Última noite de amor por Vandinha


[Comentários - 1262]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Última Noite de Amor -- Capítulo 34

 

 

-- Essa foi por pouco Isa -- Tatiana sentou-se na cama ao lado de Isabel e balançou a cabeça -- Criatura, sua vida é adrenalina pura. Acho que não tenho pique para te acompanhar.

-- Kkkk... -- elas caem na risada, abraçam-se e desabam de costas na cama.

-- Você precisava ver a cara de babão que aquele idiota fez -- falava quase morta de tanto rir.

-- Obrigada Tati. Mais uma vez você me salvou de ser pega em flagrante, com a boca na botija.

-- Sério? Você estava com a boca na botija? Foi o que pensei.

-- Kkkk... -- caíram na gargalhada novamente.

Ouviram insistentes batidas na porta. Era Simone que berrou lá de fora.

-- Entra Mone -- Isabel respondeu, sentando-se.

-- Sabiam que enquanto vocês se divertem com o acontecido, a Edna quase arrancou as minhas vísceras com uma faca de cortar pão?

-- Bela forma de conhecer a beleza interior de alguém.

-- Piada de mau gosto Tati.

-- Não foi piada Mone. Foi uma frase romântica.

-- Me trocou pelo Gustavo? Ele saiu daqui perguntando por você.

Tatiana fingiu que estava vomitando.

-- Onde está aquela enfermeira que me dá uma injeção de ânimo sempre que eu venho aqui? -- Simone imitou o jeito de Gustavo falar.

-- Que horror! -- Tatiana fez uma careta -- Só faltou ele falar: Leva-me pro teu quarto, que eu te levo pro céu. Essa Isa me faz passar por cada uma.

-- Não é só você Tati, a Simone também ultimamente só tem se metido em confusão por minha causa. Desculpas garotas. A minha vida está um completo caos.

-- Olha, eu não quero te desanimar mais do que você já parece estar, mas a tendência é que piore depois que a Alex retirar o gesso.

-- Eu sei. Por isso quero abrir o jogo com ela antes dela tirar o gesso. Essa situação está me matando.

Simone e Tatiane balançaram a cabeça concordando. Era o melhor a fazer.

 

 

Quando amanheceu, Alexandra já estava acordada há horas. A ansiedade não permitiu que ela dormisse como de costume. Mesmo assim sentia-se bem-disposta e alegre.

Os primeiros raios de sol entraram pela janela, tocando o alto da parede criando desenhos abstratos. Até isso a fez sorrir.

Olhou para a cadeira estacionada ao lado da cama. Pensou que talvez com um pouco de esforço conseguisse chegar até ela e sentar-se. Firmou os pés no chão sem dor, o que já era um bom começo. Rolou a cadeira de rodas para trás até que as mãos estivessem posicionadas e se transferiu para ela.

Foi tão fácil. Descobriu isso no dia de tirar o gesso. Riu de si mesma, mas não deixou de vibrar com a conquista.

Abriu a janela e pôs a cabeça para fora deixando o vento tocar o seu rosto e fazendo seus cabelos voarem. Respirou fundo o ar puro e fresco que vinha do mar.

-- Isa, traga as algemas porque hoje eu tô pro crime -- abriu os braços e se espreguiçou.

 

 

Na cozinha, a mesa de café que Edna havia preparado estava elegante e farta.

Salada de frutas, prato de frutas frescas, mix de pães, bolos caseiros (fubá, chocolate, formigueiro, coco, laranja...), ovos mexidos, torradas, panqueca, queijos frescos (minas, ricota, mussarela, cream-cheese, requeijão), geleias, compotas e mel. Manteiga, café, chá, leite, achocolatado. Iogurte, cereais, granola e sucos naturais.

Isabel e Tatiana estacionaram diante da mesa e ficaram por um bom tempo só admirando a bela e deliciosa imagem.

-- Edna... Você amanheceu inspirada hoje? -- Isabel passou a língua pelos lábios vermelhos e salivou.

A mulher abriu um largo sorriso.

-- Hoje é um dia de muita felicidade. Dia de comemoração -- colocou um vaso com flores no centro da mesa para dar um toque especial -- A Alexandra pediu que eu preparasse um café da manhã caprichado -- olhou por toda a mesa avaliando o resultado -- O que vocês acham? Está aprovado?

-- Aprovadíssimo -- Tatiana bateu palmas e Edna alargou ainda mais o sorriso.

-- Bem... Então eu vou buscar a personagem principal dessa festa gastronômica.

-- Eu te ajudo Isa -- Tatiana se ofereceu gentilmente.

-- Então vamos. Ela já deve estar ansiosa.

-- Não precisa já estou aqui.

Elas pararam abruptamente virando seus rostos em direção à porta, ao ouvirem a voz.

-- Xanda? -- Isabel ficou tão feliz que não resistiu, deu um beijo audacioso e quente em sua boca -- Humm... Que beijo gostoso -- falou se afastando um pouco e dando um selinho em seguida.

-- Se meu beijo é bom, imagina o resto.

-- Que safadeza Alexandra -- Edna falou, chamando sua atenção.

Alexandra virou-se para Isabel e a observou por mais ou menos dois segundos antes de falar algo.

-- O que seria do amor, sem a safadeza?

Tatiana olhou para Isabel, que simplesmente baixou os olhos como quem procurasse algo muito interessante no chão.

Sentiu-se triste por Isabel e Alexandra. O amor entre elas é uma flor rara, delicada, que demorou a desabrochar e que talvez dure pouco para logo despetalar-se.

-- Tá bom, tá bom. Não vou falar mais besteiras. Não vou deixar a minha namorada linda envergonhada, nem minha empregada... -- Melhor não falar mais nada.

-- Acho bom mesmo -- Edna pegou o celular de cima do balcão e começou a fazer poses para as selfies.

-- Posso saber o que significa isso? -- Alexandra afastou a cadeira de perto dela.

-- Vou postar o meu trabalho na internet. Tenho um blog. Sabia?

-- Que legal Edna! -- Isabel falou animada -- Depois me passa o nome certinho para eu acessar.

-- Com certeza Isa. Depois eu passo.

-- Vou te dar um pau de selfie de presente.

-- ALEXANDRA! -- Edna berrou e jogou o pano de louça úmido em cima dela.

-- O que é isso sua louca? -- jogou o pano de volta na cabeça dela.

Isabel e Tatiana se olharam e caíram na gargalhada.

-- Pau de selfie é uma haste extensora utilizada para a obtenção de fotos do tipo selfie com um maior ângulo de abrangência, permitindo que mais de uma pessoa possa aparecer numa única foto -- Tatiana explicou pacientemente para a jovem senhora.

-- Sério? -- Edna demonstrou interesse -- E aonde a gente encontra isso?

-- Está vindo de brinde com o Mc Lanche Feliz.

-- Xanda tenha mais paciência meu amor.

-- Já que você está pedindo Isabel meu mel -- jogou um beijinho para ela -- Desculpa Edna sou uma grossa mesmo.

-- Assim fica bem melhor -- Edna sorriu satisfeita com o pedido de desculpas.

-- Amanhã mesmo vou mandar comprar um pau de selfie para você... Modelito: Rolo de macarrão. A maioria das mulheres não liga para o tamanho do pau mesmo, mas sim para a selfie que ele pode proporcionar.

A campainha tocou.

-- Até imagino quem seja -- Edna suspirou -- Vou lá atender.

Tatiana afastou-se e deu passagem para que ela fosse abrir a porta.

-- Quem será tão cedo?

-- Deve ser o André e o Ramon. Convidei-os para tomarem café conosco - Alexandra posicionou a cadeira de rodas próxima a mesa e pegou um copo vazio -- Me serve um suco? -- pediu para Isabel.

-- Claro.

André e Ramon entraram na cozinha discutindo.

-- Porque toda vez que você fala que sonhou com a pessoa, ela já pensa que rolou sexo? -- deu uma pausa na discursão e sorriu simpático -- Bom dia povo!

-- Bom dia André! O que tá pegando dessa vez?

Ramon sentou ao lado dela e apoiou o braço no encosto da cadeira de rodas.

-- O André ainda não superou o término do namoro com o Luiz.

-- Mas isso não foi há uns cinco anos atrás?

-- Foi poderosa. E o Ramon ainda cisma com isso. Ficou bravo só porque eu sonhei com o falecido.

-- Não foi só isso -- Ramon falou bravo -- Fala a verdade para ela.

-- Fala André. O que você aprontou dessa vez?

-- Ele me viu com uma latinha de Coca-Cola vazia na mão.

-- E daí? O que isso tem a ver com o Luiz?

-- Na latinha está estampado: "Quanto mais Luiz melhor" -- Ramon falou triste com um bico gigante -- Ele guardou uma lata vazia só porque tem o nome do dito cujo escrito.

-- Isso é grave -- Alexandra concluiu -- Quer que eu mande eliminar o Luiz Ramon?

-- Não precisa Alex. Na verdade só preciso de um abraço e... -- olhou para a mesa -- Um pedaço de bolo de milho e um pão de batata com catupiry.

-- Bom dia!

Janaína e Simone chegaram juntas a cozinha.

-- Bom dia!

-- Bom dia! Finalmente. Pensei que tivesse que chama-la -- Tatiana comentou de mau-humor.

-- Hí... Tô vendo que não sou só eu que está engessada.

-- Por favor, Tati, deixe os seus comentários para outro momento -- Simone sentou e colocou o guardanapo sobre o colo e Tatiana fez o mesmo.

-- É isso aí -- Isabel encerrou a discussão sorrindo -- Tenho uma novidade para vocês... A Xanda hoje veio sozinha para a cozinha. Não precisou da ajuda de ninguém para sair da cama.

-- Que maravilha! -- André comemorou e derramou suco de laranja na toalha limpa -- Meuuu...  Deuuuusss... Que tragédia!

-- Tragédia mesmo. A Edna vai te matar -- Janaína limpou a boca com um guardanapo e ficou olhando para a toalha suja -- Acho melhor você esconder isso antes que ela veja.

André empurrou o cesto com pães para cima da mancha amarela.

-- Assim está melhor... E então poderosa foi muito difícil?

-- Foi algo, de extrema dificuldade, mas eu consegui.

-- Que fofa! -- Isabel deu um selinho carinhoso nela.

-- Espero que além de ficar olhando latinha de Coca-Cola vazia, você também tenha feito o que te pedi André.

-- Imagina se não, o seu pedido é uma ordem poderosa chefe.

-- Muito bom -- de André, Alexandra olhou para Janaína. Como era de esperar, tinha o semblante sério, preocupado, mas os olhos brilhavam em carinho pela fiel amiga -- Podemos conversar depois do café?

 

 

A claridade do dia entrava pela grande janela de vidros do escritório de Alexandra. A visão da baía da Guanabara que se tinha daquele cômodo do apartamento era o quadro mais valioso adquirido pelos Girani.

Janaína sentou-se finalmente na poltrona ampla e encarou Alexandra com ansiedade.

-- Eu sei que você deve estar louca de curiosidade, te entendo perfeitamente. Imagino o sofrimento pelo qual tem passado e quero pedir perdão por não ter ficado ao seu lado te dando força, carinho, enfim fazendo o que uma amiga verdadeira deve fazer -- fez uma pausa e olhou fixamente para a amiga -- Eu inventei essa doença maluca com receio do que a Valentina e o Heitor pudessem fazer comigo. Eu estava muito vulnerável para enfrentar eles.

-- Não estou entendendo Alex -- Janaína estava confusa.

-- O que aconteceu comigo e a Giovana não foi um acidente Jana. Foi tudo planejado. A Giovana foi assassinada pelos dois.

Janaína ficou sem reação. Seus olhos se encheram de lágrimas, que logo começaram a escorrer abundantemente pelo rosto.

Alexandra não baixava os olhos dos dela.

-- Me sinto um pouco culpada pelo o que aconteceu -- seus olhos se acinzentaram ao lembrar-se do dia do acidente -- Havia mandado investigar o passado de Valentina. Descobri todas as suas sujeiras, os crimes de estelionato, aliciamento de idosos para contrair empréstimos. Ela ludibriou, enganou e tirou vantagem de vários idosos -- suspirou fundo antes de continuar -- Naquele dia pedi para que Giovana me acompanhasse até Copacabana para tentar dar um flagra no casal.

-- E vocês conseguiram? -- perguntou com a voz fraca.

-- Sim, conseguimos. Pegamos os dois juntos, falamos umas verdades e ameaçamos denuncia-los a policia.

-- Por isso foram atrás de vocês e... -- a emoção tomou conta dela e mal conseguiu segurar um soluço.

Alexandra aproximou a cadeira da poltrona e ficou bem pertinho de Janaína.

-- Tenho algo que te pertence -- tirou uma caixinha de veludo do bolso e entregou a ela -- Giovana havia me entregue para que eu guardasse. Sinto muito -- falou com o coração em pedaços.

Janaína abriu a caixinha que continha as alianças. Sentia-se amortecida, sentia-se confusa, meio perdida.

-- Porque as coisas tem que ser assim?

-- Não sei. Meu pai sempre falava que temos que reconhecer que Deus sempre faz tudo certo, ainda que não seja da forma como desejamos.

-- Você vai denuncia-los? -- perguntou ansiando por justiça.

-- Antes disso vou infernizar a vida daqueles dois. Eles vão implorar para serem presos e ficarem livres de mim -- deu uma risadinha maldosa que foi acompanhada pela amiga.

-- Não demore muito.

Janaína encostou a caixinha junto ao peito e levantou-se para sair não sem antes dar um beijo no rosto de Alexandra.

 

Logo que Janaína saiu, Isabel entrou no escritório. Encontrou Alexandra pensativa olhando pela janela. Sentou na poltrona e esperou ela se manifestar.

-- A morte representa a chave que traz os perfumes da vida. A saudade de hoje representa a alegria do reencontro no amanhã.

-- Você acredita nisso Xanda?

-- Não. Mas já acreditei. Hoje prefiro acreditar que nascemos, morremos e ponto final.

Isabel colocou a mão sobre a mão dela e fez um carinho bem delicado.

-- Precisamos conversar Xanda -- sua voz estava carregada de desespero, sua mão tremia levemente...

Alexandra colocou um dedo em seus lábios e apenas disse:

-- Shiii, não fale nada.

-- Mas Xanda eu preciso...

A empresária a calou com um delicioso beijo. O ar começou a faltar e lentamente se afastaram. Olharam-se nos olhos até que Alexandra quebrou o silêncio.

-- Eu também tenho muito que te falar. Só te peço que espere mais um pouco. Está quase na hora de irmos para a clínica, depois temos todo o tempo do mundo para conversamos e para muitas outras coisas.

O sorriso feliz de Alexandra a desmontou por inteiro. Pediu forças a Deus. Não imaginava que seria tão difícil contar a verdade.

-- Está certo -- protelou mais uma vez -- Mas assim que voltarmos da clínica vamos ter essa conversa. Promete?

-- Prometo -- deu um sorriso sapeca e cheio de segundas intenções.

 

 

Mais tarde na clínica.

 

-- NÃO... NUNCA... NÃO VOU PERMITIR... -- André berrava enquanto Ramon o arrastava para longe de Alexandra.

Deixa de frescura. Ele só vai serrar o gesso André -- o namorado tentava acalma-lo.

-- Desse jeito não vou conseguir realizar o meu trabalho -- o enfermeiro reclamou de cara feia ligando a serra e começando a cortar o gesso de ponta a ponta.

-- Estou me sentindo em uma cena de Jogos Mortais, e o enfermeiro nem perguntou se ela queria fazer um jogo.

-- Calma -- Isabel pedia para ele.

-- Agora parece cena do filme: O Massacre da Serra Elétrica.

Alexandra já estava ficando branca.

Voava pó de gesso para todo canto.

-- A qualquer momento vai jorrar sangue -- tapou os olhos com as mãos -- Não quero nem ver.

-- SAI DAQUI ANDRÉ! -- Alexandra berrou -- Não está vendo que estou ficando nervosa? Daqui a pouco desmaio -- estava pálida e suava frio.

O enfermeiro desligou a serra e virou-se para André.

-- Moço será que poderia por gentileza aguardar lá fora?

-- Vamos sentar lá na recepção. Você é muito cagão -- Ramon puxou o namorado pelo braço.

-- Finalmente! -- o enfermeiro respirou fundo e continuou o trabalho. Usou a serra toda e ela atingiu só o gesso, nem chegou à parte de algodão debaixo. Depois que o gesso foi tirado, a levaram para fazer vários raios-X.

Depois de algum tempo o ortopedista apareceu para conversar com ela.

-- Bom dia senhorita Girani. Como está se sentindo sem os gessos?

-- Tem certeza que o gesso foi tirado? Pois para mim ele ainda está no mesmo lugar.

Isabel e o ortopedista riram da cara de decepção que ela fez.

-- Isso é normal -- o ortopedista falou ainda sorrindo -- É o seu cérebro lhe pregando uma peça. Depois de tanto tempo sem usa-los ele se acostumou com a ideia.

-- Vou ter que ficar avisando ele que o gesso foi embora?

-- Também. Mas o que vai realmente te ajudar é a fisioterapia. Agora vamos fazer mais alguns exames e se tudo estiver bem te libero.

Meia hora depois Alexandra estava no carro com os amigos.

-- Pensei que você sairia da clínica correndo e pulando -- André falou decepcionado.

-- Não pensei que chegasse a tanto, mas ao menos andando com auxilio de muletas.

-- O que é isso gente? Que desanimo é esse? -- Isabel tentava levantar o astral de Alexandra -- Você tem que ter paciência meu amor. Pensa que o pior já passou e que de agora em diante só depende de você.

Alexandra sorriu.

-- Você tem razão -- aproximou-se de Isabel e passou a mão pelo rosto dela, afastando uma mecha de cabelo que caia no seu rosto -- Posso finalmente realizar o meu maior desejo.

André olhou para trás.

-- Espero que esse desejo não seja transar dentro carro.

Isabel ficou vermelha.

-- Para quem transa com uma latinha de Coca-Cola, transar dentro do carro é bem normal -- Alexandra falou fingindo estar brava e André ficou bicudo.

Isabel percebeu que algo não estava certo no momento em que Ramon tomou a rodovia em direção à Urca.

-- Para onde estamos indo? -- olhou pela janela e depois se virou para Alexandra -- O que vocês estão aprontando?

-- Uma surpresinha meu amor -- falou sorridente -- Estou te raptando.

 

 

Em Copacabana.

 

-- A Alexandra está apaixonada? -- Valentina deu uma gargalhada -- Essa é boa. Quem te falou isso Gustavo?

-- A Janaína fez questão de jogar na minha cara.

-- Ela falou o nome da felizarda?

-- Não -- sentou no sofá com um copo de bebida na mão -- Mas estou morrendo de curiosidade.

-- Só pode ser por aquela enfermeirinha do Butantã.

-- A Tatiana? A Simone?

-- Não. A tal da Isabel.

Gustavo pensou milhões de coisas.

-- Você sabe o sobrenome dela?

-- Humm... Acho que é... Camargo... Não, não. É Castro. Isabel Castro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nome: rhina (Assinado) · Data: 21/05/2018 10:06 · Para: Capitulo 34

 

Bom dia

Boa semana

Isabel não conseguiu falar a verdade.....isso vai render confusão. 

Rhina



Nome: lucy (Assinado) · Data: 19/07/2016 02:32 · Para: Capitulo 34

pqp, e a Valentina entregou o ouro na mão do bandido, ou ficou na mão deles que são farinha do mesmo saco

janaína ficou sabendo do assassinato, e o pior vai ser ela, ficar com raiva da Valéria que é irmã da surucucu

mas ela é gente boa.... não tem culpa de nada...

onde será que vão com esse rápto ? kkkk um lua de mel .....kkkk

quer dizer que a Edna vai ganhar um pau de self kkkkkkkkkk..Alexandra é terrível kkkk ou seria a autora, adoro o

senso de humor, bjs 



Nome: gui (Assinado) · Data: 25/01/2016 23:03 · Para: Capitulo 34
oi autora, anciosa pelo capítulo 35. acho que a Alex e a Isa devem ter logo aquela conversa difícil sobre o passado, não só da isa mas das duas, e se entenderem logo. afinal elas terão ainda muitas dificuldades pela frente, e as duas juntas ganham mais forças! abraço

Resposta do autor em 25/01/2016:

Olá Gui. Obrigada pelo comentário. Bjs.



Nome: lay colombo (Assinado) · Data: 25/01/2016 16:00 · Para: Capitulo 34

Pronto agora q vai dar merda mesmo de todas as pessoas q podiam descobrir qm é a Isa tinha q ser o mala do  Gustavo



Nome: jull (Assinado) · Data: 25/01/2016 05:59 · Para: Capitulo 34

Mas olha só que agora ela aguçou  de vez a curiosidade da pessoa aqui  😂😂😂😂 2 capítulos ou seja suspense em dose dupla🙊🙊🙊

Claroooooooo que espero que a Isa consiga contar primeiro pra Alexandra a sua versão da história  e que depois de um drama e de um dilema danado q só duraria até a Isa chegar na porta do quarto tudo se resolvesse 😆😆😆

Porque elas já vão  ter que enfrentar um monte de problemas e Isa não pode esquecer das meninas q ficaram presas e Alexandra doida varrida  como é iria ajudar e muito 😂😂😂 só de imaginar estes doidos tentando libertar alguém já é pra morrer de rir.

Massss né ..... o que será que está linda autora nos reserva... 😂😂😂😂

Bjos 



Nome: graziela (Assinado) · Data: 24/01/2016 15:43 · Para: Capitulo 34

Iria preferir se a Alex ouvisse td o que a Isabel tem para contar,  porém acredito que não seja tão fácil assim aceitar de imediato,  porém a Alex pode ajudar ela com o Bob,  Gustavo e ajudar as mulheres que a Isa prometeu voltar para ajudar,  e com isso a Isa terá tempo para ir ganhando a confiança da Alex novamente. 

Pq aceitar td de primeira realmente acho difícil. 



Nome: Mille (Assinado) · Data: 24/01/2016 13:37 · Para: Capitulo 34

Vandinha bom dia.

Prefiro a Bel contar tudo a Alex, independente dela ficar triste  e decepcionada com a história dela claro que ficará desconfiada pensando que está com o mesmo destino do pai amar uma mulher de programa. Mais a Alex tem um bom coração vejo que ela faz pelo Gustavo e por causa da Sandra. 

E tenho certeza que ela ajudará a salvar as meninas que estão pressas. Depois resta só a Bel mostrar que é deferente da mãe dela porque é notório que ambas mudaram juntas.

Bom essa é minha humilde opinião, fiquei muito feliz por você twr dado esse previgelio de participar da enquete.

Bjus



Nome: Pietra (Assinado) · Data: 24/01/2016 13:26 · Para: Capitulo 34

Já que voce tem 2 capítulos, vou dar meu pitaco.

Acho que Alex deveria escutar sua amada e ainda tentar ajudá-la a sair das garras de Bob. Agora se ela vai aceitar e vai querer ficar com Isa aí já é uma outra história.

Torço para que a mágoa e decepção passem logo para Isa não ficar a mercê de Bob, Gustavo e essa turma do mal. Espero que os outros, André, Ramon, Jana, Si e Tati, não abandonem Isabel

Beijos, Vandinha!



Nome: jake (Assinado) · Data: 24/01/2016 10:34 · Para: Capitulo 34

Ah nao  Vandinha posa vai fazer valer o título  ÚLTIMA  NOITE DE AMOR?.  

Não acredito  nisso.....

o amor sempre vence  acompanho  seu trabalho  e sei que todos os finas o amor sempre  prevalece 

Bros dessa sua fã  incondicional 



Resposta do autor em 24/01/2016:

Olá Jake. Olha o que posso te dizer é que sou uma autora bem influenciável. Estou aqui lendo os comentários, quem sabe vocês não me façam mudar algumas coisinhas. Kkkk...

Também sou sua fã minha querida, por tudo o que és como pessoa. Fica com Deus.



Nome: jull (Assinado) · Data: 23/01/2016 20:40 · Para: Capitulo 34

Tinha que se este encosto  da Valentina  a colocar tudo por água abaixo 😒😒😒

Tomate q a Isa consiga contar primeiro sua história  masssss do achando q a Alexandra  vai descobrir de um jeito muito pior 😕😕😕

 

Bjos 



Resposta do autor em 24/01/2016:

Olá Jull. Gostaria de saber o que você acha que deveria acontecer. Me fala aí. Quem sabe o seu pensamento bate com o meu. Estou aguardando. Bjã.



Nome: NayGomez (Assinado) · Data: 23/01/2016 16:06 · Para: Capitulo 34

Afx a bel tem que contar logo pra Alex meeeeeeew isso tá me matando a Alex não pode deixar a Bel desamparada.....   To com dó  antecipadamente..



Resposta do autor em 24/01/2016:

Nay, tudo bem querida? Tenho dois capítulos 35 pronto, um diferente do outro. Só não escolhi qual dos dois postar. Quero saber a sua opinião. Para você a Alexandra deve aceitar a Isa agora, ou dar um tempo e deixar a magoa e a decepção diminuirem? Fala aí. Bjã.



Nome: graziela (Assinado) · Data: 23/01/2016 15:57 · Para: Capitulo 34

Tinha que ser a Valentina e o Ogro do Gustavo para se juntarem e abalaram a Ale e a Isa. 

Sacanagem. Isa não vai ter tempo de falar com Alex,  o Gustavo e a Valentina vão se atravessar. 



Resposta do autor em 24/01/2016:

Olá Grazi. Quero saber a sua opinião. Tenho dois cap.35 prontos. Estou na duvida qual postar, me diz aí. A Alexandra deve ouvir toda a estória da Isa e tentar compreende-la? Ou dar um tempo para que a magoa e a decepção diminua? Tô no aguardo. Bjã querida.



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 23/01/2016 15:28 · Para: Capitulo 34
Vandinha vai devagar aí c as emoções p próximos capítulos, senão infarto. Espero q
A própria isabel consiga contar p xanda. Mas sei q a Vandinha vai nos fazer sofrer junto c elas. A dor da janaina ta enorme. Bom fds a todas. Bjs

Resposta do autor em 24/01/2016:

Olá Patty. Quero saber a sua opinião. Tenho dois cap.35 prontos. Estou na duvida qual postar, me diz aí. A Alexandra deve ouvir toda a estória da Isa e tentar compreende-la? Ou dar um tempo para que a magoa e a decepção diminua? Tô no aguardo. Bjã querida.    



Nome: Mille (Assinado) · Data: 23/01/2016 15:24 · Para: Capitulo 34

Oh é agora que a enfermeira misteriosa será descoberta pelo Gustavo.

Alex é uma pessoa muito sensata, mesmo que o Gustavo fale da Isa sobre ela ser garota de programa que só esta interessada pelo o dinheiro, ela irá ouvir a parte da Isa já que ela não deixou ela conversar isso no caso dela não contar antes.

Agora é esperar para que tudo der certo.

Bjus Vandinha e um abençoado final semana.



Resposta do autor em 24/01/2016:

Olá Mille. Estou fazendo uma enquete e apesar de já saber a sua opinião vou coloca-la também para você.

Quero saber a sua opinião. Tenho dois cap.35 prontos. Estou na duvida qual postar, me diz aí. A Alexandra deve ouvir toda a estória da Isa e tentar compreende-la? Ou dar um tempo para que a magoa e a decepção diminua? Tô no aguardo.

Bjã minha querida amiga. Ótimo domingo.



Nome: Pietra (Assinado) · Data: 23/01/2016 13:41 · Para: Capitulo 34

Agora o Gustavo já sabe e acho que ele é quem vai contar para Alex. Meu Deus? Nem quero ver quando Alex descobrir...

Isa não vai conseguir falar para Alex. Alexandra não vai deixar, vai querer fazer outras coisas kkkkk pelo menos elas terão uma noite amor, eu acho!

Vandinha, bom final de semana para você!

Beijo grande!



Resposta do autor em 23/01/2016:

Que o seu FDS seja maravilhoso. Fica com Deus.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.