Ela é naturista por dyh_c

 

O início do Encontro começou na hora marcada, minha equipe filmava e eu anotava alguns detalhes, após meu sogro concluir a apresentação e o motivo do mesmo, ofereceu um lanche a todos.

 

Após concluir o trabalho do primeiro dia, sentei-me em um banco e fiquei observando minha namorada conversar com um rapaz.

 

-- Ela conversou com você sobre ele? -- minha sogra sentou-se ao meu lado.

 

-- Não, o que tem ele? -- perguntei curiosa.

 

-- Se declarou para ela essa semana.

 

-- O quê? -- a olhei.

 

-- Isso que ouviu, mas ela é tão apaixonada por você que não levou a sério o pedido dele.

 

-- Que pedido?

 

-- Para casar-se com ela.

 

Fiquei muda, aquele “carinha” queria se casar com minha Liara? E ela não me conta nada? Talvez tenha sido por isso que ela veio com a história de casamento? Mas mesmo assim deveria ter me dito o que aconteceu, não?

 

-- O que foi? -- ela me perguntou.

 

-- Não é nada -- menti.

 

-- Está chateada por ela não ter contado?

 

-- Na verdade estou surpresa.

 

-- Mas ela te ama você sabe, deveria vir morar conosco, assim deixaria claro que ela tem companheira, você passa pouco tempo com ela, isso faz pensar que ela esteja solteira.

 

Era impressão minha ou minha sogra estava quase me “obrigando” pedi a filha dela em casamento?

 

-- Nunca conversaram sobre o assunto? -- ela insistiu.

 

-- Já, mas nesse momento é complicado pelo meu trabalho, mas irei rever com calma.

 

-- Você a ama?

 

-- Claro Rita! Sua filha mudou minha vida completamente e para melhor, só que somos muito diferentes e eu não me adaptei completamente ao estilo de vida dela, mas isso não quer dizer que eu não aprove, só não é fácil pra mim.

 

-- Eu sei, mas o tempo resolve tudo.

 

-- Sim, ela conversa sobre nós duas com você? -- tentei matar minha curiosidade também.

 

-- Conversa, mas quando pergunto quando irão morar juntas ela desconversa.

 

Talvez a Liara venha sofrendo dos pais uma “pressãozinha” para nos casarmos ou ter algo mais sério do que ver a namorada algumas vezes ao mês, não entendia essa necessidade agora, nem havia pensado seriamente sobre o assunto, mas tentaria ajudar minha namorada tomando alguma decisão.

 

-- O que estão conversando? -- Liara terminou a conversa com o rapaz e chegou onde eu estava com Rita.

-- Nada demais, coisa de sogra e nora -- pisquei.

 

-- Sei... Pode ser qualquer coisa, mas nada que seja complô contra minha pessoa -- ela disse sorrindo -- Terminou o trabalho, amor?!

 

-- Por hoje sim.

 

-- Quer dar uma volta na praia? -- ela me convidou.

 

-- Claro!

 

Despedimo-nos de Rita e saímos de mãos dadas caminhando rumo à praia, que havia algumas tochas acessas enterrada na areia iluminado mais a visão.

 

-- A lua está linda! -- ela disse.

 

-- Nem tanto!

 

-- Como não?!

 

-- Você é bem mais linda que ela!

 

-- Boba!

 

Sentei-me na a areia e chamei-a para sentar ao meu colo.

 

-- Melhor não, sabe as regras e a praia está cheia -- ela disse.

 

Tirei minha camiseta e coloquei sobre a areia para nos sentarmos.

 

 -- Quero ficar abraçada com você! -- ela disse, seria quase a mesma coisa pesava.

 

Queria entrar no assunto do pedido de casamento que ela recebeu, mas o clima estava tão bom para ser quebrado...

 

-- Recebemos muitos turistas, não achou? -- ela me perguntou.

 

-- Sim, bem mais que o ano passado.

 

-- Verdade, acho que o trabalho da divulgação está sendo encaminhado aos poucos, mas quero pedi uma ajuda sua...

 

-- Hum... Em quê? -- a olhei.

 

-- Você conhece alguém que faz sites bem legais?

 

-- Está pensando em fazer um sobre a Aldeia?

 

-- Estou.

 

-- Parece interessante!

 

-- É sim, vai ajudar?

 

-- Claro, vou te apresentar uma amiga que fará tudo do jeito que você imaginar, mas depois, pois agora quero dar um mergulho nesse mar, vem comigo?

 

-- Não! Prefiro te olhar!

 

-- Tem certeza?

 

-- Sim!

 

Ela ficou na areia, retirei meu short e entrei na água, estava com biquíni, mas havia várias pessoas se aventuravam nuas na água gelada.

 

-- Vem! -- chamei, ela resistiu -- Vou te pegar!

 

-- Vai nada!

 

Ela realmente não quis vir e não mais insisti, sai da água e voltei a sentar ao lado dela.

 

Conversamos mais um pouco e fomos para a pousada.

 

Tomei banho e troquei de roupa, depois namoramos um pouco até ela voltar a sua casa.

 

Nessa noite não passamos dos beijos, estava bem cansada e a Liara entendeu, ela também havia trabalhado muito e acordaria cedo no dia seguinte.

 

No outro dia foi bem cansativo, cedinho começamos a trabalhar, filmando, entrevistando e até adiantando o material com a edição, como fazia algumas coisas. Pausávamos para um lanche e logo retornávamos. Teríamos que obter bastante material, já que apresentaríamos o tema em vários meios de comunicação.

 

O primeiro dia de fato do congresso pela manhã aconteceu algo bem bacana, para unir todo pessoal, ocorreu brincadeiras, como: gincanas, futebol, vôlei e outras de autoria do pessoal do Naturismo. Foi tão divertido que participei e “tomei” um banho de batizado, era simplesmente lama. Pois é, apesar de ter sido difícil de tirar, gostei, pois muito tempo não me divertia feito criança, cheguei há lembrar até dos carnavais, depois de toda brincadeira conquistei amizades e até entender mais o pensamento de ser Naturista.

 

A tarde houve palestras e debates para melhorias, regras e maiores divulgações da filosofia Naturista, nessa parte Liara apresentou seu projeto, no qual, o site que ela havia pedido ajuda a mim, estava em destaque.

 

A noite ocorreu uma festinha, sem álcool, mas muito divertida, alguns cantaram e outros arriscaram a tocar alguns instrumentos. Fiquei agarradinha a Liara o restante da noite, ou quase, pois dancei com ela e com meus sogros, pois é, tive que dançar uma das coisas que realmente não tinha talento.

 

Estava me sentindo parte de verdade da família, meus medos ou minha resistência diminuíram consideravelmente nesse dia.

 

-- Dorme comigo hoje? -- Liara perguntou.

 

-- Só amanhã linda, minha equipe ainda está aqui!

 

-- Mas amor, eles entendem!

 

-- Sei disso querida, mas acho desrespeito já que eles voltaram amanhã e farão o restante do trabalho sem minha ajuda.

 

-- Tá bom então! -- ela fez bico e afastou-se mim.

 

Vi ela conversar com o irmão e sair da minha visão.

 

-- Ela anda um pouco ansiosa, estava observando vocês, está tudo bem não é? -- meu cunhado aproximou-se de mim.

 

A família dela era muito unida, todos se preocupavam um com o outro e tentava ajudar no que era preciso.

 

-- Sim, está tudo bem -- respondi a ele.

 

-- Então não faço ideia do que seja, nem posso ajudar! -- ele era um rapaz gentil.

 

-- Você é um super rapaz, acho que está merecendo conhecer alguém bem legal mesmo -- falei.

 

-- Então agora vai me apresentar uma amiga?

 

-- Não sei, seus pais não ficariam bravos comigo... Já basta eu, não?

 

-- Nada! Eles te amam, e se eu conhecer uma mulher que não seja Naturista eles também ficaram feliz.

 

Era bom ouvir os familiares da Liara falar sobre nós, porque antes nunca fui próxima dos familiares de uma ex, e com a Liara era totalmente diferente.

 

-- Cunhadinha, minha irmã pediu pra avisar que foi dormir -- Ynês avisou.

 

-- Obrigada por avisar!

 

-- De nada, moleque papai está chamando -- ela disse ao irmão.

 

Ele saiu para ver o que o pai queria e Ynês sentou-se ao meu lado.

 

-- Ela está insegura.

 

-- Com o quê?

 

-- Acha que você não a ama mais como antes.

 

-- Mas de onde ela tirou isso?

 

-- Você sabe, não tiveram relações desde que chegou e você nem quer conversar sobre casar.

 

-- Isso não tem nada haver, avisei que dois dias estava concentrada no trabalho...

 

-- Mas na cabecinha dela tem mais...

 

-- O quê?

 

-- Ela acha que você esta apaixonada por alguém na capital e que está a trocando, passou mais de 15 dias para vim e só veio dessa vez por causa do trabalho.

 

-- Meu Deus! Como ela está pensando isso tudo e não me conta nada?

 

-- Também acho muita viagem da cabeça dela, mas temos que tirar um desconto, ela é apaixonada por você e você por algum motivo teve essas atitudes anteriores que citei, ela consequentemente ficou insegura.

 

-- Obrigada por me dizer.

 

-- De nada, mas não pode dizer que fui eu que falei.

 

-- Claro, não irei citar seu nome.

 

-- Agora tira uma dúvida? -- ela perguntou.

 

-- Qual?

 

-- Por que você não aceitou vim morar aqui? Sei que a mudança será grande, mas quando se ama e como acho que você a ama, deveria considerar pelo menos uns dias de experiência aqui com ela.

 

-- Não aceitei de imediato porque ainda não estou preparada para abandonar minha vida e meu ritmo louco, queria muito ter coragem de sair de lá e vim para cá, aqui é um paraíso, mas não consigo viver nessa tranquilidade muito tempo.

 

-- Então será difícil para vocês duas, porque não vejo ela saindo daqui, muito menos morando naquele barulho e vestindo roupas 24 h, entre nós três ela é a mais que ama tudo isso.

 

-- Eu sei e isso me deixa feliz por ela realmente amar morar aqui, mas ao mesmo tempo não me vejo morando aqui.

 

-- Situação delicada, mas trate de deixar as coisas claras logo!

 

-- Será que consigo entrar no quarto dela sem que seus pais me vejam?

 

-- Com ajuda da sua super cunhada aqui, com certeza! -- ela riu.

 

Cada vez ficava mais claro para mim, uma de nós duas precisava ceder a mudança de vida.

 

Com ajuda da minha cunhada entrei em seu quarto, estava silencioso, todos já dormiam na casa, inclusive ela, deitei-me ao seu lado, alisei seu braço e beijei seu ombro.

 

 

Ela suspirou e eu abracei.

 

-- Veio dormir comigo? -- perguntou sonolenta.

 

-- Sim, meu amor!

 

 

Ela já tinha voltado a dormir e eu a acompanhei no sono, mas agora abraçada a ela, bem mais fácil de dormir.

 

Notas finais:

Olá!!

Mais capítulo, até amanhã!

Bjss



Comentários


Nome: rhina (Assinado) · Data: 17/01/2017 21:20 · Para: Capitulo 3: Insegurança

 

Não é fácil para nenhuma das duas. ....são estilos de vida que exigem tanto de uma como da outra mudança radicais..... é um pulo ao céu. ...eu diria

como elas vão resolver?

Tudo isto me faz questionar a mim mesma......abre mais minha visão sobre o mundo. ...sobre o amor. ...valores. ...ser feliz e o que me faz feliz e preenche de verdade minha existência. 

Rhina



Resposta do autor:

Olá, rhina!

Existe alguns momentos e situações que definem nossa vida, nem sempre o que planejamos acontece, mas ter metas e objetivos claros para atingi-los é um grande diferencial, não apenas na vida profissional, mas também na pessoal. Esta simples estória nos faz  ver que desistimo de algumas coisa, mesmo que seja pequena sem nem ao menos tentar pela segunda vez, para ver se dar certo.

Bjss



Nome: cidinhamanu (Assinado) · Data: 15/01/2017 01:01 · Para: Capitulo 3: Insegurança

Será que agora que tem gavião rondando a sua amada, a Pillar vai ceder e parar de pensar demais?!
Sacrifícios serão necessários para ambas serem felizes, vamos ver se a Pillar vai tomar a decisão e ir morar com a Liara néh...



Resposta do autor:

Olá, cidinhamanu!

Sacrifícios é uma palavras que só quem sente de verdade torna-a real, Pillar precisa fazer para demonstrar o seu amor e além de tudo para não perder o seu amor.

Bjss



Nome: Mille (Assinado) · Data: 10/01/2017 17:37 · Para: Capitulo 3: Insegurança

Olá Dyh

Nosso casal tendo uma pressão e ainda bem que ela tem o carinho da família da namorada que a respeita e conversa aberto com ela.

Gavião querendo casa com a Liara, abre o olho e resolve o que fazer, sacrifício será necessário para ambas serem felizes.

Bjus e até amanhã

 



Resposta do autor:

Olá, Mille!

Muita pressão, mas quando existe amor as coisas vão se encaixando. Mas talvez aconteça mais alguns obstáculos para elas.

Bjss



Resposta do autor:

Olá, Mille!

Muita pressão, mas quando existe amor as coisas vão se encaixando. Mas talvez aconteça mais alguns obstáculos para elas.

Bjss



Nome: Suzi (Assinado) · Data: 10/01/2017 15:00 · Para: Capitulo 3: Insegurança

Olá, bom dia 

O questionamento do seu romance é muito interessante, aborda um relacionamento que terá sempre distâncias, mesmo que uma ou outra deixe de lado seu modo de vida. Esses impedimentos são comuns, aqui é modo de vida, outros a distância,  o tipo de trabalho, família. Coisas que acontecem na vida real.

Pilar tem sua vida regrada e ajustada de maneira muito diversa de Liara, compromissos e responsabilidades que impedem de tomar atitudes inconsequentes, como simplesmente ir morar  em um lugar que fica a quatro/cinco horas de viagem.

Já Liara ama seu modo de vida, se sente completa estando neste ambiente e seria pra ela uma "agressão" ir para uma cidade que com certeza lhe irá tolir sua vida.

Nem sempre o amor é suficiente para mudanças tão significativas, o equilíbrio é muito importante. Todo relacionamento é feito, construído com diálogo e sempre temos que lidar com o espaço do outro, equilibrar e pesar o que importa mais para cada um. 

Vamos ver como essas duas pessoas tão diferentes se colocarão frente a essas possibilidades.

Um abraço 

Suzi

 

 

 

 



Resposta do autor:

Olá, Suzi!

Fico feliz que tenha gostado, é uma relação complexa, exige muita paciência e amor dos dois lados. O amor deve fazer elas superar tudo, porque obstáculos irão percorrer as vidas tão diferentes delas. 

Bjss



Nome: NovaAqui (Assinado) · Data: 10/01/2017 12:29 · Para: Capitulo 3: Insegurança

Mesmo sabendo que a vida é diferente, se eu fosse a Pilar iria morar com sua amada. Com o tempo tudo se acerta. Pilar não precisa virar naturista, mas pode viver o mais a vontade possível.

Já tem urubu rondando. Vai deixar Liara ser cortejada? Claro que não, né Pilar?

Ansiosa pelo próximo!

Abraços fraternos!



Resposta do autor:

Olá, NovaAqui!

Pillar pensa demais, talvez ela deva se arriascar mais. Está surgindo cocorrência, mas ver se ela decide de uma vez.

Bjss



Nome: Pryscylla (Assinado) · Data: 10/01/2017 11:56 · Para: Capitulo 3: Insegurança

Oie, que bom que postou essa história. Eu amo essa parte naturista, mais acho que teria resistência também kkkkkkkk

Bjus ??’? 



Resposta do autor:

Olá, Pryscylla!

É difícil,  elas são muito diferentes, vamos ver o que irá acontecer.

Bjss



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.