Última noite de amor por Vandinha


[Comentários - 1189]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

 

Última Noite de Amor -- Último Capítulo

 

 

Um ano depois...

 

 

Leblon -- segunda-feira

 

 

Isabel chegou em casa e estranhou o silêncio que dominava o ambiente. Nenhum ruído, nenhuma risadinha, nada. Absolutamente nada.

Foi até a cozinha, esperando encontrar Edna por lá, mas ela também não estava.

-- Ai meu Deus! Silêncio é sinal que estão aprontando alguma -- Isabel passou as mãos pelos cabelos em sinal de preocupação -- Xandaaaa... Thifanyyy... Thiaguinho... -- saiu chamando alto.

Caminhou por todo o apartamento só faltava a sala de vídeo.

-- Encontrei vocês... -- falou com a mão no trinco, já pronta para abrir a porta -- Não adianta se esconderemmm... -- entrou na sala sorrindo e recebeu uma chuva de bombons. Tinha chocolates por todos os lados. Chocolates de todos os tipos e sabores.

Isabel abriu os braços e deixou os bombons rolarem pelo seu corpo. Rodopiava, brincava e ria muito. Divertia-se como uma criança.

Quando a chuva de bombons parou, jogou-se sobre Alexandra a cobrindo de beijos.

-- O que significa isso meus amores? -- perguntou radiante de alegria.

-- A mamãe Xanda disse que isso é romantismo -- Thifany falou animada com a brincadeira.

-- Hum, que fofa! Minha mafiosa dando uma de romântica?

-- Você um dia me falou que amava ganhar bombons, então resolvi lhe fazer esse mimo. Gostou?

E o beijo apaixonado foi a única resposta que ela deu, a única que importava de fato.

-- A mamãe Xanda quer... -- Thiago começou a falar e levou um bombom na cabeça que fez: Poc -- Aiiiiii... Sua estúpida!!! -- berrou para a irmã.

-- O que é isso Thifany? -- Isabel passou a mão na cabeça do menino -- Assim você o machuca.

-- Quem manda ser bocudo. A mamãe Xanda pediu pra gente não falar que ela está planejando uma festa de casamento sábado lá na ilha... -- Thifany colocou a mão sobre a boca e olhou assustada para Alexandra -- Desculpa mãe Xanda, saiu...

-- Sua burra!!! -- Thiago puxou o cabelo da irmã.

-- É sério o que ela está falando Xanda?

-- Faz um ano que a gente noivou amor. Você não acha que está na hora de oficializarmos essa união perante a justiça? -- coçou a cabeça, o que fazia sempre nos casos embaraçosos -- Se você quiser, é lógico. Se não quiser eu vou entender amor, não se preocupe.

-- É claro que eu quero Xanda -- Isabel saltitava e batia palminhas de alegria. Vibrava como uma criança, acompanhada por uma não menos eufórica Thifany. Thiago acompanhava tudo com os olhos brilhando.

-- Nós vamos mesmo pra uma ilha mãe Xanda? -- estava radiante -- Eu não acredito.

-- Vamos sim meu anjo -- Alexandra ajoelhou-se ao lado da cadeira de rodas, segurando-lhe as mãos.

-- Eu vou poder entrar no mar? -- perguntou cheio de alegria.

-- Com certeza! O Van Damme falou que vai especialmente pra entrar com você no mar.

-- Que demaissss...!!! -- levantou os bracinhos para o alto comemorando.

 

 

Na boate -- terça-feira

 

-- Nuncaaaaa... -- o berro fino de André ecoou por toda a boate.

-- Mas André, é o desejo delas -- o rapaz andava rápido demais e Valéria tentava acompanhá-lo correndo atrás dele.

-- Não e ponto final -- parou batendo o pé no chão como uma criança mimada fazendo birra -- Esse é o casamento do século... da década... do dia... sei lá mais o que... Não admito que seja uma festinha sem graça com meia dúzia de convidados. Nunquinha!

-- E o que você pretende fazer?

-- Oras o que vou fazer? -- colocou as mãos na cintura e revirou os olhos -- Vou tomar frente de tudo e preparar a festa.

-- Ai, ai, ai... Isso não vai dar certo. Elas não vão gostar nada disso.

-- Veremos meu bem. Veremos -- virou-se num rodopiar exagerado e correu até onde estava Tatiana -- Tatiiii... Oieeeee... -- André abraçou-a por trás -- Quem te viu quem te vê, hein magnífica? -- tomou as mãos dela e as beijou com suavidade.

-- Pois é, hoje faz um ano que começamos esse projeto nas boates e restaurantes e cada dia me sinto ainda mais motivada a aperfeiçoar.

-- E que belo projeto minha deusa, foi merecedor até de reportagem na televisão. Que chique!

-- Devo tudo isso a vocês -- ela tentou manter a voz sob controle, mas não estava mais sorrindo e quando tornou a falar as lágrimas desciam dos seus olhos -- Esse emprego de enfermeira que vocês me deram, mudou a minha vida. Estou tão feliz que tenho até medo.

-- Como dizia Victor Hugo: "A felicidade é algo que se conquista durante a vida... E quando conquistá-la, aproveite ao máximo, pois a gente só vive uma vez na vida e não é todo o momento que estamos felizes!" Então minha querida... Aproveite.

Tatiana passou a mão no rosto para limpar as lágrimas e virou-se para o amigo.

-- Eu e a Simone estamos comprando um apartamento maior.

-- Que maravilha Tati. Parabéns!

-- É um sonho realizado. Estamos nas nuvens.

-- Vocês merecem, afinal, trabalharam duro para isso.

André grudou no braço da amiga e saíram caminhando pela boate.

-- Sabia que o nosso casal preferido vai casar no sábado?

-- Capaz??? Sério???

-- Sério. Praticamente às escondidas. Um absurdo! Estou pensando em...

 

 

Cadeia Pública Juíza Patrícia Lourival Acioli em São Gonçalo.

 

Com o queixo apoiado numa das mãos, Alexandra tamborilava os dedos da outra mão na mesa. Estava ficando impaciente com a demora. Levantou-se e enfiou as mãos nos bolsos da calça, andou em círculos pela pequena sala, olhou para a janelinha e voltou a sentar.

-- Droga! -- bufou olhando para o relógio de pulso -- Outros presidiários já estavam ali conversando com suas visitas e ele nada.

Estava muito nervosa. Sentia que suas mãos estavam frias e suadas. Havia tanta coisa que tinha ensaiado dizer. Tantas coisas em que pensara durante esse último ano. Na época sentiu raiva, teve vontade de quebrar a cara dele, mas com os meses o ódio foi passando. Esperou demais e agora o ódio havia dado lugar a piedade e a inércia.

Foi então que ele apareceu. Usava uniforme de presidiário. Seus cabelos davam a impressão de estarem mais grisalhos, no rosto viam-se as marcas de toda crueldade que a prisão tinha lhe oferecido.

Um vidro bem grosso os separava. Ele se sentou do outro lado e cruzou os braços.

-- Olá patroazinha -- Gustavo falou com um sorrido irônico nos lábios.

Mas isso não incomodou Alexandra.

-- Olá Gustavo -- cumprimentou com frieza.

-- Por que está aqui? Com os diabos, o que você quer? -- falou com grosseria -- Veio zombar de mim?

-- Esqueceu que hoje é o seu aniversário?

-- Para o inferno com meu aniversário. Não me diga que veio até aqui para me trazer um bolo?

-- Qual é Gustavo? Está zangadinho? Na verdade eu quem deveria estar brava. Você quem me traiu.

-- Nossa! Que injustiça -- colocou a mão sobre o coração -- Me magoou.

Alexandra respirou fundo tentando controlar a irritação.

-- Fala a verdade Alex, você não veio até aqui para me desejar feliz aniversário. Desembucha vai.

-- Tenho duas perguntas a fazer.

-- Faça -- foi direto.

-- Você algum dia amou a Sandra? -- também foi direta.

-- Então é isso? Imagino que essa história esteja engasgada em sua garganta até hoje não é mesmo? -- abriu um sorriso diabólico.

-- Só responde -- falou seca.

-- Eu nunca amei a Sandra -- a calma na sua voz era assustadora -- Eu morava em uma cidadezinha do interior. Tinha uma vida miserável. Casei-me com ela em troca de uma vida decente. Teria onde morar e trabalhar aqui no Rio.

-- Foram os pais dela quem arranjaram esse casamento?

-- Foram. A Sandra não queria por nada casar comigo, mas o pai dela inventou uma doença cardíaca grave que foi confirmada por um médico amigo da família. Então a bobona concordou e o resto da história você já conhece.

Alexandra fechou os olhos e relembrou rapidamente da história. Lembrou de todo sofrimento que passara naqueles dias.

-- E qual é a outra pergunta?

-- Por que você me traiu? Você sempre teve tudo comigo. O que te faltou?

-- Eu queria muito mais Alex. O desejo e a vontade de ser rico me consumiam a ponto de não raciocinar direito, então me entreguei aos sentimentos de luxuria, vaidade, ambição e poder. Queria ter muitas mulheres. O que você me oferecia era uma migalha. Até a prostituta preferiu ficar com você por causa do dinheiro -- ele deu uma grande gargalhada, e disse: -- Ter transado com a sua mulher foi a melhor coisa que me aconteceu e esse prazer você nunca poderá me tirar.

-- Você é um monte de merda Gustavo, sem capacidade sequer de sustentar uma família. Um lixo que não presta pra nada.

-- Não sou obrigado a ficar aqui ouvindo suas ofensas -- se levantou sem deixar de olhar para Alexandra -- Agora preciso ir. Vou para o pátio tomar banho de sol -- deu um sorriso estranho, e um olhar indecifrável. Era impossível saber o que se passava em sua mente doentia.

-- Espera um pouco -- Alexandra pediu -- Você é mesmo um grandessíssimo otário Gustavo -- um sorriso maldoso apareceu em sua face -- Até parece que não conhece Alexandra Girani -- se levantou e começou a sua mais perfeita encenação.

-- Meu Deus Gustavo! Como você foi capaz de fazer isso com a nossa filhinha? -- falou alto o suficiente para os outros presos escutarem -- Estuprar um anjo.

-- O que? -- Gustavo arregalou os olhos -- Está louca?

-- Eu louca? -- olhou para os presos -- Esse homem aí estuprou a própria filhinha de dois anos -- começou a chorar -- Eu sei que a justiça dos homens nada fará, mas Deus... Esse é justo -- mais choro falso -- Coloquem-se em meu lugar. Imaginem se fosse um filho de vocês.

Alexandra jogou-se na cadeira, abaixou a cabeça e ficou observando a reação dos outros detentos.

Os homens ficaram furiosos. Esbravejavam, ameaçavam, davam socos na mesa. Pareciam leões enjaulados.

-- SEU MISERÁVEL!!! UMA COISA QUE NÃO ADMITIMOS DE FORMA ALGUMA SÃO ESTUPRADORES.

-- Viu o que você fez sua louca? Eles vão me matar -- Gustavo se protegia atrás de alguns guardas que tentavam conter os outros presos.

Alexandra respondeu com um sorriso vitorioso.

-- Já que você não conseguiu ter várias mulheres, ao menos vários homens você vai ter -- caminhou até a porta e sem olhar para trás levantou o dedo do meio da mão direita e falou: -- Adeus Gustavo. Até nunca mais.

 

 

 

No Leblon

-- Não entendi essa decisão de vocês. Alex sempre gostou de festa -- Janaína ajeitava alguns papéis sobre a mesa e olhou de lado para Isabel.

-- Preferimos assim. Você e a Valéria, o André e o Ramon, serão as testemunhas da Xanda, a Simone e a Tati serão as minhas.

-- Poxa! -- Janaína fez cara de decepcionada -- Fazer o que né? -- decidiu não insistir.

-- As crianças estão loucas para conhecer a ilha.

-- Vocês vão quando para lá?

-- No sábado pela manhã. O tio Zé e a tia Marta ficaram de preparar tudo para o almoço. O juiz vai de helicóptero realiza o casamento e retorna logo em seguida.

-- Que assim seja! -- Olhou para o relógio, pegou os papéis e colocou dentro de um envelope marrom -- Vamos? Está quase na hora da formatura das meninas.

-- Vamos. A Xanda vai encontrar a gente Lá no Centro de Apoio -- Isabel Levantou, pegou sua bolsa e olhou para Janaína novamente -- Ela é a madrinha da turma, espero que não se atrase.

 

 

Mais tarde no Centro de Apoio.

 

-- Meus concidadãos! Este momento há de ficar para sempre nos anais da História do Rio de Janeiro.

Eu com o coração nu, despida estripitisicamente de qualquer ambição de glória. Nesta hora exorbitante e pândega, neste momento extrapolante eu alço os olhos para o destino de vocês e, vendo no céu a cruz de estrelas que nos protege, peço a Deus que olhe e abençoe a brava gente desse Centro.

É com a alma lavada e enxaguada que me dirijo a todos vocês povo frugal.

Como diria uma nobre companheira afastada de suas funções: "No fenecimento dessa jornada não vamos colocar uma meta, vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos essa meta vamos dobrar a meta...  Se não disse, perdeu a oportunidade de ser citada por mim".

Trabalhe duro em silêncio. Deixe que o sucesso faça barulho -- Alexandra coçou a cabeça e pensou um pouco -- É uma frase que talvez não combine muito com vocês né, porque eita que eu nunca vi criaturas pra falarem tanto, mas enfim, achei a frase bonita -- deu uma pausa e continuou -- Lembre-se que do vendedor de Hardware ao vendedor de Tupperware, todos são igualmente importantes para a sociedade.

Se as manicures tiverem com algum problema no trabalho, é só me chamar que eu dou uma mão para vocês.

Vamos botar de lado os, entretanto e partir logo pros finalmente. Não vamos dilapidar nosso inaudito magnificente momento.

Parabéns formandos e obrigada!

Sob uma chuva de aplausos Alexandra encerrou o seu discurso de madrinha da primeira turma de formandos do Centro.

-- Você entendeu alguma coisa Malú? -- perguntou Helena.

-- Não entendi nada, mas a Alex é muito culta. Deve ter sido um discurso muito bonito.

O trabalho do Centro de Apoio encontrou grande receptividade e sucesso junto à comunidade, todos apoiaram e reconheceram a importância do Centro na inclusão e socialização das pessoas que procuravam o programa.

 

Na boate -- quarta-feira

 

Alexandra chegou à boate e foi direto para o escritório. Sentada atrás da escrivaninha que um dia fora ocupado pelo pai, pegou o porta-retratos de vidro com a foto de Isabel na mão. Um sorriso bobo surgiu em seu rosto.

-- É incrível a forma que você entrou na minha vida, como tudo, exatamente tudo mudou depois disso... mas eu fico me perguntando como é que eu vivia sem você meu amor?

Duas batidas suaves na porta tiraram Alexandra dos devaneios.

-- Pode entrar.

A porta se abriu e Ramon entrou, carregando algumas pastas na mão.

-- Bom dia Alex! Vim trazer esses papéis para você assinar.

Alexandra olhou para ele e levantou uma sobrancelha.

-- Onde está a bicha nordestina?

-- O André foi visitar a mãe dele em Canindé.

-- Algum problema? -- perguntou preocupada.

-- Nada demais. Uma gripinha básica.

Alexandra não parecia muito convencida.

-- Estranho! O André nunca fez isso... viajar sem me avisar.

Ramon deu de ombros.

-- Vai ver ele estava com muita pressa.

-- Hum, pode ser. Qualquer coisa me fale -- se levantou e pegou a chave do carro -- Vou dar uma saidinha. Tenho um assunto pendente do passado que preciso resolver. Não adianta ser livre no presente, e estar preso ao passado. Acredito estar de volta em breve -- se virou e saiu porta afora, ombros curvados e punhos cerrados.

 

 

No Leblon

 

Isabel conversava com Simone sobre o casamento.

-- Todos tem falado a mesma coisa para nós. Mas penso como a Alexandra, queremos algo o mais simples possível.

-- E sua mãe?

-- Faz tanto tempo que não vejo a minha mãe que nem me faz falta -- sorriu com tristeza -- Não sei nem por onde anda.

-- Talvez o que você despreza hoje possa te fazer falta amanhã, são as noites mais frias que te lembram dos agasalhos esquecidos!

-- Talvez..., mas somos muito diferentes. Ela é uma covarde, eu não. Não busco ser melhor do que os outros, Mone, mas ao menos busco ser melhor do que eu era ontem! Minha mãe depois que meu pai foi embora, deveria ter levantado a cabeça e seguido em frente e não ter virado uma alcoólatra -- lágrimas rolaram pelo seu rosto, a mágoa estava estampada em suas feições -- Seguimos por caminhos diferentes Mone.

-- É possível duas pessoas andarem juntas em caminhos diferentes Isa, desde que ambas queiram chegar ao mesmo destino!

Isabel não respondeu, limitou-se apenas a olhar para as mãos.

 

 

Dois toques de leve na porta foram o suficiente para Sandra abrir.

-- Alex -- disse ela -- Que surpresa! -- Sandra olhou admirada para Alexandra.

-- Posso entrar? -- perguntou espreitando para dentro da casa.

-- Claro -- falou nervosa -- Por favor, entre e fique à vontade.

Alexandra entrou e sentou-se na primeira poltrona que encontrou pela frente.

-- As crianças não estão em casa?

-- Estão na escola. O neném está na casa da vizinha. Estava saindo para procurar emprego. Dias difíceis -- teve que se controlar para não perder a calma, não chorar, não desmontar -- Depois que Gustavo foi preso temos sobrevivido com a ajuda de parentes e amigos. Tenho frequentado a igreja e pedido desesperadamente por um emprego, mas parece que minhas orações não chegam até ele.

-- Acreditar em Deus é mais importante que ir a igreja...

Ela ficou perplexa. Abriu a boca, mas tornou a fechá-la sem dizer nada.

-- Eu vim até aqui para lhe dizer que vou ajudar os meus afilhados. Não se pode acreditar que é possível ser feliz vendo a infelicidade alheia! Principalmente das crianças que nada fizeram parar merecer isso.

-- Queria tanto poder mudar o passado.

-- Passado não se muda Sandra, se esquece!

-- Eu não amava o Gustavo, meu erro foi pensar que ele me amava, e que por isso poderíamos viver uma vida tranquila.

-- Se você não consegue ter nem amor-próprio, acha que conseguirá o dos outros?

-- Hoje eu sei disso. Queria tanto ter ficado com você Alex, mas você era uma louca queria mudar o mundo. Fiquei insegura.

Alexandra se aproximou ainda mais e tomou a mão dela entre as suas, sem se importar com as lágrimas que começavam a descer por seu rosto.

-- Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam, Sandra! Posso não ter mudado o mundo da maneira que desejava, mas mudei um bocado de coisas.

Sandra deu um sorriso fraco.

-- Eu sei... Sei muito bem tudo o que você fez. Ao contrário de mim você pode andar sempre de cabeça em pé.

-- Quem anda sempre de cabeça em pé, é o primeiro a pisar na merda!

Risos

-- E eu não me importo com isso Sandra. Merda é uma coisa que vivo fazendo e vou continuar fazendo. Cresço com meus erros. Escolho sempre o que penso ser melhor pra mim. E sabe o que é o melhor pra mim? Viver de coração.

-- Eu errei ter lhe deixado para ficar com o Gustavo.

-- Erros? Todos nós cometemos! Acertos? Todos nós tentamos! Perdão? Não somos todos nós que perdoamos, mas somos todos nós que queremos ser perdoados! -- Alexandra olhou no fundo dos olhos de Sandra e pediu com admirável humildade -- Perdoa-me Sandra?

-- Mas sou eu quem deveria pedir perdão... -- Sandra não entendeu.

Alexandra fez um gesto com a mão para que ela escutasse.

-- Me perdoe por na época não ter mandado o Gustavo e os seus pais passearem na beirada da Lagoa dos Sete Mares na Disneylândia. Quem sabe os jacarés não os teriam carregados? Perdoe-me por ter desistido tão fácil do nosso amor -- Ela a encarava ao falar.

-- Gustavo me contou tudo o que você fez pelo amor a Isabel.

-- Hoje compreendo que tudo de ruim que Deus me deixou passar era tão somente um aprendizado para que eu encontrasse e lutasse pela verdadeira felicidade. Eu não sabia, mas ele me reservava um futuro lindo ao lado de minha mulher e meus filhos -- Alexandra caminhou até a porta e abriu-a. Antes de sair virou-se e falou sorrindo: Por isso eu vim até aqui, para agradecer e dizer que nunca deixarei meus afilhados desamparados. Eu os amo muito. Quero vê-los no caminho do bem, por isso serão criados com o mesmo zelo e educação que os meus próprios filhos.

Alexandra saiu daquela casa cantarolando. Sentia-se leve e satisfeita. Só de pensar que chegaria em casa e encontraria Isabel e as crianças lhe esperando... Sentia seu corpo vibrar de felicidade. Uma música alegre cantava em seu peito Sentia-se ridiculamente feliz. Abriu os braços com um sorriso enorme na face e foi dançando até o carro.

 

 

Quinta-feira

 

-- Um oficial iraquiano chama os oito sósias do Saddam e diz: Tenho boas e más notícias. A boa notícia é que Saddam está vivo. Todos os sósias comemoram. A má notícia é que ele perdeu um braço.

-- Você é uma bobinha Xanda -- Isabel balançou a cabeça. Conversava enquanto preparava o prato das crianças.

-- Fala a boa notícia mãe Xanda -- Thiago pediu.

-- Vamos ao parque brincar de nocautear a Thifany com o bumerangue.

-- Hú, hú -- Alexandra e Thiago comemoraram.

-- Manheeeeee... -- Thifany abriu uma boca gigante.

-- Xanda!!! Jesus!!!

-- É brincadeira amor. Né Thiaguinho?

-- É -- falou sério -- Brincadeira de bumerangue.

-- Qual a má notícia mãe Xanda? -- Thifany não resistiu e perguntou mesmo emburrada.

-- Está um temporal absurdo, é bem capaz de alagar tudo -- disse Alexandra levando o copo de suco até os lábios.

-- Bom dia familiaaaa... -- André entrou na cozinha e jogou-se na cadeira -- Que temporal gente. O que é isso? -- pegou um prato e serviu-se -- Preciso urgentemente de arroz de forno, bisteca, frango assado, maionese, muita salada...

-- Não se esquece do suco tio.

-- Isso mesmo Thiaguinho por último o suco.

-- Pensei que ficaria mais tempo lá no cafundó.

-- Canindé, Alex -- corrigiu fazendo careta.

-- Foi o que disse.

-- Foi só um bate e volta. Minha mãe está ótima... Olhem só isso, esse frango tem uma perna maior que a outra -- André falou admirado.

-- Você vai comer ou dançar tango com ele, hô lelé? -- Alexandra retrucou sem paciência.

-- Grossa.

-- Mala.

-- Eu não sou mala -- resmungou.

-- É sim. Vou te provar que você é mala. Quando a Edna anuncia: "Temos pavê de sobremesa" você pergunta: "é pra vê ou pra comer"? Quando alguém chega atrasado ao trabalho e diz sorrindo: "Bom dia" você responde: "Boa tarde!!!". Você sempre faz alguma piada quando alguém diz que é do signo de virgem. Você fica rindo quando um homem diz que tem 24 anos, aludindo ao número do veado no jogo do bicho. Você sempre diz para mim: "se esconda" quando passa o carro da polícia.

-- É verdade poderosa. Eu falo tudo isso -- ele olhou pra ela triste com a constatação -- Eu sou mala.

Alexandra arrastou a cadeira e sentou próxima de André.

-- Você é mala, me tira do sério, me chateia, me irrita tanto que eu não consigo imaginar outro amigo que me faça tão feliz como você.

André olhou para ela com os olhos cheios de emoção e de lágrimas.

-- Tenho sorte em ter um amigo que eu sei que sempre estará ao meu lado nos piores e melhores momentos da minha vida, um amigo verdadeiro, que eu posso contar todos meus segredos, maluquices e rirmos juntos. Por isso te amo tanto meu amigo irmão e dou tanto valor em sua amizade, você me conhece melhor que ninguém, só de olhar você já sabe o que estou sentindo, você é o melhor amigo que alguém pode ter.

André começou a chorar e Alexandra o abraçou com carinho.

-- Você é o nosso anjo sem asas André -- Isabel também o abraçou e ele caiu num choro ainda mais compulsivo.

-- Poderosa você nunca falou essas coisas para mim.

-- É que vou me casar André, e não sei se existe vida após o casamento.

-- Ah, é assim é Xanda? -- Isabel amassou um guardanapo e jogou na cabeça dela.

 

 

A sexta-feira amanheceu ensolarada e quente. Alexandra chegou cedo para trabalhar, mas foi surpreendida por uma boate praticamente deserta e iluminada apenas por meia dúzia de lâmpadas próxima ao bar.

Sérgio empilhava algumas caixas de vinhos sobre um carrinho e sorriu ao ver Alexandra.

-- Bom dia patroa.

-- Bom dia Sérgio -- colocou as mãos nos bolsos e olhou ao redor -- Foram em algum velório?

-- Credo dona Alexandra. É por causa do casamento.

-- Não me lembro de ter decretado ponto facultativo.

-- Já que não fomos convidados para a festa, em sinal de protesto resolvemos não trabalhar hoje.

Alexandra ficou pasma, olhando para o barman.

-- Eu não estou ouvindo isso. Alguém deve ter colocado alguma droga no meu suco de acerola.

-- Vou terminar o que estou fazendo e também vou me mandar embora -- falou e saiu empurrando o carrinho.

- Isso é o que dá a gente ficar de muito blá, blá, blá com funcionário. Daqui a pouco vão dar aumento de salário pra eles mesmos como fazem os deputados e senadores.

 

Sábado pela manhã. No Iate Clube.

 

-- Será que foi uma boa ideia permitir que o André levasse as crianças com ele Xanda?

-- Não esquenta Isa, o Van Damme foi junto. Nele eu confio.

-- Verdade vida. O Van Damme tem sido um amor com o Thiaguinho.

-- Ele é louco pelo nosso filho.

O Comandante Fred recepcionou o casal com a simpatia de sempre.

-- Bom dia Girani. Que belo dia para um casamento não é mesmo? -- estendeu a mão para ajudá-las a subir a bordo.

-- Bom dia Comandante.

-- Vou dizer uma coisa para as duas: Um casamento perfeito é feito de duas pessoas imperfeitas que se recusam a desistir uma da outra.

-- Que lindo Comandante -- falou Isabel sentando-se ao lado de Alexandra em uma aducha colocada a proa.

-- Eu e minha esposa, estamos juntos há quarenta anos. Essa é a minha última viagem trabalhando para você Girani. Vou me aposentar, comprar uma embarcação e passar o resto dos meus dias navegando ao lado do meu amor eterno.

Alexandra e Isabel sorriram.

-- Com o amor eterno dividiremos nossos pensamentos, nossos sonhos e até nós mesmos, não é Xanda?

-- É vida. E que seja assim daqui por diante: amar, viver e começarmos juntas todos os dias!

 

O mar estava calmo. O vento quase parado e o sol iluminava preguiçosamente toda Bahia da Guanabara. As duas ficaram o tempo todo abraçadas em silêncio. Não foi preciso que falassem uma com a outra. Simplesmente se olhavam e sorriam.

Eram dez e meia quando o iate atracou no pequeno cais de desembarque da ilha.

Alexandra e Isabel de mãos dadas pararam diante de uma espécie de parede improvisada que as impedia de ver quem estava do outro lado.

Olharam-se por alguns instantes.

-- O que está acontecendo? -- Alexandra perguntou com os olhos verdes brilhantes.

-- Não sei, mas imagino -- Isabel sorriu e abriu a porta -- Ai meu Deus! -- ao ver todas aquelas pessoas jogou-se nos braços de Alexandra e se pôs a chorar.

Atrás da parede havia um longo corredor florido, bem decorado. Pétalas de rosas brancas foram usadas para demarcar o caminho dando um contraste incrível com a areia. Laços de fita arrematados com flores foram presos em cada um dos assentos.

Todos estavam lá. Amigos, familiares, até mesmo a mãe de Isabel.

André se aproximou delas com as mãos juntas sobre o peito.

-- O juiz está esperando por vocês -- falou contagiado pela emoção que tomava conta das duas.

-- Deveria imaginar que você não se conformaria com uma simples recepção - sorriu para o amigo -- Vamos Isa -- afastou a cabeça de Isabel do seu ombro e beijou a sua boca delicadamente -- O nosso pacto perante Deus já foi selado, agora é a vez de selarmos perante a sociedade.

Isabel concordou com um gesto leve de cabeça. Respirou fundo, sentia como se centenas de borboletas estivessem fazendo uma festa no seu estômago.

-- Então vamos.

Entrelaçaram os dedos e ao som de melodiosa canção interpretada por Valéria, deram o primeiro passo em direção ao altar com os olhos cheios de lágrimas. Lágrimas de felicidade.

Caminhavam lentamente tendo em vista todos os convidados, rostos amigos e muitos de fato eram valiosos.

Demo e Valentina. A loira estava grávida e pelo tamanho da barriga já passava dos oito meses.

O delegado Atício de braços dados com a sua namorada feia, esbanjava um olhar todo orgulhoso do tipo: Viu como eu consegui?

As garotas do Centro de apoio também estavam ali. Agitadas e tagarelas como sempre. Isabel jogou beijinhos para elas. Quantos sofrimentos passaram juntas em Angola... Quantas morreram tentando fugir das garras de Vemba...

Passou os olhos para muitos convidados, reconhecendo com facilidade vários amigos frequentadores da boate e dos restaurantes. Seus olhos já haviam encontrado Bruna e a família. A loira foi ao seu encontro e discretamente lhe entregou um pedaço de papel.

-- O amor é uma força que transforma o destino -- Bruna sorriu.

Alexandra também alargou o sorriso pousando a mão no ombro da médica.

-- Obrigada por tudo doutora mediúnica. Ter você ao meu lado foi um grande presente -- desviou o olhar para os convidados e pareceu se admirar com algo que viu.

-- Seja feliz Alex -- Você merece -- Sandra pegou na mão de Alexandra. Dessa vez tinha um semblante tranquilo e sincero.

-- Obrigada. Todos nós merecemos Sandra -- sorriu sem o menor sinal de rancor.

Os funcionários de Alexandra bateram palmas na passagem das duas. Sentiam gratidão e respeito por quem havia dado a cada um deles um emprego honesto, uma profissão e uma chance para recomeçar.

Os olhos de Alexandra ficavam cheios de lágrimas. Eles eram sua família.

Malú e Van Damme estavam abraçados. Alexandra e Isabel se olharam surpresas. A loira sentiu vontade de gargalhar, mas se conteve.

-- Que safado. Todo esse tempo só comendo pelas beiradas -- Alexandra falou próxima ao ouvido de Isabel.

O olhar de Alexandra dirigiu-se por instantes para um cantinho distante onde estavam Edna, tio Zé e tia Marta e o sorriso brotou instantâneo em seus lábios. Era realmente uma felizarda. Quantos pais e mães Deus lhe havia dado.

Levantou a mão discretamente para acenar em cumprimento aos três idosos tão amados.

Isabel parou diante da mãe, beijou sua face e falou olhando-a nos olhos: -- Eu te amo mãe -- estendeu a mão e tocou a sua face coberta de lágrimas -- Apesar de tudo, eu sempre te amei.

-- Eu também te amo minha filha. Perdoa-me.

Abraçaram-se por longo tempo e quando se afastaram toda a mágoa e ressentimentos já faziam parte do passado.

Caminharam um pouco mais e, por fim, chegaram próximas a um grande arco de flores brancas, onde o altar encontrava-se montado. Dispostas ao lado do altar estavam as cadeiras já repletas de convidados.

As madrinhas e padrinhos estavam por perto. Janaína estava visivelmente emocionada e tentava conter as lágrimas. Ao seu lado estavam Tatiana e Simone, André e Ramon.

Isabel sentiu a garganta apertar e as lágrimas começarem a rolar. Alexandra passou o polegar no rosto dela secando as lágrimas que insistiam em descer.

-- Estou aqui vida. Te amo! -- Alexandra se esforçou para dizer com voz embargada.

Isabel tomou fôlego e continuaram a caminhada até ficar frente a frente com o juiz.

A música cessou e somente a voz do juiz era audível.

Ele sorriu e fez um comentário gentil.

-- Há tempos não via um casal tão cheio de amor. Agradeço a vocês por me darem a oportunidade de presenciar esse momento e celebrar essa união tão bonita.

Alexandra balançou levemente a cabeça concordando. Estendeu a mão em direção a Isabel e entrelaçando novamente os dedos ficaram assim de frente para o altar.

-- Bom dia! Sejam bem-vindos! Hoje nos alegremos com um dia tão especial, a união desse jovem casal onde se pode ver o amor no olhar delas. Daremos início à celebração! -- o juiz começou a falar, discorreu sobre o que era o verdadeiro significado do amor, fez todos rirem até contando piadas e meia hora depois pediu para que trouxessem as alianças para que fossem feitos os votos.

Alexandra beijou a face de Isabel e falou olhando em seus olhos:

-- "Desde o primeiro dia que nos conhecemos, senti que havia encontrado a pessoa que iria me completar". Alguém que sempre sonhei ter ao meu lado, que nas minhas horas de tristeza, eu pudesse me apoiar. A pessoa que pode me entender e também me fazer feliz.

Hoje te digo que tudo que vi em você é verdadeiro. Isso faz eu me apaixonar ainda mais por você, me faz sentir que realmente você era tudo que faltava em minha vida. Hoje, você é minha razão de viver".

O meu hoje, o meu amanhã, o meu eterno amor. Amo você!

Lágrimas de felicidade, não paravam nem por uma fração de segundo de cair do rosto de Isabel, sentia seu corpo estremecer em emoção quase numa explosão.

-- "Eu escolhi você, e sempre vou escolher, escolho você dez mil vezes. É com você que me sinto bem, é ao seu lado que encontro tudo aquilo que eu precisava aquilo que me faltava e o que eu não imaginaria ter. Quero-te muito mais que você possa imaginar algo que não consigo explicar, apenas demonstrar em carinhos, demonstrar todo o bem que você me faz. Amo Você!"

Um sorriso largo e involuntário tomava conta dos lábios de Alexandra, mesmo que ainda trêmulo ao segurar o choro de alegria.

-- Assim eu vos declaro casadas. Podem se beijar!

Era como se um ciclo importante estivesse sendo encerrado e outro de extrema importância estivesse começando.

"Duas almas são predestinadas quando" tem uma missão a cumprir juntas, e assim, por ter sido um encontro marcado lá do outro lado, onde pactuaram voltar, para se encontrarem e realizar determinada missão, sendo assim, quando as almas se encontram, tudo pode acontecer, podendo haver a explosão do amor não vivido em outras vidas.

Este amor chega sem ter dia marcado ou momento marcado para acontecer. Simplesmente chega, e se instala, criando uma verdadeira orgia de sentimentos alegres, que modificam todos os propósitos e conceitos até então firmados.

Estas almas ficam marcadas, e nunca conseguirão se separar, mesmo que os corpos se separem, elas continuarão a se sentir, pois almas que assim se encontram não mais se sentirão sozinhas, pois reconhecerão a necessidade que têm uma da outra para toda a eternidade".

Marcial Salaverry.

 

 

Carta entregue por Bruna a Alexandra:

Minha querida irmã.

 

"Que Deus vos abençoe neste momento em que a alegria e serenidade flutuam pelo ar e se perdem pelo universo. O pior já passou. As mãos de Deus me acolheram e por isso posso dizer que me reergo após lutas vividas nesses últimos tempos. Estou me libertando de tudo que aconteceu. Estou me tranquilizando com as preces de vocês.

Deus minha irmã, é Pai, é Misericórdia, e por isso não devemos perder as esperanças, que depois de tudo que aconteceu, voltarei a ser feliz. O momento é de esquecer o que passou olhar para frente pensar positivo e não se deixar escravizar.

As dores já passaram, as feridas estão quase cicatrizadas e devo muito à nossa querida irmã que sempre esteve comigo neste mundo, seja em sonho, seja em pensamentos.

Irmã obrigada, obrigada por tudo que me ofereceu. Agradeço pelas orações, pelo carinho que recebi e ainda venho recebendo.

Irmã nada acabou e nunca acabará, nós somos eternos. Isto quer dizer que ainda voltaremos a sorrir juntas novamente.

Irmãos queridos, muitas saudades. Amo a todos vocês e tenho a certeza de que ainda vamos todos ser felizes para sempre".

 

Que Deus vos abençoe. Felicidades!

Obrigado meu Deus!

Giovana

 

Isabel sentou-se no colo de Alexandra.

-- O que aconteceu Xanda? Porque está chorando?

-- Estava lendo a carta da Giovana.

-- Você acredita em cartas psicografadas, Xanda?

-- Acredito em Deus amor. E para Deus tudo é possível.

Isabel sorriu.

-- Vida, onde está o pessoal? -- Alexandra perguntou com cara de safada.

-- Estão fazendo a maior festa lá na areia da praia. O tio Zé, a Edna e a tia Marta prepararam uma festa julina com fogueira e tudo.

-- Hum... Isso quer dizer que teremos enfim o nosso momento a sós?

-- Hum, hum.

Ansiosa, Alexandra colocou uma das mãos por baixo da blusa de Isabel tocando seus seios delicados e a beijou com vontade, rendendo-se a todo aquele desejo que sentiam uma pela outra.

-- Vem Xanda! Acende a fogueira do meu...

Mas aquela vozinha fina ecoou pela casa.

-- Poderosaaaa... Poderosíssimaaaa... Onde está Vooocêêê...???

 

FIM DO ROMANCE, mas o amor entre Alexandra e Isabel é eterno, amor sublime incondicional, que romperá as barreiras do tempo da vida e da morte.

 

 

 

 

 

 

Obrigada pela companhia meninas. Foram dez meses juntas. Dez meses de loucuras dessa turma. Piadas sem graça, lágrimas de tristeza e também de alegria. Traições, perdões, vinganças. Amor e ódio.

Perdoem-me essa escrita utópica de um mundo perfeito, onde o amor vence tudo, as crianças abandonadas são adotadas por famílias maravilhosas, políticos são presos, existe o respeito às diferenças ou diversidades.

Talvez o mundo não seja perfeito. Mas é muito bom sonhar.

 

Não deixem de comentar e participar do sorteio do livro: Aquele dia junto ao mar da Karina Dias.

Mille, Pietra os livros de vocês já foram enviados.

Foi um prazer imenso escrever para vocês. Até o próximo romance.

Paz, luz e juízo. Beijos, beijos, beijos.

 

Vandinha

Nome: Celia Porto (Assinado) · Data: 03/07/2017 17:18 · Para: Capitulo 75

Amei sua história Vandinha. Maravilhosa. 

Que Deus ilumine você é o seu dom. 



Nome: Mascoty (Assinado) · Data: 29/09/2016 20:19 · Para: Capitulo 75

Amei o seu conto! engraçado,curioso e o que mais gostei é que teve uma parte espirita. como sou kardecista, gostei muito da maneira como abodou a ideia.rir, me emocionei e me prepocupei com eles ao longo da historia.

O fim sempre deixa um gostinho de quero mais! Nao podia ter terminado melhor.

parabens!

Beijos e abraços!

Mascoty



Nome: Babi (Assinado) · Data: 16/08/2016 19:59 · Para: Capitulo 75

 Boa tarde Vandinha! Venho aqui para lhe dizer que cada vez que leio as suas histórias, fico  muito mais encantada. Sou uma pessoa muito ansiosa e por isso só gosto de ler as completas. ( sofro com a demora das autoras rsrsr) “Os Anjos Vestem Branco” me fez viajar para a realidade do dia a dia, como: adoção, espiritualidade, amor e etc... E quando eu vejo que a Bruna e Vic  voltaram em “ Última noite de amor” eu fiquei mais encantada com a perfeição da junção das duas histórias. A sua escrita me faz rir em qualquer canto que estou lendo, seja: ônibus, metro ou em qualquer lugar que eu esteja a espera de algo, pois suas piadas e sacadas são ótimas. ( me acham doida pois fico rindo sozinha e me explica de onde vc tira tantas piadas? rsrsr) Isabel e Alexandra vão ficar ainda mais nos meus dias, pois mais uma vez você me fez viajar para um faz de conta ao qual às vezes queremos fazer parte dessa família muito louca e amada... Com eles eu ri, chorei, senti cada momento de cada um, menos dos personagens maus; chega de blá, blá, blá e vamos ao que interessa pois estou aqui para lhe dizer.. Parabéns, vc encanta e faz viajar para o mundo das histórias qualquer pessoa que queira ou já sabe o verdadeiro significado do amor. Pode deixar que estarei agora lendo suas outras histórias e torcendo para que vc termine logo a outra, para outros personagens fazerem parte do meu singelo cotidiano. Bjs sempre em seu coração   Bárbara Cristina ( Babi)



Nome: lucy (Assinado) · Data: 25/07/2016 00:08 · Para: Capitulo 75

amei Vandinha, Parabéns, e o final não poderia ser diferente não é mesmo ? 

final Feliz com o fiel escudeiro atrás da poderosíssima, e empatando mais um dos momentos ((à sós)) delas

...kkkkkk 

fica agora a sensação de alegria total ao acompanhar, e guardar mais essa turminha num lugar especial

<3<3<3<3<3<3

 N    O   T   A     M    I    L     !!!!         F      O    R     E     V     E      R   !! 



Nome: AMANDA (Assinado) · Data: 20/07/2016 19:17 · Para: Capitulo 75

Como sempre mais um conto intenso, cheio de humor e grandes exemplos de amizade e amor. Adprei Vandinha perfeito!!



Nome: Cattleya S (Assinado) · Data: 19/07/2016 23:04 · Para: Capitulo 75

Bom primeiramente quero dizer q gostei d historia e dei muitas risadas ( a cena da Isabel batendo na Valentina, e dizendo:" Essa foi pela dengue, pela zika".)  foi bem divertida e ressalta tbm sobre as msgs q vc colocar na historia isso éh bem legal Pa Ra Bé Ns msm. Porém na minha humilde opinião creio q és desnecessario a quantidade exacerbada d piadas q foi contada e mais ainda praticamente tds os personagens o faziam até a pekena Stefanny, poderia dimnuir 1 poko isso especialmente nessa mas qm sabe n proxima tbm axei q foram muitos caps e os msm longos ( e eu até gosto d caps compridos) só q tipo qdo terá mtos caps e serão d longos podes diminuir na quantidade d caps ficaria bem mas interessante d se ler, observei mais outras lacunas n decorrer da historias q podem ser corridas em uma proxima historia q vier a escrever só q n momento é melhor deixar por aqui msm ja falei demais rs. So p reforçar eu gostei d conto mas precisar fzr essas observaçoes pertinentes ao meu ver, d leitora abraços!!



Nome: Cattleya S (Assinado) · Data: 18/07/2016 13:24 · Para: Capitulo 75

Bom primeiramente quero dizer q gostei d historia e dei muitas risadas ( a cena da Isabel batendo na Valentina, e dizendo:" Essa foi pela dengue, pela zika".)  foi bem divertida e ressalta tbm sobre as msgs q vc colocar na historia isso éh bem legal Pa Ra Bé Ns msm. Porém na minha humilde opinião creio q és desnecessario a quantidade exacerbada d piadas q foi contada e mais ainda praticamente tds os personagens o faziam até a pekena Stefanny, poderia dimnuir 1 poko isso especialmente nessa mas qm sabe n proxima tbm axei q foram muitos caps e os msm longos ( e eu até gosto d caps compridos) só q tipo qdo terá mtos caps e serão d longos podes diminuir na quantidade d caps ficaria bem mas interessante d se ler, observei mais outras lacunas n decorrer da historias q podem ser corridas em uma proxima historia q vier a escrever só q n momento é melhor deixar por aqui msm ja falei demais rs. So p reforçar eu gostei d conto mas precisar fzr essas observaçoes pertinentes ao meu ver, d leitora abraços!!



Resposta do autor:

Olá minha querida. Tudo bem? Espero que sim.

Obrigada pelo comentário, é um prazer imenso lhe receber aqui. Uma pena ter se pronunciado apenas no último capítulo, mas enfim, mesmo assim obrigada. Espero-lhe no próximo. Como diria Bill Cosby, comediante "Não sei qual é a chave para o sucesso, mas a chave para o fracasso é tentar agradar a todos".

Um beijão meu anjo. Fica com Deus.

 



Nome: Vanessa (Assinado) · Data: 17/07/2016 05:18 · Para: Capitulo 75

Muito lindo este romance amei.

Parabéns Vandinha já é o 2 romance que leio seu este e o da Bruna e a Vic que também é incrível .

Ri muito adoro isso em suas personagens elas me levam a loucura de ficar rindo dentro do trem ou do ônibus. O pessoal acha q sou louca.

Parabéns novamente aguardando mas um romance divino.bjos.

 



Resposta do autor:

Olá Vanessa.

Obrigada minha querida. Nos encontramos no próximo. 

Paz e luz.



Nome: Krikadreammy (Assinado) · Data: 13/07/2016 23:57 · Para: Capitulo 75

Olá Vandinha, 

Mais uma história que se finda. Amei e como as outras vai ficar saudade!!!

Sonhar e imaginar q tudo conseguiremos e realizaremos é o q nos fortalece!

Um dia chegaremos lá!

Mas, até chegarmos lá, continue nos presenteando com suas maravilhosas histórias.

Bjs

 

Kris



Resposta do autor:

Obrigada Kris.

Nos encontramos no próximo romance. Fica com Deus minha querida. Paz e luz.

Se você tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele. Bjs.



Nome: Lekanto (Assinado) · Data: 13/07/2016 23:29 · Para: Capitulo 75

E mais um conto chegou ao fim. Só me resta agradecer ao seu talento em nos brindar com histórias tão gostosas de se ler. 

Fique bem.

 



Resposta do autor:

Olá Lekanto. 

Muito obrigada por acompanhar Última Noite de Amor. Foram dez meses muito legais e que ficarei com saudade, mas o próximo vem aí e eu conto com você.

Paz e Luz.

Se você tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele. Bjs.



Nome: jake (Assinado) · Data: 13/07/2016 13:55 · Para: Capitulo 75

PARABENS  VANDINHA  POR MAIS UMA HISTORIA CHEIA DE ENSINAMENTOS,POR MAIS UM TRABALHO REALIZADO COM SUCESSO  SO TE DESEJO FELICIDADES MUITAS FELICDADES....

SUA FA JAKE



Resposta do autor:

Obrigada Jake.

Tudo em dobro para você minha querida.

Jake, se você tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele. Bjs.



Nome: wood (Assinado) · Data: 13/07/2016 12:06 · Para: Capitulo 75

E chegou ao final parabéns minha linda!Sei o quanto você se empenhou pra fazer cada vez melhor as vezes com mil problemas, na cabeça mais nunca deixou suas leitoras esperarem por muito tempo sempre manteve sua pontualidade.Foi 10 meses que você fez pessoas chorarem e sorrir ao mesmo tempo com suas piadas.Respeito todas as autoras mais você é a minha preferida e sempre será se Deus quiser!Esses 10 anos da nossa vida não foi perfeito nem um mar de rosas não existe tanta perfeição,mais foi vivido com muito amor passamos por momentos tristes juntas e também por momentos de felicidades,quando lembro de tudo oque ja vivemos juntas começo a rir sozinha e também as vezes chorar sou chorona você quem diz rsrsrs.Você é ótima em trocar nomes e péssima em guardar datas aposto que não lembra mais dia 21/07/2006 foi o dia em que te conheci passei a noite te ouvindo e nem era comigo que estava falando rsrsrs,e olha noque deu encontrei o amor da minha vida justamente num plantão  de última hora que sai chingando pra trabalhar foi num sábado e por sinal o mais frio daquele ano olha oque ganhei naquela noite congelante você que é a amiga a mulher e a amante tudo num pacote só te amo muito e espero ficarmos velhinhas rindo muito juntas beijão minha linda!Não existe pra sempre mais podemos fingir que existe!!Bjos!!!!!



Resposta do autor:

Eu escrevo com paixão nas palavras, tu é minha inspiração e as coisas que faço, são por amor. Eu te amo do jeito que tu é, todo o seu jeito, tudo, eu sou apaixonado por você minha vida. És o meu anjo, minha vida, minha protetora, meu sonho, minha alma gêmea, meu amor para sempre. Eu posso viver feliz, encontrei o paraíso, a eternidade, o verdadeiro amor. Bjs vida.    



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 13/07/2016 11:58 · Para: Capitulo 75
Obrigada van. Mais uma estória linda, q nos sonhar. E sonhar e preciso. Amor, romance, dramas e muitas gargalhadas, tem tudo isso os teus contos, além de ensinamentos maravilhosos. Mais um inesquecível pra mim. Parabéns. Lindo final. Bjs. Te espero no próximo.

Resposta do autor:

Olá Patty.

Obrigada por estar comigo todos esses meses. Tenho certeza que estará comigo também no próximo. Bjã querida. Fica com Deus.

Patty, se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 4791333878. Não esquece de colocar o nome dele. Bjs.



Nome: Morena37 (Assinado) · Data: 13/07/2016 11:48 · Para: Capitulo 75

Parabéns Vandinha,por mais uma história concluída!!! Sentirei saudades do bando mais todo círculo tem q se fechado  e esse não  poderia ser diferente ...AMO sua escrita!! Esperando a próxima🤗🤗😘😘🤗😘🤗

Muita paz,luz e felicidade...



Resposta do autor:

Obrigada minha querida.

O próximo romance já está a caminho. E como sempre, vou precisar da ajuda de vocês.

Se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele.

Paz e luz. E vamos que vamos. Bjs.



Nome: lia-andrade (Assinado) · Data: 13/07/2016 01:10 · Para: Capitulo 75

Que lindo...enfim felizes para sempre..amei cada capítulo.. Sentirei falta dessa turma louca kkkk 

Parabéns Vandinha..mais uma hiatória maravilhosa concluida..que venham outras por ai. Beijão minha querida..



Resposta do autor:

Enfim felizes para sempre!

Obrigada minha querida. O próximo romance já está saindo e como sempre conto com a colaboração de vocês.

Se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele.

Paz e luz, Lia. Até.



Nome: Amandha12 (Assinado) · Data: 13/07/2016 01:01 · Para: Capitulo 75

Oi Vandinha!

Suas histórias são fantásticas. Última noite de amor foi perfeita. E eu prefiro me iludir com finais felizes, estão melhor do que olhar pra fora e ver que as pessoas estão perdendo mais ainda o amor pelo próximo. Enfim,  te espero novamente!  

Beijão :-D



Resposta do autor:

Olá Amanda.

"Um sonho que você sonha sozinho é apenas um sonho. Um sonho que você sonha em conjunto é realidade....

Então vamos continuar sonhando.

Se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele para participae da história. Bjs.  



Nome: BCanti (Assinado) · Data: 13/07/2016 00:56 · Para: Capitulo 75

 

Vandinha,

Muito obrigada por nos presentear com essa estória maravilhosa, recheada de amor, alegria, ação, medo, traição, angústia, são tantas as sensações que posso atribuir a essa obra prima que você escreveu.

Você me fez Rir muito, chorar e até ficar put* desculpe a expressão mas tudo isso serviu para você saber que é uma ótima escritora, por objetivo de uma estória é envolver o leitor e isso você conseguiu. Você dedicou seu a tempo e sua imaginação para nos presentear com seus personagens. Parabéns

Quando comecei a Ler a algum tempo atrás encontrava-me numa calmaria que chegava a ser chata, despois minha vida passou por muita, despois de um tempo virou o turbilhão que se encontra hoje mas sempre acompanhei sua estória e como um porta de escape sua estória sempre me fez bem, quando queria chorar ia ler e ria pra me acabar. Obrigada de coração

Pedido: Que tal uma continuação 😉😉😉



Resposta do autor:

Olá BCanti.

Muito obrigada pelas belas palavras minha querida, você é uma fofa. Fico super feliz em saber que consigo despertar através de minhas palavras tantos sentimentos e emoções.

Juro que cheguei a pensar em uma continuação, uma nova operação para a nossa turma de loucos, mas tenho um projeto em mente que necessito colocar em prática, que é a dos maus tratos e o abandono de animais. Abordar esse assunto é necessário e interessante. Conto com você.

Se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não se esquece de colocar o nome do fofinho(a) para participar da história.

Paz e Luz. Bjs.



Nome: graziela (Assinado) · Data: 12/07/2016 23:30 · Para: Capitulo 75

Nossa foi maraviloso acompanhar sua história.  Divertida em vários momentos,  séria em outros,  romântica,  apaixonante,  viciante...

Parabéns infinito. 

 

😘 😘 

 



Resposta do autor:

Olá Graziela.

Você foi a ganhadora do livro : Depois daquele beijo da Rafaella Vieira, por ter ficado em segundo lugar em número de comentários. Parabéns e obrigada por me acompanhar por todos esses meses.

Se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 4791333878. Não esquece de colocar o nome dele.

Nesse mesmo número me envia o seu endereço com CEP para que eu possa enviar o seu livro. Bjs e fica com Deus.   

 



Nome: thais (Assinado) · Data: 12/07/2016 20:29 · Para: Capitulo 75

Uma pena que acabou... sentirei saudades da Mafiosa..... de suas piadas e principalmente do André, nossa eu ficava imaginando as cenas dessa bicha falando e gesticulando..rsrsrsrs hilário ... e tudo fechou muito bem ..... não ficou nada sem ponto final . 

Foi perfeito do inicio ao fim, tudo foi muito bem abordado com a dosagem certa, a prostituição, a adoção, e principalmente adorei a forma doce e sutil que abordou o espiritualismo, esses dias passou Chico Xavier na tv e lembrei na hora dessa historia.....  na verdade acho que muitas coisas que voce colocou sobre o espiritualismo serve para muitos de nós, como força e luz,  eu pelo menos me identifiquei em alguns momentos.....

Enfim Van, paz e luz para continuar sempre postando historias maravilhosas como esta.

Abraços,



Resposta do autor:

Olá Thais.

Muito obrigada minha querida por ter ficado comigo até o final. Quero que saibas que a minha maior felicidade é poder transmitir um pouquinho que seja de luz para esses coraçãozinhos fofos de vocês.

E vamos continuar juntas.

Se você tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não se esquece de colocar o nome do fofinho (a) para participar da história.

 

Paz e Luz. Bjs.



Nome: crisley (Assinado) · Data: 12/07/2016 19:42 · Para: Capitulo 75
Vandinha, sem palavras pra agradecer por mais uma história fantástica, vou sentir falta dessa turma, ri muito, chorei outro bocado, é difícil vc encontrar uma história e imagina-la como um filme na sua cabeça, e vc consegue isso com uma naturalidade incrível, vou sentir falta da maluca da xanda e cia, kkk. um grande abraço de sua pequena fã, descanse bastante, e não demore a voltar ok?


Nome: maoreg (Assinado) · Data: 12/07/2016 18:11 · Para: Capitulo 75

Obrigada Vandinha!

Foi muito divertido e emocionante ler o seu romance. Ah, e eu sempre finco rindo das piadas sem graça, talvez pq fique imaginando a cara fofa da xandinha contando.

Parabéns pelo trabalho q muitas vezes pode n ter retorno financeiro mas imagino ser muito gostoso ver q as pessoa leem e se interessam. Nós estamos aqui e apreciamos esta arte que é escrever. Vcs autoras merceem todo respeito e nossos sinceros agradecimentos. Um abraço e muita paz e amor na sua vida... Q o amor seja sua fonte de inspiração sempre. Que n seja só falado mais vivido intensamente. Bjus!



Nome: lenna11 (Assinado) · Data: 12/07/2016 16:45 · Para: Capitulo 75

Nossa amei vou sentir muita falta foi maravilhoso acompanhar esses loucos me diverti, me emocionei me apaixonei Parabéns! E vê se volta logo!



Nome: Mansur (Assinado) · Data: 12/07/2016 16:03 · Para: Capitulo 75
Olá, Vandinha
Amei tua estória do início ao fim. Sempre acompanho teus escritos. Confesso que ler tuas palavras e ver que na vida real nem tudo são flores me entristece. O que me consola é o fato de que não existem só espinhos nessa coisa louca que é viver. Que existem sim, finais felizes.
Enfim, muitas coisas a serem ditas mas não vou me alongar.
Parabéns por essa e pelas suas outras estórias.
Beijo. Tudo de bom.


Nome: Unica (Assinado) · Data: 12/07/2016 02:49 · Para: Capitulo 75

Comentário apenas para agradecer por mais este presente que nos deu. Como sempre história emocionante, Alegre e única. A utopia dos romances são as realidades dos nossos sonhos. 👏👏👏👏👏👏👏



Nome: Lyn (Assinado) · Data: 12/07/2016 01:42 · Para: Capitulo 75

Maravilhoso!! Eu amei acompanhar sua historia, voce esta de parabens. Simplesmente Perfeito. 

Beijos e ate a proxima. 



Nome: lis (Assinado) · Data: 12/07/2016 01:38 · Para: Capitulo 75

Boa noite Vandinha, tudo bem? Parabéns história maravilhosa, nos dias de hj é bom ler algo que nos faz rir, chorar, se indignar, torcer para que tudo de certo, essa pitada de humar nas suas histórias é bom demais, pois o mundo anda muito complicado e vc nos faz rir, nos divertir com sua história, parabéns por sempre abordar temas atuais considero isso muito importante.



Nome: preguicella (Assinado) · Data: 12/07/2016 01:26 · Para: Capitulo 75

Ah que lindo Vandinha! Adorei o final, aliás, a história toda! 

E que venham mais histórias para nos divertir! 

Bjãooooo 



Nome: fatinha (Assinado) · Data: 12/07/2016 01:05 · Para: Capitulo 75

Que lindo!!!Parabéns!!!Adorei cada capítulo da história.

Espero que você nos conceda um novo romance em breve.

Beijinhos



Nome: line7 (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:53 · Para: Capitulo 75

Kkkkkkk..só  risos😢😂😂.. Espetáculo, SHOW,  o romance maravilhoso,  me divertir, riiiir MUITO  com cada piada sem graça, dos perssonagens incríveis,   emoção  e apredizados, curiosidades que apreendi, me fez refletir, VC MINHA QUERIDA E FODÁSTICA  autora está  de parabéns  pela lindaaa história 😍😍😍.. só  tenho agradecer pelo privilégio  de sua criatividade e TALENTO PURO..rsss.. que   nós  proporcionou😊.  Esse final..kkkkk..com certeza xanda matar esse louco...kkkkk..vai ficar na memória  esses perssonagens  pra lá  de loucos, e foi surpreende, 😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍

 O mundo não  é  perfeito, ninguém  é  perfeito,ninguém é  igual,  a vida é  um verdadeiro mistério e seus quebras- cabeça, o mundo é  louco, surreal as vez, mas sempre é  bom divagar com um paraíso só  de felicidades😍😍. Até  mais então  no próximo  romance😘🎉🎊🎉🎊🎊🎉🎊🎊.



Resposta do autor:

Olá Line7

Obrigada minha querida. Esses dez meses de Última Noite de Amor foi imensamente prazeroso. Os comentários de vocês me ajudaram e insentivaram a todo momento. Vocês são demais!

Você é sortuda, hein. Foi a vencedora do sorteio do livro Aquele dia junto ao mar da Karina Dias. Me envia o seu endereço com CEP no whats 47 91333878. 

Se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele. Bjs.

Paz e luz.



Nome: Sumajan (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:50 · Para: Capitulo 75

Parabéns pela história, amei e vibrei a cada capítulo. Essa turma vai deixar saudades, poderosaaaa 



Nome: gui (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:21 · Para: Capitulo 75
oi autora, final perfeito de mais uma história maravilhosa... obrigada por compartilhar conosco! esperando a próxima... abraço


Nome: Pietra (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:11 · Para: Capitulo 75

Vandinha!

Parabéns! Amei cada capítulo, cada momento engraçado, cada tensão vivida pelas meninas, cada piada que me fizeram rir sempre.

Obrigada por mais um romance que nos ensina um pouco mais sobre a vida, o amor, o Espiritismo e sobre a amizada.

Nota 1000 para você.

Até o próximo que eu sei que já está pronto para sair.

Beijos para vocês!



Nome: Keka (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:10 · Para: Capitulo 75

Parabéns querida,adorei o seu romance e acompanhei firlmente todos os capítulos....grande beijo



Nome: Ralyne (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:03 · Para: Capitulo 75

Óla Vandinha, sou uma leitora assídua de sua escrita mas não costumo comentar mto, queria até me desculpar rs. Linda sua história, alías, todas suas histórias q já li são perfeitas.Parabens. Q vc possa nos presentear no futuro com mais conto q exaltem tanto o amor, seja ele sob qualquer forma. Não se desculpe por seus sonhos de um mundo perfeitos, seus sonhos são lindos e adoro fantasiar eles junto com vc através de sua escrita, no fundo todos nós temos sonhos de um mundo melhor onde teremos mais igualdade e menos preconceito. PARÁBENS E MTO SUCESSO.



Nome: Baiana (Assinado) · Data: 12/07/2016 00:01 · Para: Capitulo 75

Acabou! Tudo que é bom dura pouco.

Rapaz,a Alex é mafiosa mesmo,teve a sua vingança pessoal com o crápula do Gustavo,e a Valentina se deu bem,ate constituiu uma família kkkk



Resposta do autor:

Olá Baiana.

Bem feito pra ele. Quem manda se meter com a poderosaaa...

O Demo deu um jeito na loira aguada e com certeza serão felizes para sempre.

Obrigada por acompanhar o romance e também por comentar. Te espero no próximo.

Se você tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não se esquece de colocar o nome do fofinho (a) para participar da história.

 

Paz e Luz. Bjs.



Nome: Mille (Assinado) · Data: 11/07/2016 23:57 · Para: Capitulo 75

Li esse capitulo com um sorriso no rosto, ri do inicio a metade, lá pelo final chorei (não poderia faltar) e no final tinha que aparecer o André, esse amigo é um empata. kkkkkk

Que bom chegar aqui ao final de mais uma história sua e com final feliz, adoro todas elas a forma como escreve as piadas e seus personagens hilário.

Sucesso sempre minha querida Vandinha, e que sua inspiração nos proporcione muitas e muitas histórias lindas.

Mais uma vez obrigada, e até a próxima história que com certeza estarei lá presente.

Bjus e uma semana repleta de paz, amor e saúde.



Resposta do autor:

Obrigada minha querida.

Como é bom lhe ter como leitora, e porque não dizer como amiga? Não é mesmo? Verdadeiros amigos da alma, aqueles amigos que mesmo longe sentem a nossa presença. 

Mille, se tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 4791333878. Não esquece de colocar o nome dele. 

Me avisa quando seu livro chegar. Bjã. Paz e luz.



Nome: AnnyF (Assinado) · Data: 11/07/2016 23:43 · Para: Capitulo 75

Ameeeei. Primeira veeez comentando! Você é 10. Amei a história. Mafiosa linda essa Xanda.

 



Resposta do autor:

Olá AnnyF

Espero que seja o primeiro de muitos outros. 

Obrigada por ter me acompanhado por todos esses meses.

Se você tiver um animalzinho de estimação e quiser mandar a foto dele para participar da capa de uns dos capítulos do próximo romance, manda nesse whats 47 91333878. Não esquece de colocar o nome dele. Bjs.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.