Última noite de amor por Vandinha


[Comentários - 1262]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Última Noite de Amor -- Capítulo 19

 

 

A campainha tocou, e Edna foi atender a porta. Era Gustavo com Valentina ao lado dele.

-- Bom dia Edna -- A loira cumprimentou a jovem senhora ao entrar -- Vim visitar a minha noiva. Será que é possível?

-- Não sei. Tem uma psicóloga lá no quarto com ela, mas faz tempo, talvez a sessão já tenha terminado -- segurou o espanador em uma mão e o balde com pano na outra -- Estou indo limpar os quartos, vem comigo que eu te deixo lá.

-- Você não vai Gustavo?

-- Não Valentina -- o advogado sentou no sofá e colocou uma pequena valise sobre o colo -- Eu preciso analisar alguns papéis antes de entregar para a Janaína assinar.

-- Só espero que aquela enfermeirazinha insuportável não esteja lá com a Alexandra. Não consigo ficar nem um minuto a sós com ela.

-- Dona, Valentina. Não posso ficar o dia inteiro parada com esse balde na mão -- Edna reclamou de cara feia.

-- Vamos, vamos sua chata.

Gustavo sacudiu a cabeça e pegou uma caneta. Não estava disposto a prosseguir assim. Precisava acelerar seus planos. Envolveu-se com agiotas que agora estavam cobrando a dívida e o ameaçando de morte.

Antes do acidente Alexandra havia prometido lhe dar o dinheiro, mas não teve tempo de cumprir a promessa e agora a sua vida estava um verdadeiro inferno.

Batia a caneta na perna sem parar, estava nervoso, não confiava em Valentina. Ela e o marido eram bem capazes de lhe passar a perna.

-- Droga! -- ameaçou jogar a caneta contra a parede, mas parou no ar, quando ouviu conversas vindas da cozinha -- Ô de casa -- berrou da sala.

-- Entra aqui Gustavo. Estamos na cozinha -- Tatiana respondeu.

O advogado abriu um sorriso safado no rosto e se levantou rápido. Tatiana era arisca, mas também muito gostosa. Valia a pena investir.

Abriu a porta e encostou-se no batente com as mãos nos bolsos.

-- Olá minha linda enfermeira -- jogou a cabeça para trás e riu com gosto, um som alto e desagradável.

Tatiana levantou-se com rapidez e seguiu em direção a porta.

-- Vamos conversar lá na sala? -- Tatiana puxou Gustavo pelo braço.

-- Pensei que você estivesse acompanhada. Ouvi vozes -- olhava insistentemente para a cozinha.

-- Estava assistindo um vídeo que me enviaram no WhatsApp -- O empurrou para que ele ficasse sentado no sofá e sentou na poltrona em frente.

-- Vamos conversar sobre o que? -- Tatiana esfregou as mãos sem saber o que falar.

-- Sobre você -- ele aproximou-se mais dela curvando o corpo para frente -- Você é comprometida ou tem namorado?

 

 

No quarto de Alexandra.

 

Valentina aguardava Cibele terminar o atendimento. A loira já estava impaciente. Olhava para trás, olhava para cima, mexia-se na poltrona, levantava, sentava.

Cibele fechou os punhos e se virou para a loira com os dentes cerrados.

-- Será que dá para você sossegar por um minuto? Estou tentando terminar a sessão -- bufou irritada -- Desse jeito não consigo me concentrar.

Como resposta, Valentina cruzou os braços contra o abdômen e fechou a cara. Parece que tudo ao seu redor conspira contra ela. Primeiro a lollipop enfermeira, agora a Barbie psicóloga.

 

 

Na sala, Tatiana continuava a distrair Gustavo.

-- Tenho uma namorada -- fez questão de falar abertamente.

-- Uma mulher? -- Ele a encarou e ficou de boca aberta.

-- É, uma mulher. Ela ainda não sabe que é a minha namorada, mas em breve vou me declarar.

-- O mundo é gay? Não existe mais mulheres héteros? -- Gustavo descansou o corpo no sofá, encostando-se decepcionado.

-- Existe, você é que está procurando no lugar errado -- Tatiana mudou de posição na luxuosa poltrona de couro, cruzou uma perna sobre outra e colocou as mãos sobre os joelhos.

-- Você tem razão. Ultimamente só tenho saído com acompanhantes de Luxo. Lindas garotas de alto nível que atendem clientes como eu, que busco acompanhantes de alta classe, para as noitadas.

-- Hum, entendi -- Tatiana juntou os fatos e agora compreendia o motivo de Isabel se esconder do taradão. Seu estômago chegou a embrulhar só de se imaginar transando com aquele escroto.

-- Você já saiu com uma garota dessas?

-- Nunca precisei pagar para sair com uma mulher -- sorriu com os lábios apertados.

-- Elas são mais sensuais, provocantes, discretas, atrevidas e quentes.

-- Você não é casado?

-- Sou, e daí? Nunca deixei faltar nada em casa e, é isso que importa.

Tatiana só tinha uma opinião a respeito de Gustavo: O cara é muito nojento, muito asqueroso!

-- Com licença -- uma voz aveludada invadiu a sala, fazendo Tatiana e Gustavo se levantarem rápidos -- Um de vocês poderia por gentileza, me acompanhar até a porta?

-- CLARO... -- os dois falaram juntos.

Porém, Tatiana pensou que seria um bom momento para se livrar de Gustavo. Isabel precisava sair da cozinha antes que mais alguém aparecesse.

-- Gustavo, como você é um changeman, com certeza não vai se importar de acompanhar a Cibele até a portaria. Não é mesmo?

O advogado ajeitou a gravata e aproximou-se da bela psicóloga.

-- Será um prazer imensurável -- falou galanteador.

Cibele ajeitou a bolsa no ombro e abaixou os olhos para a prancheta, que segurava contra o peito.

-- Acho que não esqueci de nada. Então podemos ir.

 

Tatiana deu tchauzinho com um sorrisinho sínico nos lábios e saiu correndo em direção a cozinha assim que Gustavo fechou a porta.

-- Pode sair daí, Isa. Ele foi levar a Cibeleza até a portaria.

Isabel saiu de baixo da mesa, levou as mãos as costas e fez uma careta de dor.

-- Acho que nunca mais voltarei ao normal -- franziu a testa.

-- Para de reclamar e vaza logo daqui. O Zé Bonitinho já deve estar subindo -- empurrando-a pelas costas conduziu-a até a sala.

-- Já vou, já vou.... não precisa empurrar...

 

 

Valentina sentou na beirada da cama de Alexandra e afagou o rosto dela.

-- Como você está? -- Puxou o rosto dela para mais perto e a beijou na boca -- Sabe Alex, nunca pensei que um dia diria algo parecido para uma mulher, mas estou sentindo falta de nossas transas -- ela disse com a cara de quem estava infeliz e triste.

Alexandra sentia-se insegura e tensa. Não confiava naquela mulher perversa. Tinha a impressão que a qualquer momento ela tentaria matá-la.

-- Queria ter te conhecido antes, muito antes -- foi até um criado mudo onde tinha um travesseiro o pegou e foi até Alexandra -- A gente podia ter se divertido bastante. Não é mesmo?

A testa de Alexandra estava suada. Olhou em volta e tentou imaginar como se defenderia. Em último caso berraria por socorro. Começou a ficar nervosa, seu coração acelerou.

-- Vai ficar tudo bem -- falou e partiu para cima da empresária colocando o travesseiro no seu rosto e pressionando com força.

Alexandra começou a se debater, mas era em vão. Começou a se mover freneticamente esperando de algum modo escapar, mas não obtinha sucesso. O gesso no braço tirava toda a sua mobilidade.

Já estava sem ar e prestes a perder os sentidos.

-- Desculpe a demora... -- falou Isabel entrando no quarto de supetão. Assim que ela viu o que acontecia foi em direção a Valentina e a agarrou por trás puxando com toda a força e jogando-a contra a parede.

As duas começaram a travar uma luta dentro do quarto. Isabel em um impulso de raiva empurrou Valentina contra a mesa derrubando tudo pelo chão. Queria acabar com a loira naquele momento e não mediu esforços. Partiu para cima dela com pontapés e socos desajeitados no seu rosto. Valentina se defendia colocando a mão na frente. Mas mesmo assim conseguiu acertar um soco em cima do olho. Ela gemeu de dor e cambaleou. Isabel ainda conseguiu lhe dar alguns tapas e puxões de cabelo antes de deixa-la caída no chão.

Alexandra finalmente pode respirar. Respirou tão forte que sentiu uma forte dor no peito. Era bom respirar novamente.

-- Você está bem? -- Isabel perguntou bastante preocupada.

Alessandra balançou a cabeça respirando fundo.

-- Sinto muito -- Os lábios da garota se fecharam em um sorriso. Seus olhos brilharam. Em seguida ela se virou para Valentina que estava logo atrás dela -- Caia fora daqui sua louca. Não pense que isso irá ficar assim. Você vai pagar caro por todos os seus crimes.

Isabel pegou a bolsa da loira e jogou em cima dela.

-- Não quero que você chegue perto da Alex -- abriu um meio sorriso diante do olho de Valentina que começava a inchar -- Você viu o que sou capaz de fazer, então... fique longe dela.

-- Você não perde por esperar sua vadia -- falou fuzilando Isabel com os olhos.

-- CAI FORA -- Isabel empurrou a loira até a porta -- Você não está em condições de ameaçar ninguém -- a colocou para fora e bateu a porta.

Alexandra suspirou fundo, levou a mão ao peito e olhou para Isabel.

-- Essa foi por pouco.

-- Eu tenho vontade de te bater tanto, tanto... -- Isabel se aproximou e, sem constrangimento algum, abraçou-a e a encheu de beijos pelo rosto e pelos cabelos -- Você tem que desistir dessa vingança, Alex. Chama a polícia e acaba com isso logo de uma vez.

-- Não posso, Isa. Ela vai ter que pagar pela morte da Giovana. E nós sabemos que no Brasil ninguém fica muito tempo na cadeia.

Para sua surpresa Isabel deitou a cabeça no peito dela. Alexandra a abraçou e ficaram assim por muito tempo.

Alexandra era muito cabeça dura, teimosa e vingativa. Estava colocando sua vida em risco em troca de uma vingança que não levaria a nada.

Isabel entendia os motivos de Alexandra, a sua revolta, a sua descrença na justiça, mas não podia permitir que ela continuasse alimentando sua vingança.

 -- Alex, a Janaína não está bem. Ela precisa de você. Os seus negócios estão abandonados e ela não tem cabeça para mais nada a não ser cultivar a presença da Giovana.

-- Primeiro eu vou acabar com aqueles dois. Depois retorno aos negócios -- Valentina era a sua ideia fixa, e nada lhe arrancaria da cabeça.

-- O que posso fazer para tirar isso da sua cabeça? -- perguntou com uma amabilidade e uma delicadeza extrema.

Alexandra segurou seu queixo com carinho, fazendo-a olhar diretamente em seus olhos verdes.

-- Você podia começar tirando a roupa e deitando aqui comigo...

Isabel pulou da cama tão afoita e irritada que quase caiu por cima do criado mudo.

-- Estava demorando. Eu sou uma boba mesmo -- pegou o travessou que estava no chão e ficou amassando entre as mãos. Seus olhos eram de pura maldade.

-- O que você está fazendo? -- Perguntou achando estranho a atitude dela -- Isa...

-- Vou terminar o que a Valentina começou -- deu uma gargalhada de maneira diabólica e partiu para cima dela -- Sua safada, sem vergonha...

Isabel tentava sufocar Alexandra com o travesseiro e ela se defendia colocando o braço com o gesso na frente. As duas riam alto achando graça da brincadeira.

-- Chega... chega, perdão... -- A respiração de Alexandra já estava ofegante -- Estou morta.

-- Já está pedindo arrego, dona Alexandra. Que vergonha! -- Falou deitando ao seu lado na cama com o braço sobre o abdômen dela.

-- Prefiro outro tipo de brincadeira -- virou a cabeça para o lado e encarou Isabel.

-- Que brincadeira? -- Estava com os olhos fechados e a respiração forte.

-- Vamos brincar de fazer amor -- rebateu Alexandra.

Isabel ficou de joelhos na cama e a chamou com o dedinho.

-- Então vem... me possua -- ela provocou fazendo com que Alexandra fosse as nuvens.

-- Vem cá, vem, quero te tocar -- fez a maior cara de sem vergonha -- Quero te deixar louca de tesão.

Isabel deu uma gargalhada divertida.

-- Você está pensando em me deixar excitada com esse gesso?

-- Eu posso colocar a língua se você quiser. Garanto que vou te deixar louquinha.

-- Meu Deus como você é safada -- pegou novamente o travesseiro -- Vou te matar, mas não vai ser de prazer -- colocou o travesseiro sobre a cabeça de Alexandra fingindo sufoca-la.

-- Socorro... -- Alexandra entrou na brincadeira.

 

-- ISABEL! MEU DEUS... NÃO...

O susto foi tão grande que Isabel caiu da cama e se espatifou no chão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nome: rhina (Assinado) · Data: 20/05/2018 17:17 · Para: Capitulo 19

 

Valentina cada vez mais determinada em colocar fim na vida de Alex 

A brincadeira da Isabel não terminou bem....e agora 

Rhina



Nome: lucy (Assinado) · Data: 17/07/2016 17:13 · Para: Capitulo 19

Kkkkk o feitiço virou contra o feiticeiro, quero ver

como vai sair dessa sinuca de bico , kkkk

Ou contam a verdade, ou Isabel passa por maluca

Bjs, otima estória



Nome: Luh kelly (Assinado) · Data: 09/12/2015 14:28 · Para: Capitulo 19

Ufaaa essa foi por pouco Isa, quase aquele escroto a vê, mas por sorte se escondeu a tempo. Enquanto isso aquela assassina estava quase conseguindo seu intento, adorei Isa dando só na cara dela ne senti vingada e isso ainda foi pouco pra essa vadia. Só faltava um beijo de agradecimento mas ao invés disso a coitada se estatelou no chão.kkkk.

Beijão minha amiga e até breve.:)

É sempre um prazer comentar.



Nome: jake (Assinado) · Data: 09/12/2015 12:16 · Para: Capitulo 19

Oie Querida autora....mais uma vez aqui me divertindo....rios....A Isa eh o anjo guardiao da da Alex...sintonia perfeita...sem perceber ela esta se entregando pra Alex....mais tambem eh maluquinha quem manda subir em cima da Alex ..tomara que seja a Simone....que tenha entrado soh assim ela se livra de uma boa encrenca....ou que a Alex resolva falar que era brincadeira delas ....Vamos ver oque acontece....Janaina vamos reagir....valeria kd vc?



Nome: Mille (Assinado) · Data: 09/12/2015 09:20 · Para: Capitulo 19

Foi por pouco, ainda bem que ela chegou logo no quarto para ver a malvadeza da Valéntina, mais seria bom elas descobrir que o Gustavo está envolvido. Penso que se ele não conseguir o dinheiro e souber da Bel irá entregar ela ao cafetão.

O clima delas é de romance, as vezes a Alex solta as safadezas que quebra o clima, mais aos poucos ela vai conquistando a Bel.

 Bjus querida Vandinha



Nome: jull (Assinado) · Data: 09/12/2015 03:02 · Para: Capitulo 19

Vandinha Isa é simplesmente  maravilhosa 😂😂😂😂mais apaixonante  a cada capítulo.

E  Alex e propria encarnação da  safadeza. 😂😂😂😂

São perfeitas juntas 

 

Bjo 



Resposta do autor em 08/12/2015:

Olá Jull. Tudo bem? Legal que esteja gostando querida. Continue comigo. Bjs.



Nome: lia-andrade (Assinado) · Data: 09/12/2015 02:55 · Para: Capitulo 19

Olá Vandinha, tudo bem?

Valetina teve o que merecia.. Alex e Isa juntas são pura comédia kkkk me acabo de rir delas. Agora só falta pensarem que Isa esta tentando matar Alex, era só o que faltava.

Beijos.. 



Resposta do autor em 08/12/2015:

Olá Lia. Era só o que faltava né... Bjão meu anjo. Até.



Nome: NayGomez (Assinado) · Data: 09/12/2015 02:30 · Para: Capitulo 19

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk  essa Alex não perde uma,  a Isa foi MARA dando aqueles sopapos na Vaca da Valentina,  merecia mais u.u agora só falta achar que a Isa tava fazendo alguma coisa com a Alex... 



Resposta do autor em 08/12/2015:

Olá Nay, do jeito que a Isa é sortuda não duvido de nada. Bjã querida. Até.



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 09/12/2015 02:21 · Para: Capitulo 19
Kkkk. Essaa duas. Toma Valentina maldita. Pegou umas porradas. E qyem entrou? Será q vai pensar q é verdade?

Resposta do autor em 08/12/2015:

Eita que Isabel é porreta. Será que vão pensar que Isabel está tentando matar a Alex? Que sacanagem né. Bjã Patty.



Nome: graziela (Assinado) · Data: 09/12/2015 01:48 · Para: Capitulo 19

Adorando as 2 juntas se divertindo e divertindo nós. 

Demais.  Parabéns. 



Resposta do autor em 08/12/2015:

Obrigada Grazi. Fica com Deus meu anjo. Bjs.



Nome: turioni (Assinado) · Data: 09/12/2015 01:25 · Para: Capitulo 19

HAHAHHHAHAHAHA VANDINHA! Não tem uma historia sua que não é hilaria!

Parabens, virei tua fã!



Resposta do autor em 08/12/2015:

Olá meu anjo. Cada leitora que eu ganho é uma vitória maravilhosa. Amo vocês. Bjã.



Nome: Silvia Moura (Assinado) · Data: 09/12/2015 01:10 · Para: Capitulo 19

Vandinha...que capítulo engraçado, bolei de ri... essas duas estão se tornando parte uma da outra numa sutilidade que dá prazer de ler.... o cotidiano de cada uma que da volume essa estória... vc está delineando bem demais...não deixando ser pesado... não deixando a estoria ser aquele livro que fala de espiritualidade... amo essas suas loucuras... vc deve ser bem pirada autora....kkkkkkkk..."ainda lembro aquela fala sua: é tudo decorado"... por dias me acabava de ri sozinha... te adoro queirda irmã...fica com Deus...



Resposta do autor em 08/12/2015:

Olá minha querida. Você tem razão. Sou pirada mesmo, kkkk... 

Sempre que começo uma nova estória eu penso: Essa não vai virar comédia. Mas olha aí. Vão passando os capítulos e as minhas protagonistas começam a ficar engraçadinhas. Fazer o que né. Também te adoro irmã. Nunca esqueça de mim. Fica com Deus.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.