R u gonna be my girl? por RubyRose


[Comentários - 277]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

       — Acordaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Princesa Fionaaaa – odeio ser acordada assim. Bianca me soterrava com seu corpo e eu só queria dormir.

— Para Bi, me deixa dormir!

— Que dormir que nada! Vamos, levanta! Hoje a gente vai pra balada! Minha despedida em NY!

— Porra Bi! – ela puxa minhas cobertas e fica mexendo no meu closet.

— Me empresta tua jaqueta vermelha de couro?

— Além de me acordar do meu sono de beleza, quer roupa emprestada? Porra!

— Vamos Lu! Eu te arrumo uma gatinha?

— Não quero ninguém. Vou virar freira.

— Freira? – começa a gargalhar – Só se for aquelas da pá virada! Vai passar rodo nos padres e freiras. – saiu rindo. Se ela soubesse! Passar o rodo é só fama. Até hoje eu transei com 3 pessoas, e com duas a Nanda estava junto.... então eu só fiz sexo com a Nanda, por assim dizer. Mas como diz a Mazé “Quem faz a fama, deita na cama.”

Resolvo tomar banho e me arrumar para a “balada”. Vontade mesmo eu tinha de ficar na minha cama. Meus banhos geralmente demoram horas. É o lugar onde penso na vida. Lembro da Nanda. Faço meus shows particulares com coreografias elaboradas. Lembro da Nanda me comendo no chuveiro. Organizo a minha agenda da semana. Penso na Nanda e na Ana Clara.

Ainda bem que aquelas duas loucas estão “de bem” novamente. Foi ridículo o mimimi por ciúmes das duas. RÍDICULO! Por besteira! As duas foram feitas uma para outra. Lembro de quando a Clarinha surtou e ficou bad girl tupiniquim. Aquilo machucou muito a Nanda. Foram tantas noites em claro cuidando para que a Ana Clara não fosse estuprada. Vendo ela se roçando em um monte de garoto. Tendo que subir o morro e pedir “benção” ao traficante para que a Clarinha fosse “cuidada”. Aquilo machucava a Nanda e me machucava, por ver a pessoa que eu mais amo no mundo com o coração despedaçado.

Perdi as contas das vezes que segurei a minha amiga no colo enquanto ela chorava pela Ana Clara. Até que decidi tentar a fazer esquecer e a pedi em namoro. Hoje eu vejo que foi o maior erro que eu cometi. Mas não me arrependo, porque aqueles meses foram os mais felizes da minha vida. A Nanda como namorada é um sonho. É a coisa mais fofa do mundo! Acho que isso que me estragou mais ainda para as outras pessoas. Procuro ela em toda parte, em cada sorriso, em cada olhar....

Na noite da tempestade, anos atrás, eu acordei com um trovão e fui logo procurar a Nanda. Sabia que ela devia ter surtado! Eu precisa encontra-la logo. Só que não esperava ver o que eu vi. Fiquei alguns minutos paralisada na porta do quarto da Clarinha vendo as duas fazendo amor. Sim fazendo amor. Não era apenas sexo. Aquilo foi um banho de água gelada para mim. Chorei muito, e quando a Nanda voltou para o quarto eu fiz o que sempre faço. Fingi que não sabia de nada e que estava tudo bem. No outro dia pela manhã a Nanda estava doente. Minha vontade era ficar ao lado dela, mas eu sabia que a Clarinha também estaria. Então eu fiz o que eu mais sei fazer: fugi e deixei todos pensarem que eu sou egoísta. Quando eu soube que a Nanda estava hospitalizada eu fui correndo até lá e a tia Alice me disse que estava tudo bem. Todos os dias eu ia saber como ela estava, mas não entrava. Não podia demonstrar o que eu sentia.

— LUIZAAAA MORREU AI DENTRO?

— To saindo cacete! Porra de pessoa mais ansiosa. – saio secando os cabelos.

— Achei que tinha morrido, faz duas horas que você tá ai dentro. – Bianca fala já completamente “montada”.

— Uiiii, arrazou eihn prima! Tá, aonde a gente vai?

— Vamos ao Village encontrar a galera do meu trabalho e depois a gente vai de bar em bar até fechar.

— Aiiii caminhar???? Porra Bianca, queria usar a minha bota preta nova!

— Usa, a gente não vai caminhar TANTO! Os bares são um do lado do outro.

— Tá, mas vamos de Uber?

— Ai Fiona Fiona! Tá bom princesa ogra. Só porque eu tô de bom humor.

Terminei de me arrumar e me olhei no espelho: to gostosa pra cacete! Meu cabelo longo castanho, minissaia preta, camisa de alcinha branca, jaqueta preta e minha tão amada bota de cano alto preta. “Tá pronta pra matar Luiza.”. O problema que eu não queria ninguém. Quem eu quero está no Brasil e muito bem acompanhada. Pelo menos vou encher a cara!

— Primaaaa tá linda! Se eu gostasse da fruta te pegava.

— Você não sabe o que tá perdendo Bi. – falei rindo. Pegamos o elevador e ficamos esperando alguns minutos pelo Uber. Nós duas estávamos de “parar o trânsito”. A Bianca é mais velha que eu uns seis anos e é muito linda. Mesmo sendo um pouco mais baixa que eu, ela com seus cabelos crespos pretos e os olhos verdes faz todo mundo se virar para olha-la quando ela passa. Gata demais.

Chegamos na 11th e entramos no primeiro pub, onde encontramos vários amigos da Bi. Vários homens ficaram me olhando e resolvi jogar a isca. Queria beber feito louca, e nada melhor que vários babacas pagando os drinks para mim. Até que a Bi tinha alguns amigos bem bonitinhos. Fui jogando meu charme como aquela música da metralhadora “Tá tá tá”.

A ideia é a seguinte, quando o pub fecha a gente vai para o próximo... Estávamos no terceiro e eu noto que nesse o pessoal é mais extrovertido. “WOW estamos na parte do Village que eu realmente gosto. Cadê o Village People. YMCA!”. Pensei rindo. AMO!!! Melhor música. Gente bonita. Tudo o que eu queria. O babaca da vez, nem sei o nome, acho que Jim... John... sei lá, me trouxe um Sex on the beach, achando que teria Sex com a Bitch aqui. “Comigo não babacão!”. Pensei rindo mas bebendo o líquido.

— Lu, não acha melhor parar? – vejo três Biancas me olharem preocupadas.

— Biiiii.... como ‘cê não falo que tem irmã? – me abraço nela.

— Que irmã louca! Para de beber! Olha toma essa água. – quando ela me dá a água começa uma música que eu AMO! Saio correndo para o meio da pista de dança e começo a dançar sensualmente. (N/A: Ouça Are You Gonna Be My Girl (Jets) https://www.youtube.com/watch?v=tuK6n2Lkza0 )

 

♫ Go!

So one, two, three, take my hand and come with me
Because you look so fine
That I really wanna make you mine

I say you look so fine
That I really wanna make you mine

Oh, four, five, six c'mon and get your kicks
Now you don't need that money
When you look like that, do ya honey

Big black boots
Long blonde hair
She's so sweet
With her get back stare

Well I could see
You home with me
But you were with another man, yeah!
I know we
Ain't got much to say
Before I let you get away, yeah!
I said, are you gonna be my girl?

Well, so one, two, three, take my hand and come with me
Because you look so fine
That I really wanna make you mine

I say you look so fine
That I really wanna make you mine

Oh, four, five, six c'mon and get your kicks
Now you don't need that money
With a face like that, do ya

Big black boots
Long brown hair
She's so sweet
With her get back stare

Well I could see
You home with me
But you were with another man, yeah!
I know we,
Ain't got much to say
Before I let you get away, yeah!
I said, are you gonna be my girl?

Oh yeah, oh yeah, c'mon!
I could see
You home with me
But you were with another man, yeah!
I know we
Ain't got much to say
Before I let you get away, yeah!
Uh, be my girl
Be my girl
Are you gonna be my girl?
Yeah♫

Noto que vários pares de olhos ficam me secando. Gostando da atenção eu danço mais ainda. Até que vejo uma nuca familiar, cabelos pertos curtos e as costas nuas mostrando uma tatuagem de “filtro dos sonhos”. “PORRA, Nanda!!”. Corro até ela e abraço sua cintura.

— Nanda, caralho! ‘Cê tá qui mina. – ela vira para mim.

— Excuse me?

— Que excuseme o quê. Para de bobage... - falei agarrando seu pescoço. Ela tinha encolhido, meu que louco isso, ela parecia que tá menor.

— Você tá bem? – ela fala em português com sotaque gringo e eu dou uma gargalhada.

— Tá imitando gringo? Que fofa! – agarro seu pescoço e a beijo famintamente. Ela no início não corresponde, mas depois de alguns minutos sinto sua boca sugar a minha língua e um calor familiar no meu ventre. Olho pros seus olhos azuis, oi? Azuis? Nanda tá de lente, que loca! – Me leva pra casa? Me fode gostoso? – ela me segura com dúvida nos olhos até que eu desmaio nos seus braços.

Notas finais:

oi oi oi! Lu, sendo Lu. Entãooooo, comentemmmmm!



Comentários


Nome: SPINDOLA (Assinado) · Data: 24/05/2018 13:19 · Para: Capitulo 4 - R U Gonna Be My Girl?

Bom dia, Rose.

 

 

Fiquei curiosa, a morena de olhos azuis da boate por um acaso será a Alex e a Lu descobrirá quando for estagiar?

A lu bêbada é hilária rssrsrsr muito bom.

 PS: Fui ao médico e ele constatou que estou com uma forte crise de ansiedade. A medicação receitada foi:

*LER UM CAPÍTULO NOVO DE  "R U Gonna Be My Girl",  UMA VEZ AO DIA.

 

rsrsrsrrsrsrsrsr

 

Bjs

 



Resposta do autor:

Aiiii ahahhahahhha. Amei isso!

mas não to conseguindo Paty! Mas acho que amanha consigo colocar mais hn S2



Nome: luaone (Assinado) · Data: 24/05/2018 00:51 · Para: Capitulo 4 - R U Gonna Be My Girl?

Nossa!!! 

Eu pensei muito nisso no capítulo do temporal: como é que conhecendo tão bem a Nanda, a Luiza não fez nada na hora do temporal?!

Quebrou meu coração... tadinha...

Mas ela sempre foi consciente né?! Era impossível não ver o amor daquelas duas... (obrigada leitora que ratificou a autorae eu já isentei a Nanda por qualquer culpa)

Agora, a Luh ter transado praticamente a vida toda só com a Nanda foi foda... Ela sofreu muito gentchy... (Vou parar porque a minha vontade é de comentar cada trecho)

 

Querida autora, parabéns, tu és maravilhosa!!!



Resposta do autor:

Lua pode comentar!!! Fico triii feliz hehehe

muito obrigada! Beijoo



Nome: Ana Gil (Assinado) · Data: 24/05/2018 00:42 · Para: Capitulo 4 - R U Gonna Be My Girl?

PQP bebeeeeeeee mesmo ????????????????



Resposta do autor:

Hahahhahahaha simmmm



Nome: Lili (Assinado) · Data: 23/05/2018 21:50 · Para: Capitulo 4 - R U Gonna Be My Girl?

Bebe mais peste. Kkkkkk......



Resposta do autor:

Kkkkkk



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.