Amor de carnaval por Alice Reis


[Comentários - 53]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Marie acordou sobressaltada e se viu sozinha na cama, havia um bilhete no travesseiro onde Vitória estava dormindo. Leu, ainda sonolenta. “Não tive coragem de te acordar, estou na piscina. ” Espreguiçou-se, esfregou os olhos, sentou-se e foi até a varanda, olhou para baixo e viu Vitória deitada em uma espreguiçadeira conversando com uma moça. Estava com preguiça de descer, mas ao ver a cena sentiu-se enciumada e trocou-se rapidamente.

 

Aproximou-se das duas e Vitória lhe sorriu, reconheceu a garota, era Sheila. Sentou depois de cumprimentá-la com um beijo no rosto. Vitória beijou-lhe o canto da boca sorrindo.

-        Lembra-se da Sheila? - Vitória perguntou.

-        Sim. - ainda estava enciumada.

-        Ela nos convidou para ir passar a tarde em uma praia deserta.

-        Nos convidou ou te convidou? - perguntou brava encarando Vitória.

Uma moça se aproximou e sentou ao lado de Sheila.

-        Essa é Juliet. - disse Sheila - Estamos saindo enquanto ela está no Brasil.

Marie ficou quieta, o ciúme ainda era evidente, mas sentiu-se envergonhada. Vitória cumprimentou a garota com um sorriso e encarou Marie tentando entender seu silêncio. Sheila percebeu que o clima estava estranho e disse que iam para a praia e se elas quisessem ir mais tarde que era para ligar para ela que ensinaria o caminho.

-        Desculpe. - disse Marie baixinho e envergonhada.

-        Ciúme? - fez com que Marie a olhasse.

-        Sim. De todas as mulheres que se aproximaram de você esses dias, ela foi a única que me deixou enciumada. - encarou-a - Desculpe.

-        Ei, - passou a mão em seu rosto - eu já disse que não tive nada com ela.

-        Eu sei. Deve ser o jeito que ela te olha que me deixa assim.

-        Como ela me olha?

-        Com desejo. - Marie olhou-a.

-        Eu só tenho olhos para você. - sorriu.

Beijou-a.

 

Saíram para jantar em um restaurante no Leblon, a noite foi regada a cerveja, caipirinha e sussurros ao pé do ouvido. Abraços e beijos como se não tivessem mais tempo e realmente este estava ficando escasso. Havia algo de especial no olhar da francesa que atraia Vitória, um olhar sincero, brilhante e profundo. Na volta para o hotel, estavam de mãos dadas e conversando sobre o Versalhes e seus castelos. A cada palavra de Marie, Vitória sentia-se cada vez mais tentada a conhecer a cidade. Marie mostrou algumas fotos que tinha em seu celular, pois percebeu que quanto mais falava mais Vitória apertava sua mão e sorria pela excitação de ir a um castelo. Estavam um pouco alteradas pelas bebidas, Marie atacou Vitória no elevador e apertou-lhe suavemente o peito fazendo-a gemer baixinho.

Foram para o quarto de Vitória e Marie empurrou-a na cama. Marie se despiu com pressa e Vitória acompanhou-a. Sentou sobre o ventre da morena e colocou uma mão no meio dos seios.

-        Adoro o contraste de nossas cores. - Marie sorriu.

-        Adoro seu sorriso. - passou o dedo indicador por sua boca.

Marie mordeu-lhe o dedo e chupou-o com voracidade excitando Vitória. Desceu a mão escorregando pelo corpo branco e reparando o contraste que as cores tinham, aquele detalhe lhe fez sorrir. Procurou pelo sexo de Marie e encontrou-o molhado, penetrou-a roubando-lhe o ar e gemidos. Encaravam-se, Marie curvou o corpo para beijar Vitória. Os movimentos delicados dos dedos de Vitória faziam com que a francesa tremesse e gemesse baixinho em seu ouvido. O gozo foi intenso e Marie deixou o peso do corpo cair sobre Vitória.

Ainda ofegante sentou sobre o ventre da morena, a mão de Vitória arranhou-lhe a lateral das costelas fazendo-a arquear arrepiada, passou a mão pelas costas enquanto a francesa sorria com os olhos fechados. Vitória sentou-se procurando pelos seios macios e delicados, beijou-os e sugou-os com delicadeza. Deitou Marie na cama e logo estava em seu sexo, com a língua ágil fez a francesa segurar o lençol e arquear o corpo de prazer, o corpo tremia e o olhar era vago, a respiração quase que impossível. Vitória esperou que a francesa retomasse o ar deitada em sua coxa. A calmaria no corpo estava começando, Vitória sorriu e passou o dorso da mão no sexo de Marie arqueando-lhe o corpo com um leve susto. Repetiu o movimento sempre que sentia o corpo se tranquilizar, diminuiu os intervalos e Marie pediu por mais. Chupou-a enquanto se masturbava e as duas gozaram juntas.

Vitória deitou ao lado de Marie que mesmo ofegante puxou-a para um beijo e deitou em cima da morena indo em direção de seu sexo. Chupou-a com voracidade e o gozo veio acompanhado com gemidos altos e o estremecer do corpo. Marie deitou sobre Vitória, queria sentir o corpo ofegante e ainda sensível embaixo do seu. Encararam-se sorrindo.

-        Eu vou para a França com você.

-        Eu fico no Brasil com você.

As duas disseram ao mesmo tempo, se olharam confusas e riram da coincidência.

-        Temos que ir para o mesmo lugar. Se você for e eu ficar, não vai adiantar. - disse Marie rindo.

-        Você decide, eu vou para qualquer lugar com você. - sorriu e beijou-a.

 

 

Notas finais:

Aguardo comentários! ;)




Para me conhecer melhor, entre no meu blog:


oamordealice.com.br/blog


 


Tenho outros livros completos, caso queira ler a sinopse:
http://oamordealice.com.br/livros/




E alguns contos:


http://oamordealice.com.br/contos/
*Para receber os contos inteiros basta se cadastrar no formulário abaixo de cada conto.

Me acompanhe também pelo Wonderclub, lá todos meus livros estão sendo postados semanalmente e Little Lady é um livro exclusivo do Wonder:
https://wonderclub.com.br/escritora/alicereis



Comentários


Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 18/06/2017 18:37 · Para: Capitulo 6

Acabou assim? Tá certo. O resto fica por conta da imaginação. Bjs



Resposta do autor:

Olá, Patty!

Sim! O resto é por conta da imaginação! <3

Um abraço,

Alice Reis

oamordealice.com.br

wonderclub.com.br/escritora/alicereis



Nome: rhina (Assinado) · Data: 16/06/2017 15:53 · Para: Capitulo 6

 

Parabéns autora.

gostei muitíssimo de ler ....uma história que o amor vence apesar da distância. 

Rhina



Resposta do autor:

Olá, Rhina!

Muito obrigada!

Um abraço,

Alice Reis

oamordealice.com.br

wonderclub.com.br/escritora/alicereis



Nome: mtereza (Assinado) · Data: 02/06/2017 11:29 · Para: Capitulo 6

Gostei da sua história Alice como sempre deliciosas de se ler bjs até a próxima



Resposta do autor:

Olá, Tereza!

Obrigada!

Até a próxima.

Um abraço,

Alice Reis

oamordealice.com.br

wonderclub.com.br/escritora/alicereis



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.