Lutas da vida por Esantos


[Comentários - 121]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

-- Deia, faz tempo que você namora a Katia? -Estavam indo para a escola Andreia pilotava a moto lentamente

 

--Não umas duas semanas.

--Quase ao mesmo tempo que eu tenho com JM.

--Pronto chegamos – Andreia falou parando a moto em frente da escola, elas seguiram para a pracinha ali na frente, era de praxe se reunirem ali.

--Gente a Nice mandou convidar vocês para a festa de aniversário dela, vai ser lá na associação de moradores, vai ser muito bom, vou beijar pouco na boca – Claudia disse animada.

--Ai adoro essas festinhas – Disse Junior feliz.

--Mas quem é Nice? – Andreia perguntou

--Você não conhece, mas deixa para lá, nós vamos ,esmo assim – Juliana disse também sorrindo, não demorou e foram para a sala de aula, a semana seguiu normalmente, sempre que JM chegava na casa de Juliana Andreia inventava algo para sair, algumas vezes ia para ao encontro de Katia ou se encontrava com alguma outra garota.

 

-- Juli você acha que a sua mãe deixaria a Katia dormir aqui hoje? – Juliana quase engasgou-se com o café que tomava

--Você vai trazer ela para dormir com você?

--Não claro que não, é que eu iria traze-la para a festa, mas ficaria muito tarde para leva-la para casa, dai ela dormiria na sala e eu no quarto, nunca ficaria com ela aqui.

--Não sei, fale com ela – Disse ríspida – A dona Paula deixa você fazer o que quiser mesmo – Levantou e colocou o prato na pia

--Eu deixo quem fazer o que quer? – Paula entrou na cozinha escutando a ultima frase.

--Ela quer te pedir uma coisa, vou arrumar meu cabelo – Saiu pela cozinha mesmo.

--O que você quer me pedir? Sentou-se à mesa

--É que vai ter uma festa, dai queria vim com a Katia, mas vai ficar tarde para eu leva-la para casa, queria saber se ela poderia dormir aqui, claro que na sala e sozinha, mas não tem nenhum problema em não deixar, eu entendo.

--Se não fizerem nada demais, não vejo problemas, ela é sua namorada.

--Pode deixar tia eu nunca faria nada com ela aqui, nunca faltaria com respeito a senhora nem a Juli.

--Eu sei meu amor, não precisa nem falar, confio em você.

--Então mais tarde eu vou pega a Katia, agora vou comprar as quentinhas que acabaram – Ela saiu deixando Paula sorrindo, os lucros tinha aumentado muito depois de Andreia, ela fazia questão de pesquisar menores preços para os insumos, sem contar os elogios pela pontualidade das entregas.

 

 

 

-- Nossa Jujuba que mal humor é esse? – Junior perguntou ao ver Juliana entrar com a cara de poucos amigos.

--Me deixa, não estou muito bem – Disse sentando na cama do rapaz

--Credo está naqueles dias é?

--Não, não estou naqueles dias

--Então quem pisou no seu pé?

--Ninguém pisou no meu pé, aliás que eu vou pisar no pé de alguém

--Como assim? – Sentou-se ao lado da amiga

--A Deia vai trazer aquela aguada hoje à noite e ainda vai leva-la para dormir lá, você acredita nisso?

--Qual aguada? A Katia? – Junior viu o ciúme ali presente, bastava saber o porquê

-- Quem mais? Mas eu não vou deixar ela em paz nenhum minuto sequer.

--Mas ela é a namorada dela Juli, qual motivo ela não poderia traze-la?

-- Eu não gosto dela esse é o motivo

--Mas o que ela fez para você não gostar dela?

-- Ela existe Junior, ela apenas existe, sabe de uma coisa? Não estou com saco para arrumar o cabelo, até mais tarde – Saiu da casa do amigo sem nem deixa-lo falar nada, porém foi o suficiente para despertar sua curiosidade sobre o que realmente foi aquela cena de ciúmes da amiga.

--Juli Juli, o que será isso? – Ele sorriu e voltou a se concentrar em seus afazeres.

 

 

-- Boa noite – Katia disse para Paula assim entrou na casa dela.

--Katia eu vou me arrumar, já volto, me deixa levar sua bolsa para o quarto – Ela pegou a bolsa da garota que ficou sentada no pequeno sofá da sala com Paula que assistia a novela.

 

 

 

--Juli eu.... – Parou de falar para olhar para a garota que estava a sua frente, simplesmente linda, foi o que ela pensou, Juliana estava com um vestido tomara que caia, no meio das coxas.

--Eu o quê Deia? -Ela virou-se para encarar a outra.

--Er... Eu vou colocar a bolsa da Katia aqui tudo bem?

-- Por mim – Ela deu nos ombros – Vai vestida assim?

-- Não vou me arrumar – Ela começou a pegar suas roupas

--Cuidado para não nos atrasar. – Disse seca

--Juli eu me arrumo, fico pronta e você ainda não tem acabado essa maquiagem – Ela disse analisando o mal humor da outra que nada falou apenas ficou olhando ela se arrumar de relance no reflexo do pequeno espelho – Então estou pronta – Sentou na cama vendo a menina arrumando os cachos.

--Eu também, estou bonita? – Deu uma voltinha que para qualquer pessoa seria apenas um giro normal, mas para Andreia foi a coisa mais sensual que poderia ver.

--Linda!  -Ela falou quase que em um sussurro

--Serei a mais linda da festa? – Perguntou encarando Andreia que estava quase que hipnotizada naquele olhar.

--Com toda a certeza

--Mais bonita que a Katia? – Antes de Andreia responder escutou alguém a chamando.

--Oi  Katia -abriu a porta do quarto.

--A dona Paula pediu para chamar a Juliana, parece que o namorado dela chegou.

--Eu já estou indo – Juliana disse saindo e deixando as outras ali.

--Ela não vai muito com a minha cara, não é? – Katia perguntou

--Não ela está estressada, deve ser a TPM daí fica assim, vamos lá – Elas encontraram Lidia já ali na sala, logo os cinco saíram para a festa, tudo muito simples, mas com quase todo mundo do colégio.

 

 

--Nossa não sabia que você iria trazer sua amiga Andreia – Claudia falou depois de alguns minutos que elas estavam ali.

--Ela é minha namorada Claudia – Andreia tentou falar com total naturalidade, Claudia disse um após um total silencio das pessoas.

--Eu sabia, eu não disse Maria? Eu sabia, vai pagar uma coxinha no seu Zé para mim – Claudia disse sorrindo.

--Como assim uma coxinha? -Andreia perguntou

--Eu disse que você gostava de garotas e a Mariazinha aqui falava que não, ai apostamos.

--Agora pronto, apostando se a outra é sapatão ou não – JM falou de maneira debochada.

--Algum problema em ela ser lésbica José Marcos? – Junior perguntou com a cara feia.

--Problemas? Para mim não, vocês estão muito nervosos de um tempo para cá, vem Juli vamos dançar – Saiu puxando Juliana para a pista de dança.

 

--Não liguem para ele, adorei você não gostar de meninos – Claudia disse passando o braço em torno do pescoço de Andreia

--Como assim adorou? – Andreia perguntou sem entender

--Querida menos uma não é? Olha para você linda desse jeito iria conquistar o coração de todos os caras da comunidade, você não gostando sobra mais para mim – Claudia deu um beijo estalado na bochecha de Andreia que sorriu da garota.

--Mas é muito dada mesmo, sossega essa periquita Clau – Junior disse também sorrindo

--E você Maria? Não vai falar nada? – Andreia ficou ressabiada com o silencio da garota

--Não tem nada para falar Andreia, ninguém tem nada a ver com quem você fica o importante é o respeito e o carinho que você tem por seus amigos – Ela disse de uma forma tão sincera que Andreia a puxou para um abraço.

--Andreia podemos beber alguma coisa? – Katia já estava ficando com ciúmes daquelas cenas de demonstração de carinho.

 

-- Vamos lá, parece que bebida alcoólica só tem pra vender lá na frente, vocês querem alguma coisa?

-- Já que está oferecendo, quero cerveja – Claudia disse.

--Vou comprar cerveja para nós, me espera aqui – Deixou Katia lá e saiu do local para comprar a bebida, no bar na frente esbarrou em uma garota ruiva, já tinha a visto na escola, “muito gostosa” foi o pensamento dela

--Ai desculpa, não te vi – A garota disse sorridente

--Sem problemas – Ela respondeu com um sorriso nada puro para a ruiva.

--Você é do terceiro ano, não é?

--Sou sim, deixa eu me apresentar da maneira certa -Ela disse estendendo a mão para a ruiva que a pegou – Meu nome é Andreia e você é a?

--Mariana – Ela disse sorrindo

--Então prazer Mariana, um imenso prazer – Disse com um sorriso galante para a menina que apenas sorria. – Mariana adorei te conhecer, mas meus amigos estão esperando pelas cervejas, espero muito te ver em breve – Falou com um sorriso safado nos lábios e saiu com as latas da bebida na mão, logo alcançou a turma que conversava sobre as roupas das mulheres que estavam na festa.

-- Nossa por isso que eu te amo, comprou a cerveja da melhor – Claudia disse abraçando Andreia, percebeu que Katia ficou com ciúmes e iria provocar, não tinha gostado dela mesmo.

--Só tinha dessa Clau. – Andreia sorriu, sabia o que ela estava fazendo.

--Andreia vamos dançar?

--Não sei dançar, ainda mais forró, vai com o Junior ele é um bom dançarino.

--Vamos lá, não gosto muito da fruta mas adoro forró– Junior pegou a mão de Katia quase a puxando.

 

--Sua namorada é enjoadinha não é? É bem patricinha

--Claudia, deixa ela – Maria falou.

--Ela é patricinha mesmo, mas é bonitinha – Andreia falou e Claudia sorriu, sabia que ela não gostava da garota, estava visível.

--Vocês viram a Juli? – Andreia perguntou olhando para o local

--Ela estava dançando com o JM agora a pouco, mas vem vamos no banheiro comigo – Claudia puxou Andreia pela mão e saíram caminhando para o banheiro que ficava nos fundos do local da festa.

--Escuro aqui não é? – Andreia perguntou enquanto esperava o banheiro desocupar.

--Não vai me agarrar, não é? – Claudia tinha um ar divertido

--Não, você não faz o meu tipo – Andreia disse também brincando.

--Olha ali a Lidia no maior amasso – Claudia apontou para uma arvore um pouco afastada do banheiro.

--Deixa ela, já disse para ter cuidado com isso, mas ela não escuta – Andreia falava olhando um pouco mais a frente, viu que tinha um casal também no escuro, porem a garota se debatia.—Olha ali acho que tem alguém que não gostou muito do cara – Claudia olhou para o local e já saiu andando

--É a Juli, o que será que está acontecendo – Andreia saiu atrás dela e ainda viu Juliana tentando se livrar dos braços do namorado.

 

--Eu já disse que não quero, me larga – Juliana tentava se livrar dos braços do outro.

--O que você quer então? Vem vestida desse jeito, fica se esfregado em mim e agora não quer finalizar? – JM parecia bem alterado.

 

--Ei larga ela JM tá maluco cara? – Claudia que chegou antes falou

--Fica na sua, isso aqui é entre eu e a minha namorada

--Ela já disse que não quer, solta ela – Andreia falou fechando os punhos, só o que escutou já ficou com muita raiva do rapaz, seu coração batia acelerado, só em pensar que ele poderia ter feito algo a mais com ela.

 

-- Fica na sua sapatão, não tenho medo de você – Ele puxou Juliana para mais perto

--Me larga agora JM – Juliana tentou se soltar, mas ele não soltou.

--Solta ela agora – Andreia se aproximou encarando-o

--Ou o quê? Vai me bater? – Alguns curiosos aproximaram-se

--Calma Andreia – Lidia tentou segurar a prima.

--Eu não tenho medo de você, sua sapatão, sabe qual é seu problema? Isso é por que nenhum homem te pegou de jeito, mas qualquer dia desses me procura que você vai saber o que é um homem de verdade.

--Eu já avisei solta ela – Andreia que não se importava com o que ele falava contra si, apenas estava preocupada com Juliana, então empurrou o garoto que quase caiu, mas assim que se equilibrou deu um soco em Andreia que caiu no chão

--Deia – Juliana foi para perto da mulher que levantou com um sorriso diferente, Juliana nunca tinha a visto assim chegava a ser sádico.

--Fazia um tempo que alguém me acertava, olha até que ele sabe dá um soco – Ela aproximou-se dele que tentou golpeá-la novamente, mas ela esquivou-se e logo acertou um chute na altura dos joelhos do garoto que fez ele cair de joelhos no chão, ela o fez levantar a cabeça a puxado pelo cabelo. – Quando uma garota dizer não é não entendeu?

--Sua sapatão – JM falou sorrindo, mas logo perdeu o sorriso quando Andreia acertou um soco em seu nariz o fazendo sangrar na hora,  deu outro soco que pelo som que fez nas falanges de Andreia ela tinha a certeza que tinha quebrado algum dente, quando ia bater novamente Juliana interveio.

--Deia já chega, ele já aprendeu. – Segurou seu rosto

-- Ele iria te machucar – Andreia falou o já se preparando para bate-lo.

--Mas não machucou, solta ele – Colocou a mão no punho dela – Ele não vai me machucar eu tenho você lembra? – Andreia abaixou a mão e empurrou o garoto.

--Vem, vamos embora – Lidia puxou Andreia pelo braço

 

--Vai lá corre, vai ter volta entendeu? Sua mulher macho - JM gritou e Andreia quis voltar lá, mas Juliana não deixou abraçando-a

 

--O que está acontecendo ? – Katia perguntou aproximando-se com Junior

--O sem noção do JM quis forçar a barra com a Juli e a Andreia deu uma surra nele. – Claudia falou

--Vamos para casa Deia – Juliana disse ainda com o braço em torno da cintura de Andreia

-- Você tem certeza que está bem? Ele não te machucou?– Perguntou olhando de forma doce para Juliana, isso provocou o ciúme de Katia

--Nossa você está bem? – Katia perguntou abraçando Andreia de forma que Juliana se afastasse – Sua boca está sangrando – Ela disse observando um fino filete de sangue escorrer pela boca dela

--Nada demais, vamos para casa – Ela saiu abraçada a Katia com Juliana, Claudia, Maria e Junior logo atrás.

 

--É melhor não falar nada para tia Paula, ela é amiga da mãe do JM, elas podem brigar, a mãe do JM o defende de tudo, ate porque é ele que defende ela do marido- Claudia falou e Juliana concordou, na porta da casa de Juliana os demais amigos despediram-se delas e as três entraram caladas.

--Nossa a festa foi tão ruim assim? Chegaram cedo – Paula disse desligando a TV

--Não mãe só estava chata, vou tomar banho.

--Eu vou tomar agua -Andreia foi até a cozinha e Katia foi com ela.

--O que você acha de irmos lá para casa?  Ainda está cedo, podemos quem sabe nos divertir mais.

--Não eu vou ver como a Juli estar, ela deve está mal

--Você vai me trocar por ela? – Andreia que já estava de costa para ir até o quarto voltou encarando a garota.

--Katia entenda uma coisa, nunca queira se comparar a ela, eu estou com você mas se tiver de escolher ela sempre sairá vitoriosa entendeu? – Falou baixo, porem ríspida.

--Entendi – Ela falou com os olhos cheios de lagrimas.

--Agora fica ai com a tia que vou ver como ela está e volto para ficar um pouco com você – Ela nem esperou a resposta apenas saiu da pequena cozinha

 

 

-- Você está ai – Juliana perguntou assim que entrou no quarto e viu Andreia sentada na cama, ela já estava com seu blusão de dormir

--Como você está? – Ela levantou e ficou de frente amenor.

--Eu não sei o que deu nele, ele estava bem dai foi no banheiro e quando voltou já estava diferente, não sei o que aconteceu.

--Você ainda vai continuar com esse namoro?

--Não sei – Ela não encarou Andreia

--Como não sabe? Ele tentou te obrigar Juli, ele iria fazer sem sua autorização.

--Eu vou conversar com ele, não sei o que aconteceu, preciso entender.

--Entender? Entender o que? – Ela subiu o tom de voz.

--Ei não grita eu estou aqui.- Andreia abaixou a cabeça – Deia ele não é assim, eu preciso falar com ele antes de tomar qualquer decisão.

--Juli hoje eu estava lá para te defender, mas outra vez eu posso não está

-- Eu sei me defender, agora vai lá dá atenção para a sua namoradinha

--É isso mesmo o que eu vou fazer – Ela saiu batendo a porta.

-- Está tudo bem? – Paula perguntou, pois escutou uns gritos

--Está sim tia, tem algum problema se eu ficar um pouco lá no quintal com a Katia?

--Claro que podem- Paula sorriu, iria fazer vergonha a garota—Aproveite que lá é escuro – Disse piscando o olho – Eu vou dormir – Levantou desligando a televisão

--Tia, não fala isso – Estava envergonhada

--Eu adorei ela – Katia falou sorrindo e Paula saiu para o seu quarto sorrindo das jovens.

--Vem vamos lá para o quintal. – Saíram de mão dadas e Andreia caminhou até debaixo de um pé de manga que tinha no pequeno quintal da casa.

-- Está tudo bem? – Katia perguntou, mas não obteve resposta, Andreia a beijou firme prensando seu corpo contra o tronco da arvore, ficaram ali naquele amasso por um bom tempo, só não sabia que Juliana estava na janela da cozinha olhando toda a cena.

 

--O que está acontecendo comigo? – Ela estava paralisada, chorando, vendo Andreia beijando a namorada. – Por que estou sentindo essa coisa ruim, ela é apenas minha amiga -Ela sussurrou baixinho, saiu para o quarto seu quarto andando lentamente, mas decidiu não ir até ele, entrou no quarto da mãe e entrou debaixo da sua coberta como costumava fazer quando era criança, Paula apenas a abraçou logo dormiram

Notas finais:

ola minhas flores!

 

DEI UMA PASSADINHA AQUI NO FERIADO PARA DAR AQUELA ESQUENTADA NA HISTORIA.

O QUE VOCÊS ACHARAM? A JULI TÁ PERDIDINHA PELA  ANDREIA NÃO É?

ESPERO VOCÊS SE PRONUNCIAREM.

 

BJS



Comentários


Nome: Mille (Assinado) · Data: 01/05/2018 16:31 · Para: Capitulo 9

Oi Lili 

Está na hora do JM levar um pé na bunda. E acho que ele deve estar usando drogas.

Os amigos não gostaram da Kátia, e ela sente ciúmes das meninas. Talvez o namoro também não dure pois ela vai cobrar atenção da Andreia e sempre leva fora e um dia cansa.

Bjus e até o próximo capítulo 



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.