Última noite de amor por Vandinha


[Comentários - 1262]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

 

Última Noite de Amor -- Capítulo 42

 

 

Com toda delicadeza possível, Isabel tocou o rosto de Alexandra com a pontinha dos dedos. Será que ela ainda estava acordada?

Tocou novamente, agora com um pouco mais de força, e nada. Ela está dormindo, chegou a essa conclusão depois de algum tempo. Aproximou seu rosto do dela e sentiu a sua respiração suave e tranquila batendo em seu rosto.

-- Eu te amo tanto minha birrentinha -- colocou a mão acariciando o rosto de Alexandra com carinho -- Me perdoa por ter te feito sofrer -- depositou vários beijinhos por todo o rosto dela -- Você é tão linda meu amor.

Isabel não conseguia dormir. A proximidade dos corpos a perturbava. Colocou a mão por debaixo da regata de Alexandra e com a leveza de uma gata fazia delicados carinhos em seu abdome. Ela tremia e sentia sua respiração cada vez mais forte que lhe fazia arfar o peito.

Alexandra abriu os olhos devagar e sonolenta. A escuridão não permitia que enxergasse nada, nem o que estava à sua frente.

Sentiu a mão quente e suave de Isabel acariciando a sua barriga. Não reclamou estava tão gostoso, tão excitante. A mão de Isabel lentamente desviou do abdome para os seios de Alexandra.

Imediatamente uma corrente elétrica percorreu seu corpo. O calor que emanava do corpo de Isabel começou a derreter o gelo que havia se formado em volta do seu coração numa velocidade impressionante.

Isabel tinha a respiração pesada fazendo com que seu hálito batesse diretamente no rosto da empresária.

Alexandra apertou os olhos. Queria resistir, queria mandá-la parar. Mas não conseguia. Ela era uma necessidade, um vício, uma dependência física.

Manteve os olhos fechados, porém agora de um jeito mais leve, curtindo o momento.

Com o polegar Isabel alisou seu rosto devagar. Alexandra sentiu os lábios de Isabel grudados nos seus como se esperassem por alguma reação dela.

Naquele momento ela percebeu quantas saudades sentia daquela boca suculenta.

Isabel deslizou suas mãos indecisas até a nuca da empresária, unindo sua testa à dela.

-- Por favor, não me mande embora. Acho que vou enlouquecer sem você Xanda -- Isabel sussurrou sem saber que estava sendo ouvida.

O pedido de Isabel foi como uma facada no peito de Alexandra. Apertou os lábios como se estivesse com algum tipo de dor. A metade movida pela emoção, a que Alexandra pensou ter perdido, garantia que ela não estava mentindo. Era capaz de sentir a sinceridade nítida naquelas palavras.

Mas, a outra metade a lembrava que a ferida ainda estava aberta em seu peito e talvez nunca cicatrizasse.

Isabel se encaixou nela como uma gata manhosa. Descansou a cabeça sobre o seu peito e colocou as pernas sobre ela. Os seios roçando deliciosamente contra os seus.

Seu corpo estremeceu, ansiava por aquele contato e seu coração reagiu com ainda mais entusiasmo.

Alexandra suportou e se manteve quieta, apenas saboreando cada segundo. Deu um leve sorriso relaxada. Inspirou fundo, sentindo o cheiro doce de perfume invadir seus pulmões.

Ficaram assim por algum tempo até que adormeceram.

 

 

No escritório de Bob...

-- Então esse será o nosso primeiro trabalho? -- Gustavo estava sentado em frente a uma escrivaninha pequena e estava muito interessado no que Bob falava -- Fale mais um pouco sobre o que devemos fazer.

-- Vai ser da seguinte maneira: Vocês vão levar cinco garotas para Angola. Temos um cliente muito especial por lá. Ele é um dos homens mais poderosos da África e chega a oferecer US$ 100 mil por um programa.

-- Caracas!!! Isso é demais -- Gustavo só faltou pular de contentamento -- Isso é real?

-- Muito real. Pode ter certeza -- Bob se levantou da cadeira de couro, foi até a janela e ficou observando o movimento lá fora.

-- Quais os riscos que corremos?

-- O único risco nessa operação é uma investigação que a Polícia Federal está realizando dentro do aeroporto de Guarulhos. É lá o ponto de partida da ponte aérea da prostituição, que liga o Brasil a África e Portugal.

-- Essas garotas sabem o motivo da viagem Bob?

-- Essa é vantagem. Todas elas sabem que o objetivo da viagem é meramente sexual. Não há segredo algum com relação a isso.

-- Mas mesmo assim é um crime. Somos considerados exploradores de pessoas. Tiramos proveito da prostituição alheia.

-- Exatamente Gustavo. O simples fato de levarmos uma pessoa para o exterior para exploração sexual, já é um crime, que é justamente o crime de tráfico internacional de pessoas.

-- Acho que não teremos problemas em embarcamos com essas mulheres.

-- Também acho que será tranquilo. Mas mesmo assim vamos nos prevenir. Faremos o seguinte... -- Bob voltou a sentar em sua cadeira e explicou para Gustavo todos os passos da operação.

 

 

Na ilha...

 

Alexandra abriu os olhos e piscou para se ajustar à claridade do sol que entrava pela janela quase ofuscando seus olhos.

Tentou se mexer, mas foi impossível. As pernas e os braços de Isabel estavam jogados abusadamente sobre ela. Sorriu de leve, mas o sorriso sumiu logo em seguida. Havia se deixado trair pela tentação daquele corpo perfeito e o que era pior... Pelo amor que sentia por aquela mulher.

Tentou sair da cama sem acordá-la, mas quando se mexeu ela acordou.

Isabel acordou bocejando e percebeu que não estava no seu quarto, muito menos em sua cama. Virou o rosto e deu de cara com Alexandra olhando para ela. Tinha uma expressão indefinida no olhar.

-- Bom dia sinhá Xanda -- falou num tom zombeteiro sem tirar as pernas de cima de Alexandra.

-- Bom dia? -- fez uma careta -- Será que conseguirei ter um bom dia depois de uma péssima noite?

-- Já começou logo cedo? Será que não consegue começar o dia de forma mais leve e simpática?

-- Começar o dia de forma mais leve é impossível com uma perna tão pesada sobre a minha barriga. Com licença -- empurrou a perna dela e sentou-se -- E simpatia nunca foi o meu forte.

-- Já havia percebido -- falou esfregando os olhos sentando-se na cama de frente para ela.

-- A mesa para o café da manhã já deveria estar pronto há horas. Estou morta da fome.

Isabel apenas sorriu, roubou um selinho e se levantou rápido indo em direção à porta.

-- Primeiro vou tomar um banho rápido depois faço o seu café patroinha -- saiu correndo e rindo com sarcasmo.

-- Abusada -- Alexandra deu um sorriso meio torto.

 

 

 

 

No Leblon...

 

-- Bom dia Edna! -- Janaína sentou-se a mesa da cozinha e se espreguiçou ainda sonolenta.

-- Bom dia Jana! O café da manhã está pronto -- disse colocando uma caneca de café fumegante sobre a mesa. Havia na cozinha um cheiro bom de panquecas.

-- Hummm... Que cheirinho bom Edna.

-- Fiz panquecas -- falou com os olhos úmidos.

-- O que é isso? Chorando por causa das panquecas?

-- É que eu fiz as preferidas da Alexandra -- fungou -- Panqueca vegetariana de espinafre e tomate seco.

-- Tem dó né Edna. Fazer panqueca vegetariana para nós?

-- Desculpa. Esqueci e fiz para ela -- mais uma fungada -- Será que a minha menina está passando fome?

-- Nem vou responder -- Janaína balançou a cabeça -- Me dá essa panqueca. Vou comer isso mesmo.

-- Bom dia Jana, Edna -- Tatiana entrou na cozinha e sentou ao lado de Janaína -- Ebaaaa... Panquecas!!!

-- Não se entusiasme. São vegetarianas, de espinafre -- Janaína tirou o sorriso de felicidade do rosto de Tatiana.

-- Ecaaa... Prefiro lamber a parede.

-- Sério? -- Janaína olhou para ela admirada -- Deve ser horrível.

-- Sério. Eu já lambi a parede tem gosto ruim mesmo, mas acho espinafre bem pior.

-- Pois em minha opinião vocês deveriam começar a comer essas comidas estranhas que a Xanda come -- Edna falou com as mãos na cintura -- Estão ficando bem gordinhas vivendo nesse come e dorme.

-- Sua grossa. Vou te demitir por desacato -- Janaína falou brava.

-- Você não manda em mim -- Edna deu de ombros e saiu.

-- Que absurdo né Jana, insinuar que a gente está gorda -- olhou para Janaína e depois para si -- Deixa para lá, esse assunto me deixa deprimida. E quanto as duas lá da ilha o que faremos?

-- Amanhã vence o prazo que demos para a Isa. Então, como combinamos, mandarei o helicóptero buscá-las. Espero que ela tenha conseguido ficar numa boa com Alex.

 

 

Assim que Alexandra entrou na cozinha deu de frente com o inimigo número um de Isabel. A Blattaria, popularmente conhecida como: BARATA.

-- Hummm... Você está aí... Ser nojento! Deu azar. Você está diante da maior mafiosa depois do Al Capone -- olhou para os lados, precisava de um plano infalível -- Vejamos... Já sei.

Foi cuidadosamente até o canto da cozinha e pegou a vassoura que estava lá. Respirou fundo, mirou e bateu com tudo com a vassoura na barata. Ela tonteou e correu desajeitada. Alexandra a perseguiu batendo seguidamente até que ela virou de barriga para cima e ficou estática.

Alexandra vibrou se ajoelhando ao lado do inseto.

-- Kkkk... Viu... Eu te falei. Sou praticamente uma ninja. A Isabel vai ficar de boca comigo -- falou sorrindo, mas logo ficou séria. As perninhas dela mexiam convulsivamente -- Que nojo! Você só estava desmaiada. E agora? Como te tiro daqui? -- Deu um sorrisinho maldoso e se levantou.

Alexandra pegou uma fita adesiva na gaveta, grudou a barata nela e a levou para a rua. Abriu um buraco no chão e a enterrou. Finalizou pisando em cima do montinho de areia com vontade.

-- Pronto -- limpou a mão suja de areia e ficou olhando para o local aonde havia enterrado o inseto -- Que morte horrível! Fui cruel né? Mas foi necessário, quem manda ser nojenta?

-- Tentando fugir Xanda? -- Isabel perguntou parada na porta -- O que faz aí parada nesse sol?

-- Estava matando a barata. Sua ingrata -- falou com a autoestima lá no alto.

Isabel sorriu e caminhou até ela.

-- Onde está o cadáver? Quero ver o cadáver.

-- Como assim? Quer ver o cadáver?

-- Claro, ou você acha que vou acreditar assim tão fácil, sem provas?

-- Olha aqui o túmulo dela -- mostrou o montinho de areia.

-- Kkkk... E isso é prova Xanda?

-- Agora me diga o que eu ganharia mentindo para você?

-- Ganharia fama, minha gratidão e reputação de matadora.

-- Eu devo merecer -- Alexandra retornou para a casa de cara feia -- Se não acredita desenterra ela e faz uma autópsia.

-- Também não precisa ficar assim né, eu só estava brincando -- correu atrás dela e a virou puxando pelo ombro -- Obrigada Xanda -- falou gentilmente se enroscando em seu braço -- Você é a melhor caçadora de baratas do mundo.

A princípio, Alexandra apenas a encarou. As mãos de Isabel se ergueram até o rosto dela, hesitantes quanto a tocá-la, não sabia qual seria a sua reação. Seus olhos fixos nos dela. Próximos, bem próximos.

-- Obrigada!

Alexandra não deixou que o contato durasse muito, e logo se afastou entrando na casa.

Isabel apertou os olhos e depois abriu lentamente. Tinha um olhar angustiado e confuso. Alí estava aquela Alexandra novamente. Magoada, chateada... Infeliz?

 

 

No apartamento do Leblon...

 

-- Quanta preguiça! Ainda bem que a Xandinha volta amanhã para acabar com essa mordomia toda.

-- O que é isso Edna? Tirou o dia pra pegar no nosso pé é? -- Tatiana olhou para ela com cara de tédio.

-- Não sei se as madames perceberam, mas preciso limpar a sala -- sacudiu o paninho que tinha na mão.

-- Você está uma chata hoje Edna.

-- Se imponha Jana se não ela toma conta. Não temos culpa pela sua menopausa -- André se levantou e foi até ela -- Não fique chateada. Hoje em dia as mulheres podem até engravidar na menopausa -- André tocou no ombro dela -- Com novas tecnologias aplicadas à fertilidade humana, uma mulher de 65 anos engravidou e teve um bebê. Quando saiu do hospital e foi para casa, seus familiares foram visitá-la.

-- Podemos ver o bebê? -- perguntou um deles.

-- Agora não! -- disse a nervosa mãe de 65 anos.

Passou meia hora e outro parente perguntou:

-- Já podemos conhecer o bebê?

-- Já disse que por ora não! -- respondeu novamente a mãe.

Mais um pouco e voltaram a perguntar, já impacientes com a mãe:

-- Ora, quando vamos ver o bebê?

-- Quando chorar!

-- "Quando chorar"? -- reclamaram -- Por que temos que esperar até que chore?

-- Porque não lembro aonde coloquei ele...

 

 

Na ilha Isabel escolhia um biquíni para vestir. Eram todos tão minúsculos que cabiam na palma da mão. Parecia uma adolescente preocupada em impressionar o namorado! Estava escolhendo cada peça deliberadamente, com o intuito de seduzir Alexandra!

Escolheu um deles e olhou-se no espelho. Alexandra iria à loucura quando a visse daquele jeito.

Dito e feito.

O rosto de Alexandra, antes sem expressão ficou transtornado assim que a viu. Seus olhos verdes ganharam um brilho ofuscante e um sorriso nervoso surgiu em seus lábios.

-- Aonde você pensa que vai vestida desse jeito? Quer dizer... Nua desse jeito?

-- Me poupe Xanda. A ilha está deserta. Que mal tem isso?

-- Essa não é uma ilha deserta. Tem moradores, só não sabemos onde eles estão. Vai que apareçam de repente? Vai colocar outro biquíni -- mandou brava.

-- Eu não -- pegou a toalha e colocou no ombro -- Você não é nada minha. Se fosse a minha namorada até pensaria a respeito.

Alexandra arregalou os olhos e olhou fixamente dentro dos olhos dela. Isabel respondeu a altura.

-- Então espera que vou com você -- Alexandra falou depois de algum tempo.

Ponto pra mim. Pensou Isabel.

-- Então apura que estou com pressa -- sentou na cadeira.

Isabel se sentia absurdamente quente naquele momento, irradiava calor. Um sorriso bobo que não soube explicar surgiu em seus lábios.

-- Vamos.

Alexandra a tirou dos devaneios.

-- Não vai colocar biquíni?

-- Não. Vou apenas para dar uma volta. Não quero pegar sol -- falou calmamente.

Isabel se viu sorrindo de volta diante de tamanha mudança. Ou Alexandra era realmente bipolar, como dizia Tatiana, ou sabia o momento certo de abaixar a guarda.

Minutos depois já estavam abrindo as espreguiçadeiras na beira da praia.

Isabel estendeu a toalha na areia e deitou-se de costas. Os olhos fechados, sentindo o agradável calor do sol pouco a pouco secar-lhe a pele.

Vendo-a deitada, de olhos fechados, Alexandra lembrou-se da noite passada. A recordação despertou-lhe o desejo no mesmo instante. Sentiu a testa úmida, as mãos suarem, um calor intenso e uma vontade louca de sair correndo e dar um mergulho de cabeça.

-- Xanda você poderia passar protetor solar em mim? -- ela perguntou sem abrir os olhos.

-- Acho que não é uma boa ideia -- falou com medo de não conseguir se controlar.

- Deixa de ser chata Xanda. Vem, não vai cair a mão -- entregou o tubo de protetor para ela e se virou de bruços.

- Está bem -- declarou com voz cansada.

Movendo-se um pouco para o lado, Isabel abriu espaço para ela na toalha.

Alexandra colocou um pouco em suas mãos e começou a passar o creme branco nas costas de Isabel, indo do ombro até a beiradinha da parte de baixo do biquíni. Cada pedacinho que ela tocava era como se o corpo de Isabel estivesse incendiando.

Aquela sensação era recíproca, pois Alexandra também se sentia assim.

-- Prontinho -- disse tentando fugir, mas foi impedida por Isabel.

-- Ainda faltam alguns pontos delicados -- ela pediu para passar novamente o protetor, só que desta vez, retirou a parte de cima, ficando com os belos seios à mostra.

Alexandra se perguntou como aquela mulher podia exercer tamanha influência sobre ela.

Isabel agia devagar, sensual e sedutora. Colocou a mão sobre a dela e assumiu o controle, levando-a a tocar os seios, a barriga e as coxas.

-- Você está me provocando -- falou puxando a mão.

-- Você se sente provocada Xandinha? -- brincou -- Pois eu estou pegando fogo.

Depois de observá-la durante algum tempo, Isabel colocou novamente o biquíni, pôs-se de pé e saiu correndo em direção ao mar. Precisava fugir daquelas sensações. Queria ter mais uma vez aquela mulher que amava tanto. Faria qualquer coisa por isso.

Mergulhou e deu algumas braçadas. Era revigorante sentir a água fresca e salgada no rosto, nos cabelos.

Alexandra caminhou até a parte mais rasa, onde a espuma branca das ondas tocava a areia igualmente branquinha. Sentou na areia e deixou que a água salgada lhe acariciasse as pernas. Olhou para o horizonte. O que poderia ter acontecido com seus empregados? Com o comandante? Era tudo tão estranho. Será quanto tempo ainda ficariam isoladas naquela ilha?

O devaneio foi interrompido quando sentiu algumas gotículas de água cair sobre si. Isabel saíra do mar e acabara de sentar-se a seu lado, na areia.

-- Vamos para casa? Você já está ficando vermelhinha -- tocou com a ponta do dedo no nariz de Alexandra.

-- Vamos! Estou sentindo dor nas pernas. Acho que exagerei na caminhada -- confessou meia sem jeito.

- Ai, ai, ai dona Xanda. Inventando arte -- levantou-se e estendeu as mãos para ajudá-la -- Então vamos.

 

 

-- Posso saber o motivo da reunião extraordinária? -- Valéria sentou ao lado de Janaína no sofá.

-- Vou te explicar Valéria -- André se levantou e se posicionou no centro da sala -- Como todos sabem amanhã a Xandinha volta e com certeza vai entrar por aquela porta querendo matar meio mundo.

-- Pode ter certeza disso -- Simone fez cara de desespero.

-- Não podemos esquecer-nos de pedir para a Edna esconder todas as facas da cozinha -- Tatiana deu um sorrisinho nervoso.

-- Eu e a Edna já havíamos combinado de ir até o centro espirita conversar com aquela médica... A Bruna Sontag -- Janaína falou aliviada.

-- Eu e a Simone havíamos combinado de pegar um cineminha -- Tatiana piscou para Simone.

Valéria olhou para Janaína pedindo ajuda e ela entendeu.

-- A Valéria vai com a gente.

-- Humm... Que pena... Não sobrou ninguém para recepcionar a poderosa, pois eu e o Ramon vamos levar o tio Zé e a tia Marta em um bailão em Madureira.

-- Que dó gente -- Janaína fingiu pesar.

-- Pensando bem galera, tem uma pessoa que adoraria recepcionar a Xanda.

-- Quem André? -- Todos perguntaram juntos.

-- O nosso tiozinho Gustavo -- abriu um sorriso imensamente maldoso.

 

 

Isabel sentou-se na cama, desanimada diante da situação terrível em que se colocara. As lágrimas escorriam sem cessar, estava entregue a frustração e a esperança. Sentia que não havia alcançado o seu objetivo. Admitia que houvesse falhado. Alexandra não a tratava de maneira agressiva, mas também não conseguira superar os seus traumas.

Olhou para a mochila de André. Havia um último presente. Um tanto que exagerado, mas porque não tentar? Não tinha mais nada a perder mesmo.

Pegou o objeto na mão e ficou analisando e pensando. Teria a sua "Última Noite de Amor", nem que fosse à marra. Sorriu mordendo os próprios lábios.

-- É hoje minha querida Xanda!

 

 

 

 

 

Nome: rhina (Assinado) · Data: 21/05/2018 16:42 · Para: Capitulo 42

 

Todas as artimanhas foram tentadas. ....

Alex.resiste corajosamente....

O tempo está acabando 

 

Rhina



Nome: Ana_Clara (Assinado) · Data: 18/02/2016 20:32 · Para: Capitulo 42

Adorei! Já estou ansiosíssima pelo próximo *___*



Resposta do autor em 19/02/2016:

Valeu Ana. Bjs.



Nome: Ana_Clara (Assinado) · Data: 18/02/2016 20:32 · Para: Capitulo 42

Adorei! Já estou ansiosíssima pelo próximo *___*



Nome: Dea (Assinado) · Data: 18/02/2016 03:42 · Para: Capitulo 42

Parabéns Vandinha,Ansiosa pelo 43'.Cheiro no coração 



Resposta do autor em 19/02/2016:

Obrigada Dea. Bjã.



Nome: Dea (Assinado) · Data: 18/02/2016 03:42 · Para: Capitulo 42

Parabéns Vandinha,Ansiosa pelo 43'.Cheiro no coração 



Nome: juju952 (Assinado) · Data: 18/02/2016 01:34 · Para: Capitulo 42

Xanda amolece esse coração muie adorei o capitulo bjs.



Resposta do autor em 19/02/2016:

Obrigada Juju. Continue comigo. Bjã.



Nome: DK_ (Assinado) · Data: 17/02/2016 17:07 · Para: Capitulo 42

AAin quero o próximo capítulo logo .. Vou surtar 😢 .. 

 Parabéns menina .. Tô apaixonada por essa história 😍



Resposta do autor em 17/02/2016:

Valeu DK. Já já estou postando, não surta tá. Bjã garota.



Nome: gui (Assinado) · Data: 17/02/2016 12:45 · Para: Capitulo 42
ei autora, sempre nos tirando risadas, tirando as crianças que tipo de pessoa lambe paredes! kkk... as vezes quando nos pede sugetões não gosto muito de opinar, por que é o que você escreve, da forma que você escreve que nos faz querer ler e continuar lendo sempre mais! abraços

Resposta do autor em 17/02/2016:

Olá Gui. Fico muito feliz em saber que gostas dessa forma que tenho de escrever. É simples, mas é de coração. Bjs garota.



Nome: lay colombo (Assinado) · Data: 17/02/2016 02:54 · Para: Capitulo 42

Qq sera q ela vai aprontar kkkkkkkkk



Resposta do autor em 17/02/2016:

O que será o último presentinho do André? Ele é louco, mas tem bastante criatividade. Bjs Lay e até.



Nome: lenna11 (Assinado) · Data: 17/02/2016 02:03 · Para: Capitulo 42

O que será que Isa vai aprontar dessa vez kkkk a verdade é que ela não tem mais nada a perder então tem que ir com tudo pra cima da Xanda cabeça dura, da vontade de da colo pra Isa!



Resposta do autor em 17/02/2016:

Acho que dessa vez ela vai com tudo. É a última noite na ilha então não tem porque não investir pesado. Bjs Lenna, até.



Nome: Ada M Melo (Assinado) · Data: 16/02/2016 23:51 · Para: Capitulo 42

eita que gustavo esperando a xandra vai algo bonito de se vê.....



Resposta do autor em 17/02/2016:

Não queria estar na pele dele Ada. Bjs e até.



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 16/02/2016 21:53 · Para: Capitulo 42
Top. Me divirto demais c esses loucos. Será q a isabel quebra esse gelo da xanda? So sexo nao adianta precisa trr amor. Bjs

Resposta do autor em 17/02/2016:

Verdade Patty. Vamos confiar na Isa e no presentinho do André. Bjã e até.



Nome: graziela (Assinado) · Data: 16/02/2016 19:48 · Para: Capitulo 42

Essa última noite tem que ser infalível hein?  Tem que convencer a Xanda do seu amor. 

Demais o capítulo.  A Xanda nessa ilha tá surtando já.  Amei a parte da luta dela com a barata.  😂 

E as piadas do André são as melhores.  😂 



Resposta do autor em 17/02/2016:

Olá Graziela. Agora é tudo ou nada para a Isa. Tomara que o último presentinho do André surta efeito. Bjs garota.



Nome: NayGomez (Assinado) · Data: 16/02/2016 16:49 · Para: Capitulo 42

Que dó  da bel,  só  quero ver o Gustavo recepcionando uma Alexsandra Raivosa kkkkkkk quero ver a Alex dando uma puta surra no Gustavo e Escoaçando  com ele de lá...a Alex pr3cisa perdoa a Bel antes de volta da ilha. 



Resposta do autor em 17/02/2016:

A Alex vai extravasar toda a sua raiva no tiozinho. Tenho até pena dele. Kkkk... beijos Nay.



Nome: Taypires (Assinado) · Data: 16/02/2016 15:53 · Para: Capitulo 42

Ai gente que dor no meu coração, tadinha da Isa :(



Resposta do autor em 17/02/2016:

Tadinha né. Também acho. Bjs Tay. Até.



Nome: carla (Assinado) · Data: 16/02/2016 15:25 · Para: Capitulo 42

Se tá de brincadeira neh...acabar bem assim...aí meu coração...o que a Isabel vai aprontar kkk..espero q desta vez a Alexandra pare de ser cabeça dura!!! Bjos até o proximo



Resposta do autor em 17/02/2016:

Kkkk... adoro terminar com um arzinho de suspense. Beijos Carla.



Nome: Pietra (Assinado) · Data: 16/02/2016 15:23 · Para: Capitulo 42

Xanda é dura na queda, mas vamos ver o que Isa vai aprontar agora.

Tiozinho vai receber Xanda? Tomara que ela escalpele-o com requintes de crueldade kkkkk eu sei, eu sei que isso vai contra os princípios da religião Espírita ou de qualquer outra religião, porém ele merece por ser tão asqueroso. Me perdoa por essa maldade toda com o tiozinho

Beijos!



Resposta do autor em 17/02/2016:

Olá Pietra. E você acha que a Alex vai pensar em perdão? Ela vai querer jogar ele pela janela, com certeza. Mas mesmo assim retire-se para orar. Maldosa. Kkkk... Bjs.



Nome: Mille (Assinado) · Data: 16/02/2016 15:01 · Para: Capitulo 42

Esses dias comprovei a teoria da Xandinha sobre as baratas, e passei quase do mesmo jeito dela, peguei uma vassoura e aceitei ficou de pernar pra cima como fiquei com medo e não tinha coragem de pisar em cima coloquei um vidro de desinfetante em cima dela de manhã minha mãe pensando que eu tinha carregado o desinfetante. Kkk

Todos querendo fugir para recepcionar a Xanda, eles estão ferrados mais se o Gustavo for ele estará morto, primeiro que ele irá querer fazer a cabeça da Alex e mesmo ela estando dividida os sentimentos pela Bel não aceitara que ele fale mal dela.

Bel agora vai tudo ou nada, espero que a última noite delas seja especial e ficará guardada na memória de cada uma delas. 

Depois prevejo situação de trama e ação.

Bjus no seu coração



Resposta do autor em 17/02/2016:

Ai Mille, barata realmente é um grande problema. Sabe que o pior filme de terror para mim é Joe e as Baratas. Nunca tive coragem de assistir. Bjs e até.



Nome: jull (Assinado) · Data: 16/02/2016 14:26 · Para: Capitulo 42

😂😂😂😂😂 a Xanda enterrando  a barata foi tudo 😂😂😂😂se sentindo a grande matadora 😂😂😂

Vandinha tá na hora de amolecer de uma vez este coração apaixonado da Xanda, pois elas vão precisar estar juntas pra vencer estes  bandidos e salval as outras meninas 😊😊😊

E já tá os doidos tramando outra encrenca 😂😂😂 eles são tudo de bom 

Bjos 



Resposta do autor em 17/02/2016:

Olá Jull tudo bem? Vamos ver o que a Isa tem de surpresinha dessa vez. O André pode ser maluco, mas convenhamos que ele é bem criativo. Quem sabe o presentinho ajude ela a domar a poderosa? BJS.



Nome: jake (Assinado) · Data: 16/02/2016 13:58 · Para: Capitulo 42

OIE linda.... mais. Um capítulo show de bola espero. Que Isa consiga  amolecer o coração de Alex... queria  tanto que esses que. Eles fossem presos no aeroporto.... parabens aguardando próximas  emoções... bjs minha autora  linda. 



Resposta do autor em 17/02/2016:

Obrigada Jake. Muitas emoções ainda pela frente pode acreditar. Bjs e até.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.