Lutas da vida por Esantos


[Comentários - 189]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

-- Deia ainda bem que está acabando o ano, não aguento mais estudar. – Elas tinham acabado de chegar na escola.

-- Eu gosto de estudar, então não tenho o que reclamar.

--Bom dia meninas – Junior disse assim que avistaram elas aproximando-se

--Bom dia povo lindo – Juliana disse um pouco mais feliz que o normal.

-- Acho que a Juli viu um passarinho verde – Claudia disse sorrindo.

--E o passarinho deve ter cantado muito bem viu, olha só o sorriso dessa garota? E a pele?  - Junior falou e todas sorriram

-- Eu vou lá para sala vou acabar o  exercício de física.

--Mas não é para entregar só na sexta?

--É Maria, mas eu prefiro adiantar. – Andreia deu um beijo na mão de Juliana e saiu.

--Agora conta tudo e quero detalhes – Claudia disse sorrindo

--Ai gente foi tão bom, tão lindo – Suspirou

--Ah! que bonitinho – Maria disse comovida.

-- E o que mais? Você gostou?

--Muito, nossa como pode ser tão bom?

--Ual! Foi tão bom assim? Geralmente a primeira vez não é muito confortável.

--Só teve uma hora que doeu um pouco, mas depois, foi tudo muito bom, acho que me viciei

-- A sapa alfa deve ser muito boa de língua mesmo, olha o sorriso dessa garota. – Junior disse um pouco baixo, pois tinha outras pessoas ali.

--Muito Ju, muito boa mesmo.

--Gente! Me diz, você conseguiu gozar com ela te chupando?

--Claudia isso é perguntas que se faça? Coisa mais chata – Maria disse com um tom mais bravo estava vermelha.

-- Logico eu disse que queria detalhes sórdidos, é exatamente o que eu estou fazendo sua chata – Voltou-se para a outra -- Então Juli?

-- Várias vezes Claudia, nossa nem sei mais quantas, agora não diz a ela que eu falei, não sei se ela vai gostar.

--Juli quer um conselho? – Junior perguntou e a amiga fez um sim com a cabeça. – Não faz tanta propaganda assim, pode ser que alguém escute e queira conferir.

-- Eu arrancaria o olho da piranha que ao menos olhar para ela.

-- E eu ajudo você amiga – Claudia disse passando o braço em torno do da outra

--Se não entrarmos, não vai ter ninguém que nos ajude a encarar o chato do professor de física – Junior disse eles seguiram para a aula, a semana seguiu em seu ritmo, Andreia e Juliana cada dia mais apaixonadas.

 

 

 

 

-- Vamos gente, vocês são muito lentos, vamos ficar em pé  - Juliana estava ansiosa para ver sua namorada lutando.

--Olha ela ali – Claudia apontou para a garota que estava com seu kimono azul.

-- Ela é tão linda – Juliana disse na expectativa dela olhar para elas.

--Ainda bem que conseguimos sentar, estou morta de cansada – Paula disse sentando no banco de cimento da arquibancada da quadra de esporte.

-- Acho que vai começar agora – Se concentraram na luta que não entendiam muito.

--Não tem socos e chutes? – Claudia falou esperando a “ação” começar.

--É Judô Claudia o intuito é apenas derrubar a outra.

-- É um agarrado né – Juliana disse sem tirar o olho do tatame, viu quando Andreia passou a outra por cima das costas a derrubando no chão.

--Nossa como ela faz aquilo tão fácil – Paula ficou admirada.

--Já acabou? – Junior disse vendo o juiz pegar na mão de Andreia e levantar.

-- A Andreia  ganhou – Maria disse e logo Juliana e Claudia levantou aplaudindo, Andreia deu um pequeno sorriso para elas e voltou a concentra-se, pois teria mais duas lutas quase que seguidas, no final de cada uma delas sempre que o Juiz levantava a mão de Andreia era uma enorme comemoração  da “torcida”.

 

 

 

-- É Andreia pelo visto você tem um fá clube – A esposa do dono da academia que Andreia treinava falou enquanto ajudava ela a ajeitar o kimono da lutadora – Parabens campeã – Abraçou-a

-- Eu acabei com elas, falei que podia confiar em mim – Andreia disse assim que separam o abraço.

--Eu sempre confiei em você, agora vai lá que vou atrás do meu marido que deve estar muito orgulhoso de você, vai lá com sua torcida organizada

--Vou lá sim, logo eu volto para receber as premiações. – Ela saiu indo para onde estavam todos.

-- Você ganhou todas, parabéns, sabia que você conseguiria – Paula disse feliz abraçando-a, após findar o abraço Andreia procurou pelos olhos da sua morena.

-- E você gostou? – Ela estava com a cara um pouco amarrada.

--Gostei – Abraçou-a e no abraço cochichou no ouvido dela – Quem era aquela ali que não parava de te abraçar?

-- Ela é a esposa do dono da academia.

--Depois vai me explicar direitinho essa história. – Separou o abraço.--  Parabéns, não entendi muito bem como era que se ganhava, mas o importante que você foi demais. – Beijou a bochecha dela.

--Obrigada marrentinha, depois eu te falo como funciona.

--Gente do céu foi resolvido que iria concentrar os homens gostosos da cidade nesse lugar? Junior olha aquele moreno ali – Claudia disse apontando.

--Nem me fala Clau, mulher maravilha eu vou ser do seu fã clube e estarei em todas suas lutas – Junior falou divertido e todos sorriram.

-- Eu vou lá na premiação.

--Depois vamos lá para casa para comemorar.

-- Oba festinha, bem que você poderia chamar seus amiguinhos – Claudia disse apontando para um grupo de rapazes – Eles nem precisam trocar de roupa, vão assim mesmo.

--Sex né essa roupa ai – Junior completou enquanto Andreia se afastava sorrindo, ela ficou perto com os demais participantes da sua academia, não demorou para uma garota aproxima-se deles.

--Parabéns pela vitória, você é muito boa – Uma garota alta, magra cabelos negros e olhos azuis aproximou-se de Andreia.

--Muito obrigada

--Andreia não é? Me Chamo Amanda sou filha do dono da Espartanos conhece?

--Uma das equipes não é? Lutei contra uma de vocês acho que a terceira lutadora?

--Isso mesmo foi uma ótima luta – Ela se aproximou de Andreia que não pode deixar de observar a beleza da garota.

--Er.. Foi a mais difícil mesmo.

--Esse é o cartão da academia do meu pai, ele está bem interessado em levar você para treinar lá.

--Desculpa, mas estou bem na Titans, mesmo assim obrigada. – Ela se afastou e os colegas a seguiram com o olhar.

--Andreia a Espartanos é a melhor da cidade, eles têm vários patrocínios.

--Eu não estou interessada, o mestre Matias é o melhor para mim.

--Se você diz agora e suas amigas lá? Não vai apresentar? – Um dos três rapazes perguntaram.

--Quem? – Andreia perguntou

-- Aquela moreninha gostosa – Outro fala e aponta para onde Juliana estava.

--Aquela moreninha gotosa ali já tem dona e se você gosta de usar o que tem no meio das suas pernas tira o olho dela.

-- Ei calma aí Andreia, só falei – Ele pareceu pensar e voltou a falar – Espera ai você falou dona? Como assim?

--Sim ela é minha namorada – O rapaz fez uma cara surpresa – Algum problema?

--Não Andreia, nenhum – Falou um pouco assustado.

--Se deu mal seu mané – Os outros dois sorriram dela.

--Desculpa ai Andreia eu não sabia mesmo, desculpa – Ele repetiu

--Não se preocupa Lucas, é muito linda mesmo minha marrentinha, mas nunca mais olhe para ela entendeu?

--Pode deixar você é minha amiga e se mulher de amigo meu para mim é homem de amiga também é.

--Mas e as outras Andreia? – Os outros dois perguntaram se referindo a Claudia e a Maria.

--Bem as outras são solteiras, você está com o chevette do seu pai Guto?

-- Estou sim, está lá na frente.

--Então vamos fazer uma social onde eu moro querem ir?

-- Fechado, você apresenta as gatas?

--Apresento sim, até dou um jeito delas irem no carro com você o que acham?

--Fechado – Ele disse sorrindo.

--Não é justo e eu ? – Lucas disse quase que choramingando.

--Tem o Junior ele vai adorar – Ela disse já sabendo que o rapaz não gostaria.

-- Ei tô fora – Ele disse rápido.

--Eu sei seu besta, vamos receber as medalhas – Eles foram cada um ganhou uma categoria e a Andreia ganhou em duas.

 

 

--Oi gente, esses aqui são o Ota, o Guto e o bestão aqui é o Lucas, essa aqui é a morena mais linda desse mundo – Pegou na mão de Juliana e beijou – A Juli, essa é tia Paula mãe dela e esses são o Junior a Claudia e a Maria, Tia eu chamei eles, tem algum problema?

-- Claro que não, vamos para a parada do ônibus?

--Tia o Guto tá com o carro do pai dele, pode dá uma carona, vocês vão no carro e a Juli vai na moto comigo

--Mas não vai ficar muito apertado? Sete pessoas em um carro?

--Não se preocupe dona Paula meu carro é igual coração de mãe sempre cabe mais um. – Guto disse sorrindo.

--É tia um vai no colo – Otavio disse olhando para Claudia que já gostou da ideia.

--Então tudo certo? Vou parar no mercado com a Juli e compro alguma coisa para a gente beber, vamos? – Chamou Juliana que foi mais atrás com ela, Juliana estava feliz pois a outra tinha apresentado ela como namorada, foi uma grande alegria para ela.

 

-- Andreia, espera – Amanda chamou aproximando-se delas que pararam.—Eu queria saber se você não gostaria de sair mais tarde, sei lá fazer alguma coisa – Falou com um tom de voz que deixou claro suas reais intenções

--Desculpas, mas eu já estou ocupada – Andreia disse e já se virando, mas ela insistiu.

--Vamos vai, não custa nada – Passo a mão no braço dela e esse foi o estopim para uma Juliana que estava tentando se controlar.

--Olha aqui garota ela já disse que não vai, não entendeu ou quer que eu desenhe? – Ficou de frente da garota que era quase do tamanho de Andreia.

--O que foi garota? Não falei com você.

--Mas falou com minha namorada e se você não se mandar daqui agora eu mesma vou desenhar isso na sua cara – Juliana falava de ponta de pé tentando mostra-se maior.

--Você está maluca? Olha seu tamanho – A menina aproximou-se mais de Juliana e nessa hora Andreia se intrometeu.

--Chega, eu já disse que não quero sair, aliás eu quero, mas vou sair com a minha namorada, ficou claro para você Amanda? – Andreia olhou de uma forma tão feia para a garota que ela encolheu o ombro e falou quase que resmungando

--Tudo bem, desculpa o incomodo – E deu as costas.

--É vai lá sua pira... – Andreia puxou Juliana  quase que no braço para fora da quadra.

-- Juli não faz isso você é maluca só pode – Os demais que estavam próximos não entenderam o porquê Andreia falou isso, mas prestavam atenção

--Ela é uma pirralha Deia, você viu? Faltou te agarrar, o que você queria? Que eu deixasse? Ou você queria ter ido? -Estava nervosa

--Claro que não Juli, você não pensa, viu o tamanho dela? Você é maluca só pode.  – Andreia falava em um tom de voz normal

-- O que houve? – Paula perguntou

--Uma pirralhazinha veio insistir em sair com a Deia dai eu tive que ensinar a ela uma coisa.

--Você bateu nela amiga ? – Claudia perguntou animada

--Ela é maluca, só pode a garota dava duas dela.

--Ela iria ficar sem os cabelos isso sim. – Andreia se segurava para não rir.

--Nossa a morena é valente mesmo – Lucas disse sorrindo

-- Eu não  duvido a Andreia apanha dela – Guto completou

-- Já passou, podemos ir? – Paula perguntou

--Podemos, vamos Deia – Juliana pegou na mão dela e saiu puxando para o outro lado da rua onde estava a moto.

-- Juli você é louca, só pode ser isso – Andreia disse enquanto sentava na moto, sendo seguida por Juliana.

--Sou mesmo e se eu sonhar que você deu trela para aquela branquela azeda eu corto seus dedos escutou? – Disse com a boca encostada no ouvido dela, como não se exigiam capacete para aquele tipo de moto, elas não ligavam de usar.

-- Juli não reparei nela, só quero saber de você – Ela deu partida e saiu com a moto.

-- Assim que eu espero – Ela mordeu a pontinha da orelha da outra que arrepiou-se

-- Assim eu não aguento, não me provoca  – Andreia falou assim que parou em um sinal.

--Deia queria muito ir para casa e te dar bem gostoso – Juliana sabia que a outra ficaria excitada com isso, adorava provoca-la.

-- Assim fica difícil - Ela disse entrando em uma rua.

--Para onde estamos indo?

--Eu me perdi semana passada entrando nessa rua e descobrir um atalho, vamos ganhar uns vinte minutos dos outros, não tem sinal por aqui – Ela saiu guiando por algumas ruas e becos, logo estava na entrada do morro onde moravam.

--Nossa já chegamos – Juliana ficou surpresa.

--Sim chegamos e você vai me dá bem gosto – Andreia parou a moto em frente de casa e quase que correram para dentro, mal Andreia abriu a porta e Juliana subiu na outra colocando as pernas na cintura dela – Temos que ser rápidas – Andreia caminhou os beijos para a o quarto e lá nem deitou a outra na cama, a prensou na porta e desceu a mão até o sexo da morena. – Porra você já está prontinha – Andreia disse ao sentir aquele pedaço de prazer já molhado.

-- Sempre estou pronta para você, agora me fode bem gostoso – Andreia não esperou nada, apenas enfiou dois dedos na outra que gemeu alto.

--Isso gostosa, geme para mim vai – Andreia perdia totalmente o controle por aquela garota.

--Ai Deia vai, mais forte, ahh! – Juliana gemia alto não demorou para ela soltar um gemido mais alto cravando os dentes no ombro de Andreia.

-- Ai que delicia – Andreia estava excitada demais, a jogou na cama e não esperou a outra se recupera, já tirou a calça que vestia e começou a roçar o seu sexo no da morena que já estava gemendo novamente, não demorou para Andreia se entregar a um delicioso orgasmo. – Droga como eu queria passar o resto do dia aqui com você – Andreia disse sorrindo, mas logo levantou. –Vou tomar um banho se arruma e fica lá, pois logo chegarão – Juliana sorriu e começou a vestir o short que usava

 

 

--Nossa já chegaram? – Paula perguntou ao ver a filha sentada no sofá.

--Foi a Deia pegou um atalho.

-- Onde ela está? – Maria perguntou

-- No banheiro, foi tomar banho.

--Vocês compraram as bebidas?

--Não mãe, ela quis tomar banho logo

--Tudo bem, eu vou preparar um lanchinho para nós – Paula saiu da sala

--Limpa a testa Juli – Junior disse baixo aproximando-se de Juliana que estava um pouco mais afastada dos outros que conversavam

--Está sujo? De que? – Passou a mão na testa

-- Está escrito eu fiz sexo – Juliana sorriu.

--Não vou negar, foi rápido, mas foi uma delicia.

--Eu sabia, vocês não perdem tempo mesmo – Eles falavam baixo para ninguém escutar.

--Não mesmo meu querido, ela me deixa doida, olha para aquilo, como não querer leva-la para o quarto e fazer amor a noite toda. – Juliana apontou para Andreia que chegava com uma bermuda de tactel, uma camisa babylook, e cabelos molhados

-- Vou comprar as bebidas, quem me acompanha?

--Eu vou – Lucas se ofereceu.

--Vamos então – ela caminhou até Juliana e deu um leve selinho nela. –Já voltou marrentinha linda – Juliana sorriu observando-a sair com o amigo, logo Paula aproximou-se com uma vasilha enorme com vários cachorros-quentes, eles começaram a conversar, não demorou para Andreia voltar, ela deixou a bebida ali e chamou Paula para acompanha-la.

-- O que foi Andreia? Por que me chamou? – Paula perguntou enquanto colocava as latinhas de cervejas no congelador.

--Tia eu tinha dito que tinha um prêmio lembra?

--Lembro sim, parabéns.

--Pronto tia, olha o cheque, quero que a senhora fique com ele. – Paula viu o cheque na mão da garota e recusou

-- Claro que não Andreia ele é seu, você o mereceu.

--Mas tia eu queria ajudar, fico aqui na sua casa,  eu já recebo o dinheirinho do aluguel lá da casinha que meu pai deixou, o cheque é pouco, mas ajuda.

--Andreia, você já me ajuda muito trabalhando comigo, eu não sei o que seria de mim sem você, as coisas estão indo bem, quase que dobramos a quantidade de quentinha, então guarde esse dinheiro, para uma necessidade.

--Mas tia...

--Nada de tia, me dê esse cheque amanhã quando for pagar a conta de luz deposito na sua poupança – Pegou o cheque e sorriu. –Nossa ganhou quinhetinhos em uma tarde, coisa boa – Paula sorriu e guardou o cheque. – Agora vai lá fazer sala para seus amigos, eles são legais – Entregou uma latinha de cerveja para a jovem e saiu sorrindo.

 

 

-- O que vocês tanto conversavam Deia ? – Juliana perguntou assim que Lucas saiu de perto delas.

--Eu queria que ela ficasse com o cheque do prêmio, mas ela não quis.

--Deia é para você guardar, ela fez certo – Fez um carinho no rosto dela.

--Eu amo você sabia? – Andreia disse com o olhar fixo na morena.

--Ai Deia eu também te amo. – Juliana abraçou-a emocionada e a beijou de leve.

--Ei não faz inveja – Claudia disse sorrindo e elas se afastaram, Juliana estava com uma lagrima nos olhos.

--Eu vou te dá o mundo minha morena, o mundo – Andreia disse enxugando a lagrima que escorria.

--Para mim só você basta Deia, você é meu mundo.

--Ai que lindo – Junior disse suspirando todos prestavam atenção nela

--Um brinde ao amor – Paula disse levantando o copo de cerveja, a noite seguiu tranquila, Paula precisou ser levada para o quarto, por Andreia e Junior, pois estavam completamente bêbada.

--Guto está de boa para dirigir?

--Só tomei refri Andreia, pode deixar – Vou levar as garotas em casa e já vou nessa.

 

 

--Deia acho que preciso de ajuda no banho – Andreia que já estava alta pela bebida deu seu sorriso mais safado aproximando-se da morena. –Vamos aproveitar que a mãe está completamente bêbada e vamos acabar o que começamos - Andreia já estava imaginando o que a noite traria sempre se cotia para que Paula não escutasse elas transando, mas a mais velhas estava completamente bêbada e não acordaria facilmente.

-- Juli, não me provoca que eu vou te comer bem gostosinho – Andreia puxou a morena para um beijo quente, cheio de tesão, não demoraram e correram para o banheiro onde Andreia fez a outra gemer alto em seus dedos e língua.

 

 

 

-- Nossa como vocês me deixaram beber daquele jeito? – Paula disse entrando na cozinha e vendo as jovens na mesa.

--Quem mandou encarar a Claudia aquela ali já nasceu bebendo acho que a mãe dela batizava a mamadeira dela – Juliana disse sorrindo.

--Aquela ali pode beber a bebida do mundo e nem parece, acho que nunca vi a Claudia bêbada.

-- Era para vocês terem me avisado antes – Paula diz abaixando a cabeça.--Ai que dor de cabeça.

--Toma esse café tia vai ajudar -Ela bebeu.

--Tia o que acha de ir para a praia?

--Quem eu? Não saio daquela cama hoje para nada– Paula disse comendo um pedaço de pão.

--Então nós vamos, tá bom mãe?

--Por mim, só tenham cuidado, vai de moto?

-- Não sei vou esperar o pessoal chegar.

--Não precisa esperar – Juliana disse escutando as batidas da porta – ENTRA! – Ela gritou e Maria, Claudia e Junior entraram.

--Está melhor tia?

-- Claudia se você não falar mais baixo eu juro que nunca mais você come meu creme de frango.

--Acho que já respondeu, vamos? – Junior disse sorrindo

--Vamos sim – Andreia disse pegando uma mochila de costas. – Vou levar o litro de vodca que sobrou de ontem.

--Adoro- Claudia disse sorrindo

--Cuidado na vida garotos – Paula disse indo para o quarto, desceram para pegar o ônibus, na parada encontraram Lidia que ficou péssima por não ter conseguido ir no dia anterior, lá guiados por Claudia encontraram os garotos que já estavam aguardando.

--Eu convidei eles, tem algum problema? – Claudia perguntou

--Claro que não, eu adorei sem nem saber quem são – Lidia disse olhando para Lucas.

-- Vamos para água Deia? – Juliana chamou retirando o short jeans e a camiseta, Andreia estava maravilhada com aquele corpo.

-- Com toda certeza – Andreia sorriu e tirou a blusa, ela usava só a parte de cima do biquíni e um short jeans. – Vamos lá – Elas saíram para a agua.

--Vocês viram aquela marca no ombro da Andreia? – Maria perguntou.

-- E o arranhão das costas? – Lucas completou

--Sinal de uma noite de muito sexo – Claudia falou sorrindo para Guto, logo as meninas voltaram sorrindo, aquele grupo de amigos ficaram ali até a noite, foram para casa completamente bêbados.

 

 

 

-- Nossa estão bem animadinhas – Paula disse vendo as duas entrarem sorrindo.

--Mãe foi a Deia que fica falando umas coisas – Juliana se jogou no sofá.

--Ei nem pensar já para o banho estão enchendo a casa de areia.

-- Vai você depois eu vou – Andreia disse tentando ficar seria, mas olhou para Juliana e começou a rir.

--Vão as duas, vocês parecem que estavam tomando banho de areia e não de mar, já para o banho as duas.

-- Eu e ela? – Andreia perguntou apontando

--Não a tv e o sofá, vão logo que eu sei que vivem tomando banho juntas.

--Se a senhora insiste – Juliana puxou Andreia pela mão.

--Nunca vi tanto fogo em duas pessoas – Paula disse sorrindo. – Vou para meu quarto colocar meu fone de ouvido e dormir – Ela trancou as portas e seguiu para seu quarto.

 

 

 

 

 

 

-- Tia isso é constrangedor, mas juro que não estávamos fazendo nada – Andreia falava enquanto tomavam café da manhã

--Como assim? Desembucha logo Andreia.

-- É que ontem de noite a cama quebrou mãe – Juliana falou baixo e Andreia abaixou a cabeça envergonhada.

--Minha gente, vocês têm uma vida inteira pela frente, vão com calma – Paula disse enquanto gargalhava.

--Eu disse que ela ia ficar zoando  - Andreia falou ainda envergonhada

--Eu sei, mais tínhamos que falar.

--Deixem de ser bobas meninas, vamos ver se dá para ajeitar

--Eu tentei tia, não dá para ajeitar, a madeira partiu no meio.

--Serio? – Disse pensando no que faria.

--Tia eu vou comprar uma, e a senhora deixa pode ser de casal? – Andreia perguntou ainda envergonhada.

--Claro que pode, mais vocês têm que arrumar espaço no quarto.

--É só tirar aquela mesinha que dá.

-- Pronto filha, façam isso, Andreia eu vou no banco daqui a pouco e saco o dinheiro do seu cheque, é melhor você compra avista pra ganhar desconto

--É mesmo tia, boa ideia, você vai compra comigo? – Perguntou a Juliana

--Vou sim Deia, te encontro no centro mais tarde – Elas combinaram tudo.

As vidas das garotas corriam com tranquilidade, Juliana sempre cobrava ciúmes, mas Andreia sabia reverter a situação e sempre acabavam na cama.

Notas finais:

Ola minhas flores

Um capitulo cheio de emoções e bem grande do jeitinho que vocês gostam.

 

Boa semana a todas 

 

BJS



Comentários


Nome: dannivaladares (Assinado) · Data: 23/05/2018 00:39 · Para: Capitulo 17

Quebrar a cama é phoda!

 

kkkkkk



Resposta do autor:

kkk sim é vergonhoso, mas o que vale é o momento kkkk

BJS flor



Nome: Lili (Assinado) · Data: 22/05/2018 14:29 · Para: Capitulo 17

Caraca o fogo e grande que quebrou a cama.

Kkkkkkkk......



Nome: Mille (Assinado) · Data: 22/05/2018 12:18 · Para: Capitulo 17

Olá Lili 

Elas são fogo e a Juli é doida o ciúmes a deixa maior que qualquer pessoa.

Bjus e até o próximo capítulo 



Nome: Bee20 (Assinado) · Data: 22/05/2018 00:24 · Para: Capitulo 17

Amor por esse casal 



Resposta do autor:

Né! fazendo coraçãozinho com a mão pra elas kkk

BJS flor



Nome: Pipoca ramos (Assinado) · Data: 22/05/2018 00:00 · Para: Capitulo 17

Aí ai quanto fogo kkkkk kkkkk

Ótimo capítulo autora



Resposta do autor:

kkkk ainda nem começaram as... brincadeirinhas... kkkkk

BJS pequena



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.