Natasha é uma vampira solitária, que sai na noite para caçar, como todo vampiro. Um dia ela conhece Elis, uma jovem pela qual se encanta. Elas acabam na cama, numa noite especial de conexão e prazer, porém Natasha sabe que não devia ter deixado acontecer, principalmente, depois de não resistir a seguir Elis e, Cordélia, sua antiga amante, dar as caras. Isso lhe seria um problema.

  • Romances - Original
  • 5
  • Não
  • 10785
  • 3026
  • 19/11/2018

Desafio 4ª semana

  • Desafios - Original
  • 1
  • Não
  • 1451
  • 622
  • 01/06/2018

Natasha estava se controlando para não provocar um encontro com Elis. Mas a circunstância faz do encontro, necessário.

  • Desafios - Original
  • 1
  • Não
  • 879
  • 394
  • 25/05/2018

Após uma experiência diferente com uma humana, a vampira Natasha segue pelas ruas escuras em busca de vítimas. Porém, ela não consegue tirar da sua cabeça a noite que passou com a humana Elis.

  • Desafios - Original
  • 1
  • Sim
  • 538
  • 472
  • 15/05/2018

O que vem depois do pôr do sol? Para a maioria, era a hora de voltar para casa, descansar, estar com a família. Mas para Natasha, era apenas o começo do seu dia. Era a hora de viver, de sentir, de caçar. Lá fora, entre as ruas e lugares. Deixar o seu instinto tomar conta.

  • Desafios - Original
  • 1
  • Sim
  • 778
  • 480
  • 11/05/2018

Alessandra e Bianca se conheceram ainda crianças. Um ato de pureza, acompanhado de uma margarida, as uniu numa linda amizade. Os anos passaram e os laços de amizade se tornaram mais fortes. Elas se tornaram tão necessárias uma na vida da outra que, quando a vida exigiu delas uma separação, foi muito sofrimento para o amor que se tinham e, por mais que não quisessem, a separação aconteceu, novamente com uma margarida a acompanhar. Porém os anos passaram e, a vida as fez se reencontrarem, através de um elo que tinham. Será que uma já não significava nada para a outra? A resposta, ambas encontrariam nas margaridas.

  • Contos - Original
  • 1
  • Sim
  • 2998
  • 996
  • 30/04/2018

Os poderes de sedução de uma cigana.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 97
  • 427
  • 06/07/2017

Deliciosamente aprisionada à cama. Com consentimento, é claro. :)

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 171
  • 386
  • 01/07/2017

Poder ter alguém que nos ama, e que, por muitas vezes, nos conhece melhor do que nós mesmos, sabendo pelo que passamos, do que precisamos, é um privilégio.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 245
  • 382
  • 03/11/2016

Uma bruxa alertando sobre suas magias.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 158
  • 485
  • 31/10/2016

Você me faz levitar sem mesmo tirar os pés do chão,


Se eu sair voando, pegue-me pelas mãos,


Dê-me mais um beijo, porque eu não digo não,


Se eu parecer uma tola, não estranhe, é paixão...

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 258
  • 294
  • 06/10/2016

Este é um pouco do drama da Lua e do Sol, por se amarem e não poderem estar juntos.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 206
  • 494
  • 25/01/2016

Quando misturamos certeza e dúvida se somos amadas ou não, se há a mesma entrega, se há reciprocidade.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 129
  • 475
  • 07/01/2016

Um pouco de um alguém apaixonado. Um alguém que encontrou o conforto do amor.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 155
  • 807
  • 21/11/2015

Este poema é uma modesta crítica a sociedade hipócrita, preconceituosa, em que vivemos. Que nos marginaliza, trata o nosso amor como pecado, como doença, como perversão.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 110
  • 410
  • 11/11/2015

Quando se é imatura e insegura, você quer ter a posse de sua amada, porém isso não é amar. Você pode não perceber, mas quando notar, pode ser tarde, pois sua amada pode estar deixando de te amar. E talvez, só lhe reste deixá-la partir.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 142
  • 536
  • 25/10/2015

Uma noite quente de amor.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 108
  • 600
  • 14/10/2015

O olhar de uma pessoa sobre seu amor, sua musa, que lhe roubou o coração, mas que se faz inatingível.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 156
  • 552
  • 07/10/2015

Correspondendo ao desejo que sentimos pela pessoa amada.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 148
  • 623
  • 03/10/2015

O mar que há no olhar de uma pessoa, que é capaz de te tragar para dentro dela.

  • Poemas - Original
  • 1
  • Sim
  • 186
  • 1942
  • 30/09/2015

  • 24/08/2018
  • Muito bom! Acho que vc deveria continuar. ;)

    Resposta do autor:

    Eu continuei, hein!!

    Acompanhe o restante da história.

    Abraços

Por Cristiane Schwinden

  • 05/06/2018
  • Cris, que escrita linda, fofa e divertida! Amei a história, amei o desfecho! Aqueceu meu coração.

    Parabéns!

    Beijão.

Por Cristiane Schwinden

  • 19/05/2018
  • Aeee, Mari, conversa com a Mica sim. A Mica vai estar arrependida de ter mentido, aí vc a perdoa e voltam a namorar. :)

    Perfeito, Cris. Amei!

    Resposta do autor:

    Sabe o que é engraçado? Eu perguntei no primeiro capítulo se elas deveriam conversar, e terminei a história omitindo a conversa! hahahahaha

Por Kah Meyer

Por Cristiane Schwinden

  • 12/05/2018
  • Oi, Cris!

    Complicado, né, porque a protagonista mentiu sobre a traição por 3 anos. Difícil de esquecer, apesar que foi bem no início, quando elas não namoravam firme ainda. Mas, justamente por isso, por que não contar logo? Medo de perder a pessoa por quem estava se apaixonando, por causa de uma ficada impensada? De toda forma, acho que Mari deveria voltar para que elas conversassem, sendo honestas, se permitindo uma nova chance, reconstruindo a confiança. Afinal foram três anos de um relacionamento de amor.

    Resposta do autor:

    Esse foi o grande problema, 3 anos arrastando essa mentira, pq não contou logo de vez né?

    Espero que vc aprove o desfecho que dei nessa historinha!

    Bjão, Rafa, brigada!

Por Poeta_da_Noite

  • 13/02/2018
  • Num dia o amor era desconhecido, no outro, já estava amando e desejando perdidamente.

    Resposta do autor: obrigada rafa :)

Por Sasha

  • 27/02/2017
  • Linda poesia! Não posso deixar de mencionar o quão boa é esta parte: "No branco do lençol ela se deita, deleita-se, já que entende, e aceita o que é amar." Bravo!

Por Dani mendes

  • 18/10/2016
  • Triste demais. O amor pode nos devastar, justamente por ser tão importante, tão precioso, tão belo, tão único, e tão necessário.

    Força Dani!

  • 10/10/2016
  • Comigo tudo bem e com vc?

    Gosto de comentar, pelo menos de vez em quando. ;) Principalmente quando a poesia é tocante.

    Beijo, abraço e tudo de bom!

    Resposta do autor:

    Olá! Rafa, comigo tudo em paz e em ordem felizmente.

    E eu gosto muito de receber comentários, feedback é sempre bom e muito obrigada!

    Tenha uma linda semana! Beijos, abraços e tudo de bom para nós! 

Por Katia Viula

  • 10/10/2016
  • O ideal seria se pudessemos unir ambas as opções, não é? Viver o amor em toda a sua intensidade, seu prazer e encanto e, saber aproveitar a própria companhia quando sozinha.

    Belas palavras!

    Adorei em especial esses versos: "É tão gostoso viver a adrenalina do prazer, mas dói tanto quando o fim da história é sem você."

    Parabéns!

    Resposta do autor:

    Obrigada, Rafa. Adoro quando as minhas leitoras interagem comigo, assim posso saber o que estão achando do meu trabalho. Fico feliz que tenha gostado.

    Concordo com o que você disse, precisamos amar e compartilhar a vida com a pessoa amada, mas não podemos nos anular. Momentos só nossos são únicos e fundamentais para nos harmonizarmos e estarmos em sintonia com o nosso próprio eu. A vida tem muito a nos oferecer acompanhadas do nosso amor e sozinhas desfrutando de momentos só nossos. Tudo isso é importante e saudável para nós enquanto indivíduos e para o nosso relacionamento.

  • 08/10/2016
  • Oi, May! Gostei muito de suas sucintas e diretas palavras. ;)

    Resposta do autor:

    Olá! Rafa, como vai?

    Fico muito feliz e grata por receber seu comentário.

    Muito bom saber que você gostou. Beijos, abraços e muita poesia para as nossas vidas!

  • 06/10/2016
  • Tenho que lhe dizer que gostei muito desses últimos 4 versos.

    Resposta do autor:

    Olá, flor. Perdão não havia visto seu comentario. Enfim, é a parte de eu mais gosto tbm. 

    Feliz por ter gostado. Até mais, bjs!

Por Katia Viula

  • 06/10/2016
  • Amei!

    Resposta do autor:

    Fico feliz que tenha amado, Rafa Justi. Um abraço.

Por lalunesafira

  • 03/05/2016
  • Muito bonito! Gostei das rimas. Um breve e bem feito resumo da pessoa amada, de querer perpetuar o momento junto dela, e ter a calma para aproveitar.

    Resposta do autor:

    Olá, Boa noite!

    Tudo bem Rafa?

    Muito obrigada pela suas palavras.

    Abraços, Liz mel

Por Honey

  • 16/03/2016
  • Bonito!! Gostei muito disso "há uma certa distância entre o meu sorriso e o dela". Fiquei imaginando quando a gente olha pra lua, sorrindo, embevecida.

    Resposta do autor em 17/03/2016:

    Obrigada Rafa! há uma certa distância em tudo... Você é uma ótima escritora, quanto a mim, sou alguém que apenas tenta...

Por May Poetisa

  • 16/03/2016
  • Bonito!! Que a cada dia as coisas melhorem, as pessoas evoluam, e assim, todo dia possa ser dia da mulher, para que sejamos bem tratadas!

    Resposta do autor em 16/03/2016:

    Rafa =D

    Muito obrigada! Que assim seja! Que tudo de melhor aconteça! Beijos e abraços, May.

  • 10/01/2016
  • Realmente, a metáfora da areia é linda, e tenho que concordar com o que ela diz! É preciso saber levar o amor, protegê-lo, segurá-lo com carinho, e, também, deixá-lo livre.

    Tenho a impressão de que já conhecia, mas não lembrava. Obrigada pelo toque!

    Bjos.

    Resposta do autor em 12/01/2016:

    Oi Rafa!

    Esse texto é um dos meus preferidos. Amar é bem isso mesmo!

    Bjos

  • 08/01/2016
  • Oi Gina!

    Tens toda razão. Ciúme exagerado que é esse sentimento de posse, é muitas vezes confundido com amor. Na verdade, quando chega a esse ponto já é uma doença.

    Resposta do autor em 09/01/2016:

    É isso mesmo...quando o ciúme chega a esse ponto já uma doença!

    Você já leu a metáfora da areia?  Ela diz como se faz para manter o amor...é linda e concordo plenamente!!! Dá uma olhadinha!

    Beijos.

  • 07/01/2016
  • Belo, intenso, apaixonado...A força que tem o amor, a contradição, que ao mesmo tempo que causa maravilhas, também causa dores, afastamento, desgaste, como, por exemplo, com o ciúme exagerado.

    Resposta do autor em 08/01/2016:

    Oie Rafa!

    Belo comentário!

    Acho que o ciúme exagerado não tem nada a ver com amor. Ciúme desse tipo, na minha opiniãor, tem relação com sentimento de posse! o que não é bom pra nenhum tipo de relação!

Por Regi Cardoso

  • 21/12/2015
  • Linda escrita! Um alguém solitário, que vive sonhando com um/o amor, que ainda não encontrou. Mas mesmo não o tendo encontrado, já imaginou o seu beijo, o seu corpo, o seu riso, o seu olhar... Quem sabe, até, esteja relembrando, sem saber, de um amor que viveu em outra vida. De toda forma, a vida está passando, e, esse alguém que imagina a pessoa amada, não está vivendo o real, não está conhecendo outras pessoas, possíveis amores... Enfim, amei seu poema!

    Resposta do autor em 21/12/2015: Oi Rafa Eu também acredito nisso que vc falou... a vida é um mistério constante... infelizmente isso também é uma realidade de muitas pessoas, amores sonhados e amores não vividos ..fiquei muito feliz com o seu comentário. Obg... Bjos

Por DeboraSouto

  • 16/12/2015
  • Maravilhoso! A gente até tenta encontrar o porquê de amar alguém, talvez as características, o jeito, as qualidades, os defeitos, se age de um jeito ou de outro, podem servir de "porquês", mas, talvez nem exista uma real explicação, ou, esteja além do nosso entendimento...

    Parabéns!

Por Rafa Justi

  • 27/11/2015
  • Juju, eu fiz a grande burrice de, sem querer (óbvio), apagar seu comentário. Tinha o respondido, depois acabei querendo acrescentar algo e, então, cliquei em apagar, acreditando que iria apagar somente a minha resposta. Sim, eu fiz isso rs...Um comentário tão bonito. Me desculpa, viu! Aqui abaixo era a minha resposta para você:

    Oi, Juju!

    Obrigada mais uma vez pelas palavras de carinho, emoção, incentivo...Mais uma vez, você sendo tão gentil. Mesmo o que escrevo sendo de forma simples, sabendo que consigo tocar o coração(ou despertar a mente) de algumas pessoas, como você, faz-me sentir abençoada por isso.

    Eu que agradeço, à você, e às outras meninas que estão lendo!

    Bjos.

Por Dani mendes

  • 15/11/2015
  • Dani, que primor este seu poema! Um amor que partiu, mas o seu amor permanece, vive, e mantém a esperança de que ele voltará. Uma delicadeza! Amei suas rimas! Parabéns! Continue escrevendo assim, colega escritora!

Por Dani mendes

  • 05/11/2015
  • Bom saber que compreendi o que vc quis passar, Dani. Mas tenho que ressaltar que MCTA e vc arrasaram nos seus comentários abaixo. Bjos.

Por Dani mendes

  • 03/11/2015
  • Confesso que não sei se entendi bem o último verso da primeira estrofe, mas achei seu poema muito bonito. Um alguém que está partindo, sua luz está se apagando, e tudo que esse alguém queria era ter visto um pouco mais das estrelas, ou que durante sua vida tivesse havido mais luz, alegria.

    Resposta do autor:

    Ola rafa minha querida!!sabe aquele momento que VC se emociona perante a análise do que VC escreveu.VC entendeu aquilo que senti ao escrever,muito obrigado bjos linda.

Por Dani mendes

  • 03/11/2015
  • Extremamente romântico! Almas que se completam é um assunto que me agrada muito. Parabéns!

    Resposta do autor:

    Também gosto muito rafa,bjinhos minha linda.

  • 02/11/2015
  • Eu achei lindo! Me identifiquei com alguns trechos. Adorei teres chamado o coração de "vazado", ou seja, tudo que tem dentro dele vaza na forma de escrita.

    Parabéns!

    Resposta do autor: Obrigada Rafa por comentar, e saber que o coração transborda de palavras, e às vezes é necessário vomitá-las...

Por Dani mendes

Por Siih17

  • 25/10/2015
  • Muito lindo o seu poema, parabéns! Também tenho um poema que trata mais ou menos disso, essa tristeza que nos acomete, e dos erros que cometemos de maneira geral, então, vem a chuva para, simbolicamente, limpar o que está sujo dentro de nós. Você teve uma visão um pouco mais diferente da minha, no meu poema, e, por isso, também, eu gostei muito! Pena foi o motivo principal de você ter escrito. Torço pra que estejas melhor!

    Resposta do autor:

    Oi oi. Obrigada. Desculpa a demora pra te responder, mas realmente só vi agora o comentário. Sim, estou melhor, obrigada. Fico feliz que tenho gostado. 

Por Shayska

Por Katia Viula

  • 06/10/2015
  • Adorei! Parabéns! Deu ainda mais saudade da boca da minha namorada.

    Resposta do autor:

    Obrigada, Rafa Justi. Desculpe-me pela domora em responder. Fiquei muito tempo sem entrar no site devido à correria, porém prometo estar mais presente a partir de agora. Enfim, curta tudo o que for possível com a sua namorada e seja muito feliz. Um abraço.

Por DeboraSouto

Por Witch Light

  • 03/10/2015
  • Muito bonito!!

    Resposta do autor:

    Obrigada pelo carinho de comentar o meu escrito, Rafa Justi!!

Por IsaBe

  • 03/10/2015
  • Continue desabafando, escrever é uma ótima válvula de escape, não é mesmo?!

Por Cartacho Mari

  • 01/10/2015
  • Muito bom!! Alguns trechos em específico eu gostei muito! Acho que você capturou bem o que a gente sente pela pessoa amada, como esse sentimento egoísta de exclusividade, como ao mesmo tempo querer que a pessoa amada seja livre, e retribua espontaneamente. Parabéns!

    Resposta do autor:

    Que bom que gostou Rafa :)

Nenhuma história favoritada
Poeta_da_Noite

Liliana Macedo