Delirium por TessaReis


[Comentários - 2879]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Capítulo 9 - XX·II·MMIX

 

O sol invadiu a sala e clareou as pálpebras de Rhian, finalmente despertando-a aquela manhã. Respirou devagar, movendo-se bem lentamente antes de abrir os olhos. E quando os abriu, sorriu. Ainda estava naquele sofá apertado e Diana dormia nos seus braços, nua, agarrada a sua pele. Rhian sentiu o cheiro dos cabelos dela, se perguntando se aquilo tudo era real. Era. É claro que era.

E então, um susto enorme.

_ Diana? Você está sangrando amor, acorda. Diana? Diana!

Houve uma dificuldade em fazê-la acordar. Deveria ser porque não tinham dormido a noite inteira, mas Rhian ainda estava preocupada com aquele algo de errado que sabia que havia por ela, mas que Diana negava. De qualquer forma ela acordou, dificultosamente, mas acordou e Rhian a levou para o banheiro, onde a pôs debaixo do chuveiro e lhe deu banho para poder descobrir a origem do sangramento. Outro ponto solto. Culpa da noite passada é claro. Refez o ponto mais uma vez, com Diana sentada em seu colo enrolada apenas numa toalha.

_ Está testando a minha concentração?_ Perguntou Rhian sorrindo ao sentir aqueles lábios descendo pelo seu pescoço.

_ Também..._ E mordiscou a ponta da orelha de Rhian e imediatamente seu corpo inteiro se enrijeceu e arrepiou e Rhian quase soltou o ponto.

_ Diana!

_ O quê?_ E ela lhe beijou o queixo, o lado do rosto tornando tudo deliciosamente mais difícil... Rhian parou o ponto e pegou-a num beijo, puxando-a pela nuca, correndo a mão suavemente por dentro da coxa dela e Diana..._ Ei, mantenha a atenção! É o que vai fazer toda vez que sentir tesão por uma paciente?

E Rhian ergueu as sobrancelhas, como quem pensa no assunto.

_ Eu acabo com você Rhian!_ E Diana empurrou-a irritada e Rhian a segurou sorrindo, puxando-a de volta, olhando naqueles olhos que amava.

_ Acaba. Todos os dias_ Ela falou, da maneira mais dócil do mundo antes de puxa-la para perto e beija-la outra vez. Rhian só queria beija-la, só queria beija-la o tempo todo. E Diana queria o mesmo. Enroscou os braços pelo pescoço dela, beijando-a mais uma vez, sentindo o cheiro gostoso que tinha Rhian, Diana lidava bem com quase todas as faltas, mas a falta do cheiro dela era... Era demais.

_ Eu estou muito feliz_ Sussurrou baixinho para ela.

_ Mesmo com esse ponto aberto?

_ Eu estou feliz justamente porque abrimos este ponto..._ Ela respondeu sorrindo, beijando-a gostosamente mais uma vez. E Rhian respirou fundo, ainda de olhos fechados, sentindo-a perto daquele jeito.

_ Não faz ideia de como sentia a sua falta todos os dias_ Disse, voltando a fazer o ponto_ Quando acordava, quando ia dormir, na faculdade o tempo inteiro. Automaticamente ainda ia buscar você para almoçar, ou parava na frente do prédio em que você não morava mais. Na verdade, eu fui naquele prédio no mesmo dia em que me sequestraram_ Contou sorrindo_ Falei com o porteiro, fiquei por ali um pouco e voltei para a faculdade.

_ Você gostava daquele apartamento classe média baixa_ Diana abriu um sorriso também.

_ Gostava. Eu amo o que nós vivemos ali. Inclusive as noites em que tive que dividir a cama com a Laís_ Abriu outro sorriso_ Eu gostaria que aquilo nunca houvesse passado_ Completou, com alguma tristeza.

Às vezes Diana também queria.

_ Mas então não estaríamos aqui_ Disse Diana tocando o rosto dela com carinho_ Eu sinto falta do que vivemos lá, e do que vivemos no seu apartamento, sinto falta de tudo...

_ Até das coisas ruins?

Era verdade, haviam as coisas ruins.

_ Se não tivéssemos que passar por elas seria ótimo, mas também não estaríamos aqui. Mas nesse tempo longe de você houveram noites tão difíceis que eu desejei até as coisas ruins de volta.

_ E por que não voltou pra mim de uma vez?

Porque era complicado. Havia uma coisa que Diana precisava contar a Rhian, mas não sabia bem como dizer. Sabia que as coisas ruins provavelmente voltariam quando contasse, podia levar um pouco mais, não faria mal.

_ Acho que estava alimentando a ilusão de que poderia viver bem sem você.

_ Você é teimosa_ Rhian respondeu sorrindo.

_ E iludida. Todos os dias quando saia de casa tinha esperança de encontrar você na minha porta.

_ E acha que eu não pensava em fazer isso todos os dias? Mas então pensava em como você reagiria, se havia mudado de estado é porque realmente não me queria por perto. O que aconteceria se eu tivesse ido?

_ Provavelmente o mesmo que aconteceu ontem à noite.

E Rhian ergueu aqueles olhos verdes para dentro dos dela.

_ Amor gostoso no seu sofá?

_ Você iria adorar o meu sofá...

Trocaram um sorriso e outro beijo, e Rhian terminou o ponto e levou-a para a cozinha, estavam famintas. Colocou Diana sobre o balcão onde haviam começado o amor da noite passada e foi fazer um café. Café Rhian sabia fazer. E passado o tesão matinal, o sangramento na coxa, a claridade do dia as chamou de volta a realidade, aquela de que estavam em fuga. Por mais gostoso que estivesse ali, naquele pedaço de paraíso, ainda estavam fugindo. E se Diana iria fugir com ela, precisava saber de tudo.

_ Então é com isso que Romeo está envolvido?

_ Tráfico de peças de carro de luxo. Os carros são roubados, desmanchados e ele vende as peças cladestinamente, é um esquema enorme que age no Rio, em São Paulo e em Brasília. Romeo é um braço dessa quadrilha, e acabou se envolvendo em dívidas com esse tipo de gente, o pai descobriu, cortou a mesada dele, e logo em seguida, caiu doente. Ele está preso numa cama e mandou bloquear todas as contas. Então, o único dinheiro disponível para Romeo pagar essas dívidas...

_ Era o seu.

_ Isso. Olha, Romeo não é tão inteligente, mas Kiria é. Ele pode até ter pensando no sequestro, mas esta volta de dizer que eu estava forjando o meu próprio sequestro... Essa volta é dela, eu sei que é.

_ E quem é essa Kiria?

_ Namorada do Romeo. Ela é de Santa Catarina, mas foi morar com ele no Rio, ajuda-lo nos “negócios”_ Ela falou, entregando uma caneca de café para Diana.

_ Obrigada, amor_ Disse, já tomando um gole do café, sua mente estava meio zonza ainda_ E o que você teve com ela?

_ Diana...

_ O que teve com ela Rhian? Essa mulher ia executar você naquele cativeiro, este é o tipo de reação que você costuma causar nas mulheres, só que em escala extrema, eu conheço você.

E Rhian respirou fundo, tomando um gole de sua xícara. Não adiantava mentir para Diana, deveria mudar de cor quando mentia porque Diana sempre sabia.

_ Olha, eu conheci essa garota na adolescência, em férias que passei na fazenda da mamãe lá no sul, ela era a garota que cuidava dos cavalos, eu tinha quinze, dezesseis anos, e nós ficamos algumas vezes. E então, de repente, eu encontro ela no Rio, quase dez anos depois num jantar de família, e Romeo a apresenta como namorada.

_ Dormiu com ela, não dormiu? Mesmo ela estando com ele?

_ Diana...

_ Você não presta!_ E empurrou-a com o pé, fazendo-a rir_ Mas voltando ao caso, qual é exatamente o seu plano?

_ Eu já disse a você, Ilhas Turcos e Caicos.

_ Sim, e depois?

_ Depois? Acho que vou para outro lugar, eu ainda não sei bem...

_ O quê? Rhian você não pode fugir para sempre como se fosse uma criminosa! Você tem uma vida, um nome, precisa virar este jogo.

_ Mas como? Quero dizer, a sua polícia atirou em você, a mim parece que eles estão interessados em me acusar, ou em me matar, eu não sei. Diana, um esquema como este é muito grande, há pessoas importantes envolvidas, políticos, homens da polícia, e se Romeo tiver alguém dentro da polícia? Do que irá adiantar? Eu sei que confia na sua polícia, que o seu grande sonho sempre foi...

_ O sonho do meu pai_ Ela a cortou_ Eu demorei muito para admitir, mas, acho que o sonho era mais dele do que meu. E sim, eu confio na minha polícia, porém eles atiraram em mim, mentiram pra mim. Eu não posso continuar negando que não há nada estranho acontecendo. Mas Rhian, veja, se há alguém lá dentro, é uma pessoa, não é polícia inteira, nós só precisamos... Saber quem é, ou ao menos provocar uma nova investigação. Você não tem nada contra o seu irmão? Nenhuma evidência desse tráfico de peças?

_ Bem, eu tenho algumas coisas. Meu Audi foi roubado há um ano atrás, e foi como eu cheguei até essa história da quadrilha, meu pai descobriu, fez um escândalo, mas decidiu abafar a situação toda. Porém eu fiquei com algumas coisas, e comecei a recolher outras, achei que poderia ser útil.

_ E onde estão estas evidências?

_ Com Ariana. Mas nem chegamos a conversar sobre o que ela deveria fazer caso precisasse.

_ Precisamos falar com ela.

_ Mas como? Não acha que ela é a primeira pessoa que vão investigar?

_ É claro que é. Mas eu tenho como abrir um canal seguro de comunicação, só precisamos de um notebook, conseguir um sinal de wi-fi e uma máscara de rede, eu sei como fazer. Enviamos um e-mail camuflado para ela e ela só precisará ser um pouquinho esperta para entender.

_ Ariana não é esperta, Diana.

_ Ela é médica, como pode não ser esperta?

_ Ela não é.

_ Bem, Isis é. Eu tenho que falar com a minha irmã de qualquer forma, eu sei que ela deve estar muito preocupada, e confusa. Eu estou confusa.

E Rhian ergueu os olhos para ela.

_ Confusa sobre mim?

Diana olhou para ela. E deixou sua caneca de lado.

_ Venha aqui.

E Rhian foi, de imediato, foi para ela, para os braços dela, para o beijo dela. Diana guardou-a em seus braços, olhando naqueles lindos olhos verdes.

_ Está com problemas para confiar em mim?

_ No mundo_ Respondeu Rhian, lhe tocando o rosto_ Mas deste mundo todo, eu só tenho esperanças para você. Você me disse ontem à noite que você sempre achou que eu deixaria você, bem, eu nunca achei que você fosse me deixar. E não é porque eu sou convencida, nem nada disso, é apenas porque eu sei da gente. Sei do tamanho do que a gente sente. E quando você foi embora... Eu não sei. Eu fico insegura.

_ Pois segure-se em mim, do mesmo jeito que eu estou me segurando em você_ Disse, fazendo um carinho naquele rosto lindo_ Sabe no que eu estava pensando ontem, antes de vir aqui atacar você? Em como nos conhecemos, você lembra?

_ Como se eu pudesse esquecer aquele seu vestidinho preto..._ Respondeu Rhian, mordendo um sorriso_ Eu vi você debruçada naquele balcão e quando você olhou para mim, com esses olhos lindos, sorrindo... Eu fiquei tão louca por você.

_ E eu achando que você era louca de pedra. E então eu pensei que eu havia entrado no carro de uma estranha, que tinha uma namorada sociopata, e me dei conta que a louca era eu.

_ Louca por mim_ Disse, juntando-a pela cintura, grudando-a contra si_ Falando nisso, pensando sobre a nossa primeira vez, você foi ativa demais para uma lésbica virgem.

_ Não faz ideia de quanto pornô lésbico eu assisti na adolescência...

E Rhian riu e pegou-a em outro beijo, sentindo as pernas dela se enroscarem pelas suas.

_ E você se dizendo hétero.

_ É lógico, assistir pornô lésbico é uma coisa muito hétero, há pesquisas sobre isso_ Disse, enroscando os braços pelo pescoço dela para beija-la outra vez. E então, ficou mais séria_ Nós precisamos ir embora.

_ Mas e a sua perna?

_ Eu suporto Rhian, eu posso lidar com um pouco de dor.

Rhian olhou para ela. E abriu um sorriso, em negativa.

_ Eu acho que ainda não me habituei com você sendo essa agente durona. Quero dizer, você sempre soube bater numa briga, Mali que o diga, mas é diferente.

Diana sorriu de volta.

_ Não é tão diferente. Eu suporto, porque tenho você_ Disse e lhe beijou junto ao lado do rosto, fazendo Rhian fechar os olhos e então, Diana sussurrou para ela_ Nós vamos embora, hoje, assim que anoitecer.

_ Ok_ Como ela quisesse, quando Diana a pegava assim Rhian fazia exatamente o que ela queria_ E o que nós fazemos até lá?

E Diana enfiou a mão por baixo da camiseta de Rhian, tirando-a do corpo dela bem devagar...

_ Nós fazemos amor_ Sussurrou, capturando um dos seios dela em sua mão_ Até abrir esses pontos outra vez...

E também era por isso que Rhian era louca por ela.

Elas fizeram amor no balcão da cozinha, Diana estava com tantas saudades, do corpo dela, da pele dela, da voz dela em seu ouvido, lhe dizendo coisas baixas e gostosas, da pressão das mãos dela sobre o seu corpo... Rhian a pegava com uma força que ninguém mais pegava. Era uma força bruta, mas delicada, sexy, dominadora, Diana adorava quando ela a dominava e Rhian amava tê-la em seu comando, porque era tudo encenação, Rhian podia pega-la com firmeza do jeito que fosse, mas na verdade quem comandava tudo era Diana, em toda e qualquer coisa.

E sempre havia sido assim. A verdade é que desde quando conheceu Diana, Rhian nunca mais foi dona de si. Soube disso na noite em que ela fugiu do seu beijo, e então o mês inteiro sem sexo lhe provou quem mandava mais ainda. Rhian já estava ficando louca quando ela enfim cedeu, mas outra verdade também era que teria esperado até um ano se Diana houvesse se mantido. Desde quando Rhian olhou para aquele par de pernas naquele vestidinho preto, havia deixado de ser sua, para ser dela. Apenas dela. E então havia a perdido. E agora o destino parecia lhe dar mais uma chance. Ainda que Rhian estivesse fugindo. Ainda que a situação fosse terrível e surreal, o que importava é que tinha Diana outra vez.

Diana cozinhou para ela depois do amor, cozinhou de calcinha e sutiã e Rhian perguntava-se se merecia tanto. Havia uma marca de mordida no bumbum dela, Rhian lembrava-se de tê-la feito com orgulho, faria outras muito em breve quando seus movimentos não arrancassem mais os pontos que fazia e refazia naquela coxa bem torneada. Diana falava e falava enquanto temperava a comida e Rhian não conseguia ouvi-la por estar hipnotizada pelo corpo dela, aquelas linhas que começavam a se formar pelo abdômen não estavam ali antes, era mais uma coisa linda de se ver, e os seios? Como Rhian podia não ter saudade? Sem falar na boca dela, mas como a boca dela andava descoberta o tempo todo concentrou-se nas curvas, e naquela bunda perfeita...

_ Rhian, você está me ouvindo?

_ É claro, amor.

E Diana virou-se de frente para ela, cruzando os braços.

_ Do que eu estou falando aqui?

Rhian abriu a boca e... Mordeu os lábios.

_ Diana, não pode vir para a cozinha de lingerie e esperar que eu possa prestar atenção no que você está dizendo, amor...

Não, Diana não esperava, na verdade Diana esperava descobrir se Rhian continuava tão louca por ela quanto Diana seguia louca por Rhian. Almoçaram e Rhian levou-a para o quarto, aos beijos, pressionando o corpo dela contra o seu, fazendo Diana ficar na ponta dos pés buscando pela boca dela. E a pressão de Rhian em sua cintura, em sua nuca, no jeito que a beijava, e o desejo que subia cada vez que ela a tocava e o amor cheio de intensidade que fizeram na cama, Rhian ainda a desejava, não desejava? Ainda a queria e Diana pegou-se fazendo as mesmas perguntas de sempre, e inesperadamente, aquilo lhe fez bem. Era aquela a rotina que sempre tivera com Rhian, aquela mistura de certo e errado, de certeza e incerteza que mantinha Diana viva, humana, interessada no mundo. A vida de Diana sempre havia sido certinha, programada, até a noite em que uma caribenha louca a fez entrar num carro em alta velocidade e levou-a para o céu. E agora se passava o mesmo. A vida de Diana estava toda revirada, mas Rhian seguia a levando para o céu. Dormiram juntas. Perto uma da outra, agarradas uma na outra. E quando Diana acordou, estava chovendo lá fora. Rhian estava dormindo, de lado e de frente para ela, e só então Diana pode dar atenção para aquela nova tatuagem que ela havia feito, uma inscrição, em números romanos bem em cima de seu ombro esquerdo:

XX·II·MMIX

E era a data em que se conheceram. E foi quando uma mistura de coisas invadiu Diana só de uma vez, os quatro anos que havia passado com Rhian, todo o amor que haviam vivido, e então a morte de seu pai, o sequestro de Rhian, suas dores de cabeça, seus delírios, e o amor que ainda tinham. Rhian ainda a amava. Na mesma intensidade. Nunca havia parado de ama-la. E se Diana estivesse realmente doente? E se acontecesse o mesmo que aconteceu com o seu pai? E se morresse de repente? Não, não queria que Rhian sofresse mais. Era a última coisa que queria. Ela já havia perdido a mãe, estava perdendo o pai, se perdesse Diana também... Diana abraçou os joelhos, e chorou, o mais silenciosamente possível, chorou olhando para ela, não querendo acorda-la. E se estivesse sendo egoísta demais? Havia vindo atrás de Rhian, vindo busca-la de volta para a sua vida porque a vida de Diana era apenas metade sem ela. Porque Diana não sabia viver bem sem Rhian por perto. E queria estar perto dela. Que fosse por um pouco. E isto era egoísmo, não era?

_ Diana?_ E Rhian virou-se rapidamente, buscando-a. E a viu tentando disfarçar o choro_ Diana? Amor, ei..._ Sentou-se rapidamente, tocando o rosto dela com ambas as mãos_ O que foi? Por que está chorando?

_ Eu não estou, eu...

_ Assim como não está com febre. Eu vou cuidar de você...

E Rhian cuidou. Lhe deu remédio, e quando Diana quis fugir, a puxou para o seu colo, sentando-se na bela poltrona que tinha no quarto que ficava perto da janela, e Diana enrodilhou-se no colo dela e chorou um pouco mais, agarrada naquele pescoço que amava.

_ Amor, o que foi? Está me assustando, o que há? Você está com medo? Não quer mais ir comigo?

_ Não ouse me deixar aqui_ Disse, de um jeito que fez Rhian sorrir.

_ Eu não ouso, não sou louca. Mas me fala o que está acontecendo. Está sentindo dor?

Diana negou.

_ É que... Rhian, nesse tempo que nós terminamos, você não teve ninguém? Quero dizer, ninguém de quem gostasse?

_ Eu sempre tive você, como podia gostar de mais alguém? Longe de você eu não passo daquela pessoa física que um dia você ouviu falar. Sem sentimentos, sem envolvimentos, que importância tem isso? Você está aqui, Diana.

_ E se eu não estivesse?

Rhian estranhou a pergunta.

_ Se não estivesse? Eu estaria sozinha aqui, sozinha em Caicos, sozinha, ainda que não estivesse sozinha. Diana, você é minha mulher. É a única que eu tenho. Se eu não estou com você, eu estou sozinha.

_ Mas, e se..._ E parou o que ia dizer.

_ Diana, tem algo que você quer me dizer? Diz pra mim, meu bem, pode dizer de uma vez.

Diana olhou para ela. E simplesmente arrumou-se mais em seu colo.

_ Eu só estou... Um pouquinho com medo.

E Rhian abriu um sorriso, apertando-a nos braços.

_ Um pouquinho?

_ É, só um pouquinho.

_ Então..._ E Rhian levantou, levando-a para a cama_ Você vai ficar aqui, muito bem agasalhada, esperando essa febre baixar que eu vou fazer a checagem no iate...

_ Não, não Rhian_ E agarrou-se nela não deixando ela se afastar_ Eu vou com você.

_ Mas você está com febre, não pode sair assim.

_ Então, fica aqui até a febre passar e eu vou com você_ Diana achava que poderia passar mal, com Rhian ao seu lado se obrigava a ser mais forte e a resistir a uma crise. Tudo o que menos queria era Rhian voltando e a encontrando desmaiada.

Rhian olhou para ela outra vez. Havia algo de muito errado, sabia, e iria descobrir o que era.

_ Tudo bem, vamos para a cama, eu fico com você até a febre baixar.

Rhian ficou. Foi para baixo dos lençóis quentes com ela e a manteve em seus braços, até a febre começar a baixar. Diana dormiu. E a febre ainda subiu um pouco mais antes de começar a ceder. Rhian olhava para ela. Olhou o tempo inteiro. Checou seu ferimento na coxa enquanto ela dormia. Apesar do rompimento de dois pontos, a ferida estava seca, sem infecções, não, não era a origem da febre alta, era outra coisa, que Rhian precisava descobrir. Beijou a testa dela e saiu da cama, cobrindo-a direito, foi até a cozinha, pegou um copo d’água, olhou pela porta. A chuva havia passado e as árvores pingavam gotículas de chuva, enxugando-se, balançando ao vento. Rhian saiu na varanda da cozinha, olhando para aquela linda natureza que a circulava, ouvindo o som do mar a distância. E numa prece em silêncio, de olhos fechados e mente aberta, ela agradeceu por Diana, agradeceu pela segunda chance que havia recebido e só fez um pedido, um único pedido: que tivesse tempo para fazer tudo certo desta vez. Era a única coisa que pedia. Porque se tivesse tempo, Rhian a amaria, a amaria do jeito que ela merecia e de uma maneira que Diana nunca mais iria querer ir embora outra vez. E isso ela prometia. A si mesma e a tudo o que a cercava.

_ Amém_ Disse em voz alta e sentiu braços se enroscando em seu peito, sendo gostosamente abraçada por trás.

_ A quem destinou esta prece?_ Perguntou Diana, deitando um beijo na nuca de Rhian, que sorriu com o carinho, com a presença, com os braços dela.

_ Para Deus, para as árvores, o mar aqui perto, a chuva. Tudo que é vivo e tem algum poder.

Diana sorriu. Era como Rhian era. Subiu a mão pela nuca dela, lhe fazendo um carinho.

_ E o que pediu?

_ Você.

_ Eu? Mas você já me tem.

_ Você, por todo o tempo do mundo.

Diana suspirou, apertando-a em seus braços e contra o seu coração. E Rhian virou-se de frente, cingindo-a para perto, tocando o rosto de Diana e a trazendo para um beijo, ali, naquela varanda molhada iluminada por aquele sol de pós tempestade que logo, logo iria se pôr. Encostou-se em Rhian, passando para a frente dela, cobrindo-se com os braços dela, e se Rhian estava a pedindo por todo o tempo do mundo, tudo o que Diana podia pedir era tempo. A quem quer que a ouvisse, a tudo que a cercava. Tempo para elas, não tempo para começar de novo, mas sim para continuar da onde haviam parado. Era tudo o que Diana queria. Era absolutamente tudo o que ela queria.

 

Tempo.

Notas finais:

Meninas, este capítulo um pouco mais romântico. Aproveitem!

Que todas tenham um bom final de semana, cheio de paz, amor e muito romance! *-*

Bjos no coração!



Comentários


Nome: Lai (Assinado) · Data: 13/09/2016 20:43 · Para: XX·II·MMIX

Olha o presente de niver!

Esses capítulos fofos!Quero que Di conte logo pra Rhiam sobre os desmaios...parece que essa louca entrou em razão!!! rs.

Sinto que os próximos capítulos serão recheados de ação... brevemente!!!

Feliz niver!

Ótimo capítulo!

Beijos pras duas



Resposta do autor:

Oieeee Lai!

 

Capitulos fofos sempre precedem correria nesta história haha

Que bom que vc continua curtindo a história *.*

Obrigada pelo feliz aniversário!

 

Beijinhos!



Nome: Maria Flor (Assinado) · Data: 24/06/2016 05:52 · Para: XX·II·MMIX

Oi, Tess!

Tudo bom?

Coisas que Diana precisava contar e que Rhian não ia gostar? Shiiii. Ela casou? Constituiu família? Acho que Rhian aceitaria qualquer coisa, mas o que mais a machucaria seria Diana ter casado com outra pessoa.

E por qual motivo Kiria ia querê-la morta? Só porque Rhian não pode amá-la? Você vai desenvolver a história da Kiria nos próximos capítulos?

Cara, amei a Rhian dizendo que sem a Diana ali ela estaria sozinha, mesmo que tivesse outra pessoa lá. E não acontece isso tantas vezes na vida real? Com aquelas pessoas que estão com você por coisa de momento e não por existir um sentimento profundo? Muito verdadeiro o que ela falou.

Ah, também achei super fofa a prece dela e o desejo da Diana por tempo. Creio que esse seja um desejo de todos que amam. Mais tempo para continuar vivendo uma história de amor. Esses capítulos que li agora na madrugada me deixaram romântica e sentimental, hahaha.

Beijo grande e até o próximo capítulo.



Resposta do autor:

Eu disse que te via muito em breve haha

 

E vc continua com a leitura perfeita dos pormenores viu haha

Existe uma única coisa que machucaria Rhian demais e no final das contas vamos descobrir que foi justamente por isso que Diana acabou fazendo essa coisa, enfim :/

Então, a Kiria. Eu tenho sim uma história para ela na minha mente, estou vendo exatamente onde eu vou encaixar este pedaço onde sabemos mais sobre ela e sobre os motivos dela, eu só posso te adiantar que ela é uma das personagens menores de quem eu gosto muito haha (tenho um fraco por vilãs, eu preciso confessar)

E vc destacou uma das frases que eu mais gosto na história inteira, pq é um resumo perfeito do que estas duas sentem uma pela outra. Não importa quem está do lado delas, se não é uma a outra, elas estão sozinhas da mesma maneira. E então a cena final, com a Rhian agradecendo pela chance que estava recebendo e a Diana pedindo por tempo, pq sinceramente, ela não sabe se tem tempo ou não :/

Que lindo vc lendo de madrugada e ficando romântica!!! Haha As madrugadas por si só já são horas românticas, ai junta um capítulo fofo e dá nisso, romantismo gratuito d84;

Beijinhos, até a próxima!



Nome: Ada M Melo (Assinado) · Data: 16/06/2016 14:09 · Para: XX·II·MMIX

espero que Rhian descubra logo o que ela tem e consiga salva-la..... estou amando a historia!



Resposta do autor:

Oieeee Ada!

 

Fico feliz que esteja gostando da história! Espero te encontrar nos outros capítulos.

 

Bjs!



Nome: Schwinden (Assinado) · Data: 27/05/2016 07:09 · Para: XX·II·MMIX

Capítulo gostosinho :)



Resposta do autor:

♥♥♥



Nome: Ana_Clara (Assinado) · Data: 22/05/2016 21:34 · Para: XX·II·MMIX

Rhina, eu sei que a história causa essas coisas, tipo, amor sempre a flor da pele, romance puro e nada misturado, a Rhian uma delícia de pessoa, mas olha, eu sou ciumenta. hahahaha Vc pode abraçar a Tess o quanto vc quiser, mas sem más intenções, tá?! kkkkkk 



Resposta do autor em 22/05/2016:

Mas anjo, intenção pode ser coisa boa tbem, tá? Haha Recebi um abraço cheios de boas intenções =)



Nome: Eduarda A (Assinado) · Data: 22/05/2016 16:44 · Para: XX·II·MMIX

Olá

Olha eu amei ver elas assim apaixonadas, só estou com medo dessa doença que a Diana pode ter.



Resposta do autor em 22/05/2016:

Olá Eduarda!

 

Vamos começar a entender e "desentender" melhor este delirium da Diana nos próximos capítulos =)



Nome: Teresa (Assinado) · Data: 22/05/2016 16:27 · Para: XX·II·MMIX

Caramba dá até vontade de se apaixonar credo kkkk

Acho elas lindas juntas



Resposta do autor em 22/05/2016:

Oieeee, tudo bem?

Eu alertei que era uma romance-romance disfarçado de romance-policial haha Acho que nunca escrevi uma história tão romantica, apesar deste fundo de mistérios. Este foi um capítulo pra gente curtir essas duas juntas =)



Nome: Susana (Assinado) · Data: 22/05/2016 15:40 · Para: XX·II·MMIX

Será que a Rhian não existe? O:

Será que nem tudo é real e só acontece na cabeça da diana? Se ela tiver algum tumor no cérebro isso é possível! Caramba eu adoro um bom mistério.



Resposta do autor em 22/05/2016:

Olá Susana!

A história é cheia de mistérios, Diana tem "um monstro" em sua cabeça, e ainda vamos levar alguns capítulos para frente para começar a entender melhor do que se trata, estou adorando ler as teorias haha

Bjs!



Nome: mtereza (Assinado) · Data: 21/05/2016 23:36 · Para: XX·II·MMIX

Simplesmente amo os significados românticos dos títulos do capítulos e esse foi uma surpresa amei também o detalhe de ser a tatuagem da mulher da foto de capa da historia que fica mais interessante e instigante a cada capítulo bjs Tess e um ótimo final de semana para você também. 



Resposta do autor em 22/05/2016:

Oieeee Tereza!

Essa coisa dos títulos vc sabe que eu trato com muito carinho, né =) Aliás é também uma dica para entender a história, os títulos conversam entre si e nada é por acaso. A moça da capa é o mais próximo de Rhian que eu consegui traduzir em imagem, tem a coisa cítrica e tropical que muito caracteriza a personagem e acabei roubando algumas caracteristicas da imagem para Rhian tbem haha Originalmente a tatuagem dela seria nas costas, mas acho que no ombro conversou melhor com o conjunto.

Espero que esteja tendo um bom domingo, beijos!



Nome: line7 (Assinado) · Data: 21/05/2016 03:40 · Para: XX·II·MMIX

Simplesmente LINDO 😍! Muito romance, aquela clima de casal apaixonado, bem suave e calmo, pó assim dá até  vontade de namorar😊 ..rsss..só  vontade mesmo, já  passou..rssss😂..agora o que me deixa preocupada essa doença misteriosa de Diana ( princesa )  com esse clima romântico  plena sexta feira é  curtir uma música e desenhar..😏 relaxar. Até  mais linda e bom final de semana, saúde, tranquilidade 😙d84;👏👏



Resposta do autor em 21/05/2016:

Emoji de olhos de coração são sempre um bom sinal haha O capítulo ao menos te causou uma vontade momentânea de namorar, já valeu haha

Bons desenhos e bom final de semana, viu? Obrigada pelo comentário, até o próximo!



Nome: annagh (Assinado) · Data: 21/05/2016 03:22 · Para: XX·II·MMIX

Oi Tess...tudo em paz??? Demorei
hoje...mas eu jamais iria conseguir dormir sem antes deixar meu comentário
aqui.



Confesso que li esse capítulo com
um sorriso imenso do início ao fim...rsrsrsrrssrsr...não tem jeito, sou muuuuuuuuuuito
romântica gente!!!! Como pode alguém não simpatizar com Rhian??? … muita fofura
e gostosura pra uma pessoa só. O que mais amo nela é o seu instinto protetor, o
cuidado que ela tem com Diana....a fragilidade que ela tenta não demonstrar mas
que em certos momentos se torna inevitável não notar. Fazer uma tatuagem com a
data em que conheceu a namorada???? O que é isso Autora???? Isso é muito mais
que uma prova de amor, a data ficou mais do que marcada em Rhian. Amei a
criatividade!!!



Adooooooroooooo o ciúmes de
Diana!!!!....kkkkkkkkkkkkkkkkk....como não ter né????  Mas adoro ainda mais quando Rhian deixa mais
do que claro que Diana é sua “única mulher”.



Amei isso:



“Eu estou muito
feliz_ Sussurrou baixinho para ela.



_ Mesmo com esse
ponto aberto?



_ Eu estou feliz
justamente porque abrimos este ponto...”



Kkkkkkkkkkkkk....mas
quem nesse mundo estaria feliz com uma coxa baleada, com os pontos estourando
(deve doer muuuuuiiiitooooo) iria falar um trem desse????...rsrsrssrsrsr...só
mesmo DIANA, claro!!!!



E esse segredo que
Diana precisa contar pra Rhian? E vem chegando os mistérios né. História boa
tem que ter mistério. Adoro desvendá-los. Mas espero que não torture demais
suas leitoras igual uma certa Autora que conheço chamada Selena...putz...ela
vai me odiar se ler isso. ...kkkkkkkkk...



Agora se me permite,
vou citar um trecho que me emocionou muito...
“A chuva havia passado e as árvores pingavam gotículas de chuva, enxugando-se,
balançando ao vento. Rhian saiu na varanda da cozinha, olhando para aquela
linda natureza que a circulava, ouvindo o som do mar a distância. E numa prece
em silêncio, de olhos fechados e mente aberta, ela agradeceu por Diana,
agradeceu pela segunda chance que havia recebido e só fez um pedido, um único
pedido: que tivesse tempo para fazer tudo certo desta vez”....li  essa parte com os olhos marejados, cheguei a
sentir o vento no meu rosto e o som das folhas das árvores balançando e do mar
à distância. Senti um arrepio quando Rhian fechou os olhos e mostrou nessa
prece toda sua fragilidade e amor incondicional pela mulher que ama. Perfeito
Tess.



Queria poder comentar cada
parágrafo...kkkkkkkkkkkkkkkkk...amo tudo!!!! Mas sei que eu acabaria me
tornando uma chata não só pra autora como para as leitoras.  Espero que compreendam minha empolgação. Tô
apaixonada pela história. E nunca fui de falar pouco (deve ser mal de
professora...rsrsrsrsrsr)



Bom, lendo o comentário de Ana
Clara confesso que fiquei mais confusa do que a cabecinha de Diana...rsrsrsrsr...e
fica a pergunta, isso tudo (sequestro, fuga, doença, irmão de Rhian criminoso,
etc) é real ou são apenas delírios da cabecinha de Diana????????????????????



 



Parabéns mais uma vez!!!



Fique na paz. Beijos.



Resposta do autor em 21/05/2016:

Anna! Já estava me perguntando onde vc estava haha

Feedback lindo, vamos lá *.*

Primeiro eu gostaria de ressaltar que a Rhian fez a tatuagem da data quando ela já estava separada da Diana, o que deixa tudo ainda mais bonito. Ela queria manter a Diana com ela de alguma forma ainda que elas não estivessem mais juntas, é assim que a Rhian ama a sua teimosinha de Brasília :)

E de vez em quando, Diana é criatura né, ela começa toda fofa dizendo que está feliz e depois vem com a história do ponto haha O ponto abriu, mas ela tá feliz, inclusive queria até abrir tudo de novo rsrs

Sobre o segredo não se apavore, mas ando pegando umas aulas com a Selena sobre o assunto rsrs

E como sempre, vc destaca meus trechos preferidos do capítulo, a última cena eu queria conseguir passar aquele tipo de conexão natural pq há tanta energia na terra depois da chuva, e então nós temos a energia natural mais a energia de felicidade que as duas estão sentindo. Aquele momento é o mais feliz da vida da Rhian desde o último reveillon que ela compartilhou ainda do lado da Diana há mais de três anos. Então eu queria essa energia, sabe, e ler a maneira com a qual vc leu a cena me confirma que eu consegui passar tudo o que eu queria =)

E sobre os delírios, olha, temos muito a ver pela frente, estou adorando as teorias haha

Obrigada pelo feedback maravilhoso, Anna!

 

Abraço forte, no estilo Ajully de abraçar haha



Nome: Ariana (Assinado) · Data: 20/05/2016 23:31 · Para: XX·II·MMIX

Olha o meu nome! AHHHHHHHH

Amei ai que fofas elas são.



Resposta do autor em 20/05/2016:

Espere pelo capítulo 11, Ariana está entrará na história digamos que... Com bastante estilo ;)

 

Bjs!



Nome: Catarina (Assinado) · Data: 20/05/2016 23:28 · Para: XX·II·MMIX

Oieeeeeee

Ai que capítulo mais fofo! Derreti rsrs

Elas são tão lindas apaixonadas :) "Eu suporto, porque tenho você" ai cara como o amor é lindo!

Eu nunca tive uma mulher a cozinhar pra mim de calcinha e sutiã, caralho quem me dera hahaha

Adorei a prece da Rhian. "Você, por todo o tempo do mundo." Ahh caramba que lindo *.*

Estou cada vez mais apaixonada por esta história. Nossa. Mexe tanto comigo!

Bj



Resposta do autor em 20/05/2016:

Cat, oieeeeeeeeeeeeee

Elas estavam bem apaixonadinhas nesse capítulo né? Pazes feitas, amor transbordando :)

E acho que todo mundo deveria ter direito a uma namorada cozinhando de calcinha e sutiã, de vez em quando a minha me dá tal honra haha

E a Rhian tem um lado espiritual de conexão natural muito forte, é algo que eu gosto muito nela. Contando que vc continue se apaixonando pela história pelos próximos capítulos, heim?

 

Abraços!



Nome: Ana_Clara (Assinado) · Data: 20/05/2016 22:48 · Para: XX·II·MMIX

Quando um capítulo é adicionado, antes de devorá-lo sempre passo no anterior e dou uma relida, assim fica mais fácil me introduzir no drama delas. Cara, que capítulo fofo, mega doce. Tendo colapso de glicose, com certeza! A Di está cada vez mais linda, romântica e apaixonante. Aliás, esse jeitinho bravo e mandão é deliciosamente excitante. Adoro! Tantas coisas que me deixam apavorada... Esse mistério que a Diana 'esconde' (veja bem, nem ela mesmo sabe o que tem) me dá um pavor de que possa ser algo ruim, mas no fundo tenho meu palpite. Aliás, desde que a Di conheceu a Rhian ela vive em constante confusão. Esses momentos intermitentes da Diana podem ser causados por falsas conclusões dela mesma sobre sua vida e suas ações. Será a Rhian um problema mental orgânico reversível???? 



Resposta do autor em 20/05/2016:

PARA TUDO QUE NÓS TEMOS UMA TEORIA MUITO INTERESSANTE POR AQUI

Alias, a primeira teoria né, vamos por partes rsrs

1. Sim, a Diana realmente está doente, não sabemos a gravidade, nem as implicações, o romance chama Delirium e obviamente esta é uma parte enorme da história;

2. Eu vivo dizendo que a Rhian é o "delírio" deste romance, ok

3. O tal Delirium pode ser físico, pode ser mental, pode ser culposo, quem sabe?

4. Ou talvez ele seja apenas poético, adoro licenças poéticas haha

5. Não respondi nada, né? Mas só tem graça se manter o mistério ;)

6. Adorei sua teoria *.*

 

 



Nome: Pryscylla (Assinado) · Data: 20/05/2016 22:16 · Para: XX·II·MMIX

Que fofas,mais quandoa Diana vai falar a verdade? 

Bjus =]



Resposta do autor em 20/05/2016:

Oieeeee Pryscylla!

 

Diana está com medo :/ Medo do que tem, medo de contar pra Rhian, medo do que pode acontecer, ela está com medo em tempo integral, mas uma hora ou outra ela vai encontrar as palavras para todas as verdades que ela está devendo ;)

 

Beijinhos!



Nome: BiaRid (Assinado) · Data: 20/05/2016 21:27 · Para: XX·II·MMIX

Que capitulo fofo *---* Me apaixonando pela Rhian, ou pela Diana? KKK As duas são ótima, e você também autora! Beijos!!



Resposta do autor em 20/05/2016:

Eu confesso pra você que eu fico entre as duas, tem capítulo que sou da Rhian e em outros a Diana me rouba, é muito complicada essa vida haha

Obrigada por estar seguindo na leitura, Bia, beijos!

 



Nome: albuquerqueselena (Assinado) · Data: 20/05/2016 19:02 · Para: XX·II·MMIX

Muito bonito o capítulo, eu gostei das pequenas revelações, e do clima delas.

Eu ri muito disso:

Eu acabo com você Rhian!_ E Diana empurrou-a irritada e Rhian a segurou sorrindo, puxando-a de volta...

Eu adorei a prece da Rhian, eu resistentemente começo a gostar dela.

Agora a Di perder um pontinho assim vale a pena, né?

Bjo =*



Resposta do autor em 20/05/2016:

Selena minha parceira *.*

Capítulo relax e cheio de pequenas revelações, é verdade, vamos voltar para uma pegada mais misteriosa daqui para frente, e vc viu a Rhian, ela é linda e fofa e então fica safada, é o drama da Diana rsrs

Rhian está te conquistando devarinho, estou observando ;)

E acho que os pontos da Diana foram bem abertos desta vez haha

Ps: Te devo respostas no wpp, estou despachando as tarefas da semana que vem e já corro lá pra te responder, não desista de mim :)

 



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.