Última noite de amor por Vandinha


[Comentários - 1262]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Última Noite de Amor -- Capítulo 33

 

-- A mãe de Alexandra era uma ex-garota de programa que destruiu a vida do marido.

-- O que? -- Isabel perguntou confusa -- Ela era uma garota de programa? -- perguntou de novo com uma voz que mal se percebia.

-- Inacreditável como a história parece se repetir -- Janaína divagou por instantes.

-- Essas coisas só acontecem comigo -- Isabel pegou outra foto para olhar. Seus gestos traindo seu desespero, os olhos perdidos no papel -- Sabe Jana... Eu tinha esperança que ela me aceitaria -- uma lágrima rolou de seus olhos e caiu na foto -- Mas agora percebi que não existe chance alguma dela me aceitar.

-- Sinto muito Isa -- Janaína falou com uma tristeza sincera. Concordando com as palavras dela.

-- O que aconteceu? De que jeito ela destruiu a vida do marido?

-- O pai de Alexandra conheceu a esposa em uma festa. Foi por intermédio de um amigo que eles começaram a conversar, a se conhecer e a ficar.

-- Ela contou logo para ele, ou tentou esconder?

 Ela contou logo no primeiro encontro. Não tinha como esconder, todos do grupo de amigos a conheciam -- Janaína tirou as sandálias e se encostou agora sentada, à cabeceira da cama king size -- É uma história muito longa que vou resumir em poucas palavras. Não quero reviver esse passado trágico.

Isabel passou suas mãos no rosto e no pescoço. Estava cansada, mas precisava ouvir o que Janaína tinha para contar. A história parecia ser bem pior do que imaginara.

-- Por parte dele foi amor a primeira vista, por parte dela, não sei ao certo o que te dizer. Só sei que em menos de um mês ele já havia tirado ela do bordel e trazido para esse apartamento.

Eles casaram, a Alexandra nasceu e o tempo foi passando. Viveram felizes por muitos anos, isso todos os amigos comentaram.

-- Quantos anos ela tinha quando ele a tirou do bordel?

-- Vinte anos.

-- Caramba... Praticamente uma menina.

-- Exatamente. Ele era um empresário muito rico e conhecido. Ela era tratada como uma rainha. Isso a deixou muito impressionada. Enfim, até que um dia ele contratou um novo piloto para o seu jatinho particular.

-- E ela se apaixonou por ele -- falou o que parecia óbvio.

-- Exatamente. Mas até aí nada de anormal, pois poderia acontecer com qualquer outra mulher independente de ser uma prostituta ou não. O problema é que eles tramaram um plano cruel para assassina-lo e ficar com a sua fortuna.

-- Meu Deus! Como uma pessoa é capaz de planejar uma coisa tão monstruosa? -- Isabel estava horrorizada com aquilo.

-- Eles foram capazes. Planejaram friamente, sem dó e sem piedade -- seus olhos ficaram carregados de nuvens cinzentas.

-- Mas pelo que fiquei sabendo eles morreram em um acidente de avião.

-- Muita coisa foi omitida pela policia com a única intensão de proteger Alexandra. A imprensa sensacionalista não respeitaria a sua dor e ela sofreria muito mais do que já estava sofrendo.

-- Entendo -- Isabel pegou outra foto de dentro da caixa -- Qual era o plano Jana?

-- A pedido dela. Eles decolaram daqui do Rio em uma sexta à noite com a ideia de passarem o fim de semana em uma fazenda próxima a Gramado, interior do Rio Grande do Sul. Seria o cenário perfeito para um assassinato. Lugar retirado, no meio do nada. Simulariam um assalto para enganar a polícia. Tudo estava cuidadosamente preparado.

-- O que deu errado? -- Isabel sentou na cama, com as pernas dobradas para trás, encarando Janaína.

Segundo os peritos que analisaram a caixa-preta com a gravação de voz do avião, houve uma discursão durante a viagem, o piloto sacou de uma arma, atirou contra o pai de Alexandra, mas errou. Então eles iniciaram uma violenta luta corporal em pleno ar que culminou com a queda do avião e a morte de todos os ocupantes. Na verdade ele já desconfiava que os dois estivessem tendo um caso.

Isabel estava horrorizada com o que acabara de ouvir.

-- Coitada da Alex, ela deve ter sofrido muito.

-- Sim, ela levou anos para se recuperar dessa tragédia.

Ouviram batidas na porta e em seguida Tatiana falou do lado de fora.

-- Preciso falar com você Isa.

-- Vou indo. A Alexandra deve ter aprontado com ela -- sorriu -- Ela adora provocar a Tati.

-- Vai lá, e Isa... -- levantou-se e foi até a garota -- Mesmo que o resultado tenha tudo para ser desastroso, abre o jogo com ela. Prova com atitudes que você a ama e que é uma pessoa de caráter forte.

-- Vou contar sim...

-- Isa - Tatiana chamou novamente e ela abriu a porta.

-- O que foi Tati? Que coisa!

-- Isa, a Alexandra está dizendo que vai se suicidar.

Isabel e Janaína riram da cara que Tatiana fez.

-- Há tá. E como ela vai fazer isso? Vai dar uma pancada na cabeça com o gesso?

-- Se enfiou em baixo do cobertor e não quer sair de lá. Já deve estar até roxa.

-- Tenha dó né Tati -- Isabel saiu em direção ao quarto de Alexandra.

-- A sua patroa é uma louca -- Tatiana olhou para a caixa que estava em cima da cama -- Elas não vão ter um final feliz, não é mesmo? -- enviou um olhar interrogativo a Janaína. Ela retribuiu o olhar e respondeu:

 -- Uma flecha só pode ser lançada se antes for puxada para trás. Quando a vida arrastar a gente para trás com dificuldades, significa que ela está lançando você para algo fantástico. Por isso devemos manter o foco e não tirar o olho do alvo.

 

 

No quarto de Alexandra.

-- Xanda, sai daí -- Isabel tentava puxar o cobertor, mas Alexandra segurava com força e a impedia -- Deixa de ser infantil, isso não combina com uma mafiosa.

Nada.

-- Xandinha meu amor, olha pra mim, vai -- Isabel sentou na cama e ficou esperando.

-- Meu amor? Gostei -- colocou a cabeça para fora do cobertor, tentando respirar -- Meu Deus! Estava quase morrendo.

-- Sua maluca! -- deitou ao lado dela, se enfiou em baixo do cobertor e deu vários beijinhos em seu pescoço -- Você não prefere morrer sufocada por um beijo?

-- Prefiro, mas só se for agora.

Isabel abaixou o rosto para beija-la e quando chegou perto de seus lábios ela desviou o rosto.

-- O que foi? Mudou de ideia? -- Isabel perguntou levantando uma sobrancelha.

-- Antes repete o que você falou há pouco.

-- Sua maluca? -- brincou.

-- Não é isso! Repete que eu sou o seu amor -- seus olhos tinham um brilho intenso.

Isabel riu daquilo. Como Alexandra estava mudada. Simples palavrinhas carinhosas a tocava.

-- Meu amor! Meu amor! Meu amor! Satisfeita?

-- Essa foi a teoria. Agora quero a prática.

Isabel a envolveu em seus braços e a beijou apaixonadamente com toda a sua língua dentro da boca dela. Seus corpos ardentes de desejo, seus peitos arfando.

O beijo acabou quando a porta do quarto foi aberta violentamente por Janaína.

As duas ficaram brancas devido ao susto.

-- Isabel! -- Janaína estava nervosa -- Vem comigo -- praticamente arrastou ela para fora da cama -- A Edna se afogou com uma azeitona. Preciso que você a salve.

-- Vai lá Isa -- Alexandra falou brava -- Aproveita e enfia mais umas cinco azeitonas na boca dela e manda-a engolir.  Se não morrer afogada, ao menos amanhã quando ela for ao banheiro vou ter com que me divertir.

-- XANDA! Coitada da Edna. Vamos Janaína -- Isabel saiu correndo enquanto Janaína ainda ficou no quarto com Alexandra.

-- Porque vocês sempre chegam no momento errado? Será que quando eu for transar com a Isa terei que colocar um segurança na porta?

-- Foi uma emergência. Seja compreensiva.

-- Das três enfermeiras, tinha que ser justo a Isa? -- sacudiu a cabeça desanimada -- Deixa pra lá, não adianta mesmo -- disse ajeitando-se na cama, sentando e encostando-se a cabeceira -- Me ajuda a sair da cama já que as três enfermeiras estão ocupadíssimas.

-- NÃO! -- respondeu com visível nervosismo.

-- Porque não? -- Alexandra perguntou curiosa, encarando a amiga. A voz dela soou tão surpresa quanto a feição em seu rosto.

 

 

Isabel esbarrou com Simone na sala.

-- Mone corre! A Edna está engasgada com um caroço de azeitona.

-- Meu Deus! Coitada! Vamos fazer a manobra de Heimlich.

Isabel se virou para a amiga que caminhava atrás dela.

-- Quem é esse?

-- Vamos que eu te mostro.

Quando chegaram à cozinha, Edna estava de costas para a porta e apoiada na pia.

-- Rápido Isa, ela deve estar com falta de ar! -- Simone ficou de pé atrás de Edna, passou os braços à volta do tronco dela. Cerrou o punho da mão direita, colocou a outra mão sobre a mão que tinha o punho cerrado e posicionou sobre a boca do estômago da empregada.

Edna se debateu, lutou, mas não conseguiu se livrar dos braços da enfermeira.

-- Olha Isa como se faz -- fez pressão com as mãos contra o estômago da mulher para dentro e para cima, como se fosse desenhar uma vírgula.

-- Socorro! -- Edna berrou desesperada.

-- Calma Edna! Esta pressão no estômago vai ajudar a deslocar o caroço pela garganta acima, liberando as vias aéreas.

-- Acho que não está surtindo efeito. Deixa eu ajudar -- Isabel bateu 5 vezes no meio das costas dela -- E agora Edna?

A mulher tossiu, tossiu e olhou para ela, os olhos arregalados e lacrimejantes. Ela não conseguia pensar, falar ou até mesmo respirar.

A porta abriu-se e Janaína entrou apressada na cozinha.

-- Isabel! Corre para o seu quarto -- estava vermelha e ofegante -- O Gustavo está aqui no apartamento.

-- Aonde? -- Isabel estava muito tensa e nervosa, seu coração parecia sair pela boca.

-- Agora ele está lá no quarto conversando com a Alexandra. Inventei esse acidente com a Edna para te tirar de perto dela.

Simone e Isabel se olharam em silêncio por um segundo e voltaram a atenção para Janaína.

-- A Edna não engoliu um caroço? -- perguntaram incrédulas, Simone revirou os olhos prevendo uma grande bronca.

-- Claro que não suas bobas. Foi a única coisa que consegui pensar no momento.

-- Ô Edna... Desculpa tá... Foi mal... -- Isabel falou envergonhada.

-- Isa!!! Sai daqui rápido -- disse empurrando ela porta a fora.

Edna já recuperada da manobra de Heimlich se virou furiosa para Simone.

-- Meu Deus! Sua selvagem. Você quase me matou.

 

 

No quarto de Alexandra.

 

-- Quem contou que eu havia voltado a falar?

-- Falei com o André ontem na boate e ele me contou.

-- Hum... Aquela bicha não consegue segurar a língua na boca.

-- Não se preocupe se depender de mim ninguém mais ficará sabendo.

-- Acho bom mesmo -- Ajeitou-se melhor para começar a ouvir ou fingir que ouvia a lamúria do advogado -- Como estão a Sandra e a bebê?

-- A bebê está muito bem. Ela é linda, Alex. Parece uma princesinha. É a minha cara -- falou todo orgulhoso.

-- Gustavo, o filho só puxa o pai quando nasce cego.

-- Credo Alex!!!

-- Bem... O que importa é que é saudável.

-- Sabe Alex, eu acho que aquela enfermeira que trabalha para você, está a fim de mim.

Alexandra olhou para ele com um misto de diversão e curiosidade.

-- Qual delas?

-- A tal da Tatiana -- disse encostado no ombro da empresária.

-- Porque você acha isso? -- perguntou com aquele sorrisinho sínico no canto da boca.

-- Assim que cheguei, ela me puxou para o quarto dela -- contava em voz baixa, como se fosse um segredo -- Me pediu para que sentasse na cama e começo com uns papos estranhos de que adora homem de terno.

-- E você? Não partiu com tudo pra cima dela?

-- Claro que não. Não tenho certeza se ela está realmente afim.

-- Só temos duas certezas na vida: a morte e o especial do Roberto Carlos no final do ano. Se eu fosse você investia nessa relação. A Tati dia desses me falou que te achava um "dotoso".

-- Dotoso?

-- Éééé... dotoso. Fofo né? A Tati é uma graça.

 

 

Na cozinha.

 

-- Sabe Jana, vou pedir um aumento de salário para a Alexandra -- Edna lavava uma pilha de pratos -- É muita sujeira para uma pessoa limpar sozinha. Olha a toalha limpinha que coloquei ontem. Já está toda suja de leite.

-- Não fique chorando pelo leite derramado -- falou sorrindo -- Acho melhor você deixar para pedir aumento em outro dia. Hoje o seu filme está um pouco queimado com ela.

-- Mas eu não fiz nada -- falou com a voz chorosa.

-- Eu sei que não, mas ela acha que você atrapalhou o momento Love dela. Então é melhor nem aparecer por lá hoje.

-- Janaína!

Gustavo a chamou da porta. Olhava para Janaína com olhos grandes e sorridentes -- A Alex pediu para você me liberar aquele dinheiro que ela lhe falou.

Janaína de imediato enrugou a testa. Não concordava com essa bondade boba da Alexandra. Sustentar um sem vergonha e uma mulher que só a fez sofrer.

-- Um dia a Alex vai cair na real -- falou lentamente enquanto passava pelo vidro aberto das portas duplas do escritório de Alexandra -- Nesse dia a fonte vai secar Gustavo. Nem mesmo a Sandra vai amolecer o coração dela. Garanto a você que esse dia está bem próximo.

-- O que você está querendo dizer com isso?

-- Que a Alex está apaixonada -- ela fez questão de ser debochada, fofoqueira e irônica -- Pode contar lá para a sua mulherzinha.

-- Quem é a mulher? -- encostou-se a mesa para ficar mais confortável enquanto Janaína abria o cofre.

-- Calma, não fique assim tão ansioso -- pegou o valor em dinheiro que Alexandra havia lhe passado e entregou para ele -- Você vai ter uma grande surpresa.

-- Alexandra nunca deixará Sandra e os meninos na mão.

-- Se eu fosse você não se sentiria tão confiante assim.

Gustavo ficou pensativo por alguns segundos e depois saiu.

 

 

No quarto de Alexandra.

 

André colocou a cabeça para dentro, pela fresta da porta e berrou.

-- Oieeeee...

O coração de Alexandra deu um pulo de susto.

-- A poderosa me chamou aqui estou. Lindo, maravilhoso e... Gordo.

-- Ainda com essa cisma? Quando alguém lhe chamar de gordo não ligue, você é maior que tudo isso.

-- Tem dias que você acorda e parece que tudo vai dar certo. Mas só parece. A tia do Ramon está lá em casa -- sentou-se na poltrona ao lado da cama com uma pastinha sobre o colo -- Você acredita que a mulher só tem filhos com nome de países? Holanda, Argentina, Roma, México.

-- Acredito. Conheci uma mulher que só tinha filha com nome de flor. Era Rosa, Hortênsia, Margarida... Adivinha o nome dela?...

-- Qual é?

--Trepadeira.

-- Interessante -- abriu a pastinha, tirou uns documentos de dentro e entregou para a chefa -- Trouxe os balancetes. Foi para isso que me chamou?

-- Eu te chamei aqui para outra coisa. Os balancetes, deixaremos para examinar depois que eu tirar o gesso -- engoliu em seco, olhou pra baixo coçando a cabeça meio sem jeito -- Eu tenho duas missões para você e o Ramon cumprirem. Posso contar com vocês?

André bateu palminhas e sorriu eufórico.

-- Claro, claro, claro. Adoro missões. Pode falar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nome: rhina (Assinado) · Data: 21/05/2018 00:44 · Para: Capitulo 33

 

Curiosa. ....qual será a treta desta vez....

Rhina



Nome: SSenseiGabii2 (Assinado) · Data: 02/01/2017 22:24 · Para: Capitulo 33

Estou sentindo uma tretah! Kkkk



Nome: lucy (Assinado) · Data: 19/07/2016 00:42 · Para: Capitulo 33

acho que ela vai pedir pra eles investigarem a Isa, será ???

ai ai ai

tomara que não....que seja outra coisa



Nome: lay colombo (Assinado) · Data: 22/01/2016 02:26 · Para: Capitulo 33

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk qse morri de tanto rir com elas tentando "salvar" a Edna gente to até chorando de tanto q eu ria kkkkkkkkkkkkkk

Aiai enfim q sera q a Alex vai aprontar



Resposta do autor em 23/01/2016:

Olá Lay. Obrigada por comentar. Volte sempre. Bjã.



Nome: lia-andrade (Assinado) · Data: 20/01/2016 15:55 · Para: Capitulo 33

Eita capítulo maravilhoso... Que missão será essa que Alex planeja? Isa tem que contar logo a verdade.. ja estou ansiosa por esse momento. 

Bjos



Resposta do autor em 23/01/2016:

Bjs meu anjo. Fica com Deus.



Nome: graziela (Assinado) · Data: 20/01/2016 12:06 · Para: Capitulo 33

Alex está num humor danado depois que começou a se relacionar com a Isa.  E cada capítulo damos mais risadas com suas tiradas.  Demais. 😂 

E a Isa não pode bobear muito não.

Agora os pedidos da Alex,  com certeza envolve ela é a Isa,  ela não se aguenta mais ser interrompida em seus momentos love.  Kkkkk

E o que é essa da Sandra com a Alex,  vai ver é uma ex prostituta tb,  sei lá.  Que loucura. 



Resposta do autor em 23/01/2016:

Chega de prostitutas. Já tem umas vinte esperando lá em Angola. Valeu pelo comentério Graziela. Bjã querida.



Nome: NatySilver (Assinado) · Data: 20/01/2016 04:23 · Para: Capitulo 33

aiii me dá uma agonia esses capítulos que acabam em menos de 1 minuto :(

vou morrer de curiosidade kkkk

to aqui me roendo pra ver a reação da Alex e agora to me roendo pra esse cara de pau do Gustavo se ferrar também.



Resposta do autor em 23/01/2016:

Kkkk... e eu me matando pra escrever e você lê em um minuto. Bjã meu anjo fica com Deus.



Nome: NayGomez (Assinado) · Data: 20/01/2016 03:13 · Para: Capitulo 33

Ain a Bel tem que contar logo antes que a Alex descobre e tira conclusão precipitada baseada na mãe dela... Afx to com dó da Isa pq se a Alex não acreditar elas estará correndo sérios perigo. Enfim torcendo pela isa.



Resposta do autor em 23/01/2016:

Olá querida. Infelizmente a Isa não está tendo coragem para contar, talvez por medo de perder a Alexandra. O cerco está se fechando contra ela, é o que você verá no próximo capítulo. Bjã e até lá. 



Nome: Ana Gil (Assinado) · Data: 19/01/2016 20:27 · Para: Capitulo 33

Morro de rir com esse humor ácido da Alexandra



Resposta do autor em 19/01/2016:

Olá Ana. Que bom te ver por aqui querida. Volte sempre. Bjã.



Nome: flawer (Assinado) · Data: 19/01/2016 19:42 · Para: Capitulo 33

Ain... que missões serão estas?

Aposto que envolvem ela e Isabel ISOLADAS, sem nada nem ninguém para EMPATÁ-LAS no tão esperado LOVE. Kkkkkkkkkkkkk   É A CARA DA XANDA.

Amando mais a cada capítulo!

 

Beijinhos



Resposta do autor em 19/01/2016:

Só se for uma ilha deserta e mesmo assim rodeada por tubarões. Tá dificil Flawer. Bjs.



Nome: gui (Assinado) · Data: 19/01/2016 19:15 · Para: Capitulo 33
oi autora, mais um capítulo muito engraçado! ... acho que a alex só vai conseguir o que quer se se trancar com a isa dentro de um cofre. rsrsr... cada um mais maluco que o outro nessa história, quase mataram a coitada da edna rsrsrs... por acaso o gustavo roubou a sandra da alex? abraço

Resposta do autor em 19/01/2016:

A história da Alexandra com a Sandra é coisa muito antiga e vai voltar a tona daqui a alguns capítulos. Continue comigo. Bjs.



Nome: Taypires (Assinado) · Data: 19/01/2016 18:43 · Para: Capitulo 33

Gustavo nem perde por esperar haha Tensa essa história da mãe da Alex, sei que vai durar longos capítulos até ela perceber que Isabel é o amor da sua vida haha



Resposta do autor em 19/01/2016:

A batata dele está assando. Você tem razão. Fortes emoções a vista. Eu garanto. Bjã garota.



Nome: jull (Assinado) · Data: 19/01/2016 18:11 · Para: Capitulo 33

É  complicou de vez vai ser difícil a Alex de imediato ver que a Isa é  do bem e a ama mesmo 😕😕

E curiosa pra saber está história  da Alex com a Sandra 

 

Bjos 



Resposta do autor em 19/01/2016:

Olá Jull. Os acontecimento vão rolar rapidos. Ainda tem muita coisa pela frente. Então não vou enrolar muito. Daqui alguns capítulos já vamos ficar sabendo de tudo. Bjs querida e até.



Nome: lenna11 (Assinado) · Data: 19/01/2016 16:26 · Para: Capitulo 33

EEsse povo é tudo louco kkkkk! O que será que a Alex vai aprontar! 



Resposta do autor em 19/01/2016:

Olá Lenna. Você sabe né...Os planos da Alex são sempre mirabolantes. Vamos ver o que vai rolar. Bjs.



Nome: Mille (Assinado) · Data: 19/01/2016 15:33 · Para: Capitulo 33

Ai que adrenalina, tadinho do meu coração ;).

Cada capitulo mais emocionante, ainda bem que o Gustavo não pegou a Bel, mais agora ela terá que abrir o jogo pois nem sempre poderá se salvar de Gustavo.

Belzinha terá que contar tudo, amarrar ou trancar a Alex para ela ouvir tudo cada detalhe, sei que a Alex ficará decepcionada com ela mais infelizmente não terá como mudar o passado e nem querer comprarar as duas.

Bjus e até o proximo



Resposta do autor em 19/01/2016:

Oi Mille. Que alegria poder contar sempre com você aqui garota. Bjã.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.