Última noite de amor por Vandinha


[Comentários - 1262]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

 

Última Noite de Amor -- Capítulo 40

 

 

Isabel chegou a estremecer, segurando o estouro do riso. Alexandra estava com a boca toda suja de molho. Ela estava fofa, linda! Foi o seu pensamento. Respirou fundo tentando manter-se séria.

-- Gostou da macarronada? -- disfarçou e foi até a geladeira pegar uma garrafa de água. Não queria deixá-la mais constrangida do que já estava.

-- Está horrível -- empurrou a tigela para longe -- Com gosto um pouco pior que combustível de foguete.

Isabel olhou por cima do ombro dela sorrindo de canto de boca. A tigela estava quase vazia.

-- Que pena! Fiz com tanto carinho -- pegou um guardanapo e entregou para ela. Sentia os olhos dela sobre si e tremia de excitação.

Alexandra fez cara feia, mas pegou o guardanapo da mão de Isabel e limpou a boca.

-- Você não tem vergonha de andar nua por aí?

Mais uma vez Isabel teve que se segurar o máximo para não cair no riso.

-- Deveria? A garça; o espia moça e os peixes nem olharam para mim. Os únicos que devem ter se aproveitado da minha quase nudez foram os mosquitos. Esses sim fizeram a festa -- mostrou a coxa picada por insetos -- Eles quase me carregaram.

-- Pena que não conseguiram -- falou sem tirar os olhos da coxa dela e Isabel adorou se sentir sendo devorada -- Aonde já se viu andar com um fio enterrado... Deixa pra lá -- jogou o guardanapo sobre a mesa.

-- Quanto mau humor meu Deus! Desse jeito logo, logo vai ficar com a cara toda franzida -- falou isso e saiu da cozinha em direção ao quarto. O kit sedução do André estava começando a causar efeito sobre a poderosa.

Precisava tomar um banho e tirar o sal e a areia do corpo. Sem contar que só um banho frio apagaria aquele fogo que lhe devorava o íntimo.

Retirou a minúscula peça, presente do André, e ligou o chuveiro sentindo a água deliciosamente fria caindo sobre ela. Fechou os olhos e deixou que a água acariciasse os seus ombros, a barriga, as costas... As pernas. Passava as mãos pelo corpo e todo toque era perturbador. Lembrava-se do olhar de Alexandra. Aquele olhar verde que a fazia sentir-se devorada, desejada, amada e o melhor, sentir-se mulher.

-- Acho que o banho frio não foi o suficiente, vou precisar de um caminhão-pipa pra apagar esse fogo.

 

 

 

No Leblon.

-- Quer dizer que agora virou quadrilha é?

-- Virou André. E da mais perigosa -- Valéria estava muito triste, apesar de tudo Valentina era a sua irmã e saber de todas as suas falcatruas, a fazia sofrer demais.

-- Porque não denunciamos esse bando à polícia? -- Ramon falou Indignado, pois acreditava que estavam esperando demais para tomarem uma atitude contra eles.

-- A Alexandra não vai gostar nada, nada se fizermos isso sem a presença dela. Ela já vai voltar da ilha querendo tirar o nosso escalpo, imagina chegar aqui e saber que tiramos o prazer dela de matar os três com as próprias mãos.

-- Você fala como se Alex fosse uma assassina cruel, não é bem assim André.

-- Sei não Janaína -- todos os olhares se dirigiram a Tatiana -- Calma, eu sei que ela não é uma assassina. O que quero dizer é que depois que a Isa contar a verdade, ela vai ficar com tanto ódio do Gustavo que é bem capaz de mandar o Van Daime dar uma lição nele.

-- Bem merecida -- André comentou parecendo gostar da ideia -- O homem é muito nojento.

 

 

Na ilha.

 

 

Isabel andou a casa toda e não viu Alexandra. Andou mais um pouco e, da sala, ouviu um barulho que vinha da varanda. Afastou um pouco a cortina azul Royal da janela, olhou lá para fora e, como se falasse consigo própria, disse:

-- Não é que ela está conseguindo.

 

 

Alexandra estava com dor no corpo de tanto ficar sentada naquela cadeira dura, não aguentava mais andar de cadeira de rodas! Queria andar com suas próprias pernas. Por isso pegou o andador e foi para a varanda.

No começo, por diversas vezes suas pernas fraquejaram, ficou tonta e teve que sentar para não cair.

Mas Alexandra não era uma mulher que desistia facilmente das coisas e, depois de algum tempo ensaiando, finalmente deu os primeiros passos. Uma lágrima rolou pela face pálida devido ao esforço. Era bom demais voltar a andar.

-- Que fisioterapia que nada. Eu vou sair dessa ilha pronta para correr no calçadão -- soltou uma das mãos do andador para secar o rosto e quase caiu -- Talvez a corrida no calçadão demore mais pouco -- sorriu muito contente consigo mesma.

 

 

Isabel observava a cena embevecida, sendo tomada por uma grande admiração. Alexandra levava uma vida sem regras, padrões ou limites e de uma hora para outra sua liberdade foi roubada. Gostaria de participar daquele momento tão feliz, mas temia ser escorraçada de perto dela.

 

 

Alexandra deu alguns passos em frente e parou, avançou mais um pouco e voltou a parar. Ria de si mesma enquanto andava vagarosamente pela varanda.

Tudo ia muito bem até que de súbito o céu começa a escurecer e aos poucos foi ficando negro. O vento sacudia nervosamente a toalha de banho que estava no varal. O pavor doentio começou a tomar conta dela.

Alexandra sofre de Síndrome de Pânico, mais precisamente de ASTROFOBIA, sentimento de pavor aos trovões e relâmpagos. O medo está enraizado nela, ocupa um lugar de destaque em suas poucas fraquezas.

É um medo imaginável e cruel. Bastou um clarão no céu para que toda a sua determinação e coragem caísse por terra.

-- ISABEL -- chamou por ela se esquecendo de todas as desavenças, todas as palavras rudes e a mágoa que estava sentindo -- ISA.

 

 

Isabel ao ouvir seu nome sendo chamado daquela forma por Alexandra pulou assustada, correndo para observar o que havia de errado.

-- O que aconteceu Xanda? -- ajudou ela a sentar-se na cadeira -- O que aconteceu meu amor?

Alexandra tremia, suava. Estava apavorada, descontrolada.

-- Me leva para o quarto... -- pediu parecendo um pouco constrangida.

-- Claro.

Chegando ao quarto, Alexandra jogou-se na cama e se escondeu debaixo dos cobertores.

Isabel sentou do seu lado na cama. Não entendia o que estava acontecendo. Permaneceu pensativa e parecendo admirada com tudo aquilo.

-- Xanda, me conta o que está acontecendo -- pediu com extrema delicadeza -- Estou ficando preocupada.

-- Não tenho nada. Sai daqui -- falou com uma forma mais ríspida que irritou Isabel.

-- Tudo bem. Se for assim que deseja -- rapidamente se levantou para sair.

Mais um relâmpago tenebroso e deslumbrante estalou no céu, iluminando o quarto por completo, seguido imediatamente do ruído surdo de um trovão atroador.

Alexandra pulou de medo e agarrou a mão de Isabel.

-- Não vai, não vai... Fica, por favor -- pediu, praticamente implorou para que ela ficasse.

Isabel enfim compreendeu o que estava acontecendo. Era incrível ver uma pessoa tão forte como Alexandra, cheia de inseguranças e fragilidades como se tivesse cinco anos de idade. Deitou ao seu lado e a apertou contra o corpo.

Com carinho cheirou seus cabelos perfumados. Seu coração se enchia de um sentimento tão forte que parecia que nada iria destruir.

O corpo de Alexandra parecia ter sido esculpido de tão perfeito que era. Era tentadora, quase louca aquela aproximação. Isabel gemeu involuntariamente sentindo um desejo incontrolável. O seu corpo a desejava assim como o coração.

Agradeceu a natureza pela oportunidade de tê-la novamente em seus braços e torceu para que a tempestade se prolongasse por todo aquele fim de tarde. Que Alexandra nunca sonhasse com isso.

A tempestade havia se intensificado lá fora, os trovões soavam altos e furiosos tornando a tempestade mais violenta e assustadora.

-- Xanda -- a voz de Isabel ressoou em seu ouvido, mas ela não deu a mínima atenção.

Alexandra estava presa em seu desespero, rogava, rezava, pedia, implorava e evocava Deus, repetidas frases de encorajamento e fé, pouca vezes tinha as mãos de alguém que se propusesse a dar um pouco de solidariedade. Poucas vezes sentia a compreensão no silêncio de quem estava ao seu lado.

Na maioria das vezes, as pessoas riam de seu comportamento infantil. Geralmente a enchiam de inúmeros conselhos e lições como se esses conselhos a livrasse da crise. Nesses momentos sempre sentia-se doente e sozinha.

 

 

No Leblon.

 

-- Pizza Baiana novamente? Que coisa André você só sabe pedir essa? Desse jeito vou sofrer com hemorroidas.

-- Se sofrer com hemorroidas não coloque a culpa na pizza Baiana meu kirido. Tem coisinhas bem piores que você faz.

-- O Ramon tem razão André. Minha mãe sempre dizia que a pimenta, sai do jeito que entra.

-- Jura? Então vou começar a comer ela inteira Tati.

-- Que horror André -- Janaína disse espantada ou ate horrorizada.

 

-- A mosca-filha pergunta para a mosca-mãe:

-- Manhe! O que é que vai ter de almoço?

-- Arroz com merda, minha filha!

-- Ah! Não! Arroz de novo!

-- Que nojo André! -- Falaram juntos.

 

 

Nuvens corriam rapidamente no céu. O dia clareava novamente. O sol apareceu por cima das nuvens e o vento havia se acalmado.  Depois da tempestade, mesmo as mais longas, o Sol sempre aparece. É a lei da natureza.

Alexandra abriu um olho, depois o outro. Suspirou fundo. Finalmente a tempestade havia se dissipado. Tempestades na praia são sempre "Tempestades apocalípticas", costuma falar para o seu pai.

A respiração dela ficou mais rápida, quando sentiu que Isabel estava a prendendo pela cintura. Todo o corpo parecia reagir, fazendo com que seu coração disparasse. Os corpos pressionados juntos, calor e desejo se fundindo. Podia sentir a maciez dos seios dela contra suas costas. Sentia o tépido calor daquele corpo, misturado com o suave e fresco cheiro de jasmim.

Temia porque sentia cada milímetro de seu corpo sendo manipulado por ela. Estava literalmente na beira de um penhasco e louca para se jogar.

 Isabel beijou o pescoço de Alexandra que sentiu arrepiar o corpo todo.

-- O que você está fazendo? -- exclamou recuperando imediatamente a lucidez com a rispidez peculiar de Alexandra.

-- Como assim o que estou fazendo? -- afastou-se de súbito.

Alexandra ficou deitada de frente para ela.

-- Você estava me agarrando e se não me engano esse tipo de contato tão intimo não mais nos pertence.

-- Se não me engano, você não se lembrou disso durante a tempestade -- disse próximo aos lábios dela -- Ou lembrou?

Alexandra se desvencilhou dos braços dela e sentou na cama. Estava louca de vontade de beijar aqueles lábios.

-- Agora temos apenas uma relação profissional -- fugiu pela tangente.

-- Qual das duas profissões? -- provocou.

-- A falsa. A verdadeira eu deixo para os seus amiguinhos executivos -- deu uma risada debochada e falou erguendo a sobrancelha -- Executivo... Desde quando aquele molusco gastrópode de terno é um executivo?

Isabel ao ver o olhar interrogativo e irritado dela, simplesmente deu de ombros. Não queria falar sobre Gustavo, esse assunto só causaria mais dor a ela. Levantou-se da cama feliz. Para o primeiro dia tinha sido uma grande evolução. De inimiga foi promovida a empregada.

-- Já que sou empregada vou fazer jus ao meu salário. Vou preparar alguma coisa para você comer. Algo que não tenha gosto de combustível de foguete -- sorriu e saiu do quarto jogando beijinhos.

 

 

No bordel.

 

-- Não sei se será um bom negócio -- O aliciador encarava Valentina com curiosidade. Perguntava-se como uma mulher tão bonita podia ser tão maldosa.

-- Pensa bem Bob. Você precisa de um advogado para te orientar e resolver possíveis problemas com a justiça. Sou o cara certo para esse trabalho -- disse com um sorriso irônico e bebeu um gole do seu Ballantines com gelo -- A Valentina e o Heitor poderão trabalhar com o aliciamento de mulheres, eles sabem ser bem convincentes, isso eu garanto.

-- Anos de experiência na arte de trapacear, mentir e enganar e, diga-se de passagem, faço isso de forma corriqueira, resoluta, refinada e calculista. Mentir é sinal de inteligência social. Sabia?

Bob olhou para ela de alto a baixo antes de falar.

-- Tenho um trabalho para vocês e se o realizarem com perfeição receberão uma bela recompensa.

Os três se olharam com os olhos cheio de ganância. O Curriculum era invejável por isso foi mais fácil do que haviam imaginado.

 

 

Na Ilha.

Alexandra entrou na cozinha caminhando lentamente com a ajuda do andador. Parou na porta e ficou olhando para Isabel que estava de costas na pia preparando o jantar.

Estava toda linda vestida com uma camiseta solta e um shortinho bem curtinho.

-- Resolveu se vestir como piriguetes agora? -- continuou parada na porta olhando para ela.

-- Com ciúmes das garças novamente Alex? -- falou se se encostando a pia de frente para a empresária -- Ou será do espia moça?

-- Ciúmes? Há, há, há... Não me faça rir -- sentou-se na cadeira de madeira maciça -- Só acho que andar com a papada da bunda aparecendo é vulgar.

-- Há, há, há... Agora eu quem te digo: Não me faça rir. Esqueceu que estamos na praia? Santa Xanda dos atos vulgares -- virou-se para continuar a fazer a janta.

-- Não esqueça que sou vegetariana.

-- Perdoe-me, sinhá Xanda, esqueci e preparei uma buchada -- ajoelhou-se diante dela com as mãos juntas -- Se quiser pode me colocar no tronco e me chicotear até eu... -- mostrou a língua para ela e se levantou -- Gozar -- completou sorrindo e voltou para a pia.

Alexandra balançou a cabeça segurando o riso. A noite será beeemmm... Longa.

 

 

 

 

 

 

 

http://professorkibersitherc.blogs.sapo.pt/58006.html

Nome: rhina (Assinado) · Data: 21/05/2018 15:36 · Para: Capitulo 40

Isabel .....Isabel. ..

As coisas estão indo........

Muito bom

Rhina



Nome: SSenseiGabii2 (Assinado) · Data: 03/01/2017 01:19 · Para: Capitulo 40

Kkkkk adorei a atitude  de Isabel .quem quer vai a luta ,no amor e na guerra vale tudo ! Kkkkkkk



Nome: lucy (Assinado) · Data: 20/07/2016 03:34 · Para: Capitulo 40

kkkkkkkkkkkkkk essas duas...

e esse vagabundos, ai ai ai dá raiva dessa cambada do mal kkkk

bjs 



Nome: NatySilver (Assinado) · Data: 11/02/2016 16:06 · Para: Capitulo 40

A Isabel tá sabendo se virar, não ta se intimidando com o mau humor da Alexandra, eu gosto muito disso nela, antes eu considerava a Alex minha personagem preferida, agora eu fico em dúvida pq a Isabel surpreendeu.

 



Resposta do autor em 11/02/2016:

Olá Naty. A Isa realmente é uma criatura apaixonante, forte e ao mesmo tempo frágil. E é desse jeito que ela conquistou o coração da Alex e também o nosso. Bjs querida. Até.



Nome: Nana2014 (Assinado) · Data: 10/02/2016 11:01 · Para: Capitulo 40

Bom dia Vandinha sua linda... Parabéns pela perfeição na escrita... Amando cada capítulo... O desenrolar da história.... Qts Xandas existem? Qts Isas existem? Pessoas comuns que querem encontrar um grande amor e seguir em frente.... O amor fortalece e engrandece o espírito.... Por mais que a Xanda esteja brava... Se sinta traída... Ela sente ... Ela percebe que a Isa a ama... Este sentimento resplandece nelas em cada capítulo que postas... 

Ansiosa pela reconciliação e pelo desfecho do trio de víboras kkkk sabemos que não saimos deste plano sem pagar as nossas dívidas e o que é deles esta guardado....

Amigos verdadeiros são poucos... Mas qd os temos faz os nossos dias brilharem mais... A Xanda tem amigos fies que dão a vida por ela e a Isa os conquistou completamente.... Não há maldade que supere a força do amor..da amizade...da cumplicidade...

Volte logo

Bjs



Resposta do autor em 11/02/2016:

Olá Nana. Belas palavras minha querida. Você está coberta de razão. Amigos verdadeiros são anjos enviados por Deus. Um beijão.



Nome: lay colombo (Assinado) · Data: 10/02/2016 00:21 · Para: Capitulo 40

Aguenta.essas duas kkkkkk

 



Resposta do autor em 11/02/2016:

Ai ai ai... Beijos Lay.



Nome: lia-andrade (Assinado) · Data: 09/02/2016 20:03 · Para: Capitulo 40

Essa duas são uma comédia kkkk rindo horrores.. Isa esta quase domando a fera.. 

Beijos, até o próximo. 



Resposta do autor em 09/02/2016:

Quando a gente ama tudo se torna mais fácil não é mesmo Lia? O amor tudo pode. Bjã querida. Até.



Nome: darque (Assinado) · Data: 09/02/2016 18:07 · Para: Capitulo 40

Você mais uma vez nos surpreendendo!

Amei este capitulo.

 

Acredito que Isa já ganhou esta parada.

Bjs

Darque



Resposta do autor em 09/02/2016:

Olá Darque, tudo bem? Só quem ama sabe o quanto é dificil se mostrar indiferente diante da pessoa que se ama. A Xanda sente suas forças aos poucos indo embora sem ter como fugir. Bjã e continue comigo.



Nome: Silvia Moura (Assinado) · Data: 09/02/2016 17:42 · Para: Capitulo 40

Meu bem, não disse que você tinhas as saídas para esta estória... continua anjo com nessa direção, o leme é seu, quem está a deriva somos nós...riosos.... bjs...



Resposta do autor em 09/02/2016:

Ola Silvia. Quando começo um romance já tenho um rascunho em minha cabeça. Conforme se desenrola a trama e os comentários de vocês, vou mudando uma coisinha ali outra aqui, mas geralmente se encaminha conforme o previsto. Muita coisa ainda para acontecer, vamos em frente. Bjã e continue comigo. Fique com Deus.



Nome: lis (Assinado) · Data: 09/02/2016 17:35 · Para: Capitulo 40

kkkkkkkkkkkkkk essas duas são uma figura juntas, belo capitulo. Boa tarde Vandinha, tudo bem? Comecei a ler a sua história As cores do Paraiso to gostando muito a Gabriela e a Talita são muito engraçadas



Resposta do autor em 09/02/2016:

Comigo tudo bem minha querida. Que bom que começou a ler As Cores do Paraíso. Espero que goste é um romance cheio de espiritualidade e amor. Um beijão e fique em paz.



Nome: Pietra (Assinado) · Data: 09/02/2016 16:18 · Para: Capitulo 40

Isa ganhou pontos com Alex afinal ficou com Xanda em seus braços somente para protegê-la.

Essa noite vai ser longa e creio que Isa vai deixar a poderosa louca de tesão..kkkk louca para ver isso acontecendo.

Vamos lá Isa! A primeira parte você ganhou de goleada de Alex.

Beijos, Van!



Resposta do autor em 09/02/2016:

Olá Pietra. Tenho pena da Alex. Qual será a próxima peça do kit sedução do André? Bjã e até.



Nome: qlinha (Assinado) · Data: 09/02/2016 15:47 · Para: Capitulo 40

Como sempre perfeita.



Resposta do autor em 09/02/2016:

Obrigada garota! Continue comigo. Beijos.



Nome: qlinha (Assinado) · Data: 09/02/2016 15:46 · Para: Capitulo 40

Como sempre perfeita.



Nome: NayGomez (Assinado) · Data: 09/02/2016 15:22 · Para: Capitulo 40

Mew a Bel combina certinho com a Alex duas desavergonhadas 😂 😂  eu preciso de mais URGENTE!



Resposta do autor em 09/02/2016:

Olá Nay. Seu pedido é uma ordem. Bjã garota.



Nome: Mariliz Ramos (Assinado) · Data: 09/02/2016 15:20 · Para: Capitulo 40
Essas duas tem cada tirada me faz sorrir muito Kkkkkkk..Querida autora a Isabel falou do tráfico pra Alex? Porque ela teve a conversa mais não fico bem claro pra mim...Beijos e continua logo por favor

Resposta do autor em 09/02/2016:

Olá Marília tudo bem querida? Ela contou apenas que foi enganada ao ser levada para Angola e que fugiu de lá. Ela não contou detalhes. Assim que elas saírem da ilha começaremos uma nova fase. Aí sim a Isa vai contar tudo sobre o trafico, sobre Vemba e o cativeiro. Se a Alex vai ajudar ou não...é o que veremos. Volte sempre Marília. Bjs



Resposta do autor em 09/02/2016:

Desculpas  Mariliz. O corretor de texto insiste que você é Marília. Tá corrigido. Bjs. 



Nome: jull (Assinado) · Data: 09/02/2016 15:06 · Para: Capitulo 40

Isa como  sempre inteligente vai aos poucos domando a fera 🙏🙏🙏🙏😊😊

Nós ficamos lendo esta quadrilha de bandido e vemos que muitas mulheres realmente  passam por este terrível destino, devido pessoas que por ganância manipulam e tomam a vida de outras nas mãos 😕😕😕😕

Que pelo menos na sua linda história  o bem tenha um lindo final feliz , porque só a esperança  já nos trás um sentimento  de alegria.

 

Bjos  



Resposta do autor em 09/02/2016:

Mesmo que seja em nossos coraçôes Jull, o bem sempre vencerá o mal e essas pessoas pagarão pelas suas atrocidades. Bjã querida. Até.



Nome: graziela (Assinado) · Data: 09/02/2016 14:43 · Para: Capitulo 40

😂 sinhá Xanda.  Muito boa. 

E olha a Alex se divertindo com a Isa. 

Esses 4 juntos vão aprontar muito para acabar com a vida da Isa ainda hein? 

Coitada,  só com a ajuda da Alex para tentar se livrar deles mesmo. 



Resposta do autor em 09/02/2016:

O mal sempre se unindo né Graziela, mas quem tem amigos tem tudo. A galera não vai abandonar a Isa. Bjã garota.



Nome: Mille (Assinado) · Data: 09/02/2016 14:39 · Para: Capitulo 40

Aos poucos a Bel vai domando a fera.

O medo da Alex é assustador você se sente fraco, ainda bem que a Bel ficou com ela.

Qual será a missão dos três patetas para entrar no time do Bob.

Ah vou adorar ver esse trio entrando numa fria, como seu que a autora e da paz, irá fazer uma tortura light para eles.

Bjus



Resposta do autor em 09/02/2016:

Olá minha querida contadora de piada. Tudo bem? Também vou adorar ver esses bandidos pagando por seus crimes. Aguarde que a Alex tá voltando. Bjs e continue comigo.



Nome: Sara (Assinado) · Data: 09/02/2016 14:34 · Para: Capitulo 40

kkk a Alex com medo de trovão kkkk e a Isabel ainda a vai seduzir 😊 já faltou mais. Adorei o capítulo. beijão



Resposta do autor em 09/02/2016:

Olá garota. Que bom te receber por aqui. A Isa é bem safadinha né. Coitada da Alex ainda tem muita coisa naquele kit sedução. Aguarde. Bjs.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.