Seu olhar por Heli


[Comentários - 10]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

                                                                     10 Sexta Feira                                                                                                                       Me perco no seu olhar
                                                              E te peço pra ficar
                                                              Sei que nada vai mudar
                                                               Se não por dentro
                                                               Eu nunca pude acreditar
                                                               Na força de um momento
                                                                Eu já não posso te evitar
                                                               Sou teu, mas não vou mais esperar
                                                               Eu sei, sou mais do que posso ver
                                                               Dessa dor dentro de mim
Carla
Depois de fala com Fabíola voltei ao trabalho com a esperança de vê lá logo, mas antes mandei uma mensagem para Luciano marcando de saiamos amanhã para conversa mós, não podíamos mais ficar juntos depois de admite para mim que amo essa menina.
O dia passou rápido fui para a sala dos médicos deixa umas coisas para ir leva o almoço de Éster. Depois que fiz tudo fui compra algo para mim e ela, e fui para casa de Fabíola chegando lá toco a campainha, assim que Éster abre vejo que minha  menina ficou surpresa, mas ao mesmo tempo vir sua expressão mudar um pouco.
- Oi?
Ela falou 
- Oi Éster, sua tia mandou comida para você.
- Obrigada.
Achei Éster um pouco distante, acho que ela ainda estava chateada comigo.
- Você está distante.
Falei a ela 
- Só o cansaço.
- posso entra?
- pode!
Éster falou, fazendo referência com seu braço direito, e pude ver seu braço machucado, e assim que me sentei perguntei a ela 
- O que houve com você Éster?
Ela ainda em pé falou:
- Não podemos ser amigas! Carla.
- você está falando isso porque não quis vim aqui amanha janta com vocês?
- Não, só não posso fica perto de você.
Pude ver uma lagrima caindo dos olhos de Éster, é ali vir que era algo a mas, e falei:
- Éster eu...
Ela me interromper falando:
- Carla, me deixa sozinha por favor? Saia daqui.
Sua voz estava embargada de choro
Me levantei e fui indo na direção da porta, abri e me virei para ela falando:
- Eu não vou desistir de você!
E fui embora
********************
Éster
Depois que tomei café, fui estudar um pouco para passa o tempo, mas parece que eu não conseguiria estudar direito porque tocaram a campainha e fui atender, e quem era? Bom era o Lucas
- Olha quem aparece!
Ele me deu um sorriso, e falou:
- estava resolvendo umas coisas, e meu irmão me falou o que aconteceu, como você está?
Mandei ele entra e falei já nos sentando no sofá
- só foi uma queda de pressão, e acabei machucando a mão
- nossa Éster, cuidado viu.
- eu sei, obrigada por se preocupa.
E fiquei um pouco triste em pensa na Carla
- Lucas você sabe me fala, como e o relacionamento do doutor Luciano com a doutora Carla?
Não sei que me deu para pergunta isso a Lucas, mas como o irmão dele trabalha com os dois, quem sabe ele não sabe algo, já que o irmão dele conta tudo a ele.
- Bom não sei muito, mas meu irmão falou que o doutor Luciano que perdi ela em casamento.
Bom eu não sabia o que fala, mas só de pensa Carla casada com ele, fez meu coração se aperta, eu não podia fica nutrindo esse amor por ela, tinha que me afasta para esquece lá, preciso tira ela de mim, tentei não demostra minha tristeza mudando de assunto
- E já esta tudo certo para amanha Lucas?
Lucas ficou falando para onde íamos jantar, mas eu precisava fica sozinha agora
- Lucas, gostaria de me deitar um pouco, seu irmão mandou eu fica de repouso, assim poderei fica disposta para amanha
- Esta bem! Éster 
Ele se levantou e fui com ele até a porta, ele beijou meu rosto e foi embora, não demorou muito e ouço de novo o som da campainha, eu vou logo abrindo a porta pensando que fosse Lucas esquecendo de alguma coisa, mas era Carla, fiquei surpresa, feliz, triste uma mistura de sentimentos. Mas ao pensa ela casada com Luciano, nossa conversa foi nada boa, na verdade eu não quis que fosse, por que precisava me afasta dela, mas antes de ela ir ela falou que não desistiria de mim, e ela se foi e comecei a chorar por ama tanto ela, e não consegui luta por esse amor.Chorei tanto que não vir a hora passa, quando olhei para o relógio, já estava tarde olhei para a mesinha de centro e vir a comida que ela tinha trazido, comi um pouco, e fui para meu quarto me joguei na cama e voltei a chora ate dormir, e acredite só me acordei outro dia, desci para ir tomar café e vir minha tia preparando café
- Bom dia, tia
- Bom dia, querida! Como você está?
- melhor tia, mas gostaria de fica em casa hoje posso? Assim posso sair de noite com Lucas
- pode fica sim querida, assim saiamos para compra umas coisas, mas me diz minha filha, e isso mesmo que você quer?
- isso o que tia?
- sair com Lucas?
- sim tia
- você não me aparece animada para sair.
- impressão sua tia
- esta bem, então!
E assim minha tia serviu nosso café, e depois saímos para o shopping, ficamos cause o dia todo na rua, voltamos só a noite, fui para o meu quarto, deixa umas coisa e fui tomar banho, assim que sair do banheiro, sequei meu cabelo e comecei a me arrumar, coloquei um vestido florido acima dos joelho, passei uma sombra leve e um delineado e rímel, e passei um batom rosa claro, eu queria fica o mais natural possível, e fiquei a espera o Lucas, que na verdade foi ate pontual e fomos de Taxi, em um lugar lindo, todo de vidro que dava para ver ao seu redor a paisagem do campo, assim que entramos quem eu vejo que me deixa paralisada olhando em sua direção.

**************
Carla
Depois de minha conversa com Éster, eu tinha cause certeza que ela também estar sentindo o mesmo que eu, mas para mim lutar pelo amor dela preciso termina meu relacionamento com Luciano.
Voltei para o hospital pensando nisso, já no hospital tentei não me esbarra com Fabíola, não queria conta o que aconteceu em sua casa, e agradeci aos céus que meu Platão estava corrido, que assim que amanheceu fui para casa descansa para me encontra com Luciano, assim que cheguei em casa fiz minha higiene matinal e fui dormir ate a noite.
Assim que acordei fui comer algo, para depois tomar um banho, assim que comi tomei um banho, sequei meu cabelo e peguei uma blusa social branca com uma saia de cintura alta preta e uma bota de salto alto de cano curto, deixei meus cabelo solto, fiz uma maquilagem leve e fui no endereço que Luciano tinha me enviado, assim que cheguei ele já me esperava na entrada.
- Oi querida, você está linda!
- Obrigada Luciano 
Dei um sorriso a ele, e entramos no restaurante.
Nos sentamos bem na entrada eu de frente para entrada e ele de frente para mim e iniciei a conversa
- Precisarmos conversa, Luciano
- Estamos aqui para isso querida
Respirei fundo e falei:
- Luciano deste que nos conhecermos que....
Parei de fala quando vir Éster, na entrada do restaurante linda, mais linda do que ela já e, fiquei babando por Éster.
- O que foi Carla?
Luciano me tirou do transe que eu estava, olhei para ele falando:
- Nada!
E voltei a olhar para a entrada e vir Éster correr dali deixando o irmão de Carlos parado sem sabe o que fazer, me levantei ao mesmo tempo e fui em sua direção.
- ei menino o que houve?
Lucas me olhou e me reconheceu 
- não sei, vou Atras...
Interrompi ele falando:
- deixa que eu falo com ela!
Não esperei a resposta dele e sair as pressas do restaurante, e fui ate uns rapazes perguntado se eles tinha visto ela, dei a descrição e me mostraram por onde ela tinha indo, e fui as pressas e assim que cheguei a um certo ponto vir Éster parada perto de uma árvore olhando pro lago, e fui me aproximando dela, ate chegar bem perto, eu não queria que ela fugisse de mim, por que era isso que ela estava fazendo.
- Éster?
Éster que estava com a cabeça baixa, olhou para mim fazendo nossos olhos se encontrarem, e pude ver que ela chorava.
- Melhor você ir embora.
Éster falou
- eu sei que você não quer isso, eu sei que você gosta de mim como gosto de você.
- melhor você volta pro seu noivo
- que noivo?
- hora que noivo? Estou falando do seu namorado, eu soube que ele ia pedi hoje sua mão
Eu não sei de onde Éster tinha tirado isso, mas preciso resolve 
- Éster, eu não amo o Luciano!
- para de menti, se você não o amasse você não estaria aqui com ele, agora vá embora
Me aproximei mas de Éster 
- Eu te amo menina, e sei que sente o mesmo
Falei com lagrimas nos olhos por finalmente tirar aquilo de mim.
E ela chorando me abraçou falando:
- eu te amo tanto, mas tenho medo
Tirei ela dos meus braços e falei olhando em seus olhos
- você não precisa fica com medo, eu quero você, e estou aqui por que e com você que quero está!
Falei limpando suas lagrimas, ela me deu aquele sorriso que ilumina meu dia, e minha noite, que me faz esquece tudo.
                                                                            Vou seguir meu coração
                                                                             Vou mergulhar no seu olhar
                                                                      E viver cada segundo desse amor proibido                                                                               Pecado e não viver essa paixão                                                                              Musica: Amor proibido(Malta)












Notas finais:

Espero que vocês gostem :-) 



Comentários


Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.