Era uma dia comum na rotina de Emilly, se não fosse pela ligação que recebeu. Não havia nome no visor, mas achou que fosse um novo cliente procurando uma sessão, de forma que atendeu sem demoras.

–Alô? – Disse lentamente, brincando com a caneta na outra mão.

–Você foi aceita. – Uma voz feminina soou do outro lado, e a caneta parou na sua mão. – Eu quero que esteja no escritório em uma hora, sozinha. Minha secretária vai tratar do seu contrato.

Isso foi o que bastou para não apenas o dia, mas toda a vida de Emilly mudasse.

AVISOS: BDSM; Tortura; Violência; Sexo; Linguagem Imprópria; Abuso.

  • Romances - Original
  • 26
  • Sim
  • 63 213
  • 90 219
  • 24/05/2021

Lana está superando um divórcio após anos numa relação intensa, e não esperava se apaixonar por uma de suas alunas da academia de dança. As coisas mudam quando sua aluna e a namorada demonstram interesse nela, e propõem uma relação. Envolvida por Iori e Laura de maneira única por cada uma, Lana se arrisca e se entrega às mais diversas emoções e momentos ao lado delas, descobrindo um novo mundo de possibilidades, mas também tendo que enfrentar novos problemas. Elas querem provar que uma relação poli amor existe, e vão persistir para mostrar que pode funcionar. Mas serão elas capazes de passar por todas as diversidades para terem uma vida juntas?

 

Avisos: Sexo, Poliamor, Linguagem imprópria, Cenas Explícitas.

  • Romances - Original
  • 47
  • Sim
  • 272 148
  • 53 225
  • 25/07/2021

Existe uma floresta muito distante que abriga refugiados em busca de paz e uma vida em comunidade. É para lá que o pai de Emeril a levou em busca de a esconder dos perseguidores de sua mãe.
Mas não foi só um porto seguro que ela encontrou. Quando se deparou com uma loba, ela sequer imaginava que seus caminhos seriam traçados juntos.
Inquieta e curiosa sobre a arte da feitiçaria e o passado de sua mãe, ela embarca numa jornada de autodescoberta, fazendo amigos e aliados. Mas, sobretudo, encontra um amor que a dará toda a força e estabilidade para chegar até o fim de sua jornada. O que poderia dar errado?

  • Romances - Original
  • 31
  • Sim
  • 118 851
  • 19 832
  • 13/09/2021

Vonü é uma guerreira acostumada a lutar para sobreviver, habituou-se ao medo dos inimigos e a sua ganância. Mas não estava preparada para a persistência de Seul Wittebi em obter seus poderes.

Com o passar dos anos e a ânsia de fugir do destino que estava traçado em seus futuros, Vonü se vê atrelada a antiga guerra em que seu povo foi quase extinto, enxergando uma chance de trazer glória a sua família. Mesmo cansada de lutar, ela será capaz de confrontar a estranha ligação com Seul e enfrentar uma guerra? Estará disposta a abrir mão de tudo que conquistou para encontrar a paz e honrar as memórias de sua família? Mesmo que ela não saiba o que a espera, Vonü enfrentará seu destino.

  • Romances - Original
  • 30
  • Sim
  • 140 448
  • 15 966
  • 29/06/2021

Se o nosso mundo e o nosso planeta existem, com suas formas de vidas e história, por que não existiriam outros? Christeen, a Rainha de um dos reinos de Elementos, Samantha, uma jovem valente que não conhece sua origem. Ambas terão seus mundos colididos numa luta que não querem travar.

Enquanto Elementos possui evolução tecnológica e um clima gelado, Flamor exala diversidade e tradição. Mas ambos os mundos possuem reinos antigos e repletos de mistérios que acabaram ocultando partes do passado de Samantha e também de Christeen.

Samantha sempre foi aventurosa, já a Rainha é conhecida por sua frieza, mas se vê cativada pela doçura e desafiada pela teimosia da jovem valente que arriscou a vida para proteger seu reino.

Elas conseguirão desvendar essa ligação que as une, ou seus sentimentos as afastarão?

  • Romances - Original
  • 23
  • Sim
  • 130 096
  • 15 415
  • 17/10/2021

Alice, uma assassina, Leonora, sua vítima. Mas será que Alice vai conseguir executar seu contrato de acordo com o seu plano?

  • Desafios - Original
  • 4
  • Sim
  • 3 902
  • 708
  • 16/06/2021

O que pode acontecer quando duas amigas se encontram no meio da pandemia?

Após perder uma aposta, Júlia é levada à casa de Gabi para pagar o preço.

Mas será que somente uma sobremesa será o bastante?

  • Contos - Original
  • 1
  • Sim
  • 5 549
  • 635
  • 15/12/2021

Casadas, Elizabeth e Emilly não deixaram que a rotina atrapalhasse ou cessasse a imensa criatividade que possuíam para utilizarem os fetiches a seu favor. E para comemorar esse dia tão especial, Emilly decide surpreender sua esposa com uma sessão exclusiva com a Senhorita M. Como será que Elizabeth irá aproveitar essa oportunidade de ser mais uma vez a dona de sua esposa?

  • Contos - Original
  • 1
  • Sim
  • 1 263
  • 597
  • 12/06/2021

Se Alice estava com o ponteiro correndo contra si, Leonora vai mostrar que há sempre uma saída para sobreviver.

  • Desafios - Original
  • 0
  • Sim
  • 1 040
  • 272
  • 30/06/2021

Se Alice estava perdida no sorriso de Leonora, mal sabia ela o que uma falha de luz poderia lhe acender.

Continuação de "Um encontro perigoso" e "Um sorriso que salva".

  • Desafios - Original
  • 0
  • Sim
  • 891
  • 263
  • 23/06/2021

Se Alice estava certa sobre o seu serviço, o sorriso de Leonora pode mudar seus planos.

Continuação de "Um encontro perigoso"

  • Desafios - Original
  • 0
  • Sim
  • 979
  • 228
  • 19/06/2021

Quem disse que os fetiches estão em extinção? Nunca estiveram tão vivos (e se multiplicando). Num mundo cheio de tabus e recriminações, não são todos que seguem as regras da normalidade (dito por relações baunilhas), e para esses existe um universo imenso de prazer e liberdade.

Quem disse que é impossível encontrar em outras pessoas a oportunidade de descobrir os próprios fetiches?

Madame Cecí está aqui para mostrar que não há melhor hora nem local para se desvendar as nuances do couro. Ela te faz A Proposta de se libertar da normalidade.

Você aceita?

  • Contos - Original
  • 1
  • Não
  • 3 822
  • 143
  • 23/01/2022

Imagine um mundo não tão longínquo em que robôs com inteligência artificial andem entre os humanos, capazes de aprender e interagir. Agora imagine máquinas com essas capacidades num campo de batalha. Foi assim que os primeiros androides com inteligência artificial foram utilizados para conterem as batalhas mundialmente. Exterminando grande parte da raça humana, o Governo do antigo Estados Unidos da América perdeu o controle da sua criação.

Os androides desapareceram das batalhas misteriosamente. O povo foi tido como vitorioso, mas entre destroços e a fome, muito há de se erguer. É em meio a esses conflitos que Ira cresce numa fazenda de crianças escravas. Enfrentando tudo para sobreviver, ela é recrutada pela Organização dos Assassinos, uma empresa erguida no submundo para se infiltrar e coletar dados do Governo, matando àqueles que consideravam inimigos da sociedade.

Ira acaba descobrindo que para mudar o Governo a favor da sociedade, ela terá que abrir mão de grande parte de quem costumava ser. Mas até onde ela será capaz de esconder o seu passado e equilibrar seus sentimentos? Ela acaba descobrindo que diferente dos robôs, ela nasceu sem a escolha de se afastar dos problemas. Será que ela conseguirá jogar com mentiras num disfarce, ou um verdadeiro amor colocará tudo a perder?

  • Degustações - Original
  • 2
  • Sim
  • 9 112
  • 135
  • 22/11/2021

Um texto produzido de uma insônia madrugada fria em São Paulo.

Distraída, as palavras saíram das feridas, em busca de um caminho para o papel, e, quem sabe, para nunca mais voltarem.

Há uma conexão capaz de unir dois muros? Ou uma muralha é construída somente para proteger uma fortaleza?

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 349
  • 85
  • 11/12/2021

Um dia úmido, fim de dezembro, uma viagem e uma brisa.

Combinação perfeita para aprender a bolar um beque.

Conheça o passo a passo que a Alice me ensinou e que vai te ensinar também. Afinal, todo conhecimento é bem-vindo, e você ainda quebra mais um tabu no percurso!

  • Cronicas - Original
  • 1
  • Não
  • 1 666
  • 72
  • 02/01/2022

Quando os conflitos vêm para te desestabilizar, mas você encontra um caminho alternativo para superá-los.

"Labirinto" marca a simbolização da triste homofobia e uma maneira poética de lidar com isso: através da escrita.

Convido vocês para conferir esse desfecho pessoal da minha crônica.

  • Cronicas - Original
  • 1
  • Sim
  • 424
  • 60
  • 30/12/2021

2121

Por Cristiane Schwinden

Amor incondicional

Por caribu

caribu

caribu