Seu olhar por Heli


[Comentários - 10]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

5 A Conversa
Éster
Assim que sair da sala de aula fui para o banheiro chora por tudo que Carla anda fazendo comigo, não fiz nada a ela para me trata desse jeito, e como queria ter raiva dela mas não consigo, tudo por que ando sentido essas coisas estranhas por ela, e fiquei por aqui no banheiro ate termina a aula dela, assim que vi que ela não estaria em sala e não esbarraria com ela pelo correndo voltei pra sala de aula e não sair de lá até na hora do almoço, fiquei a aula toda calada e as meninas percebendo que eu queria fica em silêncio não falaram nada pelo menos ate na hora do almoço, com a gente já na cantina
-Tudo bem ? Éster 
Me perguntou Luana
- estou sim Luana, me lembrei de meus pais só isso
- Há Éster não fica assim, Carla e durona mas ela e boa pessoa, ela ate me pediu pra passa a matéria pra você
Falou Renata
Eu a olhei assustada falando
- Eu aceito sim, mas da Dra quero fica longe, me lembram de nas aulas dela eu senta lá atrás 
E as meninas começaram a rir e acompanhei na risada e parei assim que vi Carla entrando na cantina, fiquei olhando em sua direção e quando ela se virou nossos olhares se encontraram, ela me deu um sorriso, só que fiquei a olhando séria eu não tinha raiva dela mas estava chateada com ela, paro de olha lá quando Lucas apareceu falando comigo
- Esta me procurando? 
- Claro que estou, nossa estava até falando de você com as meninas 
Falei com ironia e as meninas começaram a rir dele
- nossa vocês não sentiram saudades de mim?
- não!
Falamos juntas e começamos a rir, e paramos quando ouvimos a voz da Dra Carla, então olhei de onde vinha a voz e vi ela em pé de frente a uma mesa com um homem que já tinha visto no hospital só não me lembro o nome, ficamos olhando e vejo ela olha em nossa direção e mas uma vez nosso olhar se cruza, mas não por muito tempo por que ela se volta para o homem pegando sua bandeja levando para o balcão e voltado e seguida saindo puxando ele, eu não me contendo de curiosidade pergunto a Renata
- Quem e aquele homem que a Dra Carla saiu?
- E o Dr Luciano, namorado dela, mas muitos falam que esse namoro e só fachada
Quando Renata falou que ele e Namorado da Dra Carla, não ouvi mas o que ela falava só estava pensando se ela amava ele se eles eram felizes, de como eu queria se feliz ao lado dela, e respirei fundo.
- O que foi Éster
Me perguntou Lucas 
- Nada 
Falei um pouco tristinha, e fiquei na minha almoçando ate que voltamos para a sala e já tinha uma professora lá  esperando os alunos, correu tudo bem, na aula e assim que terminou a aula dela, foi entrado já o outro, assim que vi que era o namorada de Carla Fechei a cara, mas assim que ele olhou em minha direção me deu um sorriso e retribuir com um pequeno, para não se mal educada já que ele não tem culpa pelos sentimentos que ando tento pela namorada dele.
Confesso eu estava doida para que a aula dele acabasse para ir embora precisava fica só para pensa, mas assim que acabou a aula ele me chamou e falei para as meninas irem sem mim
- Oi Dr?
- Sua tia lhe deixou um recado 
- E qual seria ?
- bom eu anotei em um papel para não esquecer e deixei na sala dos professores, venha comigo até lá
Eu fiz que sim com a cabeça e acompanhei ele ate a sala, mas assim que chegamos ele pediu para espera ló, quando ele foi entrando na sala vinha saído a Dra Carla que parou em minha frente falando
- Éster preciso fala com você
- Mas eu não tenho nada para fala com você, e alias pra mim isso aqui esta cheirando armação duvido que tenha algum recado de minha tia 
- Mas tem recado sim, só que quero fala com você
Ela falou me olhado bem nos olhos com aquele castanho brilhando, mas não queria ouvi lá, então me desviei dela e fui bate na porta dos professores chamando o Dr
-Dr Luciano, qual e o recado de minha tia?
- Ata e que...
Vi ele olhar na direção  de Carla e depois pra mim e continuou a fala
- Ela estará de Platão hoje, é ela quer que você a espere pra vocês virem juntas.
- Só isso?
Perguntei a ele que balançou a cabeça afirmado que era só, e me virei para ir embora, e fiz o mesmo que Carla fez quando saiu da sala, parei em sua frente e falei
- Antes de qualquer coisa, quando uma pessoa quer fala com a outra  tem que pedi com educação e não trata as pessoas como se fosse lixo, como você me tratou no hospital e hoje.
Sair De sua frente e fui embora completamente correndo dali, seria melhor corta essa aproximação agora.    
fiquei pensando.
Carla
Quando eu vir Luciano entra na sala dos professores, eu já sabia que Éster estava do lado de fora esperando ele, então sair parado em sua frente pedindo para fala com ela, e foi como eu tinha previsto ela se recusou a fala comigo, ela falou umas coisas para mim e percebi que ela estava magoada comigo, e não tiro a razão dela eu que errei com essa menina doce e linda. Éster pensou que fosse armação que não tínhamos nenhum recado para ela mas me pus a fala que tinha sim um recado a ela mas queria bom na verdade precisava fala com ela, que meu coração implorava por ela, ai estou ferrada, bom voltado para Éster, e foi bate na sala para pergunta para Luciano e que assim que veio fala com ela me olhou e afirmei com a cabeça que ele poderia dar o recado no meu lugar, e assim ele fez, e bom veio a segunda rodada Éster veio em minha direção e parou na  minha frente falado umas coisas que eu merecia por ter magoado ela, eu bom fiquei calada ouvido ela, depois de tudo falado ela foi embora me deixando ali parada, mas não por muito tempo que sair correndo atrás dela, e olha gente ela tem o don de fugir por que não a vir em lugar nenhum, então fui pega meu carro para ver se achava ela na rua, assim que sair da faculdade eu vejo ela parada no ponto de ônibus parei o carro em sua frente falado 
- Éster entre aqui, eu levo você!
- Não obrigada 

- esta ficando tarde, só vai ter outro ônibus daqui uma hora e você não vai consegui um taxi também.
Vir que ela ficou pensativa, e fiquei esperando que ela aceitasse 
- aceito sua carona, mas se você tenta fala qualquer coisa eu desço desse carro
Eu fiz um zipe na boca, e abri porta pra ela entra.


Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.