If(true){love} //o código da atração por linierfarias


[Comentários - 459]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Static void Main (){

                var Capítulo= “20”;

  var Título = “Let Me Go”;

                var POV= “Isabella”;

};

“Love that once hung on the wall
Used to mean something, but now it means nothing...”

 

Let Me Go (Avril Lavigne feat. Chad Kroeger, 2013)

 

“Já viu aquele filme que conta a história de uma garota que vive uma vida tranquila ao lado do namorado há mais de dez anos e de repente se vê atraída e, posteriormente, perdidamente apaixonada pela colega de trabalho que quase a matou atropelada no dia em que se conheceram? Pois é, a garota até tenta resistir, mas não consegue e acaba traindo o namorado com a colega, durante uma viagem de trabalho que as duas fazem juntas para o Rio de Janeiro. A merda toda do filme acontece quando elas estão voltando de viagem. Ao desembarcarem no aeroporto, elas dão de cara com o namorado traído, que estava com uma cara nada boa...

Epa! Espera aí, mas isso não é um filme... É a minha vida. Caramba!”

Eu estava de coração partido por ter abandonado Alice daquele jeito no aeroporto. Sorte que Pedro e Fernanda estavam lá. Isso foi o que me deixou um pouco mais tranquila, pois sabia que eles não a deixariam desamparada e tinha a mínima esperança de que Fernanda a convencesse que a maneira fria como a deixei não condizia em absoluto com o que eu estava sentindo. Quando me despedi daquela maneira absurdamente fria e vaga, vi em seu olhar que aquilo a estava magoando. Mal sabia ela que a minha real vontade era de puxa-la para o canto e pedir que tivesse um pouco de paciência, pois aquela seria a última noite em que eu seria a namorada do Lucas. Nas próximas, se ela quisesse, eu passaria a ser completa e exclusivamente dela.

Eu estava com raiva... raiva não... estava com ódio do Lucas por ter aparecido daquele jeito. Estava tão furiosa que sequer consegui raciocinar no primeiro momento, tanto que, ao chegarmos no carro, esbravejei da forma mais estúpida:

-- Que porra é essa, Lucas? Que ceninha ridícula foi aquela lá dentro?

E entrei no carro, batendo forte a porta. Emburrada, aguardei que ele ocupasse o banco do motorista e nos conduzisse até em casa, mas antes de sair, ele se virou para mim e retrucou:

-- “Ceninha”, Isabella? Não vem nem responder. “Que porra é essa” digo eu, que tô há três dias sem ter notícias suas. Que porra você estava fazendo no Rio de Janeiro que não teve tempo sequer de ligar pro teu namorado pra dar notícias? E pior... por que a merda do teu celular passou três dias desligado?

“Merda, ele tá certo. O que eu estava pensando?”

A reação do Lucas ao meu rompante me fez cair na real. O que eu tinha feito não era certo e se alguém ali precisava se explicar ou se justificar, esse alguém era eu, pois, embora a minha intenção fosse romper com ele, eu ainda não havia rompido. Então, o meu comportamento havia sido, no mínimo, uma baita falta de consideração. De todo modo, mesmo adquirindo ciência daquilo, não estava disposta a ter aquela conversa dentro do carro, no estacionamento do aeroporto, por isso, pedi:

-- Vamos pra casa, por favor? Lá a gente conversa.

Conhecendo-me como conhecia, Lucas sabia que não ia adiantar nada insistir na conversa. Certamente, esse foi o motivo que o fez se resignar e finalmente ligar o carro. Fizemos o caminho todo em silêncio absoluto, cada um com os seus pensamentos. Ele, provavelmente, tentando entender o meu comportamento atípico, procurando uma justificativa plausível para a minha atitude. E eu, ensaiando mentalmente o que estava preste dizer, tentando encontrar as melhores palavras para terminar um relacionamento que, até pouco tempo antes, eu achava que seria perene. Ao mesmo tempo, Alice não saía da minha cabeça. Queria encontrar uma forma de falar com ela para tranquiliza-la, mas já estava me sentindo muito mal pela traição. Não por ter ficado com ela, mas por ter feito isso estando comprometida com o Lucas.

Entramos em casa e antes mesmo de nos acomodarmos no sofá, já fui falando:

-- Lucas, não há justificativa para o que eu fiz, então não espero que me desculpe.

-- Como assim “não há justificativa”? O que aconteceu nessa viagem, Isa? Por que você passou todos esses dias sem me dar notícias? Eu fiquei muito preocupado, sabia? O que tá acontecendo com você, afinal? Não te reconheço mais.

Àquela altura, meu peito já arfava e o coração batia a mil por hora. Mas não era o momento de ter uma crise de ansiedade, por isso, antes de responde-lo, puxei forte o ar para os pulmões, três vezes seguidas, apertei os olhos e pressionei as têmporas. Depois de dez anos, Lucas já sabia que aquilo não era um bom sinal, então, ao perceber que eu tentava me controlar, sua própria agitação aumentou. Eu ainda estava sentada no sofá, ele, que já havia se levantado, acomodou-se na mesinha de centro, ficando de frente para mim. Segurou minhas mãos e as apertou forte, enquanto me encarava com um olhar absurdamente confuso e desesperado. Abriu e fechou a boca várias vezes, antes de finalmente conseguir falar:

-- Amor, o que aconteceu nessa viagem? O que... – Suspirou. – O que tá acontecendo com você, Isa?

“Não adianta postergar. Quanto mais rápido, menos dor. Sem mais rodeios.”

-- Lucas, acabou. Não dá mais... nós... nós não podemos mais ficar juntos.

“Sabe qual a grande diferença entre a pílula azul que foi oferecida ao Neo e a que foi oferecida a mim? A diferença é que a do Neo não teve um colapso nervoso e se desmanchou em lágrimas quando foi rejeitada por ele. Fácil demais pro Neo bancar o fodão depois de engolir a pílula vermelha que o Morpheus ofereceu. Queria ver se ele tivesse que passar pelo que eu estou passando aqui.”

-- Amor, o que você tá dizendo? De novo, não, Isa. Eu não vou suportar ficar longe de você mais uma vez. Pra quê isso? É só uma fase, como tantas outras fases ruins que já superamos. Ficarmos separados só vai tornar as coisas mais difíceis.

-- Lucas, não é uma fase...

-- Olha, desculpa, eu não devia ter ido no aeroporto. Desculpa por aquela cena, eu... é que eu não tinha notícias suas e estava tão preocupado...

“Meu Deus! Eu o traí, e ele quem está se sentindo culpado. Não, não, não... isso é demais. E você aí, não me chame de idiota. Ele já me traiu, isso é verdade, mas a minha traição foi muito maior do que a dele, pois eu estou perdidamente apaixonada pela minha amante. Amante... que horror pensar na Alice assim. Alice... ela deve estar enlouquecida a essa altura... Isa, para... foco. Depois você pensa nela. Agora é hora de resolver as coisas com o Lucas, você deve no mínimo isso a ele.”

-- Lucas, não tem nada a ver com isso. Para, por favor. Não se desculpe.

-- Não, amor... eu devia ter confiado em você. Se não me ligou, é porque não estava podendo e...

-- Não, não, não... Para, Lucas. Para com isso, por favor.

-- Parar com o quê? Parar de tentar te convencer a não se separar de mim? Não, Isabella, não me peça isso. Eu amo você... amo demais. Quase morri quando você me deixou daquela vez. Foi um erro idiota... eu fui estúpido, imbecil... Não quero passar por aquilo de novo... eu não vou suportar. Eu não aceito isso, Isa. Não aceito.

-- Infelizmente, você aceitar ou não, não faz mais a menor diferença.

Se eu mesma me espantei com a frieza com que a frase havia saído, imagine o Lucas. Ele parecia não acreditar no que estava ouvido. Levantou-se e começou a andar de um lado para o outro, passando as mãos pelos cabelos em uma atitude nervosa. Foi com lágrimas nos olhos que me perguntou:

-- O que tá acontecendo com você?

Partiu meu coração vê-lo daquela forma, mas continuar vivendo um relacionamento de mentiras era algo que eu não cogitava mais. Por isso, precisei me segurar para não ceder à vontade que senti de acalenta-lo. Eu o amava, isso não havia mudado. Vivemos uma vida juntos, passamos por muitas coisas... Ele tinha os defeitos dele, que não eram poucos, de fato. Mas não posso acusa-lo de não ter me amado e cuidado de mim. Lucas era meu parceiro, meu amigo, meu companheiro. Aquele fim não ia doer só nele. Eu ia sentir também, mas ao menos eu tinha a Alice, a Fernanda, meu trabalho... E ele? Eu era tudo que ele tinha. Depois de um tempo juntos, Lucas passou a me amar de uma maneira que não era nada saudável. Vivia em função do que eu queria ou precisava e se anulou completamente. Eu até percebi isso, mas como era cômodo demais para mim, fui egoísta e jamais tomei qualquer atitude para fazê-lo mudar.

“E agora, como vai ser? Será que ele vai dar conta? Vai sim... ele vai. E se duvidar, um dia vai perceber que esse término foi a melhor coisa que poderia ter acontecido para ambos. Tá doendo e ainda vai doer, mas, como diria a Dora Doralina da minha amada Rachel de Queiroz: ‘doer, dói sempre. Só não dói depois de morto, porque a vida toda é um doer. O ruim é quando fica dormente.’ Ele vai superar... eu vou superar.”

Não teve justificativa ou explicação que o convencesse de que o fim era inevitável. Eu até pensei em contar sobre a Alice, isso certamente o faria cair na real, mas o término por si só já o estava devastando por demais e eu não queria tornar as coisas piores do que já estavam. Minha noite foi um martírio. Ele alternava entre as mais antagônicas reações: hora chorava, hora ria de nervoso, depois esbravejava, ficava em absoluto silêncio, voltava a insistir que deveríamos voltar e recomeçava o ciclo. Em determinado momento, deitou no meu colo e chorou em um silêncio doído, até que adormeceu. Foi então que olhei para o relógio. Assustei-me ao constatar que já passava das 3h da madrugada. Com todo cuidado, me desvencilhei dele e levantei. Peguei o celular na bolsa e praticamente corri até o banheiro do meu quarto enquanto o ligava. Tranquei a porta e chequei as mensagens. Havia um milhão do Lucas, além das chamadas perdidas, algumas da Fernanda e uma da Alice. Meu coração apertou. Abri e li o mísero “Oi!”, enviado no início da madrugada.

“Obvio que ela não mandaria mais que um ‘oi’. Certamente esperaria a minha resposta para poder falar mais. Como não respondi, limitou-se a isso.”

Não pensei mais. Apenas respondi:

-- Ainda tá acordada?

Nada... ela sequer recebeu a mensagem. Resolvi ligar... caixa postal.

“Merda! Deve ter ficado furiosa comigo e resolveu desligar o telefone. E agora?”

Resolvi ligar para Fernanda, que me atendeu com voz de sono, mas com uma preocupação perceptível:

-- Você tá bem?

-- Não... digo, sim... Ah, eu vou ficar.

-- E o Lucas?

-- Eu terminei com ele, Fê.

-- Sério? – Falou, a voz de sono dando lugar ao tom espantado.

-- Sério. Mas depois eu explico. Quero saber da Alice. Você falou com ela?

-- Sim, nós saímos pra tomar umas cervejas e depois a deixamos em casa.

-- E como ela está?

-- Surtada, né, Isa? Ela contou tudo.

-- Merda! Eu não consegui ligar antes. O Lucas estava super mal e não tive coragem. Liguei agora e deu caixa postal.

-- Relaxa! Ela bebeu um bocado e deve ter dormido. De manhã vocês se falam.

-- É, pode ser. Agora eu tenho que desligar, Fê.

-- Tá louca? Você não vai me contar...

-- A gente conversa amanhã, prometo. O Lucas pode acordar...

Nem terminei de falar e ouvi as batidas na porta do banheiro, seguidas de:

-- Isa, tá falando com quem?

“Merda!”

-- Com a Fernanda. Já estou saindo. – Gritei e em seguida voltei a cochichar para Fernanda. – Fê, tenho mesmo que desligar. Ligo pra você de manhã, prometo.

-- Tá, vai. Beijo e se cuida.

-- Tá, beijo!

Desliguei o celular novamente, para evitar que Alice me ligasse, caso visse as chamadas e as mensagens. Ao sair do banheiro, encontrei Lucas sentado na cama. O sentimento da vez era raiva. Começamos a discutir por causa de Fernanda. Ele a acusava de fazer minha cabeça para romper o nosso relacionamento e eu me defendia, dizendo que tinha vontade própria. Mas briga, mais desgaste, mais dor...

Foi apenas quando o dia já estava clareando que ele pareceu finalmente entender que minha decisão era irreversível. Como ele não tinha para onde ir, anunciei que lhe daria o final de semana para encontrar um lugar. Transferi de volta o dinheiro que ele havia me dado para pagar a franquia do seguro e disse que juntasse com o restante que havia conseguido pela venda dos LPs para encontrar um lugar para ficar. Ainda discutimos por isso, pois ele se recusava a aceitar o dinheiro de volta, mas no fim o convenci de que não havia muitas opções. Ficou ofendido quando insinuei isso, provavelmente por isso se pôs a jurar que me pagaria de volta cada centavo. Desisti de me explicar e apenas aceitei o que falou. E assim o meu relacionamento com Lucas acabou.

Já passava das 10h quando finalmente consegui sair de casa para ir trabalhar. Estava exausta, esgotada física e emocionalmente, mas mesmo assim meu senso de responsabilidade não me deixava inventar uma desculpa para faltar. Além disso, estava ansiosa para encontrar Alice e sabia que o trabalho seria o lugar mais óbvio para isso. Antes de sair da garagem, liguei o celular, mas nenhum sinal dela. Liguei e deu caixa postal novamente. Apressei-me em sair e segui rumo à empresa.

Passei direto para a minha sala e não consegui disfarçar a decepção quando ao invés de encontrar Alice, encontrei Giselle, sentada em uma das cadeiras da mesa de reuniões.

-- Bom dia, novata? Perdeu a hora?

Nem tentei ser gentil:

-- Virou minha chefe, agora?

O tom de escárnio da risada dela penetrou meus ouvidos de forma estridente e me causou náuseas. Levantou-se, cruzou os braços e veio andando em minha direção enquanto falava com um ar debochado:

-- Mas é muito abusada mesmo. Tá se achando a rainha da cocada preta, né? A prodígio, queridinha do chefe, achando que pode fazer e acontecer que vai ficar tudo bem...

-- Oh, garota, não vou me dar nem ao trabalho de te responder porque eu tenho mais o que fazer. Quer fazer o favor de sair da minha sala e me deixar trabalhar?

E dizendo isso, caminhei até a minha mesa. Inevitavelmente, olhei para a da Alice e percebi que o computador estava desligado.

-- Que foi? Tá procurando a namoradinha? Sinto decepcionar, mas ela não está e nem vai voltar tão cedo.

“Quê? Como ela sabe? E o que tá querendo dizer com isso? Que história é essa de que ela não vai voltar tão cedo?”

Foi inevitável a minha cara de confusão, tanto que nem consegui responder. Percebendo isso, ela soltou outra risada irônica e continuou:

-- É isso mesmo. Sua namoradinha vagabunda foi afastada porque não consegue controlar aquelas mãos enormes dela, sabe? Tem essa necessidade compulsiva de estar sempre apalpando as colegas de trabalho. Alguém precisava para-la e eu resolvi fazer esse bem pra humanidade. Sorry, baby... Bye, bye...

Falou com o ar debochado e saiu sorrindo enquanto eu tentava administrar o que havia acabado de ouvir. Não estava entendendo nada.

“Afastada por não controlar as mãos? Do que essa louca tá falando? Não, isso não pode ficar assim...”

Caminhei em direção a porta também. Eu ia traze-la de volta para explicar aquela história absurda, mas antes de sair da sala, Pedro apareceu e me empurrou de volta para dentro.

-- Isa, entra aí. Preciso te falar uma coisa.

-- Pedro, você sabe do que essa maluca da Giselle tá falando?

-- Sei... Cara, fodeu. Essa demônia descobriu que vocês estão juntas e, por vingança, acusou a Alice de assédio sexual para o Leandro.

-- Quê? Que história louca é essa, Pedro?

-- Pois é, louca mesmo.

-- Cadê a Alice? Eu preciso falar com ela.

-- Isa, a Alice sumiu.

-- Como sumiu?

-- Sumiu. Ela saiu transtornada da sala do Leandro. Eles brigaram feio. Ainda consegui para-la por um instante e arrancar algumas coisas dessa história, mas depois ela pegou o carro e saiu. Já tentei encontrá-la em toda parte, mas nada. Ela nem tá em casa e nem atende o telefone. Tô preocupado, cara.

 

“Quer uma história absurda? Tá aí uma. Que vontade de matar essa vaca da Giselle. E a Alice? Meu Deus, deve estar transtornada. Que merda! E tudo por minha culpa. E agora, o que eu faço?”

Notas finais:

Meninas, estou antecipando do de amanhã, tá? O que significa que amanhã não tem. A menos que...

kkkkk

Contem o que estão achando, por favor!



Comentários


Nome: mcmota (Assinado) · Data: 08/03/2018 12:52 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Linier, pra mim Grey's não é simplesmente uma série. É uma série sobre todas as pessoas...

Há muitas coisas difíceis em nossas vidas, mas despedidas podem ser uma das mais crueis. Então não tem como não se por no lugar de Lucas, rsrs... Mais uma vez Grey's deixa um recadinho: "Às vezes, quando quebramos o ciclo encontramos algo melhor, algo inesperado. Alguma coisa que nunca pensamos ser possível sonhar. Nós encontramos liberdade. Nós encontramos paz" (14.05 - Danger Zone). 

Uma música para o Lucas seria Yesterday - The Beatles

 

Yesterday

All my troubles seemed so far away

Now it looks as though they're here to stay

Oh, I believe in yesterday

 

Suddenly

I'm not half the man I used to be

There's a shadow hanging over me

Oh, yesterday came suddenly

 

Why she had to go I don't know

She wouldn't say

I said something wrong now I long

For yesterday

 

Yesterday

Love was such an easy game to play

Now I need a place to hide away

Oh, I believe in yesterday...

 

Isa foi tão corajosa em fechar esse ciclo na vida dela. Vou tentar aprender com ela!!!

 

Ansiosa pelo filme "O Retorno de Alice"...



Resposta do autor:

mcmota, 

Pensamos igual sobre Grey's então. E mais uma vez vc acertou em cheio na narração e na música. Tem certeza de que vc não é a Shonda se passando por uma leitora do Lettera? kkkkkkk Se for, muito prazer, Shonda!!!

Então, mas deixa eu aproveitar a oportunidade aqui pra corrigir um erro. Na noite com a autora lá do whatsapp, vc me fez uma pergunta e, na pressa, não respondi direito. Desculpe. Depois fui reler e percebi a minha falha. Vou responder agora então, ok?

Vc perguntou qual era a parte boa e a ruim de ter adquirido essa visibilidade com as leitoras. 

A parte boa, definitivamente, é o carinho que estou recebendo de vocês. Isso me encanta e me comove, além de ser o meu combustível para escrever mais e mais. Quando comecei a escrever Amor... E Outros Dilemas, achei que seria a minha única história e nem tinha certeza se conseguiria termina-la. E se eu tivesse escrito só pra mim, ela possivelmente ainda estaria pela metade. Quando eu postei o último capítulo, já estava com uns três de if(true){love}; //O Código da Atração no gatilho para postar. Mais uma vez postei sem esperar muito retorno, e a surpresa foi maior ainda. Confesso que no início em nem sabia muito bem o que ia escrever, mas graças ao retorno que fui recebendo, a história começou a ganhar vida e hoje, ao que percebo, está agradando mais do que Amor... E Outros Dilemas. Isso me deixa muuuuito feliz demais. Já era, agora eu não paro mais. Espero conseguir continuar agradando sempre.

Agora, a parte ruim... você me pegou. Não tenho do que reclamar, juro. Acho que se for pra reclamar de alguma coisa, só posso falar da insegurança que sinto. Tenho medo de não atender as expectativas de vcs e as vezes passo horas e horas tentando encontrar uma forma de melhorar meu texto ou o rumo da história. Fico meio obcecada com isso. 

Então, agora sim, devidamente respondido. Mais uma vez, desculpe pela falha.

 

Abraços!!!!!!

 



Nome: inacia (Assinado) · Data: 08/03/2018 03:28 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Aí socorro vamos achar Alice... Ansiosa prós próximos capítulos



Resposta do autor:

Inácia,

Tô respondendo atrasada, desculpa!! A Alice já foi encontrada, sã e salva... um pouco bêbada, mas bem. kkkk

Abraços!!



Nome: Angel68 (Assinado) · Data: 04/03/2018 13:10 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Linier, volta aqui, não seja sádica, vc já sabe que tenho coração fraco, faz isso não !!! Como aguentar uma semana Jesus !! Agora sei o porque do sumiço da Isa, tava despachando o peso morto do Lucas, enquanto isso a demônia tava agindo....mas agora é a Alice que precisa de ajuda, vamos encontrar ela, pelamor !!



Resposta do autor:

Angel68,

Outra que me chama de sádica. kkkkkk Não sou, juro. Só preciso garantir que queiram ler os próximos capítulos.

kkkkk

Abraços!



Nome: valadaresdanni (Assinado) · Data: 04/03/2018 13:02 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Puta que pariu...

????????????????????

Volte já a postar o de hoje... ????



Resposta do autor:

Meldeeeeeeeeeeeels............... kkkkkk Socorro!!!



Nome: mtereza (Assinado) · Data: 04/03/2018 11:14 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Ai meu Deus Linier as vezes eu acho vc um pouco sádica parece que tem prazer em nós ver sofrer kkkk vou ter uma crise de ansiedade por dia até domingo faz isso não kkk .Gostei muito da postura da não pensei q ela fosse ser tao firmer so não rola isso dela se culpar do que a mau caráter da Gisele fez com a Alice e da reação desta bjs por favor volta antes eu nunca te pedi nada kkkkk boa semana para vc

 



Resposta do autor:

Tereza, 

Não sou sádica!!! kkkkkkk Só um pouquinho... mentira, juro. kkkkk Eu só preciso garantir que vcs queiram ler os capítulos seguintes. 

A Isa foi firme mesmo, né? É pra se orgulhar. Mas o mala não vai deixar barato... estou suspeitando disso.

E a filha do Satanás já vinha dando indícios de que nao valia nada há tempos, né? Alice não acreditou no Pedro e agora se ferrou.

Queria voltar antes, mas a correria tá grande. MAs prometo compensar, tá?

Abraços!!!



Nome: Tatta (Assinado) · Data: 04/03/2018 10:33 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Olha a autora, a senhora não me iluda não! Kkkkk 

poxa... pq acabar assim esse capítulo? Sabe eu não sei lidar com a espera! #prontofalei



Resposta do autor:

Tatta,

Mas eu não iludi!!! kkkkkkkk Desculpa, é a correria que tá grande. Mas compenso, juro. Tenha só um pouquinho de paciência comigo, please!!!

Abraços!



Nome: NovaAqui (Assinado) · Data: 04/03/2018 09:50 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Tem que achar Alice. O resto se resolve depois

Isa precisa contar que terminou com o deitão o mais rápido possível

Essa diaba é uma grandíssima FDP. Vontade de dar uns tabefes nessazinha

Alice, sua amada está te procurando. Vai deixá-la te esperando?

Acho que Alice foi ao shopping comprar um novo telefone kkkk

Abraços fraternos procês aí!



Resposta do autor:

NovaAqui,

Vamos ver como a Isa vai se virar pra encontra-la, né?

E essa Giselle demoníaca? Eh, mulherzinha baixa, né? Ai, ai...

Abraços!



Nome: luaone (Assinado) · Data: 04/03/2018 03:14 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Não conheço bem das leis referentes a Assédio Sexual, mas da forma que a Giselle colocou não fica claro culpabilidade... enfim... devolve a nossa Alice #PeloamordeDeus



Resposta do autor:

luaone,

Não fica claro mesmo, mas ela sabe disso. Fez o que fez só pra irritar a Alice. 

kkk A Alice tá só esfriando a cabeça e volta daqui a pouco. Prometo!!!

Abraços!



Nome: preguicella (Assinado) · Data: 04/03/2018 03:05 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Caraca, vc é muito má em terminr o capítulo de jeito! E ainda diz que não tem amanhã! Socorro hein!

Vou fazer greve de comentários! ahahaha



Resposta do autor:

Preguicella,

Eu não sou má. Má é a Diedra, que fica adianto o lançamento de Abismo 3. kkkkk Pra saber o que aconteceu por aqui, vc só precisa esperar mais alguns dias. =D Não faça greve de comentários, por favor... por favorzinho!!! Eu compenso com um capítulo 21 maravilhoso. Juro juradinho.

 

Abraços!!!



Nome: mcmota (Assinado) · Data: 04/03/2018 02:54 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

"A dor. Você tem que sobreviver a ela, esperar que ela vá embora sozinha, esperar que a ferida que a causou, cure. Não há soluções, respostas fáceis. Você só respira fundo e espera que ela vá diminuindo. Na maior parte do tempo a dor pode ser administrada, mas às vezes ela te pega quando você menos espera, te acerta abaixo da cintura e não te deixa levantar. Você tem que lutar através da dor, porque a verdade é que você não consegue escapar dela e a vida sempre te causa mais".


(Grey's Anatomy, 2.05 - Bring The Pain)


E agora? Será se fui muito precipitada em querer tanto o capítulo pra hoje? Rsrsrs...


Sabe, por um minúsculo momento cheguei a sentir um dó de Lucas, mas passou!!!


A minha vontade de dar uns 'cocorotes' em Giselle, evoluiu para uma vontade de dar um SOCÃO mesmo.


Alice, por onde andas? Ai meu coração!!!


P.S - Li um livro essa semana e quando terminei lembrei na mesma hora de 'Amor e outros dilemas'. Não sei se gostas de Colleen Hoover ou se até ja leu ao livro, chama-se 'É ASSIM QUE ACABA'. É um romance bastante sensível que apresenta o assunto violência doméstica de uma maneira SUBLIME...



Resposta do autor:

Mcmota, 

Vamos por partes... kkkkk

Fico maravilhada com o fato de vc sempre lembrar de uma narração de Grey's que combine com o capítulo <3 <3 <3 Eu sou muito fã de Grey's e tô sempre indicando pra alguém assistir. Um dos meus argumentos de convencimento é que a série é uma terapia que você tem de graça, desde que vc consiga refletir e tirar a moral da história de cada episódio. Posso estar enganada, mas acho que você pensa igual a mim nesse sentido, não pensa?

 

Sobre o capítulo: pode me chamar de boba, mas eu tenho dó do Lucas. Ele não é uma pessoa má. Cometeu erros, isso é verdade, mas a Isa também errou, não errou? Ele ama a Isa de verdade. Não percebe que o melhor pra ele talvez seja seguir sozinho, pois esse relacionamento retardou o amadurecimento dele. Mas quando a dor passar... ou quando ele se acostumar com ela, vai perceber que esse fim foi a melhor coisa que poderia ter acontecido.

A Giselle é mau caráter. A Alice até sabia disso, mas não pensou a respeito na hora de se envolver com ela, ja que era só sexo. Agora está tendo que arcar com as consequencias de ter assinado contrato com o Diabo. Mas é assim, vivendo e aprendendo.

 

Sobre o livro que você falou, não conheço, nem ele e nem a autora, mas fiquei curiosa. Vou procurar. Depois que eu ler, te falo o que achei. Obrigada pela dica!

Abraços!!!!



Nome: NayGomez (Assinado) · Data: 04/03/2018 02:10 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Não fica na vontade não querida mata logo essa loca .. 



Resposta do autor:

Nay,

kkkkkkkkk Que violência! Não pode, se não vai virar Orange Is The New Black. kkkk

Abraços!



Nome: lunnaluabr (Assinado) · Data: 03/03/2018 23:28 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Autora, fiquei desesperada com o final desse capítulo, por favor mais um!!!! história maravilhosa, estou amando!!!



Resposta do autor:

lunnaluabr,

Desculpe por não poder postar mais de um por semana. É que a vida tá uma loucura. Mas juro que compenso com um capítulo maravilhoso. Pode ser assim?

Abraços!



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 03/03/2018 23:00 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Oiiii. Eu preciso saber a Alice. Eu vou surtar. Kkkk. Precisamos de outro capitulo urgente. Que situação a isa viveu com oLucas. Ela foi firme, pq nao e nada facil qdo se tem alguém q ja foi tao importante em nossas vidas, assim, sofrendo. Foda. Maldita Gisele. Voltaaaaa.



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 03/03/2018 22:57 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Oiiii. Eu preciso saber a Alice. Eu vou surtar. Kkkk. Precisamos de outro capitulo urgente. Que situação a isa viveu com oLucas. Ela foi firme, pq nao e nada facil qdo se tem alguém q ja foi tao importante em nossas vidas, assim, sofrendo. Foda. Maldita Gisele. Voltaaaaa.



Resposta do autor:

Patty,

Calma, não surta! A Alice só tá precisando de um tempo pra administrar essa bagunça toda. kkkkk

A Isa foi firme mesmo. Mesmo assim, acho que o lucas não deixar fácil. E muito menos a Giselle... ai ai...

kkkk Daqui a pouco eu volto.

Abraços!!!!



Nome: Mille (Assinado) · Data: 03/03/2018 21:37 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Olá autora

A Alice com certeza está cuspindo fogo pela ventas e para esfriar foi saltar de pensar numa forma de contornar a situação.

Enfim a doidinha da Isa está livre do Lucas mais só podemos pular se alegria quando ele fora de fato da vida da Isabella.

Bjus e até o próximo capítulo 



Resposta do autor:

Mille,

Ainda bem que a Isa não deu pra trás, pelo menos isso, né? Mas acho que o Lucas não vai aceitar fácil. Ainda tem coisa pra rolar aí.

E a Alice, hein? Coitada! Até eu tô com dó.

Abraços!!



Nome: sonhadora (Assinado) · Data: 03/03/2018 21:35 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Como assim não tem capítulo amanhã? Ah menina agora f.... tudo! Kkkkk cadê a Alice? Não tem uma borracha pra gente dar uma apagada nessa Gisele não galera! Linier minha linda não faz assim com suas seguidores fanáticas! ( carinha sofrida aqui). Posta mais um pq vamos roer até os couros dos dedos hoje! Kkkkk

Beijos de Luz!

P.s: Coitado do Lucas mas.... agora ele vai ter a oportunidade de crescer e ser feliz pq com a Ida isso não seria realmente possível!



Resposta do autor:

Sonhadora, 

Desculpa, vai!!! Eu juro que queria postar um capítulo por dia, mas infelizmente não dá. Essa pobre autora aqui tem dois empregos e está escrevendo 4 histórias ao mesmo tempo. kkkkk Prometo compensar com um capítulo maravilhoso, pode ser assim?

Abraços!



Nome: Mis (Assinado) · Data: 03/03/2018 20:43 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Linier não faz isso com as suas pobres leitoras!

Como assim a Alice sumiu gente!

Essa Gisele é que tem que sumir (tá aí, sugestão, vai que cola neh) kkkkkkk

Não nos deixe assim na curiosidade!!!!

Bjos e tá muito empolgante a sua história ????



Resposta do autor:

Mis,

Calma... A Alice só precisa esfriar a cabeça!

kkkkk E a Giselle ainda tem muito pra aprontar. Acho que nao some tão cedo, viu?

Desculpe realmente, mas é que estou numa correria danada. Mas prometo compensar com um capítulo ótimo, tá bom?

Abraços!



Nome: ABarros (Assinado) · Data: 03/03/2018 20:43 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Eu sei q eu prometi nao pedir o de amanhã, mas vc atrapalhou tudo, primeiro pq nao da da  vc sumir e deixar a gente sem noticias no Alice, segundo pq "a nao ser que"... Esperando o capitulo de amanha ????



Resposta do autor:

Abarros,

A Alice precisa esfriar a cabeça. Só quis dar um tempo pra ela. kkkkk 

o "a não ser que..." era se eu tivesse conseguido escrever, mas realmente não deu. Me desculpe. Estou numa correria danada. Mas prometo que vou fazer valer a pena a espera, tá?

Obrigada por compreender.

Abraços!!



Nome: mabi (Assinado) · Data: 03/03/2018 20:28 · Para: Capitulo 20 - Let me Go

Como assim como não pode terminar sem me dizer oq aconteceu com a Alice tá! Ai meu Deus do céu, e essa Giselle, pq não baixou a Sofía Tedesco em alguém pra matar esse chorume?

Please, volta e me diz como as duas vão ficar!!!



Resposta do autor:

Mabi,

kkkkkkk Sofia Tedesco, é? Giselle tem parte com o capiroto. Acho que ate a Sofia teria medo dela. 

A Alice deve estar transtornada com tanta coisa acontecendo junta, né? Onde será que essa danada foi parar???

kkkk 

Abraços!!!



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.