O amor e suas conquistas por Bia Ramos

Acordei na manhã daquela semana com uma sensação diferente, algo aconteceria e pelas sensações era melhor eu me preparar, emoções fortes estavam a caminho, levantei, tomei um banho e acabei saindo mais cedo para ir para a escola, passei em um Café pegando três expressos para viagem, cheguei cumprimentando Bianca deixando um café com ela e seguindo para a academia do Ricardo.

Estávamos na sala dele conversando e ele mexendo no computador, caminhei até a janela do escritório dele quando vi que entrara uma moça alta, cabelos ruivos soltos com ondas perfeitas, usava óculos escuro, roupa social e salto alto, olhava avaliando o local, Ricardo falava comigo mas aquela mulher prendeu minha atenção até que ele viera ao meu lado perguntando:

-O que foi, viu um fantasma?

-Não deixa de ser, mas a pergunta é, o que ela faz aqui?

-Quem?

Ele seguira meu olhar e ficou olhando para a moça que caminhava a passos lentos pelo salão, ele sorriu apenas dizendo:

-Eu a convidei!

Sai do transe e olhei para ele boquiaberta, ele apenas disse:

-Não me olhe dessa forma, nos encontramos por acaso no outro dia, conversamos e a convidei para vir conhecer meu Studio.

Sai de perto dele sentando no sofá apenas disse:

-Bom, você tem todo o direito o Studio é seu e pode convidar quem quisesse.

-Que bicho te mordeu Bia? Achei normal convidá-la, ela está mudada e mais madura vou lá falar com ela, não quer vir?

-Não obrigada, passo sem essa dessa vez, faz um favor pra mim?

-Diga lá!

-Não fala que estou aqui por favor.

Concordou descendo as escadas para o encontro dela, levantei e fiquei observando os dois se abraçaram e foram em direção ao salão, fiquei lá em cima observando a conversa que não podia ouvir, mas observando os gestos e tive que concordar, ela ainda era muito linda.

A sala do Ricardo ficava em um mezanino, onde poderia ver tudo de onde localizada, ele mostrava o local para ela que avaliava entusiasmada, davam risadas altas, Amanda continuava com aquela graça de jogar a cabeça para trás quando sorria, conversaram, mas não demorou muito ela foi embora e Ricardo estava de volta dizendo:

-Eu a convidei para vir aqui mais tarde!

-Porque?

-Para conhecer mais o espaço, ela ainda dança, não perdeu o ritmo, só que o estilo de Dança que ela faz hoje e mais lento, Dança de salão.

-Sério? Nossa fiquei animada agora.

-O que está acontecendo com você Beatriz, está estranha, qual o problema, achei que tivesse superado a Amanda?

-Desculpa, acho que é sono, hoje acordei meio estranha mesmo.

-Tudo bem perdoo você.

E veio até o sofá se sentando comigo me abraçando sorrindo, comentando:

-Lembra quando dançávamos na faculdade? Ela era leve como uma pena, você costumava ficar babando quando ela dançava zouk comigo.

-Lembro sim foi por causa dela que entrei na dança.

Meu pensamento a mil só lembrava que ela me matava, todas as vezes que ficava dançando aquelas músicas sensuais, esse foi um dos motivos por te me apaixonado por ela, ele não entrara em meu pensamento e apenas comentou:

-Ainda bem que eu não gosto da fruta néh, porque a amapoa tinha pegada.

-Sim, ela tinha pegada sim...

-Calma aí, relembrando o passado Bia, está com saudade?

-Está doido? Não, sofri demais com ela, quero distância.

-Parece que ainda tem umas recaídas.

-Para de bobagem.

Fiquei ali remexendo os dedos sentindo o olhar dele, que não tardou a falar:

-Ela é Advogada agora, estava aqui a trabalho, no quinto andar e resolveu parar aqui e conhecer o local e dar um oi.

-Sério? Fiquei impressionada agora, conseguiu finalmente terminar a Faculdade.

-Sim, as pessoas mudam Bia, ela vai passar aqui mais tarde para conversarmos, se ela aceitar, a convido para vir trabalhar comigo nos horários livres dela.

-Legal...

-Credo, se anima criatura, se ela for boa como antes, não que ela não fosse, vi seu olhar de cobiça para ela.

Gargalhei jogando uma almofada nele que continuou:

-Então, se ela continua no mesmo ritmo podemos montar algo novo, o que acha?

-Acho ótimo, assim você fica livre para os amigos.

-Seria somente esse o motivo para você concordar tão fácil Bia.

-Já disse, não temos nada a ver mais, não quero passar por outra decepção.

-Ok, mas quem sabe você não se empolga e começa a dançar também?

-Sim claro, até parece... Preciso ir, senão daqui a pouco Bianca começa mandar mensagens.

-Pensei que você fosse a chefe?

-Há, há, há! Engraçado? Mais tarde passo aqui para almoçarmos.

Dei um beijo nele e fui para minha sala pensando, então Amanda era advogada e continuava a dançar, meu passado doloroso de volta sabia que algo iria acontecer, provavelmente cedo ou tarde iríamos nos encontrar, passamos bons momentos na faculdade, namoramos cerca de dois anos antes de acontecer o que aconteceu...

Gostava muito dela, mas com o tempo fui administrando isso, consegui terminar os estudos mesmo abalada, depois da faculdade não tivemos mais contato, e de repente ela volta.

Destino será?

Não pode ser!

Balancei a cabeça entrando na sala passando direto para meu escritório, a primeira turma da manhã começava as 9hs, quando sai do escritório os alunos já estavam na sala junto com o André, monitor jovem, porém inteligente, entrei cumprimentando a todos, estava conversando com o jovem quando olhei de relance para a recepção e percebi movimentos por lá.

A sala não era grande, tinha capacidade para 20 computadores, sua divisa com a recepção era envidraçada, gostava de ambiente claro, e podia ver quem entrava e saia da escola o que facilitava meu contato com Bianca, naquele momento uma mulher chegou e meus olhos se prenderam nela, morena cabelos claros luzes talvez? Não consegui ver os olhos, mas percebi que tinha um sorriso lindo algo forte aconteceu comigo, porque fiquei totalmente hipnotizada por ela?

André percebendo que me distraia, foi de encontro com o aluno com dúvida, não me aproximei do vidro, mas fiquei observando de longe, alguém muito pequena com uma cabeleira encaracolada apareceu na porta sorrindo, olhos verdes, será que a mãe também os tinham? Sorri para a pequena que correu de encontro com a mãe, fiquei observando a interação das duas, muito próximas e parecidíssimas, mãe e filha lindas, imaginei que a criança fosse pequena demais para entrar no curso aparentava ter três anos ou um pouco mais, fiquei pensando o que aquela mulher estaria fazendo ali?

Fiquei brincando com a possibilidade de abrir espaço para aulas particulares se ela quisesse, sorri com meu pensamento bobo, não demorou muito ela se foi, inspirei fundo voltando a realidade na sala observando os alunos, os que terminavam a aula ficavam jogando nos computadores, crianças pequenas perdiam o interesse facilmente em qualquer coisa que faziam, por isso dávamos uns vinte minutinhos para elas brincares nos computadores antes de irem embora, quando o ultimo aluno saiu, André desligou todas as maquinas se despedindo, fui para recepção sentando no sofá perguntando:

-Bianca quem era aquela mulher?

-Qual mulher?

-Uma que estava aqui com uma menininha, nunca a vi por aqui antes!?

-Não perde uma hein Bia?

-Eu apenas fiquei curiosa, não posso?

-Ah sim, Jéssica, ela queria falar com você.

-E porque não me chamou?

-Porque ela não quis atrapalhar, voltará mais tarde, ela é irmã do Fábio!

-Sério?

-Não a conhecia?

-Nunca fomos apresentadas.

-Entendi, enfim, ela virá a tarde para falar sobre a parte que comprou do Fábio, você sabia que ele vendeu a parte dele para ela?

-O que?

Obviamente ela não esperava minha reação, mas dera àquela informação sorrindo, me ajeitei na poltrona com a imagem dela no pensamento e quando percebi que ela ainda sorria abertamente perguntei:

-Qual o motivo do sorriso bobo?

-Nada não, lembrei de uma piada que me contaram outro dia...

-Jura? Então me conta pra ver se é legal mesmo!

-Credo Bia, que mal humor?

-Ligue para o Fábio por favor, quero falar com ele urgente!

-Sim senhora.

Levantei e ela ainda sorria abertamente, fui para minha sala indo direto para a janela, ficávamos no terceiro andar e do lado em que estávamos poderia ver o parque ao longe, voltei o pensamento para a mulher, como assim ela virá conversar comigo? A mulher surge do nada, que droga Fábio o telefone tocou atendi era Bianca transferindo a ligação:

-Oi Bia! O que conta de novo?

-Seu cara de pau, por que não me falou que vendeu sua parte aqui na escola para sua irmã?

-Ah, isso, então!

-Fábio, isso não é brincadeira deveria ter me dito antes, sabe que não gosto de surpresas.

-Eu sei Bia, deixe-me explicar, estava cansado de ficar trancado em uma sala, eu descobri que quero aventura, quero viajar mais, tenho planos sabia? Como ficou sabendo que vendi para minha irmã? Bianca não consegue guardar segredos mesmo.

-Foi ela quem me contou sim, mas porque a sua irmã esteve aqui querendo falar comigo, acho que algo importante como isso, falaria primeiro comigo antes de manda-la aqui, não acha?

-Mas, ela já foi ai? Como assim, combinamos de irmos jutos falar com você? Além disso eu disse que queria falar com você primeiro, o que ela disse:

-Sei! Não disse nada porque não falei com ela ainda, estava dando aula, só a vi de relance e não sabia que era sua irmã até Bianca me contar.

-É verdade, não lembrava que vocês ainda não se conheceram!

-Pois é meu amigo, ela já veio aqui, se não se importa, gostaria de falar com você antes que ela venha aqui de novo para esclarecermos isso, claro se não for pedir muito.

-Desculpa Bia, eu não sabia que ela estava com tanta vontade de trabalhar.

-Sabia que ia acontecer alguma coisa hoje, minha intuição não falha.

-Do que está falando sua doida?

-Você com essa novidade, Amanda que aparece novamente e Ricardo querendo chama-la para trabalhar com ele, o que mais pode acontecer hoje?

-Calma ai, Amanda voltou? Vocês voltaram, não estou entendendo?

-Não disse que voltamos, disse que ela apareceu aqui hoje e Ricardo quer chama-la para trabalhar com ele, estamos saindo para almoçarmos agora, por que não vem pra cá, podemos conversar um pouco.

-Que interessante isso! Quero saber tudo, daqui a pouco eu chego ai,

 

-Ok, estamos esperando!

Notas finais:

Continuem acompanhando pessoal!! Muita coisa está para contecer ainda!!

 

Beijos



Comentários


Nome: rhina (Assinado) · Data: 05/10/2016 22:34 · Para: 3º Capítulo – De volta a realidade

Olá.

boa tarde.

Muitas coisas para um dia só.

E tensões meio a novos sentimentos.

Beijos.

Rhina



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 05/10/2016 16:08 · Para: 3º Capítulo – De volta a realidade
Legal. E assim bia conhece Jéssica. E o passado amanda volta. Bjs


Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.