Delirium por TessaReis


[Comentários - 2875]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Capítulo 33 - Pulsações Mentais

Isis perdeu o tato do que fazia e o fôlego pelos lábios de Ariana. A mão dela em sua nuca, o corpo grudado ao seu e o coração de Isis brincou de ficar nervoso quando Ariana virou-a de frente naquele beijo ao pressioná-la firmemente contra o balcão. Olhos nos olhos, os dedos dela deslizando suavemente pelo seu rosto, o olhar deslizando até a sua boca junto com os dedos que desciam delicados pelo seu pescoço... Isis fechou os olhos e os lábios de Ariana pegaram os seus outra vez, os braços dela enroscando pela sua cintura, apertando, cingindo...

Iriam fazer amor. Isis sabia, e queria, sem medo nenhum, ela queria.

A frigideira ficou no fogão, as ervas ficaram cortadas pela metade sob a bancada e a manhã pintava o apartamento em cores solares enquanto aos beijos e mãos ansiosas, elas foram para o quarto, para a cama ainda desarrumada do amor interrompido da noite anterior, quente do corpo delas. Ariana subiu na cama e olhando Isis nos olhos, a puxou pela mão, para sobre o seu colo, de frente para si, e Ariana tinha alguma coisa, alguma coisa naqueles olhos, naquela pele que deixava Isis... Olhos nos olhos outra vez, assim, bem de perto porque Ariana adorava o que via nos olhos de Isis, porque Isis tremia por dentro um pouco mais cada vez que ela lhe olhava assim, tremia? Será que Isis realmente tremia? Ariana desceu as mãos pelos quadris dela, pegando firme e bem lentamente, intensamente, e a respiração de Isis mudando, ficando mais densa, mais espessa, a mão de Ariana subindo pela sua garganta enquanto os olhos se arrastavam pela beleza de Isis em cada centímetro de seu corpo... Era como se Isis pudesse sentir o toque dos olhos dela e quando aqueles dedos roçaram seus lábios, as bocas se encontraram novamente, num beijo profundo, de mordiscadas de lábios e troca de línguas, e a mão de Ariana subindo pelo seu abdômen, passando pelo seu seio até alcançar a sua nuca, por baixo dos cabelos enquanto sua outra mão descia pelas costas de Isis até os seus quadris, pegando, apertando, aumentando a intensidade do beijo enquanto os braços cruzaram pela cintura dela pressionando Isis contra o seu corpo intimamente... Frissons subiram pela cervical de Isis e ela perdeu o ar, sentindo o tesão apertando entre suas coxas e aquela vontade que não era mais apenas física, era também cerebral...

_ Tira pra mim_ Ariana sussurrou roçando os dedos pela cintura de Isis por baixo do tecido_ Eu quero assistir você tirando...

Era cerebral, ponto, Ariana era uma mordida mental, uma excitação impossível manobrando o tesão de Isis de uma maneira... Isis olhou nos olhos dela, e bem lentamente foi tirando a blusa, deslizando o tecido pela sua pele macia, prendendo os olhos de Ariana em cada centímetro do movimento, a cintura, o abdômen sendo descoberto e quando o tecido passou pelos seios, Ariana mordeu a boca de tesão, Isis não usava mais nada por baixo, e os seios dela estavam tão, mas tão rígidos...

Ariana pegou Isis num beijo ardente e deitou-a para trás, encaixando-se contra ela, pressionando Isis com as coxas, com sua boca, com seu corpo e quando aqueles lábios escorregaram pelo pescoço de Isis e lhe abocanharam o seio, Isis sentiu uma chicotada de tesão que a fez estremecer inteira. Os lábios deliciosos de Ariana lhe tocando o seio, a língua dela em movimentos intensos, a mão que agarrava o outro seio, deslizando, pegando o seu tesão, Isis perdeu a mão por dentro dos cabelos de Ariana, pegando firme, sentindo-a em si, e sua outra mão caçou o abotoador do sutiã dela, descendo pelo meio de suas costas, abrindo de qualquer forma, porque Isis queria os seios dela na sua pele, roçando, tocando, empurrou o sutiã para baixo e aqueles seios estavam duros de excitação...

Isis gemeu ao sentir os seios dela em sua cintura, roçando nus na sua pele enquanto Ariana movia-se pelo corpo dela, sentindo seu tesão disparando em forma de batidas de coração. O corpo de Isis era enlouquecedor, cheio de curvas naturalmente forjadas, os seios fartos, firmes, redondos, o abdômen sem músculos, cheio de linhas coesas, as pernas bem torneadas e aquela bunda... Desceu a boca pelo corpo dela, beijando, mordiscando, cada centímetro lentamente, cada pedacinho daquele corpo lindo e sinuoso, os lábios tocando, a língua descendo, os dentes pegando a pele em leves pressões, desceu as mãos juntas por aqueles seios lindos e Isis gemeu, virando o corpo de lado, sentindo aquela excitação louca lhe eletrizando enquanto Ariana lhe mordiscava o lado do corpo, o canto da cintura, descendo e descendo cada vez mais, pegou o bumbum dela, apertando, grudando-a ainda mais contra si, Isis era uma coisa gostosa, deliciosa, era algo que Ariana queria, como nunca antes havia quisto ninguém... Buscou os olhos dela mais uma vez, Ariana queria permissão, para quê? Isis não sabia bem, mas deu e a sentiu lhe mantendo de lado e foi quando em sensuais e pausados momentos, Ariana enroscou os dedos por dentro das alças da calcinha dela, uma mordida de tesão no lábio e afundou o rosto contra a intimidade de Isis, fazendo-a se curvar para trás, se render aos arrepios, Ariana a beijava, mordiscava por cima do tecido da calcinha já encharcada de vontade enquanto despercebidamente deslizava a calcinha pelo bumbum dela descobrindo centímetro a centímetro...

_ Ariana..._ Gemeu o nome dela.

Ariana desceu a boca, deitando beijos em sua coxa, na outra, bem junto de sua virilha enquanto a calcinha pendia segura apenas em sua parte da frente e Isis não aguentava mais, seu sexo pulsava intensamente e se empurrava para Ariana, pedia por ela e por qualquer coisa que ela pudesse fazer. Isis a queria e ponto. Não conseguia pensar além, não conseguia pensar para trás, só sabia o agora.

E seu agora era Ariana.

_ A sua pele, o seu cheiro, você. Nós não vamos fazer amor..._ Ela disse, mordiscando o cós de sua calcinha fazendo a cintura de Isis quebrar num espasmo.

_ Não vamos fazer?_ Perguntou de olhos fechados e fechando os dedos nos cabelos dela.

_ Não vamos. Eu acho que o nosso já está feito, meu bem...

E assim, fazendo tremer o coração e o corpo de Isis, Ariana deslizou a calcinha descobrindo o sexo dela, que estava molhado, pulsante, pronto para a sua boca.

Ariana tocou-a com a língua intimamente e Isis estremeceu, se curvando sobre seu corpo, apertando os dedos pelos cabelos de Ariana, as coxas pelo corpo dela e seu desejo vibrou, disparou, se empurrando para Ariana, querendo senti-la ampla e plenamente, queria ser de Ariana por inteiro, livremente, queria aquele toque plenamente, senti-la ao máximo e Ariana prendeu-a, pelas coxas, pelos quadris, subindo e descendo a língua pelo sexo dela, sentindo seu ponto de prazer, suas intensas pulsações, o quanto Isis a queria, ela queria, Ariana sabia, e queria muito... Isis gemeu alto, movendo a cintura, querendo mais, os dedos de Ariana afundando pela sua pele enquanto a língua subia e descia por sobre seu ponto de prazer, instigando, provocando, a língua descendo mais, insinuando ir além, a cintura de Isis estremecendo, os dedos apertando e Ariana deslizando por seu sexo quente até que delicadamente lhe penetrou com a ponta da língua... Isis jogou as mãos para trás, se agarrando contra a cama, deixando seu corpo se mover como precisava, borboleteando pelos lábios, pelas mãos de Ariana e Isis nunca havia sentido nada igual, nunca havia sentido tanta vontade, tanto não controle e quando Ariana afundou a boca e mergulhou os movimentos, Isis sentiu o coração desprender do peito e correr pelo corpo inteiro...

O ápice do prazer foi por um caminho que Isis nunca havia pisado, as mãos perdidas por Ariana, por seus ombros, costas, pelo lençol da cama quando as unhas se cerravam forte demais, o braço de Ariana puxando-a pela curva das costas, prendendo-a contra a sua boca, contra a sua vontade, Ariana estava louca por ela, absolutamente louca, louca por aquele corpo maravilhoso, louca pelos gemidos de Isis cada vez mais fortes, cada vez mais altos, louca pelo cheiro dela, pela respiração ofegando e quando o gosto dela começou a mudar na sua boca... Ariana foi fundo, tocando como nunca, prendendo aquele orgasmo ali, nos seus lábios, na sua língua, e a cintura de Isis movendo freneticamente, a mão apertando sua nuca, seus cabelos, as coxas se apertando e Ariana não deixando, queria que Isis sentisse tudo, em cada pulsação, em cada pancada de prazer...

Isis gemeu alto e começou a gozar, presa contra os lábios de Ariana, contorcendo seu corpo inteiro, empurrando sua pélvis e então não querendo mais, não podendo mais e explodiu, num gozo extremamente trêmulo e molhado, totalmente enroscada em Ariana e antes que ela parasse de pulsar, Ariana se pôs de joelhos e puxou-a contra si, penetrando-a com os dedos, não deixando que o prazer partisse de vez, Isis gemeu e puxou-a pela nuca, beijando aquela boca molhada e vermelha enquanto a sentia dentro de si entrando e saindo vigorosamente, intensamente, as coxas enroscando na cintura de Ariana, os dedos dela penetrando, afundando, escorregando por dentro de Isis, sentindo cada uma de suas pulsações disparadas, a intimidade dela reagindo, prendendo os dedos de Ariana, as unhas de Isis entrando em suas costas e o prazer se aproximou outra vez, e Isis não fazia ideia da última vez que havia gozado em sequência numa mesma cama, ou melhor, fazia, fazia sim.

Aquilo nunca havia acontecido.

Agarrou-se em Ariana e ela aumentou os movimentos, penetrando mais forte, mais rápido, sentindo a pegada do que Isis queria, do que seu corpo precisava, e Isis era uma mulher de verdade, pegava, mostrava o que queria, agarrava Ariana, gemia no ouvido dela, se empurrava, não tinha pudor, não limites, Ariana sentia que Isis havia se despido por inteira, e o mínimo que podia fazer, era torná-la sua. Com propriedade.

Gozaram juntas, Ariana a penetrando com os dedos e se esfregando pela coxa de Isis, pelo corpo dela, pela mão que lhe tateava o sexo por cima da calcinha quase desesperadamente, agarraram-se em outro beijo sem fôlego, quente, fervente, com os músculos espasmando descontroladamente, o suor escorregando pelo corpo das duas e o desejo?

O desejo só estava no começo.

Isis empurrou Ariana contra a cama e deslizou a sua boca por aquele abdômen malhado e suado e na mesma levada, simplesmente arrancou a calcinha dela e pela primeira vez, seus olhos fintaram aquele sexo inchado de prazer e Ariana sinceramente achou que seu coração fosse parar. Isis abriu as coxas dela e simplesmente, mergulhou em sua intimidade.

_ Isis...! Isis, meu Deus...

***

Andressa deveria ter ficado quieta.

Quieta, do lado de fora do hospital, esperando que lhe trouxessem Diana de volta. Já sabia que não teriam conseguido resgatá-la, mas ao menos, ao menos...

Não estaria algemada numa lancha com traficantes perigosos.

Kiria levou Andressa para o banheiro da cabine e a algemou. Somente algemou, colocou os punhos dela para trás e a deixou sozinha, trancada e totalmente perdida. Não fazia ideia do que acontecia lá fora, o barco entrou em movimento frenético enquanto uma discussão mais do que alterada começou entre eles e Andressa não conseguia entender o motivo, as vozes estavam distantes demais, os ânimos exaltados demais, tudo foi uma enorme confusão até que conseguiu ouvir uma voz firme e definitiva pondo um ponto final em tudo. Era Kiria falando mais alto e encerrando a discussão. Houve um silêncio absoluto até Andressa sentir que a lancha estava parando. Quanto tempo havia levado? Uma hora? Talvez menos. Andressa não era tão boa agente quanto pensava, sequer uma contagem de tempo mental havia conseguido, o que esperar de conseguir prender uma traficante internacional?

A porta se abriu e seu coração quase parou. Ok, de agente só havia restado o uniforme.

_ Vem aqui_ Kiria mandou e Andressa não conseguiu se mover. Mas não porque não quis, não se moveu de medo pelo qual estava absolutamente dominada. Era como se tivesse saído de um transe extracorpóreo e acordado ali, diante daquela traficante perigosa, e que não parecia estar com muita paciência. Kiria respirou fundo ao ver que ela não havia se movido_ Vamos fazer assim, quando eu pedir alguma coisa pra você, você faz_ Ela disse, já vindo para perto dela e lhe abrindo as algemas impacientemente_ Não é difícil, quando eu disse “larga a faca” era só largar e seu nariz não estaria machucado, quando eu disse “me solta” era só soltar e você não estaria aqui. Deixa eu ver o seu nariz.

_ O quê?

_ Eu vou limpar o seu nariz_ A virou de frente para olhar o estrago de perto, havia muito sangue, mas não havia quebrado_ Melhor, toma um banho.

_ Banho? Eu não vou...?!

_ Entra no banho_ Disse definitiva e sem deixar margens para contestações. Andressa pensou. E decidiu pelo banho ainda sem entender coisa alguma. Por que ela queria que Andressa tomasse banho? Não importava, só a ordem importava. Entrou no box e muito constrangidamente começou a se despir pelos sapatos. Muito tempo para tirar os sapatos, desamarrou os cadarços, empurrou o calçado, foi para as meias e quando começou a abrir a calça, inesperadamente, Kiria Eli dobrou de costas. Sentou no balcão e se manteve de costas, olhando para a porta enquanto Andressa paralisou novamente, mas desta vez tentando entender o porquê_ Você tem três minutos, é melhor se mover. E se limpar.

Andressa não tinha o que contestar. Tirou a roupa e entrou no banho, limpando o sangue do seu corpo, sentindo seu nariz ardendo e seu coração pulsando e Kiria não a olhou para trás, nem por um instante. Por que não havia olhado? Andressa esperava que ela fosse este tipo.

_ Eu... Eu terminei.

_ Têm toalhas limpas no armário, se enxuga que eu vou trazer roupas pra você.

Roupas? Ela saiu do banheiro e Andressa se enxugou, completamente confusa pelo o que estava acontecendo. Se secou e ficou num canto, quase como uma criança perdida, sem saber bem o que devia fazer. Obedecer. Lembrou. Tinha que obedecer. Tudo bem, faria aquilo, costumava ser boa em obedecer. Kiria voltou, com um biquíni e um vestido de praia.

_ Você se veste, penteia os cabelos, não vou pedir pra você ficar bonita porque isto já está feito, então... Sua tarefa é simples_ Olhou Andressa nos olhos de uma maneira que quase a fez pensar que Kiria estava flertando. Mas havia aquela situação de estar sendo sequestrada, não deveria ser flerte, apenas uma forma de sarro mental_ Me avise quando terminar_ Saiu do banheiro outra vez e cada vez mais Andressa ficava sem saber o que pensar. Vestiu o que ela havia trazido e penteou os cabelos que havia molhado, de alguma forma aquele banho a ajudou a se acalmar. Ou havia sido as ações de sua sequestradora? Andressa tinha quase certeza que sequestros não costumam ser assim.

Devia perguntar a Rhian Kier que passou vinte e um dias em cativeiro sem um banho que fosse.

_ Estou pronta_ Disse, agora sem hesitar, e imediatamente, Kiria voltou ao banheiro, e somente desta vez Andressa notou que ela também já estava limpa e havia trocado de roupas, e não estava mais turista pelo carnaval do Caribe como da primeira vez, agora estava mais... Kiria. De alguma maneira Andressa teve a sensação de aquela era Kiria Eli de verdade. Jeans, blusa preta três quartos, um fedora de abas longas sobre os cabelos soltos que escondiam seus olhos de uma maneira misteriosa. Ela era atraente. Bem, se não estivesse sequestrando Andressa e tudo mais seria, era isso.

_ Bonitinha, preste bem atenção no que você irá fazer: você vai sair de mãos dadas comigo, assim_ Kiria enroscou seu braço ao dela, buscando sua mão em seguida, se mantendo bem perto de Andressa_ Para parecer que nós estamos nos divertindo ao invés de, você sabe. Você será minha namorada bonitinha até onde precisamos ir, você me entendeu?

Andressa afirmou.

_ Pronto, estamos resolvidas. Agora você vem comigo.

Andressa foi. Saiu do banheiro e só então pode perceber a cabine confortável onde estava. Era uma lancha pequena, mas luxuosa e quando desceram no porto, Andressa nem sabia bem o que esperar. Um lado seu queria ver sua polícia ali, pronta a resgatá-la e outro lado tinha medo que eles estivessem lá. Kiria não parecia armada, mas não significa que não estava. E os três homens que as seguiam de perto? Eles sim estavam armados, e muito armados e não pareciam nada felizes com a situação e quando eles se aproximaram ainda mais o coração de Andressa só não saltou de seu peito porque o braço de Kiria a cingiu para perto.

_ Você é minha namorada, lembra?

Andressa timidamente passou o braço pelas costas dela, a segurando pela blusa.

_ Assim_ Então Kiria se aproximou de Andressa mais ainda, falando bem baixinho, apenas para que ela pudesse ouvir_ Se ficar assim, ficará segura.

E Andressa Harumi acreditou na palavra de sua sequestradora.

Entraram num carro e Andressa não fazia ideia de onde estava ou para onde estava indo. Houve um silêncio total durante o caminho. Andressa foi orientada a olhar para baixo e pronto. Não deveria olhar para ninguém e nem olhar para onde estavam indo. Levou quinze minutos, dessa vez havia conseguido contar. Andressa desceu de cabeça baixa, olhando para o chão, a mão agarrada na blusa de Kiria sem ela precisar pedir. Não levou muito para perceber onde estava apesar da cabeça baixa. Estava num hotel. E não era qualquer hotel, era um hotel luxuoso, cinco estrelas, Kiria pegou a chave na recepção e pegaram o elevador e o clima era tão pesado que poderia ser cortado com uma faca. Levou uma eternidade até o vigésimo terceiro andar e as poucas coisas que foram ditas deram a entender que todos estavam irritados com a situação. Com as situações. Andressa era uma situação, Rhian ter escapado outra.

E Kiria, outra situação. Uma que Andressa entendia menos. Havia algo ali. Os homens pareciam unidos e descontentes com algo. Descontentes com ela?

_ A gente deveria ligar_ Falou um deles.

Kiria o fuzilou com aqueles olhos azuis.

_ Você deveria obedecer_ Kiria respondeu rápida e secamente.

_ Kiria...

_ Obedecer quieto. Você é um guardinha de porta, está aqui para ouvir, não para pensar. Iguais a você eu subo o morro e consigo cem. Sabe quantos morros esta Organização vai ter que revirar para encontrar uma Kiria? Obedeça. Ou você não serve. Já deve ter ouvido falar sobre o que eu costumo fazer com homens que não servem.

Andressa engoliu em seco e a porta do elevador enfim se abriu.

_ Encontrem os outros, nos reunimos as sete da noite_ E puxou Andressa para fora, trazendo-a consigo.

_ O que vai fazer com ela, Kiria?

_ Minha refém, eu mesma fiz_ E Andressa sentiu um frio enorme em sua cervical quando a boca dela encostou em seu ombro e levemente mordeu num sorriso_ Sou eu quem me divirto com ela, não vocês.

O coração de Andressa parou no peito enquanto foi arrastada pelo braço para um dos quartos do andar. Os homens caminharam cada um em direção a um quarto e Andressa entrou num estado confuso e suspenso quando viu o corredor desaparecendo pela porta fechada do quarto. Kiria fechou a porta, trancou com a chave e então pegou uma das cadeiras do balcão americano e travou a maçaneta, e apesar de Kiria ter feito sua espinha gelar no corredor, Andressa se sentiu aliviada por estar sozinha com ela.

Aliviada?

Kiria checou a porta e então tirou o chapéu, arregaçou as mangas, abriu uma garrafa de água.

_ Você quer alguma coisa?

Andressa tentou acalmar seu coração.

_ Água.

_ Água_ Pegou uma garrafa da adega e veio para perto de Andressa, que estava de pé de uma maneira quase engraçada num canto do quarto_ Por que você não senta um pouco?

_ É que... Eu não sei bem o que está acontecendo aqui.

Kiria olhou para ela.

_ Ah, você não sabe? E eu sei por acaso? Foi você quem agarrou em mim! Que te custava me deixar ir embora, guria? Era só me deixar fugir. Eu não acreditei que você não desistiu de mim, que continuou me seguindo, agora eu consigo entender como a Rhian se tornou uma sequestradora do dia para noite!

Como assim ela havia se tornado uma sequestradora? Ela não tinha experiência na coisa?

_ É a primeira vez que você sequestra alguém?

_ Acha que eu faço isso para viver? Eu sou uma funcionária do tráfico, não uma sequestradora! Tudo saiu da rota, não era pra você estar aqui, não era mais para eu estar aqui, eu estava tão perto de..._ Sentou-se na cama, pondo as mãos na cabeça, Kiria estava tão ferrada que nem conseguia decidir em qual problema deveria se concentrar primeiro. Se concentrou em sua refém bonitinha. Ela não parava de ficar bonita cada vez que Kiria olhava para ela_ Qual o seu nome?

_ Meu nome?

_ Isso, o seu nome. Eu sou Kiria Eli, você é...?

_ Andressa. Harumi_ Sentia que havia voltado a ser Harumi. Normalmente diria Ferraz, mas cada dia que passava andava se sentindo mais Harumi do que Ferraz e agora depois de tudo aquilo... Era como se houvesse se convencido, havia perdido Diana.

_ Andressa. Uma das minhas irmãs se chama Andressa.

_ Uma das?

_ Eu sou a sétima filha, e há mais dois depois de mim. Nove é o número de sorte do meu pai. Andressa, você estava me prendendo exatamente pelo o quê?

Ela não sabia pelo o quê estava sendo presa?

_ Tráfico internacional de drogas, é só pelo o que eu poderia prender você em outro país.

_ Mas você não estava ali por mim, estava?

Não estava. Andressa se recostou na bancada, cruzando os braços.

_ Mas também não estava lá para prender Rhian Kier. Estava separada da sua equipe, eu vi você lá fora. Por que você estava lá? Que te custava me deixar escapar? Estava com medo de mim, eu consegui sentir, era só me soltar.

_ Eu não sei bem o que me custaria. Afinal até onde eu sei, nossas intenções para estar naquele hospital devem ser parecidas.

_ Qual era a sua intenção, bonitinha?

Qual era mesmo?

_ Eu... Eu... Também não sei bem. Olha, Rhian Kier está com a minha esposa, eu só queria... Acabar com esta história.

_ Espera, espera aí, você é casada com Diana Ferraz?

_ Sou, era, nem sei mais_ Sentou na outra ponta da cama sem sequer perceber_ Eu só queria que a Rhian desaparecesse. E acho que é isso também que você quer.

_ Oww_ Abriu um sorriso_ A última coisa que eu quero é que ela desapareça, bonitinha.

E Andressa ficou confusa.

_ Como assim?

_ Eu fui lá para machucar aquela vadia. Mas machucar apenas tirando ela de perto da sua Diana Ferraz.

Andressa continuava sem entender.

_ Mas...?

_ Eu sou TeamRhian, não estou atrás dela para apagar a vadia apesar dela merecer. Eu ia tirar ela de lá, antes que a Organização pudesse colocar as mãos nela. Escuta, eu vou te contar porque nós duas estamos numa encrenca enorme. Eu faço parte de uma Organização da qual Rhian Kier roubou dez milhões de reais. Ela me usou para ter acesso as contas do irmão, eu estava com ele porque..._ Respirou fundo, Kiria estava precisando tanto soltar tudo_ Olha, a Rhian foi a minha primeira, em tudo. Eu nasci numa fazenda do interior do interior de Santa Catarina, até os meus seis anos eu só falava alemão, meus irmãos eram as únicas pessoas que eu conhecia além dos meus pais, não havia tevê, nem rádio, nada. Então meu pai recebeu o convite para trabalhar para a dona Marina, e a minha vida mudou inteira, o meu mundo cresceu de tamanho. A fazenda era enorme, tinha escola, outras pessoas falando um idioma que eu não conhecia, tinha muitas coisas que eu não conhecia e foi maravilhoso crescer ali. Éramos uma colônia unida, de muitas famílias, nós dividíamos as tarefas e as garotas cuidavam da horta. Era um mundo ideal até eu fazer treze anos e começar a gostar de outra garota da colônia. Ela gostava de mim, e algo estava para acontecer, eu podia sentir, e eu estava tão feliz que... Esqueci de esconder. Minha mãe percebeu, eu levei a maior surra da minha vida e depois, fui afastada das garotas. De todas elas. A colônia inteira começou a me olhar diferente, quase ninguém mais falava comigo, eu fui sendo isolada pouco a pouco e encontrei refúgio nos estábulos. Passei a cuidar dos cavalos sozinha. Passava a maior parte do tempo nos estábulos, me acostumei a ficar sozinha com os cavalos, era o único lugar onde eu me sentia bem. Até que um dia, quando eu tinha dezessete anos, Rhian entrou naquele estábulo e me chamou para fazer dez coisas diferentes até eu dizer sim. Nós fomos até uma cachoeira e eu perdi a virgindade num intervalo de uma hora depois do meu primeiro beijo_ Contou sorrindo_ Ela foi maravilhosa comigo, maravilhosa mesmo, ela me tirou da fazenda, me deu a oportunidade de fazer faculdade, por causa dela dona Marina pagou o meu curso, me ofereceu um quarto na mansão em Jurerê, você faz ideia do que aquilo foi para mim? Rhian foi a minha carta de alforria. Com ela eu entendi que não precisava repreender a minha sexualidade, e nem me desculpar por causa dela, ela me incentivou a fazer veterinária, disse que eu era boa naquilo e que merecia mais do que uma colônia numa fazenda. Ela fez tudo isso, e então desapareceu aos poucos. Eu não sei bem como ela fez, mas ela foi sumindo aos poucos, parando de atender o telefone, de responder as mensagens, os e-mails, até completamente desaparecer, a ponto de eu me questionar se alguma vez ela realmente esteve lá. Mas eu estava em Jurerê. Aquilo me mostrava que sim. E no terceiro ano de faculdade, já estava no meu próprio apartamento de frente para a praia.

_ Como...?

_ Eu falo alemão, inglês, italiano, aprendi espanhol durante a faculdade. Era uma universitária de boa aparência que podia vender qualquer coisa, para qualquer turista, em qualquer língua. Eu descobri que eu era boa nisso, eu dirijo qualquer coisa, carro, motos, barcos, cresci batendo em garotos machistas, não tenho medo de quase nada, não sinto quase nada, eu fui feita para isso. Quando eu me formei, eu já caminhava pelos escalões mais importantes da Organização, e quando comecei a entrar no radar das investigações, fui mandada para o Rio, para cuidar do negócio do roubo dos carros de luxo. Eles precisavam de alguém que pudesse movimentar grandes quantias sem levantar suspeitas. E eu precisava voltar para perto da Rhian. Romeo era a oportunidade perfeita. Eu cheguei no Rio e ele foi a coisa mais fácil de se conseguir e para minha sorte, Diana havia ido embora havia dois meses. Primeiro ela não quis nada comigo, nem sequer me olhava direito, mas uns três meses depois, Romeo havia viajado a negócios pela Organização e alguém bateu na porta do apartamento. E era ela. Linda, sedutora, deve ter levado vinte minutos e a gente já estava na cama. Eu só não sabia que ela estava me usando. Me usou por mais de um ano, até conseguir o que queria, acesso as contas do irmão, ao dinheiro da Organização. Na cabeça dela a Organização iria atrás do Romeo, e não em cima dela, mas com o pai já havia cortado a mesada dele há tempos e com o testamento negativo da dona Marina, Romeo não tem nada.

_ Mas tem se ela morrer.

_ É a conta simples. Romeo é tão refém quanto ela. Não sumiu do mapa ainda porque precisam dele para receber a herança. A minha Organização não costuma matar. Mas também não costuma perder. Rhian Kier é uma exceção. A ordem é executar.

Andressa olhava para ela. E chegou ainda mais perto dela na cama.

_ Deixa eu tentar entender, você está liderando a sua Organização, mas não pretende cumprir as ordens?

_ Bonitinha, eu quero que você me responda claramente: o que você pretendia entrando naquele hospital antes da sua polícia?

 _ Eu... Eu não sei mesmo. Parte de mim queria acabar com ela.

_ Acabar com ela?

_ Eu amo a Diana demais.

_ Não está amando. Ou está amando errado, bonitinha. A Diana ama a Rhian. Seria metade sem ela. Tal como a Rhian é só metade sem a Diana. Eu ia afastar as duas, porque é necessário e porque eu queria ver a Rhian sentindo alguma coisa. Mas nunca iria fazer nada contra ela, e nem contra a Diana que ela tanto adora.

_ Você ainda ama a Rhian.

_ Amei muito. Mas estou me desacostumando a amar, aceitando que ela não pode ser quem eu gostaria que ela fosse.

Silêncio. Andressa tomou coragem e fez a pergunta que precisava.

_ O que... O que acontece agora?

_ Eu ainda estou pensando sobre isso. Eu não vou machucar você, nem deixar que te machuquem. Mas você precisa confiar em mim, há seis homens da Organização comigo, e é um momento complicado, o líder desta operação está fora do jogo e esses caras não confiam em mim, já perceberam que há algo de errado. Estou liderando na garganta, mas não sei até quando. Eu sinto que eu tenho uma dívida com a Rhian, e ela também tem uma dívida comigo. Se esses caras pegarem ela, será para executar. Eu preciso encontrar ela primeiro.

_ Ou deixar que a minha polícia a encontre.

_ A sua polícia? Não sei em quem você deve confiar, a Organização tem representantes dentro da sua polícia.

_ Edgar Muniz, já sabemos. Mas é uma delegada muito honesta quem lidera esta equipe de agora, confio 100% nela a respeito da segurança da Rhian.

_ Confia 100% em cada um dos agentes? Porque você por exemplo, né_ Ela disse, carregada de sotaque sulista. Ela tinha um sotaque muito forte e uma voz muito tranquila, tanto que Andressa havia se acalmando sem sequer se dar conta. Kiria de repente, parecia mais humana do que ela nunca poderia esperar.

_ Quando isso vai acabar?_ Perguntou, deixando as lágrimas voltar aos olhos_ Eu estou odiando a Diana, e talvez esteja amando ela errado como você mesma disse, mas eu quero ela viva. E quero ficar viva, se esses caras me pegarem...

_ Não vão pegar, não chora_ E ela chorou mais, e Kiria odiava ver qualquer pessoa chorando, bonita como a sua refém então..._ Ei, não chora_ E inesperadamente, limpou uma lágrima de Andressa. Kiria tinha mãos calejadas, Andressa já havia sentido_ Eu também não vou fazer nada com você, eu só ameacei, eles precisam achar que eu vou fazer.

Andressa olhou para ela. Quando ela havia chegado tão perto?

_ É procurada por tentativa de homicídio.

_ Eu sei, mas eu só tentei, fiquei irritada com um cara aí.

_ E fez o quê?

_ Atirei nele. Umas seis vezes, mas ele não morreu.

_ Você atirou seis vezes.

_ Mas parei.

Andressa ficou gelada outra vez.

_ E se você ficar irritada comigo?

_ Então, só não me deixe irritada. Eu sou uma pessoa muito desagradável quando me irrito. Seja uma boa refém, não me contrarie, não tente fugir, até porque, você sabe, tem aqueles caras lá fora. Almoça comigo?

_ O quê?!_ Depois de todos as ameaças ela queria almoçar?

_ Almoçar, bonitinha, eu estou faminta, você me fez correr pra caramba e eu ainda nem sei porque eu não atirei em você. Vou pedir o nosso almoço_ Se esticou na cama, buscando o menu do refinado restaurante na maior naturalidade_ Os peixes daqui são maravilhosos, gosta de peixe? Vou pedir peixe pra você, você vai adorar o peixe deste lugar...

***

Isis puxou longamente a respiração, sentindo-se afundar e voltar na cama macia e afofada... Sentia braços em volta de si, uma boca na sua nuca e abriu um sorriso antes de abrir os olhos sabendo que era Ariana que estava ali, lhe abraçando, lhe tocando, lhe guardando com seu corpo, nuas sobre os lençóis embaralhados como as suas pernas. Isis abriu os olhos e perdeu o sorriso ao ver a hora que o relógio marcava.

_ Ah não_ Simplesmente saiu da cama, rapidamente, correndo em direção ao seu celular, ao seu notebook, vulcões já deveriam ter entrado em erupção enquanto Isis dormia e perdia a hora de tudo. Ariana acordou com a pressa dela.

_ Isis?

_ Eu perdi a hora! Já tinha que estar no Ministério Público e sequer chequei as cópias dos documentos, a operação já deve ter acontecido, Rhian já deve estar presa, onde está o seu celular? Amelie já deve ter ligado, todo mundo já deve ter ligado...

_ Isis, Isis?

_ O quê?

_ Nós acabamos de fazer amor_ Falou para ela abrindo um sorriso. Isis olhou para ela e, abriu um sorriso lindo de volta. Puxou Ariana pelo pé, a arrastando pela cama para beijá-la apaixonadamente.

_ Eu sei. E eu estou louca para fazer de novo, mas primeiro eu tenho que livrar Rhian Kier do mandado de prisão_ Deixou um beijo na testa de Ariana e correu para o banheiro, para um banho rápido, deixando Ariana se perder num sorriso mais do que bobo. Que Rhian ficasse presa algumas horinhas, havia feito amor com Isis, era uma justificativa e tanto.

Tentou tomar banho com ela, mas Isis a expulsou, não podia se distrair mais, Ariana riu e foi tomar banho no outro quarto, não deixaria Isis dar um passo sozinha, era pela segurança dela, nem era por aquela vontade louca que Ariana estava sentindo de não sair de perto dela nem por um segundo... Se trocou, calça jeans, camiseta, jaqueta por cima e quando saiu do quarto, encontrou Isis chateada de verdade. Havia perdido a hora, estava perdida nas coisas que precisava fazer, tentava organizar os documentos rapidamente, checar as cópias rapidamente, não conseguia contato com Amelie, ninguém havia ligado, Isis estava irritada. E fechada em si. Ariana perguntou se ela queria comer alguma coisa, resposta curta, disse que faria um café rápido, resposta monossilábica, se podia ajudar em alguma coisa, nem resposta teve. Fez o café e algumas torradas, serviu duas xícaras, passou mel nas torradas, Isis gostava de mel, colocou num pratinho e se aproximou dela que mexia nuns papéis pelo balcão.

_ Se ela continuar brigando é porque quer um beijo de desculpas, mas esqueceu como pedir_ Recitou, servindo o café pela direita dela, sem encostar em Isis_ Ela desaprende a falar quando fica brava. Mas reparei nos olhos e nas mãos desesperadas_ Continuou, e ouviu um soltar de ar pelas narinas de uma risada inesperada_ Vez em quando, cerra os lábios num biquinho protegendo seu orgulho de falar coisas bonitas_ Serviu as torradas pela esquerda e cuidadosamente, encostou a boca no ombro de Isis, beijando com carinho_ Até brigar com ela tem suas vantagens: nada melhor do que roubar beijos já meus... Coma meu amor, não tem como não estar faminta depois de tudo o que nós fizemos...

Isis se deixou vencer num sorriso e num beijo na boca daquela sua loira que não existia. Ela era convencida, mas tinha razão, Isis estava morrendo de fome, não havia tomado café e nem nunca estado numa relação sexual que durasse mais de meia-hora de tempo, e horas inteiras haviam voado desde quando voltaram para aquela cama. Havia sido... Extraterrestral, sim, uma palavra que não existe porque Isis não tinha uma palavra existente para definir como havia sido. Sentir as mãos de Ariana, a pele dela, o corpo dela roçando pelo seu, os músculos suaves que ela tinha em ação e aquele desejo passando, pulsando, disparando em cada uma das terminações de Isis... Isis nunca havia sentido nada igual. Seus melhores orgasmos sempre haviam sido consigo mesma, mas nunca havia ido além do que fazer e sentir permitiam, aquele prazer além do que o corpo é capaz de sentir se concentrando em fazer era algo completamente desconhecido para Isis, se entregar plenamente, ficar à mercê de alguém, entregar o seu controle, o seu corpo, o seu desejo assim? Não, nunca havia sentido antes.

E depois desses orgasmos profundos, Isis havia feito Ariana de degustação. Queria provar tudo, sentir tudo, descobrir o gosto de cada pedaço do corpo dela, sentir sua textura, sua excitação, o que podia causar nela a tocando assim, ou daquele jeito, com seus dedos ou com sua língua e Ariana achou que seu coração pararia de tanta excitação, que sua mente iria enlouquecer, que não dava para o seu corpo quando na verdade dava, e elas fizeram amor despudoradamente, rolando pela cama, arrancando todos os lençóis possíveis e estavam tão exaustas no último orgasmo que alcançaram juntas que sequer conseguiram dizer nada. Apenas sorriram e se enroscaram para dormir com as mentes tão vazias do mundo e tão cheias uma da outra...

Ariana olhava para ela enquanto ela terminava seu café. Isis percebeu.

_ O que foi?

_ Você. Há algum momento em que você não está linda assim? Não é justo você reclamar que perdeu a hora se eu vivo perdendo o foco cada vez que olho pra você.

Isis sorriu. Tão boba que nem conseguia se reconhecer. Beijou Ariana rapidinho, limpando a boca dela do seu batom em seguida. Desceram juntas, Isis absurdamente advogada em seus saltos e sua saia-lápis curta, os olhos protegidos sob óculos escuros e Ariana a levando pela mão. Isis sempre buscava sua mão quando saiam, e Ariana achava aquilo a coisa mais...

Parou, colocando Isis para suas costas. O carro estava parado num estacionamento vizinho, Ariana não havia conseguido voltar com o carro na noite anterior, o problema é que haviam dois homens engravatados parados junto a um carro preto que em conjunto se aproximaram bloqueando o caminho.

_ Doutora Isis Ferraz, pode nos acompanhar um minuto?

_ Não, ela não pode, e é melhor você se afastar se não quiser um escândalo.

O homem olhou para trás, em direção ao carro, então olhou para elas outra vez.

_ É um cliente que gostaria de conversar por um instante, não levará muito tempo.

_ Eu já disse que ela não pode, e é melhor você sair da minha frente ou eu...

A porta do carro preto se abriu e uma voz conhecida surgiu lá de dentro:

_ Ariana, quer deixar a moça vir aqui de uma vez?

 

E Ariana nem precisou olhar para saber quem lhe falava.

Notas finais:

Momento Ariana e poesia: Trecho do livro de Hugo Rodrigues, "Mulheres, Malditas Maravilhas", indicação da minha querida leitora Luli. :) O trecho casa completamente com a personalidade da moça Isis, obrigada pela indicação Luli!

Meninas, como vcs estão? Gostaria novamente que vcs pudessem me enviar o email de cada uma, pois tenho mais presente para vcs.

Bjos  



Comentários


Nome: Mduarte (Assinado) · Data: 31/10/2017 12:35 · Para: Pulsações Mentais

Oi Tessa,

 

Me mande o extra desse capítulo.

 

enf.marianaduarte@gmail.com

 

Obrigada



Resposta do autor:

Moça,

 

Não lembrava se tinha mandando os extras, tá, mandei de novo de qualquer forma por precaução ^^

 

Obrigada pela sua leitura! desculpe a demora absurda :/



Nome: camilanew123 (Assinado) · Data: 21/06/2017 10:52 · Para: Pulsações Mentais

Já recebi o extra, tem como me enviar agora o resto da história?? Amei a caçadora e preciso ler p resto. Tem em algum lugar? Não me fala q não tem como continuar a ler pelamooor senão eu vou ter um treco!



Resposta do autor:

Oieeee moça!

 

Então, essa história em específico eu estou lutando para publicar em livro, prometo que assim que tiver novidades entro em contato, tá ^^

Feliz que vc tenha curtido!!!

 

Beijos!



Nome: Photographer_SP (Assinado) · Data: 16/06/2017 13:02 · Para: Pulsações Mentais

Estou aqui para agradecer mais uma vez e parabenizar a você Tessa por todo cuidado, carinho que dedicou nessa linda história Delirium é sem dúvida, marcante e inesquecível!!!

Por isso o sucesso que você merece.

Continue sendo essa pessoa humilde, carinhosa e tão cuidadosa? com suas leitoras, prezo muito tudo isso, e faz com que o Universo permaneça dentro da harmonia que todos os dias buscamos nos seres vibrantes de luz que transitam por aqui.

Obrigada por sua existência, e principalmente por elegantes palavras que  deixa em suas respostas.

Conquistou uma fã (várias) :)

Leio com pensamentos positivos na esperança de encontrar outras estórias suas por aqui e também nas livrarias. Li que sonhos são reais quando acreditamos, mas devemos crer inteiro, só assim podem se tornar realidade.

 

Se possível volte logo.

Por gentileza se puder me enviar os extras agradeço.

maraaraujofotos@gmail.com

 

Desejo vibrações positivas e luz em seu caminho.

 

Obrigada.

 

Beijos



Resposta do autor:

Oieeee!!!

 

Delirium foi escrito com um breve planejamento, uma ideia muito confusa e muito carinho, e no final, acabou dando tudo certo haha

E o carinho com as leitoras é necessário né, sempre digo que escrever é uma equação de autora, história e leitoras, se falhar em qualquer um dos componentes, a história não vai acontecer. Então o carinho é necessário e uma via de mão dupla, eu só tenho a agradecer a todas vcs pela leitura *.*

 

Obrigada pelo envio de luz e pensamentos positivos! Trabalhando muito para uma possivel publicação em livro onde tbem pretendo contar com tds vcs!

 

Beijos!

 

 



Nome: isaaires (Assinado) · Data: 27/05/2017 13:55 · Para: Pulsações Mentais

Oiii!! Capítulo Fantástico! Me envia o extra, por favor? 

isabellafariasb@gmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado!

 

E acho que te enviei duas vezes, desconsidere se for o caso haha

 

Beijos!



Nome: camilanew123 (Assinado) · Data: 26/05/2017 10:47 · Para: Pulsações Mentais
Me envia o extra pfvr?

Camilanew123@hotmail.com

Obrigadaa

Resposta do autor:

Enviado!



Nome: tata_rj (Assinado) · Data: 12/04/2017 02:05 · Para: Pulsações Mentais

Wow! Essa historia da caçadora continuou? Ou foi só pra deixar as ansiosas com coceiras de curiosidade? :)

 



Resposta do autor:

Hahaha

 

Na verdade, esta história está concluida, Tata, mas eu pretendo publicar em livro ^^ Daí eu enviei só um pedacinho para ver se, caso consiga publicar, alguém vai comprar né haha

Literatura fantástica é sempre um tiro no escuro, há quem goste e quem deteste :/



Nome: flor21 (Assinado) · Data: 16/03/2017 02:37 · Para: Pulsações Mentais

Adorei o momento poeta da Ariana! rsrsr

mariaflor2121@gmail.com



Resposta do autor:

Ariana poetizando hahaha E sem medo de perder a vida, vc viu rsrs

Extra enviado!



Nome: brunafinzicontini (Assinado) · Data: 25/02/2017 04:37 · Para: Pulsações Mentais

Nossa!... Sem fôlego... Só resta dizer, com Ariana: Ísis... meu Deus!!!

Além do mais... surpresas que não acabam nunca! Um capítulo para a gente aprender a amar... Kiria. Quem diria? Uma poliglota cheia de recursos! Andressa só pode "balançar" por ela... Enfim, elas se merecem. Podem ter bons momentos juntas. E eis que nossa autora deverá surgir com nova história paralela tão empolgante quanto a principal!

Falando em histórias paralelas, algo também está "rolando" entre Amelie e a atlética delegada... Por que não? Amelie já deve ter sentido que deixou Ariana escapar definitivamente.

Tessa, desculpe se cheguei após a festa ter acabado e venha comentar com tanto "delay", mas... não aguentei.

Comecei a escrever só para pedir uma coisa: o extra do capítulo 33 - A Caçadora e a Cor Vermelha.

brunafinzicontini@yahoo.com

Abraços,

Bruna

 



Resposta do autor:

Oieee Bruna!

 

Capítulo Arisis repleto de amor ♥

E onde conhecemos a moça Kiria um pouco melhor, as mulheres inteligentes costumam ser as mais perigosas, e Andressa acabou indo parar justamente no colo da bandida haha

Amelie começando a se dar conta de que perdeu a sua médica mesmo, mas como esta autora não gosta de deixar ninguém sozinho, aqui vamos nós!

Pode comentar em delay sempre please! Seus comentários tem me ajudado demais! Aproveitando, quero muito, mas muito saber a sua opinião sobre este extra em especifico, não esqueça do meu feedback :)

 

Beijos!



Nome: menteincerta (Assinado) · Data: 15/02/2017 17:32 · Para: Pulsações Mentais

Tess, adorei a ideia de mandar as capas, tava pensando em pedir, pq no decorrer das história, a pisciana aqui não reparou muito nas mudanças nem identificou as personagens que apareciam.

Não li o Extra do outro capítulo ainda, vou esperar pra ler pelo computador, as letras ficam muito miudinhas no celular, mas já que estamos aqui, deixo meu email de novo pro próximo, aí já aproveito e comento tudo junto hahaha

 

Natiele.egidio@gmail.com

 

Bjs e até mais



Resposta do autor:

Mas gente hahaha

Não faz mal não ter reparado, agora você tem todas elas para olhar e identificar devagar haha

 

Extra enviado! Por favor me conte o que vai achar deste extra, ele é bem importante para a minha pessoa :)

 

Beijos!



Nome: mari86 (Assinado) · Data: 04/02/2017 20:56 · Para: Pulsações Mentais

Oi,

Me envia o extra por favor.

Bjs mil!

mari86rangel@gmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado!

 

Beijos!



Nome: mabi (Assinado) · Data: 27/01/2017 23:07 · Para: Pulsações Mentais

Então vamos ao comentário antes da facada :D

 

 

Primeiro vamos falar sobre,  esse casal que eu aaamo, serio mesmo Ariana é uma fofa e a Ísis é perfeita pra ela, uma protegendo a outra, a Ísis é minha diva sou fã dela *--*.

 

 

E essa da Andressa descobrindo lados surpreendentes da kiria!? Acho ate que gosto dela u.u

 

 

Agora o momento facada ;)

 

 mariasabrina.821995@gmail.com <= capitulo extra please *--*

 

 



Resposta do autor:

Oieeee novamente moça!

 

Isis e Ariana se completaram de um jeito que literalmente, não estava no script haha

Eu tinha outras coisas em mente para elas, mas o casal acabou ganhando uma força enorme por si só *.*

E a Andressa, quem diria hein, não é que a moça gostou de ter caido no colo da bandida? haha

 

Extra enviado!

Beijos!



Nome: Vitlemos (Assinado) · Data: 20/01/2017 22:22 · Para: Pulsações Mentais

Oieee

 

Me envia o extra do Cap 33 por favor. 

 

vitlemoss@gmail.com

 



Resposta do autor:

Extra enviado moça!



Nome: Tammy (Assinado) · Data: 19/01/2017 12:10 · Para: Pulsações Mentais

Bom dia, querida Autora!

Tudo bem?

Espero que sim.

Poderia me enviar o próximo extra?

gaspar.ttamiris@gmail.com

att.

;*



Resposta do autor:

Bom dia, Tammy!

 

Tudo bem por aqui, esta autora teve um pirepaque ontem mas já está tudo em ordem haha

Extra no seu e-mail!

Boa leitura, e até a próxima :)

 

Beijos!



Nome: Midnight (Assinado) · Data: 15/01/2017 22:05 · Para: Pulsações Mentais

Autora, romance de enlouquecer as mais normais. Amo. rs

Capítulo extra por favor - midnightgirl009@gmail.com.

Quando teremos novo romance?

Espero que breve, muito breve.

Beijos...



Resposta do autor:

Oieeee moça!

 

Feliz demais que esteja curtido a leitura! Extra enviado, um outro tipo de leitura, vamos ver se tbem agrada.

Romance novo já em construção!

Espero estar por aqui em Abril já com uma nova história para partilhar com vcs :)

Beijos!



Nome: Perroni91 (Assinado) · Data: 12/01/2017 20:53 · Para: Pulsações Mentais

Olá, poderia me enviar esse extra por favor?
Obrigada :)

marciasprates@hotmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado!



Nome: Mariah (Assinado) · Data: 12/01/2017 01:15 · Para: Pulsações Mentais

Falecommariah@gmail.com

relendo...  quando vira a próxima história???



Resposta do autor:

Extra enviado!

 

Próxima história em abril provavelmente, quem sabe antes? Já estou escrevendo, espero ter a sua leitura, hein

 

Beijos!



Nome: Cristine Caetano (Assinado) · Data: 10/01/2017 21:05 · Para: Pulsações Mentais

Será que ainda posso ter a honra de ler mais um pouco dessa perfeição??

mello-pam@hotmail.com



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: _kuonganjo (Assinado) · Data: 07/01/2017 23:28 · Para: Pulsações Mentais

Tess, li toda a história em uma semana, estou apaixonada pelo casal Kier-Ferraz, sonhando com um casamento igual ao delas maaas preciso desesperadamente saber todo o desenrolar de Arisis :( por favor me manda os extras?! 

Você prefere que eu comente em todos os capítulos? Qualquer coisa pra saber sobre tudo que aconteceu com as "personagens secundárias", entre aspas porque elas são tão importantes quanto as principais.

Meu email: laiine_moraes@hotmail.com

Obrigada por escrever tão lindamente! 



Resposta do autor:

Oieee moça!

 

Feliz em saber que vc leu tudo tão rápido! Que bom que curtiu o casamento e o desenrolar do nosso casal principal e mais feliz ainda que vc queira saber mais de Arisis *.*

Extra enviado! Para receber os outros, basta comentar e deixar e-mail nos capitulos de referência, tá, espero que curta tbem os capítulos extras tal como a história principal :)

 

Beijos! Obrigada pela sua leitura!



Nome: LeticiaSilva (Assinado) · Data: 06/01/2017 03:11 · Para: Pulsações Mentais

Poderia me mandar o extra por favor, bj.

 

leticiacsilva@ymail.com



Resposta do autor:

Extra enviado, Leticia!

 

Beijos!



Nome: mr_amanda (Assinado) · Data: 05/01/2017 03:47 · Para: Pulsações Mentais

Olá!

Solicitando extra! rs

 

mr.amandacruz1000@gmail.com

 

Beijo



Resposta do autor:

Oieee!

 

Extra enviado, boa leitura!



Nome: Perroni91 (Assinado) · Data: 03/01/2017 16:34 · Para: Pulsações Mentais

Oi.
Poderia me enviar esse extra por favor?
Obrigada  :)

marciasprates@hotmail.com



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: Nany (Assinado) · Data: 02/01/2017 14:58 · Para: Pulsações Mentais

Oi..

 

Gostaria de receber o capítulo extra...

araujoelaini@gmail.com

 

Desde já, obrigada...

 

Bjux...



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: Saber (Assinado) · Data: 27/12/2016 00:36 · Para: Pulsações Mentais

Quero extra, por favor.

f.cpaula@hotmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado!

 

Beijinhos!



Nome: Liana M (Assinado) · Data: 14/12/2016 08:09 · Para: Pulsações Mentais

c.melo9@hotmail.com



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: Mary (Assinado) · Data: 10/12/2016 05:59 · Para: Pulsações Mentais

Envia o extra, por favor: mmary4999@hotmail.com

 



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: tata_rj (Assinado) · Data: 10/12/2016 03:18 · Para: Pulsações Mentais

Ufa! Extras! freitas.taize@gmail.com



Resposta do autor:

Enviado, moça!



Nome: tata_rj (Assinado) · Data: 09/12/2016 20:50 · Para: Pulsações Mentais

Extras... Pleeeease, os extras! freitas.taize@gmail.com



Nome: Zuza (Assinado) · Data: 08/12/2016 23:32 · Para: Pulsações Mentais

Quero extra daiane_zuza@hotmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado!



Nome: Line10 (Assinado) · Data: 08/12/2016 02:58 · Para: Pulsações Mentais
Parabéns autora historia maravilhosa Demorei mais consegui chegar antes do fim kkkk e agora só falta ler os extras rsrsrs super ansiosa

Sant_seya@outlook.com

Resposta do autor:

Extra enviado! Boa leitura!



Nome: YVONEE (Assinado) · Data: 08/12/2016 01:53 · Para: Pulsações Mentais

Muito intenso........ amei.

Manda extra pra mim.

 

iforalosso@hotmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado moça!

Boa leitura!



Nome: vickviegas (Assinado) · Data: 08/12/2016 01:53 · Para: Pulsações Mentais

Tão grata supresa... não consigo parar...

És muito boa nesse negócio "moça".rsrsrs.

Aqui deixo meu email. 

vickviegas200@gmail.com

É assim?

Beijo.

Muito obrigada. 

At.te; Drika 



Resposta do autor:

Oieee Drika!

Que bom que consigo te manter por aqui hahaha

Fez certinho, deixou o e-mail e seu extra já foi enviado!

Espero que a leitura agrade tanto quanto esta aqui :)

Beijos! Te vejo em breve hein ^^



Nome: Anjo_steh (Assinado) · Data: 01/12/2016 03:55 · Para: Pulsações Mentais

Olá, queria extra desse Cap., vou apenas copiar e colar, como já explique  em um de meus comentários eu devorei tudo de uma vez e deixei para solicitar os extras só  ao final de leitura, ainda bem que acabei de ler antes da finalização  da história.. ^.^ 

Segue e-mail abaixo

Stefany.candida@gmail.com

 

 

Queria também te parabenizar pelo.seu Talento /Dom 



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: hillen (Assinado) · Data: 28/11/2016 02:56 · Para: Pulsações Mentais

:*

 

catharinehillen@gmail.com



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: Lenah Amaral (Assinado) · Data: 25/11/2016 22:50 · Para: Pulsações Mentais

Oi Tessa!

Aqui estou eu novamente!!!

Obrigada pelo carinho e atenção da sua resposta e com certeza, o mínimo q nós, leitoras apaixonadas por sua estória, podemos fazer é retribuir abandonando a moita e deixando em palavras o amor q temos por seu trabalho.

Recebi o extra do capitulo 31 e claro, já estou aqui para pedir o próximo ... se possível, pode me mandar todos os extras, rsss! Nesse fim de semana, pretendo devorar todos os capítulos, infelizmente ,  preparando para o grande final...q esta próximo ! 

Parabéns novamente por seu talento e por seu carinho com as leitoras. Vou procurar deixar sempre um comentário afinal, a autora merece!!!

P.S. : Se for possível me mandar todos os extras, já  estou no aguardo, anciosa!! Se n?o,  deixo o pedido nos respectivos capítulos.

Beijos

Lenah  Amaral

lenahamaral@gmail.com 



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Fiquei feliz que não demorou para voltar haha

Eu sempre digo, depois que você tira a moça da moita, ela não volta para moita rsrs

Extra deste capitulo já enviadinho para a sua leitura, é o único extra fora da história e por isso, faço questão da sua opinião tá, depois explico porque :)

Esperando sua visita neste restinho de história heim ^^

P.S: Vou pedir para você deixar o e-mail nos capitulos de referência para ser justa com as outras moças, tá, juro que envio rapidinho ^^

Beijos!



Nome: miley (Assinado) · Data: 25/11/2016 22:04 · Para: Pulsações Mentais

quero extra. miley22martins@gmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado!



Nome: anamacedinha (Assinado) · Data: 25/11/2016 20:10 · Para: Pulsações Mentais

Extraaaa :)

analuiza.mcdc@gmail.com



Resposta do autor:

Enviado! Boa leitura!



Nome: Chris V (Assinado) · Data: 24/11/2016 16:07 · Para: Pulsações Mentais

Mais por favor?

chrisv_xxi@outlook.com

Beijo



Resposta do autor:

Mais um para a coleção, enviado!

 



Nome: Aelis (Assinado) · Data: 23/11/2016 18:57 · Para: Pulsações Mentais

Por favor, quero um pouco mais de extra rs priscila.lucia@gmail.com



Resposta do autor:

Extra enviado moça!

Uma leitura diferente, viu, por favor me diga o que acha depois =)

Beijos!



Nome: melissa (Assinado) · Data: 18/11/2016 16:13 · Para: Pulsações Mentais
vc pode por favor me mandar esse extra pra mim...
abacatebatido@gmail.com
obrigada...

Resposta do autor:

Extra enviado!



Nome: menteincerta (Assinado) · Data: 16/11/2016 20:04 · Para: Pulsações Mentais

À medida que vou relendo alguns capítulos e pescando detalhes que não tinha percebido na primeira leitura, vou me encantando mais por essas meninas. Eu tenho um sério problema com Delirium: não tem como ter personagens preferidas! Sao todas tão bem-escritas, têm tanta vida e verdade em suas personalidades que não existe maneira de gostar mais de alguma por determinada característica, porque quando você lê outra, ela tem outro adjetivo tão encantador quanto o da primeira.

Isso funde a cuca de qualquer um! Kkk

 

E-mail: natielelorrayne@hotmail.com

 

Abraços e até mais



Resposta do autor:

Oieeee Nat!

 

A segunda leitura sempre a gente olha para mais detalhes que vão fazer sentindo só mais na frente né ^^

Está permitido gostar de todas igual hahaha O meu problema com os detalhes vem justamente daí, para o personagem ter firmeza ela precisa ter muitos detalhes, é o que faz crescer durante a historia, Isis e Ariana são o exemplo mais do que perfeito disto :)

Extra enviado! Espero que esta leitura diferente tbem te agrade, me conte sobre no e-mail depois, tá :)

Beijos!



Nome: Rosecris (Assinado) · Data: 16/11/2016 19:45 · Para: Pulsações Mentais

Ola autora estou enviando meu e mail bjs

 



Resposta do autor:

Oieeee Rose!

 

Moça, volte aqui, vc esqueceu de me deixar seu e-mail :/



Nome: thais (Assinado) · Data: 16/11/2016 16:19 · Para: Pulsações Mentais

ei querida.... estou esperando o extra desde o cap 31 manda ai ja de todos please....

thais.paula.lima@gmail.com 



Resposta do autor:

Oieeee Thais!

Extra enviado! Desculpe a demora, está uma correria aqui, estou fora de casa há quase 15 dias, viajando a trabalho, o tempo anda escasso, mas espero que aprecie a leitura viu?

 

Beijos!



Nome: Liz Ferraz (Assinado) · Data: 16/11/2016 01:41 · Para: Pulsações Mentais

Tess se for possível me manda o extra desse capítulo. 

Email: lise-gferraz@hotmail.com

Obrigada, beijo.



Resposta do autor:

Oieeee Liz!

Extra enviado!

Beijos!



Nome: Morganna (Assinado) · Data: 16/11/2016 00:23 · Para: Pulsações Mentais

Oiiii!!!!!!!!

Não há nada mais maravilhoso que a descoberta de um novo amor!!!!!!!!!!

cema.ferr2@gmail.com



Resposta do autor:

Olá moça!

 

Extra enviado! Espero que tenha curtido a leitura *.*



Nome: BlackMoon (Assinado) · Data: 11/11/2016 20:19 · Para: Pulsações Mentais

Me manda o extra, pleaseee!!

 

Besitos!

 

(liluoliveira@gmail.com)



Resposta do autor:

Extra de presente ;)

 

Beijos!



Nome: ddlilith (Assinado) · Data: 10/11/2016 09:41 · Para: Pulsações Mentais
Isis e Ariana S2

ddnay20@gmail.com

Resposta do autor:

Enviado!



Nome: Maria isabel (Assinado) · Data: 09/11/2016 03:39 · Para: Pulsações Mentais
: )
Email: maria.isabel.mi4123@gmail.com

Resposta do autor:

Enviado!



Nome: jcv (Assinado) · Data: 07/11/2016 16:41 · Para: Pulsações Mentais

jvc_jessicanf@yahoo.com.br



Nome: jcv (Assinado) · Data: 07/11/2016 16:36 · Para: Pulsações Mentais

jvc_jessicanf@yahoo.com.br



Resposta do autor:

Enviado!



Nome: janinec (Assinado) · Data: 04/11/2016 06:14 · Para: Pulsações Mentais

Oi Tessa, me envia por favor o capítulo de A caçadora.



Resposta do autor:

Enviado!



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.