Um atropelamento inesperado e uma paixão para a vida. por naty001


[Comentários - 26]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Bruna dirigiu o mais rápido até a casa do suposto Rafael que pensava que fosse. E por fim das contas, sua intuição estava certa! Rafael Lopes, era seu ex namorado, mas Bruna terminou com ele, pelo seu comportamento agressivo as vezes. E em um belo dia não aceitando o término da relação deles, partiu pra cima de Bruna com uma faca, alguns golpes desviados, porém alguns pegaram em cheio, no estômago e braço e alguns de raspão também. Alguns vizinhos ouviram os gritos, e chamaram a polícia, que logo chegou e tomou conta da situação, prenderam Rafael em flagrante e chamaram uma ambulância para levar Bruna pro hospital. Rafael ficou preso por um bom tempo, e jurou vingança à Bruna e quem estivesse com ela, ele iria se vingar também. Por outro lado, Bruna ficou um bom tempo internada, e teve que fazer algumas cirurgias. Perdeu 2 semestres da faculdade por causa desse acontecido.

Rafael só gostava de si mesmo e queria todos submissos a ele, e quem não fizesse isso ele simplesmente agredia. Quando conheceu Maria Luiza, viu ali uma pessoa que poderia ser submissa a ele, porém ele nunca tinha batido nela e nem discutido com ela. Quando ele descobriu que sua atual namorada estava fazendo estágio na clínica de Bruna Simão, ele ficou louco, e quis tirar satisfações com ela. Estava com tanta raiva, que a agrediu. E novamente a agrediu, quando Bruna foi ficar uns dias na fazenda. Ele achava que as duas poderiam ter algo, e prometeu a si mesmo que iria machucar Malu para acertar Bruna.

Bruna estava com sangue nos olhos, quando teve a certeza de que era ele. Chegando na casa de dele, Bruna foi logo empurrando a porta. Rafael estava em seu computador pesquisando algumas coisas.

-Hora hora, que honra da sua presença Dra. Bruna Simão! Disse cínico. –No que posso te ajudar lindinha?

-Seu desgraçado... e já foi partindo pra cima dele. –Porque à machucou?? Porque bateu nela?? Disse batendo a mão na mesa.

-Não sei do que você está falando gracinha. Disse ainda mais cínico.

-Larga de ser estúpido Rafael, você acha que vai bater nela e vai ficar por isso mesmo?? Disse e já foi segurando na gola da camisa dele. –Escuta só uma coisa, se você encostar mais um dedo nela...

-Você faz o que??? EM SUA COVARDE!! Eu sabia que batendo nela, eu iria te atingir! Disse já com raiva.

-EU JURO QUE TE MATO RAFAEL!! Estava mais nervosa que o normal. –Você acha que é quem pra bater em mulher??! Disse ainda segurando a gola da camisa dele.

-Todas vocês têm que me respeitar e se ser submissas a mim!! Você é muito otária Bruna! Deu várias risadas.

-Já me cansei de você!! Por sua culpa eu fiquei mais de 5 meses no hospital e tenho sequelas até hoje!! Apertou ainda mais a gola da camisa.

-Aé?? E por sua culpa eu fiquei preso por um bom tempo!! Disse tentando tirar a mão da médica da gola da camisa dele. –E prometi que iria te achar um dia, Bruna. Mas nem precisei procurar, você veio até aqui em casa, por conta própria! Disse já disferindo um soco no rosto da médica.

-Seu desgraç... E já partiu pra cima dele, também dando um soco nele. –Ninguém bate nela, ta me ouvindo?!

-Eu vou bater em você e na sua namoradinha. Mesmo caído no chão, depois do soco de Bruna, ele sorriu cínico.

E assim, os dois cravaram uma briga. Bruna mais apanhava que batia, porém, os socos e murros que dava em Rafael, o desgastou bastante. Quebraram mesa, cadeiras, derrubaram metade da sala dele praticamente, e mesmo assim nenhum dos dois dava o braço a torcer. Rafael estava possesso de raiva, e Bruna estava com muita mais raiva por causa de Malu.

Malu, dirigiu o mais rápido até a casa de Rafael, pensando que eles estariam lá.

-Malu, só uma dúvida, ele se chama Rafael Lopes??! Perguntou Mariana assustada, constatando que já conhecia aquela casa.

-Sim Mari, porque?? Ficou curiosa.

-Ai meu Deus, não pode ser! Colocou as mãos na cabeça, e teve a certeza de quem era.

-Mariana, pelo amor, o que ta acontecendo??

-Malu, você vai saber... Agora, só dirige o mais rápido que você puder. Pediu Mariana.

E assim foi, Malu foi muito rápido, e chegando a casa de Rafael suspirou triste por ver o carro de Bruna parado em frente à casa dele. O mesmo suspiro foi dado por Mariana, não acreditando que aquilo estava acontecendo de novo. As duas saíram correndo do carro e já ouviram barulhos dentro da casa. “—De novo não, de novo não” disse Mariana já entrando correndo, seguida de Malu. Dentro da casa, elas viram Bruna e Rafael se atacando, Bruna um pouco mais machucada que Rafael, mas ele também estava machucado.

Mariana já entrou no meio segurando Rafael pelos braços e tentando tirar ele de perto da amiga. Custou, mas devido ao cansaço dele, ela conseguiu imobiliza-lo com um mata-leão. Malu foi direto em Bruna pra tentar segura-la, conseguiu tirar ela de perto e ficou na frente dela, mas segurando as mãos dela, de um jeito forte, que por partes imobilizou Bruna, por outro lado ela ficou quieta porque era Malu que a estava segurando e também por ver Rafael imobilizado por Mariana.

-Você em Rafael??! Não quieta nunca em? Disse uma Mariana com muita raiva.

-Me solta sua vadia!!! Ainda ta faltando você pra apanhar! Disse quase não conseguindo falar devido ao mata-leão.

-Você não vai bater em mais ninguém aqui, ta me ouvindo?? Disse e foi apertando mais ainda seus braços.

-Me sol... Me solta logo!! Disse com raiva e com pouco fôlego.

-Mariana da um ar pra ele. Pediu Malu, estava confusa com tudo aquilo.

-Se você partir pra cima de mais alguém aqui, Rafael, eu te mato aqui e agora! Falou Bruna, com muita raiva, mas ainda sendo segurada por Malu.

-Como você anda com esse tipo de gentinha Maria Luiza??! Disse muito cínico Rafael. –Você sabe que Bruna é sapatão né?!

-E o que que tem Rafael?? Me diz, o que que tem?? Disse já ficando com raiva. E isso foi notado por Bruna e Mariana, que se olharam e deram um sorriso de canto de boca. –Eu não me importo com o que ela é! Você me batia, e agora olha o que fez com ela!! Você perdeu toda a razão que tinha, se é que tinha! Estava com muita raiva também.

-Vamos embora Bruna e Malu, deixa esse otário ai! Mariana já ia se encaminhando pra porta e puxando as duas. Bruna passou um braço por cima do ombro de Malu, pois estava custando a andar.

-Isso ainda não acabou Bruna, ainda não acabou!! Vou acabar com você e com a sua namoradinha! Rafael ainda teve forças pra dizer essas palavras, disse e viu as 3 mulheres saírem pela porta.

-Malu, como você já ta sabendo dirigir carro automático, vai no carro da Bruna com ela e vamos para um hospital. Vou no seu carro, e você me segue. Disse Mariana já pegando as chaves de Malu.

-Ta bom, vamos. Disse Malu já pegando as chaves que estavam com Bruna. –Vem, eu te ajudo a entrar Bruna. Malu percebeu que a médica pousou a mão entre as costelas no lado direito e havia muito sangue ali.

Entraram no carro, e seguiram para um hospital mais próximo.  A todo momento, Malu se certificava que Bruna estaria bem. Ação que foi percebida por Bruna, mesmo que estivesse quase desmaiando. Chegando ao hospital, os médicos correram para pegar Bruna de dentro do carro, a colocaram numa maca e foram para dentro de uma das salas. Mariana e Malu tiveram que esperar do lado de fora. Foram até um local, e deram os documentos de Bruna e seus nomes para a moça simpática, que disse para aguardar, que o médico já traria informações.

-Mari, eu to confusa, o que ta acontecendo?

-Vou te explicar tudo Malu. Naquela hora, Mariana explicou toda a história para Malu, que ouviu atentamente a cada detalhe. –E Bruna foi hoje na casa dele, pois eu contei pra ela que você chegou um dia na clínica muito machucada, e com isso ela saiu correndo e com raiva, e deu no que deu. Acabou de explicar Mariana.

-Mas ela foi tirar satisfações com ele, por minha causa? Ela se machucou por minha causa? Estava chocada com toda a história, mas não deixou de perceber o heroísmo de Bruna.

-Sim Malu... Olha, eu conheço minha amiga a muitos anos, e sei quando ela gosta de verdade de alguém. A questão é, ela nunca gostou de verdade de alguém. E eu nunca pensei que ela iria fazer isso por alguém. Esse alguém no caso, você.

-Mas onde quer chegar com essa história Mari?

-Você sabe muito bem Malu. Bruna gosta de verdade de você, ou você ainda não percebeu isso? Quando ela esteve pra fazenda, me ligava quase todos os dias, e perguntava sobre você, se você estava bem. E quando você chegou machucada aquele dia, foi a única vez que não contei sobre você pra ela. Explicou Mariana, de uma forma bem séria.

-Eu não percebi nada, te juro Mari. Eu sentia algumas coisas quando via ela, mas sei lá, achava que era coisa atoa. Disse e abaixou a cabeça. –Eu estou tentando lutar contra mim, que gosto dela. E por minha culpa ela está naquela mesa de cirurgia. Lagrimas caíram do rosto dela.

-Simplesmente lute por algo que é puro e bonito, como o amor que Bruna sente em você. Por coisas assim que devemos lutar. Disse Mariana levantando a cabeça de Malu. –Eu vejo nos seus olhos que esse amor é recíproco, por favor, não deixe isso acabar. Pediu Mariana.

-Mari, eu nunca me relacionei com nenhuma mulher. Minha família é muito homofóbica. Isso tudo é novo pra mim. Quando vi Bruna pela primeira vez, eu vi que ali eu já iria gostar dela, porém igual te falei, travei uma luta dentro de mim e disse pra mim mesma que não poderia gostar dela. Disse e caiu ainda mais lágrimas. –Ela não pode morrer ou sofrer algo, eu não suportaria.

-Ei, ela vai ficar bem, você vai ver. Mariana abraçou Malu.

Naquele momento, Mariana abraçada a Malu, a menor chorou muito. As duas sabiam que a partir dali as vidas delas iriam mudar muito, na verdade a vida de Malu iria virar de ponta cabeça.

Devida a primeira briga entre Bruna e Rafael, Bruna sofreu muitas lesões internas, por causa dos golpes com facas, inclusive algumas costelas quebradas, Bruna teve pulmão perfurado, estômago perfurado, além de muita musculatura rasgada e rompimento de vasos sanguíneos. Porém onde foi deferido o golpe de faca e que acertou o pulmão, ficou uma cicatriz enorme, e que doía, por causa das costelas. Nessa nova briga, Rafael deu vários socos nesse lugar, pois sabia que ali estaria um ponto fraco dela. Bruna teve que ser levada para a cirurgia, depois de 2 horas na mesa cirúrgica, os médicos terminaram e levaram Bruna para descansar.

2 médicos foram até Malu e Mariana que aguardavam a notícias. Ainda abraçadas, as duas viram os médicos chegando e o mais rápido que puderam se levantaram e já foram perguntando como Bruna estaria.

-Calma meninas, irei explicar tudo a vocês. Sentem-se. Pediu um dos médicos.

Os dois médicos explicaram tudo as duas, e elas ouviram atentamente a cada detalhe, e comemoraram que poderiam ver Bruna ainda naquele dia. Agradeceram aos dois doutores que saíram logo em seguida.

-Viu só Malu, ela está bem! Só precisa de repouso agora.

-Graças a Deus ela está bem Mari. Vamos lá ver ela? Disse já se levantando.

Mariana apenas acenou com a cabeça que sim, e se levantou logo em seguida de Malu. Foram conversando até chegarem no quarto onde estava Bruna, que ainda estava sedada devido aos medicamentos. Mariana resolveu com Malu que ficariam ali até Bruna acordar. Malu se deitou em um sofá e dormiu, só Mariana que ficou de olhos abertos até sua amiga acordar. Depois de 3 horas, Bruna acordou.

-Oi bela adormecida. Brincou Mariana. –Como você está??

-Oi... até que agora, eu to bem. Só meia dolorida. Disse uma Bruna que ainda estava meio grogue.

-Que bom neném, tu deu um baita susto na gente em?

-Cadê ela? Bruna cortou Mariana, e se referiu a Malu.

-Está deitada ali, hoje foi muito cansativo pra ela Bru. Contei tudo a ela, sobre tudo. Espero que não me dê uma bronca por isso.

-Aff não era pra ter contado..., mas tudo bem, ela merece saber da história toda.

-Ela chorou demais hoje, por sua causa. Disse que estava com medo de perder você, e que estava lutando contra si própria, porque estava gostando de você. Acredite Bru, aquela garota ali. Apontou para Malu. --Tá gostando mesmo de você. Mas ela nunca se relacionou com mulheres, tu és a primeira. Mariana disse séria.

-O que?! Nunca mesmo? Ela ta gostando de mim? Caramba, ela é uma caixinha de surpresas mesmo em. Bruna brincou. –Aí minha costela... Reclamou de dor.

-O médico disse que você passou por uma cirurgia complicada, e que precisará de muito descanso e repouso. Suspirou segurando a mão da amiga. --Pois é minha amiga, tu amarrou a moça e trouxe de brinde aquele otário. Alias, nem lembra dele não.

-Espera, Mari, minha mãe! Liga pra ela e explica toda a história, ela deve estar preocupada.

-Puts, verdade Bru, vou ligar agora mesmo.

Ficaram ali conversando por mais ou menos 2h. Mariana explicou tudo o que conversou com Malu, e Bruna estava desabafando com a amiga. Só pararam de conversar quando Malu acordou.

Notas finais:

Como prometido, mais um capítulo pra voces!! E esse Rafael em??! O que será que pode acontecer a partir de agora?? Dêem suas opiniões.

 

Talvez um capítulo saia amanhã, torçam pra que sim!!!

 

Beijos e até a próxima!!



Comentários


Nome: NovaAqui (Assinado) · Data: 11/05/2018 15:15 · Para: Capitulo 8 - O Acerto de Contas I.

Esse Rafael precisa de um belo corretivo

 



Resposta do autor:

E o mais rápido possível



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.