O amor e suas conquistas por Bia Ramos

Notas da história:

Ola  meninas, embora tenhas várias historia na página essa foi a que mais me deu trabalho fazer, rs... Três anos de busca, apaga aqui apaga ali, finalmente estou conseguindo finalizá-la, postarei aos poucos os capitulos revisados, espero que gostem e comentem esse romance, depois de A magia da música essa é minha segunda grande conquista..

Obrigada Lettera pela oportunidade de compartilhar minhas histórias, obrigada leitoras por me seguirem e e pelo carinho doado..

Boa leitura a todas!!

 

Bia Ramos

Estava praticamente dormindo em pé quando cheguei em casa, uma viajem de bate-volta acaba com qualquer pessoa, quando abri a porta tudo escuro e aquele silencio, constatei já imaginando que não havia ninguém em casa, sorri colocando a chave na mesa indo para a cozinha precisava tomar algo gelado, abri a geladeira pegando a jarra de suco sentando um pouco, quando me dei conta estava quase cochilando na mesa.

Sacudi a cabeça e fui para o quarto, olhei bem para a cama e quase cedi à vontade de deitar e dormir, mas fui para o banheiro liguei o chuveiro e deixei a água morna cair pelo meu corpo eliminando metade do meu cansaço.

Fiquei um bom tempo em baixo do chuveiro, quando sai me enxuguei colocando uma roupa leve, passava um pouco das 18hs já estava anoitecendo e agradeci por ser sexta-feira e não precisar ter que trabalhar na manhã seguinte, dormiria a noite inteirinha como um anjo, a não ser que surgisse outro imprevisto como na noite passada com a pequena Aninha, segui para a sala deitando no sofá, coloquei um filme e fechei os olhos...

Acordei com uma mão pequena e gelada acariciando meu rosto, sorri sentindo cheiro de doce, ela chamava perto de meu ouvido:

-Acorda tia Bia!

-Oi minha princesinha, estou acordada.

-Então abre o olho.

Sorri, era autoritária como a mãe, abri os olhos e olhei bem para ela, estava comendo chocolate com a boca toda suja, perguntei:

-O que faz sozinha aqui amor, onde está sua mamãe?

-A mamãe disse pra não acordar você, desculpa!

Baixou a cabeça triste, toquei o rosto dela sorrindo sussurrei:

-Tudo bem anjinho, prometo não contar a ela, agora vem aqui e dê-me um abraço estava com saudades!

Ela sorriu jogando-se em cima de mim me abraçando gostoso dizendo:

-Nós fomos ao parque, brincamos na areia e depois comemos algodão doce.

-É mesmo? Quantas aventuras hoje, o que mais vocês fizeram?

-Mamãe estava cansada e não quis brincar comigo, mas Priscila brincou, mamãe não gosta de brincar mais comigo, por isso viemos embora.

-Ei, olha pra mim, já conversamos sobre isso néh, porque a mamãe não pode brincar com você?

-Por causa do bebe?

-Exatamente, isso não quer dizer que ela não goste de você, quando o bebe nascer ela vai poder brincar com vocês dois, tudo bem?

-Tudo, você pode me levar amanhã de novo? Brincar comigo?

-Claro doçura, amanhã iremos ao parque e vamos brincar muito.

-Ebaaaaa...

-Ok, não precisa gritar, onde a mamãe está agora?

-Ela está na cozinha com a Priscila e tia Odete.

-Ah é... E o que elas estão fazendo lá?

-Elas tão fazendo boio.

-Tão fazendo o que?

-Boio de chocolate!

Sentei no sofá com ela em meu colo ainda, arqueando a sobrancelha tentando imaginar a cena, Jéssica fazendo boio quer dizer bolo, sorri esticando os braços e fazendo cocegas na pequena e depois abraçando-a forte, toda melada de doce a beijei no rosto perguntando:

-Como você está hoje?

-Eu estou bem...

-Você nos deu um susto danado na noite passada pequena.

Ela sorriu e me abraçou, tentando colocar chocolate em minha boca, a noite passada ela acordara chorando com febre, Jéssica ficou desesperada, mas logo chamou uma amiga médica para ver o que estava acontecendo.

Quando a doutora chegou, tínhamos lhe dado um banho morno, ela a avaliou constatando que a menina estava apenas com a garganta inflamada e consequentemente a febre, medicara a pequena que logo conseguiu dormir.

Depois que agradecemos a Dra., Ana passou a noite conosco, acordou algumas vezes durante a noite chorando, quando amanheceu levantei, precisava viajar para resolver a compra de alguns equipamentos para a escola, não quis acordar Jéssica por isso deixei apenas um bilhete ao lado do travesseiro:

“Amor, fui fazer as compras qualquer novidades me ligue... Amo vocês. Beijos”.

Ana tentava colocar chocolate em minha boca novamente me tirando do transe, ficamos ali conversando um pouco, mas logo levantei com ela em meus braços sussurrando:

-Amor, vamos lá ver o que a mamãe está aprontando?

Ela grudou em meu pescoço concordando sorrindo, seguimos para a cozinha, parei na porta colocando-a no chão que logo correu em volta da mesa gritando que ia ao parque amanhã, no mesmo instante em que Jéssica olhou para a porta sorrindo vindo em minha direção, caminhava lentamente devido ao seu estado avançado na gravidez, abri os braços a recebendo calorosamente dando-lhe um beijo e dizendo:

-Você está maravilhosa hoje!

-Acha mesmo?

-Unhum!

-Ana acordou você?

-Claro que não, eu já estava acordada.

-Vou fingir que acredito.

Apertei-a em meus braços sentindo seu cheirinho e beijando-a logo abaixo de sua orelha perguntando:

-Como foi seu dia? Não deveria ficar em pé muito tempo sabe disso néh? Fiquei sabendo das suas aventuras pelo parque hoje!

-Ana Clara!?

Aninha me olhou fazendo careta enquanto a mãe olhava feio pra ela, tentou justificar:

-Saímos um pouco Bia, estava cansada de ficar em casa.

-O que eu faço com você hein?

-O que queria amor, que eu ficasse trancada em casa novamente? Você está parecendo uma carcereira!

-Não fique nervosa, só estou cuidando de vocês, não posso?

-Claro que pode meu bem, só acho que é muita preocupação.

-Tudo bem, vou tentar controlar!

-Promete?

-Sim, o que vocês estão fazendo reunidas aqui?

-Estamos fazendo bolo.

-É mesmo?

-Quero dizer, Odete e Priscila estão fazendo, eu estou aqui ajudando, estava com vontade de comer um bolo da dona Odete.

Ela colocou a mão na barriga fazendo careta, abaixei na altura do umbigo dela perguntando:

-Como está meu garotão? Chutando muito?

-Ele está impossível hoje!

Moveu minha mão até o ponto onde chutava, sorri me deliciando com aqueles momentos, depositei um beijo onde ele chutou, ficando em pé novamente dizendo:

-Vamos para a sala sentar um pouco e deixar as especialistas cuidarem do bolo!

Pisquei para Odete que sorria praticamente agradecendo por tirar Jéssica dali.

-Bia?

-Oi amor?

-Faria uma massagem em meus pés?

-O que eu ganho com isso?

-Qualquer coisa, não estou em posição para negociações!

-Fala assim porque sabe que não posso abusar de você!

-Eu te amo!

Sorriu acariciando meu rosto, nos sentamos no sofá, era daqueles sofás grande mais parecido com uma cama, Jéssica se ajeitou entre as almofadas, logo Aninha veio correndo se jogando entre nós, ela ainda relutava em não aceitar o bebe, mas aos pouco fomos convencendo a pequena moça da chegada do irmãozinho, ainda brigava quanto ao fato de ter perdido temporariamente o colo da mamãe dela, por conta disso nos tornamos mais unidas, as vezes ela até me chamava de mãe isso me emocionava muito, perguntou em meu colo:

-Tia, vamos assistir a um filminho?

-Claro anjinho, pega o controle e escolhe um bom para nós, enquanto massageio os pés de sua mãe.

-Ebaaa...

Coloquei uma almofada nos costas de Jéssica, e outra abaixo de suas pernas, peguei seus pés beijando-os e sussurrando:

-Estão inchados amor! Você se esforça demais sabia.

-Você me trancou a semana toda em casa, hoje que você não estava resolvi escapar um pouco.

-Sabia que isso iria acontecer assim que sai de casa.

-Como foi a viajem?

-Cansativa, mas resolvemos todos os detalhes e fizemos as compras, agora é só esperar chegar o equipamento e começar a montar a sala.

-Que bom Bia, se tudo der certo podemos inaugurar mais uma sala de aula mês que vem.

-Sim se Deus quiser!

Sorriu para mim, Ana voltou com o controle na mão, ela se aninhou nos braços da mãe, sentei do lado da pequena aninhando-a as duas em meus braços, Jéssica pegou minha mão e levou até onde o bebe chutava, sorri acariciando sua barriga, Aninha também passava as pequenas mãozinhas na barriga da mãe, ela me olhou sorrindo deliciosamente quase me matando de tanto amor, sussurrei em seu ouvido:

-Amo vocês!

Ela acariciou meu rosto me beijando suavemente, assistimos o filme e eu mentalmente agradecendo a Deus por aquele presente, porque de todas as minhas conquistas aquelas duas mulheres foram as mais importantes de minha vida, agora com a chegada de um garotão lindo para completar a família que eu sempre sonhei em ter.

Fim.

Como assim, já terminou?

Não terminou não... Está apenas começando...

 

Continua...

Notas finais:

Aqueles que não quiserem comentar na página e quiserem enviar um email, vou postar ele logo abaixo, criticas e sujestões serão bem vidas...

nanny_assis@hotmail.com

 

Beijos até a próxima!!



Comentários


Nome: cidinhamanu (Assinado) · Data: 02/12/2016 20:50 · Para: 1º Capítulo – Apenas o começo

15:50

Hey Bia boa tarde. Estou mais uma vez aqui para apreciar mais uma de suas lindas histórias...

Amo ler sua  escrita. Cada detalhe, cada surpresa. Tem humor, são românticas... charmosas... e gostosas de se Lerem.

Beijos cariño.

Cidinha.

 



Resposta do autor:

Cidinha

Obrigada querida... Continuamos a surpreender você e todas as suas colegas leitoras!!

 

Obrigada pelo carinho e atenção!

Bjs

Bia!!



Nome: wood (Assinado) · Data: 04/10/2016 22:36 · Para: 1º Capítulo – Apenas o começo

Gostei vou te acompanhar!



Resposta do autor:

Obrigada querida... Tenho certeza que não vai se arrepender!!

Bjs



Nome: rhina (Assinado) · Data: 03/10/2016 23:46 · Para: 1º Capítulo – Apenas o começo

Olá. 
Então terminei de ler...humm....humm.
Aprovado para minha leitura.
Um pouco diferente. ..mais adulto....mais responsabilidade...mais ainda curiosa.
Parabéns. 
Beijos. 
Rhina

Resposta do autor:

Ora, ora, ora!!

Acho que irá se surpreender mais, acho que a Bia está amaurecendo suas ideias, rs!

Acompanhe e comente, adoro seus comentários!!

 

bjs



Nome: rhina (Assinado) · Data: 03/10/2016 23:42 · Para: 1º Capítulo – Apenas o começo

 

Olá. 

Boa tardE

Bia. ..Bia

Suas histórias são lindas...românticas. ..charmosas...gostosas.

Menina tem tanto amor...carinho...sinceridade. ..profundidade...beleza. ..sensibilidade nas suas linhas....que as vezes me pergunto: verdade ou ficção  ?

Será. ..Bia o quanto de vc é da sua vida tem nas suas histórias? 

Parabéns. ...

Para todas parabéns. 

Beijo 

Rhina



Resposta do autor:

Rhina querida!!

Muito obrigada pelo carinho demonstrado a cada conto que posto...

Sabe, quando fazemos algo do qual realmente gostamos, temos que nos doar por inteiro e é assim quando escrevo, eu me isolo em um mundo que criei só para mim, coloco uma das minhas seleções de musicas favoritas e solto todas as emoçoes contidas e simplesmente começo a escrever... Acho que isso é o diferencial em minha histórias.

Quanto a pergunta que fez, não vou negar, existe muito de mim em minhas escritas tanto quando eu posso demonstrar...

Obrigada pela atenção e carinho...

Continue acompanhando minhas histórias... Não vai se arrepender!!

 

Beijos!! 



Nome: rhina (Assinado) · Data: 03/10/2016 23:35 · Para: 1º Capítulo – Apenas o começo

 

Olá. 

Boa tardE

Bia. ..Bia

Suas histórias são lindas...românticas. ..charmosas...gostosas.

Menina tem tanto amor...carinho...sinceridade. ..profundidade...beleza. ..sensibilidade nas suas linhas....que as vezes me pergunto: verdade ou ficção  ?

Será. ..Bia o quanto de vc é da sua vida tem nas suas histórias? 

Parabéns. ...

Para todas parabéns. 

Beijo 

Rhina



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.