar.
    deu pra notar que gostas da maravilhosa Elis. kkkkkkkk (bom gosto, aplaudindo-te aqui)
    Sim... As vezes ao pensar que ajudaremos, só atrapalhamos o curso certo e correto do destino...
    SIM, acreditamos SIM no senhor destino! nem sempre Ele é piedoso... Mas, é isso: acredito nele.

    Balzac... Tou no palácio dos sonhos! Mas preciso da cura...


    P.s: Gostei... Muito pertinente pra meu momento essa frase de Honoré De Balzac. Rsss



    Beijinhos linda miau.

     

Por amandanasnuvens

  • 15/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Parabéns, Autora, pelo seu aniversário.

    Quanto a sua história, confesso que comecei a acompanhar, mas depois não senti-me bem com algumas passagens 'bem pesadas' e que para mim não faziam sentido — penso que pelo menos na literatura deveríamos pegar mais leve, enfim —, por isso acabei deixando a leitura.

    No entanto, você é grande tendo a coragem de escrever e postar.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Uma das coisas importantes da não violência é que não busca destruir a pessoa, mas transformá-la.''

     

    Martin Luther King

    Resposta do autor:

    Obrigada pelo parabéns... Uma pena uqe a história não está sendo do seu agrado, vc talvez goste de uma outra minha uqe se chama entre idas e vindas, talvez essa te agrade mais.

    Beijos da Pimentinha

  • 09/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Sabemos que você, Autora, já tem tudo esquematizado para o final do seu conto, mas nós — do lado de cá, sempre ansiosas — não fazemos a mínima ideia.

    Então, é confuso — e porque não dizer decepcionante —, para mim, depois de quase 50 capítulos, as duas separarem-se.

    Enfim, parabéns pela sua escrita, você é muito boa.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Decidir comprometer-se com resultados de longo prazo ao invés de reparos a curto prazo é tão importante quanto qualquer decisão que você fará em toda a sua vida.''

     

    Anthony Robbins

    Resposta do autor:

    Olá kasvattaja Forty-Nine!

    Eu estou bem sim e você???

    O seu comentário chamou muito a minha atenção. Gostei dessa estrutura. S2

    Olha que eu sou uma autora de primeira viagem. Essa foi a primeira estória longa que escrevi, então foi tudo meio que incerto para mim. Eu confesso que não planejei todos os passos cuidadosamente até aqui, mas acho que vem dando mais ou menos certo. Kkkkk fica a sabedoria se eu por acaso for escrever uma próxima, mas enfim... 

    Eu entendo totalmente o seu ponto de vista. Fiquei pensando se eu deveria deixar as duas se separarem ou não justamente devido ao estágio avançado que a estória se encontra, mas vamos ver se o que eu planejei vai dar certo. Eu estou com medo de arruinar tudo, acredite! Rsrsrs

    Agora assim, creio que as motivações sobre tudo o que aconteceu tenha ficado claro para que a Liz tenha tomado essa decisão. Eu acho que no fundo a gente nunca iria querer sujeitar a outra pessoa a um risco desses, por isso, eu até entendo o lado da Liz

    Obrigada pelo comentário, eu gostei muito muito mesmo. ?

    Beijinhos e espero que continue nos acompanhando.

  • 08/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Sinto nadar contra a corrente, mas Erika está colhendo o que plantou, independente da canalhice do outro.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Você não consegue escolher como você vai morrer ou quando. Você consegue apenas decidir como você vai viver. Agora.''

     

    Joan Baez

    Resposta do autor:

    Olá, seja bem-vinda, nunca vi um comentário seu por aqui, fico feliz!

    É sempre bom ter outras visões desta história, agradeço demais seu comentário. Abraço!

  • 08/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Autora, Autora, minha querida Autora! Pensei em comentar seu último capítulo, mas — depois de muitos prós e contras, resolvi esperar — o capítulo de agora não posso deixar passar em branco — você não faz ideia de como formigou as pontas de meus dedos — e dar o meu 'pitaco'.

    Volto a dizer, não há mais caminho para as duas trilharem juntas, é o que eu vejo por tudo o que ocorreu até aqui — afinal a história delas tem mais reticências do que pontos finais.

    Elas merecem ser felizes? É claro, no entanto essa felicidade — se é que ela é ainda possível entre elas — pode ser estabelecida em uma amizade verdadeira, despida de do desejo, que é o que as moveram até agora: desejo.

    Então, bora lá fazer nossas meninas se entenderem e fazê-las buscarem outras vivências, uma longe da outra, é claro.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Ninguém merece uma confiança ilimitada - na melhor das hipóteses, a sua traição espera uma tentação suficiente.''

    Henry Louis Mencken

     

    Resposta do autor:

    Boa noite, moça. Tudo bem, e a senhorita?

    Pelo visto você é uma das raras leitoras que torcem contra a união da Ágatha e da Gi kkkkk.

    A Gi e a promotora confesso que tiveram muitas atitudes imaturas desde o início da história, mas se depois de tudo o que rolou ainda haverá apenas amizade entre elas é muito difícil de dizer. E, é melhor eu parar de digitar antes que role um spoiler inocente.

    Obrigada pelo comentário.

    Beijos :)

  • 06/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Li o primeiro livro e — não tem como — amai a sua história, muito bem escrita e desenvolvida, e resolvida em todos os aspectos — assim eu pensava. Por isso, surpreende-me, até agora, a necessidade de inserir na vida de nossas meninas — e de sua família — uma personagem 'estranha' para provar que entre elas está tudo resolvido; pelo menos, para mim, isso tinha ficado claro no começo da história delas.

    Enfim, no aguardo dos próximos passos da Autora para entendermos o que é que está querendo provar-se nessa nova história.

    Mesmo assim, parabéns, seu texto é maravilhoso.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não me lembro mais qual foi nosso começo. Sei que não começamos pelo começo. Já era amor antes de ser.''

     

    Clarice Lispector

    Resposta do autor:

    Eu adorei seu comentário!!!

    Mas me acidentei antes de conseguir responder.

    Então...

    Quando terminei de escrever Amor Atípico muita gente me procurou, questionando se o fato das duas terem filho não desgastaria a relação. Afinal, a Raquel cuidava da Leila.

    Portanto, o Volume 2 é minha resposta.

    E, com o desenrolar dos acontecimentos, veremos quem cuida de quem

    ;)

  • 02/11/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Ora! Ora! Ora! Visualizando aqui novos caminhos para as nossas meninas — avante, Giovanna. Fico contente demais por estar acontecendo. Demorou! Quem sabe agora as coisas comecem a se acertar para todas.

    Carinha sorrindo aqui com as possibilidades!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Vida é o desejo de continuar vivendo e vida é aquela coisa que vai morrer. A vida serve é para se morrer dela.''

     

    Clarice Lispector

    Resposta do autor:

    Oi! Tudo bem, e você?

    A mãe do Nando pode ser uma opção de que algo irá ser diferente na vida da Giovanna, mas será mesmo que isso vai rolar? Ainda há algumas conversas pendentes entre a Gi e a Ágatha.

    PS: Maravilhoso encontrar uma fã da Clarice Lispector por aqui, adoro ela.

    Já tá pra sair o extra de hoje.

    Obrigada pelo comentário.

    Beijos :)

Por May Poetisa

  • 31/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Alegria e Poesia, May Poetisa! Autora, valeu! Admiro as autoras que conseguem transmitir toda a essência do que elas querem em poucos capítulos, mas intensos. E você é uma delas. História intensa e maravilhosa. Parabéns!

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Era prazer? Era.

    Mas era mais que prazer. Era alegria.

    A diferença? O prazer só existe no momento.

    A alegria é aquilo que existe só pela lembrança.

    O prazer é único, não se repete.

    Aquele que foi, já foi. Outro será outro.

    Mas a alegria se repete sempre.

    Basta lembrar.''

     

    Rubem Alves

    Resposta do autor:

    Olá! Tudo em ordem e contigo como vai?

    Muito obrigada de coração e me sinto muito privilegiada em receber um comentário tão belo.

    Fico muitíssimo feliz por você ter gostado e é uma honra fazer parte do grupo de autoras deste site =D

    Sou fã de Rubem Alves e gostei muito da tua citação, linda escolha. Beijos e abraços, May.

  • 28/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Depois de tantas idas e vindas não sei se gostaria de ver Giovanna e Agatha juntas, não agora — e nem lá na frente, penso eu. Como não sabemos até onde a Autora vai com a história fica difícil aceitar essa ''reconciliação''. Talvez caminhos diferentes com pessoas diferentes fosse o ideal para elas, ou até mesmo sozinhas.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não caminhes na minha frente; eu posso não segui-lo. Não caminhe atrás de mim; eu não posso conduzi-lo. Apenas caminhe a meu lado e seja meu amigo.''

     

    Albert Camus

    Resposta do autor:

    Boa noite, moça! Tudo bem, e você?

    A Giovanna vai se divorciar da Pietra, mas isso não necessariamente significa que será uma reconciliação entre a Gi e a Ágatha apesar de ser a vontade da maioria.

    Claro que não darei spoiler sobre o futuro da Ágatha e da Gi, mas aprendizado define o que virá por aí.

    Muito obrigada pelo comentário.

    Beijos :)

Por Van Rodrigues

  • 24/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Querida autora, acompanho suas escritas desde o seu primeiro conto, desde sua primeira história. Você possui muita sensibilidade na construção e andamento de suas meninas — ouso dizer que suas histórias seguem, em diferentes momentos, o andar de uma música clássica, do ''Prestíssimo'' até o ''Largo'', mas para mim elas são sempre ''Allegro ma non troppo, un poco maestoso'' — e você tem de continuar assim por que essa é você.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.''

     

    Clarice Lispector

    Resposta do autor:

    Olá.

    Tudo sim e contigo?

    Agora entendi por você ter lido aqui. Esqueci de postar no spirit. Fiquei no sentido de ter postado e não postei.

    Fico feliz por saber que gosta de minhas histórias. Eu gosto de falar sobre sentimentos e tento fazer isso em minhas histórias da melhor forma.

    Quando eu puder, eu ouvirei as músicas que você citou.

    Muito obrigada pelo seu comentário.

    Beijinhos^^

    Van

Por Luciane Ribeiro

  • 21/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Absorvendo ainda sua história e torcendo — como sempre — para que elas caminhem sem muitos percalços, porém, sempre tem um porem, não é verdade?

    Homem escroto tem sempre que ficar no chão, sempre!

    Sentido aqui falta de uma de suas histórias, a continuação de ''Entre as Árvores'', ou enganei-me?

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A verdadeira viagem de descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, e sim em ter novos olhos.''

     

    Marcel Proust

    Resposta do autor:

    Oii boa tarde.O que posso dizer é que de todas as histórias essa é a mais tranquila e a mais curta.Ontem a noite uma distração me fez excluir sem querer a segunda parte de Entre as arvores.Como só faltavam cinco capitulos para terminar decidi repostar apenas quando terminar de escrever.Ai colocarei completa.Grande abraço e agradeço por ler 

Por Luciane Ribeiro

  • 21/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Absorvendo ainda sua história e torcendo — como sempre — para que elas caminhem sem muitos percalços, porém, sempre tem um porem, não é verdade?

    Homem escroto tem sempre que ficar no chão, sempre!

    Sentido aqui falta de uma de suas histórias, a continuação de ''Entre as Árvores'', ou enganei-me?

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A verdadeira viagem de descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, e sim em ter novos olhos.''

     

    Marcel Proust

  • 14/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Desapego ou amor próprio? Ou seria desapego mais amor próprio? Algumas coisas são mais difíceis que outras e em relacionamentos 'essas coisas' e dentro desse universo há incontáveis possibilidades —, às vezes, parecem intransponíveis.

    Que bom que houve, aparentemente, final feliz para ambas.

    Parabéns pela sua história! Teremos mais?

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.''

     

    Joaquim Maria Machado De Assis

    Resposta do autor:

    Sim ambas estão felizes........

    Obrigada pelo comentário!

    Apenas uma história!!! =) 

Por Nay Rosario

  • 12/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Sensibilidade não falta a você, querida Autora. Seu conto — será que com flashbacks pessoais? — mostrou muito bem o crescimento do personagem e amadurecimento.

    Agora, falando sobre essa parada obrigatória na vida de todos — ou daquela maioria conectada com a realidade atual — sou cética com relação ao caminhar de todos depois dela, muito cética.

    O que eu observo — olhando daqui, ouvindo dali — e que poucas, pouquíssimas pessoas estão aproveitando a oportunidade que esta parada deu, o que é uma pena.

    Não demore a nos brindar com suas sensatas palavras.

    É isso!

     

    Post scriptum:

     

    ''Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.''

     

    Dalai Lama

    Resposta do autor:

    Oi!

    Tudo joinha. E contigo?

    Muito contente por achares isso. Flashs?! Será? Talvez?! Rsrs O intuito inicial da escrita e da personagem fugiram do meu controle no terceiro capítulo e culminou nessas linhas de pensamentos meramente organizadas. 

    Com relação a parada obrigatória é uma oportunidade que poucos souberam enxergar, mas é isso. 

    Se tudo der certo como eu planifiquei, talvez... Talvez, eu volte antes do rito de passagem anual.

    Post scriptum perfeito nas palavras de Dalai Lama.

    Ps: Obrigada pelos comentários. Em tempos de leituras dinâmicas, foi importante para Dona, Fátima e, principalmente, para mim saber que passeastes por essas linhas. 

Por flawer

  • 11/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    E eu achando que a história das meninas caminhando para o final — que parece estar longe agora — seria somente de brisas e maré baixa. Mas, não.... A dona Flawer gosta mesmo é de furacões e tsunamis... Ai, ai... Carinha preocupada aqui... A sua história parece uma montanha russa, um eterno frio na barriga, mas estou adorando. Massa! E tem aquela máxima: se melhorar, melhor ainda.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum: Já que — não rimou, mas ficou estranho — estamos falando de amor...

     

    Soneto do amor total

     

    Amo-te tanto, meu amor… não cante

    O humano coração com mais verdade…

    Amo-te como amigo e como amante

    Numa sempre diversa realidade

     

    Amo-te afim, de um calmo amor prestante,

    E te amo além, presente na saudade.

    Amo-te, enfim, com grande liberdade

    Dentro da eternidade e a cada instante.

     

    Amo-te como um bicho, simplesmente,

    De um amor sem mistério e sem virtude

    Com um desejo maciço e permanente.

     

    E de te amar assim muito e amiúde,

    É que um dia em teu corpo de repente

    Hei de morrer de amar mais do que pude.

     

    Marcus Vinicius da Cruz e Mello Moraes

    Resposta do autor:

    Olá Nine, sim por aqui tudo bem!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, me delicia seus coments! (mãos no queixo saborenado cada palavra aqui) kkkkkkkkkkkkkkkk

    Gosto de tormentas sim, são mais emocionantes que calmarias! (sobrancelha erguida em provocação aqui) Mas, o the end não está longe não... se aproxima a galope!

    Fico feliz que esteja apreciando; Ficaaaaaaa comigoooooooooo. rs

    Obrigada pelo carinho e apoio tão necessários pra motivação de cada dia.

    Tirando o chapéu para Soneto do amor total (aplaudindo aqui)

    Podemos continuar a falar de amor, Nine?

    Meu destino  

    Nas palmas de tuas mãos

    leio as linhas da minha vida.

    Linhas cruzadas, sinuosas,

    interferindo no teu destino.

    Não te procurei, não me procurastes –

    íamos sozinhos por estradas diferentes.

    Indiferentes, cruzamos

    Passavas com o fardo da vida…

    Corri ao teu encontro.

    Sorri. Falamos.

    Esse dia foi marcado

    com a pedra branca

    da cabeça de um peixe.

    E, desde então, caminhamos

    juntos pela vida…"

    (Cora Coralina)

    Beijinhos linda felina

  • 09/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Belo conto.

    Admiro — e reverencio — Autoras que — como você — conseguem escrever flutuando entre esses dois mundos — o carnal e o espiritual — com tanta sensibilidade.

    Aguardaremos o outro com ansiedade.

    Vamos — por enquanto — acompanhar as duendes.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.''

     

    Albert Einstein

    Resposta do autor:

    Bom dia...obrigada por suas palavras, acredito que nós estamos sempre flutuando entre os dois mundos, talvez seja a minha forma de expressar meu carinho e gratidão a todos que estão do outro lado...

    o outro lido está sendo gerado aqui nos neurônios, só preciso me despedir das minhas meninas, escrever é uma coisa interessante, os personagens seguem seu rumo e quase ganham uma existência corpórea...rs

    A duendinhas vão me ajudar a desopilar para entrar em uma história com leves pinceladas de minha vida, talvez por isso precisa de um relax.

    Adorei a frase, até breve...

Por Susi Wiest

  • 07/10/2020
  • Olá, tudo bem?

     

    Conto muito bem escrito, parabéns.

    A dependência — química, física, psicológica, ou tudo junto e misturado — é sempre um fardo e deixar de carregar esse fardo não é fácil. No entanto, a mudança sempre tem um primeiro passo e ele tem de vir de quem carrega o fardo e não daqueles que tentam ajudar a levá-lo.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Nós perseguimos mentiras mal contadas

    Nós enfrentamos o caminho do tempo

    E ainda assim eu luto, e ainda assim eu luto

    Esta batalha completamente sozinho

    Ninguém com quem chorar

    Nenhum lugar para chamar de lar

     

    Meu amor próprio é violado

    Minha privacidade é revirada

    E ainda encontro, ainda encontro

    Repetindo em minha mente

    Se não posso ser eu mesmo

    Eu me sentiria melhor morto''

     

    Jerry Fulton Cantrell, Jr./Michael Allen Ines/Sean Howard Kinney

    Resposta do autor:

    Oi, tudo bem . 

    Concordo plenamente contigo. Obrigada pelo comentário. 

Por Beeba

  • 07/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Homens como Frank — e mulheres também, há muitas por ai usando máscaras e precisando só de um segundo para tirá-la e se exporem — existem aos montes, sempre na espreita para mostrarem sua verdadeira face. É uma pena que tenhamos que conviver em uma sociedade repleta de parasitas como ele.

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota.''

     

    Jean-Paul Sartre

    Resposta do autor:

    Olá! 

    Infelizmente o mundo está repleto de pessoas assim. Mas tenho esperanças de melhoras.

    Agradeço pelo comentário. Espero que esteja gostando.

     

    Abs

Por Luciana Araujo

  • 01/10/2020
  • Ola! Tudo bem?

     

    Bela história, principalmente se ela terminou dessa maneira — com todo mundo com um sorriso nos lábios — na vida real. Esperando agora pela finalização de ''Antes, Durante E Pós-Quarentena'' e vamos torcer para que ela termine bem, tanto na ficção quanto na realidade.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Alguns acham que o difícil é sair da sua cidade ou casa, mas o mais difícil é saber o que fazer em outro lugar.''

     

    Nicholas Sparks

    Resposta do autor:

    Olá! tudo ótimo sim.

    Estou feliz em finalizar essa história e principalmente com vocês que me acompanharam até aqui. 

    Pode deixar que agora Antes, durante e pos quarentena será meu foco.

    Um grande abraço.

    Luciana Araújo 

Por Thais Riotto

  • 01/10/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gostamos de finais assim — algo do tipo ''Casablanca'' — onde a mente de quem lê tece o seu próprio final ou aceita como foi feito e parte para outra leitura. No entanto, gostamos também de finais ''finais'' mesmo, sabe? Aquele tipo ''felizes para sempre''.

    Gostamos de escrever também e na maioria das vezes deixamos os finais como pontes para uma travessia, ligação, ou não — a ponte pode cair, não pode?

    Respondendo a sua pergunta: não sei se compraríamos outra vida — a nossa já está de bom tamanho e, por enquanto, não gostaríamos de ter outra não —, no entanto, já ''vivemos'' outras ''vidas'' naquelas personagens que criamos — não como você, evidentemente: você está em um patamar ''beeeeeemmmmmm'' acima do nosso —, mesmo com todos os finais sem finais que as deixamos.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''O que faço é tentar pintar com palavras as minhas fantasias diante do assombro que é a vida.''

     

    Rubem Alves

Por caribu

  • 30/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Uau!!! Acredito que todos procrastinamos de vez em quando — muitos, de vezem sempre, não é verdade? Mas não é o nosso caso, acho... —, mas ultimamente isso está ficando cada vez mais cotidiano, frequentemente cotidiano — ou cotidianamente frequente... Sei lá... Calor, eleições, os homens do presidente, ele próprio...

    Não vejo a hora de chegar dezembro de 2021!!! Ou seria 2121?!!

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Voceis pensam que nóis fumos embora

    Nóis enganemos voceis

    Fingimos que fumos e vortemos

    Ói nóis aqui traveis

    Nóis tava indo

    Tava quase lá

    E arresorvemo

    Vortemos prá cá

    E agora, nóis vai ficar fregueis

    Ói nóis aqui traveis''

     

    Joseval Peixoto e Geraldo Blota

    Resposta do autor:

    Mto bom! Adoro essa música!

    Não vejo a hora de tudo isso passar tb, mas temo pelo futuro rsrs

    Oremos!

    Beijos, dona 49!

Por Thais Riotto

  • 30/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não sei se entendi bem esse final, ou não é um final? Estava acompanhando sua história — muito boa, por sinal — e de repente ''- Eu tenho só mais uma pergunta: Como está sendo a nova vida?''. E, então, teremos respostas?

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Arte e vida se misturam. Fantasia e realidade se acrescentam.''

     

    Affonso Romano de Santana

    Resposta do autor:

    Gratidão por estar acompanhando a historia e grata pelo comentário.

    A ideia é um final circular. É um fim de história, com a brincandeira entre as personagens sobre elas se reconhecerem em uma nova vida. 

    Mas também é deixar na imaginação do leitor, qual resposta ele daria para essa pergunta. (risos).

    Gosto de brincar com a imaginação... deixar o leitor criar personagens, fins e "nevevar por outras vidas" (risos)

    Tenho uma pergunta para você, como leitora (se quiser responder, fique a vontade) 

    Se pudesse comprar outra vida, compraria no Mercado de Vidas? (risos) Ou já vive a vida dos seus sonhos? 

    ---------------------------------

    O Mercado de Vidas é uma brincandeira sobre a vida dos sonhos, uma coleção de três livros, onde o último sai em breve. e uma forma leve de brincar com as possibilidades da Energia Quântica, ou lei da atração (estudos que tenho feito e colocado em prática.. risos)

    -----------------------

    Affonso Romano de Santana, fantástico escritor. Grata pela lembrança nessas palavras.

    "A realidade de uma pessoa, é a loucura de outra" Tim Burton

Por Nadine Helgenberger

  • 28/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Não me canso de deleitar-me com sua escrita. É sensível, bonita, limpa... Intimista e deliciosa. Você é grande, Autora, e merece ''Voar voar, subir subir ir por onde for; Descer até o céu cair ou mudar de cor''...

     

    É isso!

      

    Post Scriptum:

     

    ''O que sai de mim vem do prazer

    De querer sentir o que eu não posso ter

    O que faz de mim ser o que sou

    É gostar de ir por onde ninguém for''

     

    Byafra

Por Kivia-ass

  • 28/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Então... Perdida ainda aqui... Eu sei que você, Autora, já deve ter tudo pronto — aparentemente — para o desenrolar de sua história. No entanto, quem trai uma vez — como já coloquei em comentários anteriores — trai mais vezes... Vai falhar de novo, e de novo. Não é possível, creio eu, voltar a acreditar, confiar em quem trai. Então, na minha humilde opinião, cada uma deve seguir o seu caminho, separadamente.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te.''

     

    Friedrich Nietzsche

    Resposta do autor:

    Olá, eu te entendo perfeitsmente, mas eu acredito nas pessoas, acredito que as pessoas cometem erros, e sim elas merecem uma nova chance e tambem acredito que um erro não muda o carater verdadeiro da pessoa. E por esse motivo eu acredito em Rafa!!

Por Nay Rosario

  • 26/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gostando até aqui. É interessante a maneira como você está mostrando as personagens. A autoaceitação não é fácil e vem sempre cheia de enfrentamentos, conceitos, preconceitos — família, escola, sociedade — e é sempre dolorida, independente da idade ou camada social.

    Torcendo para as nossas meninas caminharem sem muitos tropeços.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Não há diferença entre jogadores de futebol que se tocam para funcionar melhor como equipe e duas pessoas que se acariciam intimamente: Estamos muito preocupados com o contato genital, mas tudo não passa de intimidade física.''

     

    Joan Roughgarden

    Resposta do autor:

    A autoaceitação é complexa de variadas formas. Sempre torço para que as personagens t e olhem seus caminhos da maneira mais suave e/ou menos dolorida. Que bom que, de alguma forma, essa história tocou-te. 

    Agradeço pelo registro de suas impressões e agradeço também por ter me dado um pouco de alegria neste dia excepcionalmente nublado. 

Por Kivia-ass

  • 24/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Perdemo-nos! A história está 'tomando' um caminho totalmente inesperado. Perdemo-nos, e muito. Sem palavras ou argumentos.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências.''

     

    Pablo Neruda

    Resposta do autor:

    olaa, tudo bem? Então, em qual ponto a gente se perdeu? rsrsr 

    Ainda termo9s coisas pra acontecer, muitas coisas lkkk

Por Van Rodrigues

  • 24/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Gosto dos seus textos, de suas palavras. Já acompanhava essa história no seu blog — você vai postar aqui também 'Além Da Aparência'? Que legal se você o fizesse — e está sendo bom acompanhar o envolvimento suave de nossas meninas.

    Continue assim, está cativante.

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Relacionamentos saudáveis devem ser iguais as portas. Abrir e fechar portas é melhor do que se atirar das janelas de decepções.''

     

    Júlia Woolf

    Resposta do autor:

    Olá,

    Fico feliz por estar gostando.^^

    Eu tinha reparado que você acompanha no blog. Aquele dia, eu mudei o endereço e esqueci de te falar.

    Acho que aqui a história  ficará um pouco atrasada com relação ao blog, eu acho. Ainda não Tenho certeza. Vou ver se as pessoas vão gostar aqui, ter envolvimento com a história. Se caso ocorrer, eu posto mais capítulos.

    Muito obrigada pelo seu comentário.

    Beijinhos^^

    Van^^

  • 22/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    A traição — mesmo usada na literatura para levar os personagens a mudanças, crescimentos, aprendizados... sei lá — nunca é bem vinda, penso eu. É uma das piores sensações do Universo — "Até tu, Brutus, filho meu?" — você descobrir que foi enganada, iludida, ludibriada.

    Não há perdão para a traição.

    Quem trai uma vez, trai uma segunda, terceira... ad infinitum!

     

    É isso!

     

     

    Post Scriptum:

     

    No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam.

     

    Carlos Drummond de Andrade

Por caribu

  • 20/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    Como sempre, você surpreendendo. Dez, esse seu conto! Adorei ''o repórter até se surpreendeu, estava achando a história muito fraca). Na tarja da matéria escreveram: “Tipo déjà vu”.'' Vi-me assistindo aquele programa, naquela TV, com aquele protótipo de ''Mmmmlooombarrdiii'' alardeando a noticia pelos quatros cantos.

    Dar parabéns para você virou hors concours, em todo caso, parabéns!

     

    É isso!

     

    Post Scriptum:

     

    ''Essas palavras que escrevo me protegem da completa loucura.''

     

    Charles Bukowski

    Resposta do autor:

    Oi, querida dona 49! Estou bem, espero que vc tb!

    Gosto que eu esteja sempre surpreendendo! Confesso que quase abortei essa história, pq tô no meio deoutras 27 rsrs Que bom que não! 

    Grata pela sua msg! Vc é uma pessoa de bom coração! 

    Beijos!

    P.S.: Amo Bukiwski 

Por Vanderly

  • 19/09/2020
  • Olá! Tudo bem?

     

    É interessante como seu texto permeia por dicotomias — OMG, que palavrão — desde o começo. Não sei se de propósito ou tudo foi se construindo à medida que você foi construindo sua história, mas é o que torna sua história interessante.

    Torço muito por Ayla e Alanes. Esperamos poucos tropeços nos seus caminhares.

    Parabéns!

     

     

    Post scriptum:

     

    ''Um milhão vezes zero é zero. Ou seja: não coloque sua intensidade onde não tem nada.''

     

    Tatiane 'Tati' Bernardi Teixeira Pinto

    Resposta do autor:

    Boa noite!

    Tudo bem sim! E contigo?

    Eu fiquei muito feliz em saber quê está gostando da estória.

    Muito obrigada pelos comentários!

    Achei interessante essa palavra "dicotomias", e confesso que é uma expressão nova para mim, no entanto ao vê o significado percebi quê a nossa vida é uma luta constante entre o bem e o mal, a luz, e as trevas.

    É de propósito sim, pois a estória foi pensada para depois ir sendo construída a cada capítulo concluído.

    Se não me falha a memória tu és a leitora quê me falou quê leu O silêncio das montanhas, e eu disse quê talvez tivesse lido, mas me equivoquei, na verdade eu li A cidade do sol.

    Obrigada pelo post scriptum.

    Temos capítulo novo! Espero quê goste.

    Beijos e até breve ❤️!

    Vanderly