O amor chega sem avisar por patty-321


[Comentários - 163]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

 

 

 

Fui pra casa pensando naquelas palavras. Realmente, sou uma pessoa ousada, vanguardista, nunca fui de fugir das situações. Eu vou enfrentar essa situação. Tirar a limpo o que estou sentindo, o que acontecer vou viver e se me machucar, magoar, um dia passa. Depois que me separei prometi pra mim mesma que nunca mais iria deixar me conduzir por opiniões alheias, só iria fazer o que me dar prazer, alegria.

 Passei muitos anos me anulando como pessoa, como mulher não tenho mais 19 anos , sou uma mulher adulta de 37 anos, independente financeiramente.  Quero viver, conduzir meu destino, minha realidade. Só me arrependo do que não faço, não serei mais omissa com meus sentimentos.

Peguei o celular e liguei e ela atendeu rápido, parece que já esperava:

- Oi linda!! Tudo bem?

- Oi lindinha. Tudo bem. E com você?

- Hum, agora tá bem melhor. Te pego que horas pra gente jantar? Vou te levar num restaurante super legal, sei que você vai gostar muito.

- Ok. Mas é um lugar requintado ou simples? Só pra eu saber o que vestir.

- Ah tá. Meio termo. Eu vou colocar um vestido floral com uma sandália de salto fino. Nada muito requintado não, bem apropriado pra este nosso clima quente.

- Blz então, combinado. Passa aqui em casa às 20h, ok? Vou te enviar o localizador. Até lá. Bjs.

- Até, bjs.

Antes das oito, ela me envia uma mensagem de que estava me esperando em frente  ao prédio. Senti um frio na barriga, coração disparou. Inspirei e expirei algumas vezes e sair, dando um tchau para os meus filhos. Eles já estavam grandes mas chamei uma vizinha que trabalhava de babá pra mim quando eu precisava, pra dormir lá em casa e ficar de olho nas crianças.

Ela estava fora do carro me esperando. Nossa como ela estava linda, num vestido justo, acima do joelho, com tons florais, creme, simples, mas muito bonito e elegante. Me cumprimentou com dois beijos no rosto e abriu a porta do carona pra mim.

- Hum, que moça educada e “cavalheira”, kkkkkkkkk. Falei pra espantar o meu nervosismo. Ela gargalhou. Linda.

- Boa noite, flor. Me beijou no rosto e assumiu o volante.

O restaurante era muito legal, como ela havia me dito. O ambiente era aconchegante, havia muitas pessoas mas não estava lotado, a música era ambiente e tocava MPB. Adorei de cara.

Sentamos, fizemos os pedidos, ficamos bebendo suco e conversando, enquanto nossa comida chegava.

- Então meu anjo, tudo bem? Como foi o teu dia?

- Tudo bem, dia de trabalho normal. Ah, adorei as rosas e o cartão também. Obrigada.

- Que bom que gostou, fico muito feliz – Pegou na minha mão enquanto falava e olhava nos meus olhos, com aqueles olhos negros e sorridentes. Ela não sorria apenas com a boca, mas com os olhos também, me fascinava esse jeito dela. Conversamos amenidades, jantamos e saímos. Entramos no carro e eu fiquei calada, esperando o próximo passo dela.

- Linda, sei que você levanta cedo amanha, mas ainda dar pra gente dar um rolé na orla do rio, ok?

- Ok. Vamos lá, hoje estou por sua conta.

Passeamos, conversamos bastante, rimos muito, falamos muita besteira, tomamos água de coco. Eu estava me sentindo leve, descontraída, tínhamos voltado àquela amizade leve e gostosa.

- Linda, tá ótimo o passeio, mas tá ficando tarde, já são 23:15h, preciso acordar cedo amanhã, ok?

- Claro meu bem, vamos.

-Pronto, tá entregue, sã e salva e com todos os pedaços intactos, kkkkkkkkkkk.

- kkkkkkkk, palhaça vc é, hem?

Ela pegou minha mão, beijou e me olhou intensamente e falou:

- Só palhaça? Hum, que mais eu sou pra você?

Ai meu Pai, isso é tortura tava tudo tão em paz e ela me vem com essa voz, esse olhar... aff fiquei olhando pra aquele rosto sem conseguir dizer nada. Ela largou minha mão, me fez um carinho no rosto, segurou no meu queijo e beijou meu rosto de um lado e do outro, me encarou, e encostou seus lábios nos meus bem de leve. Ah nessa hora meu coração já estava saindo pela boca, aqueles carinhos, aquela boca na minha, foi demais pra minha sanidade. Gemi e entreabrir os lábios, beijando a boca dela vorazmente. Que loucura, eu já não sabia nem onde eu estava, nem qual era meu nome. Ficamos nos beijando não sei por quanto tempo. Quando dei por mim, estava quase no colo dela, arfando, sem fôlego.

Pára, por favor, estamos na frente do meu prédio alguém pode nos ver, eu arfava, sem fôlego, minha voz saía alterada.

- Sem perigo, linda, o carro tem película 100%, não dá pra ver nada do lado de fora (ela também estava sem fôlego, arfante como eu).

Ufa! Fiquei mais tranquila, respirei fundo me recompondo, arrumando meus cabelos, roupa.

- Éééééé, tenho que ir, tá tarde, obrigado pela noite. Boa noite. Tchau.

 Ela só me olhava com aqueles olhos maravilhosos, negros e parece que queriam penetrar na minha alma. Ela se arrumou no banco do carro, arrumou os cabelos, de repente me olhou e o olhar dela ficou frio, distante.

- Tchau Sandra. Boa noite.

Mal sair do carro e ela arrancou, nossa! Acho que ela ficou brava, pensei um pouco triste, por tê-la deixado triste. Minha cabeça tava novamente um caos. Ai que situação difícil. Ela é minha amiga, é uma mulher, aiiii mas que beijo, nunca senti algo tão forte, me orgulhava de que nunca nenhum homem havia me virado a cabeça e vem justamente uma mulher e me deixa assim: sem chão, completamente alterada. Melhor beijo da minha vida,  acabei confessando pra mim mesma.

 

 

Essa foi mais uma noite difícil pra conciliar o sono, ficava lembrando tudo, principalmente dos beijos e do que eu sentir e sentia só em lembrar, meu sexo pulsava. Eu pensei: to ficando louca, só tem dois caminhos, eu me entrego completamente e vejo no que vai dar ou me afasto dela, risco ela da minha vida. Comecei a chorar, eu gostava da  amizade dela, do jeito dela de ser,  alegre, bem humorada, jeito louquinho dela de ser. Ia ser muita difícil ficar sem ela.

 

 

 

Notas finais:

Mudar não é fácil. "É preciso coragem..."



Comentários


Nome: flawer (Assinado) · Data: 13/03/2018 00:30 · Para: 13- Me rendendo.

Coragem... Onde acha-la?! ( Carinha pensativa aqui)

Bom cap. Tomara q ela ACHE e tome posse da coragem pra viver esse amor. Rss Nem todas acham...

Beijinhos gatita



Resposta do autor:

Ioi flawer lindona. Obrigada por tirar um tempinho pra ler e comentar minha singela estória, sou marinheira de primeira estória. Kkkk. Boa noite. Bjs



Nome: Bia Ramos (Assinado) · Data: 12/03/2018 23:41 · Para: 13- Me rendendo.

Oi Patty! Boa noite!

Mas essa e confusão agora néh... Ou você se arrisca a viver algi intenso e totalmente novo, ou simplesmente deixa passar. A Sandra está com um pequeno desafio nas mãos...

Ansiosa para o próximo... :)

BJs

Bia



Resposta do autor:

Oi lindinha. Realmente e uma grande decisao. Obrigada por ta acompanhando. Bjs



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.