Seu olhar por Heli


[Comentários - 29]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

23 Sensação Familiar.

Éster

Eu estava deitada olhando para o nada, quando ouço novamente aquela mesma voz de antes pedindo para entra.
- Posso entra?
- Claro, entre!
- Éster você realmente não se lembra de nada?
Aquela mulher mais uma vez, me faz essa pergunta, e por mais que eu tentasse eu não conseguia me lembra dela.
Ela e uma moça muito linda, cabelos lisos caídos nos ombros, um porte físico de dar inveja a qualquer mulher, olhos castanhos profundos e de uma voz tão doce.
Fiquei ali devagar que até esqueci de responde lá, que já fui lê perguntando
- Quem e você?
- Sou Carla, sua...... Sua... Amiga 
Ela gaguejou para responde minha pergunta me deixando curiosa.
- Me desculpe Carla, mas eu não lembro de você. Pode me fala se nos conhecemos ou já nos vimos para sermos amigas?
Carla abaixou a cabeça e vir de novo lagrimas sair de seus olhos, e antes que ela falasse minha tia entra no quarto
- Tia onde estou ?
Perguntei assim que ela entrou
-Esta no Maine
Quando minha tia falou que eu estava em sua cidade, fiquei confuso, mas como parei aqui? eu não estava em nova York? Então lhe perguntei 
-Como vim parar aqui? O que houve comigo Tia?
-Você teve um acidente de carro Éster, e você teve traumatismos craniano, assim lhe fazendo perder a memória, e vamos fazer uns exames para ver a gravidade.
- Mas como fui para aqui Tia? Eu estava em nova York, meus pais que me trouxe?
Perguntei a minha tia, que me contou tudo como fui para no Maine, do coma, que voltei a fica ate um pouco tonta com tanta informações. Para uma noite só!
- você esta bem?
Carla se aproximou perguntando ao percebe que eu não estava bem
- Estou sim! 
Forcei um sorriso já que minha cabeça doía, mas não queria preocupa lá, deste que acordei ela só demostra preocupação por mim, deve se coisa de médico.
Carla

Depois que conversei com Fabíola fomos para o quarto de Éster, no meio do caminho ela teve que ver uns papeis na recepção e fui na frente, chegando lá minha menina queria sabe de tudo e respondi umas coisas a ela, e fiquei com medo de fala que somos mais que amigas, fiquei com medo de Éster me rejeitar, eu não suportaria perder lá, e não demorando muito Fabíola chegou e contou tudo para minha menina, e fiquei só a observa.
Fabíola também não chegou a fala de mim com ela, e pela sua expressão percebi que foi muita informações para um dia, me preocupando perguntei se ela estava bem, ela respondeu que sim, mas claro que ela mentia, apensa do pouco tempo que ficamos juntas, já a conhecia suficiente para sabe disso.
- Mais você não  me parece nada bem, não e Fabiola?
Falei olhando em seus olhos é, em seguida olhando para Fabíola.
- Verdade Éster, foi muita informações para você, então relaxe durma mais um pouco, e quando amanhecer vamos fazer uma ressonância OK?
Éster respirou fundo e concordou, fazendo bico de emburrada que me fez dar um sorriso ao vê isso.Minha menina pode ter perdido a memória, mais seu jeito fofo continuava o mesmo, e na mesma hora que estou com meu sorriso bobo, ela me olha com aquele olhar de sempre, como se quisesse me desvendar, bom isso ela já tinha feito só tinha esquecido disso, mais eu a faria lembra. 
- Você e sempre assim?
Ela me perguntou
- Assim como?
Perguntei fingindo esta seria
- Uma hora você mim parece triste e outra alegre, mais gosto quando fica alegre.
Eu olhei naqueles olhos vivos e brilhantes e não sabia que Éster ficava a me observar deste que acordou, mais não demorando muito respondi a ela.
- Então não ficarei triste!
Falei para Éster que balançou a cabeça concordando comigo, eu queria ter ficado mais com minha menina, mais tive que ir na emergência que me chamava alias ainda estava de serviço.
Éster

Assim que Carla saiu, voltei minha atenção para minha tia.
- Tia antes de você ir me fale uma coisa?
- Sim, pode pergunta minha princesa!
Fiz uma careta com o apelido carinhoso de minha tia, que não perdia essa mania de as vezes me trata como criança
- O que a Carla e nossa?
- Bom Éster, a Carla e.... Uma amiga minha, vocês se aproximaram muito antes do seu acidente, ela ficava aqui todos os dias com você, preocupada se você acordaria, ela gosta muito de você!
Fiquei pensativa sobre ela gosta muito de mim, alguma coisa me dizia que tinha mais, só que minha tia não me falava e nem a Carla, e sei que se eu pergunta mais alguma coisa agora elas não responderam.
- Só isso querida?
Perguntou minha Tia
- Sim, por hora já é o bastante minha Tia, e Obrigada por a senhora ter cuidado de mim, depois que meus pais se foram.
- Sempre cuidarei de você, agora durma um pouco que logo cedo vamos fazer os exames.
Minha tia se despediu de mim, beijou minha testa e foi embora me deixando mais uma vez naquele vazio no coração de quando nenhuma das duas estava por perto, uma por ser minha tia e a outra por ter algo familiar que meu coração insistia em bate forte quando estava por perto.

Notas finais:

Bom eu ficava falando que a historia estava chegando no fim, e estava mesmo rsr

Mais como quero que Éster se lembre de Carla vai fica um pouquinho grande a história rsr



Comentários


Nome: Elizaross (Assinado) · Data: 04/07/2018 20:32 · Para: 23 Sensação Família

Tadinha da Carla..

Ester lembre logo .... autora agiliza isso ai  kkkkk



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.