Delirium por TessaReis


[Comentários - 2880]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Capítulo 35 -  Queda Vertical

 

O jantar havia sido difícil de engolir, e isso nada tinha haver com o refinado menu servido, Rhian e Diana haviam sido convidadas por Marina para jantar na Mansão da Gávea, mas o clima entre Rhian e Joseph estava tão pesado que deixou o jantar inteiro intragável. Diana voltou dirigindo, apesar de detestar fazer isso pela capital, porém Rhian estava tão furiosa que achou mais perigoso deixar ela dirigindo do que si mesma guiar o carro. Andava sendo assim ultimamente, as coisas estavam cada vez mais tensas entre Rhian e os pais e a presença cada vez mais constante de Romeo apenas piorava todas coisas. Entraram no apartamento e Rhian já estava no celular com Marina, discutindo novamente, o vestido branco lhe desenhava as curvas do corpo e contrastava com o preto que Diana havia escolhido. Diana sentou no sofá para tirar os saltos enquanto observava Rhian nervosa e mais nervosa naquela conversa.

_ Não mãe, eu não vou...! Porque eu não quero, porque eu não vou me envolver nisso! Eu já disse que não, não quero, eu... Não, não adianta você me pressionar, eu não vou mudar de ideia!_ E simplesmente desligou de uma vez, soltando um rosnado de raiva em seguida antes de sentar no sofá e levar as mãos à cabeça extremamente chateada. Diana olhou para ela. E escorregou para perto, passando os braços pelo pescoço dela, beijando no rosto carinhosamente.

_ Rhian?

_ Eu não queria acabar com a sua noite.

_ Minha noite é você, exploda-se o resto. Só me incomoda ver você tão nervosa assim, o que foram aquelas discussões no jantar? Sua mãe ficou tão constrangida.

_ Ela não deveria mais ficar já que está se esforçando tanto para se igualar ao meu pai.

Diana encostou os lábios no pescoço dela por um instante.

_ Por que você não me diz o que está acontecendo?

Rhian respirou profundamente, sentindo aqueles braços em volta do seu pescoço, o perfume gostoso que ela usava. Puxou Diana para o seu colo, beijando-a na nuca, por baixo daquele cabelo cheiroso.

_ Por que não fazemos outro jantar só nosso? Eu não sei você, mas eu estou morrendo de fome...

Diana riu beijando-a na boca carinhosamente, seu estômago também estava reclamando, um jantarzinho para elas parecia ótimo. Tinha plena consciência que Rhian estava fugindo da pergunta, mas pressioná-la nunca seria uma boa coisa quando se tratava de assuntos de família. Foram para a cozinha juntas, porque ultimamente Diana estava optando mais por noites tranquilas do que por procurar problemas que podiam ser evitados. Sabia que a Kier-Vertical estava passando por investigações e que a tensão entre Rhian e Joseph muito tinha a ver com isso. E também havia as brigas entre Joseph e Marina, e Rhian não conseguia entender o motivo de Marina não pedir a separação de vez, e é claro, havia Romeo sendo patético e inconveniente a maior parte do tempo, Diana não podia dizer que não havia motivos para o quanto Rhian andava estressada. Estavam juntas há mais de três anos e a convivência também era um desafio, apesar do amor. As pequenas coisas como os pés descalços de Diana, ou os seus cabelos que caiam em excesso pelo apartamento, ou o fato de Rhian insistir em dirigir rápido quando não era necessário ou os seus silêncios irritantes no meio das brigas. Elas andavam brigando mais, apesar de Diana agora não ser tão ciumenta como era antes. Havia voltado a meditar e passado a tentar entender melhor a personalidade de Rhian, mas não andava funcionando ultimamente. Não com Rhian estando tão excessivamente irritada com tudo o tempo inteiro.

E elas nem faziam ideia de que se tratava apenas do começo.

Havia sido na saída da faculdade. Diana havia ficado com o carro para ir ao cursinho e quando voltou para buscar Rhian no final da tarde, havia uma movimentação anormal, mas nada que tivesse lhe chamado a atenção. Entrou no estacionamento, Rhian entrou no carro e foi passar a cancela para fora e o carro foi cercado por flashes e jornalistas. Diana parou o carro, sem entender coisa nenhuma, Rhian olhou para fora ouvindo as perguntas e nem precisou de muito para entender o que estava acontecendo.

_ Vai Diana, vai!

_ Vou como, Rhian?!

_ Passa em cima se não saírem da frente!

_ É claro que eu não vou passar em cima de ninguém, Rhian!

_ Passa pra cá, passa pra cá de uma vez!

E elas trocaram de lugar dentro do carro e Rhian simplesmente arrancou, ameaçou sonoramente com os pneus e saiu de qualquer forma, fazendo o coração de Diana disparar no peito achando que ela acabaria atropelando alguém ou batendo em outro carro. Diana perguntou a ela o que estava acontecendo, e nada, nenhuma resposta, Rhian não disse o que estava acontecendo e quando Diana percebeu que não estavam indo para casa, ela se manteve da mesma forma, nenhuma palavra, nenhuma resposta, e logo Diana se deu conta que estavam indo para Búzios, o que furiosamente contestou, era a sua semana de provas, como assim Rhian estava a levando para Búzios?! Fez Rhian parar o carro no meio da estrada e elas brigaram ali mesmo, Diana exigindo respostas e Rhian exigindo que ela parasse de cena e voltasse para dentro do carro.

Não aconteceu nem uma coisa nem outra. Rhian não respondeu coisa nenhuma e Diana não voltou para o carro, disse que voltava para a casa sozinha se Rhian insistisse em não dizer nada. Ela insistiu e Diana saiu andando no meio da estrada em plena seis da tarde, Rhian enfiou o pé no acelerador e foi em frente, seguindo para Búzios enquanto Diana seguia a pé pelo acostamento sem ter ideia de como exatamente voltaria para o Rio, mas iria voltar, Rhian precisava entender que não podia fugir de tudo e menos ainda podia obrigar Diana a fazer o mesmo. Checou seu celular e estava em todos os sites de notícia as laudas do escândalo político envolvendo obras do governo e a Kier-Vertical. E quando Diana enfim havia conseguido falar com alguém e Graziela já estava vindo lhe buscar, viu um carro correndo na contramão da pista em sua direção.

_ O quê? Você tá louca, Rhian?!

_ Entra no carro.

_ Eu já disse que eu não vou com você!

_ Amor, entra. Por favor.

Ela estava chorando. Chorando demais.

Rhian saiu do banco do motorista e entregou as chaves para Diana, ela podia dirigir, só queria que Diana entrasse no carro, elas iriam conversar. E enfim, Rhian realmente começou a falar. Contou que muito provavelmente havia sido a sua mãe quem havia entregado os documentos contra o seu pai, para a polícia e para a impressa, disse que ela estava tentando causar um escândalo desde quando descobriu a vida dupla que Joseph levava nas Bahamas e que achava um absurdo que as motivações dela tenham sido estas, e não o fato dela rejeitar a maneira escusa do senhor Laham fazer seus contratos. Acabaram parando numa cidadezinha entre Búzios e a capital, Diana entendeu porque Rhian não queria voltar para o Rio, ela estava mal, envergonhada, só queria chorar e Diana nunca permitiria. Pegou uma pousada confortável, pediu um bom jantar no quarto, Rhian precisava se acalmar, Diana odiava vê-la chorando assim. Ficaram juntas na cama, com a tevê ligada e os braços de sua namorada e a risada dela para Rhian pareciam capazes de acalmar qualquer coisa que fosse. Rhian acordou agradecendo.

Agradecendo por ter Diana como seu amor.

Voltaram para o Rio e tudo foi tão ruim quanto Diana imaginou. Os gritos podiam ser ouvidos do jardim da mansão e Diana nunca havia ouvido Joseph tão, mas tão alterado. Rhian se isolou. Pediu dispensa da faculdade por uma semana. Todos os dias havia algo novo na imprensa, capas de revista, notas nos jornais e Diana entendia cada vez menos. Marina parecia arrependida, a sua denúncia havia sido apenas uma fagulha, mas que estava causando um incêndio inteiro. Diana apoiou Rhian o tempo todo e quando ela começou a ficar silenciosa demais, até a levou para um fim de semana em Búzios, arrasado por uma jornalista que tentou arrancar uma declaração de Rhian em plena praia.

Voltaram por uma estrada silenciosa e sem olhares. Rhian dirigiu devagar, como se não quisesse que o destino chegasse. Os cabelos presos, os olhos verdes nas linhas da estrada e Diana daria tudo para saber o que se passava pela cabeça dela. As coisas não melhoraram nas próximas semanas, quanto mais investigavam mais coisas apareciam, mais pressão a imprensa fazia, mais Rhian era vigiada de perto. As notas na faculdade caíram significativamente, não porque o rendimento dela havia caído e sim porque Rhian passou a escolher quais avaliações faria, quanto menos estivesse na faculdade, melhor, os rumores de corredor a irritavam de uma forma que Diana nunca imaginou que pudessem irritar. Sempre houveram rumores sobre Rhian, muito se falava nela por aqueles pátios e ela até se divertia com essa situação, mas não desta vez. As coisas em casa também começaram a piorar. Era o último ano de Diana na faculdade, ela se formaria em dezembro e em pleno setembro, as coisas começaram a ficar complicadas. Ela tinha trabalhos, apresentações, estágio, trabalho final de curso e tinha jornalistas em sua porta, e não tinha mais sua namorada, era isso, Rhian se isolou de tal maneira que elas praticamente só se viam na cama.

Rhian reclamava de tudo. Das refeições que não faziam mais juntas, Diana pouco cozinhava, da ausência dela em suas aulas, das coisas que se multiplicavam espalhadas pelo apartamento e o pior foi quando parou de reclamar, quando simplesmente começou a fazer as coisas em silêncio. Ouvia as desculpas de Diana e não retrucava, e nessas horas Diana nem queria saber o que se passava pela mente dela. Determinada noite, Diana faltou no estágio e no curso preparatório e quando Rhian chegou da faculdade a noite, um jantar romântico salvou o momento. Comeram juntas, a comida de Diana, conversaram, riram, até dividiram uma garrafa de vinho, Rhian não costumava beber, mas precisava relaxar. O amor foi maravilhoso no final da noite, feito com muito carinho, olhos nos olhos, e dedos enroscando em dedos e como Diana estava com saudades do corpo dela pesando sobre o seu, como estava com saudades de olhá-la nos olhos assim de tão perto, saudades do cheiro dela mudando no final do amor... Saudades de Rhian. Estava com saudades demais da sua Rhian.

Não saíram do apartamento pelo final de semana inteiro e foi uma coisa ímpar, não ligaram a tevê, nem acessaram internet, ficaram juntas dentro da cobertura fazendo amor não só de cama, mas amor de alma, de mente, das coisas que adoravam. Pena que não durou muito. A rotina desagradável de falta de tempo, escândalos e conversas de corredor voltou a atingi-las em cheio, e quanto mais o final do ano se aproximava, mais Diana corria e mais as coisas se acumulavam sobre Rhian. Provas finais na faculdade, as coisas de casa, as brigas em família que deixavam Rhian tão irritada que quando ela entrava pela porta do apartamento tudo o que ela queria era jogar Diana na cama e fazer amor com ela até que tudo desaparecesse. Era fuga, Diana sabia, tentou ter esta conversa com ela, mas foi em vão. E Diana não tinha como imaginar que tudo pioraria consideravelmente quando Rhian parasse de fugir.

Rhian parou de procurar Diana na cama, parou de falar com ela o dispensável, simplesmente se fechou e se fechou cada dia mais conforme o escândalo e as brigas em família se aprofundavam. Marina enfim havia pedido o divórcio, mas Joseph se recusava a dar, havia alguma disputa por heranças também, aparentemente o senhor Laham tinha uma filha nas Bahamas e uma amante ambiciosa. Marina não queria dividir nada do que tinha com as fazendas e aparentemente o plano andava sendo pôr todos os bens no nome de Rhian, o que estava a deixando louca. Rhian não queria se envolver naquilo, não queria saber daquelas transações e no momento em que não suportava mais aquela pressão, simplesmente decidiu cortar todo contato financeiro com seus pais. Ela já tinha alguns investimentos próprios, tinha apartamentos em Florianópolis e Copacabana, a casa em Búzios, rendimentos nas Bahamas, vendeu os apartamentos, o iate que tinha em Nassau, o carro de lá também, alugou a casa em Búzios e outra casa que tinha em Florianópolis, e foi outra coisa que a estressou, ter que pela primeira vez na vida pensar sobre gastos, colocar as contas no lugar, Diana sinceramente achava que alguém com quase quatro milhões de dólares bahamianos na conta não deveria se preocupar com nada, mas não era assim que Rhian pensava. As contas de Joseph já estavam bloqueadas, as de Marina foram congeladas para investigações em seguida, porém quando Rhian foi colocada no hall dos investigados e teve todas as suas contas bloqueadas, o desespero foi total.

Desespero por estar sendo investigada, por ter seu nome citado em possível lavagem de dinheiro, desespero pela imprensa que agora mais do que nunca andava lhe cercando por uma declaração, desespero por não saber como sobreviveriam. Do dia para a noite, só tinham a conta corrente de Diana. Com poucos dígitos contados em reais. Joseph insistiu que havia dinheiro que podiam usar, as contas dos paraísos fiscais não haviam sido tocadas, mas Rhian não quis saber, era a última coisa que queria e em pleno mês de novembro, elas tiveram que viver com o dinheiro dos aluguéis e os investimentos de Diana, que não chegava a 10% do que estavam habituadas. E também havia as outras pressões, o pai de Diana insistindo que ela precisava voltar para Brasília, que precisava se afastar daquela família, cada vez que saía uma notícia nova sobre o caso Kier-Vertical o celular de Diana tocava e ela precisava ouvir as coisas mais absurdas, e então desligava o celular e precisava lidar com Rhian furiosa com o mundo, ela estava se tornando cada vez mais aficionada por limpeza e organização, abandonou a faculdade no turno da tarde e praticamente não saía mais daquele apartamento enquanto Diana praticamente não estava nele. A faculdade, o estágio e o curso lhe tomavam o tempo integral e quando chegava em casa já era noite e nem sabia dizer o que era melhor, as noites em que Rhian brigava por causa de tudo ou as noites que ela simplesmente não dizia nada.

O dia da apresentação de trabalho final de curso chegou e Rhian não estava lá para assistir. Ela havia dito que iria, mas uma situação na Mansão na Gávea a deixou sem cabeça para nada. Depois de receber a nota, Diana saiu para comemorar com os colegas de turma e quando chegou perto das três da manhã a briga foi inacreditável. Ela havia bebido, é claro que havia bebido, precisava comemorar, havia ligado para Rhian, ela havia se recusado a ir, então foi sozinha e fazia muito tempo que não se divertia tanto. Ficaram brigadas por dias e Rhian só voltou a falar com ela quando Sergio havia ligado e Diana não sabia bem como Rhian havia ouvido o que ele estava dizendo, mas ela ouviu e foi outro pandemônio, uma briga que começou com Sergio ainda no telefone. No final, ele exigiu que Diana terminasse aquele relacionamento e voltasse para Brasília e Diana se cansou daquela coisa toda. Precisou de um tempo sozinha no sítio com sua mãe. Era para onde sempre corria quando o mundo se fechava e depois daquele final de semana espiritualizado, voltou cheia de vontade de fazer as coisas diferentes. Mas era complicado quando Rhian tinha outras convicções na cabeça. Tudo continuava igual, e talvez até pior. Silêncios piores, ausência de qualquer contato, Rhian havia parado de brigar e se refugiado novamente naquele silêncio ruidoso de enlouquecer. A tevê nunca mais havia sido ligada, internet ninguém acessava, era proibido dentro daquele apartamento, as contas chegavam em datas diferentes do dinheiro entrando, as contas de Rhian continuavam congeladas para investigação e não tardou que ela fosse chamada para esclarecimentos pela Polícia Federal.

A formatura de Diana chegou e ela estava sozinha. Seu pai não falava com ela desde a última discussão, sua mãe não se sentia à vontade nesse tipo de evento, Isis havia acabado de abrir um escritório em parceria com um colega de faculdade e Rhian, bem, nem sabia direito onde Rhian estava. Diana esperou por ela o tempo todo, no momento do juramento, enquanto esperava para receber o diploma, quando foi chamada ao palco para recebê-lo, mas nada, nada. Ela não havia aparecido.

Pegou um drinque sem álcool do garçom que passava e se recostou numa das colunas do salão de festa. Os longos cabelos castanhos penteados de lado, o vestido branco elegantemente lhe desenhando as curvas do corpo, estava linda, era o vestido que Rhian havia lhe dado de presente meses antes pensando naquela noite que deveria ser tão especial. Diana suspirou, vendo Graziela e Laís com os respectivos atuais namorados. Elas haviam também se acertado com alguém, Laís inclusive estava noiva, casaria dali há uns meses. Diana sentia falta de ter seu anel de noivado no dedo. Havia atirado em Rhian há algumas brigas atrás e daquela vez, Rhian não havia devolvido. Tudo estava complicado demais, havia acordado de manhã pensando que fariam as pazes, que ficariam juntas durante o dia, mas a verdade é que acordou sozinha, sem ter ideia de onde Rhian estava. Diana a amava. Enlouquecidamente. E sofria vendo Rhian sofrendo tanto, nunca havia a visto chorar tanto como ultimamente, ela chorava contrariada, não querendo chorar, irritada por estar chorando, era difícil, a pressão sobre Diana também era enorme, tinha sua mãe do seu lado, lhe dizendo que se amava tanto Rhian precisava persistir, que tudo iria passar uma hora ou outra, por outro lado, tinha seu pai lhe dizendo o contrário, tinha Isis lhe oferecendo um quarto em seu apartamento novo e a possibilidade de uma vida reiniciada, estava formada, as coisas mudariam de uma maneira ou de outra. O plano inicial era se formar no Rio e voltar para Brasília, porém, porém...

Girou na coluna e viu suas amigas dançando com seus pares. Sorriu quando percebeu os olhos delas em si, ergueu a taça, oferecendo um drinque a distância, e então virou para o outro lado, checando o horário, já passava da meia-noite, ficaria um pouco mais e então iria discretamente embora. Despachou sua taça seca e pegou outra, algo com álcool desta vez, porém antes de provar...

_ Rhian...

Era ela. Linda num vestido elegante, em seus saltos altos, os cabelos soltos e encaracolados do jeito que Diana adorava, um singelo girassol na mão e aquele sorriso lindo nos lábios, aberto, ali estava Rhian Kier novamente a olhando como se Diana fosse o motivo pelo qual o céu é azul. Ela já se aproximou de Diana lagrimando. Chegou perto dela lhe olhando nos olhos, fez um carinho no rosto e a beijou, com tanto amor e ternura que Diana ficou zonza, se desmanchou num sorriso, se desmanchou em felicidade em ver e sentir Rhian ali. Ela estava ali, ela havia ido! Ela não havia deixado Diana sozinha em sua festa de formatura! Rhian estava ali, mas estava chorando e Diana não conseguia entender.

_ Ei, meu bem, o que foi?

_ Você está tão linda, está tão..._ Rhian deixou outra lágrima cair olhando para sua namorada_ Meu Deus, você é a moça mais linda desse mundo todo..._ Disse, arrancando um lindo sorriso de Diana, aquele sorriso maravilhoso que fazia seus olhos brilharem.

_ Eu achei que você não vinha.

_ Eu não sei o que está acontecendo com a minha cabeça para não vir. Meu amor, me desculpa, me perdoa por tudo isso, por todo este inferno pelo qual você está tendo que passar, essa situação toda com a minha família, isso tudo... Eu não quero que isso nos afete mais. Eu não vou mais deixar nada disso nos afetar, eu preciso de você, você é o amor da minha vida, eu nem consigo imaginar acordar amanhã sem ter você do meu lado. Escuta, eu tenho mais um ano para me formar, mas depois disso, a gente pode ir embora, pode morar em Brasília ou onde você quiser, eu só quero... Ficar longe disso tudo e fazer diferente com você. Diz pra mim que você ainda quer_ Mostrou o girassol para ela que tinha seu anel de noivado posto em seu caule.

 Diana lagrimou. E pegou o girassol, e seu anel de volta, porque seu dedo não era o mesmo sem ele ali. Beijou Rhian, a beijou demais, a abraçou demais, era tão bom tê-la ali, tão, mas tão bom...

Era mais do que isso. Era a melhor coisa possível.

_ Dança comigo_ Pediu Diana agarrada ao pescoço dela,

_ Até de manhã, meu amor. Eu amo você.

_ Eu amo você, eu amo você demais...

Dançaram até o final da festa. As músicas românticas, as músicas agitadas e se havia alguém que sabia fazer uma festa, esta pessoa era Rhian Kier. Foi maravilhoso para todos tê-la ali, levantando o astral e o conceito daquela balada, fazia muito tempo que Diana não a via assim, tão leve, tão desprendida, tão... Parecida com aquela moça por quem havia se apaixonado à primeira vista. Voltaram para o apartamento quando o sol já estava nascendo, descalças e aos beijos e tão loucas uma pela outra que sequer chegaram na cama. O primeiro amor foi feito no sofá enquanto o segundo foi feito pelo balcão da cozinha e quando finalmente chegaram no quarto, Diana estava exausta e suada e queria mais da sua preta linda, porque Rhian em sua pele nunca parecia suficiente...

Diana acordou por volta das quatro da tarde. Olhou para o lado e Rhian ainda dormia profundamente. Sorriu feliz da vida e beijou sua namorada na nuca carinhosamente. Iria fazer um lindo café da tarde para sua princesa. Enfiou-se numa lingerie preta e foi para a cozinha, colocou uma musiquinha gostosa, verificou o que tinha na geladeira e então, ouviu o celular de Rhian tocando em algum lugar. E seu próprio celular tocando neste mesmo lugar e Diana lembrava-se de ter tido um sentimento muito ruim quando ouviu os dois celulares tocando ao mesmo tempo. E também lembrava-se do instinto de desligar o fogão e correr para o quarto, onde os dois celulares estavam. Porém quando chegou lá, Rhian já havia atendido.

E as notícias não poderiam ser piores.

Rhian gritava a plenos pulmões, rouca, desesperada e chorava como nunca Diana havia visto. Diana teve que segurá-la nos braços, teve que tirar o celular da mão dela e falar com a pessoa do outro lado para entender. O monomotor em que Marina Kier voltava de Santa Catarina havia caído quando passava pelo interior de São Paulo. Não haviam sobreviventes. E nem consolo para amenizar o desespero de Rhian.

_ Não, Diana não, não! A minha mãe não, a minha mãe não, meu Deus, meu Deus! Me ajuda, me ajuda...

Diana apenas segurou-a, bem firme nos braços, a mantendo em seu corpo, em sua inútil segurança, uma lágrima despencou de seus olhos também ao pensar naquela tragédia. Marina estava morta. E o caos apenas começando.

Foi terrível. Foram para a Mansão na Gávea e foi terrível esperar pelo regaste dos corpos, ela estava carbonizada, irreconhecível, Diana ouviu que haviam recolhido pedaços dela e posto numa caixa. Aquela mulher maravilhosa agora cabia numa caixa de um por um. E aquela foi a pior cena para Rhian. Ela era a única familiar próxima presente, seu pai estava viajando, Romeo desaparecido. Foi devastador para ela estar naquele IML e receber o que havia restado de sua mãe. Rhian desabou. Literalmente. Desmaiou nos braços de Diana e quando voltou a si, ainda não estava em si, estava desesperada, sem conseguir se controlar e tirá-la dali foi uma das coisas mais difíceis que Diana já teve que fazer. “Eu nunca mais vou poder olhar para ela. Ela foi embora e eu nem posso olhar para ela uma última vez”, ela dizia aos gritos de desespero “Eu não estava falando com ela! Qual foi a última coisa que eu disse? A última coisa terrível que eu disse?! Meu Deus, meu Deus, me ajuda, me ajuda...” e ela se desesperava mais, sentou naquele corredor frio e chorou mais, mais sentidamente, mais intensamente, mais devastada, despedaçada, era isso, Rhian estava aos pedaços e era como se pedaços seus tivessem sido carbonizados junto com Marina naquele avião.

Foi uma noite longa. A mais longa que Diana lembrava-se. As garotas começaram a chegar do Caribe, Ariana já estava por perto junto com as outras amigas que Rhian tinha no Rio, mas ela não queria ninguém, se isolou dentro de seu antigo quarto e Diana não sabia bem o que fazer, mas sabia que Rhian precisava daquele espaço, respeitou e garantiu que todos respeitassem aquele momento seu. Romeo apareceu no meio da madrugada, bêbado, alterado, louco e foi Kesnar aquela a lidar com ele, com uma autoridade inesperada e firme, expulsou os “amigos” com quem ele havia chegado e o empurrou para dentro do chuveiro e o deixou lá, que se curasse sozinho, parte da família de Marina também chegou antes do amanhecer, ela tinha duas irmãs, sobrinhos e empregados de anos que lhe queriam muito bem. Diana fez a sua parte, recebeu a todos, acomodou a todos enquanto via a situação entre Ariana e Kesnar que estavam se vendo pela primeira vez desde que tudo havia acontecido. Ariana se concentrou em Rhian quando amanheceu, tentando fazê-la sair do quarto porque Michelle e Amelie já haviam falhado em tal tarefa, o corpo de Marina já havia sido liberado e Diana cuidou de tudo o que era preciso. Funeral, cemitério, taxas públicas, todas estas coisas com quem ninguém quer lidar num momento assim. E quando retornou a mansão, perto do meio-dia, descobriu que ninguém havia conseguido tirar Rhian do quarto.

_ Como não, Ariana?

_ Ela não quer, Diana. Todas nós já tentamos, ela simplesmente...

Diana subiu as escadas e foi até o quarto de Marina, onde sabia que ela guardava chaves reservas. Foi estranho entrar ali sabendo que nunca mais a veria sair linda daquele quarto, e sentiu um enorme vazio dentro do peito que sabia, deveria ser uma cratera dentro de Rhian. Abriu a porta daquele quarto e Rhian estava no chão onde elas já haviam estado juntas tantas vezes olhando a vista da janela. Estava abraçando os joelhos contra o estômago, com os olhos inchados de tanto chorar, olhou para Diana não entendendo como ela havia entrado.

_ Eu fiz o seu café da manhã, amor.

_ Diana eu não...!

_ Você vai comer. E depois vai se pôr de pé, vai tomar um banho e vai ficar linda em um dos seus vestidos pretos de grife. Linda como a sua mãe gostava de ver você. Você deve isso a ela, não vou deixar que não pague.

Rhian olhou para ela. E aceitou a bandeja. Comeu metade do sanduiche, tomou metade do suco e foi para o banho, em que Diana entrou com ela e a manteve em seus braços o tempo todo, enquanto lavava seus cabelos, limpava a sua pele, a mantinha sem chorar. Diana sabia que Rhian teria mais uma coisa pela qual não se perdoaria se não fosse no funeral de sua mãe, ela iria, precisava se despedir, encerrar aquilo tudo por mais doloroso que fosse. Diana a vestiu, penteou seus cabelos, deixou aquele rosto lindo ser visto apesar da dor. Ela havia parado de chorar e se silenciado. Diana não tinha certeza se aquilo era uma boa coisa e menos ainda soube o que pensar quando Romeo veio buscar a irmã na porta do quarto. Todo de preto, já curado da ressaca, e com os olhos inchados pelo choro. Ofereceu o braço para levar Rhian. E ela o mandou sair da frente sem tocá-la. Diana a pegou pela mão e dirigiu para o funeral e Rhian continuava impassível, sem nenhuma palavra. Um funeral de caixão fechado. Todos os funerais eram obscuros, mas aquele parecia ter um toque a mais de escuridão. E foi visualizar o caixão negro no meio daquela sala e as lágrimas voltaram para os olhos de Rhian mesmo contra a vontade dela, apertou o braço de Diana, pressionou seu coração contra o dela, tentou encontrar algum conforto, mas era impossível. Não havia como parar a dor, não havia mais como constatar que não havia acontecido, sua mãe estava ali, dentro daquele caixão e Rhian nunca mais, nunca mais a veria...

Mas ainda tinha que ver seu pai de frente.

O mundo parou quando Joseph Laham entrou por aquela porta. Arrasado, desesperado, entrou e correu até o caixão da esposa, se debruçando sobre e Rhian, Rhian sentiu-se absolutamente enojada ao ver aquilo. E Diana sentiu, sentiu que algo enorme estava prestes a explodir.

O vulcão Rhian Kier.

_ Rhian? Ei Rhian!_ Tentou segurá-la, mas Rhian escapou por entre seus dedos e partiu para cima de Joseph com tudo. Diana conseguiu detê-la antes que ela encostasse nele.

_ Seu assassino! Sai de perto da minha mãe, sai de cima dela agora, agora! Assassino, assassino!

_ Rhian, não!

_ Você matou ela! Foi antes ou depois de derrubar aquele avião? Você acabou com a minha mãe e não vai ficar aqui fazendo o seu teatro pra esses idiotas aplaudirem! Assassino, assassino!

_ Rhian, para, para!

Mas ela não parou. Continuou se debatendo nos braços de Diana e Ariana, tentando se soltar enquanto gritava todas as acusações possíveis contra Joseph, que não reagia, não reagia em momento algum. Já havia uma suspeita de assassinato espalhada na imprensa, já era fato mais do que confirmado que Marina havia sido a denunciante do escândalo envolvendo a Kier-Vertical e também não era segredo que ela estava tentando conseguir um divórcio que enterraria financeiramente Joseph Laham de vez. Marina havia feito um boletim de ocorrência por violência doméstica apenas uns dias antes de partir para Santa Catarina e a queda do monomotor parecia suspeita demais, o avião havia explodido no ar e a mente de Rhian parecia haver explodido junto. Ela deu um escândalo durante o funeral, um prato cheio para a imprensa, queria avançar em cima do pai, expulsá-lo daquele salão, gritou as piores coisas para ele em seu idioma natal e ele apenas se manteve, de costas para ela, junto a cabeceira como se pudesse ver a esposa por aquela tampa impenetrável. Diana a arrancou dali, literalmente, a segurou pela cintura e com a ajuda de Ariana e Kes, a tirou dali a força, tentando minimizar o escândalo, tentando acalmá-la de alguma forma, mas só piorou. Rhian ficou louca, descontrolada, enfurecida, querendo voltar para perto de sua mãe a todo custo, enquanto o senhor Laham se mantinha em seu choro silencioso junto a Marina, enquanto falava coisas baixinhas como se ela ainda pudesse ouvir um segredo. Diana voltou ao salão buscando um tranquilizante que Ariana havia trazido na bolsa e a voz de Rhian podia ser ouvida pelo salão inteiro, os gritos roucos, as acusações pesadas, havia um mal-estar total em todos que ali estavam que não sabiam como reagir a aquilo, então fingiam que nada estava sendo ouvido. Diana viu o senhor Laham dando entrevistas e quase posando para fotos e intimamente se perguntou até onde Rhian podia ter razão no que estava acusando.

_ Precisa controlá-la, Diana_ Ele lhe disse enquanto ela localizava os comprimidos na bolsa de Ariana_ Se você não consegue, ninguém mais pode.

Diana olhou bem para ele.

_ Rhian só está sofrendo, não precisa ser controlada.

_ Se acha que ela não precisa de controle, não sabe com quem está casada, Diana.

 Outro olhar.

_ Eu conheço a minha mulher. Eu sinto muito pelo o que ela acabou de fazer, mas ela tem as razões dela. Ela tem, não tem?

Ele não respondeu. E ela se retirou.

Rhian recusou qualquer remédio. Não queria dormir, não queria se acalmar, só queria explodir, queria expulsar todo mundo que estava ali por obrigações sociais, queria ficar sozinha com sua mãe, era tudo o que ela queria. Diana deu um jeito de fazer acontecer. Foi outra noite longa, e perto das quatro da manhã, Diana conseguiu fechar o salão e Rhian pode ficar sozinha com Marina. Houve outra conversa em segredo, houve pedidos de desculpas e mais choro, mais indignação, perguntas sem respostas e quando Diana voltou para o salão, uma hora mais tarde, encontrou Rhian dormindo num degrau do altar. Foi tão doloroso quanto se imagina de se ver. Diana chegou perto dela, lhe fez um carinho nos cabelos, respirou fundo. Estava esgotada. Ambas estavam.

_ Eu posso... Levar ela para o sofá?

Olhou para trás. Era Romeo. Sofrendo, choroso, devastado. Diana deixou ele levar Rhian nos braços até uma das salas de apoio, um caminhar ruidoso, mas sem conversas. Estava chovendo durante o enterro. Guarda-chuvas pretos faziam um teto improvisado quando foram ditas as últimas palavras de adeus. Diana temeu pela reação de Rhian ao ouvir o pai falando. Mas ela não reagiu mais, não disse mais nenhuma palavra, assistiu inerte, ouviu inerte e quando tudo acabou e Diana levou-a de volta ao carro, ela não tinha mais nenhuma lágrima a derramar.

_ Quer ir direto para casa?

 

_ Quero. Mas sem você_ Rhian pegou as chaves do carro da mão de Diana e foi embora sozinha, sem dizer mais coisa nenhuma.

Notas finais:

Meninas, hoje estou em dia com vcs. Não atrasei! 

Capítulo com algumas explicações do que ocorreu com o nosso casal no passado. Tudo muito doloroso!

Seguinte girls, tenho mais um capítulo prontinho, esperando apenas que vcs saiam da moita. Ele já foi corrigido e editado, pronto para ser postado. Para isso preciso apenas que vcs me deixem aqui no Lettera 30 emails e obviamente, junto com seus lindos e precisosos comentários. Preciosos sim, pois vcs não tem noção da felicidade de uma autora quando ela recebe o feedback de alguém sobre sua história. Sem exagero, realmente é muito difícil as vezes chegar em casa, cansada, cheia de afazeres, mas ainda assim continuar escrevendo para com certeza matar minha ânsia pela escrita, como tbém não deixar vcs na mão.

Beijos carinhosos para todas vcs! 

 

 



Comentários


Nome: brunafinzicontini (Assinado) · Data: 25/02/2017 04:57 · Para: Queda Vertical

Esse foi um capítulo devastador! Muito sofrimento - história terrível! Esse final foi de cortar o coração... A dor de Rhian foi muito grande, mas como teve coragem de tratar Diana dessa forma?

O nome do capítulo foi muito bom - numa alusão clara à Keir Vertical.

Até mais,

Bruna



Resposta do autor:

Oieeee Bruna!

 

Então, este capítulo foi bem dificil para mim. Agora fazendo a revisão eu percebi que mesmo tentando suavizar, tudo aquilo ficou muito pesado. Foram cenas que eu reescrevi, agora deixei mais leve e com menos invasão, mas de fato esta versão ficou bem desconfortável :/

E esse desconforto também conta para o próximo capítulo, mas enfim, o sofrimento aconteceu, mas podia ser suavizado, falhei nisto.

Mas deu para entender o lado da Di, né?

 

Beijinhos!



Nome: Vanessa (Assinado) · Data: 01/02/2017 21:57 · Para: Queda Vertical

Tess amando muito sua estória parabéns.

Tudo muito tenso ainda a cada capítulo um Nova emoção, como estás meninas tem história 6 anos de muita agitação esta relação.

Estou lendo agora cap 36 mais estava olhando aqui na pág dá capa que vc fez capítulos extras pesso que por gentileza vc envie pra mim estes extra mais as capas que vc postou ao decorrer dá estória.Eu iria amar se vc pode se enviar pra mim.

Tô aqui ansiosa para o final....mais tmb não quero terminar pq vai ser o fim.Amando mesmo está linda história de amor e aventura.

Obrigada.

vanessadasilva1997@hotmail.com



Resposta do autor:

Oieeee Vanessa!

 

Fico feliz que vc esteja curtido a história ♥

 

Enviei pra você os extras e mais este arquivo que vc me solicitou, o lá do capítulo 36, espero que goste :)

Não esqueça de me contar o que achou quando chegar no capitulo final, hein, foi escrito com uma dose exagerada de amor para não estragar a história dessas duas ^^

 

Beijos!



Nome: thais (Assinado) · Data: 16/11/2016 19:14 · Para: Queda Vertical

aff como assim foi embora sozinha.... que mina loka... faltam todos os parafusos dessa cachóla.....  



Resposta do autor:

Foi embora, mas prometo que ela vai compensar haha

Beijos!



Nome: maeecl (Assinado) · Data: 27/09/2016 21:00 · Para: Queda Vertical

Quanta dor! :'(

 

 

 

 

Sua historia é tao ~ me faltaram os adjetivos ~ que eu cheguei a pensar que você ja tinha ela pronta, articulada e revisada. rs Não soa em nada parecido com os textos semanais que aparecem por aqui com cara de improviso. Poxa vida, como você é boa! Quanto de sensibilidade tem ai nessa escrita. Este capitulo foi muito especial. d84;



Resposta do autor:

Oieeee moça!

 

Capitulo dificil, eu sei :/

Mas uma coisa linda é ler este seu comentário :) Posso começar a agradecendo? É outro print para as coisas lindas que já me escreveram por aqui, muito obrigada pela sua leitura! E mais do que isso, muito obrigada por esta critica tão boa a respeito da minha escrita, me senti honrada e muito orgulhosa desta história quando li :) 

São coisas assim que me fazem sempre querer escrever mais ^^

Foi um capitulo muito complicado, daqueles que, ou jogam a história para cima ou afundam todo um trabalho, ainda bem que o resultado foi a primeira hipotese :)



Nome: isa_bela (Assinado) · Data: 08/09/2016 04:38 · Para: Queda Vertical

Cara, que angustia isso tudo! =(

Sei nem o que dizer. T_T

Ah, eu consegui ler a história de novo e daqui a pouco eu não atrasarei tanto... Tô uma leitora bem fajuta, mas prometo que já consigo sincronizar tudo. 
Aliás, lê a história de novo me permitiu lembrar de coisas que já tinham passado... É daquelas histórias que a gente sempre descobre algo a mais. =D

Bjo Tess!



Resposta do autor:

Olá Isa!

 

Que bom que não sou voltou para ler como conseguiu pegar detalhes que a leitura anterior deixou passar ♥ Eu sou detalhista, vc sabe, então cada pequeno detalhe pego por vcs me deixa feliz demais, quase sempre eu deixo quase uma linha inteira nas entrelinhas haha

 

Beijinhos, moça!



Nome: albuquerqueselena (Assinado) · Data: 03/09/2016 06:08 · Para: Queda Vertical

Tess,

Eu estou sofrendo, eu leio cada parágrafo pensando 'calma, lá na frente elas voltaram... Elas superaram tudo isso', porque olha... Que coisa tensa.

Eu concordo que a Rhian gostava da grana suja, só não queria se sujar, mas quem é rico nesse mundo sem estar com as mãos sujas? 

Eu estou triste, mas adorei o capítulo. Essa história é viciante.

Um beijo amiga.



Nome: Adrielleds (Assinado) · Data: 02/09/2016 18:06 · Para: Queda Vertical

Ola Tessa.

 

Estava gostando da história de Isi e Ariana, mas Rhian e Diana ja estavam fazendo muita falta...rs

Realmente o capítulo foi bem intenso (uma dorzinha no coração) e esclarecedor. Entendo o lado de Rhian e já vendo o que Diana também teve que passar.

Ameeeeeei como sempre o capítulo.

Parabéns!

 

E-mail adrielleds@gmail.com



Resposta do autor:

Oieeeee moça!

 

Rhian e Diana fazem falta né? Nossas lindas protagonistas ♥

 

Capitulo obscuro, mas necessário, né, faltava este lado da história para fechar o quebra-cabeça.

 

Obrigada pela leitura! Capitulo novo amanhã!



Nome: Marcinha (Assinado) · Data: 02/09/2016 01:00 · Para: Queda Vertical

Realmente o capitulo foi tenso, intenso...acho q foi necessario mesmo, pra q entendêssemos

 

Eu vi a surpresa Tess, já até comentei por lá o q achei...adorei... de vdd...

Ta de parabéns...mas uma vez por aqui...rsrs



Resposta do autor:

Oieee Marcinha!

 

Uma pancada de capitulo, eu sei, mas como vc mesma disse, era necessário para a gente entender bem este impacto profundo que bateu sobre o relacionamento delas.

Que bom que curtiu o presente!

E que bom que vc está de volta mais regularmente por aqui ♥

Fico muito feliz em ver ainda por aqui as moças que em acompanharam lá no comecinho :)

Beijos!



Nome: Maria Flor (Assinado) · Data: 01/09/2016 23:00 · Para: Queda Vertical

Oi, Tess!!!

Se não fosse uma amiga velhinha (hahahaha) me avisar, nem ia saber que você postou. Não recebi a notificação do Lettera O.o

Mas vamos ao que importa: que capítulo!!!!!

Vou seguir o Jack (estripador) e falarei por partes:

1- Rhian não é santa, nunca foi. Sempre soube da sujeira que rolava na família e desfrutava dos lucros advindos da atividade "paralela". Se entendi bem, até ela começar a ser pressionada de verdade pra sujar seu nome, ela ficava incomodada, mas usufruía de tudo. Correto? Ou seja, o incômodo não era suficiente para que ela abrisse mão das regalias (coisa que só resolveu fazer quando a pressão pra se sujar ficou imensa - lembrando que Rhian sempre quis ser a heroína da Diana. E várias vezes falou que não queria se sujar pra poder dar nome limpo à Diana). Antes da Marina descobrir a vida dupla do Joseph, ambos já tinham brigas horrorosas, correto? Juntando isso, me parece bastante plausível que todo esse sofrimento da Rhian seja por vergonha. Tá, as coisas ficaram piores do que ela estava acostumada, mas não justifica o seu comportamento, ainda mais considerando a personalidade dela e tudo que ela já sabia. Ela não foi pega de surpresa sobre nada, assim como sabia muito bem como seria a reação da imprensa e da polícia. Acho muito crível que toda essa reação dela seja por causa da Diana e não pelo escândalo em si.

 

2- Você disse que não teríamos mais pistas falsas, então isso significa que Marina realmente está morta? Entendo que a morte dela foi bem útil naquele momento, assim como algumas circunstâncias não ficaram bem esclarecidas, o que me leva a crer que essa morte pode ter sido forjada. Vejamos: na véspera da queda do monomotor temos três desaparecidos: Joseph (viajando - o que é estranho eis que estava envolvido num grande escândalo e sendo monitorado pela polícia), Romeo (que não é nada confiável, mas parecia nutrir carinho por ela) e Rhian (que sumiu o dia todo e reapareceu na madruga, completamente diferente de como estava se comportando nos últimos meses). Marina considerada morta poderia sair tranquilamente do país, se mantendo com o dinheiro aplicado nos paraísos fiscais e o dinheiro da sua herança ficaria disponível apenas para Rhian, que passava certas dificuldades financeiras.

 

3- Considerando que ela realmente morreu, temos vários pontos a esclarecer. Foi acidente ou não? Ela já estava morta ao embarcar ou não? Entendo que se trata de uma morte suspeita e que por isso poderiam desconfiar de assassinato, mas o modo como a Rhian falou com o pai me faz perguntar o que ela sabe e ainda não foi dito. Por qual razão ela afirmou aquilo com tanta convicção? 

 

4- Pelo que li, Diana segurou bem a barra durante aqueles meses. Suas ausências foram devidamente justificadas, afinal, o tempo não para e ela precisava seguir com a sua vida. Então, até o momento, nada a reclamar sobre ela, hehe.

 

5- Quanto ao sofrimento de Rhian, caso a morte seja verdadeira, entendo a dor que ela sente. Ainda mais se considerar que ela estava brigada com a mãe, que a última conversa foi cheia de acusações. O remorso é algo que corrói e pode aumentar significativamente a dor da perda. O que até justificaria o modo como ela falou com a Diana no fim do capítulo (apesar que pode ser por tantos motivos diferentes, hahaha, por ter deixado Romeo carregá-la, por querer ficar sozinha com sua tristeza, por querer ficar sozinha para resolver algo que Diana não poderia saber, por se culpar de ter estado feliz enquanto a mãe falecia, tantas coisas...).

 

6- Apontamentos diversos: aproveitando essa longa análise, te perguntar coisas que pensei:

A) Por qual razão Joseph estava com o celular da Rhian? Até qual ponto podemos confiar que ele realmente quer a filha a salvo? Em caso de morte e sem testamento, ele como pai é o único herdeiro do dinheiro dela. Romeo só herdaria após a morte do pai e ainda teria que dividir com a outra irmã, que ainda não deu o ar da graça... 

B) O que envolve Marnie e Kiria?

 

Beijo grande!

 

 

Ps: Tu tem meu e-mail, hahaha. Mas não recebi aquele monte que você falou que ia enviar. Só a ceninha da Isis e Ariana, que foi linda *-*



Resposta do autor:

Oieee Maria Flor!

Lettera está se habituando ao servidor novo, daqui há pouco tudo volta ao normal, que bom que vc teve uma certa amiga gritando no seu ouvido pra vc vir ler hahaha

Tô em divida com vc, um monte de dívida, mas prometo que volto para mais perto assim que a correria melhorar por aqui :)

Vamos por partes! Adoro quando vc divide tudo em partes hahaha

 

1- Vc tem toda razão, aliás, no capitulo 38 ela fala sobre isso, ela criticava o pai, mas não conseguia abrir mão da vida luxuosa que levava. Ter a Diana a pressiova a ser diferente, a fazer diferente, e ainda assim a questão sempre foi mais voltada para o que a Diana pensaria de tal coisa, e não para o que ela mesma pensava. É aquela coisa, ela acha absurdo em virtude do julgamento que ela sabia que a namorada faria, e não por ser uma coisa muito intrísica dela;

2- Amiga, vc precisa voltar a escrever com urgência! Uma mente como a sua precisa ser lida, como assim, gente?? Não vou dizer nada sobre este item, abriu um leque de situações aqui na minha mente hahaha

3- Me reduzirei ao silêncio novamente, coisas a pensar, Maria eu já te disse que vc precisa voltar a escrever né? Ok ♥

4- Diana foi maravilhosa, vai, suportou tudo, tentou de tudo, a moça mostrou que a Isis não é a única com estomago de ferro ^^

5- Rhian estava com raiva generalizada do mundo, tem justificativa e tem nenhuma ao mesmo tempo, é complicado :/

6- a) Joseph é um homem perigoso. Mas ama a filha, posso responder logo o motivo dele estar com o celular dela: ela deixou cair no momento do sequestro, uma colega recolheu e ia entregar para a policia, mas ele interceptou. O motivo deixa pro capitulo haha Sobre a herança, a doença do Joseph tem haver com este artigo civil, Romeo sabia que só teria a herança da Rhian com a morte do pai, então começou pelo mais acessivel. Teremos a irmã da Rhian como presença ativa no capitulo 37 ;)

b) Marnie e Kiria não tem nenhum envolvimento não, Kiria disse que não acredito que ela deixou a Rhian escapar porque sabia que a Marnie havia dado fuga a moça, o que colocou a Rhian em enorme perigo. Mas é apenas isso :)

Beijos!

PS: vou te mandar no final de semana, só estou pegando computador aqui do trabalho e não tenho os arquivos que preciso te mandar nele :/

PS2: Obrigada por este feedback maravilhoso!!! ♥♥♥



Nome: Helena Noronha (Assinado) · Data: 01/09/2016 22:40 · Para: Queda Vertical

Esse flashback foi tenso, deu pra entender melhor o furacão rhian, a diana sofreu demais tbm, imagino o quanto deve ser frustrante ver uma pessoa que a gente gosta muito sofrendo e a única coisa que se pode fazer é ampará-la. Eu não sei o que pensar do pai dela, não acho que ele seja o responsável pela morte da marina, talvez o romeo, mas ainda fica aquela pulga atrás da orelha pq falta vc revelar mais do passado. 

Bem, esse capítulo foi muito legal, gostei pra caramba, mesmo tratando de assuntos delicados. Na verdade eu adoro drama, quanto mais melhor, acho que isso é culpa das novelas mexicanas que assisto desde a infância kkk. O bom de um drama é que quando as coisas se resolvem e tudo acaba bem vc sente a felicidade dos personagens mais intensamente. Eu estou esperando por mais drama para que final seja épico, não sei se estou sendo exigente kkkk.

Parabens pela história,  bjos girl

 



Resposta do autor:

Olá Helena!

 

Este será o nosso último flashback, que se encerra no capitulo 36, e eu olhei para ele desde o começo como o epicentro deste terremoto que separou Rhian e Diana apesar do amor tão grande que há entre elas. A morte da Marina será revelada no capitulo 39/40 eu imagino, irá esclarecer muita coisa e varrer este passado complicado para trás.

Momento cheio de drama pra vc que curte hahaha Eu tbem sou chegada em um drama, minhas outras histórias já escritas demonstram o quanto rs Drama é um dos saboreios da alma, né, todo mundo precisa um pouco :)

E é claro que teremos mais dramas no final né, para temperar Delirium de vez haha

Beijos!



Nome: AliD (Assinado) · Data: 01/09/2016 20:57 · Para: Queda Vertical

Olá Tess ^^

Sabe, essa rotina deliciosa de vir aqui sempre na hora das surpresas é uma maravilha =D

Mas então... Mais um capítulo .. Nem tenho mais o que dizer. Parabéns. Como sempre. Hehe

diasline51@gmail.com

Bjs 

Ali.



Resposta do autor:

Oieee Aline!

 

A rotina deliciosa de vir aqui na hora das surpresas, olha hahahaha

Eu fico feliz que vcs estejam curtindo as surpresas ♥ E curtindo os capitulos tbem *.*

 

Beijinhos!



Nome: BiaRid (Assinado) · Data: 01/09/2016 19:00 · Para: Queda Vertical

Genteee que capitulo tenso, eu to bem chateada pela Rhian, q horrivel mas ainda bem que tera outro capitulo *-* 

Tess sua linda bjs

Bianca_rid@hotmail.com



Resposta do autor:

Olá Bia!

 

Confesso que me senti culpada ao ler seu comentário, pq o capitulo seguinte tbem não é bonito :/

Mas caaaaaaalma, que eu prometo que o 37 será bem melhor, tá haha

Beijos, sua linda!



Nome: branca (Assinado) · Data: 01/09/2016 18:31 · Para: Queda Vertical

Oii!!

Tess,

 

Com mais esse capítulo, só posso acreditar que, Rhian, e um vulcão/furacao e que Diana, é a maior guerreira, e que msm com tudo isso, o amor delas vai ficar cada vez mais forte/intenso....

Será que o pai da Rhian, é realmente esse mostro, teria coragem de matar a própria esposa, a quem dizia amar ???

E como vai indo as escritas, dos nossos outros casais ?????

Aguardando anciosamente, os próximos capítulos...

 

Parabéns,

email brancaby@gmail.com

 

P.S. Vc vai postar a história q nos presenteou, completa ?

Vc, esta nos viciando em presentes.. hahahahah



Resposta do autor:

Olá Branca!

 

Rhian em erupção neste capítulo, e Diana tentando parar este vulcão com flores e boa vontade. São nessas situações que o amor cresce, nas condições menos favoraveis né

Sobre o Joseph, vamos ter tudo esclarecido em breve, vamos fechar esta concha de retalhos de Delirium e tudo será debatido.

Sobre nossos outros casais, é daí que vem o aumento dos capitulos, cheguei a conclusão hahaha Isis e Ariana merecem um final decente tbem, ai tive que acrescentar mais um capitulo, aliás, como vcs acham que a Diana vai reagir ao descobrir com quem a Isis está namorando?

Estou louca para escrever sobre!!! hahaha

P.S: Estou mimando minhas leitoras lindas hahaha Então, sobre a história que eu enviei para vcs, ela faz parte de uma projeto com mais 5 histórias do gênero que eu estou lutando para publicar, então não vou postar aqui, maaaaaaas, quem sabe não rola outro presente com mais alguns capitulos né? Eu queria sentir se o gênero seria bem aceito e vcs me deram uma resposta linda, muito obrigada!

 

Beijinhos!



Nome: Simone (Assinado) · Data: 01/09/2016 18:15 · Para: Queda Vertical

Olá, moça!

Quanto tempo, hein?!

O que me esconde não é a moita, mas essa montanha enorme de obrigações que me consome (rsrsrsrs). Admiro muuuuitoooo quem, além dessa montanha enorme de vida real com todas as suas nuances, ainda consegue separar um tempo considerável para nos proporcionar leituras tão prazerosas.

Adoro a sua forma de escrever!!! Rica, emocionante, fluida, coerente, agradável...

Quando me prometeu, ainda lá no primeiro capítulo, uma história com ação e adrenalina do inicio ao fim, confesso que pensei... "ela vai manter essa adrenalina até o fim??? Duvido!" Mas você conseguiu isso e muito mais!!!! Uau!!!!

São tantos altos e altos nessa história que fico até feliz por poder lê-la aos poucos, em fortes doses homeopáticas. Porque homeopatia também tem coisas fortes em suas fórmulas! rsrsrsrs Ritmo louco esse delas!

Quando eu pensei que já tinha emoção demais nesse presente conturbado das duas, você me aparece com um passado devastador. Só muito amor para sobreviver a tanta pressão, confusão, emoções afins e outras nem tanto. Adoro a Diana, mas a Rhian... Deus! Como você foi feliz na composição dessa personagem! Tão intensa, tão contrastante essa força e fragilidade ao mesmo tempo. Vontade de pegar no colo e cuidar pra sempre! rsrsrsrs

Que capítulo tenso e intenso! Tanta dor que chega a transbordar do lado de cá. Aliás, assim vem sendo quase todos os capítulos. Isis e Ariana continuam trazendo leveza ao texto.

Outra coisa que me encanta nessa história... AMIZADE! Gosto da forma como discorre por ela. Você criou personas incríveis! A amizade do jeito que eu acredito que deve ser. Sincera, real, presente (independente da distância), verdadeira, atemporal e eterna!

Adorei esse capítulo, assim como adorei os anteriores!

Conhecer a história da Kiria e me sensibilizar com ela, foi o máximo! E mais uma reviravolta nessa louca aventura!

Ariana, Isis, Amelie, Andressa, Kiria, Maria, Marnie,  ... Tantas personagens tão diferentes e encantadoras.

O Pai de Rhian de volta à História e tantas coisas que eu ainda quero saber.

Parabéns, TessaReis!!!

Você cativou de verdade uma leitora!!!

Simone

simonesantox@gmail.com

 



Resposta do autor:

Mas veja quem conseguiu um tempo para vir aqui me visitar!

Olá Simone! Tudo bem por ai, moça?

"O que me esconde não é a moita" hahahahahaha adorei! Eu sei do dia a dia corrido, eu mesma tenha me perguntando onde eu estava com a cabeça quando achei que podia escrever e liderar projeto ao mesmo tempo, mas já que aqui estamos, preciso terminar, né ^^

Simone, vc, a Preguicela, a Patty, a Pryscylla, a Annagh, a Selena e outras moças que apostaram na história já no primeiro capítulo tem uma enorme responsabilidade por Delirium ter ido tão grande, talvez se a resposta não fosse sido tão positiva eu tivesse abreviado a trama, quem sabe? Então minha gratidão é eterna ♥

Diana é a minha heroína, mas a Rhian é o delírio desta história, é uma personagem densa, intensa, gostosa de ser escrita e tem essa nuances maravilhosas, nunca é tedioso escrevê-la, nunca é tedioso de lê-la (ao menos assim espero haha)

Isis e Ariana são a válvula de escape nestes momentos tensos, era a ideia inicial e ainda bem que funcionou :) Delirium tbem é uma história obscura, mas eu não gosto desta história do leitor ler sempre sufocado, ansioso, foi um dos acertos de Delirium ^^

Amizade fiel, outra situação, as amigas da Rhian foram, estão sendo e continuarão sendo #TeamRhian incondicionalmente! E outra coisa linda é como vcs leitoras tbem defendem este time, não importa a circunstâncias, Rhian nunca perdeu o apoio das leitoras, o que me deixa feliz demais!

Temos algumas personagens terciarias (terciarias não existe, mas tudo bem haha licença poetica para explicar as personagens que surgiram agora e que estão abaixo das sencudárias rsrs), que vão aparecer pouco, mas contribuir muito para a conclusão da história, espero que agradem até o fim :)

Simone, muito obrigada por este feedback incrivel! Não sabe como me fez feliz!

 

Beijos, até a próxima!



Nome: sonhadora (Assinado) · Data: 01/09/2016 17:34 · Para: Queda Vertical

Caramba!!! Tessa minha linda escritora, esse capítulo está doendo na minha alma!!! Cara, pensei que não me surpreenderia mais, mas vejo que tem muitas emoções ainda!!! Preciso de um cigarro urgente para acalmar as batidas do coração nervoso com o sofrimento da minha diva Rhian!!! Faz isso não menina!!! Ah, ontem tive prova  e não deu pra ler na sala!!!kkkkk. Fiquei esperando chegar em casa para ler, mas a net não colaborou e agora aqui no trabalho, reuniões e eu lendo!!!! kkkkk. Feliz demais com sua história e quero dizer que continuo sua fã de carteirinha!!!! 

Beijos de Luz e muita inspiração nessa sua mente fantástica!!!

eulalia.dantas@gmail.com

ah, quando vai continuar o conto da "garota da capa vermelha?" preciso dizer que me apaixonei tbm?!!!!!

 



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Pera, primeiro dá um abraço aqui para acalmar a sua alma ^^ Ai eu me sinto ainda mais culpada porque o próximo capitulo é tão dificil quanto este, mas eu juro que bons capitulos estão vindo por ai, como diz nossa amada Florence, é sempre escuro antes do amanhecer haha

Que bom que não deu para ler na sala rsrs Imagina sentir tudo isso no meio da aula, ia ser interessante, mas ai vc vem e me diz que leu nas reuniões de trabalho e nem sei viu haha Delirium caminha por vários cenários diferentes, as vezes fico me perguntando em que lugares vcs andam lendo a história, em que momentos, a mente da autora aqui viaja em determinadas coisas rsrs

Luz recebida! Adoro quando vc me manda luz e inspiração ♥

Agora sobre o conto que eu enviei. então, ele faz parte de um projeto de cinco contos interligados, que eu estou sonhando em publicar :) Enviei pra vcs para saber se o gênero seria bem aceito, se a história era interessante, ele já está completo, tal como os outros contos que permeiam o projeto, quem sabe até o final de Delirium não envio um pouco mais a respeito pra vcs :)

Beijos!



Nome: Marcinha (Assinado) · Data: 01/09/2016 16:52 · Para: Queda Vertical

Nossa que capitulo pesado Tess...tenso...mas bem explicativo...da pra entender agora pq com tanto amor elas não conseguiram seguir em frente...tempos dificeis pra Rhian não? Dificil seguir em frente mesmo, depois de todo esse escandalo, depois de tanto sofrimento, ainda com a morte da mãe, não consigo nem imaginar o q deve ser passar por isso e ainda estar de pé...achava q ela havia sido fraca, mas acabei de crer q ela é mais forte do q pensamos, tb não julgo a Di, com ctz ela deve ter tentado até o fim...uffffaaa

Se ainda der tempo, meu e-mail!

marcia.limaa@hotmail.com

 



Resposta do autor:

Oieeeee Marcinha!

 

Eu sei, capitulo denso, intenso e dificil de ler :/ Era necessário jogar uma luz sobre o passado que separou nossas heroínas, foram tempos complicados para as suas que não souberam bem como lidar com tudo. Rhian não aguentou o tranco. Quebrou, se machucou, abriu feridas que não queria que ninguém curasse e acabou afastando a Diana dessa forma.

Veremos no capitulo de hoje a sucessão de fatos que levou a Di a ir embora e vamos entender ainda mais sobre o rompimento.

 

Cheque seu e-mail, te mandei uma coisinha :)

Beijos!

PS: Adorando rever vc por aqui, viu ^^



Nome: Ada M Melo (Assinado) · Data: 01/09/2016 16:27 · Para: Queda Vertical

ja deu para imaginar o que aconteceu, mas espero que a paz aconteça pra essas meninas, ja estou ansiosa pelo proximo cap....



Resposta do autor:

Olá Ada!

 

Posso adiantar que eu sou fã de finais felizes, viu, então vamos nos preparar para os próximos capítulos e esperar o desenrolar final :)

 

Capitulo novo já já! Beijos!



Nome: Jullib (Assinado) · Data: 01/09/2016 16:16 · Para: Queda Vertical

Triste, mas maravilhoso!!!!????

j.frediani@me.com

 



Resposta do autor:

Oieee Ju!

 

Cheque seu e-mail, mandei um pouquinho de felicidade para compensar :)

:*



Nome: Mariaravel (Assinado) · Data: 01/09/2016 13:04 · Para: Queda Vertical

Andei acumulando capítulos por ler e ontem fiquei em dia e te digo foi uma noite de leitura de alto frenesim...

Uma quase nem respira neste mundo de delirum... Acabei neste capítulo atormentado e sofrido que traz luz ao que se passou no passado e que se revela no presente...Muito bom, andei sumida mas nunca abandonei a história!

Meu email : mariaravel00@gmail.com

Bjs

Sandra 



Resposta do autor:

Olá Sandra!

 

Muito bom rever vc por aqui, viu? ^^

Acho que a primeira coisa que eu aprendi sobre escrever foi "Todo capitulo precisava ser justificado e movimentado" ai sigo a risca haha

Neste capitulo, jogamos luz na escuridão do passado para entender "Os Motivos de Diana", aliás, este é o nome do próximo capítulo a ser postado ainda hoje :) Fico feliz que vc siga acompanhando! Espero vê-la mais vezes aqui até este final que se aproxima :)

 

Beijos!



Nome: Annybnu (Assinado) · Data: 01/09/2016 08:58 · Para: Queda Vertical

Ahhh... até que emfim chegou quarta... aguardo ansiosa sempre.... Amo a história... cada dia mais...

 

Obaaa.... mais um capítulo pronto... não judia não....

 

Beijos...

 

Anny.bnu@hotmail.com

 



Resposta do autor:

Oieee Anny!

 

Sem judiação de vcs minhas leitoras lindas, capitulo novo postado ainda hoje, espero vc por aqui, hein

 

Beijinhos!



Nome: danibefour (Assinado) · Data: 01/09/2016 08:26 · Para: Queda Vertical

Que capítulo intenso! Muito bom saber mais sobre o otp Rhian e Diana, inclusive nunca vi um casal com um envolvimento tão profundo, tudo com elas é intenso demais e isso é bom de se ler. A sua escrita é de tirar o fôlego, ansiosa para o próximo capítulo!

email: daniellepereira599@gmail.com



Resposta do autor:

Oieeee Dani!

 

Capitulo para entendermos mais a profundidade entre Rhian e Diana, e vc tem toda razão, tudo entre elas é intenso demais, denso demais, positiva e negativamente né

 

Próximo capítulo já já!

Beijos, cheque seu e-mail :)



Nome: Angribbons (Assinado) · Data: 01/09/2016 08:14 · Para: Queda Vertical

Meu coração fica em salto todas as quartas! 

Foi doloroso so de ler o que a Rhian passou e nem consigo imaginar como Diana vai reagir com tudo isso.

Adoro sua história cada dia mais. Cada vez mais. 

Um beijo

 

karynribbons@hotmail.com

 



Resposta do autor:

Olá Karyn!

 

Capítulo denso, tenso e intenso para ambos os lados :/

 

Obrigada pela sua leitura! Estamos nos aproximando do fim, espero que siga com Delirium até lá :)

 

Beijos! Cheque seu e-mail :)



Nome: Pryscylla (Assinado) · Data: 01/09/2016 08:06 · Para: Queda Vertical

Que capítulo pesado,as duas sofreram muito. Bem agora entendo um pouco o lado da  Diana.

Bjus =]



Resposta do autor:

Oieeee Pryscylla!

 

Capítulo dificil, as duas sofreram demais em dimensões diferentes.

Deu para sentir um pouco o que a Diana passou, né

 

Beijos!



Nome: OutroMundoLA (Assinado) · Data: 01/09/2016 08:03 · Para: Queda Vertical

Olá, querida autora!

Pelo último capítulo, que realmente não me lembro se comentei e agora refletindo em meio aos livros de física e cálculo percebo que 24h já não é o suficiente para o monte de coisas que to fazendo, mas ai vai o comentário 2em1... kkkk

Cap. Anterior:

A Rhian ta entrando naquela de se culpar por tudo, uma coisa ela teve razão, foi egoísta com Diana ao arrastar ela para essa loucura toda, mas o amor tem dessas coisas, esse egoismo de ter só para si. Agora o leite já ta derramado mesmo, espero que ela não abandone a Diana por se culpar por isso

Cap. Atual:

Dífícil o momento que a Rhian passou, a merda foi ela ter entrado em modo destruição. E tava mais que certo a Diana ter se afastado quando já não tinha mais esperança de ter a velha Rhian, ela iria se afundar mais do que ela afundou...

A Rhian quando quer ignorante é pior que dez coices de cavalos... kkk Coitada da Diana.

Email: outro.mundola@gmail.com

Até próximo capítulo, to ansiosa! ;*



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Me sinto quase culpada quando vocês me dizem que ficam entre os estudos e o Lettera, mas só quase culpada haha

Ando tendo essa sensação tbem que 24 horas não é suficiente, queria muito passar num concurso público para ser escritora em tempo integral, mas como não existe tal cargo tudo bem, né, temos que pagar contas rsrs

Vamos lá, cap anterior:

Rhian no momento é feita de culpa. Culpas passadas e culpas presentes, é um tormento para ela ter que encarar quem ela realmente é. Ela não gosta de quem ela é, é um problema, mas um problema que ela pode resolver, né

 

Cap atual:

Rhian entrou em destruição consciente e não conseguiu perceber o limite da Diana, como veremos no capitulo de daqui há pouco. Diana aguentou o que pode :/ Mas como vimos, a tarefa era ardua demais.

 

Beijos! Capitulo novo já já!



Nome: andreapaula (Assinado) · Data: 01/09/2016 07:59 · Para: Queda Vertical

Querida Tessa,  

Em um dia tão trágico como hoje, esse capitulo, essa intensidade,  essa dor das meninas... Putz,  conjunção dramática. 

Sim, bom saber com essa lente que só vc é capaz de dar tantos graus, os detalhes do que afinal pareceu ser o impossível: a separação delas. De fato, Tessa,  quando alguém chega neste limiar da dor, algo precisa morrer. Rhian afinal levou a coisa para extremos insuperáveis de solidão e rejeição de Diana e em Diana. E aí,  dá no que dá: a perdição de ambas. O mundo sem o amor que é nosso, é um mundo vazio e sem sentido.  Passamos a fingir estar vivos e despertos.  Ou... deliramos. 

Tessa,  apesar de realmente não ter sido o melhor dia para apreciar sua mágica com as letras, agradeço por elas estarem aqui. 

Um beijo melancólico, 

Tua fã, 

A.

acarestiato@gmail.com 



Resposta do autor:

Andrea querida ♥

 

Capítulo colidiu com um dia dificil, né :/

Tive que escrever numa densidade obscura para mostrar o lado conturbado deste relacionamento, é um capítulo bem pesado. Vc me deu aqui um feedback maravilhoso quando me diz que quando a dor atinge determinada escala, algo tem que morrer. Vejo que internamente, Rhian matou muitas coisas em si, prendeu outras em calabouços de solidão, até se jogar num calabouço semelhante, distante da melhor coisa que ela poderia ter naquele momento dificil que era o amor da Diana. Muito obrigada por este comentário maravilhoso, é por sentimentos assim que eu me arrisco a escrever :)

Receba um abraço caloroso!

 

Beijos, obrigada por essas emoções!



Nome: HeliMaia (Assinado) · Data: 01/09/2016 07:55 · Para: Queda Vertical

Princesa mais linda de todos os reinos!

Que capítulo dolorido hem?!

Esclareceu algumas coisas, evidenciou outras e me fez apaixonar mais uma vez pela Diana! Rhian é sempre um vulcão prestes a entrar em erupção, mas também a bichinha é testada a todo momento e respeite as provas de fogo viu?!

Não sei se foi por causa da bad em que me encontro, por conta desse cenário político, mas eu chorei lendo o capítulo quase todo :(

Já quero mais capítulos!

heliane.maia@gmail.com



Resposta do autor:

Heli minha linda ♥

Capitulo dolorido, eu sei, cheio de densidades negativas :/

 

Mas deu para perceber um pouco da Diana e os motivos que a levaram a ir embora, Rhian é sempre um vulcão ativo, um tsunami não anunciado, da mesma forma que existe pressão em cima da Diana por ser a namorada dela, existem outras pressões muito maiores em cima da Rhian, e ela acabou cedendo :/

Vem cá, dá abraço, leitura com lágrimas é sempre positivo e negativo ao mesmo tempo, capítulo num dia complicado, eu sei, sinta-se abraçada :)

 

Mais capitulos hoje, daqui há pouquinho ^^

 

Beijos, Heli!



Nome: thlopes (Assinado) · Data: 01/09/2016 06:15 · Para: Queda Vertical

Nossa acho que pouquissimas vez fiquei tão bad lendo uma história. 
To abaladissima não sei nem o que dizer. 
Desde o começo sabiamos que a Marina estava morta e que a Rhian deu uns surtos, mas quando chega nessa parte que você detalha tudo é um sentimento diferente que invade a gente.
Capitulo bem pesado.
Por outro lado é bom já saber que a Rhian superou toda essa confusão e perda da sua vida, deve ter sido realmente muito hard and heavy para ela e consequentemente para Diana. 
Já to ansiosíssima para novo capitulo! 

thais_assis@id.uff.br



Resposta do autor:

Thais ♥

 

Vem cá, dá um abraço, capítulo muito obscuro e dificil de ler. A morte da Marina foi um divisor dentro da Rhian, algo que a abalou profundamente, perder a mãe já é dificil de qualquer maneira, mas perdê-la num momento em que se desperdiça seus últimos momentos com brigas deve ser desesperador. Eu perdi meu irmão de uma maneira muito trágica, ele estava doente, delirando, mas a última coisa que ele ouviu de mim foi amor, isso conforta de alguma maneira. Rhian não teve isso. Nem teve um último olhar. Tudo acabou de maneira muito trágica.

Mas, Rhian superou. Voltou, mais forte, mais humana e está disposta a fazer diferente :)

 

Capitulo novo daqui há pouco! Te mandei algo no e-mail, dê uma olhada, beijos!



Nome: menteincerta (Assinado) · Data: 01/09/2016 06:01 · Para: Queda Vertical

Caramba!

Me atrasei na leitura por alguns capítulos, e agora, volto, e tá tudo pegando fogo. Diana no hospital, Isis e Ariana se pegando (inclusive amo!), Andressa com Kiria, Romeo preso, Joseph ressurgindo. É muita informação pra minha cabecinha distraída assimilar ao mesmo tempo kkkk

Que capítulo doloroso! Foi bem difícil terminar de lê-lo, principalmente pela lembrança do funeral do meu avô, pouco mais de um mês atrás. A descrição dos fatos da estória acabaram se misturando com as minhas lembranças, enfim...

Mas foi bom um capítulo falando um pouco mais sobre o relacionamento das meninas, preenchendo algumas lacunas.

Sucesso! Fico no aguardo (e na curiosidade) do próximo.

 

Beijos,

Naty



Resposta do autor:

Olá Naty!

 

A parte boa de atrasar é essa né haha Pode ler tudo de uma vez, a protagonista já aprontou horrores, casais já se formaram, é tipo fazer maratona de série ^^

 

Sinto muito por ter despertado lembranças dificeis :/ Tbem passei por um funeral dificil recentemente e parte dessas emoções foram colhidas daquele momento, talvez por isso haja tanto penso em determinadas passagens :/

Vem cá, dá abraço tbem para amenizar um pouquinho :)

Próximo capítulo sendo postado mais tarde, me deixa um e-mail seu aqui? Gostaria de ter mandar uma cena extra ^^

Beijos!



Nome: Tati-V (Assinado) · Data: 01/09/2016 05:57 · Para: Queda Vertical

Vale se cadrastar só para querer o capitulo logo? Acho que vale né?
Aproveito para lhe parabenizar pela sua história INCRÍVEL, pela a forma MARAVILHOSA na qual escreve e como consegue capturar as leitoras.PARABÉNS Tessa! você é foda! 
(PS: e se não for pedir muito, que tal Delirium ter mais uns 100... capitulos? Ou segundas, terceiras, quartas... assim por diante, temporadas?) 
e-mail: tatielly.valencio@gmail.com



Resposta do autor:

Olá Tati!

 

Vale cadastrar sim hahahahaha

Moças, vcs são demais rsrs

Obrigada pela leitura, viu? Por estar acompanhando a história até aqui e por ter marcado a sua presença neste capitulo ♥ Resultado? Capitulo novo daqui há pouco o/

PS: Mas como assim gente hahaha Olha, Delirium originalmente tinha apenas 10 capitulos, que viraram 20 e então 30 e o plano era terminar em 38, que novamente, já foi lago abaixo rsrs No momento, quero ver se termino em 42, mas eu sou virginiana e 42 é um número esquisito, quem sabe não chego em 45 que é mais bonito, né rsrs

Beijos!



Nome: josi08 (Assinado) · Data: 01/09/2016 05:55 · Para: Queda Vertical

Nossa autora não judia da gente assim não????????????????

Querendo mais capítulos aqui????????????????



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Sem judiação, mais um capitulo hoje, daqui há pouco ^^

 

Beijos!



Nome: Liza_s (Assinado) · Data: 01/09/2016 05:50 · Para: Queda Vertical

Quarta feira agora é meu dia preferido, fico ansiosa esperando o cap, por issomcomo não sou boba, vou deixar meuu email: lizasidrim@hotmail.com,  bju querisa autora !



Resposta do autor:

Oieee Liza!

 

Graças a essas saidas da moita, teremos capitulo novo hoje, quinta-feira haha

Quem sabe não repetimos a experiência semana que vem? Estou trabalhando para isso ^^

Obrigada por marcar presença aqui, beijos!



Nome: Leka (Assinado) · Data: 01/09/2016 05:10 · Para: Queda Vertical

Nossa, que intenso! A Rian é um vulcão que quando entra em erupção cospe fogo pra todo o lado. Triste e louco essa fase delas. No mais, Ariana e Isis segue sendo meu casal favorito ever!!!! Kkkkkk

Bjs linda.

mendesleandra748@gmail.com



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Rhian é um vulcão perigoso e superativo, quando entra em erupção queima tudo o que há por perto. Fase obscura e complicada :/

#TeamArisis o/

 

Beijos!



Nome: Amandha12 (Assinado) · Data: 01/09/2016 04:35 · Para: Queda Vertical

Bom, vou comentar sobre o capítulo anterior tbm.. acho que o Lettera excluiu meu comentário rsrs

Então, os capítulos sempre maravilhosos.

Isis e Ariana cada vez melhor, e estou amando o romance da Kiria com a Andressa.

Jamais esperava o pai da Rhian ali, e você surpreende de novo rsrs. A Diana tem que acordar logo, para trazer alegria pra Rhian.

Infelizmente não tive tempo pra ler os presentes,  faculdade me consumindo demais, mas vou ler, prometo!

Capítulo 35 bem sofrido,  bem ruim para duas...

Passar por uma situação assim é bem difícil,  e a consequência delas foi a separação, mas felizmente isso é passado.

O imail é amandhadi@outlook.com

Beijão Tessa!

 



Resposta do autor:

Oieee Amandha!

 

O Lettera engoliu seu comentário e de mais algumas moças durante a atualização :/

 

Isis e Ariana cada vez mais casal e Kiria e Andressa começando uma coisa esquisita, veremos haha

Senhor Laham voltando para a história para dá uma movimentada nas estruturas ^^ Leia os presentes com calma, e depois me conte o que achou ^^

Capitulo 35 beeeem down, o lado obscuro da Rhian finalmente sendo mostrado, as consequencias desse momento dificil saberemos no capitulo de daqui há pouco :)

Beijos!



Nome: Nina (Assinado) · Data: 01/09/2016 04:32 · Para: Queda Vertical

Menina , não costumo ceder a chantagens, mas não dá pra resistir, todos os dias olhando atualizações , tentando ser supreendida, que história é essa que prende tanto, cada cap lido em um fôlego só. Encantada.             Jene.53@icloud.com



Resposta do autor:

Oieeee Nina!

 

Uma chantagenzinha básica para arrancar as minhas leitoras lindas da moita *.* É muito dificil escrever no escuro, moças, quem dera pudesse transformar todos os números das visualizações em feedbacks literários, então vamos fazendo essa mágica ao menos um pouquinho ;)

Muito obrigada pelo feedback e pela sua leitura! E obrigada por ter cedido a chantagem tbem haha Além do capítulo de hoje, vai ganhar cena extra Arisis de outra chantagem anterior, viu, cheque seu e-mail :)

Beijos!



Nome: Lary_ferreira (Assinado) · Data: 01/09/2016 04:01 · Para: Queda Vertical
Capitulo bastante doloroso, mas agora já sei o que aconteceu entre elas no passado, talvez o motivo na qual ficaram tanto tempo separadas....

Não existe namorada melhor que Diana*-*

Fez tudo que estava ao seu alcance para acalmar sua namorada indomável na quele momento. Rhian é fogo msm né kkk

E ela seguiu sem Diana '-' tô doida agora querendo saber o que vem depois...

Com certeza é bom saber que isso já é passado kkkkkk

Trabalho maravilhoso Tessa...bjs





larissaferreira8631@gmail.com

Resposta do autor:

Oieee Lary!

 

Capitulo para começar a esclarecer esse passado que separou nossas moças preferidas, Diana tentou de todas as formas, e vai continuar tentando, mas Rhian Kier é um vulcão ativo dificil de ser controlado.

Foi embora sem a Diana, a moça! Vamos ver como a situação vai se desentolar no próximo capitulo, que pelo visto, vai ser postado daqui há pouco rsrs

 

Beijos! Obrigada pelo apoio!



Nome: camilanew123 (Assinado) · Data: 01/09/2016 03:25 · Para: Queda Vertical

Camilanew123@hotmail.com

Anacamila80@gmail.com

Agora só falta 28 hahahahahahahaha

Capítulo sofrido esse :(



Resposta do autor:

Olha moça, agora só falta um, não dá pra duvidar do poder de vcs leitoras quando a coisa envolve um capitulo extra viu hahaha

 

Beijos! Se continuarmos assim, tem capitulo novo hoje a tarde :)



Nome: fefe (Assinado) · Data: 01/09/2016 03:22 · Para: Queda Vertical

Coitada da Rian...  capítulo triste 

Tessa quando vai começar a postar a outra história que nos enviou por e-mail?  Estou super curiosa rsrs 

Fernandasam91@hotmail.Com



Resposta do autor:

Olá Fefe!

 

Capitulo beeeem triste :/ Rhian passou por poucas e boas.

 

Então, na verdade, aquela história que eu enviei pra vcs pelo e-mail faz parte de uma série de cinco histórias que eu estou pretendendo publicar em livro, ai não tem como postar por aqui. É um velho sonho, publicar, e postar outras histórias aqui no Lettera faz parte deste plano, quem sabe né ^^

Mas prometo que estou trabalhando em próximas histórias para postar aqui no Lettera :)

 

Beijos!



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 01/09/2016 03:10 · Para: Queda Vertical
Nossa. Foi terrível. Muito pior do q pensei.muito triste. Dramático. Diana aguentou mmuito ainda antes de desistir e tem mais né? Caraca, q família, q horror. Coitadas. Nossas heroínas já passaram por situações demais difíceis. Bjs Gata.
Email Patty.patty-321@hotmail.com

Resposta do autor:

Olá Patty!

 

Capitulo com uma enorme carga emocional negativa, eu sei :/

Diana tentou ser o heroi da Rhian, tentou dar de volta o que ela precisava, mas tudo se tornou uma queda complicada de ser detida. Rhian e Diana tem muita história juntas, é o que as mantem nesta relação tão profunda :)

 

Beijos!

 



Nome: Mah Rizzon (Assinado) · Data: 01/09/2016 02:58 · Para: Queda Vertical

Eu estou totalmente atrasada nos meus comentários... Fui lendo a sua história e a cada capítulo terminado eu voltava para escrever o meu comentário, mas estava tudo tão corrido, que escrevi todos eles no bloco de notas do computador. Vou postá-los, com certeza! Hoje não poderia deixar de comentar esse capítulo tão incrivelmente triste e doloroso. Eu realmente no início da história fiquei chateada com a Diana por ter largado o amor da sua vida e ainda ter se casado com outra. Eu confesso que ainda não entendo o casamento, mas agora começo a entender esse ato de desespero de fugir de tudo o que ela sempre acreditou ser perfeito e do nada tudo começa a desabar e infelizmente ela não tem a solução para resolver. Realmente a Rhian foi um monstro com a Diana em alguns momentos e será o amor sufuciente para suportar tudo isso? Olha, eu ainda acho que teremos muito mais sofrimento e a Di com certeza em algum momento vai desisitir de tentar. Aliás, ela desistiu, né, infelizmente. 

 

Meu e-mail Tessa: mah_rizzon@hotmail.com *_*



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Bom revê-la tanto tempo depois, e fico ainda mais feliz por vc não ter abandonado a história ^^

Não tenha pressa, pode ir postando seus comentários devagar :)

As atitudes da Diana comerçaram a ser justificadas, ela não fugiu de um relacionamento perfeito, e sim de um relacionamento perfeito que perdeu a sua doçura. É muito pior quando as coisas são assim, de um extremo a outro. Foi literalmente uma queda sem para-quedas.

 

Beijinhos!



Nome: preguicella (Assinado) · Data: 01/09/2016 02:51 · Para: Queda Vertical

Chantagem, que coisa feia Tessa! Nas como sou vendida e quero capítulo, já tô deixando meu comentário e e-mail, preguicella@gmail.co.

Sobre o capítulo, ainda não li confesso, tô na aula. Tenho certeza que vai ser mais um capítulo excelente! Depois volto! ;)

Tá vendo o que vc tá fazendo comigo, bagunçado minha aula. haha

Bjão



Resposta do autor:

Oieeee moça!

 

Na chantagem emocional, aprendi com a Diana hahaha

E Delirium e a sua saga de atrapalhar as moças na aula, viu, espero vc voltar hein, é sempre maravilhoso ter vc por aqui, ainda que seja na pressão hahaha

Beijos!



Nome: Ana_Clara (Assinado) · Data: 01/09/2016 02:46 · Para: Queda Vertical

Por mais que tenha sido um capítulo doloroso, ainda assim dei algumas risadas com jeito meio grosso Rhian de ser. Eu achando que ela ia de braços dados com o Romeo e ela expulsa ele e não quer saber do cara. Tá certa! 

Olha, é barra isso tudo o que aconteceu na vida e no relacionamento delas. Agora entendo um pouco mais a Diana e eu no lugar dela não saberia muito bem como reagir. Ainda bem que é passado, né.



Resposta do autor:

Oieee Ana!

 

Rhian sendo Rhian em tempo integral, ainda que machucada, ferida :/

Nunca foi fácil namorar a Rhian, a Marnie já havia deixado isso claro alguns capitulos atrás, Diana passou por muito, quando Rhian quebrou daquela forma, ela tentou o seu melhor por ela, mas no final...

Enfim, veremos no próximo capitulo ;)

 

Beijos!



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.