Lutas da vida por Esantos


[Comentários - 189]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

-- Juli olha quem está vindo – Claudia disse a amiga que fechou a cara, Andreia não estava na praça tinha ido ao banheiro na escola.

-- Oi gente, vocês viram a Andreia? Gostaria muito de falar com ela

--Não Mariana ninguém aqui viu a Andreia – Juliana disse ficando de pé – Se toca garota, a Andreia não te quer, vaza daqui sua atirada.

--Você me chamou de que? Está maluca? Olha seu tamanho garota, não tem nem meio metro e vem querer me encarar- Aquilo foi o estopim para despertar a fúria da menor.

--Eu não tenho medo de você sua cabelo de fogo, vaza daqui.

-- Você dobre sua língua para falar de mim – Avançou sobre Juliana, elas foram ao chão distribuindo algumas puxadas de cabelo, porem Junior e Andreia que chegava separaram a briga.

--Segura essa nanica mesmo, senão eu quebro a cara dela

--Chega Mariana você enlouqueceu – Andreia ficou com raiva – Juli você está bem? Ela te machucou?.

--Não, mas eu vou machucar essa vadiazinha. – Tentou solta-se dos braços de Andreia.

--Vem, solta ela para eu fazer ela engolir essas palavras.

--Junior leva essa garota daqui, senão quem eu que vou perder a cabeça com ela – Andreia disse lançando um olhar mortal para a ruiva que ficou amedrontada, essa se soltou de Junior, pegou sua bolsa, mas antes de sair deixou seu “veneno”.

--Sempre que quiser repetir pode me procurar, adorei ontem – Mariana saiu sorrindo, Juliana tentou se soltar outra vez, mas Andreia era mais forte

-- O que foi isso? Qual o motivo disso tudo? – Andreia falava olhando para as pessoas que estavam ao redor vendo a confusão

--Me deixa Andreia – Soltou-se dos braços da maior pegou sua bolsa e saiu pisando firme.

--Vocês não me falam nada? O que aconteceu?

--Eu não sei de nada – Junior disse e as duas garota apenas afirmou com a cabeça, Andreia resmungou e saiu atrás de Juliana que estava no banheiro.

 

--Juli me fala o que houve? – Se pôs atrás da menina que estava arrumando o cabelo.

--O que houve? O que houve foi você, não tinha nada de ter ficado com aquela putinha, você não presta Juliana não presta – Virou e começou a socar os ombros da maior que segurou aqueles pulsos e não segurou sua vontade puxando-a para juntar os lábios, Juliana não mostrou nenhum impedimento, apenas retribuiu aquele beijo que a deixavam perto das nuvens.

 

 

-- Juli você está ai?- Claudia interrompeu o beijo dela entrando no banheiro –Ai meu Deus desculpa atrapalhei vocês – Ela disse sorrindo.

--Não atrapalhou, você não presta Andreia, não presta – Pegou seu caderno e saiu.

--Mas Juli... – Ia sair atrás dela, porem Claudia a deteve. – Deixa ela quando está com raiva é melhor deixa-la sozinha até esfriar a cabeça.

--Mas ela precisa me explicar o que houve.

--Andreia você é por acaso burra? Não percebeu que ela está morrendo de ciúmes de você?

--Ciúmes?- Parou como se pensasse – Ciúmes! -Andreia abriu um sorriso – Ela estava com ciúmes?

--Ai meu Deus como pode uma pessoa tão inteligente ficar tão tapada quando está amando. – Claudia disse olhando para Andreia

--Se ela está com ciúmes, então quer dizer que ela gosta de mim, se ela gosta de mim eu tenho uma chance.- Andreia parecia falar para ela mesma.

-- Grande descoberta

--Olha a hora da aula, pra sala vocês duas – A supervisora chegou obrigando as meninas irem para a sala, ao entrar na sala Andreia olhou sorrindo para Juliana que estava com uma cara não muito boa.

-- Vamos sentar meninas, estão atrapalhando a minha aula – O professor mandou elas sentarem, a aula seguiu e Andreia estava ansiosa, querendo falar com sua baixinha brava, não teve chance de falar entre uma aula e outra, mas assim q o ultimo sinal tocou ela correu para perto dela.

--Juli vou lá trabalhar, mas vou fazer tudo bem rápido para chegar logo em casa, temos que conversar – Andreia falou um pouco seria, Juliana apenas afirmou com a cabeça.

 

 

--O que você disse a ela Clau? – Juliana perguntou assim enquanto saiam da escola.

--Eu? Nada, mas e aquele beijo? Nossa fiquei até arrepiada

--Juliana posso falar com você? – JM aproximou-se das meninas.

--Pode falar JM

--Não poderia ser em particular?

--Tudo bem, até amanhã meninas – saiu andando na frente com ele

--Juli eu queria voltar com você, eu sei que errei já pedi desculpa e disse que mais nunca ia fazer aquilo e não vou, me perdoa vai?

--JM eu não posso, sei que você gosta de mim, mas agora não dá mais.

--Mas por que não dá mais? Tem outra pessoa não é?

--Tem, mas você é e sempre será meu amigo, não fica com raiva de mim – Ela viu o rapaz ficar vermelho, aquilo acontecia quando ele estava com raiva.

-- Não deixarei de ser seu amigo Juli, nunca – Abraçou-a – Vai lá eu vou para casa daqui – Ele deixou a menina na esquina de casa e seguiu sem olhar para trás.

 

 

--Mãe a Deia já foi?

--Já sim, hoje as coisas são corridas, não deixa de lavar as panelas a mamãe está morta de cansada – Juliana apenas afirmou com a cabeça, estava ansiosa para saber o que Andreia iria falar com ela, após o almoço lavou as louças e as enormes panelas, depois seguiu para o quarto, lá acabou dormindo, enquanto isso Andreia fez as entregas o mais rápido que pôde, com seu sorriso aberto ainda conseguiu algumas boas gorjetas, acabou as entregas, passou no mercado para comprar algumas coisas que faltavam e quando chegou em casa era perto das 16h, olhou na cozinha e na sala não encontrando aquela que ela estava querendo falar, então foi até o quarto, chegando lá encontrou-a dormindo.

--Como é linda – Falou baixinho, ficou alguns minutos ali na porta admirando-a dormir, depois seguiu para a cozinha, iria adiantar o jantar, após pronto escutou alguns passos aproximando-se.

--Deia, faz tempo que você chegou? – Juliana foi beber agua.

--Faz sim, está com fome?

--Não estou querendo saber o que você quer me falar, sabe que sou curiosa.

-- Vamos lá para o quarto que é melhor – Pegou na mão de Juliana e saiu a puxando até o pequeno cômodo, após entrar Andreia não falou nada, apenas puxou Juliana para um beijo, a menor não resistiu, adorava sentir a boca dela na sua, aquela maciez, aquela paz que ela lhe trazia. – Você é tão linda, sua boca, ai passaria minha vida aqui beijando você – Andreia falou dando leves beijos nela, mas Juliana se afastou

--O que é isso Deia, é melhor parar – Juliana disse começando a andar de um lado para o outro.

--Porque parar Juli? Eu sei que você também quer, não adianta negar – Aproximou-se dela a segurando pelos ombros. – Não nos priva do que estamos querendo? – Fez um carinho no rosto dela e iria beija-la novamente, mas ela se afastou.

--Não, é errado Deia.

--Errado por sermos meninas?

--Não, errado porque você tem namorada.  – Andreia sorriu e aproximou-se-- Não tem importância para você, mas tem para mim. – Sentou na cama se afastando –Não é certo com aquela enjoadinha – Fez bico.

--Como resistir a esse bico tão lindo – Sentou-se em sua frente a beijando novamente.

--Deia por favor, é melhor parar, não vou ser mais uma de suas amantes. – Falou seria e Andreia abaixou a cabeça.

--Eu nunca te veria como uma amante, se você quiser me terá por inteira, apenas para você. – Fez um carinho na face dela. – Você me quer? – A olhou nos olhos.

--Quero Deia, quero mais que tudo, mas apenas para mim. – Juliana falava baixo, sentia os carinhos da outra em seus cabelos, apenas queria sentir.

 

-- Então não se preocupe eu irei acabar o namoro, eu prometo, amanhã mesmo acabar com tudo, serei só sua – Andreia falou com a boca já próxima dos lábios de Juliana, essa que reuniu todas as suas forças para fazer a mulher se afastar.

-- Então quando você já estiver mandado aquela patricinha sem sal para longe vem falar comigo – Ficou de pé --Agora eu vou jantar – saiu caminhando para a cozinha deixando uma Andreia sorridente e sem acreditar.

--Então ela me quer, ela me quer – Ela disse sorrindo, ficou alguns minutos ali sorrindo depois foi para a cozinha, encontrou Paula e Juliana jantando, ela colocou seu prato e sentou, não conseguia desviar seu olhar de Juliana que também a encarava, assim foram para a sala e não prestaram atenção em outra coisa a não ser uma na outra.

--Eu vou dormir – Juliana disse após o final da novela das oito.

--Eu também vou, até amanhã tia  - Saiu atrás de Juliana, essa arrumou a cama e já foi deitar. – Ju posso dormir com você?

--Pode, apenas dormir – Juliana abriu espaço para ela que sorriu. –Nem um beijinho de boa noite eu mereço?

-- Merece – Juliana virou e beijou a testa dela. – Agora dorme que amanhã você tem um namoro para acabar e logo em seguida ganhar vários beijinhos – Juliana virou-se novamente acomodando seu corpo ao da maior que sorriu a abraçando, logo dormiram sentindo uma o calor da outra.

 

 

 

-- Que horas vai acabar o namoro com aquela lá?

--Quando acabar a aula vou comprar um cartão telefônico para ligar, saber se ela está em casa – Elas estavam indo para a escola, Juliana fez questão de abraça-la pela cintura.

-- Espero que apenas acabe esse namoro, só isso entendeu? Sem nenhum beijo ou outra coisa – Apertou a cintura dela que sorriu.

--Entendi sim, pode deixar – Andreia sorriu, estava muito feliz, fez questão de não acelerar a moto, queria ficar sentindo o calor do corpo da morena o máximo possível, quando chegaram disfarçaram o máximo possível, mas quando Mariana passou com uma cara de vitoriosa, Juliana não segurou-se e abraçou a cintura da maior.

 

--O que perdemos? – Claudia perguntou apontando para elas.

--Não perderam nada, vamos para sala – Andreia sorriu para Junior que entendeu o que estava acontecendo, a aula já estava acabando e antes de Andreia saísse Juliana passou na banca dela lhe entregando um bilhete, Andreia sorriu arrumando suas coisas, logo que saiu da sala leu o bilhete

“Deia, vai e volta livre para mim, estou com saudades dos seus beijos, da sua Juli”

--Ai morena como eu te quero só para mim – Ela saiu sorrindo ao chegar Paula notou aquele sorriso solto.

 

--Qual motivo de tanta alegria? Posso saber?

--Não tem motivo nenhum tia, a não ser que vou acabar com a Katia.

--Mas vocês brigaram?

--Não tia, não brigamos, mas eu não a amo.

-- Isso era percebível, mas então?

--Então nada tia, vou lá que quero acabar cedo hoje – Ela pegou as marmitas e saiu para fazer as entregas, assim que acabou foi na casa de Katia como não conseguiu falar com ela resolveu ir até lá, quando chegou lá quem atendeu a porta foi a mãe da garota que achava que Andreia era amiga dela, depois de muitas perguntas a mulher disse que Katia estava no seu quarto, Andreia foi até ela.

-- Ai que surpresa boa, estava com saudades – Tentou abraça-la, porem ela recuou. – O que está acontecendo?

-- Katia infelizmente não vai dá para continuarmos, acho melhor acabarmos o namoro?

--Acabar? Como assim acabar? Mas o que eu fiz? Andreia o que eu fiz? – Ela deixou umas lagrimas escorrem.

--Nada, você não fez nada, só não dá mais, não precisa ficar assim – Andreia de alguma forma não ficou legal ela gostava daquela garota.

-- Eu te amo Andreia não faz isso comigo – Ela chorava.

--Não posso, realmente não dá mais, você é uma boa garota, logo vai arrumar outra pessoa que você ame.

--Eu não quero outra pessoa, quero você.

--Infelizmente você não poderá ter, até mais Katia – Ela saiu sem olhar para trás, assim que ela chegou na moto percebeu seu pneu furado. – Droga, mas que merda – Ela respirou fundo e saiu empurrando a moto até um posto de gasolina que tinha ali na avenida, perguntou ao frentista onde ela poderia ajeitar o pneu, ele informou que tinha uma borracharia ali perto, para a sorte dela, voltou a empurrar a motocicleta até o local indicado, lá não demorou mais que uma hora até consertar o pneu, respirou fundo e segui para casa.

 

 

-- Filha você vai furar o chão Juli, para de andar de um lado para outro.

--Mãe a Deia não chegou ainda, eu não acredito que ela teve a coragem.

--Coragem para que filha.

-- Nada mãe, nada – Saiu pisando firme para o quarto, não conseguiu se acalmar só em imaginar que Andreia poderia estar nos braços de Katia a deixava aflita, ficou ali andando de um lado para o outro.

 

 

-- Boa noite tia – Andreia entrou sorrindo

--Nossa você está toda suja, o que houve?

--O pneu da moto furou, estava até agora no borracheiro, a Juli está no quarto?

-- Sim e vou logo avisando ela disse que quer matar você, não sei o que você fez, mas se prepare

--Mas eu não fiz nada – Andreia falou surpresa.

--Não sei o que ela acha que você fez, mas boa sorte em convence-la que não fez nada.

-- Ai tia a senhora nem para ajudar – Andreia foi para o quarto que estava com a porta aberta viu Juliana andando de um lado para o outro, linda, Andreia achava a morena divinamente linda quando estava com raiva.

 

--Resolveu aparecer? O que foi? Cansou de ficar com aquela aguada?

--Eu não estava com ela, acabei o namoro agora sou só sua.

-- Não pense que eu não sei a hora que você acaba as entregas Deia, esse tempo todo para acabar um namoro? O que foi? Sexo de despedida?

--Não Juli, não transei com ela, alias não a deixei nem encostar em mim – Andreia já estava perto dela.

--Eu não sou boba, olha a hora que já é Deia

--Calma vem cá – Pegou na mão dela e a fez sentar na cama. – O pneu da moto furou, eu empurrei ela por quase uma hora até achar uma borracharia.

--Você não está mentindo para mim, não é?

--Não Juli, olha para mim – Levantou a cabeça dela para lhe encarar. – Eu nunca vou mentir para você confia em mim está bem? – Juliana afirmou com a cabeça –Agora eu posso lhe beijar? – Juliana não esperou ela falar nada apenas avançou sobre a boca da outra, embalaram em um beijo doce, calmo e cheio de carinho.

 

-- Você está fedendo, é melhor ir tomar banho – Juliana disse sorrindo.

--Eu sei, o sol estava escaldante – A beijou novamente - É melhor eu tomar meu banho - Ela levantou e foi para o banheiro, lá tomou um banho bem caprichado.

 

 

--Acalmou filha? – Paula que escutou todas as reclamações que a filha fez questão de berrar, porem fingiu não ter escutado nada.

--Acalmei ela me explicou o que eu queria saber. – Ela sorriu

-- Agora vai jantar?

--Vou esperar a Deia tomar banho – Paula deu um sorriso de lado e foi para a cozinha, logo as jovens chegaram, era palpável que elas estavam se acertando, as trocas de olhares, os sorrisos, Paula alegrou-se com aquilo assim que jantaram seguiram direto para o quarto.

 

 

--Já estava com saudades dos seus beijos sabia? – Andreia disse assim que fechou a porta do quarto.

-- Eu também, é tão bom te beijar – Juliana avançou nos lábios dela que sorriu pelo sacrifício de alcançar a boca da outra, Andreia a guiou para cama e ficaram ali sentada na cama beijando-se. – A patricinha aceitou de boa?

--Quem a Katia? – Juliana afirmou com a cabeça – Ela ficou chorando, não aceitou bem, porém não iria deixar você escapar – Abraçou-a – Você não me escapa mais – Beijou sua testa.

--Isso é um pedido de namoro dona Andreia Luiza de Carvalho?

-- Com toda certeza dona Juliana Pereira da Silva. – Juliana sorriu a beijando – Você sabe que já era essa sua vidinha de ter uma mulher em cada esquina, não sabe?

--Não tenho uma mulher em cada esquina, seria bom, mas não tenho – Andreia sorriu, pois sabia que a menor não iria gostar nada.

-- Então vai Deia, vai lá ficar com suas várias mulheres – Tentou levantar.

--Eu não quero outras, quero você, minha marrentinha – A puxou fazendo-a sentar em seu colo.

--E espero que seja assim, porque se eu sonhar que você estava com outras mulheres é adeus, eu não aceito traição me entendeu? – Disse com o dedo em riste

--Entendi sim, nunca te trairia – Beijou de leve a ponta do dedo que estava erguido.

-- Acho bom mesmo – Ela sorriu e a beijou novamente – Acho que temos que dormir, já está tarde, amanhã infelizmente temos aula.

--Eu sei, vamos dormir - Andreia levantou para pegar o seu colchão

-- Ei não vai dormir aqui comigo? – Andreia deu seu sorriso mais safado.

--Isso é uma proposta?

--Ai como você é safada, é uma proposta para dormir, vem? – Levantou o Lençol, Andreia sorriu deitando na cama e a abraçando.

--Vou adorar dormir assim coladinha a você – Andreia apertou mais a “conchinha” e Juliana sentiu o corpo arrepiar – Não vai me dá um beijinho de boa noite? – Andreia sussurrou no ouvido dela que virou rápido.

-- Só um beijinho – O beijo começou calmo, lento, sem pressa, porem depois começou a ganhar força, logo Juliana estava sobre Andreia que já sentia seu sexo latejar, não resistiria muito tempo, iria tomar aquela garota para si, porem lembrou-se de quem era ela, era sua Juli sua menina, nunca iria passar dos limites com ela.

--Juli – Respirou fundo – É melhor nós dormimos – Ela tentou tira-la de cima de si.

--Mas está tão bom Deia – Beijou o pescoço dela, Juliana estava excitada, nunca tinha sentido aquilo em toda sua vida.

--Juli eu, eu não sou de ferro, é melhor parar – Andreia a deitou na cama e levantou.

--Ai Deia estava tão bom – Ela disse quase gemendo, Andreia sentiu o abdômen contrair com aquilo, olhou nos olhos sentiu o sexo molhado, não conseguiria aguentar por muito se continuasse com aquilo, seu sexo estava pulsante.

-- Juli olha a hora, vamos dormir, vem dormi aqui – Abraçou a garota a fazendo virar – Até amanhã minha marrentinha – Juliana sentia o sangue correr em suas veias, uma umidade exagerada em seu sexo, nunca tinha ficado assim, sempre deu uns amassos, porém não chegou a sentir aquilo, ela fingiu dormir, mas não conseguia, sentiu Andreia soltando-se do seu corpo e sair, ela levantou de ponta e pé e viu quando Andreia entrou no banheiro, Essa que não conseguiu relaxar o corpo que fervia, aquela morena lhe despertava um tesão que achava que nunca sentiu em sua vida, fechou a porta do banheiro e começou a se tocar, ainda sentia o calor daquele corpo menor sobre o seu, aqueles beijos quentes, Andreia massageava rápido seu ponto de prazer, não demorou para alcançar um orgasmo longo, porém não abaixou aquela vontade, respirou fundo.

-- Ai morena por você eu morro na mão – Andreia disse sorrindo, tomou um banho rápido e correu para o quarto, lá aconchegou-se novamente na morena e dormiu.

Notas finais:

ola minhas flores!

 

"olha eu aqui de novo" kkk mais um capitulo postadinho, aposto que estão amando não é? varios capitulos por semana kkkk

 

AGORA FOIIII... ELAS ENFIM SE ACERTARAM!!! KKKK 

 

bjs



Comentários


Nome: vanvam27 (Assinado) · Data: 08/05/2018 20:09 · Para: Capitulo 13

Adorando  demais



Resposta do autor:

Que bom flor, teremos muito mais...

BJS



Nome: Mille (Assinado) · Data: 08/05/2018 16:50 · Para: Capitulo 13

 Oi Lili

Capítulos seguidos vai nos deixar mal acostumadas.

Bom para as duas, está tudo maravilhoso o que a autora vai aprontar com a felicidade delas.

Bjus e até o próximo capítulo 



Nome: Elizaross (Assinado) · Data: 08/05/2018 14:19 · Para: Capitulo 13

Finalmente, espero que a Juli coloque cabresto na Deia viu kkk pq ou mulher safada essa...

Agora, que venha JM e as exs da Deia, que juntas elas dão conta kkkk

Quero ++ delas juntinhas, sonhando com a 1 vez delas kkk .. vai demorar autora... tem que ser bem especial a Deia precisa caprichar kkk



Nome: Lili (Assinado) · Data: 08/05/2018 04:11 · Para: Capitulo 13

Que bom elas se acertaram, agora vamos esperar o que o JM vai aprontar.



Resposta do autor:

Não sei se ele vai aprontar algo, creio q a Andreia não vai deixar

Bjs flor



Nome: Pipoca ramos (Assinado) · Data: 08/05/2018 02:42 · Para: Capitulo 13

Ufaaa até que fim*-*

Agora a pergunta é:quem joga a toalha primeiro??kkkkkk

Estou surpresa com um capítulo atrás do outro mas adorandooooo

Ótimo capítulo autora 



Resposta do autor:

Não se uma delas vai jogar a toalha, ou as duas jogaram juntas, essa é uma hipótese....

E sim postei muito esses dias, mas não vai ser costume viu kkkk

Bjs linda



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.