Por acaso | a história de duas mulheres e seus acasos por Poracaso


[Comentários - 252]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Passei a noite abraçada ao pijama dela, que havia esquecido embaixo do travesseiro. A única peça de roupa que ainda estava lá.

 

Pela manhã, liguei para Marcos avisando que tinha chegado ao Brasil. Conversamos por horas e eu tentei de todas as formas saber detalhes da vida de Luísa, mas ele foi evasivo quando o assunto era esse.

 

Desliguei desconfiada e com o coração apertado. Marcos era o melhor amigo de Luísa, era fiel a ela, protetor. Mas era transparente e ele me pareceu saber de algo que não queria me contar.

 

Fui caminhar na praia para pensar em uma forma menos invasiva de chegar até Luísa, de modo a não cometer os mesmos erros de antes.

 

Fazia um sol lindo e o mar estava calmo, eu caminhava na faixa de areia, feliz por poder sentir a água do mar novamente em meus pés, depois de tanto tempo.

 

Olhei para frente e entendi o que Luísa chamava de destino. Ela estava lá, na minha frente. Por um momento, achei que estava tão tomada pela emoção que estava tendo uma visão, mas logo percebi que a minha visão se mexia e tinha companhia. Uma mulher ao melhor estilo Luísa, ou seja, mais velha, não tinha uma beleza comum, mas fazia bem o tipo dela.

 

Respirei fundo e fui até lá. Parei na frente delas:

 

– Bom dia – disse, me dirigindo à mulher – Você é? – perguntei.

 

– Muito prazer, Solange. E você? – perguntou ela, sem se intimidar.

 

– Carolina – respondi. – posso sentar com vocês? – perguntei.

 

– Na verdade, já estávamos de saída – respondeu Luísa.

 

– Acho que podemos ficar mais um pouco, Lu – disse Solange.

 

– Lu? – repeti, em tom de deboche – Engraçado, não me lembro de você ser amiga de Luísa – completei com ironia.

 

– Talvez não enquanto você estivesse com ela – revidou.

 

– Olha, Solange, eu tô indo embora, se você quiser ficar aí, ok, mas eu estou indo – disse Luísa, sem paciência.

 

– Carolina, foi um prazer conhecê-la – concluiu Solange.

 

– O prazer foi todo meu – retribuí.

 

– Tchau – disse Luísa contrariada.

 

Acenei para elas, mas por dentro meu coração doía. Elas se distanciavam conversando com intimidade e Solange até passou a mão pela cintura de Luísa.

 

Vê-la tocar na minha mulher, naquele corpo que eu conhecia como alguém que demarca fronteiras, doía a dor de quem é invadido, tem sua porta arrombada.

Notas finais:

Peço desculpa pelo atraso, queridas leitoras! 



Comentários


Nome: mtereza (Assinado) · Data: 16/04/2018 10:40 · Para: Capitulo 44 - Onde estou eu, onde está você? Estamos cá dentro de nós, sós

Mulher bem ao estilo Luiza se até a Carol reconheceu que a Solange é assim talvez esteja na hora de ela deixar a ex em paz para ela.viver esse amor e se o destino for para elas ficarem juntas apesar de todo no futuro ele dara um jeito para isso 



Resposta do autor:

Vamos ver se Carol vai ficar sentada vendo Solange levar a mulher que ela diz amar embora.



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 14/04/2018 04:30 · Para: Capitulo 44 - Onde estou eu, onde está você? Estamos cá dentro de nós, sós

Imagine como doeu na Luiza ao saber q putra  tocou e fex outras coisas com vc dona carol e varias vezes. afffz.



Resposta do autor:

Pois é Patty, tá na hora de Carol sofrer um pouquinho também!



Nome: brunafinzicontini (Assinado) · Data: 12/04/2018 02:20 · Para: Capitulo 44 - Onde estou eu, onde está você? Estamos cá dentro de nós, sós

Bem, querida autora... Veja em que enrascada você se meteu! Todas as suas leitoras querendo "trucidar" Carol!... Ela precisará ser MUITO convincente para reconquistar Luísa! Não está parecendo nada fácil! Qual será o "passe de mágica"?

Abraços,

Bruna



Resposta do autor:

Eita Bruna, será que Carol tem um coelho na cartola?



Nome: Nocturne (Assinado) · Data: 12/04/2018 01:11 · Para: Capitulo 44 - Onde estou eu, onde está você? Estamos cá dentro de nós, sós

Ufa, que bom que atualizou a história!

A Carol é esperta, mas continuo torcendo para que a Luísa não a perdoe. Acho que a Lu merece alguém que tenha mais respeito por ela. 

Ansiosa pela continuação.



Resposta do autor:

O problema é que talvez agora,não baste ser esperta. Vai precisar de muita sensibilidade e humildade.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.