O amor chega sem avisar por patty-321


[Comentários - 163]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Marina se mexeu nos meus braços e eu como tenho o sono muito leve, acordei meio desorientada, não costumo dormi no meio da manhã. Estiquei o braço e alcancei o celular no criado mudo. Me espantei pelo horário, era 11 e 30, as crianças já iam sair da escola.

- Marina, amor, vou levantar. Preciso buscar nossos filhos na escola.

- Hummm, que horas são?

- São 11 e 30, meu amor. Ta com fome? Fique tranqüila que vou passar num restaurante e trazer almoço pra nós. Posso trazer os meus meninos pra almoçar aqui?

- Claro né amor, por favor. Somos uma família, os seus, a minha, são os nossos.

Dei um abraço bem apertado nela, a enchi de beijos e levantei.

Foi uma farra, aqueles três na mesma casa.  Os meus filhos gostavam demais da Manu, mas também quem não se apaixona pela aquela coisa fofa? Marina estava bem melhor, seu rosto não estava mais tão pálido e seu apetite havia voltado. Na frente das crianças nos comportávamos como melhores amigas, mas nossos olhares eram de apaixonadas.

- Não vai trabalhar hoje, Sandra?

- Não, tirei o dia de folga. Mas irei ter aula na faculdade à noite e você?

- Sorte que não tenho aula hoje, é EAD (ensino à distância). E avisei no trabalho que não estava bem e depois passo no médico, meu amigo e peço um atestado. Acho que não mencionei que a Marina é funcionária pública do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Depois do almoço, descansamos um pouco e me despedi dela, não sem antes, prometer que iria dormi com ela após o trabalho na faculdade.

Acertei com dona Neuza pra dormi na minha casa com os meninos e fui tranqüila após o expediente na faculdade ficar com minhas princesas.

Cheguei à portaria do condomínio e havia um carro preto dificultando a passagem, pelo visto ele não teve autorização para entrar e um estava aos berros com o porteiro que havia chamado um segurança, vixe confusão à vista. Sair do carro para ver o que estava acontecendo, qual minha surpresa!! Era o João Carlos gritando que iria entrar de qualquer jeito, pois era um absurdo ele não ter autorização para visitar a namorada.

- Senhor, se acalme, a dona Marina nos proibiu expressamente, de autorizar a sua entrada neste condomínio, queira, por favor, se retirar, que há pessoas que precisam adentrar o ambiente.

- Isso não vai ficar assim, seu porteiro de merda, sou amigo do governador e você vai ser demitido e nunca mais vai arranjar emprego nesta cidade.

- O senhor pode ser amigo até do presidente da república ou do Papa, mas aqui nós só obedecemos as ordens dos moradores. Boa noite, passar bem.

Fui andando pro meu carro, dei uma ré e o Zé Mané metido a besta, saiu cantando pneu e xingando.

- Boa noite, seu Antônio. Que homem abusado, não é?

- Boa noite, senhora. Sim, ele é e sempre foi arrogante.  A sua entrada está liberada.

Entrei e fui direto pro quarto da Marina, estava ela e a Manu deitadas, assistindo uma animação no bluray.

- Boa noite minhas princesas.

- Tiaaaaaa, você chegou!!!!!! Vem assistir com a gente, estamos assistindo a era do gelo 3 – falou isso se jogando nos meus braços.

Rodei com ela, gargalhando e beijando seu rostinho fofo. Marina nos olhava com um sorriso bobo no rosto. A raiva dela havia passado, assim parece.

- Boa noite amor. Filha, a namorada é minha, dar pra largar?

- Oi amor – Falei dando um selinho nela - Coisa linda, ciumentinha assim. Meu coração é grande, cabe mais.

- Cabe mais é? Vem apanhar, vem – Me puxou pelo braço e eu cair na cama – vem Manu, bora fazer montinho.

- Montinho, montinho.

As duas se jogaram em cima de mim e foi aquela farra. Gargalhadas e muita diversão.  Três crianças.

Depois da farra, deixei as duas assistindo o filme e fui tomar um banho, queria ficar bem cheirosa pro meu amor. Fazer amor de reconciliação é tudo de bom.

- Cadê a Manu? Dormiu?

- Sim, levei pro quarto, estava caindo de sono. Você demorou no banho. Que camisola sexy.

- Gostou? – Fui chegando perto dela com aquele olhar bem sensual, rebolando lentamente e ela não tirava o olho de mim. Sentou na cama e se encostou à cabeceira. Cheguei bem perto dela e fui escorregando lentamente a alça da camisola, primeiro a alça esquerda, depois a direita e fui baixando, estava sem sutiã lógico e sem calcinha, estava pro crime, kkkk. Quando ela esticou o braço pra me puxar, eu escapei, ela grunhiu um palavrão e eu fui pro começo do colchão. Subir e fui engatinhando ao encontro dela e ela só olhando, os olhos cheios de excitação. Ela não se mexeu, queria me dar o troco. Beijei seus olhos, a lateral do rosto, mordi o lóbulo de sua orelha e sussurrei com a voz bem sexy: quer? Vem pegar?- Aiiiiiii, dei um gritinho com o susto, pois ela se mexeu tão rápido, me jogando no colchão, ficando por cima e me tomou num beijo pra lá de intenso. Meu core. Que tesão!!!!

A fome dela era grande, pois foi logo chupando meus seios, mordendo minha barriga e rapidamente estava entre as minhas pernas, me fazendo um oral maravilhoso!!!

- Ai amor, mais devagar, vou gozar muito rápido assim!!! - Eu disse me contorcendo toda no colchão – Gozei e ela não parou, começou a morder e chupar minha panturrilha, coxas, a passar a língua no meu clitóris, me olhando com aquela cara de safada – Caraca!! Desfaleci. Ela quer me matar de amor e tesão, uma maravilhosa forma de punição.

- Pára amor, to quase sem ar, tive orgasmos múltiplos. Calma, vem cá, me deixa retribuir assim que eu conseguir respirar direito. – eu disse com a voz entrecortada.

- Isso é pra te punir e você nunca mais me mandar mensagens desaforadas, vai ficar toda marcada, dona Sandra.

- Ui , adorei essa sua doce punição. Vem cá vem.

Ela veio e entre beijos, carícias loucas e declarações de amor, passamos quase a noite toda acordadas. Delícia. Até esqueci de comentar sobre o escândalo que o nojento do ex dela fez na portaria. Bem, vamos viver o agora e esquecer os problemas por esta noite.

Monte Castelo

Legião Urbana                                                                                                                

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria

É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade
O amor é bom, não quer o mal
Não sente inveja ou se envaidece

O amor é o fogo que arde sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria

É um não querer mais que bem querer
É solitário andar por entre a gente
É um não contentar-se de contente
É cuidar que se ganha em se perder

É um estar-se preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor
É um ter com quem nos mata a lealdade
Tão contrário a si é o mesmo amor

Estou acordado e todos dormem
Todos dormem, todos dormem
Agora vejo em parte
Mas então veremos face a face

É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria

Notas finais:

É muito amor e viva o amor.



Comentários


Nome: Tekaxaviers (Assinado) · Data: 05/05/2018 23:04 · Para: 27 – É só o amor, é só o amor...

Que punição hein!!!



Nome: flawer (Assinado) · Data: 28/04/2018 23:56 · Para: 27 – É só o amor, é só o amor...

Era punição deliciaaaaa! Kkkkkk

Quem não quer ser punida assim, hein?! ( Sobrancelhas movimentando-se brincalhonas aqui) 

Oh pattyta?! Vc é Cruela, viu... (Carinha sapeca aqui)  Faz um cap hot deste e nem disponibiliza um leque, genteeee!!! Calor da zorra! Kkkkkkkk 

 

Beijinhos autora lindona



Nome: Bee20 (Assinado) · Data: 26/04/2018 11:24 · Para: 27 – É só o amor, é só o amor...
Essas duas ?????


Nome: Socorro de Souza (Assinado) · Data: 25/04/2018 11:31 · Para: 27 – É só o amor, é só o amor...

Elas mereciam esse momento de amorzinho... Só acho que a Sandra deveria ter comentado sobre o ex ... estrupício esse Ze Mané



Resposta do autor:

Quem nao esquece, estando nos bracos do amor após uma tempestade? Bjs



Nome: NovaAqui (Assinado) · Data: 25/04/2018 09:49 · Para: 27 – É só o amor, é só o amor...

Amorzinho de reconciliação. Ui! Que tudo



Resposta do autor:

E tudo de bom.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.