Lutas da vida por Esantos


[Comentários - 189]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

--Não estamos namorando, apenas deixando acontecer – Disse Juliana olhando para uma Andreia que não demonstrava nenhum traço de alegria.

--Ei Andreia que coincidência – Katia apareceu ao lado de Andreia que apenas sorriu fraco para ela.

-- Oi Katia boa noite – A cumprimentou com um abraço. – Eles não sabem de mim – Andreia cochichou no ouvido dela – Pessoal essa é a Katia uma amiga, Katia esses são a Claudia, o Junior, o JM, a Juliane e essa aqui é minha prima... – Katia a interrompeu

--A Lidia – Completou sorrindo – Andreia fala muito de você – Falou sorrindo para Lidia. – Um prazer pessoal – Disse olhando para todos. – Vem conhecer meus amigos – Saiu puxando Andreia pela mão.

 

--Não gostei dessa garota, jeito de patricinha mimada – Claudia disse assim que se afastaram.

--Também não fui com a cara dela – Juliana falou olhando para elas que conversavam afastada com um grupo de quatro meninas.

-- Mas me diz o como foi isso? Eu estou tão feliz por vocês – Maria falou contente

-- Ela não resistiu ao meu charme – Disse JM e todos sorriram

--Não foi nada disso, vocês sabem que sempre fomos amigos desde da primeira série, dai ele disse que estava gostando de mim e eu resolvi dá uma chance já que ao menos amigos já somos – Juliana falou sendo abraçada por JM. –Não vai falar nada Junior? – Ela perguntou e percebeu que ele olhava para Andreia.

--Ai que vocês sejam muito felizes, parabéns pombinhos – Ele sabia que a Andreia estava muito apaixonada pela morena.

 

 

 

 

-- Ei Andreia o que você tem? Está toda calada – Disse Katia vendo Andreia olhar para os amigos.

--Vamos dá uma volta? – Andreia não aguentava mais ver o casal se beijando do outro lado, estava com raiva, elas saíram caminhando e no primeiro beco escuro Andreia puxou Katia para um beijo, esse que foi cheio de pressa, um beijo quente, que fez as pernas de Katia tremer

--Nossa o que deu em você? – Perguntou a mais nova quando as bocas se separaram

--Não gostou do beijo?

--Logico que gostei, adorei, mas é que sei lá você me pegou de surpresa – Ela sorriu

--Você quer namorar comigo? – Ela perguntou para a garota que ficou surpresa

--Namora? Claro que quero sou louca por você – Ela disse subindo nos braços de Andreia

--Mas vamos com calma, meus amigos não sabem da minha orientação ainda, apenas minha prima eu vou contar primeiro, depois assumimos o namoro para todo mundo está certo?

--Só em está com você já fico feliz, minha namorada – Ela voltou a beijar Andreia que apenas retribuiu, deram mais alguns amassos ali depois voltaram para próximo dos amigos de Andreia.

-- Sua amiga é muito simpática de onde ela é? – Claudia perguntou curiosa.

--Eu moro aqui perto no Pina- Katia falou

--Então é patricinha, onde você conheceu a Patricinha Deia? – Juliana perguntou

--Eu não sou patricinha – A garota disse de forma áspera

--É sim, nós moramos no morro e todas as garotas daqui de baixo são patricinhas – Claudia respondeu

--Ela está só brincando com você, não é Claudia? – Maria disse para diminuir o clima.

--Bem pessoal, eu não estou muito legal, já vou, podem ficar ai – Andreia falou pois não aguentava mais ver JM abraçado a Juliana.

--O que você está sentindo Deia? – Juliana soltou JM e aproximou-se

--Apenas uma dor de cabeça, nada demais, é cedo pessoal fiquem aí, vou ali me despedi dos amigos da Katia e já vou.

--Eu vou com você e se você passar mal? Não deixaria você ir para casa sozinha sentindo dor – Juliana falou pegando sua bolsa.

--É sério Juli, não precisa fica ai com seu namorado, eu estou bem – Ela não esperou resposta e saiu com Katia, ela se despediu e saiu com Katia agarrada em seu braço, despediu-se com a promessa de ligar no outro dia para ela.

 

 

 

--Gente a Deia está tão estranha

--Deixa ela Juli, deve ser tpm – JM falou

--Eu acho que não, conheço ela, alguma coisa aconteceu, eu vou atrás dela

--Mas não vai mesmo, ela não disse que estava bem? Então deixa ela, Juli ela não precisa de babá sabe se virar e melhor que todos nós você mesmo disse que ela faltou matar o Mauro.

--Está bem JM, tá bem – Juliana falou, mas não parava de pensar em Andreia.

 

 

 

--Ei, voltou cedo? Aconteceu alguma coisa? – Paula perguntou vendo a menina sentada na calçada de casa.

--Não tia, tudo tranquilo- Deu um sorriso fraco.

--Eu vou fingir que acredito, agora entra que está tarde pra ficar aqui- Elas entraram

--Tia eu vou dormir, estou com um pouco de dor de cabeça, ate amanhã- Ela seguiu para o quarto e ficou ali deitada, não conseguiu dormir, quando Juliana chegou ela fingiu estar dormindo, assim que a morena dormiu não aguentou segurar as lagrimas e chorou, ela sentia uma dor, era diferente de tudo que já tinha sentindo na vida, ela adormeceu entre as lagrimas, quando acordou viu que a cama estava vazia, achou estranho pois a morena sempre acordava muito depois que dela e em um domingo era bem pior, pois a morena dormia até meio dia, ela fez sua higiene e seguiu até a cozinha, não tinha ninguém, já estava acabando o café da manhã quando Paula entrou com as sacolas de frutas, ela logo levantou para ajuda-la

-- Bom dia, conseguiu dormir? A cabeça passou?

-- Sm tia, só estranhei da Juli ter acordado antes de mim. – Estava curiosa para sabre da menina

--Ela foi para a praia com o JM, pensei que você sabia

--Não sabia – Ela falou triste.

--Mas me diz o que você vai fazer nesse domingo ensolarado? – Paula notou a visível tristeza da garota.

--Não sei tia, vou ver – Quando ela falou Junior entrou na casa chamando por ela.

--Oi gente, bom dia – Abraçou Paula depois abraçou Andreia – Vim sequestra a mulher maravilha, quer dizer vim me aproveitar do fato dela poder me levar lá em Olinda, vamos? Tenho um compromisso lá e estou sem grana para o busão então pensei que minha mulher maravilha preferida poderia me levar. – Piscou para Andreia

--Interesseiro – Ela disse jogando uma uva nele que a pegou e comeu. – Compromisso é? Que tipo?

--Do tipo mais delicioso, paquerar – Paula sorriu -- Vai rolar uma festa lá vai ter muita gente bonita, então vai lá trocar de roupa que vamos, e não aceito não como resposta.

--A senhora deixa eu ir com a moto?

--Se você não beber, pode ir sim.

--Pronto, agora vamos lá trocar de roupa – Saiu puxando Andreia pela mão até o quarto. – Agora me diz como você está em relação aquele namoro estupido? – Ele perguntou assim que chegaram no quarto

-- Ai Junior, não faz pergunta difícil vai – Ela tirou a blusa sem nenhuma vergonha

-- Nossa olha esse pneuzinho crescendo ai, minha mulher maravilha não tem barriga – Ele sorriu

--Eu vou voltar a treinar, estou esperando pegar em dinheiro para pagar a matricula.

--Agora não me enrola, fala como você está?

-- Estou com raiva, como a Juli pode estar com aquele cara? Desculpa Junior, sei que ele é seu amigo, mas ele é um idiota.

--Eu também não vou muito com a cara dele, mas por que você não vai à luta? Não tenta conquistar a morena deusa?

--Primeiro ela é hetero e segundo não posso ariscar a nossa amizade por um capricho meu.

--Capricho Andreia? Você é arriada os quatro pneus pela Juli, basta ver como você olha para ela.

-- Eu não vou arriscar nada, não ainda, deixa ela com aquele mané, mas te juro que se ele fazer ela sofrer dou uma surra nele – Junior sorriu

--Eu ia adorar ver – Viu ela colocando uma bermuda folgada, camiseta preta colada ao corpo, um tênis e para completar o visual um boné.—Nossa senhora das sapinhas você está exalando “sou sapatão”, olha isso – Fungou perto da garota. – Cheiro de sapatão no ar – Ela sorriu – As sapas da festa vão cair matando.

--Não posso eu tenho namorada – Ela disse colocando um pouco de perfume

--Você o que? Como assim namorada?

-- Eu pedi a Katia em namoro ontem

--Na hora da raiva?

-- Isso mesmo, mas ela é legal e muito gostosa – O rapaz sorriu

--Safada, agora vamos que vai ser um churrasco na casa de uma bicha amiga minha.

--Nossa está linda Andreia – Paula falou ao ver a menina que ficou envergonhada com o elogio, lembrou-se da sua tia que quando ela chegou em sua casa com aquela mesma roupa ela foi proibida de usa-la.

-- Obrigada Tia, até mais tarde – Ela pegou a pequena moto e saíram.

 

 

-- Nossa que lugar bonito – Junior a fez pilotar até uma pequena chácara um pouco distante da cidade.

--Por isso a moto, agora vamos que vou te apresentar ao pessoal – Eles entraram no local e Andreia pode ver que que tinha várias pessoas, mas indiscutivelmente eram todos gays e lesbicas, Junior apresentou a garota para algumas pessoas, a serviu de refrigerante e ficaram ali conversando e sorrindo

 

--Minha amiga está querendo te conhecer – Uma ruiva aproximou-se de Andreia que pensou em negar mais ao ver uma loira apenas de biquíni ali sorrindo para si não resistiu.

--Vou falar uma coisa aqui com meu amigo, já vou lá – A ruiva saiu sorrindo.

--Mas você não disse que estava namorando a de menor? – Junior falou baixinho.

--E estou, mas olha para aquela mulher Junior? Meu Deus ela é muito gostosa, não sei se resisto – Sorriu de lado e Junior gargalhou

--Não resista minha amiga, lá trás da chácara tem uns quartos, eles são já para isso – Piscou para ela que sorriu entregando a latinha de refrigerante a ele.

 

 

-- Olá meninas, tudo bem? – Ela aproximou-se das três meninas que conversavam. – Meu nome é Andreia – Ela disse olhando para a loira que conversava com a ruiva.

--Prazer Andreia sou a Joana– A loira foi a primeira a levantar e dá dois beijinhos, um perto da boca dela. – Essa é a Tamy e a Cleo – Elas a cumprimentaram apenas com aceno de cabeça, começaram a conversar, logo as outras duas mulheres se afastaram e Andreia foi direto ao assunto.

-- Eu te achei linda Joana, muito mesmo – Fez um carinho na face da outra.

--Eu também, fiquei louca para te dá um beijo

--E por que demorou tanto? – Ela não esperou resposta apenas beijou a loira, ficaram um longo tempo ali naqueles beijos – Eu estou louca para ficar sozinha com você sabia? – Cochichou no ouvido da loira – Você quer rir par a um lugar mais reservado comigo?

--Quero muito – A loira respondeu sorrindo

--Então vamos ali atrás – Elas caminharam até a parte de trás da casa que tinha outro cômodo, parecia ser quartos para visita, só tinha um com a porta aberta, elas entraram e trancaram a porta. – Nossa como você é linda – Tomou a boca da loira, não demorou já começou a caminhar para a cama com ela, com agilidade tirou o pequeno biquíni que a garota usava, e tomou os seios dela que soltou um gemidinho, sem demora Andreia desceu até o sexo da mulher, afastou a calcinha do biquíni para o lado e o abocanhou, a loira segurou em seus cabelos forçando o contato, não demorou muito e a loira estava gozando na boca de Andreia quer sorriu.

-- Nossa você é muito boa – A loira falou ofegante.

-- E você é uma delícia – Ela não a deixou se recuperar, já estava com a mão na entrada do sexo da loira que gemeu alto quando ela colocou dois dedos na sua entrada.  – Isso geme gostoso – Andreia sentiu o seu prazer aproximando-se naquele ato, ela se considerava ativa, não gostava de ser tocada mais intimamente, sentia prazer em ver suas parceiras assim, gemendo, chamando seu nome, e era isso que a outra fazia naquele momento, gemia seu nome enquanto Andreia aumentava as estocadas naquele sexo úmido.

--Ai Andreia, eu vou gozar! Vai, assim, AHH! – A loira chegou ao orgasmo novamente levando Andreia junto, as duas ficaram ofegantes na cama por um tempo.

-- Joana, foi um prazer imenso, mas acho que meu amigo está me procurando, seria melhor eu ir até ele, você se importaria se fossemos?

--Não, claro que não eu vou ter que ir embora daqui a pouco mesmo- A loira levantou e começou a se vestir – Você nem tirou a roupa – Ela falou olhando Andreia deitada a observando.

--Não precisei, você foi tão maravilhosa que nem precisei tirar a roupa – A loira sorriu com o elogio, logo estavam perto da piscina novamente

-- Foi muito bom, espero te encontrar outras vezes.

-- Eu irei amar encontrar uma mulher tão maravilhosa novamente – A puxou para um beijo e no final se afastou indo para perto de Junior.

 

 

--Nossa demorou – Junior falou sorrindo -_Então?

--Muito gostosa, como eu previa – Junior sorriu

--Nossa você é uma tarada sabia?

--Sabia – Eles gargalharam – Existe alguma coisa melhor que sexo? – Ela perguntou e Junior pareceu pensar

--Existe, sexo a três

--Nuca fiz, é bom?

-- Uma delicia, devia experimentar

--Junior você fica me dando ideia – Ela viu a loira acenando para ela despedindo-se, ela retribuiu com o tchauzinho.

--Pelo sorriso dela você agradou

--Eu sempre agrado Junior- Ele sorriu e a abraçou

--Eu estou louca por aquele boy magia de azul, vamos lá você gostou da mulher que está com ele?

--É arrumadinha, se você quer ficar com ele podemos tentar, diz que eu quero conhece-la daí você puxa papo com ele.

--Ai meu Deus arrumei a amiga perfeita – O rapaz abraçou a menina que sorriu saíram caminhando até eles, e assim passou o resto do dia, logo as meninas sumiram para um lado e os rapazes para outro.

 

--Junior, adorei a festa – Ela disse enquanto ela colocava a moto para dentro. – Foi muito bo... – Parou de falar ao abrir a porta e ver Juliana e JM em um amasso no sofá.

--Gente vão para o quarto – Junior falou despertando o casal que sorriram sem graça.

--Desculpa gente, eu não escutei vocês chegarem – Juliana olhava para Andreia que a encarava de volta.

--Não tem o que se desculpar, você está na sua casa, Junior obrigada pelo dia, adorei – Abraçou  o rapaz e seguiu, mas parou ao ouvir um comentário que não lhe agradou.

--Gostei da roupa, bem sua cara – JM disse e começou a rir

--Não entendi o motivo do riso – Ela voltou dois passos para olha-lo

--Ui que medo, não precisa morder, eu só fiz um elogio

--JM deixa de ser panaca, o que deu em você? – Junior falou aproximando-se temendo que Andreia perdesse a cabeça.

--Panaca? Você está maluco? Eu não falei nada demais – Ele ficou de pé estava exaltado.

--O que está acontecendo aqui? – Paula perguntou entrando em casa

--Nada mãe, só um mal-entendido, JM vai para casa – Ela disse olhando feio para o rapaz.

--Mas eu não fiz nada.

--Já está tarde, é melhor você ir – Juliana falou com a cara fechada e o rapaz saiu pisando duro

-- Eu também vou, até amanhã meninas – Junior falou saindo.

--Eu vou dormir – Andreia falou seguindo pelo pequeno corredor até o banheiro

 

--O que houve Juliana? – Paula perguntou e Juliana sentou no sofá.

--Nem eu entendi mãe, mas já passou.

--Está tudo bem filha?

--Mãe você sentiu aquele cheiro na Deia?

--Não cheiro de que?

--De um perfume excessivamente doce, sei lá ela não usa perfume assim.

--Não prestei atenção – Paula sorriu sentando ao lado da filha – Ela estava em uma festa com o Junior possivelmente era de alguém da festa. – Ela levantou rápido.

--Eu vou dormir, ate amanhã mãe – Juliana saiu rápido, estava com a cabeça confusa achou que namorando com o JM iria parar de sentir aquilo pela sua amiga, estava com medo, medo por essa dependência que estava criando de Andreia, não entendia o porquê sentiu tanta raiva ao ver ela com a marca no pescoço, não entendia o motivo de ter achado ela tão linda quando a viu entrando com aquelas roupas.

 

 

--Oi, desculpa te acordei? – Andreia disse entrando só de toalha.

--Não estava dormindo – Juliana vira para ela que jogou a toalha no chão e começou a se vestir, ela se pegou olhando para as pernas de Andreia, sentiu um calor em seu sexo, passou a língua nos lábios para umedece-lo quando subiu um pouco mais Andreia virou-se e ela disfarçou virando de lado na cama.

-- Como foi seu domingo? – Andreia perguntou arrumando seu colchão

--Legal, peguei um bronze  - Observava cada detalhe da outra – E o seu?

--Foi legal também – Ela disse deitando – Ate amanhã Juli – Andreia apagou a luz e deitou-se de costas para ela que ficou ali por um bom tempo perdidas na sua confusão interior. A semana passou-se rápido, Andreia saia de casa sempre que JM chegava, ela não aguentava vê-lo tocando na morena, então ela ia procurar Katia ou saia com Junior para uma de suas festas, no domingo de manhã, estavam as três almoçando quando alguém bate na porta e Paula vai atender.

--Andreia é para você – Andreia estranha e vai até a porta ficando surpresa.

--Mas Katia como, o que você está fazendo aqui? – Ela pergunta surpresa.

-- Eu vim fazer uma surpresa – Abraçou-a.

--Mas como você achou a casa? – Afastou-a um pouco.

--Eu perguntei onde era a cada de Paula que vendia almoço, não foi difícil.

--Convida sua amiga para almoçar Andreia – Paula falou alto.

--Ela não... – Katia não a deixou completar e entrou na casa.

--Muito obrigada, meu nome é Katia sou amiga da Andreia – Ela disse segurando no braço de Andreia. – Tudo bem Juliana?

--Tudo – Ela respondeu seca.

--Prazer,  sente-se para almoçar conosco- Paula convidou

--Obrigada, mas eu já comi, posso falar com você Andreia?

--Er.. claro vamos dá uma volta – Elas saíram e Andreia seguiu calada até uma pracinha que tinha ali.—O que você veio fazer aqui? Elas não sabem de mim – Falou ríspida

--Eu só pensei em fazer uma surpresa, desculpa – Falou com os olhos cheio de lagrimas.

-- Katia, eu não gosto de surpresas, vai para casa é melhor

--Vem comigo? Meus pais não estão em casa só chegam sexta.

-- Eu vou mais tarde, agora vai para casa e nunca mais faça isso. – Falou um pouco mais doce.

--Certo, vou para o ponto de ônibus

--Eu te levo até lá – Elas foram para o ponto de ônibus ali perto e Andreia seguiu para a casa, encontrou Paula levando a louça para a pia, ela logo se prontificou em lavar os pratos.

--Sua amiga já foi? -Paula perguntou

--Já sim.

--Andreia, posso te fazer uma pregunta? – Andreia se virou olhando-a

--Claro tia, diga.

--Aquela menina é sua namorada? – O copo que estava na mão de Andreia caiu estilhaçando-se no chão

--Na, na namorada? – Abaixou-se para pegar os cacos de vidro

Notas finais:

Ola minhas flores, como vcs estão?

 

Mais um capitulo para vcs, eu estou muito generozinha de uns dias para cá, não é mesmo? kkkk

 

Olha ai a Paula descobriu, e agora? O que será que vai rolar?... 

 

BJS ate o proximo.



Comentários


Nome: jake (Assinado) · Data: 26/04/2018 01:17 · Para: Capitulo 7

Bom eu acho.que a Paula.ja sabe....

Acho tbm que ela  desconfia  que  a Andreia  gosta da sua filha....

Nossa mtas emoções. ..

Aguardando próximos capítulos ....

Bjs bjs....



Resposta do autor:

É a Paula se mostrou bem observadora, mas a questão é só uma, será que Juliana vai entender? 

 

BJS minha flor



Nome: Mille (Assinado) · Data: 26/04/2018 00:13 · Para: Capitulo 7

Bom

Não era surpresa para mim a Paula descobrir e tenho certeza que ela sabe que a Deia está caidinha pela filha e a confusão da descoberta da Juliana. Talvez até ajude elas.

Bjus e até o próximo capítulo 



Resposta do autor:

É talvez ajude, ou não, vamos ver se a Juliana vai saber lidar com isso de boa.

 

BJS Mille



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.