Almirante john - crônicas de um amor impossível por ThataP

Imprimir Impressora

Sinopse:

Quando a grande guerra está para estourar o capitão Charles não vê outra saída, além de esconder suas filhas através de um disfarce.



 Imprevisível é o futuro de todos após a fatídica noite de sua morte, que marca o primeiro dia das batalhas incessantes que estavam por vir.



Naquela noite Joanne a filha do capitão, se tornaria mais um garoto na multidão, o mesmo disfarce que a manteria a salvo seria também sua prisão diante dos lindos olhos da mulher por quem se apaixonaria profundamente.



De amizades leais, batalhas infindáveis e grandes amores nasceriam  Almirante John - Crônicas de um amor impossível.



*** Essas crônicas têm sido sonhadas e contadas desde 2011, resolvi escrevê-las e publica-las de fato após uma conversa no bar com uma amiga, Sol a você dedico esse texto por ter escutado tudo que eu tinha em mente para Joanne com animação e retransmitir isso para mim, a minha noiva que me ensinou e ensina dia-dia a amar, esse romance tem um pouco de nós.



Classificação: +12 [Comentários - 3] starstarstarstarstar
Categoria: Romances
Tipo: Original
Capítulos: 3 Completa: Não
Palavras: 5304 Visualizações: 954
Publicado em: 18/08/2017 Atualizado em: 15/09/2017


[Compartilhar no WhatsApp]

O Lettera vai sortear um exemplar do livro Mesa 27 da escritora Adriana Nicolodi, essa raridade da literatura lésbica! Clique aqui e veja como concorrer.





ATENÇÃO! ESSA HISTÓRIA NÃO É ATUALIZADA HÁ 454 DIAS



1. Capitulo 1 - " O grande dia" por ThataP [Comentários - 0] (1366 palavras) - Postado em 18/08/2017

 

 

 

 


2. Capitulo 2 - Os Smiths por ThataP [Comentários - 2] (2000 palavras) - Postado em 18/08/2017

 

 

 

Agora que Joanne é John e Julie é Julio irei tratar das irmãs as vezes no feminino e outras no masculino fiquem atentos.


3. Capitulo 3 – Mais um dia “comum” na guerra por ThataP [Comentários - 1] starstarstarstarstar (1938 palavras) - Postado em 15/09/2017

Iremos avançar a história agora, porém no próximo capítulo voltaremos ao ponto em que paramos.

 

Abraços leitoras!